Arquivo da tag: Deputado

Justiça bloqueia R$ 10,4 milhões de senador e filho deputado investigados na Lava Jato

Arte/UOL
Arte/UOL

O senador Benedito de Lira (PP-AL) e seu filho, o deputado federal Arthur Lira (PP-AL), tiveram R$ 10,4 milhões em bens bloqueados, em caráter liminar, pela 11ª vara da Justiça Federal do Paraná a pedido da AGU (Advocacia-Geral da União).

O bloqueio, realizado em dezembro de 2016, é resultado de uma ação por improbidade administrativa movida pela AGU que tramita em segredo de Justiça e que tem como base os indícios de que pai e filho se beneficiaram do esquema que desviou recursos da Petrobras apurados pela Operação Lava Jato.

A AGU também pede a perda dos mandatos e dos direitos políticos por até dez anos. Na última quarta-feira (15), a defesa da família Lira tentou reverter o bloqueio dos bens, mas a Justiça Federal ainda não se manifestou. Procurada pelo UOL, a defesa dos dois confirmou a ação, mas não quis se pronunciar sobre o caso.

A ação movida pela AGU contra Benedito e Arthur Lira começou a tramitar na Justiça Federal do Paraná em dezembro de 2016. Ela ainda não foi julgada e tem como base as investigações conduzidas pela Lava Jato.

Benedito e Arthur Lira, que é líder do PP na Câmara dos Deputados, também são alvos de uma denúncia que tramita no STF (Supremo Tribunal Federal) feita pela PGR (Procuradoria Geral da República) em setembro de 2015.

Eles são acusados de terem recebido recursos de campanha oriundos do esquema de cobrança de propina que operava junto à Petrobras. O Supremo ainda não se pronunciou se aceitará a denúncia ou não. Não há data para isso acontecer.

Os dois parlamentares foram citados por três delatores do esquema: o ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa, o doleiro Alberto Youssef e o ex-presidente da empreiteira UTC Ricardo Pessoa.

A AGU alega que os dois receberam R$ 2,6 milhões em recursos oriundos de propina doados por Pessoa, pela UTC e por Youssef para pagar despesas de campanha. Os R$ 10,4 milhões bloqueados pela Justiça Federal do Paraná visam garantir o pagamento de ressarcimento e multa pedido pela AGU.

O bloqueio realizado pela Justiça Federal do Paraná é o segundo a atingir a dupla. Em fevereiro de 2016, o então ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki determinou o sequestro de R$ 4,2 milhões em bens pertencentes aos dois.

Nos últimos meses, a AGU tem movido ações de improbidade administrativa contra pessoas e empresas investigadas pela Operação Lava Jato. As ações tentam recuperar recursos que, segundo o órgão, teriam sido desviados pelo esquema.

A AGU e a força-tarefa da Lava Jato já ingressaram com ao menos 12 processos deste tipo que cobram um valor aproximado de R$ 26 bilhões.

Outro lado

Procurado pela reportagem do UOL, o escritório Arns de Oliveira e Andreazza, com sede em Curitiba, confirmou que foi contratado para defender Benedito e Arthur Lira na ação de improbidade administrativa movida pela AGU, mas, como o processo está em segredo de Justiça, o escritório não se pronunciou sobre o caso.

O advogado Cléber Lopes, que defende Benedito de Lira junto ao STF, disse que seu cliente é inocente. “O que eu posso dizer é que as doações recebidas pelas campanhas do meu cliente foram lícitas e todas declaradas ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Ele é inocente”, disse o defensor.

O advogado Pierpaolo Bottini, que defende Arthur Lira no STF, não comentou o caso.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Ricardo nomeia ex-prefeita e mãe de deputado federal para secretarias no Governo do Estado

diario_oficialO governador Ricardo Coutinho (PSB) fez novas alterações em sua equipe de auxiliares para acomodar aliados políticos. A edição deste sábado (04) do Diário Oficial do Estado trouxe as nomeações da mãe do deputado federal Wilson Filho, Maria Suely Alves de Oliveira Santiago e da ex-prefeita de Pombal, Yasnaia Pollyana Werton Dutra.

Suely Santiago foi nomeada para o cargo de secretária de Estado de Representação Institucional, com sede em Brasília. Já Pollyana Dutra ficou com a Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Articulação Municipal, pasta conduzida pelo deputado estadual Buba Germano (PSB).

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

‘Estou alegre e confiante de que darei conta do recado’, diz deputado ao assumir presidência da AL

gervasioO novo presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Gervásio Maia (PSB), disse que está muito alegre e confiante de que dará ‘conta do recado’  para nova missão que assume na manhã desta quarta-feira (1º).

Ele , porém, disse que a presidência requer uma atenção maior, mas que vai mostrar bons resultados no exercício da função.

“Nós temos alegria e a certeza de que a responsabilidade é grande. Mas vamos dá conta do recado”, disse.

Já o governador Ricardo Coutinho (PSB) disse ter a certeza que Gervásio desempenhará um bom trabalho do comando da Casa.

paraiba.com.br

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Lira se reúne com prefeitos paraibanos na residência do deputado Ricardo Barbosa

lira-residênciaO Senador Raimundo Lira (PMDB-PB) participou neste sábado (21) de um encontro com prefeitos de diversas regiões da Paraíba, na residência do Deputado Estadual Ricardo Barbosa, em Lucena, no litoral paraibano. O encontro ocorreu em clima de descontração e serviu, também, para que o Senador reafirmasse seu desejo de trabalhar pelos municípios paraibanos.

“Estive neste sábado em Lucena, onde fui muito bem recepcionado na casa do Deputado Ricardo Barbosa, pelo parlamentar e mais de uma dezena de prefeitos, vices prefeitos, vereadores, e demais familiares, além de uns 30 ex-prefeitos”, destacou o Senador Raimundo Lira, em suas redes sociais.

Estiveram presentes os prefeitos Neto (São José de Piranhas); Gervásio Gomes (Bernardino Batista); Chico Mendes (São José de Espinharas); Paulo Dália (Juripiranga); Felipe Coutinho (Puxinanã); Júnior Nobregá (Prata); Kaiser Rocha (Solânea); Sobrinho (Alagoa Grande); Elissandra (Itapororoca); Maria Eunice (Mamanguape) e Lili (Marcação).

Na conversa com os gestores, Raimundo Lira garantiu que 2017 será um ano de muito trabalho e colocou o seu gabinete, em Brasília, à disposição de todos, para viabilizar recursos e convênios para os municípios.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Exames confirmam infarto de Jeová; prefeito de Cajazeiras fala sobre estado de saúde do deputado

jeovaO prefeito de Cajazeiras , o médico e ex-deputado José Aldemir Meireles,  comentou, na noite desta quarta-feira (4), sobre  o estado de saúde do deputado estadual Jeová Campos (PSB), que sofreu um infarto  durante a tarde na cidade.

Em entrevista ao programa 60 Minutos, apresentado pelos jornalistas Heron Cid e Anderson Soares, na Rádio Arapun FM, José Aldemir, que foi até o Hospital Regional de Cajazeiras para onde o parlamentar foi socorrido, disse que ao chegar a unidade de saúde encontrou o parlamentar lúcido e sendo atendido pelos colegas médicos.

De acordo com José Aldemir, Jeová tinha passado por eletrocardiograma onde foi detectado problemas coronário, mas não muito extenso.

Diante  dessa situação, segundo José Aldemir, foi decidido levar o socialista para o Hospital do Coração de  Barbalha, no Ceará, onde passará por um cateterismo para avaliar a situação do paciente e, se possível, a uma angioplastia.

Ainda no 60 Minutos, a assessoria de Jeová Campos, Eliane Sobral, informou que no hospital foi confirmado que o deputado realmente sofreu um infarto até às 18h30 ainda esperava para ser submetido ao cateterismo.

“Já foi confirmado o infarto e ele e o cateterismo é que vai dar o norte para que os médicos saibam quais os procedimentos seguintes. O deputado está consciente e sendo acompanhado por uma junta médica inclusive com integrada pelo médico Joab de Souza Sales que o acompanhou de Cajazeiras até Barbalha”, disse a assessora.

O parlamentar sofreu o infarto no dia o seu aniversário de 53 anos.

Roberto Targino – MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

TJPB arquiva denúncia de assédio sexual contra deputado estadual

arnaldoO Tribunal de Justiça arquivou denúncia de assédio sexual contra o deputado estadual Arnaldo Monteiro. Ele foi acusado de assediar uma professora da rede municipal de ensino do município de Esperança, onde seu filho exerce o cargo de prefeito.

A suposta vítima, Arly Oliveira da Luz, prestou queixa na delegacia de polícia, sustentando ter sofrido constrangimentos e assédios por parte do parlamentar, ocorridos em seu ambiente de trabalho e em bate papo na rede social.

Na época, o empresário Onio Manoel Lira ocupou a imprensa para fazer graves acusações contra o deputado. Segundo o seu relato, o parlamentar, ao saber que o empresário namorava com a servidora iniciou as investidas, passando a visitar a escola onde ela trabalha com o pretexto de que estava vistoriando as obras no educandário. Lá, ainda segundo o empresário, além de conversar com a professora, tocando-a, o deputado também tentava dar beijos e agarrá-la.

O Tribunal de Justiça decidiu arquivar a denúncia a pedido do Ministério Público Estadual. “O crime de assédio sexual, tipificado no artigo 216-A do Código Penal, exige do agente a condição de ‘superior hierárquico ou ascendência inerentes ao exercício de emprego, cargo ou função’, o que não se verifica no presente caso, em que o acusado é Deputado Estadual, vinculado à Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba e a noticiante mantém relação de trabalho temporário com o município de Esperança”, destacou o parecer do MP.

Os Guedes 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Deputado da PB centra fogo na PEC da Reforma Política; “Donos dos partidos festejam e população não é ouvida!”

joao-goncalvesO deputado estadual João Gonçalves (PDT) avaliou negativamente a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que trata sobre a reforma política. O parlamentar voltou a destacar a inexistência de uma consulta popular sobre o tema.

“Continuo me preocupando muito e inclusive já fiz contatos com a Unale (União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais). É um verdadeiro descaso do Senado com a população e com os agentes políticos. É mais um remendo, mais um pedaço de pano do tecido jurídico sem ouvir as pessoas”, avaliou.

O parlamentar criticou o fim das coligações na eleição proporcional e destacou que a criação da cláusula de barreira vai beneficiar apenas os donos dos partidos.

“Agora vão fazer lista fechada. Agora os donos dos partidos vão colocar os parentes e somente depois vão pensar nos demais. Como dizer a população que o voto agora é em lista? Essa reforma eleitoral tem que ouvir a população”, ressaltou.

O Senado aprovou em segundo turno, na noite de quarta-feira (23), a PEC 36/2016, que integra a reforma política. A proposta estabelece percentuais mínimos de votos para que os partidos políticos tenham direito ao fundo partidário e ao funcionamento parlamentar, a chamada cláusula de barreira.

“Vamos continuar fazendo o que os donos de partidos querem e não o que a população almeja”, destacou o deputado João Gonçalves. As alterações no sistema eleitoral ainda precisam ser aprovadas pela Câmara dos Deputados. almeja”, destacou o deputado João Gonçalves. As alterações no sistema eleitoral ainda precisam ser aprovadas pela Câmara dos Deputados.

PB Agora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Deputado pede que Estado inicie obras do contorno rodoviário de Guarabira

Raniery-PaulinoO deputado Raniery Paulino (PMDB) apresentou nesta terça-feira (22), na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), requerimento apelando ao Governo do Estado no sentido de que o governador Ricardo Coutinho determine o início das obras do contorno rodoviário de Guarabira.

Segundo o deputado Raniery, além de ter sido promessa de campanha em 2014, a ordem de serviço foi assina pelo Governador no dia 24 de setembro deste ano. “Ocorre que estamos na segunda quinzena do mês de novembro e até o presente momento não se tem notícia das providências adotadas para o início das obras”, destacou.

Estatísticas dão conta de que 2.150 veículos passam diariamente pelo local. A obra terá um total de 8 km de extensão, sendo 4,8 Km a construir e 3,2 Km para restaurar.

“Estamos pedindo que o Governador inicie as obras próximo à data que se comemora o aniversário de Guarabira, presenteando toda a população que aguarda esperançosa por este equipamento público, que deverá restaurar a mobilidade urbana da região”, acrescentou Raniery.

maispb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Deputado chama atenção para colapso no Samu na Paraíba

renatoO deputado Renato Gadelha (PSC) demonstrou preocupação com o caos instalado em vários municípios da Paraíba diante do atraso de oito meses nos repasses estaduais do Samu. O Líder da Oposição teme que o serviço entre em colapso nos próximos dias por falta de recursos. “O risco é iminente, vários prefeitos me procuraram pedindo socorro”. Renato lembrou que os repasses federais estão em dia e as prefeituras estão fazendo a parte delas.

“O problema é que vários municípios estão sem receber o repasse estadual há mais de oito meses. O Governo do Estado simplesmente não paga a parte que lhe cabe, por lei, para o funcionamento do Samu”. Renato revelou que apenas em duas cidades, Campina Grande e Sousa, a dívida já ultrapassa os quatro milhões de reais. “Diante da crise que enfrentamos, as prefeituras não conseguem cobrir o rombo nas contas causado pelo Estado”.

Renato disse ainda que não são apenas os recursos do Samu que estão atrasados. “Há problema em outros repasses, como da farmácia básica, por exemplo. Da forma que está, o governador vai inviabilizar o já precário serviço de saúde público na Paraíba”. O deputado lembra que muitos prefeitos estão deixando os mandatos no final do ano e a ‘bomba’ pode estourar na mão dos novos mandatários.

“O pior de tudo isto é a falta de diálogo com o governo. O pagamento não é feito e não há qualquer comunicação com as prefeituras para tentar amenizar a crise. E a dívida só aumenta”, lamenta Renato Gadelha. O parlamentar sugeriu que o governo utilize os créditos provenientes da repatriação de recursos para quitar os pagamentos devidos aos municípios. “É o mínimo que este governo pode fazer. A população não, pode mais uma vez, ser penalizada. As prefeituras estão em dificuldades e o governador não pode, simplesmente, ignorar a obrigação legal de fazer os repasses”, finalizou Renato Gadelha.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Deputado Roberto Freire é anunciado novo ministro da Cultura

(Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)
(Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República anunciou na noite desta sexta-feira (18) que o deputado Roberto Freire (PPS-SP) será o novo ministro da Cultura (leia a nota ao final desta reportagem).

Freire assumirá o cargo no lugar do diplomata de carreira Marcelo Calero, que pediu demissão do cargo por “divergências” com integrantes do governo (leia a íntegra da carta de demissão mais abaixo).

O ministro da Cultura, Marcelo Calero, durante audiência pública na CPI da Lei Rouanet (Foto: Lúcio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados)O ministro da Cultura, Marcelo Calero, em imagem de arquivo (Foto: Lúcio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados)

Quando Michel Temer assumiu o Palácio do Planalto, ainda como presidente em exercício, em maio – após o afastamento da então presidente Dilma Rousseff –, o presidente decidiu extinguir o Ministério da Cultura e transformá-lo em uma pasta vinculada ao Ministério da Educação.

Diante da reação negativa de setores culturais e de artistas, com diversas manifestações pelo país, Temer optou por recriar a pasta. À época, Calero era o secretário de Cultura, convidado por Temer, e se tornou ministro com a recriação.

Segundo o colunista do G1 e da GloboNews Gerson Camarotti, Roberto Freire, antes mesmo de Temer assumir como presidente em exercício, já havia sido sondado para comandar o Ministério da Cultura.

A Gerson Camarotti, Freire disse na noite desta sexta que seu objetivo à frente da pasta será “pacificar os ânimos”, retomando o diálogo na área.

Em maio, Freire chegou a elogiar no microblog Twitter uma postagem de um usuário que citava países sem um ministério exclusivo para a área da Cultura (veja na imagem abaixo).

Procurado pelo G1, Freire disse que, ao fazer a postagem, quis dizer que “não haveria problemas” em juntar a pasta da Cultura a outro ministério.

Roberto Freire elogia países que não tem Ministério da Cultura (Foto: Reprodução)Roberto Freire elogia países que não tem Ministério da Cultura (Foto: Reprodução)

Entrevista ao G1
Ao G1, Freire, logo após ser anunciado ministro, disse ter recebido o convite de Temer por telefone, por volta das 19h.

“Ele [Temer] me telefonou, tinha acabado de chegar em casa. Estou em Brasília mesmo. O presidente me convidou e eu aceitei”, relatou.

Em seguida, Freire quis falar sobre o futuro no ministério, e se disse com disposição à “abertura ao diálogo”. “Vou entrar com a mesma disposição para a abertura ao diálogo. De não acirrar processos”, afirmou.

O novo ministro informou que deverá embarcar neste sábado (19) em direção a Recife (PE), onde terá compromissos partidários. Ao G1, ele afirmou que estará de volta a Brasília na próxima segunda (21), para se reunir com o presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto.

“Vou antecipar minha volta. Eu voltaria só segunda à tarde. Vamos ver ainda quando dá, de acordo com os compromissos [do Temer]”, observou.

Freire confirmou que já havia sido sondado por Temer para assumir o cargo de ministro da Cultura quando o peemedebista ainda articulava a montagem do governo interino, antes mesmo do afastamento de Dilma.

“Na época, ele me convidou e eu aceitei. Mas aí veio a redução do número de ministérios. Na redução, eu falei que não seria problema fazer a integração da Cultura com a Educação. Ficou então só o [ministro da Educação] Mendonça Filho. Aí, por questões do governo, quando recriaram a pasta, Temer chamou o Calero”, relatou o novo ministro.

Carta
Leia abaixo a íntegra da carta de demissão do ministro da Cultura, Marcelo Calero:

Brasília, 17 de Novembro de 2016.

Ao Excelentíssimo Senhor Presidente da República Michel Temer,

Agradeço a honra a mim concedida com o convite para ser Ministro de Estado da Cultura do Brasil de seu governo.

Venho solicitar minha demissão em caráter irrevogável por razão de ordem pessoal.

Durante os últimos seis meses, empreguei o melhor dos meus esforços, apoiado por uma equipe de extrema qualidade para pensar a política cultural brasileira.

Saio do Ministério da Cultura com a tranquilidade de quem fez tudo o que era possível fazer, frente os desafios e limitações com os quais me defrontei. E que o fez de maneira correta e proba.

Respeitosamente,
Marcelo Calero Faria Garcia

Nota
Leia, abaixo, a íntegra da nota divulgada pelo Palácio do Planalto para informar que o deputado Roberto Freire será o novo ministro da Cultura:

O ministro Marcelo Calero pediu demissão. O presidente Michel Temer aceitou e convidou o deputado Roberto Freire para assumir o Ministério da Cultura. Ele aceitou.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br