Arquivo da tag: Curimataú

III Caminhada Ecológica e Cultural acontece na Serra do Caxêxa, em Casserengue no curimataú paraibano

O grupo “Amigos das Serras” com a missão de preservar a Serra da Caxexa e os recursos naturais do bioma Caatinga, estão organizando no dia 07 julho de 2019, a III Caminhada Ecológica e Cultural: Trilhas na Serra da Caxêxa, com a concentração marcada as 7h, na comunidade Salgado em Casserengue – PB, no Curimataúu Paraibano. O objetivo da atividade é promover uma maior consciência a respeito da proteção da biodiversidade, a recreação, a interpretação, educação ambiental, turismo rural de base sustentável e o fortalecimento da agricultura familiar de base agroecológica das comunidades locais. Os Amigos das Serras tem como objetivo sensibilizar a população e o poder público para transformar a Serra da Caxêxa em unidade de conservação, vislumbrando o fortalecimento da economia local, a valorização da cultura e a preservação ambiental do bioma caatinga.

Pode participar dessa caminhada qualquer pessoa jovem ou adulta com saúde que goste de praticar exercícios físicos. Jovens menores de 15 anos poderão participar desde que os “pais” também participem do mesmo evento, acompanhando seus filhos. As inscrições custam R$ 50,00 o participante terá direito a um kit contendo (camiseta, água, café, almoço), aos interessados é só entrar em contato com “Amigos da Serras”: Chiquinho (83) 98119-1772 (whatsapp), Macilene 98203-7762 (whatsapp), Wagner 98144-5467 (whatsapp) ou Regivaldo 98165-7771 e acessando o link: http://casserengue.caminhadas.info/

Com um trajeto de aproximadamente de 7 km, a etapa irá contemplar um caminho de exuberantes belezas naturais e cênicas, que podem ser explorados para prática da caminhada ecológica, todo percurso será por “varedas ou veredas” como costumam chamar os povos curimatauzeiros. Lá os participantes poderão contemplar o verde da vegetação da caatinga e o ar puro, presenças constantes que deixam qualquer um impressionado. A Serra da Caxêxa é um local apropriado para práticas de esportes radicais como: rapel, montanhismo, escalada, mas também para outras atividades de interpretação da natureza, fotografia, observação de estrelas, piquenique, recreação infantil, acampamento, caminhadas e visitas a sítios arqueológicos.

Programação

Concentração às 7h na comunidade Salgado, os participantes confirmarão as inscrições, assinam a lista de presença e recebem os kits contendo (camiseta, água, senhas para café e almoço). Será servido então um café junino. Em seguida haverá uma abertura e alongamento, e teremos o início da caminhada saindo da comunidade seguindo pela trilhas das lavadeiras de roupa, até os tanques de pedras de Deca de Jué, segue para o serrote das trempes, segue por cima da Serra ate o ponto mais alto a 630m de altitude, passamos na pedra do Oratório onde será feita uma sessão de fotos e observação das pinturas rupestres.

De lá os participantes seguirão descendo pela trilha contemplando a natureza nos deparando com espécies da fauna e flora ameaçadas de extinção, onde serão feitos registros fotográficos. A caminhada segue para residência do Sr. Marcos onde passaremos cortando o leito do rio Curimataú. De lá os caminhantes embarcaram no pau de arara, que será animado com muito forró ate a comunidade Salgado com chegada prevista para o horário do almoço. A programação será encerrada com almoço, muita animação de um trio de forró pé de serra, uma feira com produtos da agricultura familiar, apresentação de artistas da região e outras atrações culturais.

A Serra da Caxexa

A Serra da Caxexa é um conjunto de montanha que está localizada na Mesorregião do Agreste da Borborema e na Microrregião do Curimataú Oriental no município de Casserengue – PB. A Serra abrange uma área de mais 600 há, está a 630 m de altitude acima do nível do mar, contém vegetação nativa do Bioma Caatinga, fauna e flora diversificada, riachos, tanques de pedras naturais, penhascos, paredões com mais de 70m de altura e sítios arqueológicos. A Serra tem sofrido ações antrópicas sobre a vegetação, e pinturas rupestres, sobretudo pela falta de conscientização da população e a ausência do poder público.

Outro aspecto importante é que, nas últimas décadas, uma das atividades que mais tem se expandido sobretudo no estado da Paraíba é extração de minérios. Em Casserengue essa atividade vem sendo explorada desde a década 1990 em varias comunidades, e já existe muita especulação para iniciar a extração de minérios também na Serra da Caxexa. Mantida a tendência, corre-se o risco de artificializar demasiadamente a paisagem, liquidando cenários de extrema beleza, e toda atratividade turística já que a Serra da Caxexa desponta como um dos locais mais visitados e citados do município. Para os cidadãos de Casserengue a Serra da Caxexa representa o cartão postal do município, e se a extração de minérios vi ser realizada naquele local será fatal para a economia, meio ambiente e toda sociedade de Casserengue e região.

 

 

 

Deputado Chió reivindica instalação de câmeras de segurança no Brejo, Curimataú e Seridó

O deputado Estadual Chió (REDE) reivindicou a ampliação do Sistema de Monitoramento de Segurança do Estado, com a instalação de câmeras de segurança nas regiões do Brejo, Curimataú e Seridó.

De acordo com o parlamentar, recentemente o governador João Azevedo (PSB) anunciou a instalação de 1.500 câmeras de segurança, através de um Sistema de Monitoramento com Centros Integrados de Comando e Controle (CICC), junto a Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, nas cidades de João Pessoa, Campina Grande e Patos.

“Através de requerimento, solicitei ao Estado que essas câmeras de segurança chegassem também ao Brejo, Curimataú e Seridó. Que o monitorando eletrônico e todo esse trabalho de inteligência contemplasse de Picuí a Juarez Távora, de Lagoa Seca a Bananeiras, tanto nas entradas, saídas, e dentro dos Municípios”, solicitou Chió.

O deputado destacou ainda, a necessidade de um monitoramento eletrônico na PB 079, PB 105 e BR 104. “O governo anunciou tecnologia de última geração para monitoramento em longo alcance. Esse recurso contra o crime precisa chegar o mais rápido possível a toda Paraíba”, completou o deputado.

Fonte: Ascom Dep. Estadual Chió (REDE)

 

 

“Não sou opção de vida ou morte”, diz ex-prefeito sobre sucessão em Dona Inês, no Curimataú

O ex-prefeito de Dona Inês, curimataú, Antonio Justino (PSD), concedeu entrevista na manhã dessa sexta-feira (26) ao radialista Fábio Dutra da Rádio Talismã FM de Belém.

Durante a entrevista o ex-prefeito criticou a atual gestão do Prefeito Idalino, seu candidato no pleito de 2016, justificou seu rompimento com o mandatário e se colocou como opção dentro da oposição para enfrentar uma possível reeleição de Idalino.

“Coloco meu nome a disposição, mas não sou opção de vida ou morte, quero conversar com as lideranças da oposição ao prefeito”, disse.

Antonio Justino disse que vem sofrendo uma campanha de difamação por parte dos que fazem o grupo de situação , acusando-o de estar inelegível, mas Justino apresentou certidão de ‘nada consta’ e voltou a lamentar as pressões psicológicas que sua família vem sofrendo com mensagens anônimas contra ele e sua esposa.

“Quando viajei para a Europa, conhecer outras culturas, recebemos muitas ameaças via whatsaap, vai ter bomba, mas Antonio Justino não tem medo dessa política baixa”, disse ao tempo em que revelou estar tomando as medidas para descobrir quem está por trás desses ataques.

O ex-prefeito disse ainda que não tem divergência pessoal com nenhuma liderança da oposição, apenas algumas divergências ideológicas, nada além disso, o que é possível ser equacionado.

Prefeito por três mandatos em Dona Inês, Antonio Justino, pretende retornar para um quarto mandato, caso seja a vontade do povo.

Da Redação 
Do ExpressoPB

 

 

Agência dos Correios é assaltada pela sétima vez no Curimataú da Paraíba

policiaDois homens em uma moto assaltaram a agência dos Correios da cidade de Damião, no Curimataú paraibano, na sexta-feira (24). Os criminosos levaram todo o dinheiro que havia no caixa do estabelecimento. Esta é a sétima vez que a agência é alvo de bandidos. Nenhum suspeito ainda foi encontrado.

Segundo a Polícia Civil, a dupla chegou ao local em uma Honda Bros, rendeu o vigilante e foi direito ao caixa da agência, de onde levou o dinheiro. Havia pouco mais de 20 pessoas dentro do estabelecimento na hora do crime. Os suspeitos pediram para que todos ficassem de costas e com as mãos na parede.

Ainda conforme informações da polícia, a agência dos Correios de Damião já tinha sido alvo de criminosos outras seis vezes. Em duas, inclusive, o prédio do estabelecimento chegou a ser explodido.

Após a ação criminosa, os dois homens fugiram em direção à cidade de Casserengue. O caso foi repassado para a Polícia Federal. Até as 10h deste sábado (25), nenhum suspeito havia sido preso. Aiinda não se sabe a quantia que foi levada do caixa da agência.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Evento em Barra de Santa Rosa reúne trabalhadores do Curimataú paraibano  

 

Evento - Barra de Santa RosaLideranças comunitárias e vários trabalhadores rurais dos dez municípios que compõem o Território da Cidadania do Curimataú paraibano participaram sexta-feira (22), no salão paroquial da cidade de Barra de Santa Rosa, do Seminário “Reforma Agrária e os Desafios de Produzir no Semiárido”.

 

O evento, promovido pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais do município e pela Agência Regional de Apoio e Valorização das Atividades Produtivas e Técnicas de Convivência com o Semiárido (ONG Xiquexique), teve o apoio do vereador Adriano Sousa Leite (PT) e das prefeituras de Barra de Santa Rosa, Cuité, Damião e Sossego.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Além de dirigentes dos sindicatos rurais e dos assentamentos, o seminário contou com a participação de representantes do mandato do deputado federal Luiz Couto (PT), da Contag, Emater, Incra, MST, Sebrae, Projeto Coorperar, Fetag, BNB, Cooptera e Denocs.

 

Evento - Barra de Santa Rosa 006Uma apresentação cultural e as ‘boas vindas’ do presidente do STR local, José Santos da Silva (Dedé), abriram o encontro. As representações da ONG Xiquexique, Território do Curimataú, Contag levara ao plenário uma série de informações que despertaram a atenção do público.

 

O vereador Adriano deu o tom de como seriam as intervenções das pessoas presentes. Antes, porém, chamou a atenção para um dado trazido na exposição de Arnaldo (Contag), que mostra que a maioria dos deputados federais e senadores defende o agronegócio. “Se não tivermos cuidado na hora de votar, vamos continuar tendo dificuldade de conseguir os benefícios que facilitem a produção da agricultura familiar”, alertou.

 

Território

 

O Território da Cidadania do Curimataú da Paraíba abrange uma área de 3.264,50 Km² e é composto pelos municípios de Baraúna, Barra de Santa Rosa, Cacimba de Dentro, Cuité, Nova Floresta, Picuí, Sossêgo, Damião, Frei Martinho e Nova Palmeira.

 

 

 

Redação/Focando a Notícia

Associação dos Municípios do Brejo e Curimataú da Paraíba é criada em encontro entre Gestores

ENCONTRO ENTRE PREFEITOSPrefeitos de Várias Cidades do Brejo e Curimataú da Paraíba, se encontraram em Bananeiras nesta sexta-feira, 17 de abril. Entre os vários temas abordados, esteve a criação da Associação dos Municípios do Brejo e Curimataú Paraibano, onde o Prefeito de Bananeiras, Douglas Lucena, foi eleito presidente, e o Consórcio de Saúde, a ser concretizado em outro momento.

A partir da criação da Associação, foi sugerido uma pauta comum de reivindicações a ser encaminhada ao Governo do Estado e ao Governo Federal, onde se destacou o abastecimento de água – volta dos carros pipas e perfurações de poços -, habitação e liberação de recursos para a saúde.

O Prefeito de Solânea, Beto do Brasil, disse que a união entre os Gestores é importante para o desenvolvimento da região, pois suas reivindicações ganharão mais força.

Para o Prefeito anfitrião da reunião, Douglas Lucena, o saldo foi positivo e demonstra a maturidade dos Gestores. “O saldo foi extremamente positivo, com a presença de vários prefeitos, numa demonstração clara de que esses gestores estão amadurecendo para pensar os problemas de forma coletiva e buscar soluções juntos. Com essa capacidade de diálogo nós temos a condição de traçar um rumo de crescimento sustentável para o Brejo e Curimataú Paraibano”. Comentou.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Em maio, quando ocorre a Marcha dos Prefeitos em Brasília, a Associação já deve apresentar uma pauta coletiva onde deve apresentar, entre outras, uma proposta para a reforma política.

Os Prefeitos agora irão discutir a criação de um Consórcio de Saúde para os municípios.

Participaram do encontro, os Prefeitos: Adriana – Pilões, Alcione Beltrão – Alagoinha, Paula Maranhão – Borborema, Beto do Brasil – Solânea, Edgar Gama – Belém, Guilherminho – Cuitegi, Erivan Bezerra – Tacima, Fábio Moura – Riachão, Antônio Justino – Dona Inês, Lucílio – Damião, Júnior Félix (Sec. De administração) – Caiçara, Petrônio Freitas (Sec. De Administração e finanças) – Serraria.

Assessoria

Vereadores e Prefeitos do Curimataú participaram de Audiência Pública onde foi discutido soluções para a falta de água

 

camaraA falta de água em cidades do Curimataú paraibano e as dificuldades para garantir o abastecimento à população foram o tema de uma audiência pública realizada na noite desta sexta-feira, 12 de setembro, na Câmara Municipal de Dona Inês. Proposta pelo Vereador Donainesense, Demétrio Ferreira, a audiência pública contou com a participação de Vereadores e Prefeitos dos municípios de Araruna, Tacima, Riachão e Dona Inês. Um grande número de populares ocupou os espaços da Casa Legislativa.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O Prefeito de Dona Inês, Antônio Justino, frisou que o município vem sofrendo há mais de 2 anos com a falta de água. “São mais de 15 Ruas em que a água não chega há mais 2 anos”. Informou, acrescentado que o município é o maior prejudicado com a falta de água nas torneiras, pois é o último do sistema. “Temos um caminhão pipa, mas não temos onde pegar a água. Hoje precisamos ir buscar em Pirpirituba, criando gastos elevados.” Comentou. O Chefe do executivo de Dona Inês sugeriu que a CAGEPA liberasse a água da caixa local, para que através do carro pipa, fosse feito a distribuição do líquido precioso para a população. Durante a sua fala Justino denunciou a venda de água pela CAGEPA local. Denúncia que foi ratificada pela Vereadora Rozinha, que já comentou o assunto na Tribuna da Casa e em emissoras de rádios da região. O Vereador Neco de Lolô confirmou a denúncia, dizendo que contratou um carro pipa para pegar água da CAGEPA local, para sua residência. Sobre isso, o Coordenador da CAGEPA de Solânea, Valdeci, que participou da audiência, representando o Presidente, Deusdete Queiroga, disse que a empresa não admite esse tipo de manobra na distribuição de água e que em hipótese algum pipeiro que não esteja conveniado com instituições públicas, pode retirar água dos reservatórios pertencentes à CAGEPA. O Chefe do escritório local esteve na audiência, mas não se pronunciou.

 

O Prefeito de Riachão, Fábio Moura, destacou que a situação do seu município é extremamente complicada, que entende, em parte, a situação da CAGEPA, sabendo que não há condições de oferecer água porque não há o suficiente nos reservatórios, mas que o Governo do Estado tem fechado os olhos para essa situação. “Até agora não há indicativo de ajuda por parte do Governo, que no início do ano retirou os carros pipas que davam apoio”. Comentou, informando que para garantir água para a população da zona urbana, tem sido necessário ir buscar água em Brejinho-RN, há cerca de 60 km, com um consumo de 200 litros de combustível por dia. Ressaltou que seu município não comporta a demanda de água. “Temos amenizado a situação na medida do possível. O governo tem dinheiro para tudo, e não tem dinheiro para o principal, que é a água?”. Pediu por último que o Governo do estado tomasse providências, urgentes.

 

O Prefeito de Tacima, Erivan Bezerra, frisou que a situação de Tacima é semelhante a dos demais municípios. Disse que o abastecimento está sendo feito por carro pipa que vai pegar água em Brejinho-RN. “Colocamos um chafariz na cidade para ajudar no abastecimento que é feito por carro pipa que pega essa água em Brejinho, mas ainda não é o suficiente. Temos um gasto mensal em média de 16 mil reais com o abastecimento”. Informou. “Se não fosse os poços perfurados a situação estaria ainda pior.” Concluiu.

 

Os Prefeitos pediram para que a caixa de água da CAGEPA em Araruna pudesse disponibilizar o abastecimento, via carro pipa, para os municípios vizinhos.

Valdeci disse que a CAGEPA estava ciente de que os municípios pegavam água nas caixas de água, dos escritórios locais. Disse que a intenção da empresa não é fazer a população sofrer e que esta, não está satisfeita com a situação. Disse também que apresentará um relatório da audiência e que levará a sugestão para que as cidades circunvizinhas peguem agua em Araruna, já que hoje a situação do reservatório melhorou. Garantiu que o abastecimento de água será ligado para Dona Inês, Riachão e Tacima, neste sábado (13) e ficará por 48 horas. Informou que a dificuldade no abastecimento se dá em virtude da grande demanda. “Canafístula abastece cerca de 100 mil habitantes. É uma grande demanda.” Disse.

 

O Vereador Presidente da Casa, Demétrio Ferreira, disse que 70% da população de Dona Inês, mora na parte alta, por isso dois dias de distribuição de água, não será o suficiente para atender toda a cidade. Lembrou que vários loteamentos na cidade não têm a rede distribuição e acrescentou que a falta de água na cidade, dificulta a chegada de empresas e investimentos na cidade, prejudicando o desenvolvimento local.

 

Assessoria

Meteorologia prevê temperatura de 16ºC no Cariri e Curimataú na madrugada do sábado

PrevisaodoTempoAs regiões Cariri e Curimataú terão uma amplitude térmica de 15ºC nas próximas 24 horas. A previsão da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), divulgada às 10 horas desta sexta-feira (2), é de que a temperatura máxima de 31ºC ocorra no início da tarde e a mínima, de 16ºC, aconteça durante a madrugada deste sábado.

A análise meteorológica também indica possibilidade de chuvas fracas no Litoral, Brejo e Agreste e sol entre poucas nuvens no Sertão e Alto Sertão. “Houve uma redução da nebulosidade em praticamente toda Paraíba. No entanto, ainda observa-se o deslocamento de nuvens vindas do oceano Atlântico em direção à costa leste do Nordeste. No decorrer do dia o sol aparece entre nuvens na maioria das regiões que compõem o Estado. Na faixa litorânea poderão ocorrer chuvas ocasionais”, explicou a meteorologista da Aesa, Marle Bandeira.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Sala de Situação –  As variações de tempo e temperatura, na Paraíba, são acompanhadas pelos técnicos do Governo do Estado no Centro de Gestão de Situações Críticas (também conhecido como Sala de Situação), em Campina Grande. Com o auxílio de estações meteorológicas instaladas em várias cidades, as condições climáticas são monitoradas em tempo real, o que possibilita o conhecimento prévio de secas ou enchentes.

Outras informações sobre tempo e temperatura estão disponíveis na internet, no site da Aesa (www.aesa.pb.gov.br) e através do telefone (83) 8831-4930.

 

 

portalmidia

Ricardo autoriza pavimentação de rodovias no Brejo e Curimataú beneficiando 96 mil pessoas

estradaO governador Ricardo Coutinho assina, nesta sexta-feira (13), mais duas ordens de serviços, a 59ª e a 60ª, do Programa Caminhos da Paraíba para pavimentação e rejuvenescimento de rodovias nas regiões do Brejo e Curimataú. Será autorizado o início das obras de pavimentação da PB-127, trecho ligando o entroncamento da BR-104/Algodão de Jandaíra, uma das 54 cidades que sairão do isolamento através de rodovias asfaltadas, com 11 km de extensão, e início do rejuvenescimento das rodovias PB-111/105, entre Tacima/Araruna/Cacimba de Dentro/Solânea/Bananeiras, com 60 km.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Nas duas obras, o Governo do Estado vai investir R$ 13.943.893,32. A primeira ordem de serviço, a de rejuvenescimento, será assinada às 10h, na cidade de Araruna, e a segunda, a de pavimentação, às 15h em Algodão de Jandaíra.
Na PB-127, o investimento é de R$ 7.017.849,90 e nas rodovias PB-111/105 R$ 6.926.043,42, recursos do Tesouro Estadual. As duas obras vão beneficiar diretamente 96.813 pessoas dos municípios de Algodão de Jandaíra, Tacima, Araruna, Cacimba de Dentro, Solânea e Bananeiras.
Os principais serviços programados na pavimentação da PB-127 são terraplenagem, pavimentação asfáltica, drenagem profunda e superficial, cercas delimitadoras, gramagem de taludes e sinalização vertical e horizontal. Nas duas rodovias, os serviços serão de correção de defeitos, recapeamento da pista de rolamento com micro revestimento produzido com asfalto de alta resistência à ação do tráfego e às intempéries, limpeza dos acostamentos e do sistema de drenagem e sinalização horizontal e vertical.
A obra tem como objetivo promover o desenvolvimento sócio-econômico da Paraíba, modernizar e ampliar a infraestrutura rodoviária estadual, integrar as sedes dos municípios à malha rodoviária pavimentada, facilitar o escoamento da produção econômica da região, melhorar a qualidade de vida da população local e oferecer conforto e segurança aos usuários da rodovias.
Secom PB

Taxa de homicídios cresce 100% e coloca 10 cidades do Agreste, Brejo e Curimataú no Mapa da Violência

 

ViolênciaA taxa de homicídios registrada em dez municípios do Agreste, Brejo e Curimataú paraibano cresceu 100% em três anos e colocou essas cidades no Mapa da Violência 2013 – Homicídios e Juventude do Brasil. Enquanto em 2009 essas cidades somaram 20 assassinatos, em 2011 esse número passou para 40. Algumas delas conseguiram reduzir esse índice. Outras, porém, mais que dobraram a quantidade de crimes ocorridos.

Foi o caso de Guarabira que passou de 9 homicídios em 2009, para 19 em 2011. Um aumento de 111%, de acordo com o estudo. Em 2010 a Rainha do Brejo registrou 18 assassinatos.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Bananeiras é um exemplo de cidade que oscilou o número de mortes violentas. Em 2009 foram 3 assassinatos. O número cresceu para 8, em 2010, e foi reduzido em 2011, quando foram registrados 5 homicídios.

Areia não registrou nenhum assassinato em 2009. Entretanto, em 2010 foram 5 mortes, sendo que em 2011 esse índice caiu para 2.

Solânea teve apenas uma morte violenta em 2009, nenhuma em 2010 e pulou para 2, em 2011.

Em Arara foram registrados 2 homicídios em 2009, 4 em 2010 e 3, em 2011.

Já em Cacimba de Dentro houve apenas uma morte violenta em 2009. Em 2010 o número se repetiu e, em 2011, foram 3 assassinatos.

Casserengue pulou de zero, em 2009, para 3 assassinatos em 2011. Em 2010 foi registrada apenas uma morte.

Remígio reduziu o índice nos três anos estudados. A cidade partiu de 3 assassinatos, em 2009, para 2 em 2011, tendo registrado esse mesmo número em 2010.

Serraria teve apenas uma morte violenta em 2009 e uma em 2011. Em 2010 não foram registrados homicídios no município.

Damião foi a única, das dez cidades das três regiões, que não registrou nenhum assassinato nesses três anos estudados no Mapa da Violência 2013.

 

Redação/Focando a Notícia