Arquivo da tag: demonstram

Manifestações demonstram força da democracia, diz Palácio do Planalto

 (Foto: Polícia Militar do DF/Divulgação)
(Foto: Polícia Militar do DF/Divulgação)

O Palácio do Planalto disse respeitar as manifestações ocorridas neste domingo (4) em diversas cidades brasileiras de apoio à Operação Lava Jato e combate à corrupção. Por meio de nota à imprensa, o governo do presidente Michel Temer disse que os atos demonstraram novamente a “força e a vitalidade de nossa democracia” e lembrou a necessidade de o Poder Público atender as demandas da população.

Os atos ocorreram pela manhã e à tarde nas cerca de 200 municípios. Mais cedo, a Câmara dos Deputados e o presidente do Senado, Renan Calheiros, também comentaram os protestos, já que havia críticas nominais a Renan e ao pacote de medidas contra a corrupção que foi alterado pelos parlamentares na última semana.

“Milhares de cidadãos expressaram suas ideias de forma pacífica e ordeira. Esse comportamento exemplar demonstra o respeito cívico que fortalece ainda mais nossas instituições. É preciso que os Poderes da República estejam sempre atentos às reivindicações da população brasileira”, destacou o Planalto, no comunicado.

Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Com medo da derrota, tucanos demonstram irritação com Lula

 

O presidente do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), classificou como “antidemocrática” a promessa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na noite da quinta-feira (31), no Programa do Ratinho, de que não pode “deixar que um tucano volte a governar” o Brasil.

Presidente do PSDB, Sérgio Guerra, irritado

Para o chefe do tucanato, a fala de Lula “é demonstração antidemocrática”, de “profunda arrogância” e de “total desequilíbrio”. Ao que parece, Sergio Guerra não acompanhou a participação do ex-presidente Lula no programa.

Lula afirmou que será candidato ao governo federal em 2014 apenas se a presidente Dilma Rousseff não quiser disputar a reeleição. E, neste caso, disputará legitimamente a Presidência da República, dificultando o sonho dos caciques tucanos de voltar a ocupar o cargo maior do Estado brasileiro.

Já em relação à suposta arrogância de Lula é de conhecimento de todos que o PSDB perdeu as últimas três disputas à Presidência – duas delas com José Serra e uma com Geraldo Alckmin.

O tucano afirmou ainda que as declarações de Lula são uma tentativa “desequilibrada” de atingir o partido. “O presidente tem feito o que está ao seu alcance. Até procurar ministro do Supremo para limpar a barra de seus companheiros”, fazendo menção às trocas recentes de acusações entre Lula e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, que diz ter sido pressionado para atrasar o julgamento do mensalão.

Durante a entrevista com Ratinho, Lula foi incisivo ao tratar das acusações do ministro do STF: “Quem inventa a história, que prove a história”.

O PSDB sustenta ainda que a participação do ex-ministro da Educação, Fernando Haddad, ao lado de Lula, pode ser interpretada como propaganda eleitoral antecipada. Em um trecho da entrevista, Lula afirmou: “Ele vai passar para a história, como o ministro da Educação que criou o ProUni e colocou 1 milhão de jovens da periferia nas universidades”.

Haddad, que tem como um dos principais rivais na campanha o pré-candidato do PSDB José Serra, é visto pelo presidente do PSDB como uma escolha pessoal de Lula para concorrer às eleições. “O Fernando Haddad não tem legitimidade para ser candidato em São Paulo”, disse Guerra.

O departamento jurídico do PSDB está agora analisando medidas a serem tomadas em relação aos comentários, encarados pelo advogado especialista em direito eleitoral como um tipo de campanha eleitoral antecipado.

A irritação do PSDB com Lula e a ameaça de ir à Justiça Eleitoral contra o ex-presidente demonstram que o pânico começa a se instalar no poleiro tucano.

Com informações das agências