Arquivo da tag: clonagem

Grupo suspeito de tráfico de drogas e clonagem de cartões de crédito é preso, na PB

Uma quadrilha especializada em tráfico de drogas e clonagem de cartão de crédito foi desarticulada no início da noite da quarta-feira (5), em João Pessoa, durante uma operação realizada por equipes da Delegacia de Repressão a Entorpecentes da capital. Dez pessoas foram conduzidas à delegacia, suspeitas de envolvimento nos crimes. Entre os presos está um detento que cumpre pena em regime aberto e é monitorado por uma tornozeleira eletrônica.

Os suspeitos estavam em um motel no bairro do Bessa, no mesmo apartamento. De acordo com o delegado Bruno Victor Germano, já era a terceira vez que o grupo se reunia no mesmo local. Eles usavam os serviços do estabelecimento e pagavam com cartões de crédito clonados, causando prejuízo de R$ 20 mil.

Com o grupo, a polícia encontrou uma arma de fogo, com munições, celulares, além de cinco cartões de créditos possivelmente clonados.

O grupo foi descoberto durante uma investigação sobre a origem do dinheiro do tráfico de drogas. “Nessa investigação chegamos a essa quadrilha criminosa e descobrimos essa prática de clonagem de cartões de crédito”, afirmou o delegado.

Entre as dez pessoas conduzidas à delegacia, há três adolescentes com idades de 16 e 17 anos. Eles serão ouvidos pelo delegado e encaminhados à família. Os adultos serão autuados por crimes de estelionato, corrupção de menores e porte ilegal de arma de fogo e oferecimento de bebida alcoólica a menor de idade.

G1

 

Polícia investiga esquema de clonagem e revenda de veículos entre PE e PB

(Foto: Cristiano Santana/Polícia Civil)

Três pessoas foram detidas em um suposto esquema interestadual de clonagem e revenda de veículos roubados, investigado pela Polícia Civil da Paraíba. O flagrante aconteceu na tarde desta quinta-feira (6), quando um carro roubado em Pernambuco passava por vistoria de transferência no Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) em Campina Grande, depois de ser vendido.

De acordo com o delegado de Roubos e Furtos Cristiano Santana, o carro apreendido foi roubado na cidade de Paulista e depois foi levado para Caruaru – ambas em Pernambuco – onde foi clonado e depois encaminhado para ser vendido na Paraíba. No momento da apreensão, uma mulher estava sendo vítima do golpe e iria comprar o carro sem saber que era roubado e clonado.

“Essa vítima saiu de Caicó, no Rio Grande do Norte, para comprar o carro em Campina Grande. A gente já estava suspeitando da concessionária e acompanhou o processo. Durante a vistoria no Detran, foi confirmado que o carro era clonado e o veículo foi apreendido. A vítima já havia pago R$ 29 mil pelo carro e entregaria o resto do dinheiro depois da transferência”, explicou o delegado.

O dono da concessionária onde o carro estava sendo comprado em Campina Grade, um homem de 42 anos, foi autuado em flagrante. Na delegacia, segundo a Polícia Civil, ele disse que teria comprado o carro de outra concessionária da cidade de Lagoa Seca.

O dono da concessionária em Lagoa Seca, um homem de 39 anos, foi ouvido na delegacia e contou que havia recebido o carro clonado de outra pessoa em Caruaru, onde teria ocorrido o processo de adulteração do veículo.

Ainda de acordo com o delegado Cristiano Santana, o suspeito que está na cidade de Caruaru já foi identificado, está detido e deve ser ouvido ainda nesta quinta-feira (6).

Cristiano Santana destacou que, desde janeiro a Polícia Civil da Paraíba está investigando um esquema de repasses de veículos roubados e clonados que saem de Caruaru para revenda em Campina Grande.

“Já vínhamos investigando essa ação e as buscas vão continuar. Infelizmente tem sido uma prática comum de carro clonados em Pernambuco estarem sendo vendidos em Campina Grande. A senhora que mora em Caicó ficou atraída pelo preço, mas não imaginava que estava comprando um carro roubado e clonado”, disse ele.

Outro detalhe que chamou a atenção da Polícia Civil é que o carro que foi clonado também é de Campina Grande. “O carro roubado e adulterado estava sendo vendido em Campina Grande e o carro verdadeiro de mesmo ano, cor e modelo também é Campina Grande. O carro com a placa verdadeira foi encontrado no bairro da Palmeira”, disse o delegado.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Operação de combate a clonagem de carros prende pelo menos doze em João Pessoa

Um major está entre as doze prisões realizadas até as 7h20 desta quarta-feira (24) durante uma operação de combate ao comércio de veículos clonados em João Pessoa. Com o policial, a policia apreendeu dois veículos roubados. Segundo informações da Polícia Civil, os suspeitos integravam um grupo que receptava veículos roubados e adulteravam o chassi e adotavam uma placa “fria”.

A operação foi realizada em três bairros de João Pessoa. Os suspeitos foram encaminhados para Central de Polícia, no bairro do Geisel, em João Pessoa, após passarem por exames de corpo de delito, na Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol).

Além das prisões, a Polícia Civil também apreendeu carros com suspeita de adulteração. Ainda de acordo com a polícia, pelo menos dois dos suspeitos presos já tinham sido detidos anteriormente em operações da Delegacia de Roubos e Furtos de veículos pela prática de clonagem de carros.

Os detalhes da operação devem ser repassados pela polícia em uma entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (24) na Central de Polícia. Até as 7h10, a operação ainda estava em curso, segundo a polícia.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Na PB, Polícia desarticula quadrilha por clonagem de veículos em vários Estados

operacaoA Polícia Civil, por meio da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) de Campina Grande, realizou nessa quarta-feira (14) a segunda fase da Operação Espelho Mágico. A ação aconteceu nas cidades de Campina Grande, Ingá e Picuí e teve como objetivo combater a atuação de quadrilhas especializadas na clonagem e adulteração de placas de veículos roubados em vários Estados. Durante a ação, foram cumpridos quatro mandados de prisão preventiva.

No município do Ingá, no Agreste paraibano, o alvo foi a sede da 19ª Ciretran. No local, foi cumprido um mandado de prisão contra o funcionário José Ricardo Bacalhau Rodrigues, suspeito de repassar para a quadrilha espelhos de Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) que serviam para ‘esquentar’ carros roubados. Com ele a polícia também apreendeu um carro, CPUs, placas de veículos e vários documentos.

Outro preso foi Sérgio Ricardo Ferreira. As investigações mostram que ele comprava do funcionário do Detran espelho de CRLV por R$ 20. No município de Picuí, a polícia prendeu Bruno Araújo Costa e em Campina Grande, Diego Figueiredo Lima. Dois veículos foram aprendidos. O grupo criminoso, que vem sendo monitorado há vários meses, segundo o trabalho de investigação, atua nos Estados de Sergipe, Rio Grande do Norte, Bahia, São Paulo e Distrito Federal.

Os quatro suspeitos foram ouvidos pelo delegado Cristiano Santana “Estas prisões são o resultado de nossas investigações, que começaram com a primeira fase da operação. O nosso objetivo é desarticular e prender estes grupos criminosos que vêm agindo na nossa Região. Já conseguimos identificar todos os membros desta quadrilha e vamos continuar a operação até prender o último membro do grupo”, falou a autoridade policial.

Na primeira fase da Operação Espelho Mágico, realizada na cidade de Campina Grande no dia 22 de agosto deste ano, cinco pessoas foram presas e autuadas em flagrante por adulteração de veículos, receptação e associação criminosa. Na época, também foram apreendidos três carros. O nome da ‘Operação Espelho Mágico’ é uma referência a forma como os suspeitos agem fazendo um espelho dos documentos autênticos usando dados falsos.

paraibaja

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Policial reformado chefiava clonagem de carros na Paraíba, diz polícia

sireneUm policial militar reformado de 53 anos está sendo apontado pela Polícia Civil como o chefe de uma quadrilha suspeita de clonar veículos roubados na Paraíba e negociar os carros em vários estados do Nordeste. O grupo suspeito foi preso na semana passada, em Campina Grande, e a informação foi confirmada pela Delegada de Roubos e Furtos, Ellen Maria, nesta segunda-feira (22). Ao todo, cinco pessoas já foram presas.

Segundo a Polícia Civil, o policial militar aposentado já realizava a prática há vários anos e era ele quem distribuía os veículos para outros estados. O homem foi preso na casa dele, que fica no bairro Mirante, em Campina Grande. Na operação batizada como “Espelho Mágico”, foram apreendidos quatro veículos. Todos os carros eram roubados, clonados e seriam comercializados em outros estados do Nordeste.

A quadrilha começou a ser desarticulada com a prisão de um homem de 30 anos, conforme informou a Polícia Civil. Ele foi preso no Centro de Campina Grande, enquanto trabalhava fazendo transporte clandestino de passageiros, utilizado um carro do modelo Gol clonado.

“O veículo Gol foi submetido à perícia e o motorista não tinha a documentação do veículo. A partir disso, aprofundamos as investigações e chegamos ao nome de dois sergipanos que estavam em Campina Grande, em um hotel no bairro Catolé”, disse a delegada Ellen Maria.

Ainda segundo a delegada, os dois sergipanos são integrantes de uma quadrilha especializada neste tipo de crime. Eles foram presos em posse de um veículo Space Fox também clonado. “Esse veículo havia sido roubado no estado do Distrito Federal”, disse a delegada.

A última pessoa a ser presa sob suspeita de integrar a quadrilha foi um homem de 24 anos. A prisão dele ocorreu na cidade de Pocinhos, no Curimataú paraibano, e a suspeita da Polícia Civil é de que o homem atuava como fornecedor do grupo.

Documentos do Detran
Ainda de acordo com a Polícia Civil, a quadrilha conseguia extraviar documentos do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) para clonar os veículos. A informação foi confirmada pelo delegado Cristiano Santana e está sendo investigada pela polícia. O delegado ainda explicou como eram feitas as negociações dos carros clonados.

“A quadrilha agia de duas formas. Uma era trazendo os veículos roubados e furtados de outros estados, como Bahia e Sergipe, para a Paraíba, onde os veículos eram clonados e encaminhados para serem negociados. Ou também acontecia da maneira inversa. O roubo do veículo acontecia em Campina Grande e depois disso era clonado e encaminhado para outros estados, onde seria negociado”, explicou o delegado.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Suspeitos de clonagem de veículos são presos durante operação na PB

clonagemForam presas na manhã desta quarta-feira (20) na Paraíba, duas pessoas suspeitas de integrar um grupo de roubo e adulteração de veículos.

Uma operação denominada “Clone” foi realizada pelas polícias Civil da Paraíba e de Pernambuco. Quatro mandatos de busca e apreensão foram realizados, sendo dois em Campina Grande, dois em Alagoa Grande e 17 na cidade de Caruaru em Pernambuco.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
Segundo a Secretaria de Segurança e Defesa Social (Seds) da Paraíba, o objetivo da ação é prender pessoas suspeitas da prática do roubo de veículos e adulteração de sinal identificador, além de uso e fabricação de documentos públicos falsos. A quadrilha estaria atuando em Caruaru e municípios vizinhos, além de Campina Grande e Alagoa Grande, na Paraíba.

Cerca de 100 policiais civis e 40 policiais militares de Pernambuco, além de 15 da Paraíba participam da Operação. Ao longo das investigações que duraram aproximadamente sete meses outras três pessoas foram presas em flagrante.

pbagora.

Árbitro paulista é preso na Paraíba por clonagem de documento e adulteração de veículo

O árbitro paulista Fábio Fideli Ferreira, de 23 anos, foi preso na noite dessa sexta-feira (14), durante abordagem da Polícia Rodoviária Federal no Distrito de Mata Redonda, localizado no município de Alhandra no Litoral Sul paraibano. Ele informou à polícia que exerce a função de arbitragem amadora em competições de futebol.[bb]

De acordo com o delegado da Polícia Civil, Paulo Josafá, Fábio foi flagrado em um veículo com documentação clonada e chassi adulterado. Ele estava acompanhado do operador de reator aposentado José Antônio, de 53 anos, natural do Estado de Minas Gerais.

Os acusados informaram as autoridades policiais, que estavam seguindo viagem de São Paulo à Natal no Rio Grande do Norte, onde o árbitro iria visitar familiares. “Eles disseram que pegaram o carro emprestado em São Paulo, de uma pessoa identificada como Edvaldo Júnior de Paiva Pinto”. Paulo Josafá continuou: “Há um queixa de roubo do veículo na cidade de Jundiaí em São Paulo”.

Após investigações, foi constatado pela polícia que o documento do carro – Montana de cor prata – está em nome de Walter Antônio Marques, possivelmente, proprietário oficial do veículo original que foi clonado. Tanto Fábio Fideli quanto José Antônio serão encaminhado à Central de Polícia, localizada no Bairro do Varadouro em João Pessoa.

Pollyana Sorrentino

Portalcorreio