Arquivo da tag: creche

Creche Lucilene é reconhecida como utilidade pública pela Câmara de Solânea

Foi aprovado, durante sessão da última terça-feira (03), na Câmara Municipal de Solânea, um Projeto de Lei que reconhece de utilidade pública a Associação Amigos do Bem Comum, entidade mantenedora da Creche Lucilene. O projeto de Lei foi uma propositura do vereador Flávio Evaristo que aproveitou para parabenizar os membros pelo trabalho social desenvolvido no município.

“Quero parabenizar todos os membros da Creche Lucilene pela dedicação do dia a dia, cuidando com carinho de várias crianças das famílias solanenses,” comentou o vereador.

Luiz Carlos, presidente da Associação também agradeceu ao apoio da Câmara nesse reconhecimento. “Somos gratos ao vereador Flávio Evaristo e demais vereadores que votaram favoráveis. É mais um passo dado para que a sociedade solanense saiba da importância para continuar apoiando nossa creche,” destacou Luiz.

Na sessão também foram aprovados os projetos de Lei apresentados pelo vereador Júnior Melo, que dispõe sobre a obrigatoriedade de reserva de vagas em eventos culturais para contratação de artistas, grupos, bandas, músicos e afins, locais para apresentação em shows na cidade e ainda o projeto de Lei que dispõe sobre o estágio de estudantes em órgãos da administração municipal de Solânea.

Também aprovado o requerimento do vereador Flávio Evaristo com a Moção de Louvor à Loja Maçônica José Pessoa da Costa, pelos 50 anos de fundação e serviços prestados à comunidade solanense.

Ascom-CMS

 

 

Mais duas crianças atacadas em creche são transferidas para Belo Horizonte

(Foto: Natália Jael/Inter TV Grande Minas)

Mais duas crianças feridas no ataque à creche em Janaúba, um menino de cinco e uma menina de quatro anos, foram transferidas para o hospital João XXIII, em Belo Horizonte, na madrugada deste sábado (7).

De acordo com a assessoria da unidade de saúde, os dois transferidos estão em estado grave. Outras oito crianças estão internadas no hospital, elas também estão em estado grave. Há também duas mulheres, que segundo a assessoria, estão em estado gravíssimo.

Ainda na capital, outras três crianças estão internadas no Hospital Odilon Behrens. Novos boletins serão divulgados neste sábado.

Até a publicação desta reportagem, sete crianças e uma professora morreram após o vigia Damião Soares dos Santos atear fogo nele próprio atacar crianças e professoras dentro da creche Gente Inocente em Janaúba, na Região Norte de Minas Gerais nesta quinta-feira (5). O vigia também morreu.

Outras vítimas feridas estão internadas em Montes Claros e Janúba.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Sobe para sete o número de crianças mortas no incêndio da creche em Janaúba

Sobe para sete o número de crianças mortas no incêndio da creche em Janaúba, região norte de Minas. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, Cecília Davina Gonçalves Dias e Yasmin Medeiros Salvino, ambas de quatro anos, faleceram na tarde desta sexta-feira, 6, no hospital em que estavam internadas em Montes Claros, também na região norte do estado. O total de mortos na tragédia, agora, é de nove. Sete crianças, uma professora e o vigia da creche, que provocou o incêndio na creche.

Sobe para seis o número de crianças mortas no incêndio da creche em Janaúba: Entre a noite de quinta a manhã desta sexta, 11 crianças vítimas do incêndio foram levadas para Belo Horizonte© Fredsom Souza/Estadão Entre a noite de quinta a manhã desta sexta, 11 crianças vítimas do incêndio foram levadas para Belo Horizonte  

Na manhã desta sexta-feira, 6, em Belo Horizonte, três crianças atingidas pelo fogo e levadas para o Hospital de Pronto Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, foram transferidas para o Hospital Municipal Odilon Behrens, também na capital.

A assessoria do pronto-socorro, referência em queimados, não informou se a ida para outro local de tratamento ocorreu por melhora no quadro clínico dos pacientes. Os bombeiros elevaram para 43 o total de feridos, conta feita ants do falecimento de Cecília. Conforme a corporação, houve mais procura por atendimento médico em Janaúba durante a madrugada.

Entre a noite de quinta a manhã desta sexta, 11 crianças vítimas do incêndio foram levadas para Belo Horizonte. Todas em estado grave, com queimaduras entre 10% e 80% do corpo, e nas vias aéreas. As crianças transferidas para o hospital municipal têm três anos. Entre os pacientes que permanecem no João XXIII, oito têm cinco anos e um tem quatro anos. Outras duas vítimas, ambas professoras da creche, chegaram há pouco a Belo Horizonte.

O incêndio na creche, conforme investigações da Polícia Civil, foi provocado pelo vigia da instituição, Damião Soares dos Santos, de 50 anos, que antes teria jogado líquido inflamável nas crianças e no corpo.

Quatro alunos morreram imediatamente após o ataque. Uma professora, outra criança e o autor do crime faleceram depois de internadas no hospital de Janaúba. Ainda segundo as investigações, o crime foi premeditado. Galões com combustível foram encontrados na casa do vigia. Damião também teria dito a familiares que “daria um presente a todos, se matando em breve”.

Risco de morte

Em entrevista coletiva mais cedo, antes da confirmação da morte das meninas, o diretor do Hospital Regional de Janaúba Helvécio Campos de Albuquerque havia dito que as 13 vítimas internadas no hospital João XXIII, em Belo Horizonte, ainda estavam em estado gravíssimo e corriam sério risco de morrer. Além dessas pessoas, as meninas Cecília e Yasmin, que estavam internada em Montes Claros, também tinham o mesmo diagnóstico.

Os corpos das vítimas começaram a ser velados por familiares, em casa, na noite de quinta-feira. Os enterros ocorrem separadamente no cemitério da cidade.

Estadão

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Sobe para 6 número de crianças mortas após vigia atear fogo em creche de Janaúba (MG); professora também morre

Mais duas crianças morreram na noite desta quinta-feira (5) depois de terem sido queimadas em uma creche de Janaúba, no Norte do Minas Gerais. Assim, sobe para seis o número de alunos mortos.

Segundo a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, os dois, um menino e uma menina, estavam sendo transportados de Janaúba para Montes Claros. Ambos tinham quatro anos de idade. Os nomes ainda não foram divulgados.

A creche em que eles estavam foi incendiada pelo vigia noturno Damião Soares dos Santos, de 50 anos, segundo a polícia. Ele também morreu horas depois.

Também na noite desta quinta morreu, em Janaúba, a professora Helley Abreu Batista, de 43 anos. Ela estava com 90% do corpo queimado após ter sido atingida pelo fogo. A informação da morte foi dada por Ricardo Tolentino, diretor da Fundação Hospitalar de Janaúba, onde ela estava internada.

Segundo o Instituto Médico-Legal da cidade, também morreram no ataque:

  • Ana Clara Ferreira Silva, 4 anos
  • Luiz Davi Carlos Rodrigues, 4 anos
  • Juan Pablo Cruz dos Santos, 4 anos
  • Juan Miguel Soares Silva, 4 anos

Outras 24 pessoas seguem internadas, 21 das quais crianças, segundo o Corpo de Bombeiros.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Homem é preso acusado de praticar atos libidinosos com criança de 4 anos em frente a creche em Bayeux

Um homem de 42 anos foi preso na manhã desta segunda-feira (02) acusado de atos libidinosos com uma criança de quatro anos, em frente a uma creche no bairro Brasília em Bayeux, zona metropolitana de João Pessoa.

De acordo com a polícia, o homem estaria acompanhado de uma mulher e duas crianças, quando a mãe entrou na creche e ele ficou sozinho com as duas crianças. Foi nesse momento que o acusado teria pego a menina e a levou para um canto onde a teria feito pegar nos órgãos sexuais dele.

Uma mulher que mora em frente à creche viu o o ato e começou a gritar. O homem se assustou e tentou fugir com a bermuda ainda na altura dos joelhos.

A Polícia Militar foi chamada e conduziu o acusado para a delegacia onde ele foi autuado e o fato informado ao conselho tutelar que deve cuidar das crianças.
O acusado conversou com nossa equipe e negou as acusações. Disse que a bermuda caiu por quê o zíper e o botão estão quebrados.

Marília Domingues / David Martins

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Na Paraíba, 75% das crianças de até 4 anos não vão a creche ou escola

crecheCerca de 174 mil crianças de até 4 anos não frequentavam creche ou escola na Paraíba, em 2015. Esse número representa 75,9% do total de crianças que estão na fase inicial da Primeira Infância e residem no estado. Os dados são do Suplemento “Cuidado das crianças de até 4 anos de idade”, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2015 (PNAD 2015), divulgado nesta quarta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Dentro desse total, em 107 mil casos, ou 61,71%, os responsáveis pela criança tinham interesse em matriculá-la em alguma creche ou escola, mas apenas 23 mil tomaram alguma iniciativa para que a criança fosse efetivamente matriculada.

Na Paraíba, 24,1% (54 mil) das crianças de até 4 anos de idade eram matriculadas em creche ou escola em 2015, de um total de 229 mil crianças nessa faixa etária.

No Nordeste, a Paraíba é o estado com a terceira maior quantidade de crianças fora da creche, com 75,9%, ficando atrás apenas do Ceará (72,1%) e do Rio Grande do Norte (74,4%). No Brasil, esse percentual foi de 74,3% e no Nordeste foi de 80,7%.

Onde as crianças ficam durante a semana
Das 229 mil crianças paraibanas com até 4 anos de idade, 79,4% (182 mil) permaneciam, de segunda a sexta-feira, durante todo o dia, no mesmo local e com a mesma pessoa. Esta é a terceira menor proporção dentre os estados da região Nordeste.

Quanto mais nova a criança, maior era o percentual de permanência no mesmo lugar e com a mesma pessoa ao longo do dia. No Brasil, para aquelas de menos de 1 ano de idade, esse valor alcançava 95,1%, enquanto entre as de 3 anos a proporção baixava para 70,1%.

Esse padrão ocorreu em todas as regiões, sendo que, no Nordeste, verificou-se a maior diferença entre as idades, 96,3% das crianças de menos de 1 ano de idade permaneciam no mesmo local e com a mesma pessoa enquanto que, entre crianças de 3 anos de idade, a proporção chegava a 61,6%.

Domicílios com crianças de até 4 anos
A presença de crianças com até 4 anos de idade foi registrada em 13,7% dos domicílios do país. Na Paraíba, existem 205 mil domicílios com moradores nessa faixa etária, representando 16,3% do total de domicílios do estado (1,2 mil). Esse percentual é o segundo maior da Região Nordeste, atrás apenas do Maranhão, que possui 20,8% de domicílios com moradores com menos de 4 anos de idade.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Apenas 25% das crianças com menos de 4 anos frequentam creche ou escola

educacaoEm 2015, das 10,3 milhões de crianças brasileiras com menos de 4 anos, 25,6% (2,6 milhões) estavam matriculadas em creche ou escola. Entretanto, 74,4% (7,7 milhões) não frequentavam esse tipo de estabelecimento nem de manhã, nem à tarde.

Desse contingente de 7,7 milhões de crianças que ficavam em casa, 61,8% de seus responsáveis demonstravam interesse em matricular na creche, o que representa 4,7 milhões dos casos. O interesse do responsável em matricular a criança crescia com o aumento da idade, passando de 49,1% em crianças com menos de 1 ano e atingindo 78,6% entre as crianças de 3 anos.

As informações constam do suplemento Aspectos dos cuidados das crianças de menos de 4 anos de idade, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2015, divulgado hoje (29) no Rio de Janeiro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo a pesquisa, o percentual de crianças de menos de 4 anos cujos responsáveis tinham interesse em matriculá-las em creche ou escola diminuía nas classes de renda média domiciliar per capita mais altas.

“Nas classes sem rendimento a menos de ¼ do salário mínimo, essa proporção era de 61,5%, crescendo até a classe de ½ a menos de 1 salário mínimo (63,9%). A partir da classe de 1 a menos de 2 salários mínimos, verificava-se redução da proporção, com estimativa de 60,1%, chegando a 54,4% na classe de rendimento domiciliar per capita de 3 ou mais salários mínimos”, informa o documento.

Das 4,7 milhões de crianças de menos de 4 anos não matriculadas em creche ou escola, mas cujos responsáveis tinham interesse em fazê-lo, em 43,2% (2,1 milhões) dos casos os responsáveis tomaram alguma ação para conseguir uma vaga. Dentre as medidas adotadas, as mais recorrentes foram o contato com a creche, a prefeitura ou secretaria para informações sobre existência de vagas (58,7%) e a inscrição em fila de espera para vagas (37,3%).

A assistente administrativa Dayse Fernandes Bezerra Arruda, de 39 anos, busca uma vaga em creche municipal para seu filho de 6 meses desde o ano passado para poder voltar a trabalhar. Ela recorreu à Justiça para que a prefeitura do Rio de Janeiro matricule seu filho em uma creche.

“Estou com processo em andamento e até agora nada. Fiz a inscrição em cinco creches em bairros próximos de casa, mas ele não foi sorteado. Eu não tenho com quem deixá-lo. Meu marido trabalha. Uma creche particular é inviável, a mais barata está na faixa de R$ 1,5 mil. Vivemos de aluguel, é complicado pagar uma creche”, disse Dayse.

Plano Nacional de Educação

O Plano Nacional de Educação (PNE), sancionado em 2014, estabelece na sua primeira meta a universalização da educação infantil na pré-escola para crianças de 4 a 5 anos até 2016 e a ampliação da oferta de educação em creches de forma a atender, no mínimo, 50% das crianças de até 3 anos até 2024.

Segundo o IBGE, os dados de 2015 da Pnad mostram que a taxa de frequência de crianças de 4 a 5 anos na pré-escola está em 84,3%. No caso das crianças com menos de 4 anos, apenas 25,6% estavam em creches.

O PNE estabelece metas e estratégias para melhorar a qualidade da educação até 2024. As metas vão desde a educação infantil até a pós-graduação e incluem valorização dos professores e melhorias em infraestrutura.

Perfil das famílias

A Pnad 2015 estimou que os 10,3 milhões de crianças com menos de 4 anos no país correspondem a 5,1% da população brasileira. A presença de crianças desse grupo etário foi registrada em 13,7% dos domicílios.

Segundo a pesquisadora do IBGE Adriana Araújo Beringuy, o aspecto mais distintivo entre os domicílios foi o rendimento domiciliar per capita: a presença de crianças de menos de 4 anos é maior nas classes menos elevadas. “Quase 74% dos domicílios com crianças até 3 anos estavam nas faixas de rendimento domiciliar per capita até um salário mínimo. É perceptível que as crianças desse grupo etário estão em domicílios de renda mais baixa”, disse.

Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Farmácia Distrital e Creche serão entregues a comunidade neste domingo em Bananeiras

crescheA Prefeitura Municipal de Bananeiras através das Secretarias de Saúde e Educação entregarão neste domingo (31) às 15h, a Farmácia Básica Distrital e a Creche Janete Freire dos Santos no Distrito de Roma.

Essa nova farmácia trará mais comodidade no atendimento e na distribuição de medicamento à população do Distrito que não mais necessitará se deslocar até a cidade para conseguir o remédio.

Com a inauguração da farmácia em Roma, o município de Bananeiras, aumenta para quatro (4) o número de unidades; no Centro, no Tabuleiro, em Vila Maia e agora em Roma. Assim, a Secretaria amplia o atendimento que em 2015 já atendeu cerca de 23 mil pessoas , o dobro das atendidas em 2014.

A Farmácia Básica racionaliza a distribuição de medicamentos essenciais e permite o tratamento eficaz e a menor custo das doenças mais comuns que afetam a população brasileira.  Destina-se, exclusivamente a atenção básica de saúde, na rede SUS, a nível ambulatorial, nos serviços que dispõem de médicos, para a sua adequada prescrição.

A  nova creche  agrega ao município de Bananeiras  atualmente, 4 creches e 36 escolas atendendo cerca de 4.400 (quatro mil e quatrocentos alunos), com uma educação comprometida e de qualidade.  Com o compromisso em melhorar os atendimentos na Rede Básica de Saúde e Educação a Prefeitura Municipal vem trabalhando ao longo de mais de três anos, dobrando atendimentos e superando as estatísticas ano após ano, tornando o trabalho comprometido em eficiente.

Ascom-PMB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Prefeitura de Santa Rita vai entregar creche totalmente reformada em Tibiri II

crecheAs mães que moram no bairro de Tibiri II, em Santa Rita, e precisam de um ambiente decente para deixar seus filhos enquanto elas trabalham já podem comemorar. A creche municipal Carmelita Pedrosa será entregue totalmente reformada em até 30 dias. A prefeitura de Santa Rita, por meio da Secretaria de Educação, está fazendo uma ampla intervenção na unidade de ensino infantil, que está sendo aguardada com muita expectativa por pais, crianças e funcionários.

Uma série de mudanças está sendo feita, como por exemplo, retelhamento, substituição de madeiras, revestimento de cerâmica, forro em PVC, melhoramento nos banheiros, colocação de grades em todas as janelas, cobertura na área de recreação, recuperação do pátio, arborização, pintura geral, mudanças de portas e de portões externos, entre outras.

O prefeito Reginaldo Pereira destacou que a reforma faz parte de uma série de intervenções que a gestão está fazendo nos equipamentos públicos da cidade visando maior eficiência para atender a população. “É muito importante que nossa administração valorize cada vez mais os equipamentos públicos de Santa Rita, especialmente os que servem às nossas crianças”, ressaltou o prefeito.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Além da Carmelita Pedrosa, a Creche Nenzinha Ribeiro (Bairro Popular), as escolas municipais Elias Herckmans, (Bairro Popular), Francisco Marques da Fonseca (Várzea Nova), Manoel Faustino (Heitel Santiago) e a Creche Escola Lourdes Torres, também estão sendo reformadas.

Assessoria

Prefeitura de Tacima oferece transporte escolar para crianças da Creche

 

transporteA Prefeitura de Tacima, através das Secretarias Municipal de Educação e de Transporte, está disponibilizando o transporte escolar para as Crianças matriculadas no Centro de Educação Infantil, Zé Bezerra.

Pela localização da creche que fica um pouco distante do centro, o prefeito Erivan Bezerra, disponibilizou um transporte para as crianças chegarem até o centro de educação.

O transporte passa por todas as Ruas da Cidade, levando e trazendo as crianças e as mães até o centro de educação, que fica no Conjunto Monsenhor Joaquim Simões, permitindo um maior conforto e segurança a todo o alunado.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Acesso à educação, é uma das prioridades na Administração.” Pontuou a Secretária de Educação, Valda.

Assessoria


INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627