Arquivo da tag: chuva

Alerta de acumulado de chuva para 114 cidades da Paraíba é emitido pelo Inmet

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta laranja de acumulado de chuva para 114 cidades da Paraíba. João Pessoa e Campina Grande estão inseridas na lista. O alerta vale até as 8h desta segunda-feira (25).

O Inmet diz que pode chover entre 30 e 60 milímetros por hora, ou até 100 milímetros por dia. Nestas cidades, há riscos de alagamentos, deslizamento de encostas e transbordamento de rios.

O órgão orienta que as pessoas evitem enfrentar o mau tempo; observem as alterações nas encostas; desliguem, se possível, os aparelhos elétricos e o quadro geral de energia; e em caso de inundação, proteger pertences envolvendo-os em sacos plásticos.

Caso haja algum problema, o órgão orienta que as pessoas entrem em contato com a Defesa Civil, por meio do número 199, e com o Corpo de Bombeiros, por meio do número 193.

Cidades com perigo de acumulado de chuva

  1. Alagoa Grande
  2. Alagoa Nova
  3. Alagoinha
  4. Alcantil
  5. Algodão De Jandaíra
  6. Alhandra
  7. Arara
  8. Araruna
  9. Araçagi
  10. Areia
  11. Areial
  12. Aroeiras
  13. Bananeiras
  14. Baraúna
  15. Barra De Santa Rosa
  16. Barra De Santana
  17. Barra De São Miguel
  18. Bayeux
  19. Baía Da Traição
  20. Belém
  21. Boa Vista
  22. Boqueirão
  23. Borborema
  24. Caaporã
  25. Cabaceiras
  26. Cabedelo
  27. Cacimba De Dentro
  28. Caiçara
  29. Caldas Brandão
  30. Campina Grande
  31. Capim
  32. Casserengue
  33. Caturité
  34. Conde
  35. Cruz Do Espírito Santo
  36. Cubati
  37. Cuitegi
  38. Cuité
  39. Cuité De Mamanguape
  40. Curral De Cima
  41. Damião
  42. Dona Inês
  43. Duas Estradas
  44. Esperança
  45. Fagundes
  46. Frei Martinho
  47. Gado Bravo
  48. Guarabira
  49. Gurinhém
  50. Gurjão
  51. Ingá
  52. Itabaiana
  53. Itapororoca
  54. Itatuba
  55. Jacaraú
  56. João Pessoa
  57. Juarez Távora
  58. Juazeirinho
  59. Juripiranga
  60. Lagoa De Dentro
  61. Lagoa Seca
  62. Logradour
  63. Lucena
  64. Mamanguape
  65. Marcação
  66. Mari
  67. Massaranduba
  68. Mataraca
  69. Matinhas
  70. Mogeiro
  71. Montadas
  72. Mulungu
  73. Natuba
  74. Nova Floresta
  75. Nova Palmeira
  76. Olivedos
  77. Pedra Lavrada
  78. Pedras De Fogo
  79. Pedro Régis
  80. Picuí
  81. Pilar
  82. Pilões
  83. Pilõezinhos
  84. Pirpirituba
  85. Pitimbu
  86. Pocinhos
  87. Puxinanã
  88. Queimadas
  89. Remígio
  90. Riacho De Santo Antônio
  91. Riachão
  92. Riachão Do Bacamarte
  93. Riachão Do Poço
  94. Rio Tinto
  95. Salgado De São Félix
  96. Santa Cecília
  97. Santa Rita
  98. Sapé
  99. Serra Da Raiz
  100. Serra Redonda
  101. Serraria
  102. Sertãozinho
  103. Sobrado
  104. Soledade
  105. Solânea
  106. Sossêgo
  107. São Domingos Do Cariri
  108. São José Dos Ramos
  109. São João Do Cariri
  110. São Miguel De Taipu
  111. São Sebastião De Lagoa De Roça
  112. São Vicente Do Seridó
  113. Tacima
  114. Umbuzeiro

 

G1

 

 

Alertas de acumulado e perigo de chuva para 131 cidades da Paraíba são emitidos pelo Inmet

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu dois alertas, sendo um laranja de acumulado de chuva e um amarelo de perigo potencial de chuvas intensas para 131 cidades da Paraíba. No total, são 80 cidades em alerta de acumulado e 63 de perigo potencial, sendo 12 nas duas listas. Os alertas valem até às 8h do sábado (16).

No caso das cidades em alerta de acumulado de chuva, que já estavam sob alerta de perigo desde o início da manhã desta sexta-feira (15), o Inmet diz que pode chover entre 30 e 60 milímetros por hora, ou até 100 milímetros por dia.

Nestas cidades, há riscos de alagamentos, deslizamento de encostas e transbordamento de rios. O órgão orienta que as pessoas evitem enfrentar o mau tempo; observem as alterações nas encostas; desliguem, se possível, os aparelhos elétricos e o quadro geral de energia; e em caso de inundação, proteger pertences envolvendo-os em sacos plásticos.

Já nas cidades que estão em alerta amarelo de perigo potencial de chuvas, pode chover de 20 a 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros por dia. Os ventos podem ser intensos, de 40 a 60 km/h nestas cidades, com baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas.

O Inmet recomenda que os moradores, em caso de rajadas de vento, evitem se abrigar embaixo de árvores. Veículos também não devem ser estacionados próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. A população deve evitar utilizar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

Caso haja algum problema, o órgão orienta que as pessoas entrem em contato com a Defesa Civil, por meio do número 199, e com o Corpo de Bombeiros, por meio do número 193. Alagoa Grande, Areia e Barra de Santa Rosa estão nos dois alertas.

Cidades em alerta de acumulado e perigo de chuvas na Paraíba nesta sexta-feira, 15 de maio — Foto: Diogo Almeida/G1

Cidades em alerta de acumulado e perigo de chuvas na Paraíba nesta sexta-feira, 15 de maio — Foto: Diogo Almeida/G1

Cidades em alerta laranja de acumulado de chuvas

  • Alagoa Grande
  • Alagoa Nova
  • Alcantil
  • Algodão De Jandaíra
  • Arara
  • Araruna
  • Areia
  • Areial
  • Aroeiras
  • Assunção
  • Baraúna
  • Barra De Santa Rosa
  • Barra De Santana
  • Barra De São Miguel
  • Belém Do Brejo Do Cruz
  • Boa Vista
  • Boqueirão
  • Brejo Do Cruz
  • Brejo Dos Santos
  • Cabaceiras
  • Cacimba De Dentro
  • Campina Grande
  • Casserengue
  • Catolé Do Rocha
  • Caturité
  • Cubati
  • Cuité
  • Damião
  • Dona Inês
  • Esperança
  • Fagundes
  • Frei Martinho
  • Gado Bravo
  • Gurjão
  • Ingá
  • Itatuba
  • Juarez Távora
  • Juazeirinho
  • Junco Do Seridó
  • Lagoa Seca
  • Massaranduba
  • Matinhas
  • Montadas
  • Natuba
  • Nova Floresta
  • Nova Palmeira
  • Olivedos
  • Paulista
  • Pedra Lavrada
  • Picuí
  • Pilões
  • Pocinhos
  • Puxinanã
  • Queimadas
  • Remígio
  • Riacho De Santo Antônio
  • Riacho Dos Cavalos
  • Riachão Do Bacamarte
  • Salgadinho
  • Salgado De São Félix
  • Santa Cecília
  • Santa Luzia
  • Santo André
  • Serra Redonda
  • Serraria
  • Soledade
  • Solânea
  • Sossêgo
  • São Bento
  • São José De Espinharas
  • São José Do Brejo Do Cruz
  • São José Do Sabugi
  • São João Do Cariri
  • São Mamede
  • São Sebastião De Lagoa De Roça
  • São Vicente Do Seridó
  • Taperoá
  • Tenório
  • Umbuzeiro
  • Várzea

Cidades em alerta amarelo de perigo potencial de chuvas intensas

  • Alagoa Grande
  • Alagoinha
  • Alhandra
  • Araruna
  • Araçagi
  • Areia
  • Bananeiras
  • Bayeux
  • Baía Da Traição
  • Belém
  • Borborema
  • Caaporã
  • Caiçara
  • Caldas Brandão
  • Capim
  • Conde
  • Cruz Do Espírito Santo
  • Cuitegi
  • Cuité De Mamanguape
  • Curral De Cima
  • Dona Inês
  • Duas Estradas
  • Guarabira
  • Gurinhém
  • Ingá
  • Itabaiana
  • Itapororoca
  • Itatuba
  • Jacaraú
  • João Pessoa
  • Juarez Távora
  • Juripiranga
  • Lagoa De Dentro
  • Logradouro
  • Lucena
  • Mamanguape
  • Marcação
  • Mari
  • Mataraca
  • Mogeiro
  • Mulungu
  • Natuba
  • Pedras De Fogo
  • Pedro Régis
  • Pilar
  • Pilões
  • Pilõezinhos
  • Pirpirituba
  • Pitimbu
  • Riachão
  • Riachão Do Poço
  • Rio Tinto
  • Salgado De São Félix
  • Santa Rita
  • Sapé
  • Serra Da Raiz
  • Serraria
  • Sertãozinho
  • Sobrado
  • Solânea
  • São José Dos Ramos
  • São Miguel De Taipu
  • Tacima
G1

 

Homem morre após cair em córrego e ser arrastado por água da chuva em João Pessoa

Morreu no domingo (26) um homem de 50 anos que havia sido arrastado pelas águas da chuva após cair dentro de um córrego na comunidade Baleado, no bairro de Cruz das Armas, em João Pessoa. Segundo informações do Hospital de Trauma de João Pessoa, a vítima deu entrada na noite de sábado (25), vítima de afogamento, mas não resistiu e morreu na tarde de domingo.

Segundo informações de testemunhas, o homem de 50 caiu no córrego após correr atrás de um rato. A vítima acabou se desequilibrando e caiu dentro do canal. Por conta do grande volume de chuva registrado em João Pessoa desde o sábado, o homem foi arrastado para dentro de um túnel, que passo por baixo de algumas casas da comunidade.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e resgatou a vítima após quebrar parte de uma calçada. Ele foi levado para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa em estado grave, mas não resistiu e morreu por volta das 15h de domingo.

G1

 

PB deve registrar até 100mm de chuva nesta terça, diz Inmet

Inmet alerta para perigo de chuvas intensas em toda Paraíba

Pode chover forte na Paraíba nas próximas 24h. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta laranja de perigo de chuvas intensas para todas as cidades do Estado. O aviso começou a valer às 10h32 desta segunda-feira (20) e segue até as 11h da terça-feira (20).

De acordo com o alerta laranja, as chuvas podem ser entre 30 e 60 milímetros por hora, ou até 100 milímetros por dia. Também poderá ocorrer ventos intensos, de 60 a 100 quilômetros por hora. Há risco de corte de energia elétrica, de queda de galhos de árvores, de alagamentos e descargas elétricas.

O Inmet recomenda que os moradores das cidades listadas, em caso de rajadas de vento, evitem se abrigar embaixo de árvores. Veículos também não devem ser estacionados próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. A população deve evitar utilizar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

 

pbagora

 

 

Avisos de chuva forte são prorrogados para toda a PB

Os dois avisos de chuvas intensas emitidos nessa sexta-feira (13) pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) foram prorrogados e passam a valer até as 10h deste domingo (15). O prazo dos avisos terminaria neste sábado (14).

Para o alerta de perigo, são afetados municípios do Litoral, Zona da Mata, Brejo, Agreste, Cariri, Seridó e Sertão. O Inmet indica que podem ocorrer chuvas entre 30 e 60 milímetros por hora ou entre 50 e 100 milímetros por dia, com ventos intensos (60-100 km/h). Conforme a previsão, há risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

Já o alerta de perigo potencial, são afetadas cidades do Brejo, Agreste, Cariri, Seridó e Sertão. O Inmet indica que podem ocorrer chuvas entre 20 e 30 milímetros por hora ou de até 50 milímetros por dia, com ventos intensos (40-60 km/h). Há baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

Nas duas áreas envolvidas, o instituto aconselha que, em caso de rajadas de vento, as pessoas não devem se abrigar debaixo de árvores. Também não devem estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.

No caso de perigo, o Inmet pede ainda que, se possível, desliguem aparelhos elétricos e quadro geral de energia. No de perigo potencial, evitem usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

Mais informações podem ser obtidas junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

 

portalcorreio

 

 

PB já registrou 1.229 acidentes com eletricidade em dias de chuva

A Paraíba já registrou 1.229 acidentes com eletricidade em dias de chuva entre 1º de janeiro e 13 de fevereiro, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (27) pela Energisa. Em 2019, foram 9.320 ocorrências. A concessionária explica a água é um condutor natural de energia elétrica e, em contato com a eletricidade, pode causar choques e outros acidentes. Além disso, as chuvas muitas vezes vêm acompanhadas de ventos fortes e raios, que podem inclusive danificar a rede de energia.

Para evitar acidentes com eletricidade em dias chuvosos, é possível se proteger com hábitos simples. Ter mais atenção garante segurança. Confira dicas da Energisa para períodos de chuva:

Precauções em áreas externas

Quando estiver na rua, fique atento para não pisar em fios caídos. Evite encostar em grades, principalmente durante eventos abertos, como shows. Ficar em lugares descampados ou embaixo de árvores na chuva também é perigoso por conta do risco de descargas elétricas naturais, como raios. Se observar algum galho ou árvore arremessada na rede elétrica, não chegue perto e ligue para Energisa imediatamente.

Verifique as instalações elétricas

É importante verificar as instalações elétricas internas com regularidade. Qualquer desgaste nos fios e tomadas pode desencadear acidentes. O ideal é contratar um profissional para checar se há fios expostos, desencapados, danificados ou com emendas. As caixas, quadros, antenas e interruptores também precisam ser verificados para evitar mau contato e choques.

Para quem tem crianças em casa, a atenção tem que ser redobrada, pois elas não têm a maturidade para manusear corretamente, com os devidos cuidados. O ideal é instalar protetores nas tomadas e não as deixar ligar ou desligar aparelhos.

Cuidado com aparelhos

Evite manusear aparelhos elétricos com as mãos molhadas ou pés descalços, prevenindo o risco de choque. Ao retirar eletrônicos da tomada, não toque em partes metálicas. Essas dicas são válidas para qualquer período do ano, mas, quando está chovendo, os cuidados devem ser redobrados.

Além disso, aparelhos eletrônicos sensíveis estão mais propensos a serem danificados em períodos chuvosos, por conta de uma possível instabilidade na rede elétrica provocada por condições climáticas não esperadas. O ideal é desligar e retirar da tomada computadores, por exemplo, e demais eletrônicos.

Medidas de emergência

Se estiver chovendo muito e a casa estiver alagando, desligue imediatamente o disjuntor.  Em caso de curto-circuito, contate um eletricista. E, se houver princípio de incêndio, não tente apagar com água, já que o líquido é um condutor elétrico. Por isso, o recomendado é desligar a energia e ligar para o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

A Energisa está sempre à disposição para orientar e tirar suas dúvidas, de modo a evitar acidentes e perdas materiais. Se houver algum problema na rede elétrica, ligue gratuitamente para 0800 083 0196. A população também pode entrar em contato pelo aplicativo Energisa On, disponível para smartphone, ou acessar o site da concessionária de energia elétrica.

 

portalcorreio

 

 

Alerta de chuva forte é emitido para 211 cidades da PB

Um alerta de chuva forte foi emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para 211 das 223 cidades da Paraíba. O aviso vale até as 10h desta quinta-feira (20).

“Chuva entre 20 e 30 milímetros por hora (mm/h) ou até 50 mm/dia, ventos intensos (40-60 km/h). Baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas”, diz o alerta.

Em caso de rajadas de vento, a população não deve se abrigar debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas, e não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.

Além disso, o alerta pede ainda que se evite usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada e em caso de emergências ou dúvidas, a população deve entrar em contato com a Defesa Civil (telefone 199) ou Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Cidades sob alerta de chuva forte:

  1. Água Branca
  2. Aguiar
  3. Alagoa Grande
  4. Alagoa Nova
  5. Alagoinha
  6. Alcantil
  7. Algodão De Jandaíra
  8. Amparo
  9. Aparecida
  10. Arara
  11. Araruna
  12. Araçagi
  13. Areia
  14. Areia De Baraúnas
  15. Areial
  16. Aroeiras
  17. Assunção
  18. Bananeiras
  19. Baraúna
  20. Barra De Santa Rosa
  21. Barra De Santana
  22. Barra De São Miguel
  23. Belém
  24. Belém Do Brejo Do Cruz
  25. Bernardino Batista
  26. Boa Ventura
  27. Boa Vista
  28. Bom Jesus
  29. Bom Sucesso
  30. Bonito De Santa Fé
  31. Boqueirão
  32. Borborema
  33. Brejo Do Cruz
  34. Brejo Dos Santos
  35. Cabaceiras
  36. Cachoeira Dos Índios
  37. Cacimba De Areia
  38. Cacimba De Dentro
  39. Cacimbas
  40. Caiçara
  41. Cajazeiras
  42. Cajazeirinhas
  43. Caldas Brandão
  44. Camalaú
  45. Campina Grande
  46. Capim
  47. Caraúbas
  48. Carrapateira
  49. Casserengue
  50. Catingueira
  51. Catolé Do Rocha
  52. Caturité
  53. Conceição
  54. Condado
  55. Congo
  56. Coremas
  57. Coxixola
  58. Cruz Do Espírito Santo
  59. Cubati
  60. Cuitegi
  61. Cuité
  62. Cuité De Mamanguape
  63. Curral De Cima
  64. Curral Velho
  65. Damião
  66. Desterro
  67. Diamante
  68. Dona Inês
  69. Duas Estradas
  70. Emas
  71. Esperança
  72. Fagundes
  73. Frei Martinho
  74. Gado Bravo
  75. Guarabira
  76. Gurinhém
  77. Gurjão
  78. Ibiara
  79. Igaracy
  80. Imaculada
  81. Ingá
  82. Itabaiana
  83. Itaporanga
  84. Itapororoca
  85. Itatuba
  86. Jacaraú
  87. Jericó
  88. Joca Claudino
  89. Juarez Távora
  90. Juazeirinho
  91. Junco Do Seridó
  92. Juripiranga
  93. Juru
  94. Lagoa
  95. Lagoa De Dentro
  96. Lagoa Seca
  97. Lastro
  98. Livramento
  99. Logradouro
  100. Malta
  101. Mamanguape
  102. Manaíra
  103. Mari
  104. Marizópolis
  105. Massaranduba
  106. Matinhas
  107. Mato Grosso
  108. Maturéia
  109. Mogeiro
  110. Montadas
  111. Monte Horebe
  112. Monteiro
  113. Mulungu
  114. Mãe D’Água
  115. Natuba
  116. Nazarezinho
  117. Nova Floresta
  118. Nova Olinda
  119. Nova Palmeira
  120. Olho D’Água
  121. Olivedos
  122. Ouro Velho
  123. Parari
  124. Passagem
  125. Patos
  126. Paulista
  127. Pedra Branca
  128. Pedra Lavrada
  129. Pedras De Fogo
  130. Pedro Régis
  131. Piancó
  132. Picuí
  133. Pilar
  134. Pilões
  135. Pilõezinhos
  136. Pirpirituba
  137. Pocinhos
  138. Pombal
  139. Poço Dantas
  140. Poço De José De Moura
  141. Prata
  142. Princesa Isabel
  143. Puxinanã
  144. Queimadas
  145. Quixabá
  146. Remígio
  147. Riacho De Santo Antônio
  148. Riacho Dos Cavalos
  149. Riachão
  150. Riachão Do Bacamarte
  151. Riachão Do Poço
  152. Salgadinho
  153. Salgado De São Félix
  154. Santa Cecília
  155. Santa Cruz
  156. Santa Helena
  157. Santa Inês
  158. Santa Luzia
  159. Santa Rita
  160. Santa Teresinha
  161. Santana De Mangueira
  162. Santana Dos Garrotes
  163. Santo André
  164. Sapé
  165. Serra Branca
  166. Serra Da Raiz
  167. Serra Grande
  168. Serra Redonda
  169. Serraria
  170. Sertãozinho
  171. Sobrado
  172. Soledade
  173. Solânea
  174. Sossêgo
  175. Sousa
  176. Sumé
  177. São Bentinho
  178. São Bento
  179. São Domingos
  180. São Domingos Do Cariri
  181. São Francisco
  182. São José Da Lagoa Tapada
  183. São José De Caiana
  184. São José De Espinharas
  185. São José De Piranhas
  186. São José De Princesa
  187. São José Do Bonfim
  188. São José Do Brejo Do Cruz
  189. São José Do Sabugi
  190. São José Dos Cordeiros
  191. São José Dos Ramos
  192. São João Do Cariri
  193. São João Do Rio Do Peixe
  194. São João Do Tigre
  195. São Mamede
  196. São Miguel De Taipu
  197. São Sebastião De Lagoa De Roça
  198. São Sebastião Do Umbuzeiro
  199. São Vicente Do Seridó
  200. Tacima
  201. Taperoá
  202. Tavares
  203. Teixeira
  204. Tenório
  205. Triunfo
  206. Uiraúna
  207. Umbuzeiro
  208. Vieirópolis
  209. Vista Serrana
  210. Várzea
  211. Zabelê

 

portalcorreio

 

 

Verão começa hoje no Hemisfério Sul; Nordeste terá chuva acima da média

O verão no Hemisfério Sul começa oficialmente neste domingo (22), às 1h19 (horário de Brasília) e vai até 20 de março de 2020. A estação mais quente do ano, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), é marcada pela elevação de temperatura em todo o país, devido à posição da Terra em relação ao Sol, tornando os dias mais longos que as noites

O verão se caracteriza também pelas mudanças rápidas nas condições de tempo, com chuvas fortes, queda de granizo, ventos com intensidade variando de moderada à forte e descargas elétricas, principalmente nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país.

Em 2020, o verão não terá a influência dos fenômenos El Niño (aquecimento das águas do Oceano Pacífico) e La Niña (fenômeno caracterizado esfriamento das águas do Pacífico). Segundo o Inmet, os principais centros internacionais de meteorologia indicam probabilidade elevada de neutralidade e se mantenha ao longo de toda a estão.

“Com a neutralidade do Pacífico Equatorial, outras regiões oceânicas devem ter influência sobre o regime de chuvas durante os primeiros meses de 2020 no Brasil, como a temperatura na superfície do Oceano Atlântico Sudoeste junto à costa do Rio Grande do Sul, Uruguai e norte da Argentina, e o Atlântico Subtropical, próximo à costa do Nordeste brasileiro”, informou o Inmet.

Região Norte

As condições climáticas para este verão, segundo o Inmet, são de probabilidades de chuvas dentro da faixa do normal ou abaixo, especialmente em áreas dos estados do Pará e Amazonas. No Tocantins, há uma indicação de chuvas dentro da faixa normal.

Região Nordeste

Na Região Nordeste, a previsão para o verão 2020, indicam que maior probabilidade de chuvas acima da média nos estados da Bahia, Alagoas e Pernambuco, assim como no sul dos estados do Maranhão e Piauí. Nas demais áreas, há um risco de as chuvas ficarem abaixo da média.

“Vale lembrar que temperaturas serão predominantemente elevadas na região, porém, nas localidades onde há a probabilidades de chuvas acima da média, os termômetros devem registrar temperaturas levemente inferiores à média”, destacou o Inmet.

Região Centro-Oeste

Para o Centro-Oeste, as previsões para o verão são de probabilidade de que o acumulado de chuvas seja dentro da faixa normal ou acima em grande parte da região, exceto no centro-sul do Mato Grosso, sul de Goiás e parte de Mato Grosso do Sul, onde há probabilidade de chuvas inferiores.

“As previsões indicam que as mesmas devem ultrapassar a média ao longo da estação” informou o instituto.

Região Sudeste

A Região Sudeste tem previsões para o verão, de chuvas variando dentro da faixa normal ou acima em grande parte de Minas Gerais e no centro-norte do Espírito Santo. Nas demais áreas, as probabilidades indicam chuvas abaixo da média.

Região Sul

No Sul do país, há probabilidade de chuvas dentro da faixa normal ou acima em praticamente toda a região, principalmente no Rio Grande do Sul e parte de Santa Catarina. As temperaturas devem ser predominantemente elevadas, porém dentro da normalidade do verão na região.

 

Agência Brasil

 

 

JP e mais 37 cidades recebem alerta de chuva nas próximas horas

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu, na tarde desta segunda-feira (20), alerta de chuvas fortes para 38 cidades da Paraíba. A Capital paraibana já vem registrando chuvas ocasionais desde o último domingo.

De acordo com o órgão, a quantidade do volume de chuva pode variar de 20 a 30 milímetros por hora (mm/h) ou até 50 mm/dia, o que significa baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos

O alerta do Inmet é válido até às 10h desta terça-feira (21). Durante este período, o órgão orienta que as pessoas evite enfrentar o mau tempo; observem alteração nas encostas e evitem usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada.

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros estarão atentos às ocorrências nos números 199 e 193, respectivamente. Na Capital paraibana, a Defesa Civil Municipal atende através do telefone 0800 285 9020.

Veja abaixo a lista de cidades afetadas:

Alhandra
Araçagi
Bayeux
Baía Da Traição
Caaporã
Caiçara
Caldas Brandão
Capim

Conde
Cruz Do Espírito Santo
Cuité De Mamanguape
Curral De Cima
Duas Estradas
Itabaiana
Itapororoca
Jacaraú
João Pessoa
Juripiranga
Lagoa De Dentro
Logradouro
Lucena
Mamanguape
Marcação
Mari
Mataraca
Mulungu
Pedras De Fogo
Pedro Régis
Pilar
Pitimbu
Riachão Do Poço
Rio Tinto
Santa Rita
Sapé
Sertãozinho
Sobrado
São José Dos Ramos
São Miguel De Taipu

 

PB Agora

 

 

Feriadão tem céu nublado e previsão de pancadas de chuva para toda PB

Para quem vai passar o feriadão na Paraíba, a previsão é de céu nublado e pancadas de chuva em diversas áreas do estado.

De acordo com a previsão do tempo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para esta sexta (19), sábado (20) e domingo (21), chuvas isoladas podem ocorrer durante todo o feriadão.

Para este sábado a previsão é de temperatura variando entre 23º C e 31º C em todo o estado.

E no domingo de Páscoa a máxima prevista é de 32º C e mínima de 24º C.

A maré pode atingir 2,6 metros por volta das 4h do sábado.

PB Agora