Arquivo da tag: décimo

Câmara de Bananeiras anuncia antecipação do décimo terceiro salário dos servidores

O vereador Kilson Dantas, presidente da Câmara Municipal de Bananeiras (CMB), anunciou o pagamento antecipado da primeira parcela do décimo terceiro dos servidores da instituição, que será realizado na próxima segunda-feira (17).

Segundo o Presidente Kilson, a antecipação irá beneficiar o funcionalismo que poderá fazer suas compras e além disso aquecer a economia local.

O pagamento antecipado reflete a responsável gestão com os recursos financeiros da Casa Odon Bezerra e a valorização do servidor, que antes dos festejos juninos contará com esse dinheiro.

Ascom-CMB

 

Em Tacima, professora utiliza seu décimo terceiro para premiar alunos

A professora de história Aline Martins Belarmino decidiu usar o seu décimo terceiro salário para premiar os alunos que se destacam nas turmas do sexto ao nono ano em sua disciplina. Aline, que também é advogada, exerce a profissão na Escola João Emídio dos Santos no Distrito do Braga de Cima, Município de Tacima, no Curimataú paraibano, desde o ano de 2014, quando foi aprovada em concurso público.

A premiação é feita pela própria professora, que avalia o ato com uma forma de incentivo a educação, onde os alunos que tem os melhores comportamentos e médias durante todo ano letivo são premiados. Entre os brindes, são sorteados viagens, tabletes, medalhas e um envelope com uma quantia em dinheiro.

No ano de 2018 o destaque foi um aluno que havia sido reprovado no ano de 2017, mas esse ano se destacou pelo esforço e comportamento em sala de aula e recebeu a premiação da professora.

A cerimônia é realizada de forma simples, contando apenas com a professora, alunos, um representante familiar de cada premiado e alguns funcionários que são convidados pela professora.

Aline destacou a satisfação de contemplar os alunos. “É uma realização pessoal, pois isso que faço é acreditar que nós quanto professor podemos fazer a diferença na vida do aluno”, destacou.

A professora ainda destacou que por ensinar em uma comunidade carente, afastada dos grandes centros percebe que parte dos alunos não visualizam a educação como perspectiva para o futuro.

“ACREDITO QUE O INCENTIVO DAS PREMIAÇÕES, PODE FAZER COM QUE ELES PERCEBAM NO PRESENTE ALGO QUE SÓ PERCEBERIAM EM UM FUTURO DISTANTE, MOSTRAR QUE A EDUCAÇÃO VALE A PENA HOJE E CONSEQUENTEMENTE QUANDO SE PEGA GOSTO PELO ESTUDO, CONHECIMENTO, TEREMOS UM FUTURO MELHOR”.

A professora destaca que consegue fazer a premiação devido a sua outra profissão de advogada, onde ela “sacrifica” seu salário para propor aos alunos um momento que certamente ficará marcado na vida de cada um.

“APESAR DE ESTAR EM UM CARGO COM REMUNERAÇÕES, QUE TEM MELHORADO A CADA DIA, MAS INFELIZMENTE SE DEPENDESSE APENAS DO SALÁRIO DE PROFESSORA NÃO SERIA POSSÍVEL REALIZAR ESTE PROJETO. FAÇO ISSO COM MUITA ALEGRIA E SEM NENHUM CONSTRANGIMENTO E GOSTARIA DE TER CONDIÇÕES DE FAZER MUITO MAIS PELOS ALUNOS QUE PASSAM O ANO INTEIRO COMIGO”.

A projeto é intitulado como “Estrelinhas” e acontece todos os finais de ano.

Confira algumas fotos:

Colaborou Áecio de Oliveira

portaldobrejo

 

Prefeito de Alagoinha anuncia atrações do São João e pagamento de junho com metade do décimo terceiro

O prefeito de Alagoinha, Jeová José, anunciou nesta terça-feira (30), durante entrevista na Rádio Constelação FM, parte das atrações do São João e confirmou o pagamento do mês de junho, inclusive com metade do décimo terceiro salário para o servidor público municipal.
Para o dia 23 de junho, as atrações anunciadas pelo prefeito foram Forró do Auge e o cantor e compositor Jorge de Altinho. Na próxima semana, Jeová divulgará o restante de programação referente aos festejos juninos de Alagoinha.
A abertura da festa começa no dia 22 com apresentação de quadrilhas juninas.
Programa de rádio – Durante a entrevista, concedida aos radialistas Cid Cordeiro e Zé Roberto, o prefeito Jeová José confirmou que estreará, pela Constelação FM, programa de rádio com a finalidade de divulgar as ações da Prefeitura de Alagoinha.
portalindependente

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Serra da Raíz: prefeitura paga décimo neste sábado (10)

salarioA Prefeitura Municipal de Serra da Raiz anunciou o pagamento do 13º salario aos servidores neste sábado (10), na região  é a primeira a fazer o pagamento.

 

Os funcionários podem ir a uma agencia da Caixa Econômica Federal ou casa lotérica, o pagamento já está disponível em conta.

 

blogdofelipesilva

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Mais de 90% dos municípios da PB só devem pagar o décimo depois do dia 10 de dezembro

dinheiroNesta quarta-feira (30) termina o prazo para o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro e mais de 90% dos municípios paraibanos só devem conceder o benefício em cota única depois do dia 10 de dezembro, segundo informou o presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), Tota Guedes. A falta de recursos é o principal motivo do não pagamento, que depende do repasse  da cota do adicional de 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

“A grande maioria dos municípios deixa para pagar depois do 10 de dezembro, em cota única. Eu acredito que mais de 90% não terão condições de pagar esse décimo até lá porque só vão receber a cota do FPM entre o dia 10 e 12 (de dezembro)”, explicou. Tota disse ainda que o dinheiro extra da repatriação e da cota do adicional do FPM devem dar condições financeiras necessárias para que os municípios possam honrar o décimo e os salários de dezembro.

Outro fator, de acordo com o presidente da Famup, é o aquecimento do comércio que ajuda a incrementar os cofres das administrações a partir do aumento na receita. Apesar disso, Tota não acredita que as prefeituras possam deixar dinheiro em caixa para as novas administrações, que iniciam em janeiro. “Porque tem muitos municípios que estavam com pendência com fornecedores e vão aproveitar o aquecimento da receita para colocar em dia algumas contas e não deixar restos a pagar para outras administrações”.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Décimo terceiro salário deve injetar R$ 2,2 bilhões na economia da PB

salarioA economia paraibana vai receber, até o final de 2016, cerca de R$ 2,259 bilhões com o pagamento do 13º salário dos trabalhadores, aposentados e pensionistas. A estimativa econômica foi feita pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e divulgada nesta quinta-feira (27).

A receita que deve ser aplicada na Paraíba com o pagamento do salário extra corresponde a aproximadamente 1,15% do total que vai ser injetado em todo o Brasil e 7,25% de toda a região Nordeste. Esse montante representa em torno de 4% do Produto Interno Bruto (PIB) estadual.

O contingente de pessoas no estado que vai receber o décimo terceiro foi estimado em 1,393 milhão, o correspondente a 1,66% do total que terá acesso ao benefício no Brasil. Em relação à região Nordeste, esse percentual é de 7,66% das pessoas.

Ainda de acordo com o levantamento, na Paraíba, os empregados do mercado formal, celetistas ou estatutários, representam 48,7%, enquanto pensionistas e aposentados do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) equivalem a 51,3%. O emprego doméstico com carteira assinada participa com 1,4%.

Já em relação aos valores que cada segmento receberá, nota-se a seguinte distribuição: os empregados formalizados ficam com 60,7%, recebendo R$ 1,372 bilhão. Os beneficiários do INSS vai ficar com 31,2% do total, que equivale a cerca de R$ 705,158 milhões. Já os aposentados e pensionistas do estado do Regime Próprio ficarão com 6,6%, que representa cerca de R$ 148,981 milhões.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Governo antecipa décimo terceiro salário de aposentados do INSS

dinheiroPublicado nesta terça-feira (5) o decreto presidencial que prevê o pagamento, na folha de agosto, da primeira parcela do décimo terceiro salário dos segurados e pensionistas da Previdência Social. A primeira parcela, que corresponde a até 50% do valor do benefício, será depositada entre os dias 25 de agosto e 5 de setembro. Nela não será descontado o Imposto de Renda. Isso só será feito entre o final de novembro e o início de dezembro, quando será depositado o restante do abono.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com a Previdência Social, esta é a nona vez que a gratificação está sendo antecipada. A primeira foi em 2006. O valor será calculado com base no total de meses que a pessoa recebeu o benefício previdenciário, a partir de janeiro deste ano. Ou seja, se ele começou a receber a aposentadoria em janeiro, o cálculo será feito sobre os 12 meses do ano, e o valor a ser depositado será correspondente a 50% desse total. Se ele começou a receber em março, o cálculo será sobre dez meses, e assim por diante.

Já os segurados que estão em auxílio-doença receberão parcela menor que os 50%, devido ao caráter temporário do benefício. No caso, o INSS calcula a antecipação proporcional ao período.

Não têm direito ao décimo terceiro salário os seguintes benefícios: amparo previdenciário do trabalhador rural, renda mensal vitalícia, amparo assistencial ao idoso e ao deficiente, auxílio suplementar por acidente de trabalho, pensão mensal vitalícia, abono de permanência em serviço, vantagem do servidor aposentado pela autarquia empregadora e salário-família.

Fonte: Agência Brasil

Trabalhadores têm até esta sexta para receber primeira parcela do décimo terceiro

Termina nesta sexta (30) o prazo para o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário. Planejar com antecedência como esse dinheiro vai ser gasto – somado ou não à segunda parcela, a ser paga até 20 de dezembro – pode ser vantajoso, pois o trabalhador aproveita possíveis rendimentos gerados pela aplicação do valor, evita o aumento de dívidas devido à cobrança de juros por contas atrasadas ou gasta de forma mais consciente.

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) estima que cerca de R$ 130 bilhões serão injetados na economia com os gastos do décimo terceiro, o que representa cerca de 2,9% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Segundo a Previdência, só com o pagamento da segunda parcela do decimo terceiro a beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), mais de R$ 11 bilhões estarão disponíveis para os gastos de fim de ano.

De acordo com o advogado trabalhista e previdenciário Paulo Pirolla, o planejamento do uso do décimo terceiro vai depender da situação econômica e financeira de cada trabalhador na hora do recebimento. As opções são quitar dívidas, poupar, investir ou gastar. Pirolla explicou à Agência Brasil os benefícios e prejuízos de cada uma dessas opções e ressaltou que a melhor solução é pensar de antemão quais são os objetivos a ser alcançados com o uso do dinheiro.

“A primeira e principal razão para a utilização do décimo terceiro é a quitação de dívidas bancárias e financeiras existentes. Como segunda razão está o seu gasto consciente e racional em bens de consumo próprio ou para outras pessoas, principalmente relacionados às festas de fim de ano”, disse Pirolla.

No caso de dívidas por causa de empréstimos bancários, cartões de crédito e uso do limite do cheque especial, o benefício de usar o décimo terceiro é quitar as contas e evitar que os juros façam os valores devidos ficarem ainda mais altos. O lado negativo de usar o salário extra para isso é ter a sensação de que não recebeu nada, pois o valor será transferido para a pessoa ou instituição com a qual se contraiu a dívida.

Segundo o vigilante Valdecir Gomes, o seu décimo terceiro vai ser gasto para pagar contas. “Quero começar o ano limpo, sem dívidas”, explicou.

Se o trabalhador não estiver endividado e optar por não gastar o décimo terceiro, duas possibilidades são poupar e investir, que dependem do montante disponível e dos rendimentos esperados. A poupança costuma render menos do que outros investimentos, mas tem menos riscos quanto ao retorno e as quantias podem ser sacadas quando necessário. Investimentos em modalidades financeiras – como em ações, títulos públicos ou fundos – costumam render mais, mas os resultados esperados podem variar de acordo com o desempenho da economia.

Para aqueles que querem gastar, o décimo terceiro é uma oportunidade para fazer viagens de férias, festas de fim de ano, compras de material escolar e pagamento de tributos, como o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e o Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU). O prejuízo que pode resultar do gasto inconsciente do décimo terceiro são as dívidas e o uso supérfluo desse dinheiro, que se torna uma despesa extra, em vez de ganho extra.

A assistente administrativa Vanusa Alves disse que vai dar prioridade à compra do material escolar da filha. “Vou pagar a matrícula da escola e comprar livros para ela. Caso sobre dinheiro, vou quitar algumas dívidas”.

agenciabrasil.ebc.com.br

Lei estabelece que décimo terceiro deve ser pago em duas parcelas

A legislação brasileira estabelece que o decimo terceiro salário deve ser quitado em duas parcelas – a primeira, entre fevereiro e 30 de novembro de cada ano, e a segunda, até o dia 20 de dezembro. O empregador não é obrigado a pagar as parcelas a todos os funcionários no mesmo mês, podendo adotar critérios que onerem menos a folha de pagamento, desde que respeitados os prazos.

“O órgão para o qual trabalho paga a primeira parcela no mês de aniversário dos funcionários. Eu gosto porque se recebo no fim do ano, gasto tudo com presentes de Natal, viagens e outras despesas que aparecem. Quando se recebe uma parte em outro período, as pessoas estão mais centradas, o que desvia essa loucura pelas compras. Todas as vezes em que recebi tudo no fim do ano, o dinheiro sumiu da carteira”, contou a servidora pública Lúcia Marcelino.

O adiantamento da primeira metade do decimo terceiro também pode ser requerido para o período das férias, desde que seja feito um pedido, por escrito, até o fim de janeiro do ano em questão.

“Se a pessoa investir o valor da primeira parcela, chegará ao fim do ano com o valor integral de sua remuneração de dezembro, somado aos rendimentos financeiros da aplicação bancária do decimo terceiro, descontados os encargos legais. Assim, desde que a utilização da primeira parcela não ocorra por motivos de quitação de dívidas ou por necessidade de alguma compra, a aplicação financeira é excelente opção. Se uma aplicação também puder ocorrer com o valor da segunda parcela, o resultado será melhor ainda”, orientou o contador Adriano Gomes de Aguiar.

O décimo terceiro é o pagamento adicional de um doze avos do salário do trabalhador, por mês de serviço, ao longo ano. Assim, se uma pessoa trabalhou apenas seis meses do ano, o décimo terceiro será proporcional a esse período. A cada 15 dias trabalhados, o mês será considerado integral para fins de pagamento. As horas extras, os adicionais noturnos e os adicionais por insalubridade ou periculosidade também são contabilizados nesse benefício.

Quando há demissão sem justa causa, pedido de demissão, fim de contrato por tempo determinado (inclusive os contratos sazonais, por safra) e aposentadoria, o décimo terceiro é proporcional aos meses em serviço. No caso de demissão com justa causa, o trabalhador não recebe o décimo terceiro. Se o empregador já tiver feito o pagamento da primeira parcela, a segunda não é paga.

Não é descontado Imposto de Renda (IR) ou contribuição para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) sobre a primeira parcela do décimo terceiro. Incide sobre o valor somente a contribuição para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Sobre a segunda parcela, paga até 20 de dezembro, são descontados o IR, o INSS e o FGTS. Todos esses valores são cobrados de forma proporcional ao recebido no mês em questão.

Pessoas que recebem amparo previdenciário do trabalhador rural, renda mensal vitalícia, amparo assistencial ao idoso e ao deficiente, auxílio suplementar por acidente de trabalho, pensão mensal vitalícia, abono de permanência em serviço, vantagem do servidor aposentado pela autarquia empregadora e salário-família não têm direito a décimo terceiro.

agenciabrasil.ebc.com.br