Arquivo da tag: Coronavírus

PB tem cerca de 90 mil casos de coronavírus e quase 2 mil mortos

A Paraíba contabilizou, nas últimas 24 horas, mais 776 casos confirmados de Covid-19, totalizando 89.893. O número de óbitos em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus subiu de 1.965 para 1.983 entre essa sexta (7) e este sábado (8). Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

De acordo com o boletim da SES, 43.682 pessoas já se recuperaram da doença. A última atualização aponta que 260.603 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados na Paraíba.

Resumo | Últimas 24h na Paraíba

  • Confirmados: 89.893 (eram: 89.117)
  • Descartados: 106.527 (eram: 106.523)
  • Cidades atingidas: 221 (estável)

Dentre os casos confirmados:

  • Recuperados: 43.682 (eram: 42.971)
  • Mortos: 1.983 (eram: 1.965)

Mortos

Os 18 óbitos registrados neste sábado (8) ocorreram entre 25 de maio e 8 de agosto, sendo 61% deles nas últimas 24 horas. Os pacientes tinham idades entre 40 e 89 anos. Diabetes e hipertensão foram as comorbidades mais frequentes e quatro deles não possuíam nenhum fator de risco. Do total, 12 são homens e seis são mulheres.

Ocupação de leitos

A ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto, pediátrico e obstétrico em todo o estado é de 47%. Se for feito um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP), 50% estão ocupados. Em Campina Grande, estão ocupados 38% de leitos de UTI adulto e, no Sertão, 67% estão ocupados.

Isolamento

Nessa sexta (7), o índice de isolamento social na Paraíba foi de apenas 34,9%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%. A taxa de isolamento tem ficado cada vez mais baixa no estado devido a novas medidas de flexibilização adotadas.

99,1% das cidades afetadas

Os casos confirmados estão distribuídos por 221 dos 223 municípios paraibanos. O número mostra que 99,5% dos municípios paraibanos já registraram pelo menos um caso do novo coronavírus. Apenas as cidades de Ouro Velho e São Domingos não registraram casos confirmados de Covid-19.

 

portalcorreio

 

 

Guarabira em luto: morre o professor João Floripes, mais uma vítima do novo coronavírus

A cidade de Guarabira amanheceu neste sábado (8) com a triste notícia da morte do professor de educação física, João Floripes, de 62 anos. Ele foi diagnosticado com Covid-19, atendido inicialmente na Unidade de Pronto Atendimento de Guarabira e depois encaminhado para o Hospital Metropolitano de Santa Rita, nesta sexta-feira (7), com parte do pulmão comprometida. A morte dele foi muito rápida e deixou familiares e amigos chocados com o falecimento repentino.

Hoje cedo familiares do professor confirmaram o falecimento do professor João Floripes, que residia nas imediações do terminal rodoviário municipal. De porte e histórico de atleta, João era pai de Alex Andrade, Ricardo e Henrique, o professor é esposo da enfermeira Kátia Miranda de Andrade, funcionária da Fundação Nacional de Saúde.

Em razão da contaminação com a Covd-19, não deverá haver velório e apenas familiares e amigos próximos poderão participar da cerimônia de sepultamento, que deverá ocorrer na tarde de hoje.

O professor Floripes é mais uma vítima da Covid-19, que já matou diversas pessoas queridas de Guarabira. Ontem foi sepultada a comerciante Karla Costa, já perdemos o também professor Carlos Belarmino e até o prefeito da cidade, Zenóbio Toscano, foi vítima do vírus. Dezenas de famílias choram a mortes de seus entes queridos

Portal25horas

 

 

Solânea tem recorde negativo de casos positivos de coronavírus na última semana

A Secretaria Municipal de Saúde de Solânea informa à toda população dados referentes a Covid-19 em nossa cidade. O período se refere de 12 de maio (data do surgimento do 1° caso no município) até 7 de agosto do corrente ano.

Mais uma vez batemos o recorde negativo de casos positivos numa semana.

Houve um significativo acréscimo nos casos do sexo feminino e a faixa etária com maior número de casos positivos continua entre 31 a 40 anos (ambos os gêneros). Porém, nas faixas etárias entre 21 a 30 e 41 a 50 anos os casos vem aumentando muito. Principalmente entre 21 a 30 anos.

Tivemos o surgimento de mais casos na zona rural nessa semana em relação a passada. E na zona urbana o aumento foi expressivo.

No geral, temos 62% dos pacientes recuperados da Covid-19 (264 recuperados). Porém, aumentamos e muito os casos ativos (160 no momento) nesses últimos dias. Importante salientar que já descartamos mais de 900 casos suspeitos para Covid-19 e realizamos em nosso laboratório municipal mais de 1.000 testes rápidos. Infelizmente o nosso município já contabiliza 3 (óbitos) decorrentes da Covid-19.

O mês de agosto inicia com um número expressivo de casos. Por isso devemos continuar adotando as medidas sanitárias regularmente. Não podemos relaxar um só momento. Continuemos com o isolamento e distanciamento social. Evitemos aglomerações e não dispensemos o uso de máscaras.

Governo de Solânea

Secretaria de Saúde

 

 

Coronavírus: Paraíba registra 87.071 casos e 1.922 mortes

A Paraíba contabilizou, nas últimas 24 horas, mais 1.311 casos confirmados de Covid-19, totalizando 87.071. O número de óbitos em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus subiu de 1.901 para 1.922 entre essa terça (4) e esta quarta-feira (5). Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

De acordo com o boletim da SES, 40.094 pessoas já se recuperaram da doença. A última atualização aponta que 252.751 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados na Paraíba.

Resumo | Últimas 24h na Paraíba

  • Confirmados: 87.071 (eram: 85.760)
  • Descartados: 106.513 (eram: 106.500)
  • Cidades atingidas: 221 (estável)

Dentre os casos confirmados:

  • Recuperados: 40.094 (eram: 38.554)
  • Isolados em casa: 44.686 (eram: 45.434)
  • Internados: 369 (estável)
  • Mortos: 1.922 (eram: 1.901)

Mortos

Dos 21 óbitos confirmados nesta quarta (5) pela SES, três ocorreram nas últimas 24 horas. As vítimas são 11 mulheres e 10 homens, com idades entre 26 e 105 anos. Quatro delas não possuíam, ou não informaram às autoridades de saúde, comorbidades.

Ocupação de leitos

A ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto, pediátrico e obstétrico em todo o estado é de 51%. Se for feito um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP), 58% estão ocupados. Em Campina Grande, estão ocupados 42% de leitos de UTI adulto e, no Sertão, 67% estão ocupados.

Leitos para Covid-19 ativos em todo o estado:

  • Enfermaria: 476 (179 ocupados)
  • UTI: 343 (190 ocupados)

População não cumpre isolamento

Nessa terça (4), o índice de isolamento social na Paraíba foi de apenas 37,2%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

99,1% das cidades afetadas

Os casos confirmados estão distribuídos por 221 dos 223 municípios paraibanos. O número mostra que 99,5% dos municípios paraibanos já registraram pelo menos um caso do novo coronavírus. Apenas as cidades de Ouro Velho e São Domingos não registraram casos confirmados de Covid-19. No último sábado (1º), a SES havia divulgado um caso em São Domingos, mas após verificação, o caso foi atribuído a outro município.

 

portalcorreio

 

 

Coronavírus: Paraíba registra 84.211 casos e 1.870 mortes

A Paraíba contabilizou, nas últimas 24 horas, mais 203 casos confirmados de Covid-19, totalizando 84.211. O número de óbitos em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus subiu de 1.850 para 1.870 entre essa esse domingo (2) e esta segunda (3). Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

De acordo com o boletim da SES, 36.907 pessoas já se recuperaram da doença. A última atualização aponta que 244.531 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados na Paraíba.

Resumo | Últimas 24h na Paraíba

  • Confirmados: 84.211 (eram: 84.008)
  • Descartados: 106.492 (eram: 106.480)
  • Cidades atingidas: 221 (eram: 222)

Dentre os casos confirmados:

  • Recuperados: 36.907 (eram 36.678)
  • Isolados em casa: 45.434 (eram: 45.126)
  • Internados: 369 (eram: 354)
  • Mortos: 1.870 (eram: 1.850)

Mortos

Dos 20 óbitos confirmados nesta segunda (3) pela SES, seis ocorreram nas últimas 24 horas. As vítimas são 13 mulheres e 7 homens, com idades entre 22 e 96 anos. Quatro delas não possuíam, ou não informaram às autoridades de saúde, comorbidades.

Ocupação de leitos

A ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto, pediátrico e obstétrico em todo o estado é de 52%. Se for feito um recorte apenas dos leitos de UTI para adultos na Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP), 61% estão ocupados. Em Campina Grande, estão ocupados 39% de leitos de UTI adulto e, no Sertão, 61% estão ocupados.

Leitos para Covid-19 ativos em todo o estado:

  • Enfermaria: 480 (185 ocupados)
  • UTI: 343 (169 ocupados)

População não cumpre isolamento

Nesse domingo (2), o índice de isolamento social na Paraíba foi de apenas 45%, considerado baixo em relação à meta de 70% e à mínima de 50%.

99,1% das cidades afetadas

Os casos confirmados estão distribuídos por 221 dos 223 municípios paraibanos. O número mostra que 99,5% dos municípios paraibanos já registraram pelo menos um caso do novo coronavírus. Apenas as cidades de Ouro Velho e São Domingos não registraram casos confirmados de Covid-19. No último sábado (1º), a SES havia divulgado um caso em São Domingos, mas após verificação, o caso foi atribuído a outro município.

Gráficos

Arraste a seta sobre os gráficos para ver os dados.

No gráfico abaixo, o leitor pode arrastar o cursor sobre as cidades do mapa e identificar a quantidade de casos de Covid-19 em cada município.

portalcorreio

 

 

Secretaria de Saúde de Solânea confirma terceira morte por covid-19

Menos de 24 horas depois de confirmar a segunda morte por covid-19 na cidade, a Secretaria de Saúde de Solânea informou o terceiro óbito causada pela doença, nesta segunda-feira (3).

A confirmação é da morte do servidor da Empaer, Ricardo César, de 66 anos. Ele era hipertenso e diabético e estava internado em um hospital privado de João Pessoa havia cerca de um mês. Ricardo morreu no último sábado (1).

Ao todo, Solânea tem 357 casos confirmados da doença, 141 casos ativos e 30 em quarentena domiciliar. Outras 842 pessoas conseguiram se recuperar.

Coronavírus: pandemia aumenta procura por tratamentos psicológicos

Com o isolamento social, a telemedicina tem sido a principal opção para cuidar da saúde mental

O mundo está aprendendo a se reinventar. Desde o início da pandemia do novo coronavírus no Brasil, em março, todos vivem uma verdadeira montanha russa de emoções. Medo, insegurança, stress, ansiedade… esse mix de sensações tem levado muitas pessoas a retomar, ou a iniciar, os cuidados com a saúde emocional.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que, cerca de 10% da população brasileira é de pessoas ansiosas. Se pensarmos que em muitas cidades brasileiras estão há mais de 100 dias sob o regime de quarentena, já passam de três meses de incertezas, mudanças na rotina, perda de entes queridos, o que só potencializa os sintomas ligados à ansiedade.

De acordo com uma pesquisa da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), que foi divulgada pelo periódico científico The Lancet, durante a pandemia da Covid-19, os casos de ansiedade e estresse mais que dobraram, enquanto os de depressão tiveram aumento de 90%. Esses números refletem diretamente no aumento da procura por atendimentos relacionados à saúde emocional.

Mas como podemos cuidar da nossa saúde emocional em tempos de pandemia? A tecnologia pode nos ajudar e muito.

Nesse processo, a telemedicina tem desempenhado um papel fundamental, proporcionando tratamentos de forma segura, eficaz e com fácil acesso. “Os atendimentos remotos permitiram que as pessoas cuidassem da saúde, mesmo durante o isolamento. Para atender essa demanda, uma das ações da Qualirede foi a criação do Canal de Comunicação da Psicologia”, destaca André Machado Junior, diretor de Mercado da Qualirede, empresa especializada em gestão de Saúde.

Ainda em pesquisa realizada com clientes de telemedicina da Qualirede, no período de abril a junho, mais de 70% dos entrevistados registraram grandes chances de voltar a utilizar o serviço de teleatendimento.

É de suma importância que o legado dos cuidados com a saúde emocional seja contínuo, e para isso, a telemedicina será uma grande aliada. Além de comprovadamente eficaz, a tecnologia desta nova ferramenta irá proporcionar a manutenção desses serviços, com toda segurança necessária.

O acesso digital para o serviço de psicólogos da Qualirede foi implantando para garantir a continuidade do tratamento e fazer com que a aproximação entre o profissional de saúde e o paciente esteja garantido, além de estar apoiado em pilares para auxiliar as pessoas a encontrarem sua melhor versão neste momento.

Pessoas que, por muitas vezes, deixaram de buscar atendimento por falta de tempo, poderão encontrar na telemedicina um novo caminho para não negligenciar esses cuidados. “As pessoas podem ter todo o cuidado, respeitando sempre suas condições de saúde, além de todas as indicações de isolamento decretadas por Estados e Municípios”, finaliza Machado.

Sobre a Qualirede

A Qualirede é uma empresa de atuação nacional e líder no mercado de gestão em saúde. Atualmente, atende a mais de um milhão de vidas em dezoito estados do País, com mais de mil funcionários, com matriz em Florianópolis e unidades em São Paulo e Salvador. A Qualirede tem como focos estratégicos a inovação tecnológica, a atenção primária à saúde, a promoção da integração de serviços e a entrega de valor em saúde para seus clientes. Mais informações em http://www.qualirede.com.br .

 

Casos de coronavírus sobem 63% entre profissionais de saúde em 30 dias na Paraíba

Em cerca de um mês o número de profissionais da saúde infectados pelo coronavírus subiu cerca de 63% na Paraíba. De acordo com boletim epidemiológico publicado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) na quarta-feira (29), 5.568 profissionais de saúde tinha testado positivo para Covid-19. Em 29 de junho, conforme boletim epidemiológico o número era de 3.407 profissionais da área.

Em trinta dias, foram confirmados 2.161 novos casos do coronavírus nas categorias de saúde que estão na linha de frente do combate ao vírus. Embora tenha havido um crescimento significativo, a proporção de profissionais da saúde com a Covid-19 em relação ao total de casos caiu.

Em 29 de junho, 8% do total dos casos era de pessoas da área de saúde, enquanto que em 29 de julho mesmo percentual caiu para 7,3%, uma queda proporcional de quase 1%. Ainda de acordo com o documento da SES, outros 3.359 casos suspeitos entre profissionais da área estão sob investigação e 28.764 foram descartados.

No detalhamento por função, a de técnico ou auxiliar de enfermagem segue como a mais afetada. Cerca de 29% do total dos profissionais da saúde infectados são ocupam esse trabalho. Enfermeiros (18%) e médicos (11%) seguem logo após entre as categorias mais afetadas. As três mais afetadas correspondem a mais da metade, cerca de 58% dos profissionais.

Dados publicados no boletim de 29 de julho aponta que profissionais da saúde correspondem a 7,3% dos casos confirmados de coronavírus na Paraíba — Foto: Reprodução

Dados publicados no boletim de 29 de julho aponta que profissionais da saúde correspondem a 7,3% dos casos confirmados de coronavírus na Paraíba — Foto: Reprodução

A Paraíba tem 79.898 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, segundo informações da SES divulgadas na quarta-feira (29). O número de mortes confirmadas por Covid-19 subiu para 1.766 no estado desde o início da pandemia. Já são 221 cidades da Paraíba com casos registrados da doença.

G1

 

PB entra no 4º mês de pandemia do coronavírus com números crescentes

A Paraíba entra, neste sábado (18), no quarto mês de pandemia do novo coronavírus. O estado já contabiliza 66.971 infectados e 1.477 mortos, de acordo com o boletim mais recente da Secretaria de Estado da Saúde (SES), divulgado neste sábado (18). O primeiro caso de Covid-19 na Paraíba foi registrado em 18 de março e, o primeiro óbito, em 31 do mesmo mês.

Evolução do coronavírus na Paraíba:

  • 18 de março – 1º caso
  • 18 de abril – 236 casos
  • 18 de maio – 4.786 casos
  • 18 de junho – 31.712 casos
  • 18 de julho – 66.971 casos

O recorte dos últimos 30 dias mostra um acréscimo de 111,2% no número de casos de Covid-19 na Paraíba. Há um mês, o número de mortos pela doença no estado era 696. Em comparação com o número atual, 1.477, o salto foi de 112,2%. A Covid-19 já é uma realidade em 221 dos 223 municípios da Paraíba.

Resumo | Últimas 24h na Paraíba

  • Confirmados: 66.971 (eram: 66.347)
  • Descartados: 76.179 (eram: 76.102)
  • Cidades atingidas: 221 (estável)

Dentre os casos confirmados:

  • Recuperados: 24.437 (eram: 24.390)
  • Isolados em casa: 40.614 (eram: 40.068)
  • Internados: 443 (estável)
  • Mortos: 1.477 (eram: 1.446)

Mortos

Neste sábado (18), foram confirmadas mais 31 mortes por coronavírus no estado. As vítimas são 18 homens e 13 mulheres, com idades entre 37 e 90 anos. Quinze delas não possuíam, ou não informaram às autoridades de saúde, comorbidades.

99,1% das cidades afetadas

Os casos confirmados estão distribuídos por 221 dos 223 municípios paraibanos. O número mostra que 99,1% dos municípios paraibanos já registraram pelo menos um caso do novo coronavírus. Apenas as cidades de Ouro Velho e São Domingos não registraram casos confirmados de Covid-19 até este sábado (18).

Medidas de prevenção diminuem

Mesmo com os altos números de infectados e de mortos, as medidas que restringem o funcionamento de serviços como forma de prevenir a disseminação do vírus passam por relaxamento. O Estado criou um esquema de bandeiras para avaliar como cada município deve operar no plano de retomada gradual das atividades.

A escala de condições, da melhor para a pior, é a seguinte: verde, amarela, laranja e vermelha. O mapa do ‘Novo Normal’ chegou à terceira edição no último domingo (12), com 182 municípios na bandeira amarela, 23 na verde, 18 na laranja e nenhum na vermelha.

O esquema leva em consideração as taxas de obediência ao isolamento, progressão de novos casos da Covid-19 e ocupação hospitalar. Os dados são analisados em intervalos de 15 dias. Na avaliação passada, 136 municípios estavam com a bandeira laranja; 79 com a amarela; oito com a vermelha e nenhum com a verde.

Em João Pessoa e Campina Grande, municípios que concentram cerca de 40% dos casos de Covid-19 do estado, houve flexibilização do comércio, com abertura de shoppings, além do retorno e ampliação da circulação de ônibus.

Por que houve flexibilização

Outros dados importantes têm sido utilizados pelas autoridades públicas para decidir sobre as medidas de flexibilização das atividades econômicas.

Taxa de mortalidade baixa

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) atribui a baixa taxa de mortalidade de 2,2% ao alto número de testagem e à assistência adequada prestada à população paraibana.

Até a última atualização, 197.312 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados na Paraíba. Para a gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Talita Tavares, ações de testagem e isolamento e os cuidados prestados ao povo paraibano foram efetivos para controlar uma doença de fácil transmissão e com o cenário pandêmico como a Covid-19 e manter a taxa de letalidade baixa.

“Trabalhamos inicialmente com os testes nas referências e portas de entrada para os casos suspeitos. À medida que ampliamos a distribuição junto aos municípios, ofertamos também os testes na Atenção Primária e captamos mais casos leves de Síndrome Gripal. Hoje, a proporção dos casos confirmados é de que 95% deles são leves. Essa estratégia de testagem ampliada foi importante para conter os casos do novo coronavírus na Paraíba”, afirma.

Ocupação regular de leitos

De acordo com relatório divulgado pelo Governo do Estado em 1º de julho, a Paraíba possui 1.330 leitos destinados ao tratamento da Covid-19 pelo Sistema Único de Saúde (SUS), sendo 432 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 898 de enfermaria.

Neste sábado (18), a taxa de ocupação dos leitos hospitalares chegou a 51% em todo o estado, um ponto percentual (p.p) a mais que os 50% do dia anterior; 57% na Grande João Pessoa, dois p.p a mais que os 55% dessa sexta (17). Em Campina Grande, estão ocupados 48% dos leitos de UTI adulto, valor menor que os 46% dessa sexta, e, no Sertão, 52%, número estável nas últimas 24 horas.

Tombo na economia

No dia 8 de julho, a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-PB) informou que deixou de arrecadar R$ 238,9 milhões com impostos relativos a circulação de mercadorias e serviços (ICMS), propriedade de veículos automotores (IPVA) e herança e doação (ITCD) entre abril e junho deste ano. Houve também perda de R$ 57,7 milhões no repasse do Fundo de Participação dos Estados (FPE). Os números foram divulgados no relatório que aborda os impactos econômicos da pandemia de coronavírus.

Os dados mais recentes do Cadastro Geral de Empregados Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério da Economia em maio, mostram que a Paraíba gerou 42.296 admissões e 60.950 desligamentos em empregos formais, ficando com saldo negativo de 18.654 postos de trabalho. Em todo o país, o saldo negativo é de 1.144.875.

Na última quarta-feira (15), o governo estadual apresentou um plano com 21 medidas fiscais em apoio às empresas paraibanas. A iniciativa procura amenizar o fluxo do caixa das empresas, manter empregos e reduzir a burocracia. A maior parte das medidas está direcionada às micro e pequenas empresas, optantes do Simples Nacional. Outras dessas medidas dependem ainda da anuência do Comitê Gestor do Simples Nacional e dos Estados.

 

portalcorreio

 

 

Bananeiras e Solânea somam mais de 300 casos de covid-19

Os municípios de Bananeiras e Solânea, juntos, somam 302 casos confirmados de covid-19. No primeiro são 102 e, no segundo, a marca chegou aos 200 casos.

Em Bananeiras ainda há 50 casos suspeitos e 13 pessoas sendo monitoradas. Além de uma morte provocada pela doença. Há também 504 casos descartados e 70 recuperados.

Em Solânea, há 660 casos descartados, 61 casos ativos (pacientes ainda em tratamento), 138 recuperados, 30 pessoas em quarentena e uma morte.

 

Redação FN