Arquivo da tag: continuidade

Professores do Estado decidem nesta sexta sobre continuidade da greve

Reprodução/Facebook/APLP
Reprodução/Facebook/APLP

A continuação da greve dos professores da rede estadual de ensino, que começou no dia 31 de março, vai ser decidida na próxima sexta-feira (17), durante uma nova assembleia da categoria, mas a paralisação deve continuar. A informação foi confirmada por Paulo Xavier, um dos diretores do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraíba (Sintep-PB).

Nesta quarta-feira (15), foi realizada a assembleia dos trabalhadores da primeira região, onde foi mantido o posicionamento pela greve.Outras onze assembleias vão ser realizadas em diferentes regiões de ensino do estado para manutenção da paralisação.

Para que a greve seja mantida, ao menos sete das 12 regiões de ensino devem opinar pela manutenção.

“Nos reunimos na manhã desta quarta, com os trabalhadores da primeira região e mantivemos o posicionamento pela continuidade da greve. Até a quinta-feira (16) as outras onze regiões vão se reunir e opinar. Na sexta, vamos realizar a assembleia geral e decidir sobre a permanência da greve”, afirmou Paulo Xavier.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Ainda segundo o representante do Sintep-PB, não houve nova rodada de negociações com o governo do estado, mas o sindicato pede a antecipação do reajuste.

“Nossa última conversa com o governo foi no dia 30 de março, quando nos prometeram que se houvesse receita irão antecipar o reajuste que seria feito em outubro, de 4,5%, para o mês de junho, mas queremos a antecipação para maio e um novo reajuste em outubro, de mais 4,01%, para que possa alcançar o piso nacional estabelecido por lei, já que a lei vem sendo descumprida”, concluiu Paulo.

A assembleia estadual dos servidores da educação vai ocorrer nesta sexta (17), às 15h, na Federação Espírita da Paraíba.

 

portalcorreio

Ricardo fala em cortes para atravessar crise, lamenta déficit previdenciário, mas garante continuidade de obras e reajustes

ricardo coutinhoO governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), afirmou que se a situação apertar ainda mais na administração ele vai cortar os serviços menos essenciais e fala de déficit na previdência alertando: “Daqui há quatro, cinco ou seis anos, pode ter 50% dos servidores da ativa se aposentando”.

Sem fugir do questionamento sobre se a situação econômica nacional piorar ainda mais, o governador foi direto: “quando começar a faltar coisas essenciais eu corto as menos essenciais e corto sem titubear”. Coutinho explicou que “um ou outro setor” não vai achar bom, mas que ele não vai deixar as coisas se avolumarem.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Já venho cortando desde o ano passado, a estrutura do estado é muito pequena, mas tem alguns problemas, como o déficit da previdência que é um problema nacional”, diz.

Coutinho revelou que o déficit mensal é de R$ 80 milhões e que o executivo arca com a previdência dos outros poderes também. “Daqui há alguns quatro, cinco ou seis anos, vai ter um percentual altíssimo, pode chegar aos 50% dos servidores na ativa. É um problema gravíssimo”, explica.

O governador revelou ainda outra atividade com os governadores do nordeste, desta vez com o Ministro da Previdência, Carlos Eduardo Gabas, sobre o que é possível fazer para diminuir esse déficit.

Outra questão apontada pelo governador é folha de pessoal. “Sem dúvida é um problema insolúvel. Fazer o quê? O que posso é controlá-la, buscar reconhecer setores como venho fazendo, elevando de patamar. O estado tem 116 mil servidores, portanto a solução a médio prazo passa pela previdência. O cenário com ou sem crise é difícil, a folha de pessoal fica sempre entre 45% e 50% do orçamento do estado”, explica.

Apesar disso, o governador ratificou o compromisso de dobrar o piso dos professores em quatro anos e continuar dando os ajustes as categorias. Ele lembrou que ninguém está dando reajuste no país, mas que ele deu. “Tenho um plano de corte e vou cortando para salvar o estado, não vou deixar o estado, para minha comodidade, ficar comprometido como alguém já fez aqui no passado”, explicou alfinetando o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e continuou: “criaram bombas de efeito retardado para estourar depois, com 9 mil concursados, quem está contratando? o meu governo”, conclui.

Marília Domingues

 

Acordo garante a continuidade do transporte escolar em Alagoa Grande

Transporte_EscolarA Promotoria de Justiça de Alagoa Grande e o Centro de Apoio Operacional às Promotorias da Educação realizaram, na tarde da segunda-feira (23), um audiência com representantes da Prefeitura de Alagoa Grande e da Secretaria Estadual de Educação para intermediar uma solução que garanta a continuidade do transporte escolar para os alunos da rede estadual do município.

Participaram da reunião o promotor de Alagoa Grande, João Benjamim Delgado Neto, a coordenadora do Caop da Educação, Ana Carolina Coutinho, o prefeito de Alagoa Grande, Hildon Régis, a secretaria de Educação do Município, Mônica Pereira, e os representantes da Secretaria de Educação do Estado, Thiago Medeiros e Ana Priscila, e as servidores do Caop da Educação.

Segundo os representantes da prefeitura, o município de Alagoa Grande faz o transporte dos estudantes da rede estadual local, através de uma pactuação com o governo do Estado, mas o repasse feito pelo Estado é muito pequeno para custear o transporte, o que tem sobrecarregado o município.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

De acordo com dados apresentados pela Secretaria de Educação de Alagoa Grande, atualmente existem 641 alunos da rede estadual cadastrados no transporte escolar e 470 estudantes da rede municipal. O valor repassado pelo Estado é de R$ 75.900 por ano, o que insuficiente, já que a prefeitura gasta R$ 85 mil por mês. Os representantes da Secretaria Estadual de Educação afirmaram que uma solução já está sendo estudada.

Uma nova audiência será realizada no próximo dia 31, às 16h, na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, quando Estado e Município vão apresentar planilhas sobre os custos do transporte para encontrar a solução.


MPPB

MST dá continuidade a protestos na PB e fecha trânsito na BR 230

Reprodução/WhatsApp
Reprodução/WhatsApp

Um grupo de pessoas ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) bloqueou um trecho da BR 230 na manhã desta quarta-feira (11). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a manifestação acontece na altura do quilômetro 65. Os manifestantes chegaram ao local por volta das 7h30 e às 8h o trânsito na rodovia federal já estava congestionado.

Ainda conforme a PRF, o grupo queimou vários pneus. “A via está completamente fechada”, informou a assessoria do órgão. Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal foi enviada até o local para conter os ânimos do protesto. A previsão é de que a manifestação dure o dia inteiro, segundo a PRF.  A Polícia Rodoviária Federal orienta que os motoristas que evitem passar pela rodovia. No caso das pessoas que já estão lá, a PRF pede paciência por parte dos condutores.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Este é o segundo dia consecutivo que o MST interdita o trânsito na Paraíba. Nessa terça-feira (10), manifestantes permaneceram durante seis horas na Avenida Epitácio Pessoa, um dos principais corredores de João Pessoa. Agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil também foram ocupadas. O protesto aconteceu simultaneamente em outros 13 estados do país e na agência da Caixa Econômica do Ministério das Cidades, em Brasília.

 

portalcorreio

Em aniversário de Rômulo, Ricardo fala em continuidade e ironiza evento do PSDB

romuloA festa de aniversário do vice-governador Rômulo Gouveia (PSD) foi marcada por alfinetas do governador Ricardo Coutinho (PSB) aos eventos que o PSDB,partido do senador Cássio Cunha Lima, vem realizando no estado.

Em seu discurso, o socialista ironizou o primeiro evento do PSDB, realizado em Patos, na última sexta-feira (21), que decidiu pelo lançamento da candidatura do partido ao governo do estado. “O povo quer a continuação, é por isso que hoje o Spazzio está cheio, não é meia dúzia numa salinha do Sertão”, disparou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Já o vice-governador Rômulo Gouveia agradeceu a homenagem dos amigos pelo seu aniversário e falou da expectativa de disputar o mandato de senador na chapa de Ricardo Coutinho. “Se assim a Paraíba me permitir e o nosso governador também, quero representar o estado em novos caminhos”, disse em seu discurso. evento

Além do governador, marcaram presença no evento prefeitos e vereadores de várias regiões do estado, os deputados estaduais Hervázio Bezerra(PSB), Adriano Galdino (PSB), Tião Gomes (PSL) e Eva Gouveia (PSD), o deputado federal Efraim Filho (DEM) e o presidente estadual do PSB, Edvaldo Rosas.

Quem também compareceu ao evento foi Moacir Rodrigues (PSD), irmão do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), e o tio do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), Renato Cunha Lima.

 

blogdogordinho

Roseana diz que Cartaxo frustrou ao não dar continuidade a projeto político de Agra

roseana-meiraA ex-secretaria de Saúde de João Pessoa, Roseana Meira (Sem Partido), confessou estar frustrada com a administração do atual prefeito Luciano Cartaxo (PT). Apesar de admitir que há continuidade na gestão na questão das obras, Meira explicou que continuar obras era inevitável, mas lamentou a falta de engajamento no projeto político do ex-prefeito Luciano Agra (PEN).

“Não é a questão do projeto do ponto de vista de construção. Eu estou falando do projeto político. Esse realmente não tem continuidade. Até porque ninguém dá o que não tem. Você só pode dar alguma coisa que você conheça e tenha capacidade de continuar”, pontuou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em relação ao que a Prefeitura de João Pessoa tem feito em termos de construções, a ex-secretária explicou que ações eram praticamente inevitáveis. “A construção física a arquitetura estavam prontas e a licitação feita. Essas ordens de serviços de Unidade de Pronto Atendimento do Valentina e Cruz das Armas, já estavam até licitada, era só a construtora começar, porque o recurso era a partir de 2013”, frisou.

Tentando explicar qual era a queixa pela falta de continuidade política, Meira disse: “Não adianta entregar uma construção já pronta…  Agora mesmo vai ser entregue a UTI do Valentina, UTI pediátrica que nós deixamos até os móveis comprados, com recursos garantidos do Ministério da Saúde, isso aí vai até por osmose, independente de qualquer coisa. A cirurgia de catarata que foi feita uma propaganda e se gastou R$ 200 mil de outdoor, a licitação estava pronta e nós já fazíamos a cinco anos.”, argumentou.

Segundo a ex-secretária, Cartaxo estava devendo algo muito maior do que dar continuidade a ordens de serviços e investimentos já disponibilizados pelo Ministério da Saúde. Sem ser direta, mas deixando claro a insatisfação com a administração petista, a ex-secretária desabafou: “Estou falando de uma construção de política”, finalizou.

Paulo Dantas