Arquivo da tag: companheira

Adolescente agride companheira e é apreendido em Guarabira

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) apreenderam, no início da tarde desta terça-feira (9), na cidade de Guarabira, um adolescente infrator de 17 anos de idade suspeito de crime semelhante à violência doméstica depois de ter agredido a companheira.

A própria vítima ligou para a Polícia Militar informando que, depois de uma discussão entre os dois, teria sido agredida fisicamente pelo companheiro, que também chegou a danificar objetos da residência do casal. Rapidamente, os policiais chegaram ao local e confirmaram a denúncia.

A guarnição acompanhou os envolvidos para a Delegacia de Polícia Civil para as providências legais.

P/5 – Seção de Comunicação Social e Marketing Institucional do 4º BPM

 

 

Policiais do 4º BPM prendem em Guarabira suspeito de manter companheira em cárcere privado

Um homem suspeito de manter a companheira em cárcere privado foi preso em flagrante na noite dessa quarta-feira (12), na cidade de Guarabira, por policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar). A guarnição foi acionada através do Copom para atender a uma ocorrência de cárcere privado e, ao chegar ao local, encontrou a vítima dentro de um apartamento que estava trancado com cadeado e, segundo ela mesma relatou, essa era uma prática comum.

A própria vítima conseguiu quebrar o cadeado e contou aos policiais que sofria ameaças constantes do companheiro, além de agressões, e que no último sábado (9), também foi agredida com um socos na boca e abaixo do peito, teve a barriga ‘riscada’ com uma faca e o cabelo cortado.

A guarnição comandada pelo cabo Erivan, com o apoio do CPU (Coordenador de Policiamento da Unidade), tenente Danilo, realizou buscas e quando o suspeito retornou para a residência, recebeu voz de prisão pelo crime de violência doméstica e foi conduzido à delegacia.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Traficante que fazia delivery é preso em Solânea. Companheira menor realizava as entregas

Uma ação realizada pela Polícia Civil da Paraíba, através da 21° Secccional em Solânea, juntamente com a Polícia Militar, 7° CIPM, resultou na prisão de traficante acusado de vender substância entorpecente realizando a entrega nas residências de viciados, sendo auxiliado pela companheira menor de idade.

Foi preso Josenilson Silva Monteiro, 24 anos, e apreendida a adolescente T.E.A.F., 15 anos, residentes na Rua Bela Vista, Solânea.

Além de porções de maconha e cocaína, também foi apreendido um revólver cal 38 e um simulacro de pistola.

O acusado responderá pelos crimes de tráfico de entorpecente, posse ilegal de arma e corrupção de menores e a adolescente por ato infracional de acordo com o E.C.A.

 

Com Polícia Civil

 

 

Homem mata companheira com foice e é morto a tiros pelo irmão, no Sertão da Paraíba, diz polícia

Um homem de 48 anos é suspeito de ter assassinado a companheira de 45 anos com golpes de foice, na tarde desta terça-feira (21), em Cachoeira dos Índios, município do Sertão da Paraíba. Segundo informações da Polícia Civil, após cometer o crime, ele teria sido morto a tidos pelo próprio irmão.

Ainda conforme a polícia, o homem suspeito de matar a companheira tinha problemas mentais. Após assassinar a vítima, ele teria ido até a casa da mãe para cometer novos crimes. O irmão teria atirado contra ele para proteger a família.

O homem que atirou contra o irmão fugiu do local em que o crime aconteceu. Ele ainda não foi detido. Uma perícia foi realizada nos locais em que os crimes aconteceram. O corpo das vítimas foi encaminhado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Cajazeiras, também no Sertão do estado.

G1

 

Jovem é morto a tiros e pedradas na frente da companheira grávida em JP

Um jovem foi morto a tiros e pedradas na Comunidade Riachinho, no bairro Treze de Maio, em João Pessoa, nesta segunda-feira (30).

Ele estava em uma motocicleta com a companheira, que está grávida de três meses, no bagageiro quando foi abordado por pessoas que mandaram ela descer e correr.

O jovem foi atingido por vários tiros e pedradas na cabeça e os suspeitos fugiram em seguida.

Ainda não há informações a respeito da autoria e motivação do crime.

Marília Domingues/Marcos Antônio (Águia)

 

 

Presidiário é suspeito de planejar e mandar matar companheira em Campina Grande, diz polícia

Um mandado de prisão foi cumprido na manhã desta segunda-feira (18), no presídio do Serrotão, em Campina Grande, contra um homem que é suspeito de planejar a morte da companheira, de 23 anos. Segundo informações da Polícia Civil, o crime aconteceu em setembro de 2016, quando o suspeito estava detido em uma penitenciária de João Pessoa e mandou matar a mulher.

A delegada Suelane Souto, titular da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa de Campina Grande, disse que o suspeito “ligou para a vítima e mandou que ela fosse para o bairro do Pedregal, onde pegaria uma encomenda. Quando ela chegou ao local indicado, foi surpreendida e assassinada com diversos disparos de arma de fogo”.

As investigações duraram mais de três anos. Ainda de acordo com a delegada, o crime teria sido motivado por ciúme. “Ele descobriu que a vítima estava se relacionando amorosamente com outra pessoa”, acrescentou.

O suspeito cumpre pena por roubo e homicídio. As investigações continuam para identificar outros envolvidos no crime.

G1

 

Homem morre em hospital após ser queimado por companheira com isqueiro e acetona, diz polícia

Um homem morreu na tarde desta sexta-feira (1º) no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, doze dias após sofrer queimaduras de 2º grau. De acordo com a delegada de Homicídios, Nercília Dantas, que acompanha o caso, o homem sofreu as queimaduras após a companheira dele jogar acetona no corpo dele e, em seguida, acender um isqueiro. Após a morte do homem, a mulher se apresentou na Central de Polícia Civil e confessou incendiou o homem após descobrir uma traição.

Tercio Andrade Ferreira, de 26 anos, estava internado no Hospital de Trauma de Campina Grande desde o dia 21 de outubro deste ano. Conforme a delegado, até então nenhum parente dele havia ido até a delegacia registrar um Boletim de Ocorrência. Mas, após a morte da vítima nesta sexta-feira, a mulher e a família da vítima foram até a polícia e relataram o caso.

“Ela conta que descobriu uma traição dele. No dia, eles dois estavam bebendo e, ao chegar em casa, quando ele dormiu, ela jogou acetona no corpo dele e depois acendeu um isqueiro. Ela ainda diz que, após fazer isso, se arrependeu e tentou socorrer ele, mas ele já estava todo queimado”, relatou a delegada.

Em depoimento à polícia, a família da vítima disse que, após a mulher queimar Tercio Andrade, o homem correu para a casa do pai dele, que ficava próximo à residência do casal. “Ele foi levado para o Hospital, deu entrada já inconsciente e precisou ser entubado urgentemente. Esse tempo todo ele estava em estado grave e, infelizmente, não resistiu”, explicou Nercília Dantas.

Ainda conforme relato de testemunhas à polícia, antes de cometer o crime, a mulher já havia ameaçado tocar fogo no companheiro. “A mulher se apresentou e disse que se arrependeu do que fez, inclusive que está sendo ameaçada pelos parentes da vítima. Ela pediu pra ficar presa, mas isso não é possível já que não houve flagrante e não há mandado de prisão contra ela ainda”, salientou a delegada.

A delegada informou que a mulher vai responder por homicídio doloso, mas que, por não haver flagrante, e a morte da vítima ter sido registrada 12 dias após o fato, até então ela deve responder em liberdade. “Se durante o processo for necessário a prisão preventiva dela, aí é que devemos prendê-la”, concluiu Nercília Dantas.

G1

 

Homem agride e ameaça companheira e filho e é preso por violência doméstica em Alagoa Grande

Um homem foi preso em flagrante por policiais da 2ª Companhia do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) nesse sábado (26), no Conjunto Febema, na cidade de Alagoa Grande, suspeito de violência doméstica. Os policiais da Rádio Patrulha foram informados de que um homem teria agredido e ameaçado a companheira e, ao chegarem ao local, confirmaram que ele teria espancado a companheira e ameaçado a ela e ao seu filho com um facão. O suspeito foi preso e conduzido à Delegacia de Polícia Civil.

Em Belém, os policiais da 3ª Companhia, acionados pelo Copom, realizaram a prisão de um homem que apresentava sinais de embriaguez e estava praticava desordem em via pública. Após a denúncia, a guarnição chegou ao local e constatou a veracidade do fato, sendo o suspeito preso e conduzido à delegacia para a atuação por embriaguez e desordem.

Foto: Wagner Varela

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Homem é preso suspeito de agredir companheira na frente da filha de 5 anos, em João Pessoa

Um homem foi preso na manhã desta segunda-feira (21) suspeito de agredir a companheira na frente da filha de cinco anos, dentro de um carro, próximo ao Viaduto do Geisel, em João Pessoa. O casal teria discutido por ciúmes.

A polícia chegou até o local porque uma pessoa que passava na rua viu a cena e fez uma denúncia na delegacia. De acordo com a delegada Amim Oliveira, uma equipe foi até o local, confirmou as agressões e encaminhou a vítima e o suspeito até a delegacia.

Everaldo Epaminondas, de 38 anos, foi preso em flagrante. As primeiras informações da Polícia Civil são de que o casal estava brigando por ciúmes. A vítima, de 23 anos, teria flagrado o companheiro com outra mulher na madrugada desta segunda. A criança está sob a guarda da mãe, que também prestou depoimento na delegacia.

G1

 

Homem é preso suspeito de matar companheira com barra de ferro, em Queimadas, PB

Um homem de 30 anos foi preso em flagrante na noite da sexta-feira (11), suspeito de matar a companheira dele, de 37 anos, com golpes de barra de ferro, em Queimadas, no Agreste da Paraíba. Segundo o delegado Kelsen Vasconcelos, o suspeito teria coberto o corpo da vítima e dito que ela havia sido atropelada.

Ainda de acordo com o delegado, testemunhas viram quando o casal discutia em um bar, localizado no Sítio Caixa D’água, por volta das 23h. Eles continuaram a discussão em um ponto de ônibus próximo ao estabelecimento. O suspeito estava armado com uma barra de ferro.

Alguns minutos depois, o homem que teria sumido do local, voltou e cobriu o corpo da vítima. À Polícia Militar, ele disse que a companheira havia sido atropelada.

O delegado disse que a versão apresentada pelo suspeito não condizia com a cena do crime. “A perícia constatou que não havia indício de atropelamento. Ela foi atingida na cabeça, no braço e estava com várias lesões. Indica-se que foi [a barra de ferro] pela gravidade das lesões”, explicou o delegado. Ele também cogita a hipótese de que um pedaço de madeira ou uma pedra tenham sido utilizados.

A barra de ferro que teria sido utilizada ainda não foi encontrada pela polícia. O homem foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Queimadas, onde foi autuado pelo crime de feminicídio. Ele negou que tenha cometido o crime e permanece no local à disposição da Justiça.

Foto: Polícia Civil/ Divulgação

G1