Arquivo da tag: companhia

Paraíba terá novos voos da companhia Azul a partir de agosto

O Governo da Paraíba, por meio do Programa Aeroportuário de Incremento ao Turismo e ao Desenvolvimento Econômico da Paraíba (Aerotur-PB), vai ampliar os voos da companhia Azul Linhas Aéreas nos aeroportos da Grande João Pessoa e de Campina Grande. Ao todo, serão 21 novos voos disponíveis neste segundo semestre. O anúncio foi feito pelo governador João Azevêdo, nesta segunda-feira (15), durante o programa semanal Fala Governador, transmitido pela Rádio Tabajara em cadeia estadual e pelas redes sociais do Governo.

De acordo com o governador, a partir do dia 1º de agosto, o Aeroporto Internacional Castro Pinto, na Grande João Pessoa, terá sete novos voos semanais na rota João Pessoa-Recife. Já a partir do dia 25 de setembro será a vez da cidade de Campina Grande ganhar sete novos voos. O Aeroporto João Suassuna terá também voos diários na rota Campina Grande-Recife. A ampliação da companhia aérea Azul será concluída em 1º de dezembro com mais sete voos semanais da rota João Pessoa-São Paulo.

Após reuniões realizadas pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) e PBTur com executivos da Azul, o Governo da Paraíba acordou em reduzir a base de cálculo do ICMS incidente no fornecimento de querosene de aviação para atrair os novos voos. “Fechamos esta parceria com a Azul, que traz um benefício enorme na relação comercial e também um avanço significativo para o turismo. Esses voos são contados em dobro, porque tem a ida e evidentemente a volta, então são 21 voos que se transformam em 42 novos voos”, observou o governador.

“Já estamos tratando também com outras companhias para ampliar o número de voos aqui para a capital”, acrescentou João Azevêdo, ressaltando que a ampliação dos voos da companhia Azul é mais uma conquista no sentido de possibilitar aos paraibanos e turistas a melhoria da conectividade com outros destinos.

 

clickpb

 

 

Equipes da Rádio Patrulha do 4º BPM e 7ª Companhia de Solânea lideram Campeonato de Futsal Brejo Seguro

Após quatro rodadas, as equipes da Rádio Patrulha do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar), no grupo A com 10 pontos, e da 7ª Companhia Independente de Solânea, no grupo B com 12 pontos, estão liderando o 8º Campeonato de Futsal Brejo Seguro, promovido pelo 4º BPM. No grupo A, a disputa está mais acirrada e o líder está apenas 1 ponto à frente do segundo colocado, o time do Nufap do 4º BPM, e três pontos à frente do terceiro colocado, que é o 7º BPM de Santa Rita. No grupo B, a situação do primeiro colocado é mais confortável, pois está com 5 pontos a mais que o vice-líder, a equipe da CPE (Companhia de Policiamento Especializado) do 4º BPM, que tem 7 pontos.

Até o momento, 143 gols já foram marcados no Campeonato Brejo Seguro e o artilheiro da competição é o soldado Jailson, da 7ª Companhia Independente de Solânea, com 10 gols, e os vice-artilheiros são o cabo Wilson, da mesma Companhia, e o soldado recruta Jarbidiel, do Nufap do 4º BPM, ambos com sete gols.

A quinta rodada do Campeonato de Futsal Brejo Seguro prossegue na próxima terça-feira (7) e será a última fase classificatória, onde quatro equipes de cada grupo se classificam para a próxima fase, conforme informou o major Cândido, coordenador do evento esportivo.

A quinta rodada será aberta com o jogo do grupo B, entre a 2ª Companhia do 4º BPM, sediada em Alagoa Grande, que ocupa a penúltima colocação do grupo com apenas 4 pontos, mas ainda tem chance de classificação, e a CPE, também do 4º BPM, vice-líder com 7 pontos.Todas as partidas da competição estão sendo realizadas no ginásio do Sesc de Guarabira.

O Campeonato de Futsal Brejo Seguro prossegue até o mês de agosto, com a participação de 11 equipes, uma vez que uma foi desclassificada. Idealizado em 2012, o evento esportivo tem como objetivos desenvolver uma política de qualidade de vida, bem-estar, lazer e congraçamento, através da prática de atividade física entre agentes de segurança pública.

Assessoria 4º BPM

 

 

Homem é assassinado a tiros quando pilotava moto na companhia de uma mulher no centro da Capital

Hospital-de-TraumaUm homem foi assassinado a tiros no final da manhã desta terça-feira (28) após ser perseguido no centro da Capital.

De acordo com a polícia, a vítima pilotava uma moto pela Avenida Maximiano de Figueiredo, na companhia de uma mulher quando vários disparos foram efetuados contra eles.

O rapaz chegou a ser socorrido para o Hospital de Trauma, mas não resistiu e morre, enquanto que a mulher sofreu algumas escoriações e depois de ser atendida no hospital foi encaminhada para a central de polícia.

De acordo com a polícia, a suspeita é de que o casal é suspeito de praticar vários assaltos na Capital.

Paulo Cosme\David Martins

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Eletricitários acusam Energisa de demitir sindicalista e companhia se recusa a falar

energisaO Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas da Paraíba (Stiupb) acusa a Energisa de estar demitindo sindicalistas que lideraram a última greve da categoria, realizada no início deste mês.

Conforme a nota de repúdio emitada hoje pelo Stiupb, na última sexta-feira, o  dirigente sindical e membro do Conselho Fiscal da Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), Dráuzio Macedo foi demitido. Os eletricitários Alderivam Ferreira e Luciano Araujo estão recebendo represália por parte da empresa por terem participado do movimento grevista.

O ClickPB entrou em contato com distribuidora de Energia Elétrica na Paraíba para que esclarecesse as denuncias dos funcionários.  A assessoria de comunicação da Energisa informou que a empresa não vai se posicionar nem esclarecer o assunto, porque é de âmbito interno. “Não afeta o atendimento ao consumidor, não temos o que falar sobre isso”.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Veja a nota de repúdio

Vimos tornar público, através dessa nota, o nosso repúdio ao comportamento antissindical da empresa ENERGISA. Na última sexta-feira, 23 de maio, o STIUPB recebeu a notícia da demissão do companheiro DRÁUZIO MACEDO, dirigente sindical de nossa entidade e membro do Conselho Fiscal da Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), bem como membro da comissão da PLR 2014, eleita em assembleia geral dos trabalhadores no início do mês quando do movimento paredista realizado na empresa. Repudiamos também as punições aplicadas pela Diretoria da ENERGISA contra os companheiros ALDERIVAM FERREIRA e LUCIANO ARAUJO.

No início do mês os trabalhadores da Energisa entraram em greve exigindo da empresa uma PLR digna pelo trabalho realizado. É da ciência de toda a sociedade paraibana que a Energisa é uma das empresas que mais crescem no setor eletricitário do país. Não à toa, fez um aporte financeiro de R$1,2 bilhão para a compra do Grupo Rede, do Centro-Oeste, no final do ano passado. Somente neste ano, a Energisa já obteve um lucro calculado em R$168,9 milhões de reais. Enquanto isso, os seus trabalhadores recebem o menor salário da categoria eletricitária no Brasil, ficando abaixo inclusive do piso recebido pelos trabalhadores do comércio e da construção civil no Estado. Em troca, metas inalcançáveis e um assédio moral que comprometem profundamente a saúde dos seus funcionários é a prática diária da empresa.

Engana-se a empresa em pensar que com esta demissão e as suspensões de diretores do STIUPB ela irá calar a voz dessa categoria. Vemos em todo o país as fortes mobilizações e greves travadas pelos trabalhadores de diversos ramos da economia que enfrentam os patrões e as direções pelegas dos sindicatos.

O companheiro Dráuzio é um dos mais de 2.000 trabalhadores da Energisa que não se curvou aos desmandos da empresa e ousou lutar contra a exploração, tendo a ousadia inclusive de organizar a luta no seu local de trabalho indo contra a omissão de seu sindicato.

Vale destacar que, na manhã do dia 22, a comissão da PLR 2014 estava reunida com a empresa e, num ato tresloucado, a Energisa demite um legítimo representante dos trabalhadores. Este ato não ficará impune! A mesma categoria que ousa lutar contra a exploração da empresa saberá responder essa tentativa de intimidação à categoria em luta.

REPUDIAMOS veementemente a ATITUDE ANTISSINDICAL DA ENERGISA que não irá calar a voz, nem tampouco diminuir a altivez dessa categoria que deu uma demonstração autêntica de sua força, realizando uma das maiores GREVES dos últimos 15 anos. A empresa deveria, ao invés de suspender direitos e demitir lideranças, responder as reivindicações dos seus mais de 2.000 funcionários que entraram em GREVE unicamente para exigir um valor justo na Participação nos Lucros e Resultados da empresa.

 

clickpb

Maior companhia ferroviária do Brasil é condenada a pagar R$ 15 milhões por trabalho escravo

ferroviaA  América Latina Logística (ALL), maior companhia ferroviária do Brasil, foi condenada a pagar R$ 15 milhões como dano moral coletivo por trabalho escravo. Em novembro de 2010, 51 trabalhadores foram resgatados em condições análogas a de escravo durante fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Os trabalhadores foram encontrados em alojamentos em condições precárias no Embu-Guaçú e na Estação Ferraz, linhas férreas exploradas e mantidas pela All América. As vítimas estavam isoladas na mata e eram impedidas de manter qualquer contato externo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os operários eram ameaçados e sofriam agressões físicas e verbais sendo intimidados por homens com armas de fogo. As jornadas de trabalho chegavam a 70 horas semanais.

Ação foi movida pelo Ministério Público do Trabalho em São Paulo (MPT-SP). A companhia alegou em sua defesa que as irregularidades eram de responsabilidade da Prumo Engenharia, empresa contratada pela All América para oferecer mão de obra.

A decisão na 1ª Vara do Trabalho de Itapecerica da Serra responsabilizou a concessionária All América por sua cadeia produtiva, destacando que a companhia tem o dever de fiscalizar o cumprimento da legislação por suas terceirizadas.

Em nota, a ALL anunciou que vai recorrer da decisão e “que repudia veementemente qualquer prática contrária aos direitos trabalhistas e reforça que possui políticas rígidas internas que determinam o cumprimento das normas legais aplicáveis ao seu negócio, incluindo as empresas prestadoras de serviços.”

De São Paulo, da Radioagência BdF, Leonardo Ferreira.

Foto: Reprodução/Repórter Brasil

 

Companhia Fascinart comemora o seu primeiro ano com muita Cultura em Solânea

Neste Sábado dia 23 a Companhia Fascinart comemorou o seu primeiro aniversário com muita Cultura em um evento realizado no Grêmio Morenense, sempre com o objetivo de resgatar a cultura do nosso Município.

P1080201
O Coordenador Tiago Salvador com sua equipe vem mostrando diversos seguimentos da cultura , como dança , musica , teatro , poesia entre outros .

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
A Companhia no inicio sentiu muita dificuldade para divulgar o seu trabalho ja que as pessoas não tinham o costume de ir a eventos culturais ,pois esses eventos nunca tiveram o apoio da Gestão Municipal.

P1080184P1080195P1080200
Com o passar do tempo a população vem valorizando mais esse trabalho apresentado pela Companhia que tem muito ainda a oferecer a todos nos .

P1080197P1080188P1080190P1080199P1080204P1080210

solaneaonline

RC apela para deputados votarem empréstimo da Cagepa; “O Estado não pode perder uma companhia como essa”

O governador Ricardo Coutinho apelou nesta segunda-feira (9) aos deputados estaduais que votem o empréstimo de R$ 150 mi da Cagepa na volta dos trabalhos legislativos amanhã. Durante o programa “Fala Governador”, na Rádio Tabajara, o chefe do Executivo estadual disse que a matéria necessita de urgência na apreciação e votação naquela Casa, visto que os prazos estão todos “estourados”.

De acordo com Ricardo Coutinho, cada mês que o empréstimo deixa de ser aprovado, “mais aumenta o rombo da dívida da companhia.

“O Estado não pode perder uma companhia como a Cagepa”, disse Ricardo Coutinho, pedindo até a compreensão do presidente da Casa de Epitácio Pessoa, Ricardo Marcelo (PSDB),  na importância da aprovação do empréstimo.

“Eu faço um apelo muito forte para eles colocarem e analisarem essa matéria e votarem amanhã. Porque o prejuízo para o povo é enorme”, afirmou.

Ricardo disse que espera que os parlamentares compreendam que o empréstimo é de fundamental importância para a Cagepa começar a resolver o seu problema.

Roberto Targino – MaisPB