Arquivo da tag: comum

Nódulo na tireoide: condição é comum, mas demanda atenção

tireoideA glândula tireoide é uma estrutura em forma de borboleta localizada na frente de seu pescoço, logo abaixo de suas cordas vocais. Ela produz dois hormônios, a triodotironina (T3) e tiroxina (T4), que ajudam a regular o seu metabolismo, que é o processo de como o seu corpo usa e armazena energia.
Tireoide produz hormônios e está muito próxima das pregas vocais
Pela sua posição no pescoço, essa cartilagem é parte da laringe, sendo que as pregas vocais se localizam dispostas internamente a ela.

Nódulo na tireoide

Nódulos são muito comuns e a chance de desenvolve-los aumenta à medida que você envelhece. Um nódulo de tireoide é uma massa de tecido tireoidiano que cresceu ou um cisto cheio de líquido que se forma na tireoide. Embora os sintomas não sejam comuns, um nódulo grande pode, às vezes, causar dor, rouquidão ou atrapalhar a engolir ou respirar.
Os médicos se preocupam com nódulos da tireoide porque eles podem, às vezes, ser cancerígenos. O câncer de tireoide é encontrado em cerca de 8% dos nódulos nos homens (8 em cada 100) e em 4% dos nódulos em mulheres. Assim, cerca de 90% dos nódulos de tireoide são benignos (não cancerosos).

A causa da maioria dos nódulos benignos não é conhecida, mas eles são, muitas vezes, encontrados em membros de uma mesma família. Em âmbito mundial, a deficiência de iodo na dieta é uma causa muito comum de nódulos.

Devido à presença dos nódulos, a glândula pode adquirir grandes dimensões, causando sintomas compressivos cervicais (falta de ar ou dificuldade para engolir). O câncer de tireoide, principalmente nos estágios iniciais, dificilmente leva a rouquidão. Somente casos avançados costumam levar a alterações na função das cordas vocais.

As principais razões para se realizar a retirada da tireoide (tireoidectomia) é a suspeita de nódulos malignos no local e somente a cirurgia pode dar a certeza se o nódulo é maligno ou não.

A apresentação mais comum do câncer de tireoide é em mulheres de 30 a 50 anos com um nódulo palpável cervical, que pode ser nódulo tireoidiano ou um linfonodo cervical. A frequência em mulheres é duas vezes maior que nos homens.

Alterações da voz

1 em cada 10 pacientes que são operados da glândula tireoide, apresenta alguma alteração temporária na voz, enquanto que 1 em cada 250 paciente, pode evoluir com alterações definitivas. Estas mudanças na voz podem ser rouquidão, dificuldade em alcançar notas agudas ou cansaço ao falar.

Isto ocorre devido à proximidade da glândula com os nervos responsáveis pelos movimentos das cordas vocais. Normalmente estas alterações regridem em algumas semanas, mas podem perdurar por vários meses.

A reabilitação vocal, quando necessária, ocorre através da terapia fonoaudiológica e a melhora do paciente vai depender das condições anatômicas, ou seja, depende do estado das pregas vocais, se existe paralisia ou paresia (diminuição da mobilidade), se é em uma corda ou em ambas, dentre outras alterações.

minhavida

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Como diferenciar a perda de memória comum de uma complicação

memoriaCom a população mundial envelhecendo, inclusive a brasileira, surgem cada vez mais questões relacionadas à memória. Parte dos neurocientistas acreditam que o desfecho inexorável do envelhecimento para o cérebro seria o desenvolvimento de uma doença neurodegenerativa, entre elas, a doença de Alzheimer. Bastaria, para isto, que todos nós vivêssemos por mais de 120 anos.

Pessoas que nunca tiveram facilidade para guardar nomes, dados, datas, ou informações no geral, não têm mais ou menos risco de desenvolver alguma doença neurodegenerativa, como Alzheimer, no futuro

À medida que a idade avança ocorre um processo natural (fisiológico) de morte das células nervosas (neurônios). Isto não significa, entretanto, que um indivíduo de 60 anos tenha um desempenho cognitivo necessariamente pior que um outro de 30 ou 40. Ao contrário, embora ocorra este processo de perda de neurônios, o “amadurecimento” do cérebro proporciona um maior número de contatos (conexões) entre cada uma das células (plasticidade neural).

A plasticidade neural é a diferença que faz com que uma pessoa, aos 60 anos de idade, diga que está na melhor fase de sua vida cognitiva, embora talvez não tenha mais a velocidade e capacidade de armazenamento de informações de uma pessoa mais jovem.

A preocupação com a memória deve começar quando esta queixa é percebida pela própria pessoa e seus familiares ou pessoas próximas, mas, principalmente, quando começa a interferir nas atividades do cotidiano. Cabe aqui ressaltar que pessoas que nunca tiveram facilidade para guardar nomes, dados, datas, ou informações no geral, não têm mais ou menos risco de desenvolver alguma doença neurodegenerativa, como Alzheimer, no futuro.

O segredo, no final das contas, é proporcionar para o cérebro desafios cognitivos constantes como aprender coisas novas e adotar hábitos de vida saudáveis ao longo da vida. Na dúvida, consulte sempre o seu médico.

minhavida

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Excesso de açúcar no sangue (mesmo sem ter diabetes) é um problema comum

acucarVocê anda sentindo fome constantemente?

Esse é apenas um sintoma do elevado índice de açúcar no sangue.

Há quem pensa que apenas os diabéticos sofrem com a elevação de açúcar no sangue.

Mas isso não é verdade – qualquer pessoa pode sofrer com os sintomas provocados por alimentos muito doces.

Portanto, refrigerante, bombons, bolos e biscoitos recheados, por exemplo,  devem ser evitados por todos.

Então, para que fique claro: dependendo do que se come, todos em algum momento podem ter elevação do açúcar no sangue.

O verdadeiro problema, porém, é quando os níveis de açúcar no sangue permanecem elevados por um longo período de tempo, pois isso pode causar problemas de saúde mais graves.

Veja o que mais pode causar a elevação do açúcar no sangue:

– Uso de medicamentos químicos

– Alguns problemas de saúde

– Estresse

– Falta de exercícios físicos

Estar com o nível de açúcar elevado não significa necessariamente que você tem diabetes – este é apenas um sintoma dela.

Outros sintomas que indicam a elevação do açúcar no sangue são:

Boca seca

Aumento da sede

Vontade de fazer xixi frequentemente

fome constante

cansaço extremo

pele seca

ganho de peso e excesso de gordura abdominal

dificuldade de concentração

Visão embaçada

infecções recorrentes

problemas de estômago

problemas de nervos

cicatrização lenta de feridas e cortes

Impotência sexual

Para diminuir os sintomas de alto teor de açúcar no sangue, a recomendação é aumentar o consumo de alimentos de baixo índice gliêmico.

Se você não for diabético, apenas isso pode ser o bastante para resolver o problema.

Os alimentos com baixo IG são digeridos e absorvidos lentamente.

Eles produzem aumento gradual do açúcar no sangue.

Os alimentos de baixo IG são muito benéficos para a saúde, pois reduzem os níveis de açúcar e a resistência à insulina.

As dietas de baixo IG também têm benefícios para o controle de peso, porque elas ajudam a controlar o apetite e atrasar a fome.

Aqui está uma relação com alimentos de baixo IG – coma-os com frequência e sentirá a diferença:

ameixa (fresca)

maçã

cereja

pera

melão

kiwi

limão

laranja

cenoura

iogurte natural

kefir

brócolis

quinua

grão-de-bico

brotos

batata-doce

cebola

feijão-branco

lentilha

nozes

castanha-do-pará

farinhas funcionais (coco, banana verde, berinjela, maracujá, linhaça)

E a melancia?

É um caso especial que merece explicação.

A melancia tem um índice glicêmico elevado, mas uma carga glicêmica baixa.

Traduzindo: a glicose proveniente da melancia é absorvida rapidamente, mas o total de glicose é baixo.

Isso significa que, numa dose moderada, a melancia não aumenta a glicemia.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

curapelanatureza

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

É comum fazer tratamento de canal em crianças?

 

Especialista em Odontopediatria diz que sim e explica por quê

dentistaO tratamento de canal, ou tratamento endodôntico, é um procedimento restaurativo realizado quando o nervo de determinado dente foi abalado. Geralmente, só de ouvir a palavra ‘canal’ muitas pessoas fazem cara de dor. O tratamento consiste na retirada do nervo (polpa), limpeza e irrigação do canal, e obturação desse espaço com a preservação da função e estética. Apesar de ser mais comum em adultos, o dano ao nervo pode acontecer ainda na infância. Até crianças com dente de leite às vezes têm de ser submetidas ao tratamento de canal.

De acordo com a odontopediatra Helenice Biancalana, diretora do Departamento de Prevenção e Promoção de Saúde da APCD (Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas), o tratamento endodôntico, hoje em dia, é muito mais simples do que se possa imaginar. Geralmente, o tratamento é realizado em uma ou duas sessões. “Com exceção de casos mais graves, como em processos infecciosos, lesões (abscessos ou cistos), ou quando pode ter havido fratura de raiz, por exemplo, o tratamento de canal pode levar de uma a três consultas e deve ser realizado inclusive nos dentes de leite. Isto porque a troca dos dentes de leite pelos dentes permanentes costuma ocorrer entre seis e doze anos e não se deve correr o risco de extrair o dente com a polpa afetada sem perspectiva de que seu substituto vá nascer logo. Manter o dente de leite da melhor forma possível é uma garantia de que o espaço, a função e a estética serão preservados, evitando problemas no futuro”.

A cirurgiã-dentista afirma que os pais devem prestar atenção às queixas das crianças em relação à dor de dente forte ou ainda ao “choque” quando há contato com bebidas e comidas muito quentes ou geladas. “Também é fundamental consultar um cirurgião-dentista quando um dentinho da criança evidencia mudança na coloração, ou ainda quando a gengiva em torno de determinado dente se mostra avermelhada e sensível por vários dias, atrapalhando a mastigação. Como esses sintomas indicam apenas uma suposição ou um sinal, a radiografia é que vai conduzir o especialista ao tratamento adequado”.

Nos Estados Unidos, de acordo com a Associação Americana de Endodontistas, por ano são realizados cerca de 15 milhões de tratamentos de canal, ou seja, mais de 41 mil por dia. No Brasil, esse tratamento também é muito recorrente nos consultórios dentários. “Tudo deve ser feito no sentido de evitar a perda do dente. Isto porque as complicações são inúmeras: desde alteração de fala, até comprometimento da mastigação, maior dificuldade de higiene diária, pressão extra no tecido onde foi extraído o dente, além de insegurança e impacto na autoestima da criança”, diz Helenice.

A terapia, de acordo com a especialista, consiste no diagnóstico e tratamento da inflamação ou infecção que está atingindo a polpa no interior da raiz do dente, além do entorno. Apesar de simples, quando um tratamento de canal não é bem realizado, pode haver desdobramentos bastante arriscados, como a inflamação da membrana que reveste o pulmão (mediastinite), ou ainda um quadro de infecção da membrana interna que reveste o coração (endocardite). Nestes casos, depois de um tratamento malsucedido o paciente começa a desenvolver sintomas como febre, mal-estar, formação de abscessos e, inclusive, o dente volta a doer. Recorrer ao cirurgião-dentista e reportar os sintomas é um primeiro passo antes do retratamento do canal.

Fonte: Dra. Helenice Biancalana, cirurgiã-dentista, diretora do Departamento de Prevenção e Promoção de Saúde da APCD (Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas) www.apcd.org.br

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

10 coisas que os homens que traem têm em comum

  • homemAlguns sinais são tão óbvios que nenhuma mulher ignoraria, como reuniões de trabalho tarde da noite ou no fim de semana, passar a noite fora, manchas de batom, etc. Porém existem traços mais subjetivos que podem indicar que um homem está traindo. Como perceber e o que fazer?
  • 1. Ele não respeita a própria mãe

    Segundo Carole Lieberman, autora do livro Bad boys, porque nós o amamos, como conviver com eles e quando deixá-los, uma mulher deve observar como o seu marido ou futuro marido trata sua mãe. Se ele é grosseiro com ela e a desrespeita é bem provável que fará o mesmo com você. Fique ciente de que ele pode vir a mentir para você, também.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

  • 2. Ele se acha

    É a última bolachinha do pacote, narcisista, egocêntrico e não tem empatia. Esse tipo de homem costuma ver as mulheres como objetos e claro, são mais propensos a trair. Afaste-se desse tipo de homem e nem tente mudá-lo, primeiro ele não acha que precisa, segundo, ele NÃO QUER mudar.

  • 3. Ele se sente poderoso

    Estudos realizados na Universidade de Tilburg na Holanda mostram que homens que se percebem como poderosos são mais propensos a ser infiéis. A sensação de poder pode ser um afrodisíaco que os move a procurar mais e mais admiração. Uma pesquisa feita pela equipe do Dr. Joris Lammers sobre a relação entre poder e infidelidade, concluiu que a relação entre poder e confiança é tão grande quanto entre o poder e a infidelidade. A melhor maneira de manter esse homem fiel é alimentar o ego dele, diariamente. Se ainda assim ele aprontar, confronte-o com as evidências que tiver. Ele não poderá negar e nem se sentirá mais tão poderoso.

  • 4. No fundo é inseguro

    Se ele se sente poderoso, mas está se sentindo também ameaçado – seja pelo avançar dos anos, perda de cabelo ou ser demitido – sua autoestima pode cair e ele tentará reerguê-la tendo um caso. Isso o fará sentir-se “homem” de novo. Evite compará-lo a outros com mais sucesso e encoraje-o em suas metas.

  • 5. Ele costuma ter vícios

    Os homens que bebem muito ou usam drogas costumam não ter limites e crer que podem fazer o que quiserem – inclusive trair. A solução para as mulheres é cuidarem de si mesmas e serem autossuficientes tanto emocional quanto financeiramente neste tipo de relação.

  • 6. Torna-se crítico de repente

    Ele nunca se importou com seu peso, seus hábitos domésticos ou seu emprego e de repente parece que tudo o irrita e ele começa a criticá-la e fazê-la duvidar de suas crenças e questionar seus direitos. Costuma ser uma maneira de um traidor manipular e desviar a atenção de seu próprio comportamento. Busque perceber se ele está estressado ou deprimido antes de concluir que é traição.

  • 7. Ele derrama charme

    Se ele é charmoso demais com você, sua mãe, suas irmãs, suas amigas, a ponto de você pensar que qualquer uma se derreteria por ele, é bem provável que isso esteja acontecendo.

    Deixe claro que você sairá da relação se ele não cumprir sua parte nela. Seja positiva se ele apesar do excesso de charme ainda é fiel. Não tente mudá-lo.

  • 8. Sofre de “brancos”

    Ele começa a esquecer seu aniversário, seu restaurante favorito e seus gostos. Esquece do que prometeu como, por exemplo, levá-la ao cinema. Na verdade ele finge esquecer para não cair no erro de confundir você, suas datas e seus gostos com os da outra. Surpreenda-o dizendo: Lembra que você prometeu comprar o DVD daquele filme que eu adoro? Se a reação dele for “amarelar”, preste atenção em outros sinais.

  • 9. Fica mais arredio

    Some para telefonar, esconde o celular ou não atende quando você está por perto. Fica muito tempo com ele e muda a senha com frequência. Além disso, começa a “esquecer” o celular no carro ou no trabalho. A maioria das mulheres traídas relata que viu estes sinais, mas ignoraram-no ou buscaram explicações para eles. Não negligencie seu instinto.

  • 10. Mudam o comportamento

    Tornam-se menos afetuosos e embora ainda queiram ter sexo, a intimidade não parece mais a mesma. Já não fica abraçado com você no sofá, o beijo é no rosto e mecânico. Se ele sempre foi pouco afetivo, mas está pior, pode ser estresse. Mas, se a mudança é grande, então tem algum problema aí.

    Mudam também outros hábitos como de repente passam a se cuidar mais, saírem mais arrumados e perfumados de casa, etc.

    Converse com ele sobre isso, diga que sente saudades do toque afetuoso, que ele mudou e se há algo errado. Se ele negar que mudou, ligue o pisca alerta.

 

http://familia.com.br/

Homem é forçado a reaprender a andar após gripe comum deixá-lo em coma

comaUm homem de 27 anos ficou paralisado após sofrer consequências graves por conta de uma gripe. Ele deixou de tratar a doença, que acabou gerando problemas quase fatais para sua saúde.

Tom O’Neill, de Durham, na Inglaterra, começou a sofrer com corrimento nasal e tosse, que acabou contraindo de um de seus alunos. Quando reclamou dos sintomas, a esposa Hayley disse para ele parar de exagerar.

Mas em poucos dias o professor de matemática viu sua condição deteriorar. Ele ficou impossibilitado de mover suas pernas inicialmente. A paralisia, porém, acabou atingindo todo o seu corpo, e o deixou incapaz de se mover.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os médicos descobriram que o O’Neill havia sofrido de uma condição de nervo rara, chamada de síndrome de Guillain-Barré (SGB). Ela se desenvolve normalmente a partir de um vírus ou infecção.

O homem ficou quase que por completo paralisado, além de sofrer com falta de ar. Apesar disso, sua recuperação foi incrivelmente rápida.

180 graus

STF decide enviar processo do mensalão tucano para justiça comum em Minas Gerais

stfO STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu, nesta quinta-feira (27), remeter o processo do mensalão tucano para a Justiça Federal em Minas Gerais.

A maioria dos ministros decidiu que, como o ex-deputado tucano Eduardo Azeredo renunciou ao mandato na Câmara, perdeu o foro privilegiado e será julgado pela justiça comum.

O relator do caso, ministro Roberto Barroso, votou a favor do envio do processo para a primeira instância, alegando que essa é a jurisprudência do Supremo. No entanto, Barroso apresentou uma proposta para inovar o procedimento.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

— A partir de agora, se o parlamentar renunciar ao mandato após o recebimento da denúncia, a competência não será afetada e continuará a ser da Corte. Estou propondo a mudança do critério geral, mas não estou aplicando a nova regra ao caso concreto em andamento por considerar indevida a mudança da regra com o jogo em andamento.

Leia mais notícias no R7

No entendimento de Barroso, quem renuncia ao cargo eletivo após ser denunciado no STF, abre mão do mandato apenas para fugir do julgamento na Suprema Corte.

No entanto, o ministro não acha prudente aplicar a nova regra ao caso de Azeredo, porque na data da renúncia o entendimento jurídico era outro.

O plenário da Corte acompanhou o ministro relator e decidiu que Azeredo será julgado pela Justiça comum. Isso dá a ele mais possibilidades de recursos, já que ele pode pedir novo julgamento ao STF, se a decisão em primeira instância não lhe for conveniente.

Relembre

Azeredo entregou carta de renúncia à Câmara dos Deputados em fevereiro, depois de ser denunciado por peculato e lavagem de dinheiro, acusado de desvio de recursos públicos que teriam sido utilizados durante a sua campanha à reeleição ao governo de Minas Gerais em 1998.

De acordo com a PGR (Procuradoria-Geral da República), o desvio alcançaria, em valores atuais, R$ 9,3 milhões. Os recursos viriam de duas estatais e de um banco, todos administrados pelo governo mineiro.

O procurador-geral, Rodrigo Janot, pediu a condenação de Eduardo Azeredo pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro, pelo qual pediu a pena de 22 anos de reclusão e multa.

R7

Estatuto da Fifa veta castigo à Portuguesa ou à CBF se clube for à Justiça comum

portuguesaO estatuto da Fifa tem um dispositivo que impede que a Portuguesa e a CBF sejam punidas se o clube for à Justiça comum no caso em que permitiu a entrada de Héverton na partida com o Grêmio, na última rodada do Brasileiro.

A Portuguesa perdeu quatro pontos e foi rebaixada à Série B, mas apelará ao pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva e fala em ir à Justiça comum. O Fluminense foi beneficiado com a sua permanência na Série A.

Segundo o especialista em direito esportivo Eduardo Carlezzo, há no próprio estatuto da Fifa uma exceção ao artigo 68 que determina que as federações nacionais insiram em seus estatutos a proibição de que as partes levem demandas à Justiça comum.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“A menos que exista previsão [de exceção] nas regras da Fifa ou as leis nacionais permitam o recurso à Justiça comum”, reproduz Carlezzo.

“A constituição permite o recurso ao judiciário. Assim, se a Portuguesa for à Justiça comum, tanto a CBF quanto o clube não poderão ser punidos pela Fifa devido ao parágrafo terceiro do artigo 68.”

O artigo 217 da Constituição Federal dita que o poder judiciário admitirá ações relacionadas ao deporto após estarem esgotadas as instâncias da Justiça desportiva.

“O Brasil é muito provavelmente o único país do mundo a ter um artigo em sua constituição federal tratando da Justiça desportiva e que prevê a possibilidade de recurso ao judiciário sobre matéria disciplinar”, argumenta Carlezzo. “Caso não houvesse essa previsão, certamente toda essa discussão não estaria acontecendo.”

Uma outra hipótese que também é levantada é a de que no caso de a Fifa sancionar a CBF caso a Portuguesa entre, de fato, na Justiça comum, suspendendo a entidade e os clubes filiados de competições internacionais, é possível o recurso à CAS (Corte Arbitral do Esporte).

Ela poderia se posicionar sobre a aplicação do artigo 68 do estatuto da Fifa frente à Constituição Federal do país.

Folha de São Paulo

Derrame é cada vez mais comum em jovens; neurologista explica o motivo

Para muita gente, derrame é algo que só acontece em pessoas mais velhas. Mas estudos mostram que o AVC (Acidente Vascular Cerebral) é cada mais frequente em indivíduos com menos de 40 anos. Para falar sobre o assunto, Jairo Bouer entrevistou o neurologista Eli Evaristo, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo) no @saúde desta semana.

De acordo com o Datasus, o banco de dados do Ministério da Saúde, entre 1998 e 2007, houve um crescimento de 64% nas internações por AVC (Acidente Vascular Cerebral, popularmente chamado de derrame) entre homens de 15 a 34 anos, e de 41% entre mulheres na mesma faixa etária.

Para o neurologista, a primeira causa para o aumento é a melhora no diagnóstico. Mas colabora também o fato de que doenças como a hipertensão – um fator de risco importante para o AVC – tem acometido cada vez mais jovens. Alterações de hábito alimentar (consumo maior de sal), o sedentarismo e aumento da obesidade em jovens são alguns motivos para isso. Tabagismo, diabetes, doenças cardíacas e uso de drogas também são fatores que podem aumentar o risco de derrame.

A dentista Paula Luz sofreu um AVC aos 27 anos, oito meses antes de se casar. Ela estava prestando uma prova para entrar para a Marinha e, ao sair da piscina, sentiu uma forte dor em um lado da cabeça e tremores. O processo de reabilitação envolvia três sessões diárias de fisioterapia. Ela teve que reaprender a andar e hoje, após uma longa reabilitação, ela recuperou todos os movimentos.

Uol

EM COMUM ACORDO: Juiza proibe realização de carreatas em toda 4ª Zona Eleitoral

Os candidatos a prefeitos e vereadores da 4ª Zona, que compreende os municípios de Sapé, Mari, Sobrado e Riachão do Poço estão proibidos de realizar carreatas e de utilizarem os carrinhos de som (estilo carrinhos de picolé) para fazerem propaganda eleitoral.

A decisão foi tomada hoje (18) pela Juiza Eleitoral da 4ª Zona, a Dra. Israella Claúdia  da Silva Pontes Asevedo em reunião com representante das coligações partidárias das quatro cidades que comprõem a referida  zona eleitoral.

Ainda segundo informações obtidas,  a Dra. Israella  também comunicou que os carros de som, trios elétricos e paredões para poderem fazer propaganda, terão que estar devidamente autorizados pela Sudema e órgãos de fiscalização da área a que compete para poderem circular.

Mari

Mediante acordo junto a justiça eleitoral, as duas coligações que disputam as eleições municipais deste ano terão so dias determinados para fazerem movimentações partodárias.

A Coligação “A Força do Povo”  capitaneada pelo PSB terá os dias pares para fazerem suas manifstações e a  Coligação “Avança Mari” capitaneada pelo PSDB terá os dias ímpares para realizarem suas atividades de agitação política.

A decisão da Dra. Israella Cláudia da Silva Pontes Azevedo começa a valer a partir desta quinta-feira (19).

Da Redação 
Do Expresso PB