Arquivo da tag: Cultura

Cultura e tradição dão o tom ao Melhor Pé de Serra de Bananeiras

Com a chegada dos Festejos Juninos toda a região se prepara para receber quem a visita nesta época do ano. Além do maior fluxo econômico, com geração de emprego e renda para os comerciantes locais, o São João de Bananeiras faz um resgate e preserva a cultura local, fazendo uma viagem pelas tradições e simbologia junina.

A Sala de Reboco, montada no largo da EMEF Emilia de Oliveira Neves já pode ser observada e muda os ares com sua estrutura rústica preparada para os forrozeiros se esbaldarem no tradicional pé de serra nas quatro noites de festa.

A valorização e celebração das origens nordestinas com as quadrilhas, o forró pé de serra, as comidas típicas, resgatando a cultura popular e fazem a alegria das pessoas que festejam gratuitamente esse encontro.

Para Douglas Lucena, a perspectiva desse ano é realizar um evento com mais qualidade, superando a crise financeira, com o esforço de fazer melhor gastando menos.

Pelas ruas e praças podem-se ver os preparativos da cidade que se veste de São João. De 20 a 23 de Junho, Bananeiras é só forró!

Ascom- PMB

 

 

Por uma cultura de paz

Vivemos dias violentos. Na verdade, desde que Caim matou Abel, seu irmão, o mundo nunca mais teve paz. A violência paira sobre a vida dos cidadãos de forma aterrorizante, as pessoas vivem com medo e na expectativa de uma tragédia a qualquer momento.

Para uma sociedade criminosa, pode-se colocar um policial para cada cidadão, mas no final todos serão criminosos. As expressões da violência humana se manifestam em diversas formas. Suas marcas estão espalhadas por toda a criação e gravadas na história da humanidade.

Da Primeira Guerra Mundial, nos campos de Beaumont-Hamel, ainda se encontram crateras de bombas e trincheiras feitas pelos soldados, agora tomadas pela relva e escondidas do olhar dos mais desavisados. Na Normandia, um bunker alemão da Segunda Guerra Mundial compõe o cenário de uma praia onde turistas podem tirar fotos. Em Hiroshima, Japão, a apenas 150 metros do epicentro da explosão atômica que matou entre 90 e 166 mil pessoas, na cidade permanecem em pé as ruínas da Cúpula Genbaku, como memorial de um dos ataques mais cruéis da história.

O clímax da maldade humana se evidenciou em Schwartz, Auschwitz, região ao sul da Polônia, onde os nazistas construíram uma rede de campos de concentração e um campo de extermínio para judeus. Estima-se que cerca de 1,3 milhão de pessoas morreram ali.

Ainda que nas guerras se evidenciem a violência e a crueldade humana de maneira expressiva, as rotinas de nossas cidades as fazem constantes. Poucos meses atrás um adolescente de 14 anos morreu baleado com um tiro no abdômen enquanto ia para a escola. Notícias como essa surgem diariamente nas principais mídias. Uma das mais recentes foi o ataque de dois jovens em uma escola em Suzano, deixando 8 mortos e 11 feridos.

Essas coisas não são apenas tristes fatos. São uma constatação de que as expressões da violência humana são, antes de tudo, expressões do ser humano – e que toda expressão mal direcionada culmina em tragédia.

As sagradas escrituras dizem: nos últimos dias haverá tempos difíceis. As pessoas serão egoístas, avarentas, orgulhosas e arrogantes. Elas falarão mal de Deus, desobedecerão aos pais e serão ingratas. Elas não terão amor pelos outros, não perdoarão a ninguém, serão caluniadoras, não terão domínio próprio, serão cruéis e inimigas do bem. Elas também serão traidoras, atrevidas, estarão cheias de orgulho e amarão mais os prazeres do que a Deus.

Com o desenvolvimento das cidades e o avanço urbano, as cidades acabam se tornando focos de violência no Brasil. No ano de 2018 perto de 63 mil homicídios ocorreram no país. São números astronômicos, que nos assustam. O quadro é caótico e as expectativas não são boas, por isso a proposta de engajamento e propagação de uma cultura de paz.

A paz é um valor e uma virtude a ser buscada. Primeiramente, existe lugar para todos no planeta. O meu espaço não deve ser conquistado em detrimento do prejuízo do outro. Devo zelar para que o meu próximo viva bem e tenha as mesmas oportunidades de vida que eu tenho.

Em segundo lugar, devo ter um compromisso de divulgar a paz. Devo dizer e proclamar para todos que é mais fácil viver sem brigas e guerras, que as violências no planeta destroem e prejudicam a criação. Dizer que na história da humanidade milhões perderam a oportunidade de vida devido à violência, sendo que a força e a imposição tiraram a vida de muitos.

Terceiro: os instrumentos sociais disponíveis devem ser usados para a paz. Assim, a educação é fundamental. O indivíduo consciente da bondade e harmonia e com suas necessidades emocionais atendidas não vai usar de violência. As comunidades de fé e mobilização de pessoas devem exercer um papel importante para que a paz seja divulgada. Um grupo que estimula e preza pela violência acaba estimulando a muitos outros.

A paz é possível para todos. Quando assumimos um compromisso com a vida estimulamos a paz e nos aproximamos do nosso próximo, caminhamos na direção da solidariedade e da compaixão entre as pessoas. Viver em paz torna-se mais fácil do que sobreviver em meio às guerras.

Autor: Cicero Bezerra, professor e coordenador do curso de Teologia Bíblica Interconfessional do Centro Universitário Internacional Uninter.

 

Assessoria de imprensa da Uninter

 

Diretoria de Cultura de Solânea se reúne com artistas locais, condutores de turismo e incentivadores culturais

A Diretoria de Cultura do Município de Solânea (DICULT) realizou na manhã desta quinta-feira (10), no auditório da Câmara Municipal, uma reunião com o objetivo de estabelecer propostas na cultura e no turismo, para a Lei Orçamentária Anual (LOA-2018) e para o Plano Plurianual (PPA 2018/2021).

Na oportunidade o diretor municipal de cultura, Tiago Salvador, passou também para os artistas, a plataforma “Cultura na Paraíba”.
Esta ação é mais um instrumento da gestão participativa estabelecido pelo Governo Municipal e contou com o apoio da Presidência da Câmara Municipal.

Estiveram presentes o diretor/presidente da Rádio Comunitária Solânea FM, Wolfagon Costa; o presidente do Fórum de Turismo do Brejo, Sergerson Silvestre; os artistas locais Danny Xavier, Kelson Kizz, Wilton Moura e Pedro Rocha, além dos condutores locais de turismo, Luís Félix, Cícero Tavares, Rafael Silva  e Braga Neto.
Ainda participaram do encontro, alguns incentivadores da cultura e do turismo no município.

(Braga Neto)

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Semana Santa Cultural é realizada em Solânea com Fé, Arte e Cultura

semana santaA cidade esteve turisticamente movimentada e o pertencimento brejeiro gritou com a integração de grupos culturais de cidades vizinhas (Bananeiras e Serraria) em nossa semana. Com uma programação essencialmente cultural, o evento afiou o discurso da laicidade do estado, dando espaço para diversas religiões adentrarem a programação (houve um bate-papo ecumênico de olhares entre 05 lideranças religiosas acerca do período pascoal).

Além do incentivo as brincadeiras populares com apresentação de Babau. O evento aconteceu em dois espaços: Praça Principal e Cine Teatro da cidade e teve a presença maciça do público em sua maioria Solanenses, assim também como muitos turistas que visitavam a região do Brejo nesse feriado.

A Semana contou também com lideranças políticas e religiosas, como o Rev. Beto Tomé, capelão do Exercito Britânico e reverendo na Igreja Anglicana na Inglaterra. Um dos maiores eventos turístico-cultural do período da Semana Santa no Brejo Paraibano, com realização total do Governo Municipal.

A Semana Santa Cultural: Fé, Arte e Cultura, foi realizada pelo Departamento Municipal de Cultura da Prefeitura Municipal de Solânea e teve o seu encerramento na noite de sábado (15) com o Cine Teatro lotado para ver a encenação da Paixão de Cristo da cidade de Serraria, aplaudida de pé. Frisamos e a parceria com a Secretaria de Turismo de Serraria.

Dicult

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Bananeiras realiza Conferência Livre de Cultura nesta quinta

lau siqueiraA Prefeitura Municipal de Bananeiras através da Secretaria de Cultura e Turismo promoverá nesta quinta-feira (16), às 14h no Espaço Cultural Oscar de Castro a Conferência Livre para a renovação do Conselho de Cultura, com a participação do Secretário de Estado Lau Siqueira.

Artistas, músicos, artesãos, cantores, associações e demais interessados na manutenção da cultura do nosso município deverão participar para que assim, se possa fortalecer as políticas públicas voltadas para a cultura no Município.

O objetivo dos Conselhos Municipais é a participação popular na gestão pública para que haja um melhor atendimento à população. A proliferação destes Conselhos representa um aspecto positivo ao criar oportunidades para a participação da sociedade na gestão das Políticas Públicas.

O Conselho Municipal de Cultura é um instrumento democrático e participativo da comunidade, com atribuições normativas, deliberativas, consultivas e fiscalizadoras das questões afetas à cultura.

Ascom-PMB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Ato público na capital diz que vaquejada não é cultura, mas tortura

Um ato público realizado no fim da tarde deste domingo, 27, no Busto de Tamandaré demonstrou o apoio de ambientalistas, defensores dos animais e de segmentos da sociedade pessoense à decisão recente do Supremo Tribunal Federal (STF) que considerou a vaquejada inconstitucional. Dezenas de pessoas com faixas e cartazes, além de um carro de som, ocuparam a área para se posicionarem contra a prática, repetindo o lema: “Vaquejada não é cultura, mas, sim tortura”.
Outro ponto enfatizado pelos integrantes do protesto foi que o movimento não se opõe aos vaqueiros, mas sim aos proprietários de gado que usam os animais para promover as vaquejadas. “Eles já são ricos, já vendem a carne e o leite. Não precisam de vaquejada, onde você só vê o boi uma vez, mas ele é treinado antes e isso inclui muita tortura”, disse uma das líderes do ato.
A mobilização ocorrida na capital da Paraíba foi idealizada pelo “Movimento Crueldade Nunca Mais” e se deu, simultaneamente, em diversas cidades brasileiras como forma de apoiar a decisão do Supremo Tribunal Federal que considerou a vaquejada prática cruel e, portanto, uma afronta à Lei Maior, a Constituição Federal, que proíbe expressamente em seu artigo 225, § 1º, inciso VII, a crueldade para com os animais.
A decisão da Suprema Corte brasileira sobre a vaquejada é recente, decorre da finalização, no último dia 6 de outubro, do julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4983. Na ocasião, o STF julgou procedente a ADI contra a Lei 15.299/2013, do estado do Ceará, que regulamentava a vaquejada como prática desportiva e cultural naquele estado. Portanto, a decisão do STF torna a “lei cearense da vaquejada” inconstitucional por entender que a crueldade e os maus tratos estão intrinsecamente ligados à prática da vaquejada.
parlamentopb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Deputado Roberto Freire é anunciado novo ministro da Cultura

(Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)
(Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República anunciou na noite desta sexta-feira (18) que o deputado Roberto Freire (PPS-SP) será o novo ministro da Cultura (leia a nota ao final desta reportagem).

Freire assumirá o cargo no lugar do diplomata de carreira Marcelo Calero, que pediu demissão do cargo por “divergências” com integrantes do governo (leia a íntegra da carta de demissão mais abaixo).

O ministro da Cultura, Marcelo Calero, durante audiência pública na CPI da Lei Rouanet (Foto: Lúcio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados)O ministro da Cultura, Marcelo Calero, em imagem de arquivo (Foto: Lúcio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados)

Quando Michel Temer assumiu o Palácio do Planalto, ainda como presidente em exercício, em maio – após o afastamento da então presidente Dilma Rousseff –, o presidente decidiu extinguir o Ministério da Cultura e transformá-lo em uma pasta vinculada ao Ministério da Educação.

Diante da reação negativa de setores culturais e de artistas, com diversas manifestações pelo país, Temer optou por recriar a pasta. À época, Calero era o secretário de Cultura, convidado por Temer, e se tornou ministro com a recriação.

Segundo o colunista do G1 e da GloboNews Gerson Camarotti, Roberto Freire, antes mesmo de Temer assumir como presidente em exercício, já havia sido sondado para comandar o Ministério da Cultura.

A Gerson Camarotti, Freire disse na noite desta sexta que seu objetivo à frente da pasta será “pacificar os ânimos”, retomando o diálogo na área.

Em maio, Freire chegou a elogiar no microblog Twitter uma postagem de um usuário que citava países sem um ministério exclusivo para a área da Cultura (veja na imagem abaixo).

Procurado pelo G1, Freire disse que, ao fazer a postagem, quis dizer que “não haveria problemas” em juntar a pasta da Cultura a outro ministério.

Roberto Freire elogia países que não tem Ministério da Cultura (Foto: Reprodução)Roberto Freire elogia países que não tem Ministério da Cultura (Foto: Reprodução)

Entrevista ao G1
Ao G1, Freire, logo após ser anunciado ministro, disse ter recebido o convite de Temer por telefone, por volta das 19h.

“Ele [Temer] me telefonou, tinha acabado de chegar em casa. Estou em Brasília mesmo. O presidente me convidou e eu aceitei”, relatou.

Em seguida, Freire quis falar sobre o futuro no ministério, e se disse com disposição à “abertura ao diálogo”. “Vou entrar com a mesma disposição para a abertura ao diálogo. De não acirrar processos”, afirmou.

O novo ministro informou que deverá embarcar neste sábado (19) em direção a Recife (PE), onde terá compromissos partidários. Ao G1, ele afirmou que estará de volta a Brasília na próxima segunda (21), para se reunir com o presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto.

“Vou antecipar minha volta. Eu voltaria só segunda à tarde. Vamos ver ainda quando dá, de acordo com os compromissos [do Temer]”, observou.

Freire confirmou que já havia sido sondado por Temer para assumir o cargo de ministro da Cultura quando o peemedebista ainda articulava a montagem do governo interino, antes mesmo do afastamento de Dilma.

“Na época, ele me convidou e eu aceitei. Mas aí veio a redução do número de ministérios. Na redução, eu falei que não seria problema fazer a integração da Cultura com a Educação. Ficou então só o [ministro da Educação] Mendonça Filho. Aí, por questões do governo, quando recriaram a pasta, Temer chamou o Calero”, relatou o novo ministro.

Carta
Leia abaixo a íntegra da carta de demissão do ministro da Cultura, Marcelo Calero:

Brasília, 17 de Novembro de 2016.

Ao Excelentíssimo Senhor Presidente da República Michel Temer,

Agradeço a honra a mim concedida com o convite para ser Ministro de Estado da Cultura do Brasil de seu governo.

Venho solicitar minha demissão em caráter irrevogável por razão de ordem pessoal.

Durante os últimos seis meses, empreguei o melhor dos meus esforços, apoiado por uma equipe de extrema qualidade para pensar a política cultural brasileira.

Saio do Ministério da Cultura com a tranquilidade de quem fez tudo o que era possível fazer, frente os desafios e limitações com os quais me defrontei. E que o fez de maneira correta e proba.

Respeitosamente,
Marcelo Calero Faria Garcia

Nota
Leia, abaixo, a íntegra da nota divulgada pelo Palácio do Planalto para informar que o deputado Roberto Freire será o novo ministro da Cultura:

O ministro Marcelo Calero pediu demissão. O presidente Michel Temer aceitou e convidou o deputado Roberto Freire para assumir o Ministério da Cultura. Ele aceitou.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Solânea lança edital de convocação para eleição do Conselho Municipal de Cultura

tiago-editalFoi sancionado pelo prefeito de Solânea (Agreste), Beto do Brasil, e feita a petição pelo diretor de Cultura da cidade, Tiago Salvador, um edital para eleger e convocar representantes que respondam pela Cultura local. Confira edital-consecult_publicado

Os cargos se diferem desde o de Gestor Municipal de Cultura ao de Música e Coral, passando pela Educação e Meio Ambiente.
As inscrições dos candidatos poderão ser realizadas através de um credenciamento do dia 3 ao dia 18 de novembro de terça à sexta, das 8 às 17h, no Cine Teatro Municipal. Já as inscrições para o Seminário Municipal de Cultura serão realizadas no dia 22 de novembro às 8h em local a ser divulgado.
Confira edital-consecult_publicado completo de eleição e convocação.

 

Assessoria

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Rádio Cultura de Guarabira é condenada a pagar R$ 21 mil, pela Justiça eleitoral

radio-culturaEm sentença proferida pela Juíza eleitoral da 10ª Zona, Comarca de Guarabira, a Rádio Cultura AM, de propriedade do Grupo João Rafael, foi condenada a pagar multa no valor de R$ 21.282,00 (vinte e um mil e duzentos e oitenta e dois reais).

A representação eleitoral foi ajuizada pela Coligação “Pela Vitória do Trabalho”, que tem como candidato a Prefeito o atual gestor do Município, Zenóbio Toscano de Oliveira, que disputa a reeleição, e, como candidato a Vice na chapa, o atual vereador Marcus Diogo de Lima.

A magistrada entendeu, em sua decisão, que a emissora representada não estaria conferindo tratamento isonômico entre os candidatos que disputam aquele pleito, além de difundir propaganda negativa em face do candidato à reeleição, Zenóbio Toscano.

A Representação Eleitoral está registrada sob o nº 348-84.2016.6.15.0010, conforme decisão que abaixo segue.

sentenca

img-20160912-wa0250

portalmidia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Menos de 50% dos municípios da PB tem políticas para cultura, diz IBGE

 (Foto: Antônio David/ Secom-PB)
(Foto: Antônio David/ Secom-PB)

Dos 223 municípios da Paraíba, apenas 110 deles (49,3%) possuem políticas municipais de incentivo e políticas públicas voltadas para a cultura. Entre estes, apenas oito deles têm conselho municipal de preservação do patrimônio cultural ou similar. Os dados são de um levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) referente ao ano de 2014, que foi divulgado nesta quarta-feira (17).

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD) mostra também que apenas 17 municípios do estado possuem plano de cultura e, na época, outros 57 estavam elaborando.

Os dados referentes ao incentivo cultural direto mostram que apenas 71 cidades paraibanas deram algum tipo de incentivo a filmes, 187 cidades apoiaram ou promoveram iniciativa cultural para diversidade social, 152 desenvolveram programa ou ação para promover a leitura e 135 municípios têm algum programa ou ação de apoio ao turismo cultural

Em termos de estrutura, os dados da PNAD sobre a relação dos municípios e as políticas públicas voltadas para cultura apontam que 192 das 223 cidades têm estruturas de cultura (86%), nestes locais 1.205 pessoas estavam empregadas em municípios paraibanos na área de cultura, mas, apenas 43 dessas cidades oferecem cursos de capacitação aos empregados.

Lan House
Sendo considerado um dos equipamentos culturais disponíveis para consultas, o mais comum na Paraíba é a Lan House. A modalidade de comércio está presente em 213 dos 223 municípios da Paraíba, fazendo do estado o segundo no Nordeste com mais espaços do tipo, ficando atrás somente da Bahia.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br