Arquivo da tag: cheques

Cheques de qualquer valor serão compensados em até um dia útil

(Foto: Arquivo/Agência Brasil)

A compensação de cheques de qualquer valor passará a ser feita em um dia útil, inclusive os de menos de R$ 300, cujo prazo atual é de dois dias úteis. A mudança está prevista na Circular 3.859, divulgada hoje (27) pelo Banco Central (BC), que altera a sistemática de compensação de cheques.

Os bancos e a Centralizadora da Compensação de Cheques (Compe) terão 180 dias para se adequar à nova sistemática.

Segundo o BC, com a redução da quantidade de cheques em circulação e o aumento da capacidade tecnológica para o seu processamento, a existência de mais de uma faixa de valores para compensação deixou de se necessária. Entre março de 2005 e outubro de 2017, o número de cheques processados mensalmente pela Compe caiu de 170 milhões para 42 milhões.

“A unificação da compensação, atualmente segregada por faixas de valores, permitirá ganho de eficiência e redução de custos, operacionais e financeiros, para todo o sistema, em linha com a agenda BC+ [medidas para tornar o crédito mais barato, aumentar a educação financeira, modernizar a legislação e tornar o sistema financeiro mais eficiente]. As alterações seguem o esforço do BC de aprimorar os vários instrumentos de pagamentos, tornando-os mais seguros e eficientes para o usuário”, informou o banco.

Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Polícia Civil apreende cheques e dinheiro em operação contra falsificação na PB

(Foto: Larissa Fernandes / Tv Paraíba)

Uma operação de combate à falsificação de documentos foi deflagrada pela Polícia Civil da Paraíba na manhã desta terça-feira (7), por meio da Delegacia de Defraudações de Campina Grande. A Operação Mística foi desencadeada com objetivo de cumprir seis mandatos de prisão e 10 mandatos de busca e apreensão.

De acorco dom a Polícia Civil, os alvos são acusados de uso de documentos falsos para empréstimos em nome de terceiros, além de falsificação e venda de Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs). Alguns suspeitos foram encaminhados para prestar depoimento na delegacia.

Foram apreendidos dinheiro, cheques e dois carros. O nome da Operação Mistica foi emprestado de um personagem de história quadrinhos do universo X-Men. Mística é uma personagem criminosa que possui várias identidades.

Nesta operação foram envolvidos 50 policiais civis. Às 10h (horário local) desta terça-feira terá uma coletiva na Central de Polícia Civil para mais informações.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Cheques devolvidos atingem o menor nível desde setembro de 2014

Foto: Agência Brasil

O número de cheques devolvidos (segunda apresentação por falta de fundos), como proporção do total de cheques movimentados, atingiu 1,83% em junho, registrando redução significativa em relação a junho de 2016 (-0,28 ponto percentual).

Com isso, o percentual atinge o menor nível desde setembro de 2014, quando foi de 1,80%. Os dados foram divulgados hoje (31), em São Paulo, pela Boa Vista Serviços, empresa de informações de crédito.

Na comparação mensal, o percentual de cheques devolvidos sobre movimentados também obteve queda (em maio, o nível foi de 2,11% frente a abril), sendo o resultado decorrente da diminuição de 20,5% dos cheques devolvidos e retração de 8,2% para os cheques movimentados.

180 Graus 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Dupla é presa na PB com mais de 70 talões de cheques roubados

A Polícia Rodoviária Federal prendeu dois homens no fim da tarde desta terça-feira (30), suspeitos de crime de receptação. A dupla foi abordada na rodovia BR-101, em Mamanguape, na porção Norte da Zona da Mata da Paraíba, a 52 km de João Pessoa. Os policiais encontraram 74 talões de cheques roubados de uma cooperativa de crédito.

Os suspeitos, com idades de 42 e 47 anos, são vendedores e foram abordados em uma fiscalização de rotina, no km 45 da rodovia federal. De acordo com a PRF, eles vinham de Natal (RN) e o destino final seria Campina Grande, cidade onde nasceram e residem. Os policiais encontraram, durante buscas no veículo dos suspeitos, um saco de tecido no assoalho. Dentro do saco havia os talões de cheques em branco, pertencentes à Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Borborema e Agreste paraibano – SICOOB Borborema Paraibano, além de outras cinco folhas preenchidas e assinadas dos bancos Itaú, Banco do Nordeste e do Banco do Brasil.

Os PRFs entraram em contato com o gerente da cooperativa, que confirmou que os talões foram roubados. A dupla disse aos policiais que adquiriu o material de um desconhecido no bairro do Distrito Mecânico, em Campina Grande, e sabiam que se tratava de algo ilícito. Os detidos falaram também que foram para Natal na tentativa de vender os talões para comerciantes do bairro Alecrim, mas não conseguiram. Com os suspeitos foram encontrados ainda R$ 182 em cédulas e R$ 192 em moedas.

O caso foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil de Mamanguape, onde foi aberto um inquérito. Os dois responderão pelo crime de receptação de produto de roubo. Caso condenados, poderão pegar uma pena que varia de um a quatro anos de reclusão.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Percentual de cheques devolvidos se mantém estável em fevereiro

chequeEm fevereiro deste ano, o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos se mostrou estável pela segunda vez diante do percentual de devoluções de cheques por insuficiência de fundos e em relação ao total de cheques compensados, com taxa de 2,12%.

De acordo com a Serasa Experian , no mês passado 147.561 cheques foram devolvidos e 35.308.156 compensados. Em relação a janeiro, houve a devolução de 917.049 cheques sem fundos ante a compensação de 43.339.051. Em fevereiro de 2016, a devolução de cheques foi 2,27% maior do que o total de compensados.

Para economistas da entidade, a queda da inflação e das taxas de juros tem contribuído de maneira significativa para a estabilização dos indicadores de inadimplência no curto prazo. Já os níveis de inadimplência com cheques do ano passado se mostraram menores em 2017, tendência que deve perdurar nos próximos meses com a recuperação da economia.

Estados e regiões

Entre as regiões brasileiras, o Norte deteve o maior resultado em relação à devolução de cheques, com 4,44%.  Se comparado ao percentual de 4,54% registrado em janeiro, o resultado apresentou queda. Em contrapartida, o Sudeste foi a região com a menor taxa de cheques devolvidos, com 1,77%.

Já entre os estados, o Amapá segue na liderança do ranking de cheques sem fundos, com 22,04%, enquanto Santa Catarina apresentou o menor percentual, com 1,64%. Em São Paulo, a devolução de cheques em fevereiro foi de 1,66% do total de compensados, menor que a devolução de janeiro, com 1,78%.

Em Minas Gerais, a devolução foi de 1,92% do total de cheques compensados, maior do que 1,83% obtido em janeiro. Já no Rio de Janeiro, os cheques devolvidos diminuíram, com taxa de 1,85%, ante a 2,63% do mês anterior.

Metodologia

É importante lembrar que o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos é baseado no levantamento mensal que abrange a quantidade de cheques devolvidos por insuficiência de fundos em relação ao total de cheques compensados. Com isso, apenas a segunda devolução é considerada por insuficiência de fundos.

 

iG

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Cheques sem fundos e empresas fantasmas: Polícia prende empresários acusados de estelionato

outroDois empresários foram presos no início da tarde desta quarta-feira (6) por policiais da Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa. O empresário da construção civil Guilherme Campelo Rabay Neto, 26 anos, e o empresário Agliberto Serra Peixoto de Vasconcelos, 73 anos, são acusados de estelionato.

As investigações começaram há cerca de quatro meses e, de acordo com o que foi apurado, o empresário Guilherme Campelo realizava várias contratações com uma empresa da construção civil de maneira fraudulenta, emitindo cheques e forjando transferências bancárias.

O empresário foi preso em virtude de mandado de prisão preventiva expedido pela 1ª Vara Criminal de João Pessoa. Está não é a primeira vez que Guilherme Campelo tem prisão preventiva decretada pela Justiça. Ele já foi preso antes acusado de fraudar a transferência de um veículo, mas estava aguardando julgamento em liberdade. Guilherme Campelo ainda responde a outros inquéritos policiais relacionados à negociação de veículos e cumprimento de contrato em geral, lesando várias vítimas em João Pessoa e em outras cidades da Paraíba.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

prisoesJá a segunda pessoa presa pelos policiais civis, Agliberto Serra, foi denunciado por fraudes relacionadas á abertura de empresas de seguros fantasmas. O levantamento feito pela polícia mostrou que ele usava as empresas Aries Internacional do Brasil, Golden Corretora, Planeta Corretora e US CASH Corretora de Serviços Financeiros LTDA para realizar contratos com as vítimas, prometendo a abertura de contas correntes, facilidade de crédito e empréstimos consignados prometendo um ganho fácil e retorno garantido nos contratos de investimento. Para praticar estes golpes Agliberto Serra agia em parceria com o filho Wellington Ângelo e Edson Azevedo.

O delegado de Defraudações e Falsificações, Lucas Sá, pediu a prisão preventiva dos três suspeitos, que vão responder pela prática de diversos crimes de estelionato e associação criminosa. Agliberto Serra foi encaminhado para o presídio do Roger. Já os outros dois acusados, Wellington Ângelo e Edson Azevedo, continuam foragidos.

Secom-PB

Governador Ricardo Coutinho entregará cheques do Empreender no aniversário da Casa do Empreendedor

empreender-BananeirasO evento que comemora dois anos de instalação da Casa do Empreendedor, marcado para o próximo sábado, 02 de maio, será realizado no Espaço Cultural, em Bananeiras. O Governador do Estado da Paraíba, Ricardo Coutinho, confirmou sua presença.

De acordo com sua assessoria, o Chefe do Executivo Estadual visitará a feira de negócios que começa ás 15h00, e em seguida participará da entrega do cheque simbólico aos beneficiados do Empreender Bananeiras e da entrega dos cheques aos contemplados.

A casa do empreendedor de Bananeiras já ofertou, através do Empreender Bananeiras, R$ 889.050,00(oitocentos e oitenta e nove mil e cinquenta reais) em créditos, beneficiando cerca de 300 pessoas.

Com a liberação do próximo sábado, o valor investido será de aproximadamente R$ 1.200.000,00 (um milhão e duzentos mil reais) aplicados na economia local. 

Assessoria

Catadora encontra cheques de R$ 250 mil, devolve a hospital e ganha emprego

(Crédito: reprodução/EPTV)
(Crédito: reprodução/EPTV)

Um exemplo de honestidade em Barretos (SP). Uma catadora de recicláveis encontrou doações ao Hospital de Câncer de Barretos e fez questão de devolver. A boa ação rendeu a ela um novo emprego. No meio de papelões e plásticos que ficam no depósito de recicláveis do Hospital de Câncer de Barretos, Ana Maurícia dos Santos Cruz encontrou um envelope e uma agenda. Quando chegou em casa à noite, abriu o envelope e descobriu que estava com cheques que somavam R$ 250 mil, todos nominais ao hospital. A doação foi arrecadada em um leilão realizado em Mato Grosso. ““Eu peguei a agenda, achei muito bonita e coloquei dentro do caminhão. Mas não cheguei em momento nenhum a olhar a agenda por dentro. Depois que eu voltei, sete e pouca da noite, do serviço, fui ver lá a agenda aí eu vi o envelope embaixo, mas eu não imaginava que tinha cheque dentro. Na hora que eu abri, tinha cheque, levei um susto, porque tem bastante cheque, né? Muito valor ali dentro”, conta Ana Maurícia.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A boa ação rendeu um novo emprego para Ana Maurícia, que sempre sonhou em trabalhar no hospital.

A entidade garantiu que vai apurar como os cheques foram parar no lixo.

 

CBN

Número de cheques devolvidos no país é o mais alto desde 2009

Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

Em 2014, foram devolvidos pela segunda vez por falta de fundos 2,04% dos cheques compensados em todo o país, índice levemente superior ao registrado em 2013 (2%). De acordo com a empresa de consultoria Serasa Experian, foi o maior percentual registrado desde 2009. Naquele ano, a inadimplência com cheques atingiu 2,15% em razão dos reflexos da crise financeira internacional. No ano passado, foram devolvidos ao todo 15.410.236 cheques e compensados 755.819.648.

Segundo os economistas da Serasa, o aumento da inflação e das taxas de juros no ano passado, combinado com a estagnação da atividade econômica, foi o fator que mais impulsionou a inadimplência com cheques no ano passado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O estado de São Paulo, na contramão da situação nacional, registrou o menor percentual (1,20%) de cheques devolvidos pela segunda vez por falta de fundos dos últimos 5 anos. Já Roraima liderou o ranking nacional, com 11,14% de devoluções.

Por região, de acordo com o levantamento, o Norte liderou a lista, com 4,66% de cheques devolvidos e o Sudeste foi a que apresentou o menor percentual, apenas 1,45%.

Agência Brasil

Inadimplência com cheques em julho atinge maior nível desde 1991

chequesO percentual de devoluções de cheques pela segunda vez por falta de fundos ficou em 2,24% em julho. De acordo com a Serasa Experian, esse é o maior nível de inadimplência para o mês de julho desde o início da série histórica, em 1991.

Em julho do ano passado, esse percentual foi de 2,03% e, em junho de 2014, o indicador chegou a 1,92%. No acumulado dos primeiros sete meses deste ano, o percentual de devoluções foi de 2,11% e, no mesmo período do ano passado, chegou a 2,07%.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Entre os estados, Roraima foi o que apresentou o maior percentual de liderou o ranking estadual dos cheques sem fundos nos primeiros sete meses de 2014, com 12,13% de devoluções. na contramão, está o Amazonas, com o menor percentual (1,15%). Entre as regiões, a Norte liderou o ranking, com 4,31% de cheques devolvidos, e a região Sudeste foi a que apresentou o menor percentual (1,62%).

Segundo os economistas  da Serasa Experian, a alta da inadimplência com cheques revela a maior dificuldade que o brasileiro está tendo para honrar com seus compromissos financeiros no início deste segundo semestre do ano. “Estagnação da economia, juros elevados, inflação ainda em patamar desconfortável e enfraquecimento do mercado de trabalho são alguns dos elementos que contribuem para esta elevação”, diz a Serasa, em nota.

G1