Arquivo da tag: Criança

Em Guarabira, homem finge ser adolescente, manda ‘nudes’ para criança de 11 anos e acaba preso

Um produtor musical foi preso, nesta terça-feira (21), suspeito de tentar abusar sexualmente de uma criança de 11 anos, no Centro de Guarabira, no Brejo paraibano. O acusado, de 33 anos, fingiu ser um adolescente de 16 anos e passou a manter conversas via internet com a vítima, inclusive, enviando ‘nudes’ (fotos pelado) para ela.

O pai da criança descobriu a farsa e acionou os policiais. A prisão executada pelas equipes das Polícias Civil e Militar ocorreu em flagrante delito. Segundo informações repassadas pelo delegado Hugo Pereira de Lucena, o preso será autuado pelo crime de pedofilia.

A polícia informou que o suspeito estava há certo tempo acessando as redes sociais para enganar e aliciar a criança. “Ele se passou por um adolescente de 16 anos e tentou aliciar a criança de 11 anos de idade para manter relação sexual com ela”, afirmou o delegado.

Ainda segundo o delegado, o preso já estava conseguindo envolver a criança e, durante as conversas online, já havia enviado ‘nudes’ para a menina. “Ele havia marcado um encontro com a criança no Centro de Guarabira, na manhã de hoje (terça-feira, 21), mas o pai da menor foi informado dessa situação por outro filho e acionou a polícia, que prendeu o acusado em flagrante”, declarou Hugo Lucena.

Os policiais apreenderam celulares e outros equipamentos que eram usados durante as conversas com a criança. Esses aparelhos serão submetidos a perícias, para comprovar a prática do delito.

Durante o interrogatório, o preso negou que tivesse intenção em abusar sexualmente da criança e justificou que deseja apenas conversar e manter amizade com a criança. “Mas essa explicação não convenceu os policiais. Ele foi preso, autuado em flagrante delito e encaminhado para um presídio”, acrescentou o delegado.

 

Jota Alves

 

 

Idoso é condenado a 18 anos de prisão por estuprar criança em Sapé, PB

Um idoso foi condenado a 18 anos e 4 meses de prisão por estuprar um menino na cidade de Sapé, na Mata paraibana. A sentença de Adriano Alexandrino Ourique foi proferida em uma sessão ordinária da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba na terça-feira (14). Adriano teve a sentença absolutória reformada e foi condenado a prisão em regime fechado por estupro de vulnerável continuado.

Conforme os autos do processo, cujo relator foi o desembargador Ricardo Vital de Almeida, o condenado, que à época da denúncia tinha 64 anos, teria estuprado a vítima por pelo menos dois anos, oferecendo balas, pipocas e até dinheiro para consumar o ato criminoso.

Para o desembargador, a materialidade do crime é evidente conforme o inquérito policial, os depoimentos da vítima e das testemunhas, além da Certidão de Nascimento do menino, que atesta que ele tinha 13 anos na época da denúncia e que o crime teria começado quando ele tinha 11 anos de idade.

Quanto à autoria, o relator afirmou ser incontroversa, principalmente pela declaração da vítima que, além de apontar o réu como autor do crime, descreveu a dinâmica do evento comprovada pelas provas no inquérito e pelos demais depoimentos.

G1

 

Respirar pela boca provoca consequências à saúde da criança

O processo natural de respiração, que envolve a entrada e saída do ar pelo nariz, classificado como respiração nasal, é uma missão quase que impossível para algumas crianças. Para elas, esse fluxo ocorre pela boca, ocasionando consequências negativas à saúde. De acordo com o pediatra do Hospital Edmundo Vasconcelos, Rubens Tadeu Bonomo, o problema pode ter diferentes causas.

O hábito, classificado como respiração oral, pode ser desenvolvido por quatro motivos: infecções de repetição das amigdalas, desvio do septo, crescimento das adenoides e rinite alérgica. No primeiro caso, o médico explica que as sucessivas infecções nas amígdalas acabam aumentando o tamanho do órgão, e consequentemente, dificultando a respiração nasal.

Essa dificuldade ocorre também quando há o crescimento das adenoides, que reduz o espaço existente entre o nariz e a faringe, e em casos de rinite alérgica, que em seu estágio leve pode ter o tratamento ignorado, levando a um problema crônico, como lembra o médico.

“Em alguns casos da rinite crônica a criança pode apresentar o bruxismo- dormir apertando e rangendo os dentes, e provocando dores de cabeça, dificuldades para engolir e falar, insônia e sonolência diurna”, enfatiza Bonomo.

Mas respirar pela boca acarreta ainda outras consequências negativas à saúde dos pequenos. Segundo o médico, isso implica em receber um ar que não foi filtrado, umidificado e aquecido a temperatura ideal, e, portanto, eleva as chances da criança roncar, babar demasiadamente, desenvolver crises de apneia- parada momentânea da respiração por, pelo menos, dez segundos, e ter mais infecções de garganta, ouvido e gripes.

Os prejuízos, nos casos mais graves, são sentidos também no desenvolvimento do crânio. “Nestas situações, a respiração oral provoca um crescimento mais vertical do crânio, predispondo a formação de um palato, céu da boca, em forma de V invertido, diminuído o espaço destinado à erupção dentária, resultando no crescimento errado dos dentes e interferindo também na alimentação, deixando o ato de mastigar e engolir mais cansativo”, exemplifica o médico.

O pediatra esclarece que o diagnóstico precoce pode evitar esses problemas à saúde da criança. “Investigar e detectar a causa é primordial para designar o tratamento indicado, que na maioria das vezes envolve diferentes profissionais. Quanto mais cedo isso for feito, menor o risco de sequelas”, conclui.

HOSPITAL EDMUNDO VASCONCELOS

Localizado ao lado do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, o Hospital Edmundo Vasconcelos atua em mais de 50 especialidades e conta com cerca de 1.000 médicos. Realiza aproximadamente 12 mil procedimentos cirúrgicos, 13 mil internações, 230 mil consultas ambulatoriais, 145 mil atendimentos de Pronto-Socorro e 1,45 milhão de exames por ano. Dentre os selos e certificações obtidos pela instituição, destaca-se a Acreditação Hospitalar Nível 3 – Excelência em Gestão, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e o primeiro lugar no Prêmio Melhores Empresas para Trabalhar na categoria Saúde – Hospitais, conquistado por dois anos consecutivos, 2017 e 2018.

 

Assessoria de imprensa

Em Guarabira, criança escolhe Rotam como tema de aniversário e policias participam da festa

Policiais da Rotam do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) participaram, nessa segunda-feira (29), do aniversário de 7 anos de Guilherme, que escolheu o tema para a sua festa. A comemoração aconteceu na residência do menino, no Bairro das Nações, em Guarabira, e ele foi surpreendido com a chegada da guarnição formada pelo sargento Whashyngton e pelos soldados Emanuel, Leonaldo e Ernani.

A mãe de Guilherme, Aline, relatou aos policiais que, ao perguntar qual o super herói que ele queria para ser o tema da sua festa, ele respondeu que queria a Rotam. A mãe disse também que o menino gosta muito da Rotam e que, quando as motos passam, ele corre pra ver e vive falando pra ela e para o pai, Luciano, que o seu sonho é ser um policial da Rotam. Diante do pedido do filho, o pai, que conhecia a guarnição, convidou os policiais a fazerem uma surpresa para o filho.

Os militares que estiveram presentes à festa disseram que ficaram bastante surpresos e emocionados. Ao chegar ao local, foram recepcionados pelo aniversariante e pelas demais crianças. “Quando viram a guarnição chegando, eles correram para nos abraçar e apertar nossas mãos com muita pureza e alegria, isso é que nos faz acreditar em nosso trabalho, que nos motiva em nosso dia a dia a continuar lutando em defesa da sociedade”, disse o soldado Leonaldo.

Assessoria 4º BPM

 

 

Juiz condena quatro adolescentes após estupro de criança em escola particular de João Pessoa

Quatro adolescentes foram condenados pelo juiz da 2ª Vara da Infância e Juventude em João Pessoa, Luiz Augusto Souto Cantalice, pelo ato infracional análogo ao crime de estupro de vulnerável. Esses quatro adolescentes foram apreendidos na investigação do estupro de uma criança que ocorreu em uma escola particular da capital paraibana.

A sentença foi prolatada na noite desta quarta-feira (24). Os quatro adolescentes foram condenados à pena de internação, que prevê reanálise da necessidade da manutenção, no máximo, em 06 meses. O caso corre em segredo de justiça e por isso o teor total da sentença não está sendo divulgado.

A informação da condenação foi confirmada pelo advogado, Aécio Farias, que faz a defesa dos adolescentes. Ele considerou a sentença o “maior erro judicial do universo”.

“Não havia qualquer prova para condenação. Além do mais, o processo está cheio de nulidades e a maior delas, sem dúvida, foi a existência de assistentes de acusação, o que é extremamente proibido. Vamos recorrer ainda hoje”, disse o advogado na noite desta quarta-feira.

Entenda o caso

Os adolescentes foram apreendidos suspeitos de ato infracional semelhante ao crime de estupro praticado contra uma criança de oito anos dentro de uma escola particular, em João Pessoa. As apreensões aconteceram em decorrência de mandados judiciais após processo que tramita em segredo de justiça desde maio de 2018. Um ex-zelador suspeito de participar nos estupros também foi preso. Outros casos de estupro começaram a ser apurados ao longo da investigação.

Primeiro caso

A investigação começou em maio de 2018, com a denúncia da primeira vítima, uma criança de 8 anos, que disse ter sido estuprada dentro do banheiro do colégio Geo. O processo começou a tramitar em segredo de justiça desde o primeiro depoimento.

Os abusos vieram à tona após a mãe de uma das vítimas receber um aviso da escola que comunicava que o filho dela estava indo com muita frequência ao banheiro. Além disso, a criança também passou a ter um “comportamento agressivo e também choroso”. “Em conversa com a mãe, a vítima contou sobre os abusos e a investigação foi iniciada”, disse a delegada Joana D’arc Sampaio.

G1

 

Criança ararunense morre com suspeita de dengue hemorrágica no Hospital do Trauma em João Pessoa-PB

Uma menina de 5 anos, natural de Araruna morreu na manhã desta terça-feira (23), no Hospital de Traumas Senador Humberto Lucena, com suspeita de dengue hemorrágica.

Segundo informações, a garota contraiu a doença em Araruna, município localizado a 165 km da capital do Estado. Ela foi transferida para o Traumas na madrugada desta segunda-feira (22), depois de receber as primeiras atenções no Pronto Atendimento de sua terra natal.

Nas redes sociais, o assunto comoveu à todos que buscam maiores informações sobre a realidade da doença no município.
A secretaria de saúde do Araruna ainda não comentou o caso.
midiapb

 

Criança é baleada em tiroteio ao sair de casa da avó para comprar ‘din-din’ em Santa Rita, PB

Uma criança de seis anos de idade morreu após ser baleada no distrito de Várzea Nova, em Santa Rita, na Grande João Pessoa, na tarde desta quarta-feira (17). A vítima chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. A criança estava na casa da avó e foi baleada quando saiu de casa com os irmãos para ir comprar “din-din” (sorvete de saquinho).

Segundo a Polícia Militar, a informação foi confirmada pela mãe da criança que contou ainda que a suspeita é de que o tiroteio tenha ocorrido entre criminosos da região.

Familiares ainda conseguiram socorrer a criança com vida e levaram para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Tibiri II, onde foi confirmado o óbito.

G1

 

Criança é morta a tiros em carro com homem que havia acabado de deixar a prisão na PB

Uma criança de 9 anos foi morta com dois tiros dentro do carro onde estava um ex-detento, recém liberado da prisão, na noite desta quinta-feira (15), em Santa Rita, na Grande João Pessoa. O homem recebeu um alvará de soltura no mesmo dia e estava sendo solto, após passar três meses preso.

Letícia Agripino estava no carro com o pai, a madrasta, um irmão de 3 anos e um amigo da família, que dirigia o carro. Eles iriam ao médico, mas antes passaram no Presídio Padrão de Santa Rita para buscar um primo do pai da criança, preso por posse ilegal de arma. Nesse momento, o carro foi alvo de vários tiros.

Segundo o delegado Hugo Helder, ao pegar o ex-detento, o carro foi atingido por vários tiros, ainda perto do presídio. O pai da criança ficou ferido por estilhaços das balas. A menina de 9 anos ainda foi socorrida e levada para UPA de Santa Rita, mas não resistiu e morreu.

A Polícia Civil ainda não sabe explicar o que pode ter acontecido. O ex-detento informou, em primeiro depoimento à polícia, que não esperava ser solto nesta segunda-feira. Ele afirmou que não conversou com nenhum advogado e que só ficou sabendo do alvará de soltura praticamente na hora de deixar o presídio.

Ainda conforme o delegado Hugo Hélder, o ex-detento informou que um agente penitenciário teria feito a ligação para a família informando do alvará de soltura.

Todos os ocupantes do carro, segundo a Polícia Militar, são de Odilândia, Zona Rural de Santa Rita.

Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

G1

 

PC prende professor suspeito de estuprar criança em cidade no Sertão

Policiais Civis prenderam, na manhã deste domingo (14), um professor de 35 anos suspeito de estuprar uma criança de 8 anos de idade em Pombal, no Sertão da Paraíba. O suspeito, identificado como um professor de uma escola em São Domingos de Pombal, foi preso conforme um mandado de prisão expedido pela 2ª Vara Mista de Itaporanga.

O crime ocorreu em 2015, quando a criança tinha apenas 8 anos de idade. A vítima é sobrinha da esposa do acusado.  O acusado foi condenado a uma pena de 13 anos e seis meses e encaminhado à delegacia da cidade.

 

pbagora

 

 

Criança de oito anos sofre choque elétrico dentro de escola municipal de João Pessoa

Uma criança de oito anos sofreu um choque elétrico dentro da Escola Municipal Américo Falcão, no bairro do Cristo, em João Pessoa, durante o intervalo das aulas, nesta quinta-feira (11). De acordo com a diretora administrativa do colégio, Wellingta Magnólia Lacerda, as instalações elétrica da escola são antigas.

A criança estava brincando na quadra da escola, descalço, quando resolveu ir até o bebedouro. A área estava molhada e a criança colocou a mão próximo a uma tomada. Nesse momento, ele levou o choque. O Samu e o Corpo de Bombeiros estiveram no local. A mãe da criança também foi chamada.

Segundo a diretora, o resgate demorou a chegar na escola. A criança foi levada ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, acompanhado da mãe e da diretora. Na unidade de saúde, ela fez exames e recebeu alta por volta das 22h.

Ainda conforme informações de Wellingta Magnólia, a escola tem problemas nas instalações elétricas, que são antigas. No entanto, a reforma já está no processo de licitação e deve acontecer ainda em 2019. O ginásio e a área do bebedouro foi interditada. No entanto, a rotina da escola não foi alterada e as aulas continuam acontecendo normalmente.

G1