Arquivo da tag: Covid-19

Doze mortes por covid-19 são registradas nas últimas 24h na Paraíba

Nesta terça, 29 de dezembro, a Paraíba registrou 423 novos casos de Covid-19 e 12 óbitos confirmados desde a última atualização, 06 deles ocorridos nas últimas 24h. Até o momento, 164.416 pessoas já contraíram a doença, 125.377 já se recuperaram e 3.647, infelizmente, faleceram. Até o momento, 528.467 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 51%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 54%. Em Campina Grande estão ocupados 53% dos leitos de UTI adulto e no sertão 68% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos. A diferença de casos de ontem para hoje é de 423, nos quais 10 municípios concentram 329 novos casos, o que corresponde a 77,77% dos casos registrados nesta terça. São eles:

João Pessoa, com 201 novos casos, totalizando 41.452; Patos, com 27 novos casos, totalizando 7.026; Barra de Santa Rosa, com 26 novos casos, totalizando 267; Campina Grande, com 20 novos casos, totalizando 15.290; Taperoá, com 13 novos casos, totalizando 241; Lagoa Seca, com 10 novos casos, totalizando 869; Cabedelo, com 08 novos casos, totalizando 4.049; Cajazeiras, com 08 novos casos, totalizando 3.428; Queimadas, com 08 novos casos, totalizando 1.671; Remígio, com 08 novos casos, totalizando 498.

Até hoje, 192 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 12 óbitos registrados nesta terça ocorreram entre 12 e 29 de dezembro, sendo 08 deles nas últimas 48h. Os pacientes tinham idade entre 32 e 98 anos. Doença neurológica foi a comorbidade mais frequente.

Cacimbas (1), Campina Grande (3), Conde (1), João Pessoa (3), Mogeiro (1), Santa Rita (1), Sousa (1) e Queimadas (1).

 

PB Agora

 

Estados vão receber a vacina contra Covid-19 ao mesmo tempo

Todos os estados vão receber a vacina contra a Covid-19 ao mesmo tempo e independentemente da quantidade que o Brasil tiver de imunizantes, ele será distribuído dentro da proporção de cada estado, afirmou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. A previsão do Ministério da Saúde é de ter mais de 24 milhões de doses de vacinas disponíveis em janeiro.

A expectativa do ministro é ter grupos prioritários que começará a receber a primeira dose da vacina até o final de janeiro de 2021. A vacinação em massa deve começar a partir de fevereiro. Segundo o ministro, a população em geral deve ser imunizada cerca de quatro meses após o término da vacinação dos grupos prioritários.

Fonte: Brasil 61

 

 

Paraíba ultrapassa 160 mil casos de covid-19; seis pessoas morreram nas últimas 24h

A Paraíba ultrapassou, nesta terça-feira (22) o número de 160 mil casos de covid-19. Os dados foram divulgados em boletim epidemiológico emitido pela Secretaria de Estado da Saúde.

Ao todo, 160.611 pessoas já contraíram a doença, 124.217 já se recuperaram e 3.563, infelizmente, faleceram. Até o momento, 518.416 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

Nesta terça, foram registrados 972 novos casos de Covid-19 e 11 óbitos confirmados desde a última atualização, 06 deles ocorridos nas últimas 24h. Até o momento,

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 51%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 56%. Em Campina Grande estão ocupados 54% dos leitos de UTI adulto e no sertão 60% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos. A diferença de casos de ontem para hoje é de 972, nos quais 5 municípios concentram 429 novos casos, o que corresponde a 44,13% dos casos registrados nesta terça. São eles:

João Pessoa, com 164 novos casos, totalizando 40.074; Patos, com 111 novos casos, totalizando 6.764; Sousa, com 90 novos casos, totalizando 3.504; Campina Grande, com 36 novos casos, totalizando 15.058; Santa Rita, com 28 novos casos, totalizando 4.030.

Até hoje, 189 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 11 óbitos registrados nesta terça ocorreram entre 02 de maio e 22 de dezembro, sendo 10 deles nas últimas 48h. Os pacientes tinham idade entre 43 e 98 anos:

Cajazeiras (1), Itabaiana (2), João Pessoa (3), Mogeiro (1), Nova Floresta (1), Nova Olinda (1), Rio Tinto (1) e Santa Rita (1).

 

PB Agora

 

Paraíba tem 327 novos casos de Covid-19; Patos, CG e Imaculada concentram maior parte

Neste domingo, 20 de dezembro, a Paraíba registrou 327 novos casos de Covid-19 e 10 óbitos confirmados desde a última atualização, 08 deles ocorridos nas últimas 24h. Até o momento, 159.436 pessoas já contraíram a doença, 123.417 já se recuperaram e 3.539, infelizmente, faleceram. Até o momento, 513.875 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 56%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 63%. Em Campina Grande estão ocupados 51% dos leitos de UTI adulto e no sertão 84% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos. A diferença de casos de ontem para hoje é de 327, nos quais 7 municípios concentram 191 novos casos, o que corresponde a 58,4% dos casos registrados neste domingo. São eles:

Patos, com 81 novos casos, totalizando 6.632; Campina Grande, com 45 novos casos, totalizando 15.016, Imaculada, com 18 novos casos, totalizando 215; Água Branca, com 14 novos casos, totalizando 372; Barra de Santa Rosa, com 13 novos casos, totalizando 240; Cajazeiras, com 10 novos casos, totalizando 3.296 e João Pessoa, com 10 novos casos, totalizando 39.885.

  • Dados oficiais preliminares (fonte: e-sus VE, Sivep Gripe e SIM) extraídos às 10h do dia 20/12, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Até hoje, 188 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 10 óbitos registrados neste domingo ocorreram entre 23 de outubro e 20 de dezembro, sendo 08 deles nas últimas 24h. Os pacientes tinham idade entre 33 e 95 anos. Cardiopatia foi a comorbidade mais frequente.

Homem, 60 anos, residente em Cajazeiras. Diabético e hipertenso. Início dos sintomas em 10/12/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 20/12/2020.

Homem, 81 anos, residente em Pombal. Diabético e cardiopata. Início dos sintomas em 13/12/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 20/12/2020.

Homem, 66 anos, residente em Sousa. Cardiopata. Início dos sintomas em 10/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 20/12/2020.

Homem, 59 anos, residente em Bom Jesus. Cardiopata. Início dos sintomas 30/11/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/12/2020.

Homem, 55 anos, residente em João Pessoa. Hipertenso. Início dos sintomas em 29/11/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/12/2020.

Homem, 33 anos, residente em Monteiro. Cardiopata. Início dos sintomas 15/12/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/12/2020.

Mulher, 71 anos, residente em Pombal. Sem informação de comorbidade. Início dos sintomas 01/12/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/12/2020.

Homem, 95 anos, residente em Serra Branca. Cardiopata e hipertenso. Início dos sintomas 18/12/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/12/2020.

Homem, 83 anos, residente em Patos. Cardiopata. Início dos sintomas 13/11/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/11/2020.

Homem, 66 anos, residente em João Pessoa. Portador de doença neurológica. Início dos sintomas 20/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 23/10/2020.

Os dados epidemiológicos com informações sobre todos os municípios e ocupação de leitos estão disponíveis em: www.paraiba.pb.gov.br/coronavirus

Secom PB

 

 

Nicette Bruno morre no Rio, vítima de Covid-19

A atriz Nicette Bruno morreu na manhã deste domingo (20), aos 87 anos. Ela estava internada com Covid-19 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Casa de Saúde São José, no Humaitá, Zona Sul do Rio.

De acordo com o boletim médico divulgado neste domingo (20), o estado de saúde de Nicette “era considerado muito grave”. Ela estava sedada e dependente de ventilação mecânica.

Relembre a vida e a carreira da atriz Nicette Bruno

A informação da morte foi confirmada pela hospital por volta das 13h20. De acordo com a Casa de Saúde São José ela morreu por “complicações decorrentes da Covid-19”.

“A Casa de Saúde São José informa que a atriz Nicette Bruno, que estava internada no hospital desde 26 de novembro de 2020, faleceu hoje, às 11h40, devido a complicações decorrentes da Covid-19. O hospital se solidariza com a família neste momento”, diz a nota de divulgação do hospital.

Nicette Bruno  — Foto:  Nathalia Fernandes / TV Globo

Nicette Bruno — Foto: Nathalia Fernandes / TV Globo

A filha de Nicette Bruno, a também atriz Beth Goulart, fez uma corrente de oração nas redes sociais para a recuperação da mãe. Na última publicação, ela deixou um recado para os familiares de pacientes de coronavírus e agradeceu o trabalho dos profissionais de saúde.

“Minha mãe, minha vida, meu amor #teamomaezinha #deuscuidadaminhamãe”. “ORAÇÃO PARA NICETE” e para todos os doentes de Covid, fortalecimento para os familiares e para as equipes de saúde que estão trabalhando incansavelmente. Gratidão a todos”.

G1

 

Radialista Gláucio Lima morre de Covid-19, aos 56 anos

O radialista paraibano Gláucio Lima, de 56 anos, faleceu em decorrência de complicações da Covid-19, neste sábado (19). Ele estava internado no Hospital Metropolitano desde 19 de novembro.

O comunicador era setorista do Botafogo-PB na Rádio Tabajara e conhecido com o “Olho vivo” nas narrações.

À época da internação, o clube divulgou um comunicado nas redes sociais em reconhecimento ao trabalho e paixão pelo clube, no qual desejava uma rápida recuperação.

Ele deixa esposa, três filhos, netos, e vários amigos da imprensa, principalmente, da mídia esportiva.

Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento.

 

paraiba.com.br

 

 

Com Covid-19, senador Maranhão segue sem previsão de deixar a UTI

Em tratamento da insuficiência respiratória provocada pela Covid-19, no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, o senador José Maranhão  (MDB) permanece na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), consciente e respirando sem a ajuda de aparelhos, conforme boletim médico divulgado neste sábado.

De acordo com a equipe médica responsável pela atenção com o senador, não há previsão para que José Maranhão deixe a UTI.

Confira abaixo o boletim, na íntegra:

São Paulo, 19 de dezembro de 2020.

O Senador Jose Targino Maranhão, 87 anos, permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Vila Nova Star em São Paulo em tratamento de insuficiência respiratória devido a Covid-19. O mesmo encontra-se na Unidade de Terapia Intensiva, com quadro clínico estável, consciente e em respiração espontânea.

Não há previsão de alta da UTI.

Dra. Ludhmila Hajjar
Cardiologista-Intensivista
Coordenadora da equipe clínica

Dr. Esper Kallas
Infectologista

Dr. Marcelo Amato
Pneumologista

Dr. Antonio Antonieto
Diretor técnico

Dr. Paulo Hoff
Diretor clínico

 

pbagora

 

 

Paraíba registra 660 novos casos de Covid-19 neste sábado

Neste sábado, 19 de dezembro, a Paraíba registrou 660 novos casos de Covid-19 e 06 óbitos confirmados desde a última atualização, 05 deles ocorridos nas últimas 24h. Até o momento, 159.109 pessoas já contraíram a doença, 123.295 já se recuperaram e 3.529, infelizmente, faleceram. Até o momento, 512.640 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados.

A ocupação total de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico) em todo o estado é de 57%. Fazendo um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa, a taxa de ocupação chega a 58%. Em Campina Grande estão ocupados 56% dos leitos de UTI adulto e no sertão 91% dos leitos de UTI para adultos.

Os casos confirmados estão distribuídos por todos os 223 municípios paraibanos. A diferença de casos de ontem para hoje é de 660, nos quais 10 municípios concentram 396 novos casos. São eles:

João Pessoa, com 116 novos casos, totalizando 39.875; Patos, com 114 novos casos, totalizando 6.551; Campina Grande, com 37 novos casos, totalizando 14.971; Catolé do Rocha, com 27 novos casos, totalizando 1.090; Sousa, com 22 novos casos, totalizando 3.385; Cacimba de Dentro, com 21 novos casos, totalizando 609; Santa Rita, com 18 novos casos, totalizando 4.001; Cabedelo, com 15 novos casos, totalizando 3923; Logradouro, com 13 novos casos, totalizando 210; Monteiro, com 13 novos casos, totalizando 1.466.

  • Dados oficiais preliminares (fonte: e-sus VE, Sivep Gripe e SIM) extraídos às 10h do dia 19/12, sujeitos a alteração por parte dos municípios.

Até hoje, 188 cidades registraram óbitos por Covid-19. Os 06 óbitos registrados neste sábado ocorreram entre 16 e 19 de dezembro, sendo 05 deles nas últimas 24h. Os pacientes tinham idade entre 51 e 87 anos. Hipertensão, diabetes e cardiopatia foram as comorbidades mais frequente.

Homem, 75 anos, residente em Igaracy. Cardiopata e hipertenso. Início dos sintomas em 04/12/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/12/2020.

Mulher, 54 anos, residente em Pedras de Fogo. Obesa. Início dos sintomas em 08/12/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 19/12/2020.

Mulher, 51 anos, residente em Bayeux. Hipertensa, diabética e obesa. Início dos sintomas em 12/10/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 18/12/2020.

Mulher, 87 anos, residente em João Pessoa. Diabética. Início dos sintomas 19/11/2020. Foi a óbito em hospital particular no dia 18/12/2020.

Mulher, 75 anos, residente em Pombal. Cardiopata. Início dos sintomas em 08/12/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 18/12/2020.

Homem, 60 anos, residente em Alagoinha. Portador de doença neurológica. Início dos sintomas 18/11/2020. Foi a óbito em hospital público no dia 16/12/2020.

Os dados epidemiológicos com informações sobre todos os municípios e ocupação de leitos estão disponíveis em: www.paraiba.pb.gov.br/coronavirus

Secom PB

 

 

Pai de Márcio Garcia morre vítima da Covid-19: “Estava sofrendo”

O ator Márcio Garcia comunicou em suas redes sociais que seu pai, Carlos Alberto Tavares Machado, morreu após passar cerca de um mês internado por conta da Covid-19 em um hospital em Juiz de Fora, em Minas Gerais.

“Minha fé hoje foi testada mais do que nunca. Às vezes, não entendemos os propósitos de Deus em nossas vidas. Mas Ele é misericordioso, sábio e sempre age da maneira certa. Descanse em paz meu pai. Gratidão a cada um de vocês”, escreveu na legenda ao postar um vídeo falando sobre o assunto.

Márcio explicou que o pai morreu na noite desta sexta-feira (18). Internado, ele chegou a sofrer um AVC e perdeu os movimentos do lado esquerdo antes de precisar ser intubado mais uma vez nos últimos dias.

“Eu realmente deixei de falar algumas coisas, sempre procuro ser o mais otimista possível. Às vezes ele dava dois passos pra trás e um pra frente, dois pra frente e um atrás, mas sempre quis acreditar que ele estava se recuperando, mas infelizmente não resitu. A verdade é que ele já estava sofrendo bastante”, afirmou.

Leia na íntegra o relato de Márcio Garcia sobre o pai:

“Boa noite, pessoal. estou passando por aqui para agradecer mais uma vez a corrente que foi feita pro meu pai pela recuperação dele. Foi uma corrente muito bonita, de muita fé, muito amor, muita gente com palavras de conforto. Mas estou vindo aqui dizer que infelizmente meu pai não resistiu, o corpo dele não resistiu. Ele faleceu hoje, agora à noite.

Ia deixar para comunicar isso amanhã, mas vim aqui pedir mais uma corrente para vocês, um favor, para que a gente faça uma corrente para que ele faça uma passagem calma, serena e de muita luz.

Meu pai sempre foi uma pessoa muito justa, íntegra, muito amiga. Soube ser um grande exemplo pra mim, pros meus irmãos, pros netos, pra minha mãe, a ex-esposa dele, a atual esposa e todos os amigos. E eu realmente deixei de falar algumas coisas, sempre procuro ser o mais otimista possível. Às vezes ele dava dois passos pra trás e um pra frente, dois pra frente e um atrás, mas sempre quis acreditar que ele estava se recuperando, mas infelizmente não resitiu.

A verdade é que ele já estava sofrendo bastante, ele teve um AVC, o lado esquerdo parou de se mover, ele voltou a ser intubado e ele foi descansar. O que fica é o carinho, o amor, a gratidão eterna que vou sentir por ele. Ele sempre foi um exemplo para todos nós, sempre uma palavra amiga, responsável, melhor conselheiro que já tive e vou ter, tenho certeza. Vai deixar muita saudade para todo mundo, mas eu confio em Deus e sei que Ele fez o que era melhor pra ele. A gente vai ficar com muita saudade, mas ele vai ser muito bem recebido lá em cima, tenho certeza.

Como eu disse, ele estava exausto, o corpo dele, mas sempre muito lúcido, consciente até o último momento. Estive lá, fui visitá-lo com meu irmão uma semana atrás, contei algumas piadas para tentar animá-lo, ele dava uma risadinha com canto de boca, mexia com a cabeça, sempre com aquele mesmo jeito dele, muita personalidade, muita opinião. Mas ele foi descansar, foi assim que Deus quis.

Quero aproveitar para agradecer toda a equipe médica que cuidou dele, a esposa dele que foi uma guerreira, esteve lá todos os dias do lado dele. Pedro, João, amo vocês muito, Marcelo, Carlos, meus irmãos. Foi assim que Deus quis e a gente tem que aceitar. Prometo que é a última vez que venho pedir essa corrente pra ele, mas é só para pedir que ele faça essa passagem com toda tranquilidade que ele merece.

E não deixem o medo dominar vocês, mas cuidem-se, usem máscara, evitem sair, evitem aglomeração e cuidem-se, protejam-se.”

revistaquem

 

MS prevê 24,7 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 em janeiro

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou na quinta-feira (17) que prevê receber 93,4 milhões de vacinas contra a Covid-19 entre janeiro e março — 24,7 milhões em janeiro; 37,7 milhões em fevereiro; e 31 milhões em março. São vacinas de três fabricantes: AstraZeneca (vacina de Oxford), Instituto Butantan/Sinovac e Pfizer.

A programação foi citada na fala inicial do ministro em sessão remota do Senado para debater os planos de imunização no Brasil contra o novo coronavírus.

“A data exata é o mês de janeiro […]. Isso tudo dependendo do registro da Anvisa. Se somarmos esses números, vamos ter 24,7 milhões de doses em janeiro”, disse o ministro. “Isso é daqui a 30 dias, janeiro aqui eu falo meio de janeiro. Não são seis meses”, completou Pazuello.

As três vacinas precisam ser aplicadas em duas doses. Segundo Pazuello, a previsão para janeiro e fevereiro é a seguinte:

Para março, o ministro disse, apenas, que seriam 31 milhões de doses, sem detalhar a quantidade entregue por laboratório.

Pazuello afirmou ainda que, além das negociações com os três laboratórios, há o consórcio Covax-Facility, coordenado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que disponibilizará aos países-membros vacinas à medida que forem aprovadas para uso, independente do desenvolvedor.

“Temos dez fabricantes no consórcio e, no momento em que sair o registro de uma das dez, nós podemos optar pela compra de uma delas e vamos para 42 milhões de doses entregues. Todas essas possibilidades e números, estamos em uma vanguarda, não estamos sendo atropelados, estamos em uma vanguarda”, disse.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

G1