Arquivo da tag: derrotada

Derrotada nas urnas, ex-prefeita veta reajuste do novo gestor e vereadores

claudiadias_ex-prefeitaInconformada com o resultado das urnas nas eleições municipais do ano passado, quando foi derrotada pelo então candidato Marcos Eron, que obteve 56,94% dos votos, o último ato da ex-prefeita de Monte Horebe, Sertão paraibano, foi vetar integralmente o reajuste do prefeito, vice e vereadores. .

De acordo com o blog Os Guedes, Claudia Aparecida Dias disse que o projeto aprovado pela Câmara de possuía vício de tramitação. “Em verdade, beira a irresponsabilidade fiscal sancionar um projeto de lei dessa natureza”.

Ainda segundo ela, o projeto não obedeceu ao previsto na lei Orgânica do Município. “Não há demonstração da origem dos recursos necessários para bancar a despesa de natureza continuada, em infringência ao artigo 17 do sobredito diploma legal”.

Durante o seu mandato como prefeita de Monte Horebe, Cláudia Dias foi afastada e presa durante a 3ª fase da Operação Andaime, que investiga fraudes em licitações de obras em municípios da Paraíba.

os Guedes

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Maioria dos deputados estaduais sai derrotada das urnas, sem eleger parentes

Foto: Assessoria de Comunicação

Nas eleições municipais deste ano, 20 deputados apresentaram parentes em primeiro e segundo graus na disputa direta pelas prefeituras municipais do Estado. A maioria foi derrotada nas urnas em seus colégios eleitorais.

A lista começa pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ricardo Marcelo (PEN). Ele tinha o irmão, Tarcísio Marcelo (PSB), como candidato a prefeito de Belém, terra natal da família. Tarcísio desistiu da disputa e foi substituído pela esposa de Ricardo, Crisneilde Rodrigues (PTB), que estava como vice. Cris obteve 4.931 votos, contra Edgard (PMDB), que ficou com 5.226 votos.

Adriano Galdino indicou o sobrinho, Arthur Galdino (PSDB), na disputa pela prefeitura de Pocinhos. Foi derrotado por Cláudio Chaves (PMN), que teve 5.674 votos contra 4.727.

Branco Mendes (PEN) tinha a esposa, Gorete Mendes (PSDB) como candidata à prefeita em Alhandra e perdeu. O atual prefeito é Renato Mendes (DEM), sobrinho de Branco.A família Mendes perdeu também uma hegemonia de 20 anos. O eleito foi Marcelo Rodrigues (PMDB), com 7.256 votos, contra os 6.129 votos de Gorete.

Doda de Tião (PMDB) também teve o irmão, Carlinhos de Tião (PSC), derrotado em Queimadas. Quem ganhou foi o ex-deputado Jacó Maciel (PSD), com 12.696 votos. Carlinhos de Tião, irmão de Doda, teve com 11.717 votos.

Márcio Roberto (PMDB) teve o filho,  Jullys Roberto (PMDB), derrotado em São Bento por Gemilton Souza (PR), que teve 12.424 votos. Jullys ficou com 8.955

João Gonçalves (PSDB) não conseguiu a reeleição da irmã, Aparecida (DEM), em São José dos Ramos. Ela ficou com 1.710 votos e Eduardo Caxias (PMDB) foi eleito com 2.123 votos.

Hervázio Bezerra (PSDB) não elegeu o filho, Léo (PSDB), vereador em João Pessoa. Léo obteve 3.992 votos. Só não conseguiiu o mandato por conta do coeficiente eleitoral. Léo oteve mais votado do o sexto colocado entre os eleitos, que foi o vereador reeleito Benilton Lucena (PT), que ficou com 3.517 votos.

Domiciano Cabral (DEM) não conseguiu eleger a esposa, Sara Cabral (DEM) prefeita de Bayeux. O ex-deputado Expedito pereira (PSB) volta ao cargo. Ele obteve 23.612 votos, contra 13.042 de berg Lima (PTN). Os votos de Sara não foram contabilizados, porque sua candidatura está indeferida com recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE),

Genival Matias (PT do B) teve o irmão, Bevilácqua (PRB), derrotado na disputa pela Prefeitura de Juazeirinho. Bei ficou na segunda colocação com 4.802 votos, perdendo para Carleusa (PTB), que é esposa do ex-prefeito Fred e filha do ex-deputado federal Carlos Dunga (PTB).

Num confornto direto entre deputados estaduais, Lindolfo Pires (DEM) obteve 18.029 votos e perdeu para André Gadelha (PMDB), com 18.780 votos, na disputa pela Prefeitura Municipal de Sousa.

Daniella Ribeiro (PP) ficou em terceira colocação em Campina Grande, com 36.501 votos. Apesar de não ir para o segundo turno em Campina, Daniella teve a mãe, Virgínia Veloso, eleita prefeita de Pilar, com 3.945 votos.

Manoel Ludgério (PSDB) elegeu a filha, Anninha Ludgério (2.649 votos) como prefeita de Barra de Santana, mas sua mulher, Ivonete Ludgério (PSB), não conseguiu se reeleger e ficou na primeira suplência da Câmara Municipal de Campina Grande.

Vitoriosos

O deputado Luciano Cartaxo (PT) ganhou o primeiro turno das eleições em João Pessoa, com 142 mil e 158 votos. Ficou com 38,32% dos votos válidos em João Pessoa.Ele disputará o segundo turno com o senador Cícero Lucena (PSDB), que ficou com 75.170 votos.

Arnaldo Monteiro (PSC), em Esperança, desistiu da disputa de última hora e foi substituído pelo filho, Anderson Monteiro (PSC), que foi eleito com 9.411 votos. Ele derrotou Nilber Almeida (PSB), que obteve 9.066, sobrinho do ex-prefeito Nodinho (PTB).

Zenóbio Toscano (PSDB), eleito prefeito de Guarabira com 16.200 votos, é esposo da deputada estadual Léa Toscano (PSB).

Francisca Motta (PMDB) foi eleita prefeita de Patos, com 28.407 votos. Em seu lugar na Assembleia Legislativa quem assume é o ex-deputado Carlos Batinga (PSC).

João Henrique (PSDB) consegiu reeleger a mulher, Edna, na Prefeitura de Monteiro, com 9.260 votos.

Tião Gomes (PSL) elegeu o irmão, Paulo Móveis (PRB), prefeito de Areia, com 7.604 votos.
Quem manteve a hegemonia em Araruna foi a família Maranhão. A mãe da deputada Olenka, Wilma, foi eleita novamente como prefeita daquele município. Ela é irmã do ex-governador José Maranhão.

portalcorreio