Arquivo da tag: Comunitária

4º BPM realiza Curso de Polícia Comunitária para militares e civis

O 4° BPM (Batalhão de Polícia Militar) deu início nesta segunda-feira (8), a mais um Curso Nacional de Promotor de Polícia Comunitária (CNPPC 2019), que faz parte do calendário anual de ensino do Centro de Educação da Polícia Militar da Paraíba. Trinta alunos estão participando do curso, incluindo policiais militares do próprio Batalhão, líderes comunitários, conselheiros tutelares, membros da comunidade religiosa e outros segmentos sociais.

O curso visa qualificar policiais militares e membros da comunidade para o estreitamento de laços entre a Polícia Militar e a sociedade, numa política de segurança pública voltada à participação da comunidade na promoção de segurança e cidadania. O curso está sendo coordenado pelo Nufap (Núcleo de Formação e Aprimoramento Profissional) do 4°BPM, que tem à frente o Ten Ícaro.

Dentro dos preceitos da Polícia Comunitária, é estabelecida uma cooperação entre o policial e o cidadão comum e entre o Estado e a população, para a construção de uma relação onde serão fomentadas questões envolvendo a obrigação do Estado de promover a segurança pública e a conscientização do cidadão sobre seu papel e responsabilidade neste processo.

O curso será encerrado na próxima sexta-feira (12), após a realização de uma avaliação com os participantes. Os concluintes receberão certificados emitidos pela Polícia Militar da Paraíba em parceria com a Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública), órgão do Ministério da Justiça.

Assessoria 4º BPM

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Vereadores de Mataraca aprovam lei que proíbe rádio comunitária transmitir sessão da câmara municipal

Mataraca-PBOs Vereadores da Câmara Municipal do Município de Mataraca/PB, localizada na microrregião do Litoral Norte do Estado, aprovaram ontem quarta-feira (14), em sessão ordinária, lei que proíbe a transmissão, filmagem ou gravação das sessões da Casa. Essa lei está causando muita revolta nos meios de comunicação local, principalmente a Direção da Rádio Comunitária Jardim Planalto 104,9 FM, a qual transmitia e gravava as Sessões.

A lei foi aprovada por 4 a 0, pelos Vereadores: Paulo da Mariana (vice-presidente), Simone (Secretária), Jurandir e Aldivan, e Presidida pelo Vereador Dimas. “Estamos sendo prejudicados com as transmissões indevidas dos cidadãos que fazem parte da Rádio Comunitária de Mataraca”. Disse o Presidente da Câmara.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A partir de agora só é permitido a gravação individual com o consentimento do Vereador que conceder entrevista.

 

PortalMidia

Radialistas são agredidos dentro de rádio comunitária na PB

 

Josa
Josa

Os radialistas Professor Josa e Natan Oliveira, que comandam a apresentação do programa oficial da Câmara Municipal de Mari foram agredidos na tarde da última quinta-feira (02) dentro da emissora comunitária Araçá FM. “Assim que terminamos o programa fomos surpreendidos por um policial militar reformado, conhecido na cidade por Ota, que ao cumprimentá-lo fui esmurrado na altura do peitoral e xingado com palavras de baixo calão. O senhor Ota estava sob efeito alcoólico”, declarou professor Josa, âncora do programa.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Ao perguntar o motivo da agressão do senhor Ota ao professor Josa, fui esmurrado por ele também. Ele parecia ter sido mandado para fazer aquele tipo de procedimento agressivo a duas pessoas que estava em seu trabalho e que nada disse com ele”, revelou Natan Oliveira. Durante o programa foi entrevista do o vereador Nado do Ônibus (DEM), que acompanhou tudo. “Tudo foi acompanhado de perto pelo vereador Nado do Ônibus, que participou do programa conosco e é uma das testemunhas do caso”, disse professor Josa, que, ao lado de Natan Oliveira, lavrou um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) na delegacia.

Natan
Natan

“Fizemos um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) na delegacia, ao lado do nosso repórter Natan Oliveira. Esperamos que a justiça seja feita. Queremos que Ota explique os motivos de ter chegado durante o programa, ficado no estúdio 2, da sonoplastia e logo ao término ter vindo me agredir. Fizemos também um termo de ocorrência na Companhia de Polícia Militar de Sapé, já que ele, apesar de ser reformado da polícia militar da PB, ainda está sob suas regras e leis e a corregedoria da polícia deve apurar o caso”, destacou Professor Josa.

Durante toda a agressão sofrida pelos radialistas dentro e fora da emissora, dois adolescentes cuidavam da rádio, a recepcionista e o sonoplasta do horário, que ficaram apavorados e com medo. “Somos da paz e defendemos a justiça com dignidade. Não aceitamos esse tipo de procedimento. Se não tomarmos as providências cabíveis agora, amanhã não saberemos o que poderá acontecer conosco ou com alguém. Qualquer agressão que venha a ocorrer comigo e Natan, será debitado à culpa para esse senhor”, ressaltou Natan Oliveira

 

 

Assessoria

PM apreende 400 títulos eleitorais e lista de documentos em casa de líder comunitária na PB

materialA Polícia Militar apreendeu cerca de quatrocentos títulos eleitorais dentro da casa da presidente da associação do bairro Jardim Manguinhos, na cidade de Cabedelo, na Grande João Pessoa, na manhã deste domingo (26). Cópias de documentos pessoais e pássaros silvestres também foram apreendidos na casa da líder comunitária do bairro. Maria Feitosa foi detida para averiguação.

Segundo a tenente Viviane Vieira, da 6ª Companhia Independente, a Polícia Militar recebeu a informação sobre a existência de recolhimento de títulos eleitorais para fins de possíveis compra de votos e policiais foram averiguar a informação.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Fizemos um relatório e solicitamos a justiça um mandado de busca e apreensão. Quando fizemos a inspeção na casa da senhora, encontramos 400 títulos eleitorais, além de cópias de documentos e pássaros silvestres sendo criados de forma irregular”, afirmou a tenente.

Conforme Arthur Nóbrega, advogado de defesa da líder comunitária, foram encontrados pouco material de campanha na casa e os documentos são para confeccionar currículos para encaminhar os moradores para o mercado de trabalho. Ele negou que o títulos eram para fins eleitorais.

Material de campanha de um dos candidatos a governo do estado também foi encontrado no imóvel. De acordo com a oficial, o material foi levado para a sede da Polícia Federal em Cabedelo, juntamente com a líder comunitária.

 

portalcorreio

Associação que detém a concessão da Rádio Comunitária de Belém emite nota esclarecedora

radio-de-belémQueremos deixar claro, que não estamos em pé de guerra com ninguém e nem queremos ser donos de nada. Apenas queremos voltar pra onde nos tiraram de forma desonesta. Nem estamos de acordo que grupo político tome posse da rádio, a concessão é pública. A rádio é um patrimônio público. Nunca fomos contra a melhoria da Rádio Comunitária Rádio Rua Nova 87,9 FM. Outra coisa, a Juíza não deu nem um parecer nem liminar sobre o caso. Nem autorizou a invasão. E a atual Presidente da ADECON, também não autorizou e foi tão vítima como nós. Tudo está nas mãos da justiça, e ela saberá o que fazer. Só queremos continuar nossos trabalhos na Rádio Rua nova FM como fazemos desde 1998. A população de Belém é sabedora disso.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Apresentadores: Apolonio Jose,Rildo Silva,Valter Batista, José Gomes (Jota Souza) Rodrigo Sousa Ejc, Rogério Silva, Lavigny Cardoso, Fran Soares e Maria das Graças (Presidente da ADECON).

Belém, 04/09/2014

Prefeitura de Mari cuidará de prédio onde funciona rádio comunitária; termo de preservação foi assinado junto com DNIT

O DNIT ( Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) e a prefeitura municipal de Mari celebraram o termo de preservação do patrimônio histórico da antiga rede ferroviária na cidade, conforme indica o documento aqui publicado. Assim sendo, a prefeitura de Mari, através do departamento de cultura do município deverá administrar os prédios que fazem parte do rol de preservação histórica da antiga rede ferroviária. “Para nós é um imenso prazer cuidar de um patrimônio tão importante para nossa cidade, que tanto nos serviu em outrora”, disse o prefeito Marcos Martins. Para Assis Firmino, diretor de cultura do município, “os bens da antiga rede ferroviária devem ser preservados e nós teremos o maior cuidado para isso, vamos zelar pelos bens que nos foram confiados pelo governo federal, através da autarquia federal DNIT”.

  Codecom – prefeitura de Mari

Mais idosa locutora do Brasil trabalha na Rádio Comunitária de Ribeirão Preto

Gilda com o radialista Jerry Oliveira
Gilda com o radialista Jerry Oliveira

Seu nome não consta no RankBrasil que homologa os recordes do país, talvez por pura discriminação às rádios comunitárias, mas a radialista Gilda é a mais idosa comunicadora de rádio em atividade, com seus 87 anos de vida, 25 deles dedicados à Rádio Comunitária Educativa de Ribeirão Preto, interior de São Paulo. “Eu a chamo de ‘nossa menina’, sempre alegre e disposta na luta”, testemunha o radialista comunitário Jerry Oliveira.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Gilda Cintra é enfermeira aposentada e atualmente exerce o cargo de tesoureira da Associação Distribuidora de Pão aos Pobres, entidade mantenedora da Rádio Comunitária Educativa de Ribeirão Preto, que tem como presidente outra mulher, a professora Arlinda Ivone da Rocha.
A emissora tem outorga do Ministério das Comunicações desde 2004. “A Rádio Educativa precisa dar encaminhamento em seu processo de renovação, e dona Gilda Cintra nos chama para mais este desafio. Estava pensando seriamente em abandonar as chuteiras, mas depois desta, não tem como não atender ao pedido de Dona Gilda, a quem a gente adora”, disse Jerry.
radiozumbijp

Rádio comunitária vai gerenciar Ponto de Cultura em João Pessoa/PB

RADCOMA rádio comunitária Voz Popular, da comunidade São Rafael, em João Pessoa, Paraíba, foi escolhida pela prefeitura local para integrar um dos Pontos de Cultura, unidade do programa Cultura Viva, uma parceria do Ministérios da Cultura. O programa apoia instituições que promovem ações para o desenvolvimento social de sua região. A emissora realiza trabalho social e de inclusão econômica, a partir do Banco Jardim Botânico com sua moeda social que circula no mercado da comunidade.
A Prefeitura vai liberar recursos para que a rádio adquira equipamentos novos, como computadores e gravadores digitais, para viabilizar o treinamento em comunicação popular, incluindo audiovisual e instalação de ponto de internet. Cada um dos pontos de cultura contará com um incentivo de R$ 60 mil anuais, incluindo nesse valor investimentos federais e a contrapartida municipal.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Estamos democratizando o acesso à cultura e fortalecendo as entidades culturais de João Pessoa”, destacou Luciano Cartaxo. “Por meio desta parceria com o Governo da presidenta Dilma, garantimos a seleção de 20 projetos culturais que terão recursos da ordem de R$ 3,6 milhões para desenvolver sua produção durante os próximos três anos”, afirmou o prefeito Luciano Cartaxo (PT).
radiozumbijp

Rádio comunitária de Sumé/PB vende horário a vereador

sume-PBA Rádio Comunitária Alternativa, de Sumé, Paraíba, incluiu em sua grade de programação uma hora de programa aos sábados à disposição do vereador Juan Pereira,  com o título de “Mandato do povo”.  O programa é ancorado pelo jornalista Fábio Brito, que milita há dez anos nas rádios comerciais da região do Cariri paraibano.

 

Segundo Antonio Soares, militante de rádio comunitária, é papel das rádios comunitárias convidar parlamentares e outras autoridades para prestar esclarecimentos sobre problemas da comunidade, mas ressaltou que a emissora não pode ter ligações políticas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“A rádio faz um trabalho de cidadania, respeitando as diversas tendências políticas da comunidade. Quando disponibiliza horário só para um político, ela partidariza e distorce o sentido desse serviço de radiodifusão comunitária”,, esclareceu. “Em vez de ser a rádio dos excluídos, passa a ser a voz dos que já têm voz”, finalizou Antonio.
radiozumbijp

Ex-vice prefeito de Cacimba de Dentro, ganha na justiça direito de resposta, na Rádio Comunitária Novo Horizonte FM

nelinhoPor se sentir plenamente ofendido, diante de colocações feitas em um Programa veiculado através da Rádio Comunitária Novo Horizonte FM, o ex-vice-Prefeito de Cacimba de Dentro,Valdineli Gomes Costa, o popular Nelinho, desejando restaurar os princípios da verdade, se socorreu da seriedade da justiça e foi contemplado com direito de resposta, para  poder se defender das inverdades contra ele dirigidas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na responsabilidade do citado programa, constavam,  conforme se pode perceber na citada decisão judicial, Carlos  Egberto Gomes de Sousa, Mônica Lúcia Gomes de Sousa e  Antonio Francisco da Silva Neto.     Pelo que entendeu o conceituado julgador, a parte ofendida, no caso, Nelinho, terá em conformidade com os dispositivos legais, plena defesa, através de seu garantido Direito de  Resposta, no restabelecimento estruturado das conceituadas linhas da pura verdade.


Por Odilon Almeida

diariodobrejo.com