Arquivo da tag: completo

Guia completo sobre Carlos Drummond de Andrade

Para prestar vestibular é necessário muito estudo. Para quem presta para Medicina a exigência é ainda maior. Se você está nesta fase, sabe que precisa ter muita disciplina e entrega. Para esta fase da vida, os cursinhos são uma grande ajuda.

E foi-se o tempo que só podia fazer um preparatório quem tinha tempo livre e dinheiro para pagar. Atualmente, há muitas opções de cursinho pré-vestibular medicina, por exemplo, para quem quer ter liberdade para fazer a própria grade horária.

Se você está se preparando para a maratona de provas do fim de ano, sabe que questões sobre arte têm sido cada vez mais comuns. Carlos Drummond de Andrade, um dos poetas mais importantes do Brasil e um dos mais influentes do século XX, é o assunto deste post.

Biografia

Carlos Drummond de Andrade nasceu em Itabira, Minas Gerais, em 31 de outubro de 1902. Era o nono filho dos proprietários rurais Carlos de Paula Andrade e Julieta Augusta Drummond de Andrade.

Aos 8 anos, mudou-se para Belo Horizonte para fazer o curso primário. Acometido por uma doença, voltou para Itabira. Já um pouco maior, em 1918, tornou-se aluno do internato Colégio Anchieta, em Nova Friburgo, no estado do Rio de Janeiro. Mas, um ano depois, foi expulso por “insubordinação mental”.

Mudança para Belo Horizonte

Novamente, teve abrigo na casa dos pais, em Itabira. Junto deles, mudou-se para Belo Horizonte em 1920. Na capital, começou a trabalhar na imprensa e passou a ter contato com alguns escritores modernistas.

Em BH, formou-se em Farmácia e casou com Dolores Dutra de Morais, única companheira que teve.

Modernismo

Embora tenha produzido alguns poemas logo que o Modernismo Brasileiro surgiu, a produção de Drummond é vinculada à segunda geração deste movimento que vai do ano 1930 a idos de 1945.

Para recordar…

1ª Geração modernista (1922- 1930)

Os primeiros modernistas queriam revolucionar a arte brasileira rompendo com o padrão estético dos parnasianos. Os primeiros modernistas tentaram usar uma linguagem mais coloquial e informal nas produções.

Também se interessavam em pensar a identidade brasileira e, por isso, acabaram se debruçando sobre temas como o folclore, a música popular e a própria língua.

2ª Geração (1930- 1945)

Os ideais modernistas já estavam consolidados na produção literária. Os poetas e escritores da 2ª geração passaram a se preocupar com questões mais ligadas à política e economia brasileira e mundial.

Era o período de intensos conflitos armados, como a Guerra Espanhola e a 2ª Guerra Mundial. O desenvolvimento de armas e bombas, como a atômica, eram motivo de grande medo e preocupação.

Por isso, questões existenciais como a morte, a solidão, o envelhecimento eram muito comuns na poética desta geração.

Estética

Drummond ficou famoso pelos versos livres, aqueles em que não se tem uma métrica rígida, nem preocupações com a rima. O poeta mineiro soube como poucos manipular a língua portuguesa a ponto de criar poemas simples, mas, ao mesmo tempo, extremamente sofisticados.

Em um primeiro momento, é mais irônico e trata os assuntos com mais distanciamento e humor. Já em um segundo momento, mais reflexivo, fica mais sério, preocupado com as questões do mundo.

Temáticas

Drummond escreveu sobre os mais diversos assuntos. Desde Itabira, sua terra natal, até partes do corpo humano, como o bumbum. Tratou de questões mais cotidianas e triviais, como a vida corrida nas grandes cidades, mas também falou sobre a saudade, sobre a dor da guerra, sobre as desigualdades sociais do Brasil.

Produção Literária

Drummond é sempre lembrado por suas poesias, mas, além delas, ele também escreveu contos, ensaios e crônicas. Algumas de suas principais produções de poesia são:

Alguma Poesia

Livro de estreia de Drummond, foi lançado em 1930. A poesia de abertura é seu famoso Poema das setes faces:

Quando nasci, um anjo torto

desses que vivem na sombra

disse: Vai, Carlos! ser gauche na vida.

Sentimento do Mundo

Terceiro livro de poesias de Drummond, esta obra foi lançada em 1940. O poeta está menos introspectivo e mais ligado à situação do mundo; suas aflições remetem ao pessimismo pela Guerra Mundial e a esperança de paz.

Sentimento do mundo, Confidência do Itabirano e Mãos dadas são 3 dos poemas mais famosos deste livro.

José

Quarto livro de poesias, foi lançado em 1942. Um de seus poemas mais famosos está nesse livro:

E agora, José?

A festa acabou,

A luz apagou,

O povo sumiu

a noite esfriou

e agora, José?

A rosa do povo

Lançado em 1945, é um dos livros mais importantes da literatura brasileira. Drummond escreveu esta obra mais uma vez impactado pela 2ª Guerra Mundial e pela bomba atômica lançada sobre Hiroshima. No entanto, tentava enxergar uma esperança de paz, esperança que era frágil como a rosa que rompia o asfalto.

 

Conteúdo Gear SEO

 

Eleições 2016: quase 30% dos eleitores não têm ensino fundamental completo

eleiçõesDos mais de 144 milhões de eleitores aptos a irem às urnas no próximo dia 2 de outubro para eleger vereadores e prefeitos, 41,1 milhões (28,5%) informaram à Justiça Eleitoral que não completaram o ensino fundamental, que compreende as séries do 1º ao 9º ano. Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 27,39 milhões de eleitores (19%) completaram o ensino médio, enquanto 27,38 milhões disseram não ter concluído essa etapa.

Grau de instrução

De acordo com o TSE, 15,4 milhões de eleitores (10,7%) leem e escrevem; 10,1 milhões (7%) terminaram o ensino fundamental; 9,5 milhões (6,6%) têm diploma de ensino superior e 5,9 milhões (4,1%) iniciaram, mas não concluíram o curso universitário. Do total de eleitores, 6,9 milhões disseram-se analfabetos e 90 mil não informaram o grau de instrução.

Homens e mulheres

Do eleitorado apto a votar em outubro,75,2 milhões são mulheres (53,2%), 68,7 milhões (47,7%) são homens e 95,2 mil não informaram o sexo.

Do total do sexo feminino, 44 milhões têm idade entre 21 e 49 anos; 22,9 milhões, de 50 a 79 anos; 5,1 milhões, de 16 a 20 anos; e 2,2 milhões têm idade superior a 79 anos.

Entre os eleitores do sexo masculino, 41,2 milhões têm idade entre 21 e 49 anos; 19,9 milhões, 50 a 79 anos; 5,1 milhões estão na faixa etária entre 16 e 20; e 1,7 milhão têm mais de 79 anos de idade.

Segundo turno

As eleições municipais deste ano serão realizadas em 5.568 cidades e, por isso, as estatísticas da Justiça Eleitoral não levam em conta o quantitativo de eleitores residentes no Distrito Federal e em Fernando de Noronha (PE). Nesses locais, não há pleitos para escolha de prefeitos e vereadores.

Do total de cidades onde haverá eleição, há a possibilidade de haver segundo turno em 92. Nas últimas eleições municipais, em 2012, 83 municípios tinham mais de 200 mil eleitores.

Pelas regras eleitorais, somente cidades com mais de 200 mil eleitores podem, eventualmente, ter segundo turno para escolha de prefeito e vice-prefeito. Neste ano, o segundo turno ocorrerá no dia 30 de outubro.

Das 26 capitais, apenas em Palmas não há possibilidade de segundo turno. São Paulo é o estado com maior número de municípios com mais de 200 mil eleitores, 28 ao todo. Em seguida, aparece o estado do Rio de Janeiro, com dez municípios; Minas Gerais, com oito; e Paraná e Rio Grande do Sul, com cinco cada um.

Evolução do eleitorado

Na comparação com o total de eleitores aptos a votar nas eleições municipais de 2012, o Brasil registrou crescimento de 3,96%, passando de 138,5 milhões para 144 milhões eleitores. O município paraense de Canaã dos Carajás teve o maior crescimento do país no número de eleitores, com evolução de 69%. Em 2012, eram 23.593 aptos a votar e esse número saltou para 39.832.

Segundo o TSE, na sequência aparece São Patrício (GO). No último pleito municipal, eram 1.878 eleitores e neste ano serão 2.927, crescimento de 56%. O terceiro maior aumento (51%) no número de eleitores foi registrado no município de Altamira do Maranhão. Em 2012, eram 7.808 e passou para 5.178, este ano. Em quarto lugar, ficou o município de Roteiro (AL), com um aumento de 43% no eleitorado, passando de 3.483 para 4.994. O crescimento na quantida de eleitores deve-se a novos pedidos de títulos ou solicitações de transferência de domicílio eleitoral.

Biometria

De acordo com o TSE, nas próximas eleições, 46,3 milhões de eleitores (32,1%) serão identificados antes de votar por meio da biometria. Esses fizeram o recadastramento eleitoral em que foi coletado, pela Justiça Eleitoral, a impressão digital. O processo de cadastramento biométrico está sendo feito de forma gradual pela Justiça Eleitoral em todo o país.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Veja edital completo para analista bancário do Banco do Nordeste; Iniciais de R$2.950

banco-do-nordesteApós a publicação do extrato, no Diário Oficial da União desta terça (8), foi divulgado nesta tarde o edital completo do novo concurso para analista bancário do Banco do Nordeste do Brasil (BNB). A seleção preencherá 12 vagas imediatas, mais cadastro de reserva, em todas as localidades onde o banco atua. As inscrições serão recebidas no período das 14h do dia 15 de abril até 8 de maio, no site da FGV Projetos, organizadora. A taxa é de R$60. Embora tenha a nomenclatura de analista, o cargo exige apenas o nível médio. Os novos servidores terão remuneração inicial de R$2.950,58 sendo R$2.043,36 de vencimentos, R$509,89 de auxílios refeição e R$397,33 de auxílio alimentação,  além de benefícios, como Plano de Previdência Privada e Assistência Médica, creche, de R$330,71. A carga de trabalho é de 30 horas semanais.
Apesar da oferta inicial pequena, o horizonte dos candidatos deve ser animador, pois diante do crescimento do BNB, a tendência é que o número de convocados supere muito o previsto. “O BNB iniciou um projeto de abertura de agências, que contempla 112 novas unidades em toda sua área de atuação, das quais já inaugurou 70. Além disso, neste ano, lançamos um Programa de Incentivo ao Desligamento, que beneficiou funcionários que gozavam de aposentadoria concedida pela Previdência Oficial. Acreditamos que, em decorrência desses dois fatores, haverá possibilidade de convocarmos um número significativo de aprovados”, destacou o diretor de Estratégia, Administração e TI da instituição, Nelson Antônio de Souza, em entrevista à FOLHA DIRIGIDA.
As provas serão aplicadas no dia 8 de junho, das 13h às 17h, nas 34 cidades seguintes: Aracaju/SE, Barreiras/BA, Belo Horizonte/MG, Brasília/DF, Cajazeiras/PB, Campina Grande/PB, Caxias/MA, Feira de Santana/BA, Floriano/PI, Fortaleza/CE, Garanhuns/PE, Ilhéus/BA, Imperatriz/MA, João Pessoa/PB, Juazeiro/BA, Juazeiro do Norte/CE, Maceió/AL, Montes Claros/MG, Mossoró/RN, Natal/RN, Parnaíba/PI, Paulo Afonso/BA, Petrolina/PE, Recife/PE, Salgueiro/PE, Salvador/BA, São Luís/MA, São Mateus/ES, Sobral/CE, Teixeira de Freitas/BA, Teresina/PI, Teófilo Otoni/MG, Vitória/ES e Vitória da Conquista/BA. Elas cobrarão os saberes em Matemática, Língua Portuguesa, Conhecimento Gerais e Específicos. O concurso terá a validade inicial de dois anos, prorrogáveis pelo mesmo período, o que permitirá a chamada de um grande número extra de aprovados, conforme previsão da direção da instituição.
Serviço

Anexos

Título Data Tipo

08/04/2014 PDF

08/04/2014 PDF

 

Folha Dirigida

 

Prédio da cadeia de Solânea encontra-se em completo abandono

Localizada numa das áreas nobres da cidade de Solânea, a Cadeia Pública local, é hoje, como se pode observar, um recanto de, visiveis, precariedades estruturais, retratando abandono, com a sujeira tomando conta de tudo, o mato vivo, em diversos de seus recantos e, até mesmo expressando sinais de falta de acomodação para aprisionar, como mandam as normas disciplinares, os infratores das lei.


Instalada em outro local
Diante de tudo isso, aos setores competentes, restam duas saídas: Ou recuperá-la, integralmente, objetivando cumprir, na íntegra, as determinações das regras legais ou, transformá-la num Centro Educacional-Cultural ou algo similar e, numa área mais propícia, se construir, a Nova cadeia, sequenciando todos os princípios basilares, estabelecidos pelo sistema penitenciário.
Caso não se proceda assim e, o citado presídio, continue, da maneira considerada inconcebível, como está, torna-se, como que atrofiadora ao processo de recuperação dos detentos e, por outro lado, num ambiente de extrema dificuldades para os agentes e, para os policais que por lá, prestam os seus serviços, de uma maneira em geral !
Recuperá-la, normalmente, ou construí-la, num  local mais apropriado, seria as opções disponíveis, vez que, com o ordenado crescimento da malha urbana, a presença da Cadeia, naquela local, é, segundo diversas pessoas entrevistadas, inaceitável e, até mesmo, improcedente !!!
diariodobrejo.com

Serviço completo: Grêmio convence, vira vice-líder e afunda o Sport no Z-4

A maior graça do futebol é a falta de lógica. A imprevisibilidade. E a capacidade de um jogo surpreender todos os prognósticos. E estes ingredientes estavam presentes na noite desta quinta-feira na Ilha do Retiro, no Recife. Na zona de rebaixamento, o Sport planejava atacar em casa, mas foi o Grêmio quem partiu para cima. E se o Tricolor pretendia ganhar chutando de fora da área, coube ao Leão adotar tal prática. Entre as idas e vinda, melhor para o time gaúcho: 3 a 1 e o pulo à vice-liderança, deixando o time pernambucano em situação delicada na luta para escapar da queda à Série B do Brasileirão.

São, agora, 56 pontos do time de Vanderlei Luxemburgo, o mesmo desempenho do Atlético-MG, que caiu à terceira posição por ter uma vitória a menos (17 a 16). O líder Fluminense tem nove a mais. O Sport, do estreante Sérgio Guedes, que pela realidade da bola terá muito trabalho pela frente, amarga a 18ª posição, com 27 pontos – oito atrás do Bahia, primeiro time fora do Z-4.

Os dois times voltam a campo no domingo. Às 16h, o Sport desafia o Atlético-MG, no Independência, em Belo Horizonte. O Grêmio recebe o Botafogo, às 18h30m, no Olímpico.

Sport x Grêmio (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)Jogadores do Grêmio comemora gol de Pico, que abriu goleada (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

Gol da insistência

Planejar é o caminho mais curto, mas não garante o sucesso. A contradição resumiu o primeiro tempo. Enquanto o Sport pretendia atuar ofensivamente, tanto que entrou em campo com três atacantes, o Grêmio planejava adiantar a marcação para evitar a pressão de um adversário desesperado. O Tricolor se deu melhor.

Nem parecia que jogava fora de casa ou que tinha cinco desfalques. Com jogadores tranquilos e conscientes do que fazer em campo, comandou a etapa inicial. Criou três oportunidades além do gol, contra apenas uma da equipe local. A maioria delas na base da troca de passes e posterior lançamento a Leandro.

A primeira, porém, surgiu com Kleber. Ao receber de Anderson Pico, bateu cruzado para fora, aos quatro minutos. Dez mais tarde, Leandro recebeu grande passe de Souza, ganhou de Bruno Aguiar na corrida e, na saída de Magrão, chutou por cima. Uma cobrança de escanteio de Marquinhos ainda assustou os pernambucanos, assim como um chute violento de Felipe Azevedo obrigou Marcelo Grohe a trabalhar pela primeira vez na noite. Então, uma bola mal tirada pela defesa, um escorregão e um desvio depois de um chute originaram o gol. Pico aproveitou bobeira da defesa, teve a agilidade de se levantar rápido e chutou de fora da área: 1 a 0. Foi o começo, aos 43, do pulo na tabela: foram dez rodadas na terceira posição.

Quem não faz…

O segundo tempo começou com o Sport pressionando. Em três minutos, três chutes de fora da área com Gilberto, Hugo e Felipe Azevedo, este último obrigando Marcelo Grohe a fazer boa defesa. A pressão se revelou infrutífera. As conclusões de longe, sem jogadas tramadas no meio-campo, explica um pouco o porquê de o Leão ter o pior ataque da competição: 24 gols em 29 jogos.

Aproveitando-se do desespero rival, o Grêmio soube contragolpear. Léo Gao lançou Leandro, que desta vez fez tudo certo: arrancou e na saída do goleiro fez o segundo. Eram seis minutos. A torcida na Ilha do Retiro começava a reclamar e demonstrou toda a sua irritação aos 11, quando Marquinhos aproveitou rebote e bateu cruzado: 3 a 0.

Foi o suficiente para as vaias tomarem conta do estádio. Não contra o time. O protesto da torcida era contra o presidente Gustavo Dubeux. Cartazes e gritos eram direcionados ao dirigente. Quem sentiu, porém, foi o grupo de jogadores. Sem força, abusaram de cruzamentos para a área. O Grêmio não corria riscos, se deu ao luxo de sacar Kleber e apostar em André Lima. Ainda deu tempo para Hugo, aos 34, diminuir de pênalti. E ficou no 3 a 1.

Globoesporte.com

Presidente do CEDH envia ao FN relatório completo da visita a Penitenciária de Segurança Máxima

 

Preso registrou imagem de outros detendos deitados nus na cela (Foto: Divulgação/CEDH-PB)

O presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos da Paraíba (CEDH), padre João Bosco do Nascimento, encaminhou ao FOCANDO A NOTÍCIA (FN) o relatório da visita feita pelos integrantes do conselho a Penitenciária de Segurança Máxima Dr. Romeu Gonçalves de Abrantes – PB1/PB2, João Pessoa, na terça-feira (28/8).

A exposição traz detalhes minuciosos da situação vivida pelos detentos, inclusive com fotos, e o constrangimento sofrido pelos membros do CEDH, que tiveram que esperar por quase uma hora para entrar na área interna, quando possuem prerrogativa assegurada por lei estadual de fazer o trabalho de fiscalização sem o prévio agendamento.

Consta no relato que logo no início da visita ficou patente a precariedade do estado físico do estabelecimento. Várias pessoas amontoadas – espaços reduzidos, úmidos, molhados e sujos com fezes – todas sem colchões ou qualquer outro local para dormir.

Nas celas de disciplina, os conselheiros constataram que a situação era ainda pior. Embora impedidos pelos agentes de se aproximarem dos presos, eles puderam ouvir informações de que parentes estavam sendo obrigados a pagar pelas fichas para ter acesso à visita. Que havia prisioneiro machucado por maus-tratos da administração penitenciária.

Prisão dos conselheiros

Trechos do relatório revelam que os funcionários da unidade e policiais militares impediam a saída dos componentes do CEDH da penitenciária, inclusive para pegar um aparelho de celular no veículo ou tentar obter sinal para realizar contatos telefônicos para denunciar a situação. Eles não diziam seus nomes aos conselheiros detidos e se negavam a informar quem era o responsável pela ordem de manutenção da custódia. Que quando indagados sobre qual a acusação formal que estava justificando a prisão dos membros do CEDH, não sabiam afirmar ou apontavam uma resolução do diretor do presídio.

Clique aqui e confira relatório completo

Redação/Focando a Notícia