Arquivo da tag: cooptar

De olho em 2014, DEM tenta cooptar ministro para concorrer ao Governo

(Foto: Carlos Humberto/SCO/STF)

O deputado federal Júlio Campos (DEM) tenta convencer o ministro do STF Gilmar Mendes, que é mato-grossense de Diamantino, a deixar a magistratura para concorrer ao Governo em 2014. O senador Jayme Campos e outras lideranças também participam da articulação. O objetivo é viabilizar um nome de prestígio para a disputa eleitoral, colocando a legenda em situação favorável para negociar alianças com objetivo de voltar ao comando do Palácio Paiaguás. Tanto Júlio quanto Jayme já foram governadores.

   A filiação de Gilmar Mendes, sonho acalentado pelo caciques Júlio e Jayme Campos, também daria folêgo para o DEM mato-grossense enfrentar a crise que já se tornou pública. Os bate-bocas entre dirigentes, o risco de ficar desalojado por conta da possível entrega da sede por falta de dinheiro para pagar o aluguel e o resultado das últimas eleições agravam a situação.

   Embora tenha conseguido eleger 11 prefeitos e 130 vereadores, o DEM não garantiu vagas nas Câmaras de Cuiabá e Rondonópolis. Além disso, acabou derrotado em Várzea Grande e Sinop, onde Lucimar Campos e Dilceu Dal Bosco perderam a disputa pelo comando das prefeituras. A vitória mais expressiva foi de Érico Piana, que venceu em Primavera do Leste.

   Para Júlio Campos, a atuação de Gilmar Mendes no Judiciário é o atestado da capacidade para governar o Estado. Embora o ministro do STF não tenha se pronunciado publicamente sobre o assunto, o dirigente do DEM garante que ele é receptivo a ideia. “Depois de 10 anos no STF, chegando a presidência da corte suprema do país, Gilmar Mendes pode renunciar ao cargo para se filiar ao DEM e dedicar-se a política partidária”, defende o deputado.

   Nomeado ministro do STF em 2002, pelo ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso (PSDB), após ter comandado a Advocacia-Geral da União, Gilmar Mendes presidiu a Corte no biênio 2008/2009. Entre os julgamentos polêmicos que presidiu estão o caso da utilização de células-tronco em pesquisas, a prisão civil do depositário infiel e a questão da área indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima.

   Recentemente, Gilmar Mendes se envolveu em polêmica com o ex-presidente Lula. O magistrado revelou que Lula teria pedido complacência aos réus do Mensalão, que estão sendo julgados pelo STF.

   De acordo com Júlio Campos, o nome de Gilmar Mendes conta com a simpatia de outras siglas partidárias. Segundo o deputado, PSDB e PTB seriam parceiros da eventual candidatura em 2014. “Chegou a hora do Estado ser novamente governador por um mato-grossense legitimo. Gilmar Mendes pode disputar em condições de igualdade com nomes como Blairo Maggi e Pedro Taques que já estão sendo cogitados”, concluiu.

rdnews