Arquivo da tag: Comoção

Em Serraria: tristeza, lágrimas e comoção no adeus ao ex-prefeito João de Deus

No final da tarde desta segunda-feira (22) a cidade de Serraria parou para se despedir do ex-prefeito João de Deus.

Tristeza, lágrimas e comoção marcaram o sepultamento do homem que governou o município por duas vezes. Um cidadão filho de agricultor que ao administrar Serraria por quase oito anos, conquistou o respeito, o carinho e a consideração do povo serrariense. Assim, era João Caboclo, como era conhecido popularmente, com suas posições firmes e sorriso marcante passou a ter a admiração dos habitantes da terra que lhe adotou como filho.

A política de Serraria, sem a presença de João sentirá a falta do seu jeito peculiar de fazer e dialogar política.

João partiu deixando saudade e marcando uma época que ficará na história e na política de Serraria.

Desde o anúncio da morte de João de Deus, o seu filho, prefeito Petrônio Freitas recebeu a solidariedade de familiares, amigos, políticos e a população serrariense.

Centenas de pessoas e políticos da região participaram do enterro do ex-prefeito João de Deus, que foi um dos maiores da cidade.

 

Fonte: Balbino Silva/MIDIA PARAÍBA

 

 

Vídeo de menino derrubando móveis em escola gera comoção nas redes sociais

meninoO vídeo que mostra um menino derrubando móveis e objetos na sala de uma escola tem gerado enorme comoção nas redes sociais. A cena foi registrada por funcionários da escola, que nada fizeram. “Deixa ele, a gente não pode bater nele ou segurá-lo”, diz uma funcionária. “Quero saber da orientação educacional, da assistência social, o que a gente faz com uma criança dessas?”, questiona outra. No fim das contas, os professores ameaçam acionar a polícia.

Somente em uma página do Facebook, o vídeo foi compartilhado mais de 100 mil vezes por internautas indignados e divide opiniões. “Acho que nem os pais dessa criança têm domínio sobre ele. Que absurdo, meu Deus”, escreveu um deles. “Total despreparo dos educadores. Ninguém manda parar e ainda estão incentivando a quebradeira”, escreveu outro.

O caso ocorreu na Escola Municipal Paulo Freire, localizada na cidade de Macaé. De acordo com a Secretaria de Educação do município, o menino tem 7 anos e é aluno do 1° ano do Ensino Fundamental. A secretaria não informou quando o caso ocorreu, mas disse que soube do fato nesta quarta-feira. Segundo o órgão, não há registros de problemas anteriores com o estudante.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Além disso, a Secretaria de Educação informou que “solicitou à Procuradoria Geral do Município a abertura de um inquérito administrativo para a apuração dos fatos”. Segundo o órgão, a direção geral ficará afastada da escola enquanto as investigações estiverem em andamento. Também informaram que assistentes sociais foram à residência do menino para oferecer apoio à família, e que ele terá acompanhamento de profissionais da equipe multidisciplinar na escola a partir desta quinta-feira.

Especialistas questionam conduta dos funcionários

A pergunta feita pela funcionária da escola sobre o que fazer com o menino divide opiniões entre especialistas. De acordo com o desembargador Siro Darlan, ex-coordenador da Comissão Judiciária de Articulação das Varas da Infância e Juventude e Idoso, não existe uma receita a ser seguida pelos funcionários diante de uma situação como essa, mas é categórico ao afirmar que a violência nunca é a melhor opção.

— Em uma situação como essa, o ideal é esperar a criança se acalmar e oferecer uma resposta de acolhimento. Em vez de puxá-la com força, é preciso abraçá-la. Provavelmente o menino está acostumado à violência e espera que os funcionários da escola o tratem desta forma. Mas, se é surpreendido com uma ação diferente, pode mudar o seu comportamento — defende.

Foto: Reprodução

Para Darlan, a falta de reação dos funcionários reflete uma falta de orientação educacional e preparo adequados. Segundo ele, os professores não podem abrir mão de sua autoridade pedagógica.

— O educando testa o educador a todo momento. A juventude é contestadora, e não passiva. Cabe aos professores, através de técnicas aprendidas nas universidades, controlar, dialogar e se aproximar dos alunos — diz.

A professora Miriam Paura, pedagoga da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), acredita que a conduta adotada pelos funcionários da escola foi “erradíssima”.

— Não se educa deixando os alunos fazerem o que querem. Os pais e educadores devem estabelecer limites para as ações das crianças. Deveriam ter o retirado da sala e conversado com ele, dito que não estava certo. Ele pode não entender hoje ou amanhã, mas um dia começa a entender. Se o caso é mais sério, o ideal é que os pais levem a criança até um médico para que, junto com a escola, ajude a resolver o problema — explica.

Foto: Reprodução

Para o especialista em educação Cláudio de Moura e Castro, a indisciplina é um problema sistêmico no país, onde existe uma confusão entre autoridade e autoritarismo.

— Sem autoridade, nenhuma organização funciona. O que acontece é que esses funcionários são partes de um sistema. Eles não têm autoridade ou autonomia para se rebelarem individualmente contra a incapacidade da escola de lidar com indisciplina. É um problema sistêmico, estrutural. O pensamento educacional é incapaz de entender que há limites que não podem ser ultrapassados. Criou-se uma enfermidade social, uma permissividade que é disfuncional em qualquer país do mundo — defende.

O especialista defende que, para mudar o cenário, deve haver uma “tomada de consciência coletiva”.

— Acho que a mudança deve começar pelas secretarias de educação, pelos diretores e professores, que devem dar um basta na situação. Os conselhos tutelares e juizados também devem ser parte do processo — argumenta.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Leia a nota da Secretaria de Educação de Macaé na íntegra:

“A secretaria de Educação solicitou, junto à Procuradoria Geral do Município, a abertura de um inquérito administrativo para apuração dos fatos sobre a exibição do vídeo do aluno, de 7 anos, do 1º ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Paulo Freire, localizada no bairro Lagomar, que foi divulgada nas redes sociais. Baseado na solicitação da abertura do inquérito, para apuração isenta dos fatos, foi recomendado o afastamento da direção geral da unidade municipal.

As assistentes sociais da secretaria de Educação foram até a residência do aluno para oferecer apoio necessário à família. O estudante terá acompanhamento dos profissionais da equipe multidisciplinar na unidade escolar, a partir desta quinta-feira (29).

O secretário de Educação, Guto Garcia, que ficou ciente do caso nesta quarta-feira (28), adotou, de imediato, as providências necessárias. Ele destacou que o vídeo confirma a preservação da integridade física do aluno e que não há registros de problemas anteriores com o estudante.

A Prefeitura de Macaé lamenta o fato ocorrido e ressalta que a rede municipal de ensino trabalha em prol do bem-estar dos alunos.”

Extra

Sob comoção e honras militares, corpo do Tenente Jailton é sepultado em Rio Tinto

tenenteO Tenente Jailton Paulo de Souza Correia, de 49 anos, que morreu em um acidente automobilístico na noite do último domingo (27), foi sepultado no final da tarde desta segunda-feira (28), na cidade de Rio Tinto, no Litoral Norte paraibano.

Com honras militares e debaixo de forte comoção, o cortejo seguiu da Câmara de Vereadores da cidade para o cemitério local. Companheiros de trabalho, amigos e diversas pessoas de Pirpirituba, onde o Tenente trabalhou por mais de 10 anos, fizeram questão de lhes prestar a última homenagem.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Assista:

O Coronel Valério, comandante do 4º BPM, onde era lotado o policial, disse que o batalhão perdeu um profissional dedicado e operacional. O Comandante frisou ainda que Jailton tinha amizade e o respeito da tropa e da população. Policiais civis e do corpo de bombeiros também compareceram ao sepultamento.

Acidente que vitimou tenente
Jailton morreu na noite de domingo (27) após capotar seu carro em um trecho da PB-085, próximo à cidade de Sertãozinho, no Agreste paraibano. O policial viajava do município de Sertãozinho para Pirpirituba, quando perdeu o controle do veículo e capotou. Segundo a PM, a vítima foi arremessada do carro no momento do capotamento e caiu em uma ribanceira, ficando inconsciente.

A vítima chegou a ser socorrida e levada para o Hospital Regional de Guarabira, mas, por conta das hemorragias, não resistiu aos ferimentos e morreu. Segundo o policial, uma outra pessoa estava no carro no momento do acidente, mas sofreu apenas algumas escoriações e está fora de perigo.

 

 

manchetepb

Solânea se despede de “Palmeirinha” com várias homenagens e sob forte comoção

palmeirinhaO ícone da torcida do Verdão, Antônio do Palmeiras, foi sepultado na tarde desta quinta-feira(14), em Solânea, sob forte comoção. Dezenas de pessoas, a maioria delas vestida com a camisa do time do coração do comerciante, acompanharam o cortejo que foi marcado por várias homenagens em todo o seu trajeto.

Na avenida principal da cidade, comerciantes fecharam as portas de seus estabelecimentos, em sinal de luto, no momento em que o corpo de Palmeirinha, como era carinhosamente conhecido, passava.

Também durante o cortejo foi tocado o hino do Palmeiras em homenagem àquele que foi um dos símbolos mais marcantes da torcida da equipe de São Paulo.

E o momento mais emocionante da despedida de Antônio do Palmeiras foi quando o cortejo passou pelo seu bar. Em frente o estabelecimento, ponto de referência na cidade, todos pararam para homenagear o torcedor, o pai, o marido exemplar que ele sempre foi.

Leia também

Antônio do Palmeiras foi personagem principal de várias reportagens de redes de TVs nacionais. A última vez em que ele apareceu para se fazer conhecido por todo o Brasil foi no mês passado, quando foi feita uma matéria especial para o programa Domingo Espetacular, da Rede Record.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

enterro2

enterro1

enterro2 enterro

Focando a Notícia

TV mostra drama de Maguila contra doença e gera comoção

Desde que foi diagnosticado com Mal de Alzheimer e demência pugilística, o ex-boxeador Maguila fez poucas aparições públicas. Mas neste domingo, a Rede Record apresentou uma reportagem mostrando o preocupante estado de saúde dele. Apesar da dificuldade para se movimentar, Maguila conseguiu dar entrevista, cantou um samba e gerou muita comoção nas redes sociais, chegando ao “Trending Topics” mundial.

Reportagem teve legenda, porque nem todas frases de Maguila foram inteligíveis Foto: Reprodução
Reportagem teve legenda, porque nem todas frases de Maguila foram inteligíveis

Foto: Reprodução

Maguila está internado na Santa Casa de São Paulo há nove meses e não há qualquer expectativa de melhora. De acordo com a mulher, Irani Pinheiro, ele tem piorado cada vez mais. Mesmo assim ainda mostra o perfil de atleta: “a luta só para quando a gente morre. Eu estou lutando para estar vivo. Quero viver muito. A luta é até o último dia e não pode parar de lutar. Não desisto, não”. Ele inclusive mostrou esperança: “estou calmo, tranquilo, uma hora eu saio daqui”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A maioria das frases de Maguila vinham com longos intervalos, já que ele mostrou dificuldade até para respirar. Mas surpreendeu ao cantar um samba de Bezerra da Silva, “Quem usa antena é televisão”.

Maguila também mostrou orgulho ao falar da carreira. O campeão brasileiro, sul-americano e mundial (pela WBF) ressaltou a importância dos títulos nas décadas de 80 e 90: “ali nasceu o boxe, começou tudo de novo comigo”, afirmou ele, lembrando que, de fato, foi ele que resgatou a popularidade do esporte no Brasil.

Esse orgulho também foi mostrado por fãs no Twitter. Muitas pessoas lembraram com saudades e outras disseram que não conheciam a carreira de Maguila, algo que também foi resgatado com detalhes na reportagem. Veja comentários e as publicações com a “hashtag” #somostodosmaguila:

 

Terra

Diretor da Cadeia Pública de Solânea é sepultado neste sábado sob forte comoção da população

 

O diretor da Cadeia Pública de Solânea, Jairo Neves dos Santos, foi sepultado na manhã deste sábado (24), no Cemitério Santo Antônio sob forte comoção da população. Jairo foi assassinado na noite da última quinta-feira (22) quando saia do trabalho para casa. O crime, segundo a polícia, tem características de execução, já que o diretor era conhecido por sua rigidez na cadeia. Jairo deixou esposa, filhos e muitos amigos.

No momento em que o crime aconteceu, populares chegaram a socorrê-lo para o hospital, mas Jairo não resistiu aos ferimentos a bala. De acordo com depoimento de testemunhas, dois homens em uma moto se aproximaram de Jairo e efetuaram cerca de cinco disparos acertando três deles na cabeça.

O delegado Ricardo Sena, titular do Grupo Tático Especial (GTE) de Guarabira, foi designado em caráter especial para apurar o homicídio que vitimou o diretor da Cadeia Pública de Solânea.

A decisão foi tomada pelo delegado geral adjunto de Polícia Civil, André Rabelo, juntamente com o delegado Luciano Soares, responsável pela Delegacia Regional de Guarabira, que abrange o município onde o crime aconteceu.

Segundo André Rabelo, Ricardo Sena e sua equipe permaneceram na cidade de Solânea durante toda a madrugada e nesta sexta-feira (23) parentes da vítima e testemunhas devem ser ouvidas. “O GTE terá todo o apoio da Delegacia Geral para elucidar esse crime, assim como também tem acontecido em outros casos relativos ao trabalho da polícia judiciária”, frisou Rabelo.

Mesmo com a cadeia de Solânea estando desativada, o diretor continuava fazendo o acompanhamento dos albergados da cidade.

 

Redação/Focando a Notícia

Comoção e tristeza no enterro das vítimas da BR-104

Forte comoção, tristeza e lágrimas marcaram o enterro das vítimas do acidente que matou seis pessoas na BR-104, nesta quarta-feira (23).

As vítimas

As vítimas do acidente na BR 104 (Foto: Rodolpho Raphael)

Carlos César Morais e Givanilton Elias Batista estavam entre as vítimas do acidente que aconteceu na terça-feira (22), na altura do quilômetro 96 da BR-104, no trecho entre as cidades de Esperança e Remígio, próximo ao distrito de São Miguel, no Agreste do estado.

O Enterro reuniu cerca de seis mil pessoas, entre os presentes, estavam diversas autoridades municipais e estaduais como também funcionários das lojas onde as vítimas prestavam serviços.

Após o acidente que vitimou os jovens, internautas de toda Paraíba, principalmente do Brejo e Agreste estão realizando correntes de oração e de solidariedade para com as famílias das vítimas usando a Hastg #EsperançadeLuto.

Da Redação com Notícia PB