Arquivo da tag: consolida

Flamengo derrota o Fluminense e consolida vantagem na ponta

Insaciável, o Flamengo, líder com ampla folga no Campeonato Brasileiro, superou o Fluminense no clássico deste domingo por 2 a 0, no Maracanã, pela 27ª rodada, e chegou à marca de 14 jogos de invencibilidade.

O time do português Jorge Jesus, que escalou o melhor que tinha à disposição, chegou ao triunfo com gols de Bruno Henrique e Gerson. O atacante, aliás, é o vice-artilheiro do Brasileirão, com 12 gols e balançou as redes pela nona vez em clássico neste ano, três contra cada um dos principais rivais do Flamengo.

Agora, são 13 vitórias nos últimos 14 jogos para a equipe, que alcançou os 64 pontos e manteve uma distância muito confortável em relação a Palmeiras e Santos. Os números impressionante convergem com o bom futebol apresentado. Já o Fluminense, depois de engatar uma série positiva, parou nos 29 pontos, acumulou a segunda derrota seguida e voltou a ficar mais perto da zona de rebaixamento.

Disparado na liderança do Brasileirão, o Flamengo esquece o torneio nacional por ora e se concentra no segundo jogo da semifinal da Copa Libertadores diante do Grêmio. O duelo será na próxima quarta-feira, às 21h30, no Maracanã. O time rubro-negro tem a vantagem de poder empatar sem gols.

O Fluminense faz na próxima rodada do Brasileirão, a 28ª rodada, um duelo direto contra o rebaixamento. O time enfrenta a Chapecoense no sábado, às 19h30, no Maracanã. No domingo, o Flamengo recebe o CSA, às 19 horas.

Neste domingo, a superioridade do Flamengo foi visível, de modo que Muriel salvou o Fluminense em vários momentos e a equipe só conseguiu incomodar em algumas investidas de Yony González.

O goleiro fez quatro defesas difíceis em duas finalizações de Gabriel, um arremate de Everton Ribeiro e em um cabeceio de Rodrigo Caio, mas não conseguiu parar Bruno Henrique, decisivo em clássicos. No início do jogo, aos três minutos, Rodinei cruzou na medida para o atacante cabecear no canto esquerdo e abrir o placar.

O técnico Marcão apostou em atacantes de velocidade e a estratégia até fez o Fluminense incomodar o rival, sem letalidade, contudo. Na principal chance tricolor, Diego Alves defendeu uma finalização de puxeta de Yony. O problema maior, no entanto, foi o desempenho defensivo. Havia muitos espaços para o Flamengo atacar e Muriel teve de intervir para evitar um revés maior.

Na etapa final, os comandados de Jorge Jesus dosaram a intensidade e o ritmo caiu, mas não o suficiente para ter sua vantagem ameaçada. Pelo contrário, ela foi ampliada com Gerson. Logo antes de ser substituído por Willian Arão, o meia recebeu de Reinier na direita, levou para o meio e arrematou com precisão no canto direito de Muriel. Jesus também tirou Filipe Luís, que acabara de se recuperar de lesão de campo, já pensando no duelo contra o Grêmio. No final, Lucão teve chance para diminuir o marcador, mas Diego Alves apareceu para garantir o triunfo por 2 a 0 do Flamengo.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 X 0 FLUMINENSE
FLAMENGO – Diego Alves; Rodinei, Rodrigo Caio, Pablo Mari e Filipe Luís (Renê); Piris da Motta, Gerson (Willian Arão), Everton Ribeiro, Vitinho (Reinier) e Bruno Henrique; Gabriel. Técnico: Jorge Jesus.

FLUMINENSE – Muriel; Gilberto, Nino, Frazan e Caio Henrique; Allan, Daniel, Ganso (Lucão) e Nenê (Yuri Lima); Wellington Nem (João Pedro) e Yony González. Técnico: Marcão.

GOLS – Bruno Henrique, aos três minutos do primeiro tempo. Gerson, aos 20 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO – Anderson Daronco (Fifa/RS).
CARTÕES AMARELOS – Pablo Marí, Piris da Motta (Flamengo); Caio Henrique, Ganso, Yuri Lima, Lucão e Frazan (Fluminense).
PÚBLICO – 47.496 pagantes (52.279 no total).
RENDA – R$ 2.565.378,25.
LOCAL – Maracanã, no Rio (RJ).

 

Band

 

 

Bananeiras consolida quadro político de futuro no Brejo

Quem acompanha com atenção os bastidores da política no Estado da Paraíba identifica com clareza as novas lideranças nas diversas regiões. Não há fartura nem conceitual nem em quantidade, sobretudo no quesito de gestão.

Nesta real escassez de quadros, Bananeiras consolidou nas eleições de 2016 uma jovem liderança atendendo pelo nome de Douglas Lucena, invenção dele mesmo mas descoberto por Marta e Ramalho Leite.

ANTES DE TUDO, O CONCEITO

Douglas revelou-se um novo quadro por saber unir gestão, ética, inovação e tino político. É do ramo, como se diz lá Torre. Além segura o tranco de conviver com as adversidades conjunturais de forma segura, sobretudo nos tempos de vacas magras.

Em 3 anos e 9 meses de governo conseguiu fazer Bananeiras se manter e se ampliar como joia de nova cultura econômica longe da agricultura histórica servindo-se de nova vocação que a cidade deve muito a Marta, Ramalho, Alírio, Erly Amorim e a Ana Maria Gondim.

ZELO FINANCEIRO E FUTURO

O prefeito reeleito sem uso de qualquer imoralidade, apesar do discurso duro de seu opositor Matheus Bezerra – de família tradicional, soube vencer com classe e postura a merecer reconhecimento de todos, em especial da Justiça Eleitoral. Sua vitória foi limpa e incontestável.

Ele, agora, precisa construir as novas etapas com lealdade a princípios éticos e políticos ampliando seus horizontes para atrair novos projetos e mais desenvolvimento para sua terra natal. É pule de 10 a honrar o Brejo paraibano como nova liderança de muito futuro.

Tudo em nome de seu talento e ética. Vai mais longe.

blogdowaltersantos

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Internet passa jornais e se consolida como 2ª mídia em verbas publicitárias

A internet superou os jornais e assumiu o posto de segundo meio preferido para investimentos publicitários no Brasil no primeiro quadrimestre do ano. A participação de portais de notícias, sites de busca e de comparação de preços no período alcançou 11,98% das receitas totais. Os jornais impressos ficaram com 11,06% de um bolo publicitário estimado em R$ 6,5 bilhões.

Ao se consolidar como a segunda maior mídia do Brasil, a internet confirma a rápida ascensão, na esteira da popularização da banda larga: no início de 2010 ela recebeu mais investimentos de publicidade que as TVs a cabo e as rádios e no final daquele ano superou o meio revista. Agora, ao passar os jornais, ela perde apenas para a TV aberta, líder com 60,63% do mercado total de publicidade.

Os dados são do IAB-Brasil, associação que reúne os principais sites e portais de internet do país, além de empresas de tecnologia e agências voltadas ao meio digital. Eles confirmam uma irreversível tendência mundial. Lá fora, em todos os grandes mercados nos quais a banda larga atingiu mais de 40% da população, as verbas publicitárias passaram a migrar de forma acelerada para a internet. Foi assim no Japão, Inglaterra e Estados Unidos, países nos quais a mídia digital responde de 20% a até mais de 30% do bolo publicitário total.

No Brasil, a internet alcança atualmente 82,4 milhões de pessoas com mais de 16 anos de idade. Ou seja, os quase 12% de investimentos registrados no primeiro quadrimestre indicam também que, se um patamar importante foi alcançado ao superar os jornais, o Brasil, apesar de já ter uma penetração de internet semelhante a de países desenvolvidos, ainda tem espaço para chegar aos mais de 20% de share.

“O investimento publicitário na internet vem crescendo de 35% a 40% ao ano”, explica Ari Meneghini, diretor executivo do IAB Brasil. E esses percentuais não incluem os crescentes investimentos em publicidade em mídias sociais e parte do mercado de anúncios classificados, acrescenta.

O cálculo feito pelo IAB Brasil para estimar a participação do meio internet no conjunto do bolo publicitário leva em consideração principalmente investimentos feitos em sites de busca, em site de comparação de preços e em displays de grande portais de notícia, como o iG. O termo display é usado no mercado para denominar um conjunto de 146 formatos padrão de anúncios, que inclui desde banners tradicionais até vídeos publicitários de poucos segundos veiculados antes dos vídeos de conteúdo.

No Brasil, no ano passado, os investimentos em displays, contabilizados pelo projeto Intermeios, somaram R$ 1,45 bilhão. Em sites de buscas e comparação de preços foi investido outro R$ 1,88 bilhão, segundo levantamento realizado pelo próprio IAB Brasil junto a companhias como Google, Yahoo! Brasil, MSN e Buscapé.

Perspectiva

Para este ano, a perspectiva é de que os investimentos em displays alcancem R$ 1,8 bilhão e, em busca, batam na casa dos R$ 2,8 bilhões. “O rio corre para o mar, não tem jeito”, diz Beto Gerosa, Publisher do iG. “A internet vai crescer continuamente”.

Mantido o ritmo de crescimento projetado pelo IAB Brasil, a internet deverá terminar o ano com R$ 4,6 bilhões em investimentos publicitários e participação de 13,7% no conjunto dos investimentos totais. É um percentual ainda distante do que têm as TVs. Mas esta, segundo Meneghini, é uma questão pouco relevante. “A interação entre os dois meios tem crescido e será cada vez mais forte”, afirma o dirigente.

IG