Arquivo da tag: Criciúma

De virada, Fluminense vence Criciúma pela Primeira Liga na reestreia de Abel Braga

fluO Fluminense conseguiu um triunfo de virada na volta de Abel Braga ao comando da equipe. O clube carioca, atual campeão da Primeira Liga, venceu o Criciúma por 3 a 2, na estreia da competição, pelo grupo A. A partida, disputada no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora, Minas Gerais, foi realizada nesta terça-feira.

A outra partida da chave será disputada entre Internacional e Brasil de Pelotas-RS, no dia 1º de fevereiro.

Os catarinenses tiveram a primeira grande oportunidade de abrir o placar logo aos 12 minutos de partida. Pimentinha desviou sobra de voleio, mas Diego Cavalieri espalmou, na sobra, Jheimy finalizou por cima do gol.

Aos 26, Alex Maranhão bateu falta na segunda trave e encontrou Raphael Silva. O zagueiro cabeceou firme para abrir o placar.

O Fluminense igualou o marcador aos 36. Após lançamento de Sornoza na direita, Renato Chaves colocou a bola para o meio da área de cabeça, e Henrique apareceu livre para empurrar e empatar a partida.

O gol da virada veio aos 34 da etapa final. Pedro girou para cima da defesa adversária, protegeu de Raphael Silva e bateu alto, sem chances para Luiz.

Aos 40, Marquinho entrou na equipe carioca. Sornoza lançou o meia na esquerda e, em seu primeiro toque na bola, finalizou cruzado para ampliar a vantagem.

Os catarinenses descontaram aos 43 minutos. Marlon cruzou pela esquerda, na cabeça de Hélio, que finalizou firme fora do alcance de Diego Cavalieri. Não deu tempo para reação do time comandado pelo ex-atacante Deivid.

O Fluminense voltará a campo pela estreia do Campeonato Carioca contra o Vasco no estádio Nilton Santos (Engenhão), neste domingo, às 17h (de Brasília). O próximo adversário pela Primeira Liga será o Internacional dia nove de fevereiro.

O Criciúma fará sua primeira partida pelo Campeonato Catarinense, contra o Avaí, no Estádio Heriberto Hülse, neste sábado, às 17h. Pela Primeira Liga, a equipe jogará contra o Brasil de Pelotas-RS, dia sete de fevereiro.

FICHA TÉCNICA:
FLUMINENSE 3 X 2 CRICIÚMA

Local: Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)
Data: 24 de janeiro de 2017, terça-feira
Público: 2.650 pagantes
Árbitro: Adriano Milcviski (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Cartão Amarelo: Lucas Fernandes(Flu); Diego Giaretta, Adalgiso, Pitbull(Cri)
Gols:
FLUMINENSE: Henrique, aos 36 minutos do primeiro tempo; Pedro, aos 32 e Marquinho aos 42 minutos do segundo tempo
CRICIÚMA: Raphael Silva, aos 25 minutos do primeiro tempo e Hélio Paraíba, aos 43 minutos do segundo tempo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Renato, Renato Chaves, Henrique e Léo; Douglas, Orejuela e Sornoza; Marcos Júnior(Lucas Fernandes), Wellington(Marquinho) e Henrique Dourado(Pedro). Técnico: Abel Braga

CRICIÚMA: Luiz, Maicon Silva, Raphael Silva, Diego Giaretta e Marlon; Barreto, Douglas Moreira(Caíque Valdívia) e Alex Maranhão(Hélio Paraíba); Pimentinha, Jheimy(Kalil) e Adalgiso Pitubll. Técnico: Deivid

espn

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Drama! Vasco perde para o Criciúma e decidirá o acesso na última rodada

Carlos Gregório Júnior / Flickr do Vasco
Carlos Gregório Júnior / Flickr do Vasco

O sofrimento não tem fim para o torcedor do Vasco. Com a possibilidade de assegurar o acesso neste sábado, o time perdeu para o Criciúma no estádio Heriberto Hulse (SC) por 1 a 0 e terá que decidir a classificação à Série A na última rodada, quando enfrentará o Ceará no Rio de Janeiro.

Com 62 pontos, o Cruzmaltino será obrigado a vencer caso o Náutico, quinto colocado, vença o Oeste. Isso porque, mesmo empatando, os cariocas serão ultrapassados pelos pernambucanos no critério de desempate.

Antes de 2016, o Cruzmaltino já havia disputado a Série B em 2009, quando foi campeão, e em 2014, onde foi o terceiro colocado.

O que é isso, Diguinho?!

O pênalti que originou o gol do Criciúma foi fruto de uma infração infantil cometida pelo experiente volante Diguinho. A penalidade foi tão incontestável que os jogadores do Vasco sequer reclamaram.

Na trave!

Logo aos seis minutos do primeiro tempo, Andrezinho bateu uma falta no capricho que beijou a trave esquerda do goleiro Luiz. No segundo tempo, foi a vez do zagueiro Rodrigo carimbar no travessão de cabeça.

Entrou e saiu

O atacante Ederson entrou no segundo tempo no lugar de Julio Cesar e ficou apenas três minutos em campo. Ele sentiu uma lesão e precisou ser substituído por Júnior Dutra.

Torcida do Vasco divide

Com o Criciúma já sem maiores ambições, a torcida do Vasco praticamente dividiu o estádio Heriberto Hulse. Vale lembrar que o estado de Santa Catarina possui muitos torcedores cruzmaltinos.
CRICIÚMA 1 X 0 VASCO
Local: Heriberto Hulse, em Criciúma (SC)
Hora: 16h30 (Horário de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade (RS)
Renda e público:
Cartões amarelos: Douglas Moreira, Acosta, Barreto, Jheimy, Luiz (CRI); Julio Cesar, Bruno Gallo, Andrezinho, Yago Pikachu, Luan (VAS)
Cartões vermelhos: Luan (VAS)
Gols: Roberto, aos 7 minutos do segundo tempo (CRI)

Criciúma
Luiz; Ricardinho, Raphael Silva, Acosta e Marlon; Nathan, Barreto, Douglas Moreira e Caique Valdívia; Roberto e Jheimy (Bruno Baio)
Técnico: Roberto Cavalo

Vasco
Martín Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar (Ederson) (Júnior Dutra); Diguinho, Douglas, Bruno Gallo (Yago Pikachu), Andrezinho e Nenê; Thalles
Técnico: Jorginho

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Timão bate Criciúma, mas não evita duelo eliminatório na Libertadores

timãoNem tudo deu certo para o Corinthians na tarde deste sábado. O Timão venceu o Criciúma por 2 a 1 na arena de Itaquera, chegou à 19ª vitória no Campeonato Brasileiro, mas não conseguiu subir para a terceira colocação e, consequentemente, conquistar a vaga direta na Taça Libertadores da América. Com os mesmos 69 pontos do Internacional, que bateu o Figueirense por 2 a 1 nos acréscimos em Florianópolis, o Alvinegro acabou prejudicado por ter duas vitórias a menos que o time gaúcho, terminou a competição na quarta posição e disputará a primeira fase da competição continental, em jogos eliminatórios.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O já rebaixado Criciúma deu trabalho além do esperado pelo Corinthians. Com um time repleto de jogadores jovens, buscou o empate após sair atrás do placar e se esforçou até o final. Com gols de Elias e Fábio Santos, o Timão venceu. Roger Guedes descontou para o Tigre. Foi o recorde de público da Arena Corinthians pós-Copa do Mundo: 38.044 pagantes, superando os 37.119 do jogo contra o Botafogo, no primeiro turno.

Para o Criciúma, foi a despedida na elite do futebol nacional e a “prova final” de jogadores da base, que serão aproveitados na próxima temporada. Os catarinenses jogarão a Série B do Campeonato Brasileiro em 2015. Para o Corinthians, a vitória não serviu para evitar um duelo eliminatório logo de cara na Libertadores, competição à qual o Timão voltará após ter ficado fora neste ano. O adversário na fase preliminar será um time colombiano que ainda não foi definido. A primeira partida será em casa e a decisão, fora. Se passar por esse duelo, o Alvinegro vai para o Grupo 2, com São Paulo, San Lorenzo-ARG e Danubio-URU.

Elias gol, Corinthians x Criciuma (Foto: Marcos Ribolli)Elias comemora o gol marcado pelo Corinthians ainda no primeiro tempo (Foto: Marcos Ribolli)

 

Bolas na trave, gol, polêmica…

Roger Guedes, Corinthians x Criciuma (Foto: Marcos Ribolli)Roger Guedes comemora o gol do Criciúma
(Foto: Marcos Ribolli)

Com um time repleto de garotos e sem nada a perder, o Criciúma partiu para cima do Corinthians, mas demorou poucos minutos para ser neutralizado. Aos 17 minutos, o Timão já havia batido na trave, literalmente, duas vezes: primeiro em cabeçada de Guerrero, depois em chute de Petros. Insistente, a equipe de Mano Menezes pressionava um adversário assustado e cada vez mais recuado, mostrando que o gol era questão de tempo. E o placar seria aberto em um vacilo dos visitantes: o lateral Maicon Silva perdeu a bola para Renato Augusto, que encontrou Petros. O meia deixou Elias, dentro da área, em boa posição para tocar no canto direito de Bruno, que se esticou, mas não encontrou nada.

O goleiro do Criciúma se machucou no lance, tentou continuar na partida, mas teve de ser substituído por Edson minutos depois. Mesmo dependente de contra-ataques criados nos espaços dados pelo Corinthians, o Tigre chegou ao empate, em um gol mal anulado pela arbitragem. Lucca lançou para Ricardinho, dentro da área. Com espaço, ele rolou no buraco deixado pela defesa alvinegra, e Gustavo empurrou para o gol. O árbitro Dewson Freitas da Silva marcou impedimento inexistente na criação da jogada.

Susto e alegria

Fabio Santos, Corinthians x Criciuma (Foto: Marcos Ribolli)Fábio Santos, autor do segundo gol do Corinthians
(Foto: Marcos Ribolli)

O segundo tempo começou bem para o Corinthians antes mesmo de a bola rolar. O gol do Figueirense contra o Internacional tornava a combinação de resultados perfeita para o Timão (o Colorado empatou mais tarde, mas não mudou a situação do Timão). A notícia, somada a um chute de Malcom que passou raspando a trave direita de Edson logo no primeiro minuto da etapa complementar, foi o suficiente para fazer a Fiel aumentar ainda mais a festa na Arena. Mas não por muito tempo: Roger Guedes aproveitou vacilos de Cássio e Fábio Santos em escanteio para empatar o jogo em Itaquera.

O barulhento ambiente, o jogo ofensivo e a experiência de Danilo, que entrou no lugar de Petros, foram suficientes para tornar a tarde perfeita para os corintianos. Em uma troca de passes muito rápida entre o meio-campista veterano, Fábio Santos, Renato Augusto e Paolo Guerrero, o lateral-esquerdo chutou forte, dando os três pontos e um começo de 2015 mais aliviado para a equipe alvinegra.

 

Globoesporte.com

Paulo Baier brilha sobre zagueiro novato, e Criciúma bate o São Paulo

Quando Paulo Baier estreou pelo Criciúma, em 1997, Lucão era apenas uma criança recém-nascida. A experiência do jogador do time catarinense (39 anos) sobre o jovem zagueiro do São Paulo (18) foi o ponto de desequilíbrio numa partida muito parelha no Heriberto Hülse, na noite desta quinta-feira, pela Copa Sul-Americana. Graças a duas jogadas de pura inteligência de Baier sobre Lucão, o Criciúma levou a melhor e venceu o Tricolor por 2 a 1.

Atuando quase como centroavante, Baier, obviamente sem o fôlego de antes, mas com muito mais inteligência tática, parecia se poupar. Só ia na boa. Mas fez a diferença. No primeiro gol, enganou Lucão ao fazer um corta-luz brilhante, deixando Silvinho de cara com Rogério Ceni. No segundo, deslocou-se para receber e deu com açúcar para Lucca marcar. Alexandre Pato fez o gol de um São Paulo muito modificado – Rafael Toloi, Denilson, Ganso, Kaká e Alan Kardec foram poupados por Muricy Ramalho.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O jogo da volta será na quinta-feira, no Morumbi, às 20h. O Criciúma jogará pelo empate. Ao São Paulo, basta uma vitória simples, por 1 a 0. Se o Tricolor levar um gol, precisará vencer por dois de diferença, por conta do critério de gols fora de casa. Um 2 a 1 para o São paulo leva a disputa para os pênaltis.

Pelo Brasileirão, os dois times jogam no domingo. O São Paulo permanece em Santa Catarina, mas em Florianópolis, treinando para o jogo contra o Figueirense, às 16h, no Orlando Scarpelli. Já o Criciúma viaja para Pernambuco, onde enfrenta o Sport no estádio Lacerdão, em Caruaru, também às 16h.

Comemoração gol Criciúma (Foto: Agência Estadão)Lucca comemora gol do Criciúma, o segundo do time catarinense (Foto: Agência Estadão)

O jogo

O primeiro tempo foi equilibrado, com pequena vantagem tática para o São Paulo. O que não teve nada de equilíbrio foi o duelo Paulo Baier e Lucão. O jogador do Criciúma, aos 39 anos, deitou e rolou no zagueiro são-paulino de 18. Atuando bem enfiado, quase como centroavante, o veterano participou de três lances capitais na etapa inicial – no primeiro, com um corta-luz, deixou Silvinho em excelente condição para chutar forte e abrir o placar; no segundo, fez o gol, mas em impedimento (corretamente assinalado pela arbitragem); no terceiro, deu a assistência para Lucca marcar. Em todos esses lances, Lucão ficou só olhando Paulo Baier.

O jovem zagueiro foi mesmo o ponto de desequilíbrio num São Paulo que se mostrou bem postado num 4-4-2 com duas linhas de quatro. Maicon e Michel Bastos jogavam abertos, com Souza e Hudson mais centralizados, e somente Ademilson e Pato no ataque. Nesse sistema consagrado na Europa, Michel Bastos, em seu primeiro jogo como titular, foi o grande destaque. Levou a melhor em quase todos os lances que tentou nas costas dos ex-palmeirenses Luis Felipe e João Vitor. Foi numa dessas jogadas que Bastos tocou para Alexandre Pato empatar o jogo aos 26, 11 minutos após o gol de Silvinho. Não fosse a grande jogada de Baier, com o gol de Lucca aos 43, o primeiro tempo teria terminado empatado – resultado que seria o mais justo.

Na etapa final, o Criciúma voltou ainda mais empolgado. Pressionando o São Paulo, quase marcou o terceiro com Silvinho – de cabeça, mandou na trave. Muricy Ramalho mexeu no time, colocando o promissor Boschilia no lugar de um sonolento Maicon, e depois o rápido Ewandro na vaga de Ademilson. Os garotos mostraram qualidade, mas, diante de um Criciúma bem armado na defesa, pouco puderam fazer. Pato foi quem teve a melhor chance, de cabeça, num cruzamento de Alvaro Pereira, mas acabou mandando para fora. Melhor para o Criciúma, que jogará por um empate no Morumbi para se classificar às oitavas de final da Copa Sul-Americana.

 

Globoesporte.com

Fla bate Criciúma, vence 4ª seguida e confirma recuperação no Brasileiro

leo-mouraA ameaça do rebaixamento ficou um pouco mais distante para o Flamengo neste domingo. O Rubro-negro venceu o Criciúma por 2 a 0, no Heriberto Hulse, e chegou ao quarto triunfo consecutivo no torneio. Os gols de Mugni e Eduardo da Silva levaram os cariocas ao 11º lugar, com 22 pontos. Desde a chegada do técnico Vanderlei Luxemburgo, o time acumula cinco vitórias e apenas uma derrota.

Na próxima rodada, o Flamengo encara o Vitória, domingo, às 18h30, no Barradão. Já o Criciúma segue na zona da degola, soma 17 pontos e ocupa a 17ª posição. Os catarinenses enfrentam o Sport, também no domingo, às 16h, fora de casa.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Fases do jogo: O primeiro tempo apresentou um Flamengo melhor arrumado do que o Criciúma. O time acertou a marcação e quase chegou ao gol em duas oportunidades. Aos 9min, o zagueiro Marcelo acertou a trave. Aos 30min, o voleio de Leo Moura pegou no travessão. Apesar disso, o Rubro-negro pecou bastante no último passe. Já os donos da casa tiveram dificuldades para construir as jogadas ofensivas.

A segunda etapa apresentou uma queda inicial de rendimento do Flamengo, mas o Criciúma ameaçou pouco o gol de Paulo Victor. Eduardo da Silva e Mugni entraram no Rubro-negro na expectativa de a equipe buscar o gol da vitória. E deu certo. Aos 32min, o argentino sofreu pênalti e cobrou com categoria. Aos 36min, Eduardo da Silva fechou o placar e garantiu mais uma vez a festa da torcida rubro-negra.

O melhor: Marcelo – O zagueiro teve mais uma boa atuação com a camisa do Flamengo. Mostrou segurança e por pouco não marcou um gol ao acertar a trave no primeiro tempo.

O pior: Arthur – O atacante do Flamengo foi mal mais uma vez. O jovem errou bastante e até perdeu uma boa chance no primeiro tempo.

Chave do jogo: As entradas de Mugni e Eduardo da Silva mudaram o jogo a favor do Flamengo. Um gol para cada e mais um triunfo Rubro-negro no Campeonato Brasileiro.

Para lembrar: Desde a chegada do técnico Vanderlei Luxemburgo, o Flamengo foi derrotado apenas uma vez e venceu cinco para se recuperar no Brasileirão.

Uol

Pressionado e sem técnico, Fla visita o Criciúma, que está 100% em casa

jogoPressão, incerteza e uma obrigação: vencer. O panorama não é dos mais agradáveis, mas é assim que o Flamengo pisa no campo do Heriberto Hülse neste sábado, às 16h20m (de Brasília), para encarar o Criciúma, pela quinta rodada do Brasileirão. Ainda sem vencer na competição, o Rubro-Negro será comandado pelo interino Jaime de Almeida após a demissão de Jorginho. Mano Menezes é o alvo da diretoria, que tenta convencê-lo de que assumir o clube é uma boa ideia. Como não tem nada com os problemas na Gávea, o Tigre tenta manter os 100% de aproveitamento em casa (duas vitórias em dois jogos).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Com dois empates e duas derrotas, o Flamengo é apenas o penúltimo colocado na tabela de classificação. A urgência por um triunfo se faz ainda maior para não ficar 28 dias em crise e na zona de rebaixamento, já que a rodada é a última antes da paralisação do Brasileirão para a Copa das Confederações. Sem Renato, suspenso pela expulsão na derrota para o Náutico, e a dupla de gringos Marcelo Moreno e Marcos González, com as seleções chilena e boliviana, respectivamente, Jaime de Almeida fez mistério e não revelou o time titular. Gabriel, barrado contra o Timbu, deve ser a novidade.

A fragilidade do adversário em virtude do momento e da queda de treinador é considerada ponto secundário a ser explorado pelo Criciúma. O time catarinense prefere contar com o fator casa, onde está invicto há mais de 70 dias. Nos dois jogos em seus domínios no campeonato, dupla vitória – ambas por 3 a 1, sobre Bahia e Santos. Neste sábado, o estádio Heriberto Hülse deve estar lotado, e com maioria tricolor. A fórmula é a mesma desde quando o técnico Vadão assumiu e deu cara ao time: torcida atuante e Criciúma ofensivo. Mesmo com desfalques, a formação segue no 4-3-3. O centroavante Marcel está fora por lesão e o atacante Fabinho pode não atuar com dores na região lombar.

A TV Globo transmite a partida ao vivo para RJ, MG, ES, SC (menos Criciúma), BA, CE, RN, AL, PB, MA, SE, PI e Regiões Norte e Centro-Oeste. O PremiereFC 4 também exibe o jogo, que será acompanhado pelo GLOBOESPORTE.COM em Tempo Real e com vídeos exclusivos.
header as escalações 2

Criciúma: o esquema está mantido, com tridente ofensivo, bem como o mesmo meio-campo e defesa da última partida. Porém, o técnico Vadão precisa alterar o ataque. Lesionado, Marcel cede a camisa 9 para Giancarlo. Atacante pelo lado esquerdo, Fabinho é dúvida. Na vitória diante do Santos, ele chocou as costas contra a trave e pode não ter condições de atuar. Neste caso, o meia Ivo deve cumprir a função. Se assim for, pisam o gramado Bruno; Pacheco, Matheus Ferraz, Ewerton Páscoa e Marlon; Serginho, Elton e João Vitor; Lins, Giancarlo e Ivo.

Flamengo: com a demissão do técnico Jorginho, o interino Jaime de Almeida assumiu, mas não teve muito tempo para trabalhar a equipe. Sem Renato Abreu, suspenso, Gabriel deve herdar uma vaga no meio, assim como o volante Val, que pode ganhar uma oportunidade no lugar do atacante Paulinho. Caso isso aconteça, o esquema 4-2-3-1 será substituído pelo tradicional 4-4-2. A provável formação rubro-negra tem: Felipe, Léo Moura, Wallace, Renato Santos e João Paulo; Luiz Antonio, Val (Paulinho), Elias e Gabriel (Carlos Eduardo ou Adryan); Rafinha e Hernane.
quem esta fora (Foto: arte esporte)

Criciúma: o atacante Marcel tem um edema na coxa direita. O zagueiro Fábio Ferreira tem uma fibrose na panturrilha direita (mesma em que sofreu um estiramento recente). O volante Amaral, com torção no joelho direito, ainda está em trabalho de transição. O atacante Douglas segue em recuperação de cirurgia em joelho operado para reconstrução de ligamentos.

Flamengo: o zagueiro chileno Marco González e o atacante boliviano Marcelo Moreno estão com as seleções de seus países. O lateral-esquerdo Ramon está vetado por causa de uma pancada no tornozelo direito. Expulso na última partida, Renato Abreu é outro desfalque.

header pendurados (Foto: ArteEsporte)

Criciúma: nenhum.

Flamengo: Luiz Antonio.

header o árbitro (Foto: ArteEsporte)

Jailson Macedo Freitas (BA) apita o jogo, auxiliado por Ivan Carlos Bohn (PR) e Adson Marcio Lopes Leal (BA). O árbitro paticipou de duas partidas neste Brasileiro: Botafogo 2 x 1 Santos e Cruzeiro 1 x 0 Corinthians. Até aqui, ele tem média de apenas 1,5 cartão amarelo, 0,5 cartão vermelho e 26,5 faltas assinaladas por confronto. O campeonato tem média de 3,90 amarelos, 0,2 vermelho, 32,9 faltas e 0,2 pênalti por partida.

header_estatisticas (Foto: arte esporte)

Criciúma: está dosando as energias para garantir os pontos em casa, onde venceu Bahia e Santos por 3 a 1, cometendo 25 faltas em cada jogo. Como visitante, perdeu para Internacional e Fluminense por 2 a 0 e 3 a 0, fez apenas cinco faltas contra o Inter e 20 contra o Fluminense. Foram 26 finalizações, seis gols em casa, 17 conclusões e nenhum gol fora.

Flamengo: é quase o oposto. Não fez gol em casa, onde perdeu para Ponte Preta (2 a 0) e Náutico (1 a 0), conseguindo 35 finalizações. Como visitante, empatou com o Santos em 0 a 0 (em Brasília) e Atlético-PR em 2 a 2, com 34 finalizações. Será que com a demissão do técnico Jorginho a pontaria vai melhorar? Jogue onde for, a média é de 11 finalizações no gol. Em casa, o Flamengo cometeu 18 faltas (7 e 11) e fora, 32 (19 e 13).

header_na_historia (Foto: arte esporte)

Criciúma e Flamengo fizeram um jogo emocionante com sete gols em 2003. A partida valia pela 20ª rodada do  Campeonato Brasileiro e o Tigre logo abriu uma grande vantagem 4 a 0 na primeira etapa. No intervalo, o então técnico rubro-negro, Marcos Paquetá, colocou o jovem atacante Andrezinho no lugar do zagueiro Carlos Renan. Os cariocas melhoraram, foram para cima e conseguiram marcar três vezes. Mas, no fim das contas, não foi o suficiente para superar os catarinenses, que conquistaram os três pontos.

Criciúma acolhe Congresso Nacional do Movimento de Irmãos


irmaoscriciumaATeve início nessa sexta e se encerra neste domingo, na Diocese de Criciúma a nona edição do Congresso Nacional do Movimento de Irmãos, o IX CONAMI. Ao todo, 783 casais estão inscritos no evento religioso, que será realizado no Centro de Eventos José Ijair Conti, no bairro Santa Bárbara, em Criciúma.
Com o tema “A Palavra de Deus na Vida e na Missão da Família” e o lema “Quanto a mim e a minha família, serviremos ao Senhor” (Js 24,15b), os congressistas participam da cerimônia de abertura às 19h de sexta, 17, na presença do bispo da Diocese de Criciúma, Dom Jacinto Inacio Flach, que irá presidir a primeira palestra do congresso; além do bispo de Montenegro (RS), Dom Paulo Antonio De Conto (primeiro bispo da Diocese de Criciúma); do bispo de Rio do Sul (SC), Dom Augustinho Petry e do arcebispo emérito de Curitiba (PR), Dom Pedro Fedalto. O evento será acompanhado também pelo seu orientador espiritual, o assessor do Movimento de Irmãos na Diocese de Criciúma, padre José Benjamin Cipriano (Zezinho).

O congresso será encerrado ao meio-dia de domingo, 19. Antes do término, dom Jacinto presidirá a missa, seguida pela eleição da nova coordenação nacional. Logo após, será apresentada a diocese que sediará a décima edição do CONAMI e a Celebração de Envio.

“Temos a alegria de acolher em nossa diocese este encontro que, certamente, se tornará um momento de grande renovação pelo tema que será refletido. Queremos que todos sintam-se bem acolhidos e que este seja um momento de graça, com a benção de Deus”, enfatiza dom Jacinto.

O Movimento de Irmãos na Diocese de Criciúma

Presente em 27 paróquias, com mais de 1.800 casais, o Movimento de Irmãos da Diocese de Criciúma atua diretamente junto às paróquias e pastorais, com o objetivo de formar lideranças entre os casais para atuarem nos diversos serviços prestados junto à Igreja. “O Movimento realiza encontros de casais para capacitá-los, para que possam, senão permanecer nele, exercer uma função dentro da Igreja”, ressalta Aldoir Batista, que também é coordenador de área dentro da Comarca de Criciúma.

“O grande objetivo é evangelizar os casais. E não trabalhamos somente os casais, mas a família. Temos momentos para nossos filhos, quando participam conosco e determinados momentos em que só o casal participa, mas fazemos toda uma integração com a família”, ressalta o conselheiro nato Juceli Amandio.

Segundo eles, um dos maiores serviços prestados pelo movimento é o “aprofundamento de casais”, que busca resgatar casais afastados da Igreja ou que não participam do Movimento de Irmãos. Os trabalhos são focados ainda na preparação dos casais para o Matrimônio, para o convívio familiar e a vida comunitária e de fé.

Fonte: cnbb
Focando a Notícia

América-MG derrota Criciúma e se isola na liderança da Série B

Num dos confrontos mais aguardados da quarta rodada da Série B, o América-MG levou a melhor sobre o Criciúma, neste sábado, no estádio Independência, em Belo Horizonte, ganhando por 3 a 0. Encerrou com a invencibilidade do adversário e manteve os 100% de aproveitamento na competição, além de se isolar na liderança, com 12 pontos, três à frente do próprio Tigre e do América-RN, que tem um jogo a menos.

De cabeça, Bruno Meneghel e o estreante Agenor deixaram o América-MG com boa vantagem no primeiro tempo. Na etapa final, Leandro Ferreira ampliou com um golaço de fora da área, diante de um público de 5.191, que gerou uma renda de R$ 120.060.

américa-mg x criciúma (Foto: Rodrigo Fuscaldi / Globoesporte.com)América-MG, de Fábio Júnior, atropela o Criciúma (Foto: Rodrigo Fuscaldi / Globoesporte.com)

Na próxima rodada, o América-MG encara o São Caetano, nesta terça-feira, às 21h (de Brasília), no Anacleto Campanela, em São Caetano do Sul. O Criciúma, por sua vez, voltará a campo apenas no sábado, às 16h20m, no Heriberto Hulse, diante do Goiás.

Pelo alto

A primeira chance do América-MG surgiu logo aos três minutos. Após uma cobrança de falta de Gilberto, pela direita, Fábio Júnior dominou, girou sobre o marcador e bateu para o gol. A bola entraria, mas Leandro Ferreira, em posição duvidosa, completou a jogada. O auxiliar, porém, assinalou o impedimento.

Embora o América-MG apresentasse muito mais força ofensiva e posse de bola, o Criciúma não estava morto. Aos oito minutos, Neneca recebeu um recuo, mas, na hora de mandar para longe, tocou nos pés de Lucca, que, da entrada da área, buscou o ângulo direito do goleiro americano. A bola passou muito perto da trave.

Mas o Coelho era mais forte, e o gol não demorou a sair. Aos 12 minutos, após cobrança de falta de Rodriguinho, Gabriel cabeceou forte, e o goleiro Douglas fez uma defesa impressionante. Porém, no rebote, Bruno Meneghel, de cabeça, estufou as redes catarinenses.

O América-MG mais tranquilo e armado em campo, chegava sempre com perigo. No entanto, o Criciúma, aos poucos, também passou a incomodar, principalmente com Lucca e Zé Carlos. Neneca, em vários momentos, teve que aparecer para evitar o empate do Tigre.

O Criciúma mostrava que a campanha 100% não era à toa. O time, com qualidade, buscava o empate a todo momento. Na segunda metade do primeiro tempo, os catarinenses chegaram a dominar as ações. O Coelho só voltava a apertar em lances de bola parada.

E, aos 46 minutos, o Coelho chegou ao segundo gol. Gilberto aproveitou a sobra e, pela direita, fez cruzamento perfeito, na cabeça de Agenor, que fazia sua estreia com a camisa preta e verde. O goleiro Douglas ainda tocou na bola, mas não evitou mais um do América-MG: 2 a 0.

Supremacia mineira

O Criciúma voltou para o segundo tempo com uma alteração. Saiu Gilmar, e entrou Giovanni Augusto. Assim, Lucca foi adiantado para o ataque. Inicialmente, a substituição gerou resultado, já que o Tigre partiu para cima do América-MG, que tentava o gol apenas em jogadas de contra-ataque.

Porém, quando o Coelho chegava, sempre levava perigo. Gilberto, cada vez mais entrosado com os companheiros, dava o toque de classe, em tabelas com Rodriguinho e Fábio Júnior. Quem destoava era Boiadeiro, que não acertou nenhum cruzamento.

A partir dos 15 minutos, a partida ficou aberta. Como o Criciúma se mandou para cima do Coelho, sobravam espaços. Gilberto chegou a driblar Douglas, mas deu tempo ao goleiro, que se recuperou e fez a defesa. O Criciúma, no contragolpe, com Giovanni Augusto, acertou a trave direita de Neneca.

Mas, aos 22 minutos, o Coelho chegou ao terceiro gol. Leandro Ferreira, sem marcação, arriscou de fora da área e matou o goleiro Douglas. Assim como já havia feito diante do CRB, na rodada passada, o volante do América-MG marcou um golaço: 3 a 0.

Giovanni Augusto, mais uma vez, acertou a trave de Neneca. Aos 32 minutos, o jogador cobrou falta com perfeição e, caprichosamente, explodiu na trave direita do Coelho, que nem esboçou a defesa.

Até o fim do jogo, o Coelho tocou a bola, esperando o tempo passar. O Criciúma, visivelmente desgastado fisicamente, ainda tentou, mas não conseguiu chegar com perigo.

Globoesporte.com

Guerrón brilha, Atlético-PR goleia o Criciúma e garante a classificação

O Atlético-PR venceu o Criciúma por 5 a 1 na noite desta quinta-feira, na Vila Capanema, em Curitiba, e garantiu vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. Agora, o Furacão aguarda o vencedor do duelo entre Cruzeiro e Chapecoense – no jogo de ida, na quarta-feira, empate em 1 a 1 no interior catarinense. A partida de ida da próxima fase ocorre no dia 25 de abril ou 2 de maio. A volta, dia 2 ou 9 de maio.

A vitória rubro-negra teve um personagem principal: o atacante Guerrón. Autor dos dois gols no jogo de ida, ele marcou mais quatro vezes, três no primeiro tempo e uma no segundo. O equatoriano ainda deu assistência para o também atacante Patrick marcar outro na etapa final. Antes, logo a um minuto de jogo, o atacante Gilmar tinha marcado para o clube catarinense.

Com o resultado, o Atlético-PR segue invicto como mandante na temporada. Agora, são dez vitórias e um empate em 11 partidas. Já o Criciúma – sem o goleiro Andrey e o atacante Zé Carlos, afastados pela diretoria – se afunda na crise. Ele chegou à quarta derrota seguida, duas pelo estadual e duas pela Copa do Brasil.

Os próximos compromissos de Atlético-PR e Criciúma ocorre no fim de semana, pelos campeonatos estaduais. O Furacão recebe o Arapongas às 18h30m de domingo, novamente na Vila Capanema. Já o Tigre visita o Chapecoense às 16h de domingo, no estádio Índio Condá.

Três vezes Guerrón

O Atlético-PR, no 4-3-3, teve os meias Zezinho, Paulo Baier e Martín Ligüera no setor, com os atacantes Guerrón, Edigar Junio e Marcinho na frente. Desprotegido, o Furacão foi surpreendido pelo Criciúma logo no primeiro minuto. O meia Lucca cruzou, o lateral-esquerdo Heracles afastou parcialmente e o atacante Gilmar bateu no canto para abrir o placar.

A resposta foi imediata. Aos três, Edigar Junio cruzou para Martín Ligüera, que ajeitou para Guerrón. O equatoriano chutou no alto e deixou tudo igual. Ele teve outra chance após cobrança de falta de Paulo Baier e rebote de Michel Alves, mas se atrapalhou na finalização e perdeu. O Criciúma tentou responder com o meia Cristiano, mas o goleiro Vinícius espalmou e salvou o Furacão. Aos 13 minutos, Guerrón recebeu em profundidade, tocou por cima de Michel Alves virou. O Criciúma, no 3-5-2, tinha dificuldades para parar o trio ofensivo do Rubro-Negro.

Sem marcação e dono do jogo, Guerrón teve mais quatro oportunidades ainda no primeiro tempo. Após cruzamento de Edigar Junio e toque de Martín Ligüera, ele tocou rente à trave. Depois, o uruguaio foi derrubado na área pelo goleiro adversário. Pênalti convertido pelo equatoriano. Depois, ele perdeu duas chances, ambas pelo lado esquerdo. Em uma, acertou a trave. Em outra, parou no camisa 1 do Tigre. Antes do intervalo, Edigar Junio e Paulo Baier ainda tentaram marcar o quarto gol rubro-negro, mas não aproveitaram.

Guerrón gol Atlético-PR (Foto: Franklin de Freitas / Ag. Estado)Guerrón brilha, e Furacão avança na Copa do Brasil (Foto: Franklin de Freitas/Ag. Estado)

Mais um gol (e um passe) de Guerrón

O técnico Juan Ramón Carrasco promoveu uma alteração no intervalo: o meia Marcinho saiu para entrada do zagueiro Bruno Costa. O volante Renan Foguinho, até então improvisado na zaga, voltou ao meio-campo. No Tigre, o treinador Sílvio Criciúma trocou o zagueiro Anderson Conceição e o meia Cristiano por João Vitor e Douglas. O segundo tempo, assim como o primeiro, começou movimentado e aberto. Os times, porém, criavam menos chances e pecavam na finalização.

O jogo seguiu morno até os 17 minutos, quando Guerrón recebeu livre pelo lado direito e cruzou para o atacante Patrick, que tinha acabado de entrar no lugar do jovem Patrick. Ele chutou no canto e ampliou. Aos 20, o equatoriano marcou mais um, o quarto dele e o quinto do Furacão. Bruno Costa cruzou pela esquerda e encontrou o atacante livre na área. Guerrón dominou e bateu para o gol, sem chance para o goleiro Michel Alves.

O Criciúma, mesmo sem esperança de classificação, partiu em busca do “gol de honra”. Porém, desorganizado e sem criatividade, o Tigre não conseguiu superar a marcação rubro-negra. O Furacão, com a vaga confirmada, só tocou a bola e deixou o tempo passar. Para festa da torcida atleticana. Agora, enquanto espera o vencedor do duelo entre Cruzeiro e Chapecoense, o time volta as atenções para o estadual. Já o Tigre foca no Campeonato Catarinense para tentar voltar a vencer e afastar a crise.

Globoesporte.com

Atlético-PR vence o Criciúma, mas gol polêmico adia decisão: 2 a 1

O Atlético-PR venceu o Criciúma por 2 a 1 na noite desta quinta-feira, no Estádio Heriberto Hülse, pela segunda fase da Copa do Brasil. A vantagem é boa para o Furacão no jogo de volta, mas a segunda partida poderia nem acontecer. Um erro da arbitragem no segundo tempo foi crucial para o resultado. O goleiro Vinícius quicou a bola no gramado e, quando tocou a mão para segurá-la novamente, foi desarmado pelo atacante Zé Carlos. Gol irregular na análise do comentarista Leonardo Gaciba. O auxiliar chegou a levantar a bandeira, mas o juiz validou a jogada.

Para sorte do Atlético-PR, Guerrón estava em noite inspirada e marcou duas vezes, uma em cada tempo. Com o resultado, o Furacão pode perder por 1 a 0 que, mesmo assim, garante vaga nas oitavas de final. O Tigre precisa vencer por dois gols de diferença ou por um, desde que marque três ou mais. Vitória do clube catarinense por 2 a 1 leva a decisão para os pênaltis.

O jogo de volta está marcado para 19h30m (horário de Brasília) de quinta-feira, dia 12, na Vila Capanema, em Curitiba. Quem se classificar enfrenta o vencedor do duelo entre Cruzeiro e Chapecoense, que fazem o jogo de ida na quarta-feira, dia 11.

Antes do jogo de volta, o Criciúma recebe o Metropolitano, às 16h de domingo, pela oitava rodada do returno do Campeonato Catarinense. O Furacão visita o Corinthians-PR, às 15h30m de domingo, no Ecoestádio, pela oitava rodada do returno do Campeonato Paranaense.

Guerrón marca; Furacão 1 a 0

O Tigre, do técnico Sílvio Criciúma, teve novidades em todos os setores: Ozéia ganhou a vaga de Nerley na defesa; Diego Felipe substituiu Rodrigo Lindoso no meio-campo; Zé Carlos voltou ao time no lugar do atacante Douglas e Gilmar fez a estreia pelo clube catarinense. A equipe atuou no 4-4-2, com três volantes (ou seja, 4-3-1-2). Já o Furacão, do uruguaio Juan Ramón Carrasco manteve a formação tática 4-3-3, com apenas um cabeça-de-área, o camisa 5 Deivid, e dois meias, Zezinho e Martín Ligüera.

Com o esquema ofensivo, o Rubro-Negro paranaense começou a partida melhor. Antes dos 20 minutos, foram quatro chances claras. Na primeira, Ligüera bateu colocado, mas o goleiro Andrey defendeu. Na sequência, após falha do lateral Fabinho Capixaba e do zagueiro Ozéia, o meia-atacante Marcinho tentou, mas parou no camisa 1 do Criciúma. Depois, o camisa 9 teve nova oportunidade após jogada do equatoriano Guerrón, mas não aproveitou. Por fim, o meia Zezinho tabelou com Martín Ligüera e chutou cruzado, mas errou o alvo.

Depois de sofrer a pressão inicial, o Criciúma cresceu no jogo e passou a ameaçar o gol atleticano. O zagueiro Anderson Conceição, após cruzamento do volante Itaqui, cabeceou por cima. O atacante Gilmar, após furada do goleiro Vinícius, fez o giro e bateu para fora. E, em cobrança de falta, o meia Lucca obrigou o camisa 1 rubro-negro a fazer difícil defesa. O Furacão, depois de desperdiçar quatro chances de abrir o placar, conseguiu superar o Andrey. O atacante Guerrón recebeu lançamento preciso de Zezinho, aos 32 minutos, entrou livre na área e tocou na saída do goleiro. Depois, nos últimos minutos do primeiro tempo, o Atlético-PR só administrou a vitória parcial.

Criciúma e Atlético-PR, pela Copa do Brasil (Foto: Fernando Ribeiro / Futura Press)Atlético-PR vence o Criciúma por 2 a 1 em meio a polêmica (Foto: Fernando Ribeiro / Futura Press)

Lance irregular; gol do Criciúma

O técnico Sílvio Criciúma promoveu duas alterações na volta para o segundo tempo: o volante Diego Felipe e o lateral-esquerdo João Paulo saíram para as entradas do meia Cristiano e do lateral Diego Oliveira. O Atlético-PR, sem trocas, quase ampliou no começo da etapa final, mas os atacantes Ricardinho e Guerrón não aproveitaram as oportunidades. Depois, Carrasco tirou o atacante Ricardinho e colocou o zagueiro Rafael.

Com uma formação mais defensiva, o Furacão levou sufoco do Criciúma. O Tigre avançou a marcação e chegou ao empate aos 19 minutos. O goleiro Vinícius quicou a bola no chão. Quando foi segurá-la, o atacante Zé Carlos a roubou com a cabeça e, sozinho, só tocou para o gol vazio. Segundo Leonardo Gaciba da Silva, ex-árbitro e comentarista, o lance foi irregular, e o erro do juiz, primário. O jogo ficou tenso, com muitos passes errados e faltas no meio-campo. As chances de gol tornaram-se raras.

Gol da vitória rubro-negra: 2 a 1

Após o empate, o técnico Juan Ramón Carrasco trocou Marcinho, apagado no jogo, e colocou o jovem Edigar Junio. No primeiro lance, aos 25 minutos, o camisa 17 recebeu livre pela esquerda, passou pelo goleiro Andrey e tocou em direção ao gol. Na pequena área, o equatoriano Guerrón só completou e saiu para o abraço.

O Criciúma quase chegou ao empate aos 38. O volante Itaqui cobrou falta, a bola desviou no caminho e o goleiro Vinícius deu rebote. O atacante Zé Carlos bateu, mas o camisa 1 salvou à queima-roupa. Nos últimos minutos, o time mandante ainda tentou o gol de empate, mas não superou a marcação adversária. O Furacão também tentou o gol, que garantiria a classificação direta para as oitavas de final, mas errou muitos passes. Com isso, a decisão fica para Curitiba, no próximo dia 12.

Globoesporte.com