Arquivo da tag: custar

Deputados devem custar aos cofres públicos cerca de R$ 75 milhões ao mês

camara-deputadosNa última semana de trabalhos, deputados e senadores aprovaram o reajuste salarial para a próxima legislatura.

Ao acrescentar o acumulado do IPCA dos últimos quatro anos aos vencimentos atuais, eles verão os contracheques subirem dos atuais R$ 26,7 mil para R$ 33,7 mil. Desta forma, também vai aumentar o gasto que o país terá com cada parlamentar.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A partir de 1º de fevereiro, quando o novo subsídio dos deputados federais passa valer, cada parlamentar pode custar mensalmente R$ 1.792.164,24 aos cofres públicos. Este valor leva em conta os 13 salários anuais, a média de gastos da ajuda de custo, do cotão, do auxílio-moradia e dos gastos com verba de gabinete.

Com exceção do salário, os outros benefícios são usados de acordo com a demanda. Um deputado pode, por exemplo, economizar verba de gabinete e não usá-la, assim como viajar menos para seu estado de origem, o que resultará na economia do cotão. Caso ele não use, os valores ficam na conta da Câmara.

Veja a tabela de benefícios que valerá a partir de fevereiro:

1.jpg

180 Graus

Pechincha: Voto deve custar até R$ 97 em dez cidades da Paraíba

O valor do voto nos dez maiores colégios eleitorais da Paraíba deve chegar a R$ 97,5 no pleito deste ano para prefeito. Este é o “preço”, por exemplo, do voto em Cajazeiras, no Sertão. Já Guarabira, no Brejo, tem o menor – R$ 17,9. Os valores são o resultado dos gastos estimados pelos candidatos na campanha divididos pelos respectivos eleitorados, em cada município, conforme os dados publicados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Calculando uma média nesses dez municípios, o resultado é que cada voto custaria R$ 61,7.

Em alguns municípios, os valores podem cair com a desistência de algum postulante a prefeito ou até mesmo a impugnação de registro de candidatura ao Poder Executivo pela Justiça Eleitoral.

[B]JOÃO PESSOA[/B]

Os sete candidatos a prefeito da capital, maior colégio eleitoral do Estado, estipulam limites de gastos em suas campanhas no valor de R$ 26,645 milhões. Com o eleitorado de 479.077, o preço do voto na capital vai ficar em R$ 56,6

O candidato do PMDB, José Maranhão, vai gastar R$ 10 milhões. A previsão de despesas de Cícero Lucena (PSDB) é R$ 3,245 milhões, enquanto Estelizabel Bezerra (PSB) prevê gastos de R$ 8 milhões. Candidato pelo PT, o deputado estadual Luciano Cartaxo estima gastos de R$ 5 milhões. Já Lourdes Sarmento (PCO) e Antônio Radical (PSTU) vão gastar até R$ 50 mil cada um, ao passo que Renan Palmeira (PSOL), R$ 300 mil.

G1 PB

10 erros bobos no currículo que podem custar uma vaga de emprego

Veja algumas dicas para otimizar as informações do seu currículo e não prejudicar seu desempenho na hora da entrevista

20120403134957_400

Fazer um currículo pode parecer algo simples: você coloca os seus dados escolares e profissionais, cursos, especificações e algumas considerações. Mas saiba que pequenos detalhes, coisas que nem nós mesmos percebemos às vezes, podem fazer toda a diferença na hora de conquistar uma oportunidade no mercado de trabalho.

Pensando nisso, o site New Scientist listou dez itens um tanto corriqueiros que podem influenciar nas decisões dos empregadores em não contratarem você. O curioso é que muitos deles afirmam notar esses tipos de erros o tempo todo. Veja abaixo algumas dicas para otimizar as informações do seu currículo e evitar prejudicar o próprio desempenho na próxima vez em que for se candidatar a uma vaga.

1. Muitos detalhes
Vários dados podem ficar de fora do seu currículo, como telefones demais, por exemplo – o seu celular e o número residencial já são suficientes. Evite nomes de referência, salários por posição e endereço de empresas ou escolas. Isso tudo, se necessário, será solicitado posteriormente.

2. Muito espaço em branco
Não precisa deixar o currículo tão cheio a ponto de parecer um jornal, mas um currículo de meia página pode mostrar que você não tem trabalhos ou experiências suficientes de vida. Mesmo que você nunca tenha tido um emprego, deve ter feito pelo menos um trabalho voluntário, atividades extracurriculares ou tido posições de liderança. Não apresente um currículo mostrando apenas seu objetivo.

3. Segunda página
Não faça um currículo com duas páginas, a menos que simplesmente liste referências na segunda. Se você não conseguir fazer um currículo em até uma página, pode dar a impressão que falta capacidade de se comunicar de forma sucinta – que tem se tornado cada vez mais crucial no nosso mundo de redes sociais.

4. Foto
Muitas pessoas cometem o erro de colocar uma foto de si mesma no currículo, talvez com a ideia de que a boa aparência vai ajudar a conseguir uma entrevista. No entanto, uma companhia não pode considerar, na teoria, uma imagem na hora de determinar se você está ou não qualificado para a vaga. Várias organizações descartam imediatamente currículos com fotos. Por isso, só coloque uma figura caso solicitem.

5. Dados imprecisos
Tome sempre cuidado para colocar títulos, responsabilidades e período em que você trabalhou em uma empresa de maneira consistente e correta. Imprecisões no currículo podem causar grandes problemas em entrevistas.

6. Fatos que distraem
Conheça a linha que separa as boas informações de muita informação. Listar premiações ou vitórias desnecessárias podem causar má impressão. Certos dados causam mais distração do que adição positiva no currículo.

7. Escola primária
Não é recomendado colocar a instituição onde você completou seu ensino fundamental. O importante para o empregador são os graus universitários e formação profissional.

8. Passatempos estranhos
Não coloque hobbies ou interesses estranhos em seu currículo. Há melhores maneiras de mostrar sua individualidade.

9. Fontes e tipologia bobas
Já imaginou um empregador olhar para o seu currículo com fonte em Comic Sans, letras coloridas ou qualquer tipologia gritante? Essa é, sem dúvida, uma péssima forma para se elaborar um bom currículo.

10. E-mails “fofinhos”
Nada de usar contas de e-mails bonitinhos que você tinha na sua adolescência. Se você ainda usa logins como bonequinha2434@email.com, florzinha98@email.com, e tantos outros exemplos, é hora de criar um e-mail mais sério, profissional e com menos brincadeiras.

Olhar Digital