Arquivo da tag: confronto

Confronto do líder Fla contra lanterna Avaí pode mudar parte de cima da tabela

O torcedor brasileiro acompanha neste fim de semana dez partidas da 18ª rodada, a penúltima do primeiro turno.

Começando o giro de jogos pelo sábado, que vai ter rodada dupla logo de manhã. Querendo beliscar a liderança, o Corinthians tem compromisso em casa contra o Ceará. O Timão é o terceiro colocado, cinco pontos atrás do líder Flamengo. O Vozão vem de três derrotas consecutivas e está em 14º na tabela. No mesmo horário, o Vasco, 15º, tenta se afastar da parte de baixo da tabela em partida contra o Bahia, oitavo colocado.

Outras duas partidas rolam às cinco da tarde. No Mané Garrincha, em Brasília, o lanterna Avaí vai ter pela frente o líder Flamengo. O Mengão tem desfalques importantes para o duelo. Bruno Henrique está com a seleção brasileira em Miami, enquanto Berrío e Arrascaeta também estão cedidos às suas seleções. Já o zagueiro Rodrigo Caio está de fora por conta de suspensão. Enquanto isso, no Castelão, o Fortaleza, 12º colocado, recebe o Fluminense, em crise e afundado na zona de rebaixamento, em 18º lugar.

Às sete da noite, jogo pela parte mais alta da tabela. Finalista da Copa do Brasil, o Internacional, sexto colocado, faz um duelo contra o São Paulo, quarto na tabela. Fechando os jogos de sábado, o Goiás, 13º na tabela, pega o Palmeiras, no primeiro jogo após a demissão de Felipão. A partida marca a estreia de Mano Menezes no comando do Verdão, que está em quinto lugar. A bola rola às nove da noite, no Serra Dourada.

No domingo pela manhã, o Independência coloca frente a frente dois gigantes feridos. Eliminados no meio de semana na Copa do Brasil, Cruzeiro e Grêmio tentam se recuperar no Brasileirão. A situação da Raposa é mais delicada, já que está na beira da degola em 16º. Em situação um pouco melhor, o Tricolor Gaúcho se encontra na 11ª posição.

O segundo colocado Santos tem jogo às quatro da tarde contra o embalado Athletico Paranaense. O Peixe precisa da vitória para se manter na briga pela liderança, enquanto o Furacão está com cabeça na final da Copa do Brasil contra o Inter. No mesmo horário, o Botafogo enfrenta o Atlético Mineiro. Em décimo, o Fogão enfrenta problemas graves fora de campo com atraso de salários dos jogadores, que motivou declarações públicas de cobranças por parte do elenco. Do outro lado, o Galo quer quebrar a sequência de três derrotas seguidas e deixar a sétima posição para colar na parte mais alta da classificação.

Fechando a rodada, duelo de vida ou morte na zona do rebaixamento. O penúltimo colocado, CSA, recebe a Chape, 17º colocada. Apenas dois pontos separam as duas equipes na tabela.

 

agenciadoradio

 

 

Inter perde confronto direto com CRB e se distancia do G-4

No confronto direto entre CRB e Internacional, deu CRB. Próximas da zona de acesso à Primeira Divisão, as equipes se enfrentaram no final da tarde deste sábado, no estádio Rei Pelé, em Alagoas, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B, e os donos da casa saíram com o triunfo por 2 a 0.

Foto: Itawi Albuquerque / Futura Press

Os times não tiveram grandes chances de marcar, mas o Alvirrubro alagoano foi mais frio e conseguiu tanto para abrir o placar quanto encerrar a contagem, nos acréscimos do segundo tempo. No finalzinho da primeira etapa, o lateral esquerdo Diego consagrou uma linda jogada e colocou no cantinho e Flávio Boaventura encerrou a contagem em cobrança de escanteio.

Com o resultado, o Galo de Maceió não só estendeu a série invicta para seis jogos, como chegou a 23 pontos na tabela, ultrapassando o agora quinto colocado Vila Nova, que também tem 23, mas fica atrás por conta dos critérios de desempate. Já o Inter perdeu a oportunidade de colar no G4 e segue apenas rondando o pelotão da frente, com 21 pontos.

Pela próxima rodada, a 15ª da Segundona, os alagoanos vão colocar a boa fase à prova em visita ao líder Juventude, na próxima terça-feira. No mesmo dia, o Colorado recebe o Luverdense para reencontrar o caminho dos triunfos.

Foto: Itawi Albuquerque / Futura Press

Jogo truncado e CRB cirúrgico

Apesar da importância do confronto para ambos os times, a vontade ofensiva não era das maiores para nenhum dos dois. CRB e Inter se estudaram durante grande parte o primeiro tempo e tiveram poucas chances reais para abrir o placar.

Pelo lado dos mandantes, os primeiros a assustarem, a jogada mais bem trabalhada só foi sair aos 15 minutos. O lateral direito Cláudio Winck resolveu partir para cima, passou pela marcação e cruzou na cabeça de Danilo Pires. O , porém, mandou para fora.

Já os gaúchos responderam apenas aos 26 minutos, consagrando Edson Kolln. O meia Andres D’Alessando cruzou escanteio mirando o atacante uruguaio Nico López, que encontrou Charles dentro da área. O volante cabeceou no cantinho, mas viu o goleiro fazer grande defesa.

Se as chances eram poucas, cabia ao time mais frio fazer o primeiro gol. No caso, o time da casa teve essa frieza e deu um presente à torcida aos 44 minutos. Após uma grande troca de passes, o lateral esquerdo Diego tabelou e recebeu lindo passe do atacante Zé Carlos, para chutar no canto direito do goleiro Danilo Fernandes e encerrar os trabalhos da primeira etapa.

Foto: Itawi Albuquerque / Futura Press

CRB administra vantagem e amplia

Melhor em campo, com pouco sofrimento na defesa, à frente no placar e com o apoio da torcida. O CRB tinha tudo para sair do gramado do Rei Pelé com nada a menos que a vitória. E fez bem o trabalho.

Presando pela posse de bola e não se deixando intimidar pela pressão colorada, o time de Dado Cavalcanti usou a inteligência e se não ampliou soube segurar o placar. E o Galo só não fez mais um por falta de sorte. Aos 14 minutos, Edson Ratinho recebeu dentro da área e foi bem ao tirar Danilo Fernandes da jogada, chutando no contrapé do arqueiro. A bola, porém, bateu na trave e saiu.

Depois da grande chance, os alagoanos esboçaram algumas jogadas de velocidade pelos lados do campo, mas não assustaram. O Inter seguia com a correria, mas permaneceria mais longe de anotar do que os mandantes.

Quando todos achavam que o 1 a 0 seguiria no placar até o final, o CRB contou com uma cobrança de escanteio para ampliar a vantagem e decretar o fim de papo. Ratinho cruzou na cabeça do zagueiro Flávio Boaventura, que mal pulou e testou no cantinho.

FICHA TÉCNICA

CRB 2 X 0 INTERNACIONAL

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)

Data: 15 de julho de 2017, sábado

Horário: 16h30 (de Brasília)

Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)

Assistentes: Carlos Berkenbrock e Johnny Barros de Oliveira (Ambos de SC)

Cartões amarelos: Neto Baiano (CRB); Klaus Victor Cuesta

Gol:

CRB: Diego, aos 44 minutos do primeiro tempo, e Flávio Boaventura aos 44 minutos do segundo tempo

CRB: Edson Kölln; Adriano, Flávio Boaventura, Adalberto, Diego; Yuri, Danilo Pires (Tony), Edson Ratinho, Chico; Erick Salles (Rodrigo Souza) e Zé Carlos (Neto Baiano).

Técnico: Dado Cavalcanti

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Cláudio Winck (Carlos), Klaus, Victor Cuesta, Uendel; Edenílson, Charles, Felipe Gutiérrez, D’Alessandro (Juan); Nico López (Juan) e William Pottker.

Técnico: Guto Ferreira

Gazeta Esportiva

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Protesto de servidores no Rio tem bombas e confronto entre manifestantes

O ato que reúne milhares de servidores públicos do Estado do Rio de Janeirocontra o pacote de medidas de austeridade apresentado pelo governo, em discussão na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio), teve confronto entre dois grupos de manifestantes, derrubada de uma grade e repressão policial, com bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo, nesta quarta-feira (16).

A manifestação acontece diante do Palácio Tiradentes, sede do Legislativo estadual, no centro da capital fluminense. O prédio está cercado por grades e é protegido por policiais militares. Apesar disso, os manifestantes tentam arrebentar a grade de proteção que cerca o prédio. Numa segunda tentativa, ela foi derrubada. A PM jogou spray de pimenta e dispersou a confusão. Com isso, foi ocupada a escadaria. Há uma corrente de PMs e outra grade.

Com o clima tenso e a nova tentativa de invasão, a PM jogou bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo para reprimir o grupo que estava à frente. Pelo menos, um manifestante ficou ferido e foi socorrido. Não foi informado o estado de saúde da vítima.

O Choque e a cavalaria foram chamados para ajudar na segurança. Houve agressões a manifestantes que estavam com máscaras de gás. Segundo PMs ouvidos pela reportagem, a orientação do comando militar é manter a integridade do patrimônio público e permitir a manifestação, desde que não seja violenta. O comandante da operação estava em reunião na Alerj e ainda não falou sobre o caso.

Severino Silva/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

Manifestantes entram em confronto entre si durante protesto

Primeira confusão

De cima de um carro de som alugado por policiais militares, no qual está estendida uma faixa que pede “intervenção militar já!”, um manifestante que falava ao microfone viu a chegar de pessoas que traziam bandeiras de centrais sindicais e do PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado).

“Abaixem as bandeiras, isso aqui não é um movimento político. Não temos partido. Somos servidores estaduais reivindicando nossos direitos”, gritou.

Após a ordem, dezenas de manifestantes, em sua maioria integrantes de forças de segurança do Estado –PM, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros– se dirigiram ao local em que estavam os outros participantes do ato, dando início a um empurra-empurra e troca de xingamentos.

Um homem que estava no grupo dos que levavam bandeiras pediu que a faixa pró-intervenção militar fosse retirada. Nesse momento, um senhor, que foi identificado por colegas com um policial aposentado e usava camisa regata azul, sacou um spray de pimenta e disparou contra os manifestantes.

O repórter do UOL registrava a ação e filmava o homem que jogava o gás quando foi puxado por outro manifestante e teve o celular arremessado longe por um tapa. O agressor também foi identificado como policial militar por seus colegas.

Nesse momento, um grupo de PMs foi falar com o repórter e pediu que tivesse cuidado com as imagens, “para não prejudicar o colega”. Eles pediram desculpas pelo “companheiro” e disseram que ele “não sabia que era um jornalista”. Outro jornalista também foi agredido, ao tentarem tirar a máscara de gás que ele usava.

Questionados sobre a faixa pró-intervenção militar no carro de som, eles disseram que “todos aqui são a favor”. “Nós fomos trazidos à beira de um abismo”, disse um manifestante, que se identificou como sargento Firmino.

“A sociedade está no seu limite!”, dizia o cartaz colado nas costas de um dos manifestantes.

Desde o início do ato, os participantes do protesto afixaram cartazes na grade erguida no fim de semana –com o custo de R$ 20 mil para a Alerj.

Muitos deles ironizam a cerca e comparam a Assembleia Legislativa e seus integrantes com um “presídio de segurança máxima” e “presos perigosos”, respectivamente. Até mesmo uma “guarita” foi erguida no local como forma de protesto.

Gritos de “Fora, Pezão” são ouvidos com frequência durante o protesto, pela saída do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB).

Mauro Pimentel/Folhapress

Policiais militares reforçam a segurança em frente ao prédio da Alerj

Cronograma

Cercada por grades, a Alerj começaria hoje a debater as propostas do pacote de ajuste fiscal anunciado pelo governo estadual.

Serão 21 projetos de lei, incluindo cortes de gastos, extinção de programas sociais, aumento de impostos e elevação na contribuição previdenciária dos servidores públicos. No total, o Estado do Rio pretendia ter um impacto positivo de R$ 27,8 bilhões nas contas de 2017 e 2018, mas o pacote já está R$ 11,8 bilhões menor.

Embora nada vá ser votado nesta quarta, sindicatos e associações de servidores públicos estaduais marcaram novo protesto contra o pacote de ajuste, em frente à Alerj.

Nos próximos dias, os deputados discutirão medidas polêmicas. Amanhã, será debatido o projeto que eleva a contribuição previdenciária dos servidores públicos estaduais de 11% para 14% do salário bruto.

No cronograma da Alerj, as medidas serão debatidas em sessões ordinárias e extraordinárias de seis dias, até o próximo dia 30. A ideia do presidente da Alerj, deputado Jorge Picciani (PMDB), é começar a votar a partir de 6 de dezembro.

Participam do protesto servidores de diversas áreas afetadas pelas medidas, como segurança, educação e saúde.

Invasão

Na terça (8) da semana passada, servidores da segurança pública estadual protestaram –em número similar ao desta quarta– durante mais de sete horas em frente a Alerj.

Durante o ato, centenas de manifestantes chegaram a invadir o Palácio Tiradentes para pressionar os deputados estaduais a arquivar as medidas apresentadas pelo governo e pedir a abertura do impeachment de Pezão.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Estuprador é morto após confronto com a polícia em Lagoa Seca/PB

sireneMais uma tentativa de estupro foi registrada nesta terça-feira (25) em Lagoa Seca, no Agreste paraibano. A vítima foi uma jovem de apenas 18 anos, sobrinha do senhor Zé Bento, moradora do Sítio Oiti. Bastante traumatizada, ela foi levada para o Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes.
De acordo com informações de testemunhas, a jovem estava na porta de sua residência, quando chegou Alexsandro Barros Santos, que residia na Vila Ipuarana, zona rural do município. Ele anunciou um assalto, mas, em seguida, coagiu a jovem forçando a fazer sexo, quando teria dito que, “caso não cedesse, iria matá-la”. Em seguida, a jovem começou a gritar e foi ouvida por familiares e vizinhos, que foram averiguar o que estava ocorrendo. O potencial estuprador fugiu do local.
As Polícias Civil e Militar de Lagoa Seca ao tomar conhecimento da tentativa de estupro se deslocaram até o local para apurar o fato. Foram realizadas rondas pela área rural do município que acabaram por capturar o acusado da tentativa de estupro. As autoridades policiais deram voz de prisão, mas houve resistência e fuga. Na perseguição, aconteceu troca de tiros e um dos militares conseguiu alvejar o fugitivo com dois tiros na cabeça, que caiu morto.
fonte: Lagoa Seca em foco

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

25 detentos morrem dentro de presídio em confronto de facções, diz Bope

 (Foto: Valéria Oliveira / G1)
(Foto: Valéria Oliveira / G1)

Vinte e cinco presos morreram durante confronto entre facções na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo neste domingo (16), em Boa Vista, segundo informou o comandante do Bope, capitão Falkner.

De acordo com Falkner, dos 25 detentos mortos, sete foram decapitados e seis foram queimados.

Segundo a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), 100 familiares dos presos foram feitos reféns dentro da unidade durante o confronto. Os presos chegaram a exigir a presença da juíza da Vara de Execuções Penais no complexo, informou po capitão.

Os reféns foram liberados após equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) entrarem na unidade, no fim da noite. De acordo o secretário de Justiça e Cidadania (Sejuc), Uziel Castro, a maioria dos reféns era formada por mulheres.

Confusão ocorreu neste domingo (16) durante o horário de visitas dos familiares dos presos (Foto: Valéria Oliveira/G1)Confusão ocorreu neste domingo (16) durante o
horário de visitas dos familiares dos presos
(Foto: Valéria Oliveira / G1)

A confusão entre os detentos começou por volta das 15h (17h de Brasília) quando homens da ala 14 quebraram os cadeados e invadiram a ala 12.

A briga entre os presos ocorreu durante o horário de visitas na maior unidade prisional de Roraima.

Os detentos estavam armados com facas e pedaços de madeira, segundo relatou a mulher de um preso que estava dentro do presídio na hora que se iniciou a briga.

A estrada que dá acesso a penitenciária foi interditada pela polícia. Equipes do Instituto Médico Legal (IML) estão na unidade para a realização da perícia e remoção dos corpos.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Em confronto direto, Santos vence Atlético-PR com gol polêmico e fica no G4

santosEm confronto direto na busca pelo G4 do Campeonato Brasileiro, Santos e Atlético-PR se enfrentaram na Vila Belmiro e fizeram um jogo de poucas emoções, mas o Peixe levou a melhor. Venceu por 2 a 0 e mostrou que está firme na zona de classificação para a próxima Copa Libertadores da América. Santos fez gol em um lance polêmico e depois Paulinho ampliou a vantagem.

No primeiro tempo os dois times criaram poucas chances de gol e só levaram algum perigo em jogadas pelas laterais. O que decidiu foi o pênalti polêmico marcado a favor do Santos, bem cobrado por Ricardo Oliveira.

O segundo tempo foi mais animado, pois o Atlético-PR acertou uma bola no travessão e deu trabalho para o goleiro Vanderlei. O Santos acertou bons contra-ataques e conseguiu fazer o gol aos 38min para matar o jogo e fechar o placar.

Com isso, o Santos ficou com 48 pontos, está em quarto lugar e deixou o Atlético-PR para trás, com 42, em sexto. O próximo jogo do Peixe no Campeonato Brasileiro será outro confronto direto pelo G4, contra o Fluminense, novamente em casa, na quarta-feira, às 21h (de Brasília). Já o Atlético-PR vai encarar a Chapecoense em casa no mesmo dia, às 19h30.

Pênalti polêmico

Ex-jogador do Santos, Rafael Galhardo errou um passe no meio-campo, o Santos pegou a defesa do Atlético-PR desmontada, e Vecchio ficou frente a frente com Wéverton. Quando ele tentou driblar, caiu, então o juiz marcou pênalti do goleiro. Ricardo Oliveira, que tinha ficado três semanas lesionado e voltou neste sábado, balançou a rede aos 31min e abriu o placar.

Quem foi bem: Renato

O volante mostrou sua tradicional qualidade na marcação e ainda ditou o ritmo do meio-campo com bons passes. O pé estava tão ajustado que ele ainda deu assistência para o gol de Paulinho no final.

Quase um golaço

Aos 17min do 2º tempo, Lucas Lima deu uma arrancada do meio-campo, driblou dois marcadores e ficou frente a frente com Wéverton. Seria um golaço, mas ele finalizou para fora.

Calou a torcida

Quando Dorival anunciou que tiraria Copete de campo, a torcida vaiou o técnico. Mas Paulinho entrou no lugar e conseguiu dar resultado em apenas sete minutos. Ele aproveitou cruzamento de Renato e cabeceou para a rede.

Ótimo mandante x Péssimo visitante

O jogo reuniu um dos melhores mandantes do Campeonato Brasileiro, o Santos, contra um dos piores visitantes, o Atlético-PR. Com a vitória deste domingo, o Peixe conquistou ao todo 34 pontos na Vila Belmiro. Já o Furacão só tem sete pontos longe de Curitiba.

Possibilidade de G5

Neste domingo, a Conmebol vai decidir como será feita a nova distribuição de vagas da Copa Libertadores. Existe a possibilidade de o Brasil conseguir mas uma vaga. Neste caso o G4 viraria G5, o que vai aumentar as esperanças de Santos e Atlético-PR na busca por uma vaga na próxima Libertadores.
SANTOS 2 x 0 ATLÉTICO-PR

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 01/10/2016 (sábado)
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez
Auxiliares: Clovis Amaral da Silva (ASP-Fifa) e Cleberson do Nascimento Leite
Cartões amarelos: Wéverton (CAP), Lucas Lima (SAN), David Braz (SAN)
Gols: Ricardo Oliveira, aos 31min do 1º tempo; Paulinho, aos 38min do 2º tempo

SANTOS
Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia, Lucas Lima (Jean Mota) e Vecchio; Copete (Paulinho) e Ricardo Oliveira (Yuri)
Técnico: Dorival Júnior

ATLÉTICO-PR
Weverton; Galhardo, Thiago Heleno, Paulo André e Nicolas; Otávio, Rossetto, Hernani e Lucho (Luan); Lucas Fernandes (Marcos Guilherme) e Pablo
Técnico: Paulo Autuori

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Corinthians vence, mas sofre gol em casa e vê confronto com Cruzeiro aberto

Foi bom, mas poderia ter sido melhor. Foi esse o resumo da vitória do Corinthians por 2 a 1 em cima do Cruzeiro na partida que abriu a disputa por uma vaga na semifinal da Copa do Brasil na noite desta quarta-feira (28), em Itaquera.

Com gol contra de Léo e outro de Romero, os corintianos fizeram o baixo público da arena vibrar como há tempos não conseguia, mas parou de ameaçar o adversário e acabou punido com um gol de Robinho, que mantém a disputa completamente aberta.
Na volta, no dia 19 de outubro no Mineirão, o time de Belo Horizonte precisa de uma vitória simples por 1 a 0 para avançar e pegar o vencedor do confronto entre Palmeiras e Grêmio. Pelo Brasileirão, a equipe paulista vai até o Rio de Janeiro para desafiar o Botafogo, às 16h30 de sábado, enquanto que os cruzeirenses recebem o Grêmio no mesmo dia e horário.
Cruzeiro cria a melhor chance do primeiro tempo
Rubens Cavallari/Folhapress

O jogo mostrou as equipes se estudando bastante e tendo dificuldade de passar da intermediária. Não à toa, as melhores jogadas foram criadas com chutes de longe e levantamento na área de ambas equipes. A melhor chance do sonolento primeiro tempo veio dos pés de Willian. Conhecido como “Bigode”, o atacante disparou e acertou o travessão. A bola ainda bateu nos pés de Walter e foi para a linha de fundo, para o suspiro de alívio dos corintianos e de lamentação dos cruzeirenses.
Acorda aí, corintiano!
O torcedor que terminou reclamando da se uma primeira etapa sonolenta já “acordou” logo aos 2 minutos do primeiro tempo. Rodriguinho deu bom chute de longe e forçou a Rafael dar rebote para o meio da área. Romero e Léo se jogaram na bola, e o zagueiro cruzeirense acabou colocando contra a própria meta para abrir o placar para os donos da casa.
Romero é o artilheiro da Arena
Rubens Cavallari/Folhapress

O Corinthians não se satisfez com o primeiro gol e manteve a pressão em cima do Cruzeiro. Marlone veio da esquerda e chutou para o gol. Apesar de errar, o meio-campista foi salvo por Romero, que apareceu no meio do caminho e desviou para ampliar a vantagem, para o delírio da Fiel. O gol do paraguaio o coloca como o maior artilheiro do estádio, ao lado de Guerrero, com 15 gols.
Vitória tem novo recorde negativo de público
O Corinthians vinha de duas derrotas nas últimas três partidas em sua arena, para Fluminense e Palmeiras pelo Brasileirão, e o poder de Itaquera começava a ser contestado. O time voltou a vencer dentro de casa e alegrou os pouco menos de 19 mil corintianos no palco de jogo. O ponto negativo, no entanto, foi para o novo público baixo: 18.796 pagantes para o pior público da história da arena. O último recorde negativo neste sentido havia sido registrado no domingo, quando 18.838 assistiram ao jogo.
Cruzeiro vai para cima e diminui placar
Marcello Zambrana / Light Press / Cruzeiro

O Cruzeiro foi para cima do Corinthians e fez três substituições. A que mais fez a diferença foi a de Ábila no lugar de Rafael Sóbis. O jogador começou a segurar a bola na área adversária e incomodou a zaga corintiana. Em chutão do goleiro Rafael, Yago afastou mal e colocou a bola nos pés de Ábila. Ele viu muito bem a entrada de Robinho e rolou para o ex-palmeirense chutar e diminuir o placar.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 X 1 CRUZEIRO
Competição: Copa do Brasil (quartas de final)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Público: 18.796
Renda: R$ 961.342,00
Data: 28 de setembro de 2016 (quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires (ambos de GO)
Gols: Léo (contra), aos dois, e Romero, aos oito, e Robinho, aos 32 minutos do segundo tempo.
CORINTHIANS: Walter; Fagner, Yago, Balbuena e Guilherme Arana; Camacho; Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto, Rodriguinho (Willians) e Marlone (Rildo); Romero (Lucca). Técnico: Fábio Carille
CRUZEIRO: Rafael; Lucas, Léo, Manoel e Edimar; Henrique, Ariel Cabral (Arrascaeta) e Robinho; Rafinha, Rafael Sóbis (Ábila) e Willian (Alisson). Técnico: Mano Menezes.
Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Militantes do PSB e fiscal do TRE entram em confronto durante carreata em João Pessoa

carreataA carreata promovida pela coligação ‘Trabalho de Verdade’, que tem a professora Cida Ramos (PSB), como candidata a prefeita de João Pessoa terminou em confusão no final da tarde desse domingo (28), na orla da Capital.

De acordo com informações, o tumulto se deu entre militantes do PSB e um funcionário do TRE, que estava fiscalizando a propaganda eleitoral de rua e tentou inspecionar um carro, no qual estava o governador Ricardo Coutinho (PSB).

Em vídeo, que circula nas redes sociais é possível ver os militantes cercando o fiscal, quando começa a confusão.

Após muita discussão, um militante chuta o equipamento que está nas mãos do fiscal, que parece ser um celular, e os dois entraram em luta corporal.

Veja vídeo:

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Cabo da PM e grávida são mortos durante confronto com criminosos na PB

Foto: Reprodução/WhatsApp)
Foto: Reprodução/WhatsApp)

Um policial militar foi baleado e morreu na noite deste sábado (13) em um bar no distrito de Várzea Nova, em Santa Rita, Região Metropolitana de João Pessoa. O militar, identificado como Laurentino, foi alvejado durante um confronto com criminosos que tinham o objetivo de matar uma mulher que trabalhava no estabelecimento comercial.

De acordo com informações da Polícia Militar, o cabo estava no bar quando dois homens em um carro chegaram para matar a mulher. Ao ouvir o disparo, o cabo tentou intervir, mas acabou sendo atingido por dois tiros na região da cabeça.

Ele morreu na hora e a mulher foi socorrida rapidamente pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, mas também não resistiu. Ela estava grávida de sete meses, segundo a PM.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Até às 9h deste domingo (14) a polícia não havia localizado nenhum suspeito. O crime será investigado.

Tenente da PM foi morreu após ser baleado durante operação na capital
Tenente da PM foi morreu após ser baleado durante operação na capital

Segundo caso em dez dias
Está é a segunda morte de policial em menos de dez dias na Paraíba. Na última quinta-feira (4), um tenente da Polícia Militar, de 33 anos, morreu após ser baleado nas costas no início da noite em Mangabeira, na Zona Sul de João Pessoa. O militar foi baleado nas costas e não resistiu.

De acordo com o coronel Senna, comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar, o tenente vítima dos disparos de arma de fogo, estava em uma averiguação em um conjunto habitacional, no Bairro de Mangabeira VIII. O alvo das investigações seria um rapaz, filho de outro policial militar, que estava sendo investigado por porte ilegal de armas.

Delegado diz que “ordem é matar quem atirar em um policial”
Em entrevista a um programa de rádio, o delegado Walber Virgulino, da Seccional de Guarabira, disse que a polícia não pode ser refém da bandidagem. “É preciso impor a Lei e não se pode perder para os criminosos”, afirmou, acrescentando que sua ordem é para matar qualquer criminoso que queira enfrentar a polícia. “A ordem é para matar qualquer um que atire em um policial. Vamos reagir.” O delegado ressaltou ainda que “bandido tem que ter medo de polícia. Estou procurando um bandido pra me desafiar.”

 

 

manchetepb

Inter vence confronto direto pelo G-4, e Flamengo ouve vaias no Maracanã

interNo confronto direto de duas equipes irregulares que lutam pelo G-4 do Brasileirão, melhor para o Internacional, que venceu o Flamengo por 1 a 0, neste domingo à tarde no Maracanã. Ernando fez o gol que deixou o Colorado na briga por uma vaga na Libertadores, enquanto o Rubro-Negro sofreu a quinta derrota nas últimas seis rodadas, ouviu vaias de sua torcida e gritos de “time sem vergonha”.

Apesar de ter começado melhor a partida, a equipe carioca apresentou falhas defensivas e sofreu aos 17 minutos do primeiro tempo o gol de Ernando, que acertou um chute de primeira após cruzamento de William. Os donos da casa sentiram o golpe e demoraram um pouco até voltarem ao jogo.

Na segunda etapa, o Flamengo conseguiu pressionar os gaúchos, mais na base da vontade do que na técnica, criou boas oportunidades, mas finalizou mal e não conseguiu balançar as redes.

Com o resultado, após 31 rodadas disputadas no Campeonato Brasileiro, o Inter subiu para a sétima colocação, com 47 pontos, dois pontos a menos do que o quarto colocado Santos. Enquanto isso, o Flamengo caiu para a nona posição, com 44 pontos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

No próximo sábado, o Colorado vai receber o Joinville, no Beira-Rio. No domingo, o Rubro-Negro vai visitar o líder Corinthians, na Arena de Itaquera.

O jogo

Diante de sua torcida e em busca da reabilitação, o Flamengo assumiu a iniciativa do confronto logo no início. Melhor em campo, o rubro-negro dominava a posse de bola e explorava muito os avanços de Pará pela direita. O Inter procurou segurar a pressão inicial.

Com um minuto de bola rolando, Jorge avançou pela esquerda e serviu Guerrero. O atacante escorou e Emerson Sheik arriscou o chute, mas ele saiu fraco.

O Flamengo teve mais um lance de perigo aos seis. Pará recebeu na direita e rolou para Alan Patrick. O meia fez ótima enfiada para o lateral, que foi ao fundo e cruzou para trás. A bola rebateu na defesa e voltou para Guerrero na frente da pequena área, mas bateu na mão do atacante e a infração foi marcada.

Se a defesa do Inter dava espaços para as penetrações do adversário, a do Fla não ficava devendo, e na primeira investida gaúcha aos 17, saiu gol. Valdívia arrancou pelo meio e abriu para William na direita. O lateral levantou na área, Lisandro não alcançou de cabeça e a bola sobrou do outro lado para Ernando emendar de primeira e superar Paulo Victor com um chute cruzado.

O gol abalou o Flamengo e expôs mais uma vez a fragilidade defensiva da equipe. Já o Inter se organizou melhor em campo e equilibrou o jogo, que estava longe de encantar as torcidas pelo nível técnico.

O rubro-negro só voltou a ameaçar seriamente a meta de Alisson aos 28. Tabela rápida do ataque pelo meio e Everton tocou de primeira para Guerrero na direita da área. O peruano encheu o pé e a bola explodiu na trave do Inter. O Inter respondeu com Lisandro López, que recebeu lançamento de Paulão e arriscou o chute, mas mandou para fora.

Aos 31, Emerson abriu para Pará na direita, ele foi até a linha de fundo e levantou na área. Guerrero acertou a cabeçada, mas a bola foi no meio do gol e Alisson fez a defesa.

No intervalo, Oswaldo de Oliveira decidiu mexer na equipe e sacou Everton para a entrada de Paulinho. A mudança deu pelo menos mais espírito de luta à equipe, que começou a segunda etapa buscando o empate.

Aos seis minutos, Jorge fez bela jogada pela ponta esquerda e sofreu falta, mas a bola sobrou para Alan Patrick e o meia tentou o chute. A bola bateu na zaga e sobrou para Guerrero na meia lua. O atacante virou e bateu rastaeiro no canto direito, mas a bola saiu pela linha de fundo, rente ao poste.

Aos 11, novo lance de muito perigo do ataque do Flamengo. Jorge cobrou lateral na área e a bola chegou para Guerrero, que tocou para trás para Alan Patrick que entrava em velocidade. De frente para o gol, o meia chutou meio truncado pela zaga e a bola foi para fora.

O Inter tentou chegar ao gol aos 17 e após boa tabela pelo lado esquerdo, passe para Valdívia no meio, o meia não alcançou e a bola sobrou para Nilton soltar um balaço que passou rente ao travessão de Paulo Victor.

Aos 31, o Flamengo roubou a bola no grande círculo e Gabriel partiu em velocidade pelo meio. O meia enfiou para Guerrero na esquerda da área e o peruano bateu cruzado pelo chão e obrigou Alisson a trabalhar para salvar o empate.

O Inter respondeu na sequência do lance e avançou em velocidade pelo meio. Num bate rebate, a defesa falhou e Lisandro López teve a chance mas mandou para fora. Aos 35, escanteio pela esquerda para o Flamengo. Gabriel levantou na área e Jorge acertou boa cabeçada que tirou tinta da trave direita de Alisson.

O jogo, que já não era bom, ficou mais picado em seus momentos finais, sem que nenhuma das duas equipes chegasse perto de marcar. O Flamengo insistiu, mas sem organização ou competência para encontrar o caminho do gol.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 0 X 1 INTERNACIONAL

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 18 de outubro de 2015 (Domingo)
Horário: 16h(de Brasília)
Renda: R$ 999.707,50
Público: 24.599 pagantes (28.786 presentes)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-SC)
Assistentes: Kléber Lúcio Gil (Fifa-SC) e Bruno Boschilia (Fifa-PR)
Cartões amarelos: Paulão, Réver (Inter)
Gol: INTERNACIONAL: Ernando, aos 17 min do 1º tempo

FLAMENGO: Paulo Victor, Pará, César Martins, Samir e Jorge; Márcio Araújo, Héctor Canteros (Kayke), Alan Patrick e Everton (Paulinho); Emerson Sheik (Gabriel) e Paolo Guerrero. Técnico: Oswaldo de Oliveira

INTERNACIONAL: Alisson; William, Paulão, Réver e Ernando; Rodrigo Dourado, Nilton (Wellington), Anderson (Vitinho) e Alex (D’Alessandro); Valdívia e Lisandro López. Técnico: Argel Fucks


ESPN Brasil