Arquivo da tag: ciúmes

Mulher é agredida pelo companheiro após crise de ciúmes, em Campina Grande

Uma mulher de 24 anos foi espancada pelo companheiro na noite de quinta-feira (19), em Campina Grande, no Agreste da Paraíba. De acordo com o relato da vítima à polícia, o companheiro estava embriagado no momento do crime e o motivo teria sido ciúmes.

Conforme a vítima, o seu companheiro estava bebendo com um primo na residência do casal. O homem teve uma crise de ciúmes e começou a espancá-la com socos no rosto, empurrões e depois quebrou uma garrafa em seu braço.

Segundo a mulher, ela pediu ajuda ao primo que presenciou todas as agressões e ele não a ajudou. A vítima acionou a Polícia Militar, mas o suspeito fugiu e não foi preso.

A vítima foi encaminhada para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, onde recebeu atendimento. O estado de saúde não foi divulgado. O caso foi registrado na Central de Polícia Civil de Campina Grande.

G1

 

Mulher é agredida por namorado após ele ter crise de ciúmes, em João Pessoa

Uma mulher foi agredida pelo namorado após ciúmes, nesta terça-feira (16), no bairro do Valentina, em João Pessoa. De acordo com a Polícia Militar, a mulher contou que estava conversando com o namorado, quando falou o nome de um ex-namorado enquanto conversava com ele. Nesse momento, o homem começou a agredir a mulher.

A Polícia Militar foi acionada. No entanto, quando a equipe chegou ao local, o homem já tinha fugido. Conforme o posto da PM no Hospital de Trauma, ele é da cidade de Patos e a suspeita é que ele tenha fugido em direção ao Sertão.

A mulher, de 32 anos, foi socorrida pela viatura da Polícia Militar ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Ela recebeu os atendimento médicos de emergência e recebeu alta por volta das 23h da terça-feira.

G1

 

Mulher é presa suspeita de esfaquear o marido por ciúmes, em João Pessoa

Uma mulher foi presa na noite deste domingo (24) suspeita de esfaquear o marido, após uma discussão, no bairro do Valentina, em João Pessoa. De acordo com os relatos dela à polícia, o homem a teria agredido e, por isso, ela efetuou dois golpes de faca contra ele.

O casal estava na casa de amigos antes do crime acontecer. A mulher foi primeiro para casa e, quando ele chegou, começaram a discutir. Segundo ela, a discussão teria acontecido por ciúmes, porque ele a teria traído.

O homem foi atingido nas costas e no pescoço. Ele foi encaminhado ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, recebeu os atendimentos médicos e recebeu alta. A mulher foi conduzida para a Central de Polícia Civil, onde permanece presa na carceragem enquanto aguarda a audiência de custódia.

G1

 

Após crise de ciúmes, homem é esfaqueado em Guarabira/PB

sireneUma confusão, por causa de ciúmes, por pouco não terminou em morte na manhã desta segunda-feira (16), no bairro São José, na cidade de Guarabira, Rainha do Brejo paraibano. É que a companheira de um dos envolvidos já teria se relacionado com o outro e desde então a situação vem ficando delicada entre eles.

De acordo com as informações chegadas à nossa redação, através de vizinhos, era por volta das 11:45h quando a vítima identificada como Josivan se desentendeu com o acusado conhecido como Erivan, que reside em frente à sua residência, na rua São Severino, no referido bairro. A discussão aumentou e os dois entraram em vias de fato. Erivan sacou uma faca e desferiu dois golpes, atingindo Josivan no braço direito e nas costas.

A vítima foi socorrida e levada para o Hospital Regional de Guarabira, mas sem correr risco de morte,enquanto que o acusado fugiu tomando destino ignorado.

A Polícia Militar foi chamada e faz diligências para tentar localizar e prender Erivan.

portalmidia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Com crise de ciúmes, mulher invade residência e tentar assassinar rival a golpes de estilete

sireneUma mulher identificada como Aline foi detida pela Polícia Militar na tarde deste domingo (8) depois de tentar matar uma mulher. O fato ocorreu no Centro da cidade de Bayeux, região metropolitana da Capital.

Segundo a polícia, a acusada invadiu a residência da vítima e desferiu golpes de estilete no ombro e braço. Os cortes, segundo a PM, teriam sido superficiais.

Os parentes da vítima formalizaram a denúncia e militares do Serviço de Inteligência conseguiram localizar a suspeita. Ela foi conduzida para a Central de Flagrantes, em João Pessoa.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

paraiba.com.br

Crise de ciúmes: Mulher é agredida e jogada de cima mureta no centro de João Pessoa

samuUma crise de ciúmes por pouco não terminou em morte na noite desta sexta-feira (8), no centro de João Pessoa.

De acordo com a polícia, Vandeluska de Andrade Alves, 33 anos, estava bebendo em um churrasquinho na Praça 1817. A dona do estabelecimento comercial suspeitou de que ela estava se engraçando para o seu marido e partiu para agredi-la.

Depois de espancar a mulher, a dona do churrasquinho jogou a vítima de cima de uma mureta e ela acabou caindo de uma altura de cinco metros. Com a queda, Vandeluska de Andrade Alves bateu com a cabeça no chão e desmaiou.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e socorreu a mulher para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena.

Paulo Cosme\David Martins

Jovem é suspeito de atear fogo na namorada de 14 anos por ciúmes

queimadoUm jovem de 18 anos é suspeito de jogar álcool e atear fogo na namorada, de 14 anos, na madrugada desta sexta-feira (5), segundo a Polícia Militar. O crime ocorreu na residência onde eles moravam juntos, no Setor Vila Aurora, em Goiânia. Segundo a vítima, que teve 40% do corpo queimado, o motivo da agressão foi ciúmes.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Encaminhada ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), a menina segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Conforme o último boletim médico, o estado de saúde dela é regular. Ela está consciente e respira sem a ajuda de aparelhos. De acordo com a polícia, a jovem sofreu queimaduras de 2º e 3º graus, mas o hospital não confirmou a informação.

A adolescente relatou aos militares que atenderam à ocorrência que vivia com o jovem havia cinco meses. Ela contou que eles brigaram porque o companheiro desconfiou que ela o traiu. Durante a confusão, o suspeito jogou álcool nela e ateou fogo.
A menina pediu ajuda a vizinhos, que acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Inicialmente, ela foi levada ao Pronto Socorro de Queimaduras. No entanto, como não tinha vaga de UTI na unidade, a encaminharam ao Hugo.
De acordo com a Polícia Militar, o suspeito segue foragido até a tarde desta sexta-feira. A vítima relatou aos militares que ele é usuário de drogas.
O caso será investigado pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam).

180 Graus

Morte de corretor na Capital teria sido causada por ciúmes em um triângulo amoroso

Reprodução/Arquivo pessoal
Reprodução/Arquivo pessoal

Rafael Nunes Monteiro, de 21 anos, foi preso em Patos, a 320 km de João Pessoa, na manhã desta sexta-feira (7), suspeito de matar o corretor de imóveis Higor Natan Borges, de 21 anos, no bairro dos Bancários, em João Pessoa, assassinado na rua onde morava em outubro deste ano. A polícia disse que o caso teria ocorrido devido a um triângulo amoroso, com “problemas interpessoais”, descartando a hipótese de dívidas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O delegado Reinaldo Nóbrega disse em entrevista coletiva na Central de Polícia da Capital que Rafael estaria mantendo relações com uma jovem de 18 anos que teria sido namorada de Higor. Os dois rapazes já teriam brigado outras vezes por esse caso e em janeiro deste ano já teria sido registrada uma tentativa de homicídio contra o corretor.

Rafael estava morando em Patos, onde o pai havia alugado uma casa para ele morar e trabalhar na cidade. Ele foi apresentado na coletiva em João Pessoa e negou que tivesse envolvimento com o crime, afirmando que já morava no Sertão antes do homicídio ocorrer.

A Polícia Civil adiantou ainda que Rafael estava na garupa da moto e teria sido o autor dos quatro tiros contra Higor Natan. A pessoa que pilotava a moto ainda é procurada pela polícia.

O delegado Reinaldo Nóbrega finalizou dizendo que Rafael teve a prisão preventiva decretada, segue para o presídio do Roger, em João Pessoa, e que o inquérito do caso deve ser concluído em dez dias.

 

Higor Natan foi morto com quatro tiros na porta do apartamento onde morava com familiares. Os policiais informaram que os pais da vítima escutaram o barulho dos tiros e a mãe do jovem ainda pediu para não matar o filho dela, mas ele foi atingido pelos disparos e morreu nos braços dela. Parentes passaram mal e tiveram que ser socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. O corpo foi sepultado na quarta-feira (8) em um cemitério particular da Capital.

 

 

portalcorreio

Policial Civil alega ciúmes e mata esposa a facadas durante discussão na Paraíba

pc-guarabiraO policial civil Moacir Firmino, 57 anos, foi preso após matar a esposa Marinalva Macena de Fontes, 35 anos, na cidade de Dona Inês, no Curimataú do estado a 155 km de João Pessoa, na manhã desta quinta-feira (9). Ele confessou o crime e disse que matou por não aceitar as traições e ciúmes da mulher, conforme o delegado Luciano Soares, superintendente da Polícia Civil de Guarabira, Brejo paraibano.

De acordo com o delegado, o policial matou a mulher com quatro facadas após uma discussão entre o casal. O homem teria cometido o assassinato dentro da residência localizada no sítio Miguel.

– Ele disse que estava há cerca de 3 meses em processo de separação, mas ainda mantinha relação com ela. Nesta quinta, o policial foi até a casa dela e após uma discussão a matou. O policial civil revelou que estava com doenças venéreas, que teriam sido contraídas através de relações sexuais com a esposa. Moacir Firmino disse que encontrou mensagens no celular da vítima de supostas traições – disse o delegado, informando que o acusado se entregou na Delegacia de Belém, onde trabalhava como motorista.

Luciano Soares confirmou que policial estava afastado das atividades há 6 meses para tratamento médico. “Ele está em tratamento cardíaco e estava ausente da delegacia”. Moacir Firmino está custodiado na Superintendência de Polícia Civil de Guarabira.

– Já pedi a prisão preventiva dele na Comarca de Dona Inês. Estou esperando a decisão da Justiça para transferí-lo para uma cela do 4º Batalhão de Polícia Militar de Guarabira. Enquanto isso, como ele se entregou livrando o flagrante, ele ficará custodiado na sede da PC de Guarabira – revelou Soares.

portal correio

Ciúmes e queima de arquivo motivaram dois homicídios no Brejo

A Polícia Militar registrou na noite dessa terça-feira (30) dois homicídios nos municípios de Guarabira (98 quilômetros de João Pessoa) e Mulungu (82 quilômetros da Capital), ambos pertencentes a região do Brejo da Paraíba.

No maior município do Brejo, Guarabira, o gari Fabiano Rodrigues Antônio, 28, bebia com amigos em um bar quando acabou se desentendendo com um homem por causa de ciúmes da sua mulher. O acusado que foi identificado apenas por “Preto” estava com uma faca-peixeira e desferiu dois golpes que atingiram as costas e o peito da vítima Ele ainda foi socorrido para o Hospital Regional de Guarabira, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O acusado fugiu do local.

Já em Mulungu, Josinaldo Santiago Oliveira, 34, conhecido como “Naldinho” foi assassinado quando chegava em sua residência. Dois homens se aproximaram dele e efetuaram quatro disparos. A vítima ainda tentou fugir dos acusados pulando o muro de uma vizinha, porém já caiu morto.

Homicídio de MulunguCréditos: Márcio Rangel

O cabo Augusto do 4º BPM acredita que o crime tenha sido por queima de arquivo, já que a vítima costuma falar demais. A polícia não tem pista dos suspeitos e a população não quis falar com medo. O cabo revelou que o local do homicídio é uma região problemática.

– A população tem medo de falar, essa localidade é muito problemática.

Portalcorreio, com Márcio Rangel da TV Correio