Arquivo da tag: confusão

‘Quando eu brigar vai ser na bala’, diz Wallber ao negar confusão em bloco do Folia de Rua, em JP

O deputado estadual Wallber Virgolino (Patriotas) negou, neste sábado (15), ter se envolvido em uma confusão na dispersão de um bloco que desfilou nessa sexta-feira (14), dentro do projeto Folia de Rua, na Avenida Epitácio Pessoa, em João Pessoa.

Informações que chegaram à redação apontaram o parlamentar como suposto envolvido na briga entre foliões. Há relatos de que disparos de arma de fogo, inclusive com vítimas atingidas pelos tiros.

Um homem foi atingido com um tiro no braço e costas, enquanto que uma mulher teve o braço ferido com estilhaços. Os dois foram socorridos para hospitais, onde receberam atendimento médico.

Em contato com o Paraíba.com.br, Wallber explicou que a briga não foi com ele, apenas aconteceu perto de onde estava. “A briga não era comigo, tentei apaziguar. Agora no dia que eu brigar, não vai ser na tapa, não, vai ser na bala”, disse o parlamentar, se mostrando indignado com a situação.

 

 (Foto: Kawê Barreto)
Paraíba.com.br

 

 

Homem é preso após confusão durante jogo do Treze e Crystal no Almeidão

A Polícia Militar prendeu na noite desta segunda-feira (27), suspeito de se envolver em uma confusão durante jogo entre o São Paulo Crystal e Treze, no estádio Almeidão, em João Pessoa. O tumulto aconteceu na área externa do estádio durante os primeiros minutos do segundo tempo do jogo.

De acordo com a Polícia Militar, a confusão aconteceu entre as torcidas do Treze e do Botafogo-PB. O homem preso estava armado.

O suspeito preso foi encaminhado para a Central de Polícia Civil da Paraíba.

 

clickpb

 

 

Policial de PE é preso após atirar e deixar feridos durante confusão no Fest Verão

Duas pessoas ficaram feridas após um policial militar de Pernambuco atirar durante uma confusão em um festival que acontece na praia de Intermares, em Cabedelo, na Região Metropolitana de João Pessoa, na madrugada deste domingo (19). De acordo com a Polícia Civil, o PM é da cidade de Serra Talhada e teria atirado depois que um homem soltou uma cantada para a namorada do policial.

Segundo a Polícia Civil, após o PM atirar uma vez, seguranças do festival foram até o local e durante a abordagem ao suspeito, ele atirou novamente, atingindo um segurança. Após o crime, o PM foi levado para o 1º Batalhão da Polícia Militar de João Pessoa, onde aguarda audiência de custódia.

A assessoria de comunicação do Fest Verão Paraíba 2020, evento onde aconteceu o crime, informou, às 14h30, que uma das vítimas foi atingida na perna e está internada em estado regular em um hospital particular de João Pessoa. A outra vítima foi atingida de raspão e não há informações sobre se ela deu entrada em nenhuma unidade hospitalar.

Ainda de acordo com a assessoria do festival. Ao entrar na arena onde acontece o evento, as pessoas são revistadas e todos que têm porte de arma e que são integrantes de força de segurança pública têm o nome e as informações da arma registradas. Ainda é sugerido para estas pessoas que guarde a arma em um cofre do evento, mas essa opção não é obrigatória e não foi seguida pelo suspeito.

A Polícia Militar de Pernambuco informou que vai emitir uma nota sobre o caso ainda neste domingo (19).

G1

 

Após confusão no Pacaembu, Santos empata com o Independiente

Em partida de pouca criatividade e muita “pilha”, o Santos empatou em 0 a 0 com o Independiente (ARG) na noite desta terça-feira (28), no Pacaembu. Com o resultado, o time alvinegro está por ora eliminado por conta da punição da Conmebol. A partida terminou antes do fim, aos 35 minutos do segundo tempo, por conta de arremessos de bomba e tentativas de invasão ao gramado.

A confederação declarou o Santos como derrotado por 3 a 0 na ida, em Avellaneda, pela suposta escalação irregular de Carlos Sánchez. Em campo, as equipes empataram em 0 a 0 lá.

O clube alvinegro promete ir até as “últimas consequências” pela reversão do resultado. Se obter sucesso, o 0 a 0 da ida seria mantido e, com o mesmo placar na volta, a Conmebol precisaria encontrar solução, como uma disputa de pênaltis ou nova partida entre os clubes.

Se não obter sucesso, o Santos será eliminado nas oitavas de final da Libertadores. O Independiente espera para enfrentar Racing ou River Plate nas quartas.

Gabriel lamenta chance perdida pelo Santos
Gabriel lamenta chance perdida pelo Santos

Foto: Léo Pinheiro / Framephoto / Estadão Conteúdo

O jogo

Motivado pela decisão da Conmebol, o Santos transformou a raça em pilhação e errou muitos passes, exagerou nas faltas e pouco criou.

A maioria das jogadas foram tentadas pelo alto – e em vão. O melhor lance veio numa arrancada de Rodrygo, com passe perfeito para Gabigol. O camisa 10, sozinho, parou no goleiro Campana, aos sete minutos.

O Independiente, copeiro, picou o jogo, valorizou cada saída de bola e deixou o tempo passar.

O time paulista só voltou a finalizar aos 30 minutos, quando Derlis González atravessou o jogo e Bruno Henrique chutou colocado, mas fraco, para o goleiro encaixar.

Sanchez foi titular no time do Santos
Sanchez foi titular no time do Santos

Foto: Bruno Ulivieri / Dia Esportivo / Estadão Conteúdo

Aos 38, Sánchez enfiou boa bola para Gabigol na ponta direita. O atacante chutou cruzado e Campana desviou para escanteio.

E aos 43, quase veio o castigo. Sánchez cobrou um de vários escanteios ruins e, após contra-ataque perfeito, o goleiro Vanderlei cometeu pênalti com a defesa exposta e três dos visitantes contra um. O camisa 1 deu esperança à equipe e defendeu a cobrança de Meza.

A nova tentativa do técnico Cuca num 4-4-2 com quatro atacantes não funcionou, mesmo com o diferencial de Rodrygo pela esquerda e Bruno Henrique por dentro. Faltou criatividade na etapa inicial.

Derlis González é marcado por Alan Franco e Meza
Derlis González é marcado por Alan Franco e Meza

Foto: Léo Pinheiro / Framephoto / Estadão Conteúdo

O zero permanece

O Santos voltou para o segundo tempo com esquema tático diferente (e corrigido). Bryan Ruiz entrou na vaga de Bruno Henrique.

Sem quatro atacantes, o time alvinegro passou a criar mais. Aos seis minutos, Victor Ferraz cruzou e Gabigol, na pequena área, desviou para fora. E aos 10, Sánchez cruzou, Bryan Ruiz e Gustavo Henrique desviaram e a bola foi para fora.

A resposta do Independiente veio quando o placar marcava 17 minutos. Francisco Silva chutou de fora da área e Vanderlei se esticou inteiro para defender com a ponta dos dedos.

O Independiente passou a dominar o jogo e ficar mais perto do gol. O Santos piorou com o passar do tempo e viu uma bola no travessão de Vanderlei, em chute de Hernández aos 28.

Aos 35, após uma bomba no gramado, o jogo foi paralisado. Outras foram arremessadas e, com tentativas de invasão e policiamento em campo, a arbitragem encerrou a eliminatória.

Torcida do Santos contra o Independiente na noite dessa terça (28), no estádio Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu), Zona Oeste de São Paulo, SP.
Torcida do Santos contra o Independiente na noite dessa terça (28), no estádio Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu), Zona Oeste de São Paulo, SP.

Foto: Léo Pinheiro / Framephoto / Estadão Conteúdo

FICHA TÉCNICA

SANTOS 0 X 0 INDEPENDIENTE

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Data: 28 de agosto de 2018, terça-feira

Horário: 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Julio Bascúnan (CHI)

Assistentes: Carlos Astroza (CHI) e Claudio Rios (CHI)

Cartões amarelos: Gustavo Henrique, Alison e Derlis González (Santos); Brítez e Bustos (Independiente)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo (Robson Bambu) e Diego Pituca; Alison (Jean Mota), Carlos Sánchez e Derlis González; Rodrygo, Gabigol e Bruno Henrique (Bryan Ruiz)

Técnico: Cuca

INDEPENDIENTE: Campaña; Figal, Brítez, Franco e Gastón Silva; Francisco Silva, Bustos (Domingo) e Pablo Hernández; Silvio Romero (Braian Romero), Meza e Gigliotti

Técnico: Ariel Holan

 

 

Gazeta Esportiva

Motoristas de Uber e taxistas se envolvem em confusão na rodoviária de João Pessoa

Uma confusão entre motoristas do aplicativo Uber e taxistas acabou com dois carros com para-brisas quebrados na noite de terça-feira (23), em João Pessoa. A briga teve início quando dois motoristas do Uber foram até o terminal rodoviário, no bairro do Varadouro, para pegar passageiros. A confusão resultou em um protesto e bloqueio das entradas e saída de veículos da rodoviária por cerca de 50 motoristas do Uber até a chegada da polícia

De acordo com a associação dos motoristas de transporte particular, que defende o motorista de Uber, explicou que a confusão começou com um bate-boca iniciado por um taxista. Por sua vez, a coordenação dos taxistas que trabalham na rodoviária informou que os parabrisas foram quebrados por motociclistas que passaram pelo local. Após o protesto na rodoviária, os motoristas do Uber foram vistos em carreata na avenida Epitácio Pessoa.

A confusão aconteceu justamente no dia em que a Câmara Cível do Tribunal de Justiça em João Pessoa decidiu pela manutenção do aplicativo Uber na capital paraibana. Conforme o relator do processo, o desembargador José Ricardo Porto, o serviço prestado pelo Uber é configurado como transporte de passageiro individual privado, não se confundindo com os dos taxistas, um serviço público.

Dois carros de motoristas de Uber foram quebrados na noite de terça-feira (23) em João Pessoa (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

Dois carros de motoristas de Uber foram quebrados na noite de terça-feira (23) em João Pessoa (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

“Não visualizo como o transporte por meio da plataforma eletrônica Uber seja considerado clandestino ou ilegal, a ponto de os motoristas nesta qualidade sofrerem algum tipo de sanção da municipalidade”, ponderou. O desembargador destacou que, no âmbito da atividade econômica, a norma geral que vigora nas sociedades democráticas, baseada na liberdade, é que aos particulares é lícito fazer tudo que não seja proibido por lei.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Vídeo mostra confusão entre vereadores durante sessão em Câmara na PB

camaraVídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que uma confusão tomou conta da sessão na Câmara Municipal de Ibiara, Sertão paraibano, a 452 km de João Pessoa, nesse sábado (25).

Nas imagens, é possível observar que vereadores trocam insultos e agressões físicas. Em postagem do vídeo no Instagram, internautas criticaram a atitude dos vereadores.

“Tem que perder o mandato, esse tipo de gente não representa o povo trabalhador”, opinou um usuário. “Esses são os representantes do povo? Vergonha”, escreveu outra internauta.“Parabéns, autoridades. Vocês são exemplo pra cidade”, ironizou um usuário. “Está parecendo um boteco”, criticou outro internauta.

Ao Portal Correio, o soldado Jairo, da Polícia Militar em Conceição, disse que viaturas das duas cidades foram até o local para apurar a ocorrência. “Quando as equipes chegaram os ânimos já estavam contidos e ninguém precisou ser detido. Porém, foi orientado aos envolvidos que, caso algum deles tenha se sentido ofendido, a Polícia Civil fosse procurada”, informou o PM.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Cantor Beto Barbosa é preso após confusão em supermercado de Fortaleza

beto barbosaO cantor Beto Barbosa foi preso na manhã desta sexta-feira (27), após uma confusão num supermercado de Fortaleza. Conforme apurado pelo Tribuna do Ceará, no momento em que os policiais militares deram voz de prisão ao músico, de 61 anos, ele não teria aceitado e acabou reagindo.

Beto Barbosa foi encaminhado ao 2º Distrito Policial, no Bairro Meireles, e está neste momento prestando depoimento.

Em um vídeo que está circulando nas redes sociais, Beto Barbosa pede que os policiais o soltem. “Eu não sou bandido para ser algemado. Tire essas algemas de mim que eu não fiz nada. O que foi que eu fiz pra ser algemado? Eu só disse que não era vagabundo”, grita o cantor.

Essa não é a primeira vez que o cantor se envolve com a polícia. Em 2012, Beto Barbosa foi preso após se envolver em uma briga com uma mulher em São Paulo. Conforme a Polícia na época, a mulher estava hospedada em sua casa e, após uma discussão, havia iniciado a confusão.

tribunadoceara

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Treze vence o Atlético em jogo com confusão protagonizada por Marcelinho Paraíba

Reprodução/Instagram/Trezefcoficial
Reprodução/Instagram/Trezefcoficial

O Treze estreou com vitória no Campeonato Paraibano ao vencer o Atlético de Cajazeiras, na tarde deste sábado (7), no estádio Amigão, em Campina Grande. O jogo teve lances polêmicos e confusão protagonizada por Marcelinho Paraíba.

Dentro de campo, o jogo começou morno, mas nas arquibancadas houve tumulto entre torcedores antes dos dez minutos iniciais de partida. A confusão só terminou com a chegada da Polícia Militar.

Em campo, a primeira chance real de gol, assim como o melhor lance do primeiro tempo, foi do Atlético, quando Alef recebeu bom passe e chutou no canto da trave da Galo, mas a bola saiu.

No segundo tempo o Treze voltou melhor e abriu o placar logo aos sete minutos, após o atacante Dico ficar com a sombra de bola dentro da área do Atlético e marcar o primeiro gol.

De resto, o segundo tempo foi de jogo amarrado entre as duas equipes, com alguns lances de ataque, mas sem perigo.

O jogo se encaminhava para o fim quando uma confusão iniciada por Marcelinho Paraíba fez com que o campo de jogo fosse tomado por jogadores reservas das duas equipes.

No lance, Marcelinho Paraíba pediu que o jogador Dener, do Atlético, devolvesse a posse de bola para o galo após jogadores do Treze jogarem a bola para fora para que um atleta fosse atendido.

Irritado, Marcelinho Paraíba empurrou Dener e deu início a confusão. Como resultado, o juiz Pablo Alves expulsou Dener e deu cartão amarelo para Marcelinho, encerrando o jogo minutos depois.

Com a vitória, o Treze assume a primeira colocação do Paraibano, com três pontos. Já o Atlético é o lanterna.

A rodada continua com mais quatro jogos neste domingo (7): Botafogo-PB x Internacional; Auto Esporte x CSP; Campinense x Serrano; e Paraíba x Sousa.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Confusão e bombas esquentam clima nos arredores de estádio do Palmeiras

(Foto: Rodrigo Faber)
(Foto: Rodrigo Faber)

Enquanto o Palmeiras enfrentava a Chapecoense no Allianz Parque, na briga para consolidar o título brasileiro de 2016, as ruas nos arredores do estádio passaram por momentos de apreensão. Logo no começo do jogo, os ânimos esquentaram entre torcedores do time e policiais.

Depois de um princípio de tumulto, o barulho de algumas bombas foi ouvido do lado de fora. Torcedores deixaram o local correndo, muitos com as mãos no rosto, em razão do lançamento de gás de pimenta por parte das forças se segurança.

Testemunhas relataram que bombas foram disparadas mesmo dentro de bares da região. A Polícia Militar fechou o acesso às ruas Diana e Caraíbas. Segundo torcedores ouvidos pela reportagem, a PM agiu de maneira desproporcional, quando palmeirenses sem ingresso apenas comemoravam do lado de fora do estádio.

Depois da confusão, nenhum caso grave de ferimento foi registrado no ambulatório do estádio, apenas casos de ansiedade, escoriações leves e problemas respiratórios de menor relevância.

A reportagem tentou chegar ao local da confusão, mas foi impedida por seguranças da WTorre e pela Polícia Militar, que alegaram que a área estava provisoriamente interditada.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Corinthians amanhece pichado; gestor nega prejuízo na Arena após confusão

Dois dias depois da derrota por 2 a 0 para o Palmeiras, os muros da sede social do Corinthians, no Parque São Jorge, amanheceram pichados por vândalos nesta segunda-feira. “Menos luxo e mais futebol” foi o recado dos torcedores. Na loja oficial, localizada logo na entrada do clube, as pichações cobravam o ex-presidente Andrés Sanchez e o atual mandatário Roberto de Andrade.

Pichação Corinthians (Foto: Arquivo pessoal)Vidros do Parque São Jorge foram pichados durante a madrugada desta segunda-feira (Foto: Arquivo pessoal)

 

Uma foto mostrando a pichação está circulando por grupos de WhatsApp. O GloboEsporte.com confirmou a veracidade dela com associados. A limpeza do local foi feita logo pela manhã.

Durante o clássico de sábado, na arena, algumas confusões foram registradas. Revoltados contra a gestão do presidente Roberto de Andrade, torcedores do setor Oeste Inferior xingaram o dirigente que, de seu camarote, respondeu e fez gestos obscenos. Na entrevista coletiva que culminou com a demissão de Cristóvão Borges, ele admitiu o erro e pediu desculpas aos ofendidos.

No Setor Norte, onde ficam as organizadas, membros da Gaviões da Fiel entraram em atrito com a Polícia Militar após a retirada de faixas da torcida, levadas ao estádio de forma ilegal, já que há uma proibição em vigor. Durante o conflito com os policiais, torcedores chutaram a proteção que os separa do campo. Segundo Lúcio Blanco, gestor da Arena, não houve grande prejuízo com o fato, já que se tratava apenas de uma estrutura feita de lona plástica.

Confusão torcida polícia Corinthians x Palmeiras (Foto: Marcos Ribolli)Em confusão com a Polícia, torcedores chutaram estrutura de plástico (Foto: Marcos Ribolli)

 

Árbitro do jogo, Heber Roberto Lopes citou ainda o uso de sinalizadores na súmula do jogo.

Globoesporte.com

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br