Arquivo da tag: confessa

Mulher se apresenta à polícia e confessa que ateou fogo no marido em CG; vítima morreu

Thayse de Assis Montenegro (foto), de 25 anos, compareceu à Delegacia de Homicídios de Campina Grande nesta tarde de sexta-feira, após a confirmação da morte do seu esposo, o vigilante Tércio Andrade, de 25 anos, que faleceu após o passar quase 15 dias internado na UTI.

Ela confessou que ateou fogo no corpo do companheiro, mas disse em depoimento que sua intenção não era matar.

De acordo com a delegada Nercilia Dantas, ela contou que queria apenas fazer uma “brincadeira” com o companheiro.

Apesar de confessar, ela foi ouvida e liberada, já que de acordo com a Lei, como se ultrapassou o período de flagrante, Thayse só pode ser detida agora por força de um mandado de prisão.

Tércio teve mais de 80% do corpo queimado e acabou não resistindo.

Eles eram casados e moravam no bairro Malvinas. ⠀

Márcio Rangel

 

 

Garoto de 12 anos confessa ter matado menina de 9 em parque

A Polícia Civil confirmou na tarde desta terça-feira, 1, que um garoto de 12 anos confessou ter assassinado a menina Raíssa Eloá Caparelli Dadona, de 9 anos, no último domingo, 29, no Parque Anhanguera (zona norte de SP).

O adolescente morava na mesma rua da vítima e foi apreendido pela polícia após confessar o crime. Segundo o delegado Luiz Eduardo de Aguiar Marturano, titular da 5ª Delegacia da Divisão de Homicídios do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), o garoto relatou o crime aos pais, que decidiram levá-lo à delegacia.

Raíssa Eloá Caparelli Dadona, de 9 anos, morava no bairro do Morro Doce, na zona norte de São Paulo
Raíssa Eloá Caparelli Dadona, de 9 anos, morava no bairro do Morro Doce, na zona norte de São PauloFoto: Reprodução / Estadão Conteúdo

Aos policiais, ele primeiramente afirmou que apenas acompanhava a menina quando um homem de bicicleta chegou e cometeu o crime. Mais tarde, no entanto, ele voltou a relatar o que afirmara aos pais: que havia assassinado a colega.

“Eles saíram da festa no CEU (Centro Educacional Unificado), caminharam até a área de mata, brincaram um pouco, e o menino então começou a agredi-la com as mãos e com um pedaço de pau”, contou o delegado. Em seguida, o adolescente teria “laçado” a menina com uma corda em uma árvore e a enforcado.

De acordo com Marturano, ainda não é possível saber se a causa da morte foi asfixia ou os múltiplos traumas provocados pelas agressões. A confirmação depende dos laudos do Instituto Médico Legal (IML).

Ele relatou ainda que, como a investigação é muito recente, não descarta nenhuma hipótese, inclusive a de participação de um terceiro no crime.

Agora a polícia pretende analisar mais imagens das câmeras da região e ouvir depoimentos de parentes e vizinhos das duas famílias.

Em depoimento, o menino não falou a motivação do crime. “Ele não demonstrou emoção”, relatou o delegado. O menor teve a internação provisória decretada pela Justiça e deve ser encaminhado para a Fundação Casa.

Marturano disse que a mãe de Raíssa havia deixado a menina com o adolescente na fila do pula-pula enquanto foi buscar um alimento para o filho caçula.

A menina morava no bairro do Morro Doce, próximo ao Parque Anhanguera, e fazia acompanhamento para autismo há um ano. Seu corpo foi enterrado nesta segunda no Cemitério Municipal de Perus, na zona norte.

TERRA

 

 

Em vídeo, homem confessa que agrediu idoso: ‘dei dois murros na cara dele’

Preso, um homem identificado como Lealdo Monteiro de Oliveira, de 34 anos, nesta sexta-feira (27), confessou que agrediu um idoso de 80 anos chamado José Barbosa de Lira na tarde da última quinta no mercado púbico do Município de Patos.

De acordo com o agressor, Lealdo, que é servente de pedreiro desempregado, ele tteria sido agredido primeiro por José quando foi pedir dinheiro. “Ele colocou a mão do meu rosto e disse ‘vai para lá’, aí eu fiquei com raiva e bati nele”.

Perguntado quantos socos teria desferido, o homem garantiu que, apesar dos inúmeros ferimentos apresentados pelos idosos, foram apenas dois socos. Ele ainda garantiu que havia se arrependido do que fez.

Assista:

Lealdo confessa crime

A filha da vítima, Socorro Lucena, postou em suas redes sociais: “Meu pai, à tardinha foi ao mercado público (mora muito próximo) fazer umas compras e um cara pediu dinheiro pra ele. Papai não deu o dinheiro que o referido pediu, não deu outra, bateu em papai. Se não fosse uns senhores defende-lo, teria morrido de tanto apanhar. Estamos no Hospital de Patos, o nariz dele está sangrando, pressão altíssima e o olho inchado e roxo das pancadas”.

O relato da professora repercutiu bastante diante da covardia e do ato criminoso praticado em pleno centro da cidade de Patos. Ainda não se sabe, mas, provavelmente, o agressor pode ser um dos viciados em drogas que circulam o mercado público.

Socorro Lucena não deixou claro em sua postagem se o caso foi levado à Delegacia de Polícia Civil para que os fatos sejam apurados e que se localize o agressor.

Reprodução/Redes sociais

PatosOnline

 

 

Filho da deputada confessa assassinato e admite ter dado seis tiros no pai

Filho da deputada Flordelis (PSD), Flávio dos Santos, de 38 anos, admitiu ter matado a tiros o pai, o pastor Anderson do Carmo de Souza. Em depoimento à Polícia Civil nesta quinta-feira (20), ele afirmou ter disparado seis vezes – laudo do IML mostrou que a vítima tinha 30 perfurações no corpo.

Flávio dos Santos disse ainda que seu irmão mais novo – Lucas dos Santos, de 18 anos – teria ajudado a comprar a arma usada no crime. A motivação do assassinato e outras circunstâncias do crime ainda são apuradas pela Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG).

Nesta quinta-feira (20), a Justiça do Rio de Janeiro aceitou o pedido da Polícia Civil e determinou a prisão temporária de Lucas e Flávio. O pedido foi feito ao Judiciário após os investigadores realizarem uma acareação entre Flávio e Lucas.

Anteriormente, a Polícia Civil informou que Flávio dos Santos teria confirmado apenas que planejou a morte. No entanto, a equipe de reportagem da TV Globo confirmou que ele assumiu ter feito seis disparos. Ainda não está claro se os outros tiros foram disparados pelo irmão.

Lucas e Flávio já estavam detidos desde segunda-feira (17), porque tinham mandados de prisão pendentes por outros crimes. O pedido de prisão temporária, por homicídio qualificado.

Latrocínio é descartado

A polícia descartou hipótese de latrocínio – roubo seguido de morte – no caso do assassinato do pastor. Segundo a polícia, as imagens das câmeras de segurança da casa do pastor não mostram nenhum suspeito entrando ou saindo.

Na tarde desta quarta-feira (19), Flávio, que é filho biológico de Flordelos, prestou novo depoimento na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo.

Agentes encontraram, na noite anterior, uma pistola em cima de um armário no quarto onde ele dormia. Para a polícia, a arma foi usada no crime.

G1

 

Pai confessa estupro da própria filha de dez anos e diz que dopava menina, diz polícia

Foto: diariodobrejo.com

O homem de 32 anos confessou que estuprava a filha de 10 anos em Araruna, no Brejo da Paraíba. Em depoimento, o homem informou que em algumas ocasiões chegou a dopar a menina para cometer os abusos. Como os dois moravam sozinhos, ele trancava as portas de casa para que ninguém chegasse de surpresa e flagrasse o crime.

O pai da criança foi preso no domingo (6) horas depois de ser denunciado pela madrinha da menina sob suspeita de praticar atos sexuais com a própria filha. De acordo com a Polícia Militar, o crime foi descoberto após a menina contar os episódios de abuso à madrinha. A mulher, que já estava desconfiando do comportamento da afilhada, resolveu prestar queixa na delegacia.

A confissão foi feita durante depoimento ao delegado da Polícia Civil de Solânea, Diógenes Fernandes ainda no domingo. Segundo o escrivão que acompanhou o depoimento, o homem revelou que praticava sexo anal e oral com a filha. Os exames feitos pela criança na unidade de pronto atendimento em Araruna confirmaram a versão do homem, uma vez que apontaram que a vagina da menina estava intacta.

Após ser ouvido pelo delegado, o pai da criança foi autuado pelo crime de estupro de vulnerável e, se condenado, pode pegar uma pena de até 15 anos de prisão. Ele segue detido na manhã desta segunda-feira (7) na cadeia pública de Araruna.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Homem agride ex, mas atual companheiro defende esposa e confessa que já foi traído por ela; vídeo

Um homem agrediu ex-companheira na Ilha do Bispo na noite desta segunda-feira (21). O atual companheiro dela tomou as dores e partiu pra cima do ex. De acordo com ele, o ex-companheiro da sua esposa tentou agredi-lo com um facão.

No meio da conversa com o repórter Victor Freitas, para a TV Arapuan, os envolvidos deixaram escapar que houve uma traição, mas o casal se ama e se beijou na Central de Polícia.


Yves Feitosa/Victor Freitas

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Cunhado confessa assassinato de sobrinha-neta de Sarney

marianaO empresário Lucas Porto, 37 anos, confessou ter assassinado a sobrinha-neta do ex-presidente da República José Sarney, Mariana Costa, de 33 anos.

A informação foi revelada nesta quarta-feira (16), pelo secretário estadual de Segurança do Maranhão, Jefferson Portela, em entrevista coletiva a imprensa e divulgadas pelo jornal O Estado de S.Paulo.

De acordo com o secretário, Lucas Porto confessou possuir “uma atração muito forte” por Mariana e que ao voltar ao apartamento da vítima no último domingo (13), viu a publicitária despida, e tentou consumar o seu desejo, porém acabou havendo recusa da própria, “ocorrendo a luta corporal, que resultou na morte” da sobrinha-neta do ex-presidente.

Segundo a publicação, a confissão de Lucas Porto foi feita na noite de terça-feira (15), após a divulgação, pela imprensa, dos vídeos que apontam o empresário na cena do crime.

O cunhado da vítima, ainda revelou que nunca teve nenhum relacionamento sexual com Mariana, antes do ocorrido e que esta teria sido sua primeira tentativa de saciar o seu desejo.

Ainda nesta quarta-feira (16), parentes da vítima serão ouvidas pela Polícia Civil. O secretário de Segurança informa que ainda aguarda o resultado do exame para saber se houve estupro. A expectativa da conclusão do teste forense é de até 15 dias.

R7

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Paraibano confessa ter executado família na Espanha, diz agência de notícias

sobrinhoO paraibano François Patrick Nogueira Gouveia confessou nesta sexta-feira (21) à Guarda Civil espanhola que foi o responsável pelo assassinato de seus tios e os dois filhos deles, duas crianças de 4 e 1 anos, em uma casa do município de Pioz, na província de Guadalajara (centro).

Assim disseram à agência EFE fontes da investigação, que acrescentaram que o jovem, de 20 anos, não apresentou muitos detalhes, à espera da declaração que prestará perante um juiz de Guadalajara.

Patrick chegou na quarta-feira a Madri após se entregar voluntariamente depois de conversas que os investigadores da Guarda Civil mantiveram durante vários dias com a família de Patrick no Brasil.

Os corpos do casal Gouveia (esquartejados) e os das duas crianças foram achados em uma casa em setembro depois que um vizinho alertou sobre o mal cheiro perto da casa da família, o que fez suspeitar que teria sido assassinada semanas antes.

Os parentes do jovem se convenceram de que o suspeito tinha que se apresentar à Justiça na Espanha, porque, além disso, a Guarda Civil tem vários indícios que apontam para o jovem.

Tudo parece indicar que na decisão do jovem de se entregar às forças de segurança espanholas pesou muito a convicção de que na Espanha o suposto autor teria um julgamento mais objetivo e uma detenção diferente da qual teria nas prisões brasileiras, segundo as fontes.

Por sua vez, a Promotoria de Guadalajara pedirá a prisão provisória de François Patrick.

Assim afirmou à Efe a promotora-chefe de Guadalajara, Dolores Guiard, que justificou esse pedido de prisão provisório “pela gravidade dos fatos e a ausência de firmeza no país” para assegurar assim sua permanência na Espanha.

Sobre as possíveis penas, a promotora-chefe disse que o Código Penal estabelece que os assassinatos de crianças menores de 16 anos são penalizados com prisão perpétua que pode ser revisada depois de um tempo.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Após forjar sequestro, mãe confessa que afogou e esquartejou bebê na BA

A babá Renata Cerqueira, que denunciou no sábado (20) o sequestro do filho, em Porto Seguro, no extremo sul da Bahia, confessou à polícia que afogou e esquartejou o bebê de dois meses. Ela foi presa na segunda-feira (22), horas depois de ele ter sido achado dentro de uma panela de pressão, na casa dela.

Inicialmente, a mãe falou em depoimento que a criança morreu afogada em uma banheira. Depois, ela mudou a versão e confessou à policia ter cometido o crime. Renata diz ter matado o filho na tarde de sábado (20), quando afogou em um vaso sanitário e dividiu o corpo da criança em partes.

Criança foi vista sendo levada por mulher  (Foto: Arquivo pessoal)Criança que foi morta pela mãe na Bahia
(Foto: Arquivo pessoal)

Segundo a titular da 23ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), Valéria Chaves, a babá disse que matou o próprio filho porque se sentia cansada de ter que criar a criança sozinha, sem a presença do pai.

“Ela alega que estava muito cansada, porque ela já era babá e tinha a criança. Segundo ela, o pai do bebê não ajudava ela em nada e ainda a pressionava para morar com ele. Ela não queria e ele a impedia de ter outra relação. Por esse motivo ela resolveu matar a criança”, afirma Valéria.

Segundo a polícia, Renata conta que, após matar o filho, escondeu partes do corpo em uma panela de pressão e outra em uma sacola plástica, guardada no quarto da mãe que mora com ela. Depois, ela decidiu forjar o sequestro ao contar à polícia sobre o sumiço do bebê.

A polícia chegou a fazer buscas e ouviu testemunhas que disseram ter visto uma mulher saindo da casa no dia do crime. “Pode ter sido uma mulher que passou e ela utilizou isso como um álibi para ela”, diz a coordernadora.

Ainda segundo o depoimento, na tarde de segunda-feira, Renata esperou que a mãe saísse de casa, para participar do protesto contra o suposto sumiço do menor, para colocar a panela de pressão com partes do corpo da criança na cozinha.

A mãe do bebê também foi à manifestação e, quando retornaram, a avó da criança percebeu o mau cheiro que vinha da panela, com o corpo em estado de decomposição. A polícia foi acionada e fez buscas na casa pela outra parte do corpo da criança, que acabou encontrada no quarto da avó.

O corpo do bebê foi enterrado no Cemitério Pousada Eterna, no Centro de Porto Seguro, no final da manhã desta terça-feira (23).

Renata responderá pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver e falsa comunicação de crime, porque relatou o falso sequestro. A polícia não informou o local que ela está detida, mas disse que segue à disposição da Justiça.

Sequestro
Segundo a Polícia Civil, quando denunciou o suposto sequestro do filho, ela contou que a criança estava na sala de casa, dormindo em um carrinho, quando foi levada. Testemunhas informaram à polícia que uma mulher saiu da casa com a criança e fugiu do local em um carro.

Segundo o delegado plantonista Wendel Ferreira, ela contou que estaria nos fundos da casa, lavando roupas, e por conta do barulho do som na casa dos vizinhos, só percebeu o crime quando a avó do bebê chegou na casa e procurou a criança. A criança morava com a mãe. O pai do bebê mora em outro local e já foi ouvido pela polícia, que descartou a participação dele no crime.

Bebê de três meses foi sequestrado dentro de casa na Bahia (Foto: Arquivo pessoal)Bebê de dois meses que foi morto pela mãe em Porto Seguro, no extremo sul da Bahia (Foto: Arquivo pessoal)
G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Agricultor é preso acusado de estuprar menina de 12 anos e confessa o crime

plantão policialUm agricultor foi preso nessa segunda-feira (25), no Sítio Mufumbo, zona rural do município de Belém, acusado de estuprar uma menina de apenas 12 anos de idade. A polícia foi acionada pelo Conselho Tutelar que fez a denúncia do caso. O homem, que seria padrasto da garota, confessou que estava mantendo relações sexuais com ela havia sete meses.

Após solicitação do conselho tutelar da cidade de Belém a guarnição da Polícia Miliar compareceu na localidade para averiguar a denúncia de estupro. Chegando ao local foi constatada a veracidade do fato e o acusado confessou o crime

O acusado e a vítima foram conduzidos para a Delegacia de Polícia de Solânea, na presença do Conselho Tutelar para que as providências fossem tomadas. Uma espingarda ‘soca-soca’ foi encontrada com o acusado e apreendida.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Focando a Notícia