Arquivo da tag: choro

Polícia diz que pai jogou bebê na parede irritado com choro

Foto: Cléber Júnior / Extra
Foto: Cléber Júnior / Extra

Os pais de um bebê de 3 meses foram presos em flagrante pela morte da criança, nesta quarta-feira, em Xerém, Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O crime aconteceu na noite da última terça-feira.

Segundo a polícia, Leandro Júnior da Trindade Marques, de 20 anos, estava com o pequeno Gabriel Henrique da Trindade dos Santos na sala, enquanto a mãe do menino dava banho em outra criança. O choro do bebê teria irritado Leandro, que jogou o próprio filho contra a parede.

A criança continuou chorando, mas o casal decidiu não socorrê-la. Horas depois, na manhã desta quarta-feira, o bebê estava morto.

O choro do bebê teria irritado Leandro que jogou o próprio filho contra a parede
O choro do bebê teria irritado Leandro que jogou o próprio filho contra a parede Foto: Cléber Júnior / Extra

O casal acionou a PM, alegando Gabriel havia amanhecido morto. Inicialmente, o caso foi registrado na 61ª DP (Xerém). Mas, devido às contradições do casal, a Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) foi acionada:

— Ele dizia que a criança caiu da cama, depois que foi jogada para o alto e caiu. O perito constatou que criança estava com uma fratura na cabeça e hematomas nas costas e nas nádegas. Eles só confessaram aqui, mas não demonstraram arrependimento em momento algum — afirmou o delegado Willians Batista.

Na delegacia, o casal, que estava junto há aproximadamente um ano, afirmou também que Leandro já havia batido no bebê outras vezes. A mãe vai responder por homicídio. Já Leandro, por homicídio triplamente qualificado, por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima.

Os três estavam passando uns dias na casa da mãe de Leandro, mas moravam em Magé. O pedreiro Wilson José dos Santos, de 52 anos, avô paterno da criança, morava com eles e disse que nunca viu nenhuma atitude de agressão por parte do casal:

— Eles foram passar uns dias em Xerém e voltariam na segunda, mas estavam sem dinheiro de passagem. Depois, soube do que aconteceu. Fiquei desesperado. Não sei como isso foi acontecer. Eu sempre vi ele tratando bem o filho.

O corpo do bebê está no IML de Duque de Caxias. Sirlene de Aguiar Bittencourt, tia da criança, disse que a família não tem condições financeiras de realizar o sepultamento:

— Não sabemos como vai ser. Está em torno de R$ 1,5 mil. A gente não tem esse dinheiro.

Extra

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Boechat detona Aécio: choro de perdedor

boechat e aecioO jornalista Ricardo Boechat, comentarista da Band, detonou o senador Aécio Neves (PSDB-MG), em comentário de rádio na Band News.

Segundo ele, a presidente Dilma Rousseff e seus aliados devem dar gargalhadas quando veem Aécio se tornar porta-voz da campanha por um eventual impeachment.

“Ninguém é mais descategorizado do que o derrotado para propor a derrubada daquela que o derrubou”, afirma.

Segundo Boechat, Aécio crava em si a imagem do mau perdedor.

Confira, neste vídeo, o comentário do jornalista.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

 

brasil247

A lenda voltou! Spider joga Nick Diaz para escanteio, vence e cai no choro

anderson-silvaA agonia de ficar longe do que mais ama durou 398 dias. Dúvidas e questionamentos não deixaram Anderson Silva em paz desde a fratura na perna esquerda na revanche contra Chris Weidman, em 28 de dezembro de 2013. Mas tudo isso se transformou em energia e força para o esperado retorno ao octógono. Os fãs de MMA aguardaram um bom tempo e agora podem desfrutar: a lenda está de volta. O Spider teve pela frente o americano Nick Diaz na noite deste sábado em Las Vegas (madrugada no Brasil), na luta principal do UFC 183, e cumpriu seu papel com êxito. Precisou de cinco rounds, é verdade, mas saiu com a vitória.

O brasileiro, que costuma tentar desestabilizar os adversários emocionalmente, experimentou o outro lado da moeda com Diaz e jogou as provocações e palhaçadas exageradas do rival para escanteio. Não teve medo de chutar com a recuperada perna esquerda e se sagrou vencedor por decisão unânime dos jurados (49 a 46, 50 a 45 e 50 a 45) após cinco rounds, em sua primeira luta a terminar na buzina final desde que bateu Demian Maia em 10 de abril de 2010. Na comemoração, o alívio, e Anderson caiu no choro, aos prantos. Foi o fim de um capítulo emocionante na história do maior nome das artes marciais mistas na atualidade.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Anderson Silva x Nick Diaz, UFC 183 (Foto: Getty Images)Spider cai no chão e chora após ser anunciado vencedor em sua primeira luta pós-lesão.

– Eu não sei o que dizer. Obrigado, Deus, por me dar mais uma chance. Obrigado aos meus amigos e à minha família. Esse momento é muito importante para mim, para toda a minha família e para todos os brasileiros. Queria agradecer a todos vocês que estiveram aqui, a todos os brasileiros. Esse momento, para mim, é muito importante por conta de tudo o que sofri neste um ano. Achei que não ia voltar a lutar no começo. Queria agradecer ao Dr. Márcio Tannure, ao médico que me operou aqui, ao Dana White, ao Lorenzo Fertitta e a todo mundo que me apoiou até aqui – disse Anderson, emocionado, ao fim do duelo.

O futuro de Anderson Silva é uma incógnita. Com mais 14 lutas no contrato com o UFC, ele está com 39 anos e vive recebendo pedidos da família para que se aposente. Se depender do público, ele ainda lutará por muitos anos.

– Vou voltar para a minha família agora. Meu filho Kalyl pediu para eu parar de lutar. Então eu vou voltar para a minha casa para ficar com meus filhos e, não sei, talvez eu volte.

Anderson Silva x Nick Diaz, UFC 183 (Foto: Getty Images)Anderson Silva venceu Nick Diaz por decisão unânime no UFC 183

A LUTA: DOMÍNIO DO SPIDER

O frio na barriga na hora da entrada de Anderson foi geral na MGM Grand Garden Arena, mesmo palco de quando ele quebrou a perna, 13 meses atrás. O suspense até que as luzes fossem ligadas, após a escuridão momentânea, contribuiu para o cenário. E ele caminhou aparentando a maior tranquilidade do mundo. Cantou sua clássica música “Ain’t no sunshine” e cumprimentou todos da sua equipe. Subiu no octógono. Era chegado o momento, era para valer. Antes de começar, pediu proteção a Deus, apontando para o céu.

Bem ao seu estilo, Nick Diaz começou a falar e a fazer provocações a Anderson logo de cara. O americano tentou entrar na mente do Spider e até se jogou no chão. Foi para a grade e chamou o brasileiro, que ficou parado. Foi apenas uma prévia do que faria no decorrer da luta.

Anderson Silva x Nick Diaz, UFC 183 (Foto: Getty Images)Nick Diaz deita e provoca Anderson Silva.

O ex-campeão soltou bons cruzados e acertou Diaz, que não esboçou reação. Nick jogou bons golpes. Anderson respondeu com chute baixo com a perna esquerda, aquela fraturada. E a torcida inteira passou a apoiá-lo. O brasileiro também fez as suas provocações. Ele encurralou Diaz e conectou bons jabs. Nick tentou um chute alto que pegou de raspão. A essa altura, o campeão dos pesos-meio-pesados, Jon Jones, e o desafiante número 1 dos pesos-penas, Conor McGregor, já estavam de pé na primeira fila. Jones, por sinal, praticamente trabalhou como instrutor de Anderson no combate, gritando dicas para Spider o tempo todo.

As provocações continuaram no segundo round, e a torcida brasileira passou a xingar Diaz com palavrões. Focado, Anderson não deu brecha para o azar. Nick jogou chutes baixos, e Anderson respondeu com um direto e outro chute com a perna esquerda. Diaz jogou boa combinação e por pouco não levou uma cotovelada no contra-ataque. Anderson conectou um chutaço na barriga; na sequência, botou a mão na cabeça do americano e levou três diretos, mas não sentiu.

PROVOCAÇÕES DE DIAZ NÃO SURTEM EFEITO

No terceiro assalto, Anderson deu um pisão no joelho de Nick Diaz e emendou outro chute baixo com a esquerda. Foi para cima e conectou joelhadas, mais golpes de boxe. Nick, com o rosto parcialmente ensanguentado, cuspiu o protetor bucal e sem ele ficou até o fim do round, sem que o árbitro John McCarthy percebesse. Sem ter resultado nas provocações, o americano foi perdendo cada vez mais espaço na luta, enquanto Anderson ia soltando o jogo.

Anderson Silva x Nick Diaz, UFC 183 (Foto: Getty Images)Nick Diaz vira de costas para o brasileiro durante o combate.

 

– Eu estava dizendo: “Vamos lá. Me bata, venha apanhar um pouco”. Eu vou falar o que falo, fazer o que faço. Esse foi um grande show. Esse é Anderson Silva – explicou Nick Diaz, que foi elogiado por Anderson, apesar das palhaçadas.

– Nick é o melhor. Eu já estou aqui há muito tempo. É a primeira vez na minha vida que eu luto contra um cara mentalmente forte, que tem golpes e chutes potentes. Esse é um grande show para as pessoas. Ele é um bom show, eu também. Ele não é um cara mau. É apenas Nick Diaz.

Os dois se movimentaram muito no começo do quarto round, e Diaz acertou bela combinação de boxe. Com a guarda baixa, Anderson saiu de vários golpes do americano. Nick foi no chute baixo e levou prejuízo no contra-ataque. O chute alto passou raspando o rosto dele. Diaz voltou a provocar e fez polichinelo no octógono. O ritmo do combate diminuiu, e o público ensaiou algumas vaias.

Diaz deu a cara para Anderson bater no início do quinto assalto, dançou e foi vaiado. Anderson foi para cima no boxe, mas ficou na defesa. O americano deu leve balançada em Anderson com um cruzado de esquerda e levou um chute alto na cabeça como resposta. Nick se animou, mas foi para trás com um jab potente. O Spider jogou joelhada voadora e chute alto rodado, ambos passando perto. Nos momentos finais do duelo, o brasileiro não deu brecha para uma surpresa de Nick e, ao soar do gongo, saiu comemorando. Ele sabia o que estava por vir: a vitória que consagrou seu retorno ao MMA após 13 meses longe de seu habitat natural.

 

Combate

Tião diz que choro de Aracilba foi falso, mas revela que PSL garantirá legenda

tião aracilbaO deputado estadual Tião Gomes, presidente do PSL da Paraíba, disse na manhã desta terça-feira (22), que o choro durante anunciou de adesão da ex-secretária de Finanças do Estado e candidata a deputada estadual, Aracilba Rocha (PSL) ao senador Cássio Cunha Lima (PSDB), foi falso e que seu apoio já existia, pois ela já estava rompida com o governador Ricardo Coutinho (PSB).

“Essa questão de Aracilba é algo que já existia, pois ela já pensava em votar em Cássio há algum tempo”, disse Tião. Depois de minimizar a adesão da aliada de partido, Tião falou que pode acionar a justiça eleitoral contra Aracilba, mas que por enquanto, irá garantir a legenda para ela.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Tião disse ainda que esta não foi a primeira traição da ex-secretária, “a primeira traição foi quando ela quis tomar  o PSL há 40 dias com o ex-senador Ney Suassuna”.

Na manhã dessa segunda-feira (21), Aracilba concedeu entrevista coletiva para na anunciar o apoio a Cássio, e na ocasião, explicou através de uma carta os motivos que levaram o rompimento politico com o governador Ricardo Coutinho. Emocionada e chorando, ela revelou que foi “perseguida, isolada, ameaçada e humilhada pelo grupo”.

Clickpb

Insônia causada por choro dos bebês acaba com 30% dos casamentos

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Que mãe nunca passou a noite em claro tentando lidar com o choro do bebê? De acordo com uma pesquisa encomendada pelo Channel 4, essa experiência é responsável por um em cada três divórcios de casais. As informações são do Daily Mail.

 

A pesquisa realizada com 2 mil pais mostrou que, ao ter filhos pequenos, os participantes dormiam aproximadamente seis horas por noite. Por outro lado, especialistas indicam que o ideal é pelo menos sete.

Na pesquisa, 30% dos que se separaram culparam as noites em que ficaram acordados por causa do choro dos filhos. Onze por cento disse que fingiu estar dormindo ao ouvir a criança chorar para que o parceiro levantasse da cama, outros 11% fecharam a porta para diminuir o barulho e 9% ligaram a televisão.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
A pesquisa mostrou ainda que um em cada 20 pais disse que ficou tão cansado com a privação do sono que chegou a dormir no volante – uma das mães relembrou que conduziu um carro por 100 m com os olhos fechados.

“Vejo pessoas cujos filhos têm problemas crônicos para dormir e elas se sentem culpadas em tentar colocá-los na cama. Eu prometo a vocês, eles não vão te odiar pela manhã. A falta de limites só vai causar mais dificuldades”, aconselhou a psicóloga Tanya Byron.

No início deste ano os cientistas americanos afirmaram que o sono de qualidade melhora a relação dos casais, tornando-os menos egoístas. A pesquisa feita por acadêmicos da Universidade de Berkley, na Califórnia, mostrou que aqueles que dormiram bem eram mais propensos a ser educados com o outro.

 

Terra