Arquivo da tag: confirma

Aesa não confirma chegada das águas da Transposição a Boqueirão

boqueirãoO presidente da Agência Executiva das águas, João Fernandes, não confirmou em entrevista à imprensa nesta segunda-feira (10), a chegada das águas da Transposição do Rio São Francisco no açude Epitácio Pessoa o ‘Boqueirão’. A informação tinha sido dada pelo Ministério da Integração Nacional e vários políticos paraibanos, inclusive integrantes do Governo do Estado.

“Pode ser que chegue na quarta-feira, ou pode ser que não”, disse João Fernandes ao demostrar apreensão com a chegada das águas. Técnicos da Aesa registraram na última terça-feira (4) um aumento significativo na vazão da água do rio São Francisco na divisa entre Paraíba e Pernambuco no Cariri paraibano. A medição foi feita no Portal das Águas, no município de Monteiro, onde foram registrados 7.450 litros por segundo. Na semana passada entravam na Paraíba cerca de 3 mil litros por segundo.

O monitoramento da vazão liberada pelo Ministério da Integração Nacional é feito diariamente pelo Governo do Estado. Técnicos da Aesa também acompanham o deslocamento da água no rio Paraíba. “Acima de sete metros cúbicos por segundo nós já temos um volume muito bom, mas a nossa expectativa, baseado nas conversas que tivemos com os técnicos do Governo Federal, é de que a vazão aumente ainda mais”, informou o presidente da Aesa, João Fernandes da Silva.

PB Agora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Ex-diretor da Odebrecht confirma ao TSE que Temer pediu apoio financeiro às campanhas do PMDB

claudiomelloO ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho confirmou em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na noite desta segunda-feira, que participou de um jantar com o presidente Michel Temer, em 2014, no qual o peemedebista pediu apoio financeiro às campanhas do partido nas eleições daquele ano.

Em sua oitiva, que durou cerca de 40 minutos, o ex-executivo disse que o encontro ocorreu no Palácio do Jaburu, quando Temer concorria à reeleição como vice-presidente na chapa da persista Dilma Rousseff. Além dele e de Temer, participaram o então presidente da empreiteira, Marcelo Odebrecht, o ministro Eliseu Padilha, entre outros peemedebistas.

Melo Filho confirmou o conteúdo da delação premiada que fez à Justiça em dezembro do ano passado, no âmbito da Operação Lava-Jato. “Eu participei de um jantar no Jaburu juntamente com Marcelo Odebrecht, Michel Temer e Eliseu Padilha, atual ministro da Casa Civil. Michel Temer solicitou, direta e pessoalmente para Marcelo, apoio financeiro para as campanhas do PMDB em 2014”, afirmou o ex-executivo na delação. Ontem, ao depor, Melo Filho reforçou que Temer usou a expressão “apoio financeiro”e que não foi definido diretamente com ele quanto seria repassado.

Na semana passada, em depoimento ao TSE, Marcelo Odebrecht disse que doou ao PMDB, após o jantar com Temer, R$ 10 milhões. Na oitiva, Marcelo chamou Temer de “um dos caciques do PMDB” e contou que a doação foi feita para atender ao seu “grupo político” e não, necessariamente, à campanha presidencial. Na campanha de 2014, o PMDB recebeu oficialmente R$ 11,3 milhões da Odebrecht e da Braskem, braço petroquímico da construtora.

Palácio do Jaburu, local onde teria ocorrido um jantar com Temer em 2014 – Divulgação / Palácio do Planalto

Assim como o depoimento de Marcelo, as declarações de Melo Filho foram recebidas com alívio pelo Palácio do Planalto. Temer esperava que Melo Filho não avançasse em informações novas sobre o jantar e sobre doações eleitorais ao PMDB, o que se confirmou no depoimento da noite de ontem.

Mais dois ex-executivos da Odebrecht prestaram depoimento ontem no processo do TSE que pede a cassação da chapa de Dilma-Temer. Primeiro, foi a a vez de Hilberto Mascarenhas Alves da Silva Filho, apontado como o líder do departamento de propina da empreiteira. Em seguida, o relator do caso, ministro Herman Benjamin, ouviu o depoimento de Alexandrino Alencar, ex-diretor da empresa que seria ligado ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva.
O Globo

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Prefeitura de Volta Redonda recua e confirma semifinal entre Fla e Vasco

Júlio César Guimarães/UOL
Júlio César Guimarães/UOL

A prefeitura de Volta Redonda recuou e garantiu a realização do clássico entre Flamengo e Vasco, sábado (25), às 17h (de Brasília), no estádio Raulino de Oliveira. A partida – válida pela semifinal da Taça Guanabara – dependia das garantias de segurança (Polícia Militar) e operacionais (Ferj – Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) para que fosse autorizada pela administração municipal.

Menos de uma hora depois de divulgar uma nota na qual afirmava não ter condições de receber a partida, o prefeito Samuca Silva tomou conhecimento das medidas debatidas em audiência realizada nesta quarta-feira (22) no Fórum Central do Rio de Janeiro. Ele conversou com o presidente da Ferj, Rubens Lopes, e autorizou a semifinal.

“Fomos pegos de surpresa, mas recebemos a informação de que virá um contingente policial da capital, além do contingente daqui. É preciso ter responsabilidade e atenção com o torcedor. Não tínhamos a garantia da segurança no começo. Mas isso mudou. Estou aqui para ser parceiro de Flamengo e Vasco. Acho que as forças de segurança estarão atentas”, disse à ESPN.

Mais cedo, o juiz Guilherme Schilling Pollo Duarte, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos, suspendeu provisoriamente a decisão que determinava clássicos com torcida única no Rio de Janeiro. O encontro contou com a presença de representantes dos quatro grandes clubes, do Ministério Público, da Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro), da Polícia Militar e do Procurador-Geral do Estado, Leonardo Espindola.

Os clubes pediram uma espécie de voto de confiança contra a medida da torcida única e firmaram pacto de colaboração pela paz nos estádios. Por conta do Carnaval, o Gepe (Grupamento Especial de Policiamento em Estádios) e a PM não garantiram a segurança para o Engenhão e solicitaram a transferência para Volta Redonda.

O Ministério Público do Rio de Janeiro havia pedido que todos os clássicos do estado fossem disputados com torcida única. A solicitação partiu depois da morte do botafoguense Diego Silva dos Santos, de 28 anos, assassinado com golpes de espeto de churrasco antes do último Flamengo e Botafogo, realizado em 12 de fevereiro, no Engenhão.

Desde o início, os clubes se posicionaram contra o pedido e o aval do juiz. Flamengo e Vasco se uniram nos bastidores e se recusaram a jogar a semifinal da Taça Guanabara com torcida única. Foi aí que o movimento para o pedido de reconsideração tomou corpo e contou com a adesão da Ferj, além dos demais clubes. Em paralelo, correm tentativas de cassação da liminar deferida.

Apesar de tudo, a transferência para Volta Redonda não agradou ao presidente do Vasco, Eurico Miranda, que detonou a Polícia Militar e tirou a responsabilidade do Cruzmaltino no clássico.

“A liminar foi suspensa de forma provisória, mas o Vasco se isenta sobre isso. A polícia diz que não pode dar segurança. Está clara a falência da segurança pública. Estou descontente com a constatação de que a PM não tem condição de dar segurança em uma partida de futebol. Abstrai qualquer problema de violência externa. Isso precisa ser tratado. Quando a polícia vem e diz que não tem condição de dar segurança porque tem carnaval, futebol de praia… Por isso que andamos assim no Rio, sem relógio. O Vasco se isenta disso”, afirmou.

Com o panorama resolvido – mesmo que momentaneamente e depois de muita confusão – Flamengo e Vasco têm uma responsabilidade considerável nas mãos e mais um compromisso decisivo pela frente na histórica rivalidade.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Presidente Michel Temer confirma visita à Paraíba para inaugurar a transposição do São Francisco

temerO presidente Michel Temer (PMDB) vai visitar à Paraíba no próximo dia 6 março, quando participa da chegada das águas da Transposição do Rio São Francisco ao município de Monteiro. Conforme reportagem publicada no ‘Estadão’, Temer já confirmou presença na inauguração ao ministro da Integração, Hélder Barbalho.

Com a popularidade em queda, o presidente busca na inauguração a simpatia dos paraibanos.

Apenas 10,3% dos brasileiros aprovam o governo de Temer, contra 14,6% em outubro, e 44,1% consideram-no ruim, ou péssimo (contra 36,7% na pesquisa anterior), revelou nesta quarta-feira uma pesquisa do Instituto MDA para a Confederação Nacional dos Transportes (CNT).

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Ministério confirma 42 mortes por febre amarela no país em 2017

Mosquito sucking blood from people.O Ministério da Saúde atualizou os dados sobre a febre amarela no país em 2017. De 107 mortes suspeitas notificadas, 42 estão confirmadas. Os casos notificados são 555, com 87 confirmados. Eles ocorreram em Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia, São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul. Os seis casos suspeitos do Distrito Federal foram descartados.

O ministério da saúde avalia que o mais importante, agora, é a vacinação. Mas o aumento do número de casos gerou muitas dúvidas.

O vilão da febre amarela silvestre, o Haemagogus, vive nas matas e é o principal transmissor da doença. Além dele, outro mosquito, o Sabethes, também transmite no meio rural.

O Haemagogus tem por hábito picar tanto os macacos quanto os humanos durante o dia. A fêmea costuma depositar os ovos em ocos de árvores que tenham acúmulo de água. Da mesma forma que o Aedes aegypti, é a fêmea que transmite a doença.

Os vizinhos de um posto de saúde, em Belo Horizonte, estão bem longe da área do surto. Mas, está dando fila todo dia para tomar vacina.

“A preocupação da gente, de mãe, normalmente é qual reações mesmo que a criança pode vir a ter”, diz a administradora de empresas Paula Paranhos.

“As reações da vacina de febre amarela são extremamente raras. Temos relatos de um caso para cada 400 mil doses aplicadas. É extremamente raro e geralmente acontece em alguém que tem algum tipo de deficiência imunológica”, explica Olindo Assis Martins Filho, pesquisador da Fiocruz/MG.

Adultos que perderam o cartão de vacinação ou não sabem se tomaram as duas doses recomendadas pelo Ministério da Saúde também estão em dúvida.

“Se você tomar uma terceira dose tem algum efeito colateral dessa vacina”, pergunta a advogada Lilian Muschioni.

“Você acha que você já tomou por exemplo 2 ou 3 doses ao longo da vida, mas não tem certeza, não tem o cartão. Na dúvida você deve por cautela se revacinar se você for residente na região onde ocorre o surto ou se for viajar para essas regiões”, explica o pesquisador.

A recomendação número um é manter sempre o cartão de vacinação atualizado. Duas doses da vacina da febre amarela são suficientes para imunizar por toda a vida. Apesar de ser considerada uma das vacinas mais seguras do mundo, há que se ter atenção com as contraindicações.

Como a vacina é fabricada com partes do vírus ela não é indicada para mulheres em fase de aleitamento, transplantados e pessoas em tratamento contra o câncer. Pessoas que têm alergia a ovo também não podem ser vacinadas.

Gestantes devem procurar orientação médica, assim como idosos que ainda não receberam nenhuma dose da vacina.

Doadores de sangue que tomarem a vacina só podem fazer doação após quatro semanas. E é importante lembrar que a vacina passa a ter efeito dez dias depois de aplicada.

A febre amarela é uma doença grave e contra ela a melhor prevenção é a vacina.

“Não há necessidade nenhuma de pânico em pensar que vai faltar dose. Não, não vai faltar dose. O Brasil é o principal produtor mundial da vacina contra a febre amarela. Nós temos suficiente para vacinar toda a população do país. Inclusive, somos exportadores da vacina para a América Latina e para a África”, diz Olindo.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

FPF confirma início do Paraibano 2017, mas liberação de estádios ainda é empecilho

amadeuO presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Amadeu Rodrigues, afirmou que o início do Campeonato Paraibano de 2017 já tem data confirmada. De acordo com o dirigente, a competição terá início já no dia 8 de janeiro, porém, alguns ajustes em relação a liberação de estádios ainda precisam ser feitos e o diálogo a esse respeito vem sendo estabelecido com o procurado Valberto Lira

De acordo com Amadeu Rodrigues, administrativamente está tudo pronto para dar início ao Paraibano, mas a FPF segue trabalhando em busca de obter a liberação dos estádios para a realização dos jogos. “Estamos trabalhando nisso há cerca de quatro meses. Estou conversando com o doutor Valberto para tentarmos, antes do final do ano, termos todos os estádios liberados, pois a previsão para o início do campeonato é para o dia 8 de janeiro”, relatou Amadeu.

O presidente da FPF declarou que os estádios precisam e melhorias e que, inclusive, algumas já vêm sendo feitas e o objetivo é fazer com que a liberação para a realização de jogos nesses estádios ocorra antes do início da competição. “Desejamos que antes do início do campeonato a gente consiga essa liberação, até para que o torcedor saiba onde serão os jogos do seu clube”, argumentou Amadeu. Ele acrescentou que ainda esta semana irá conversar com o procurador Valberto Lira e com secretários do estado e das prefeituras a respeito das obras de melhorias nos estádios.

PB Agora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Comandante confirma redução de 32% no número de assassinatos pelo quinto ano consecutivo na PB

euller-chavesO coronel Euller Chaves, Comandante Geral da Polícia Militar da Paraíba, destacou durante entrevista ao Programa Rádio Verdade do Sistema Arapuan de Comunicação desta quinta-feira (1º),  que a Paraíba conseguiu reduzir o número de assassinatos pelo quinto ano consecutivo. Essa redução, segundo o comandante, é de 32%.

Ele atribuiu esse resultado as constantes investigações, prisões e apreensões de armas e drogas que acontecem todos os dias no Estado. “Estamos muito felizes dentro desse contexto, mas precisamos avançar muito mais”, avaliou Euller Chaves.

“ Com mais essa redução, a Paraíba deixou de ser o segundo Estado mais violente do Nordeste, para ser o segundo menos violento da região e isso eu agradeço a todos esses homens e mulheres que fazem a Polícia Militar e aos investimentos realizados por parte do Governo do Estado” comemorou o comandante da PM.

paraiba.com.br

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Conmebol confirma saída do México e planeja distribuição das três vagas

O anúncio oficial ainda não foi feito, mas a Conmebol já trabalha com a Libertadores 2017 sem os times do México. A entidade sul-americana confirmou a decisão que vinha sendo divulgada por dirigentes de clubes mexicanos e agora planeja a redistribuição das vagas.

Estádio - Tigres x Emelec (Foto: Reprodução / Twitter)Tigres foi um dos três mexicanos a disputar uma final da Libertadores, em 2015 (Foto: Reprodução / Twitter)

Os mexicanos criticaram as mudanças na Libertadores, destacando problemas para conciliar os calendários, além de insatisfação com a redistribuição de vagas. O México seguiria com três times, o Brasil subiria para sete, e a Argentina para seis.

Agora, a tendência é redistribuir essas três vagas do México para os países que não ganharam mais times na última alteração do regulamento. Brasil (duas vagas), Argentina, Chile e Colômbia (uma vaga cada) haviam sido os beneficiados. O martelo sobre este assunto deve ser batido em uma reunião da Conmebol nos dias 29 e 30 de novembro, em Montevidéu.

Na visão da cúpula da Conmebol, a decisão é boa esportivamente, mas ruim comercialmente, já que a competição perde visibilidade em mercados como México e dos Estados Unidos.

Presentes na Libertadores desde 1998, os mexicanos participaram do torneio com 18 clubes diferentes ao longo desses 18 anos. Nunca foram campeões, não tinham direito à vaga no Mundial de Clubes nem com título, mas chegaram a três finais, com o Cruz Azul, em 2001, Chivas, em 2010, e Tigres, 2015.

Globoesporte.com

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Exame de DNA confirma que corpo achado em Bayeux é de Vivianny Crisley

viviannyA Delegacia de Homicídios recebeu na tarde desta segunda-feira (14) o resultado do exame de DNA que confirma que o corpo encontrado em um matagal no município de Bayeux, é da vendedora Vivianny Crisley, de 29 anos. Exames toxicológico e sexológico ainda estão em andamento.

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança do Estado, o exame de DNA foi realizado em um resto de pele encontrado nos pés da vítima, conservado pelas sandálias que ela estava usando, já que o corpo foi queimado, não sendo necessário o uso de material ósseo.

A família já foi informada pelo delegado Reinaldo Nóbrega, responsável pelas investigações. Um suspeito de participar do crime já foi preso pela Polícia Civil e outros dois estão foragidos.

Vivianny desapareceu na noite do dia 20 de outubro, depois de sair de um bar na Zona Sul da Capital. As imagens do circuito de câmeras de segurança mostraram que ela saiu do estabelecimento acompanhada de um grupo de pessoas e que depois disso não teria sido mais vista pela família. O celular de Vivianny foi encontrado na feira livre da cidade Bayeux.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

STF confirma que prisão após decisão em 2ª instância vale para todos os casos

ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO CONTEÚDO
ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO CONTEÚDO

Os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiram que vale para todos os casos do país a decisão da Corte tomada no mês passado, sobre a possibilidade de execução de penas – como a prisão – após a condenação pela Justiça de segundo grau.

O entendimento do STF foi formado em votação concluída na noite desta quinta-feira, 10, no plenário virtual da Corte, que é uma espécie de plataforma online onde os ministros se posicionam, entre outras coisas, sobre a aplicação da repercussão geral em certos casos.

Em outubro, dos 11 ministros que compõem a Corte, seis votaram pela possibilidade de cumprimento da pena antes do esgotamento de todos os recursos. Outros cinco se posicionaram contra a execução da pena antes do chamado trânsito em julgado – fim do processo penal.

Na época, o ministro Marco Aurélio Mello destacou que a Corte estava decidindo sobre a cautelar, não sobre o mérito das ações.

O ministro Teori Zavascki abriu uma votação online para que os ministros se pronunciassem sobre a repercussão geral e a reafirmação da jurisprudência da Corte de permitir a prisão após condenação em segunda instância. Na prática, com a confirmação da decisão do STF, as instâncias inferiores devem seguir o entendimento da Corte.

Na votação realizada no plenário virtual do STF, votaram a favor da reafirmação da jurisprudência do STF os ministros Teori Zavascki, Edson Fachin, Luiz Fux, Gilmar Mendes, Luís Roberto Barroso e a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia. Todos eles já haviam votado a favor da execução antecipada da pena no julgamento realizado em outubro.

À época, os ministros alegaram que a prisão depois do julgamento na segunda instância era importante para combater a morosidade da Justiça, a sensação de impunidade e de impedir que um volume grande de recursos seja utilizado para protelar o início do cumprimento da pena.

Contra a reafirmação da jurisprudência se posicionaram os ministros Dias Toffoli, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski.

A ministra Rosa Weber, que havia se posicionado contra a prisão de réus com condenação em segunda instância, não se manifestou sobre a reafirmação da jurisprudência no plenário virtual da Corte.

Criminalistas reclamam que a decisão do STF fere o princípio da presunção de inocência. Por outro lado, investigadores apontam que caso o STF voltasse atrás no entendimento, operações como a Lava Jato poderiam ficar prejudicadas, já que isso desestimularia condenados que temem a prisão a colaborar com a Justiça.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br