Arquivo da tag: Chefe

“Juiz não pode ser chefe de força-tarefa”, diz Gilmar sobre Lava Jato

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes afirmou nesta terça-feira (11), durante julgamento sobre o recebimento de denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra parlamentares do PP no âmbito da Lava Jato, que “juiz não pode ser chefe de força-tarefa”.

Ao votar contra o recebimento da denúncia, o ministro avaliou que a acusação pelo crime de organização criminosa contra quatro parlamentares da cúpula do PP se baseou em fatos já arquivados em outros processos.

Por esse motivo, Gilmar Mendes afirmou que os elementos na denúncia não poderiam ser acolhidos pela Segunda Turma do STF, “pelo menos enquanto se tratar de Corte de Justiça”.

“A não ser que haja tribunais destinados a condenar nesse modelo de colaboração que se está a desenvolver, em que juiz chefia procurador. Não é o caso desta Corte, não á o caso deste colegiado. Juiz não pode ser chefe de força-tarefa”, acrescentou em seguida.

No último domingo (9), o site The Intercept Brasil divulgou trechos de mensagens atribuídas ao ex-juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e a membros da força-tarefa da Lava Jato. Segundo a equipe do site, as mensagens trocadas por meio de um aplicativo de conversas por celular foram entregues por uma fonte que pediu sigilo e apontam para uma “colaboração proibida” entre o então juiz federal responsável por julgar a Lava Jato em Curitiba e os procuradores, a quem cabe acusar os suspeitos de integrar o esquema de corrupção.

Tanto o chefe da força-tarefa da Operação Lava Jato, o procurador da República no Paraná Deltan Dallagnol, como o ministro Moro disseram ter sido alvos de uma invasão criminosa de seus celulares e negaram qualquer irregularidade na troca de mensagens.

 

Agência Brasil

 

 

Governador nomeia novos secretários de Infraestrutura e chefe de Governo

O governador do estado Ricardo Coutinho, nomeou Deusdete Queiroga como o novo secretário de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia, em substituição a João Azevedo, que deixou o cargo para concorrer às eleições deste ano. Além de Deusdete, suplemento do Diário Oficial do Estado que circulou nesta quinta-feira (12) traz a nomeação da esposa de Efraim Morais, Ângela Maria Mayer Ventura Morais. Ela vai ocupar o cargo de secretário chefe do Governo.

Efraim Morais desincompatibilizou-se no prazo estabelecido pela Justiça Eleitoral para poder disputar a um cargo eletivo nas eleições de outubro. Ele pleiteia compor chapa e concorrer às eleições majoritárias, pelo Democratas.

Já Deusdete, para assumir a pasta deixada por João Azevedo, pediu exoneração da Secretaria Executiva da Infraestrutura e Recursos Hídricos. Os atos foram assinados pelo governador Ricardo Coutinho no dia 6 de abril.

ClickPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Polícia prende suposto chefe de organização criminosa na Paraíba

As investigações policiais foram iniciadas após informações repassadas pelo telefone 197 do Disque Denúncia da Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Foto: Reprodução/assessoria)

A Polícia Civil da Paraíba, por meio de um trabalho da Delegacia Secional de Esperança e da Delegacia Municipal de Alagoa Nova, com o apoio do Grupo Tático Especial e o Núcleo de Homicídios prendeu, em flagrante delito, Rosinaldo Ernesto dos Santos, suspeito de tráfico de droga.

A prisão aconteceu na cidade de Alagoa Nova, e com o investigado foram encontrados alguns pacotes de maconha, e ainda uma quantia de substância semelhante à cocaína e crack e algumas munições de calibre 38, além de uma balança de precisão. Segundo informações policiais, Rosinaldo chefiava o tráfico de entorpecentes do município de Alagoa Nova e intimidava a população local.

As investigações policiais foram iniciadas após informações repassadas pelo telefone 197 do Disque Denúncia da Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social, ocasionando a intervenção das autoridades policiais e a consequente prisão de mais um traficante na região. O suspeito está recolhido na Cadeia Pública de Esperança, e deverá passar por audiência de custódia.

Clickpb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Em nova denúncia, Janot apontará Temer como chefe de organização criminosa

O resultado da votação da Câmara que barrou a denúncia contra o presidente Michel Temer não mudou os planos do Ministério Público Federal. A equipe do procurador-geral, Rodrigo Janot, está aprofundando as investigações que deverão dar base a mais uma denúncia, desta vez por obstrução de Justiça no caso JBS. Além disso, segundo um investigador, em outro processo o presidente também deverá ser apontado como chefe de organização criminosa. Essa segunda acusação será feita em um dos quatro inquéritos do chamado quadrilhão, abertos a partir do desmembramento do inquérito-mãe da Lava-Jato.

Janot afirmou que a decisão da Câmara não afeta as demais investigações em curso contra Temer. Para o procurador-geral, a deliberação dos deputados é de natureza política e não determina o curso de um inquérito ou processo criminal, que deve se pautar por critérios objetivos, definidos em lei.

— O julgamento (da Câmara) é político e não contamina o trabalho técnico-jurídico (do Ministério Público) — disse Janot ao GLOBO.

Temer deverá ser apontado como comandante do grupo integrado por ele, pelos ex-deputados Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves, entre outros políticos do PMDB na Câmara. Apesar da citação sobre o envolvimento de Temer, ele não será denunciado imediatamente pelos crimes imputados ao grupo. Pela lei, um presidente não pode ser responsabilizado por crimes anteriores ao mandato. Neste caso, a denúncia seria reformulada quando ele deixar o cargo.

Investigadores entendem que os indícios recolhidos ao longo de várias frentes da Lava-Jato colocam Temer e Cunha no topo de uma estrutura de corrupção que se mantém no poder ao longo dos últimos governos da história recente do país.

— PSDB e PT entraram e saíram do poder nos últimos anos. Este grupo não. Está aí há muito tempo — disse um investigador.

PGR PREPARA TAMBÉM OUTRAS DENÚNCIAS

Além da denúncia contra integrantes do PMDB, o Ministério Público Federal prepara outras acusações contra senadores do PMDB, outra contra parlamentares do PT e uma quarta contra políticos do PP.

Nesta quarta, Janot já pediu para incluir Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral) na lista de investigados no inquérito aberto no STF para apurar o crime de organização criminosa supostamente cometido por deputados e ex-deputados do PMDB. Na avaliação de Janot, há relação entre o presidente e os ministros e o grupo de deputados do partido, e tudo deve ser reunido no mesmo inquérito.

“Não se trata aqui de uma nova investigação contra o presidente da República, mas de uma readequação daquela já autorizada no que concerne ao crime de organização criminosa”, escreveu Janot. A decisão de deslocar a investigação de Temer e incluir os dois ministros na lista de investigados dependerá do relator responsável pelos processos da Lava-Jato no STF, Edson Fachin.

Já as investigações sobre obstrução de Justiça estão em fase adiantada e podem resultar na segunda denúncia contra Temer até o início do próximo mês. Mesmo com a derrota na votação de ontem na Câmara, investigadores aguardam desdobramentos significativos na apuração do caso. Não está claro se este salto estaria ou não vinculado a eventuais revelações de Eduardo Cunha, até recentemente um dos principais aliados de Temer, ou do operador financeiro Lúcio Bolonha Funaro. Os dois estão negociando acordo de delação premiada e, nas tratativas iniciais, prometeram falar sobre casos relacionados ao presidente.

A investigação sobre obstrução de Justiça tem como ponto de partida a delação de Joesley Batista, um dos donos da JBS. O empresário diz que fez pagamentos a intermediários de Cunha e Funaro para que os dois, um preso em Curitiba e o outro em Brasília, se mantivessem em silêncio.

Uma fonte com acesso a Cunha disse ao GLOBO que na delação do ex-deputado há até um anexo batizado de “Temer”.

O Globo

‘Por engano’, mulher envia foto de seio nu ao chefe pelo Snapchat

(Crédito: Reprodução/Twitter(cow poly))
(Crédito: Reprodução/Twitter(cow poly))

Uma mulher enviou pelo Snapchat, aparentemente por engano, uma foto em que aparece com um seio nu ao chefe, de acordo com reportagem do “Daily Mirror”.

“O que você está perdendo este fim de semana”, escreveu a funcionária oa enviar a foto.

Teoricamente, o destinatária inicial da foto picante era um homem no qual a funcionária tinha interesse.

A imagem se tornou viral na internet.

O chefe mandou, de volta, a imagem de um bilhete no qual alerta para o “engano” e pede que ela seja mais cuidadosa.

“Oi, você provavelmente não quis mandar isso para mim, mas seja mais cuidadosa. Sou o seu CHEFE”, escreveu.

O Snapchat tem cerca de 100 milhões de usuários no mundo e, muitas vezes, é usado para o envio de fotos sexy. Após ser visualizada, a imagem é apagada automaticamente. Mas há mecanismos para burlar essa diretriz.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Page Not Found / O Globo

Veja 17 sinais de que seu chefe não gosta de você

(Foto: Editoria de Arte/ G1)
(Foto: Editoria de Arte/ G1)

Todos querem ser amados no ambiente trabalho, especialmente pelos patrões, já que são eles que tomam decisões sobre as promoções e aumentos salariais, avaliam performances e geralmente desempenham um papel significativo na felicidade geral dos empregados.

E, se eles não gostam de você, nem sempre é fácil tentar reverter a situação. “Se o seu chefe não gosta de você, ele provavelmente não vai te dizer isso”, diz Michael Kerr, autor do livro “A vantagem do Humor”. “Os sinais podem ser bastante sutis, mas eles geralmente são fáceis de detectar se você está olhando para eles”, garante. As informações desta reportagem são do site “Business Insider”.

Lynn Taylor, especialista em ambiente de trabalho, diz que não é preciso ser o melhor amigo do chefe, mas é mais fácil ser criativo e bem-sucedido se o funcionário se sente querido, apoiado e respeitado por seu chefe.

Veja abaixo 17 sinais que mostram que o chefe odeia seu funcionário, segundo Kerr e Taylor.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Pressentimento ruim
Se você sente que seu chefe não gosta de você, pode ser apenas coisa da sua cabeça. Mas também pode ser verdadeiro. Se ele o trata de forma muito diferente do resto das pessoas, você provavelmente não é a pessoa favorita dele. Confie na sua intuição e procure outros sinais caso você tenha um forte sentimento sobre isso.

Fora das grandes decisões
Ao não inclui-lo nas grandes decisões, isso pode indicar que seu chefe não confia em sua opinião. Quando pedem sua contribuição, a mensagem enviada é de que você é valorizado, então não pedir nada pode revelar o recado oposto: “Eu realmente não me importo com o que você pensa”.

Sem contato visual
É difícil para um chefe que está com raiva de você olhar diretamente nos seus olhos. Pode ser indício de que ele tem medo de que você possa ser capaz de detectar a hostilidade dele. Portanto, ele evita o olho no olho ou mesmo ficar perto sempre que possível.

Sem sorrisos
Se o seu chefe fizer um esforço consciente para não sorrir quando você está na sala, algo não está certo.

Faz de tudo para te evitar
Se você perceber que seu chefe só vai pela escada quando você está esperando o elevador, ou se ele monta a agenda de tal forma que ele raramente te encontra, podem ser sinais de que está evitando você.

Ignora a presença
Se seu chefe nunca diz “Bom dia” quando você chega ou “Tenha uma ótima noite” na hora de ir embora, ele pode estar dizendo que ele não gosta de você.

Curto e grosso
Se você perguntar: “Como vai?” e ele sempre responder “Ok” ou “tudo bem”, se nos e-mails ele vai sempre direto ao ponto e nunca começa com um simpático “Olá” ou “Boa tarde” podem ser sinais de que o chefe não é seu maior fã. Ainda mais se ele sempre parece um adolescente mal-humorado.

Linguagem corporal negativa
Se seu chefe está sempre de braços cruzados sobre o peito ou nunca olha para cima da tela do computador quando você entra no escritório, a linguagem corporal do seu chefe revela os verdadeiros sentimentos dele em relação a você.

Conversas só virtuais
Seu chefe se comunica com você principalmente via e-mail, evitando conversas pessoalmente. Assim, se ele não gosta de você, uma mudança em direção a uma comunicação mais virtual pode ser um sinal.

Exclui de projetos e reuniões
Ele nunca te convida para participar de reuniões importantes ou projetos especiais.

Desacordo constante
Se o seu chefe não concorda com nenhuma ideia sua ou com o que você diz, mas não faz o mesmo com os outros, é um sinal de que ele secretamente te odeia.

Conversas só profissionais
Seu chefe nunca pergunta sobre sua vida pessoal ou familiar, só mantém conversas profissionais. Se você perceber que seu chefe fala com todo mundo sobre seus filhos ou hobbies, mas nunca coloca esses assuntos para você, provavelmente não está interessado em ouvir sobre sua vida.

Tarefas que ninguém quer
Se o seu chefe só passa tarefas bem abaixo do seu nível de experiência ou competência, como o chamado “trabalho pesado”, é um sinal de que ele não confia ou não respeita as suas habilidades. Ou pior, que ele está encorajando-o a procurar trabalho em outros lugares.

Sem feedback
Um chefe que quer ajudá-lo a crescer dará sempre feedback para o bem e para o mal. Mas a ausência disso mostra completa indiferença com o desempenho e crescimento futuro como empregado. Ou se o chefe apenas dá feedback negativo, e geralmente em público, é sinal de desrespeito.

Exclui das brincadeiras
Se seu chefe nunca te inclui nas brincadeiras com os demais empregados e você nota que essa prática de fazer piadas ou ter momentos de descontração é costumeira, mas você nunca foi incluído neles, pode ser um sinal de que ele não se importa com você. Brincadeiras podem ser feitas para mostrar que os empregados são parte da equipe.

Louros vão para ele
Seu chefe rouba o crédito de suas ideias para ele. Isso pode acontecer inclusive entre os que gostam dos empregados, mas se ele realmente te odeia, vai detestar a ideia de lhe dar crédito para qualquer ideia ou trabalho.

Paciência curta
Se o seu chefe parece desinteressado no que você tem a dizer ou perde a paciência facilmente enquanto fala com você, ele provavelmente não gosta de você, ainda mais se com os outros ele age de forma oposta.

 

G1

Chefe de gabinete da prefeitura de Guarabira tenta agredir produtor de eventos

brigaApós uma discussão gerada na tarde desta terça-feira (27), no Parque do Poeta Ronaldo Cunha Lima, onde será realizada a Festa da Luz 2015, o chefe de gabinete da prefeitura de Guarabira, Aguiberto Lira, tentou agredir o produtor de eventos, Carlos Madson.

O assessor de uma das atrações da festa, de forma mais precisa, da banda Grafith, tentou conversar com Aguiberto para obter informações sobre a hospedagem dos integrantes da banda, contudo, foi recebido com agressões verbais.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ao presenciar o fato, o conhecido produtor de eventos da região brejeira, Carlos Madson, começou a filmar a ação, em conseguinte, o chefe de gabinete tentou agredi-lo fisicamente. O mesmo teve que ser retido por alguns companheiros de trabalho para que a confusão não fosse ainda maior.

Confira vídeos:

 

portalindependente

Chefe da Casa Militar da Paraíba morre em acidente de carro no Sertão

chefe militapbO chefe da Casa Militar do Estado da Paraíba, coronel Fernando Antônio Soares Chaves, de 49 anos, morreu na madrugada desta quarta-feira (27) em um acidente de carro na BR-230 próximo a cidade de Patos, no Sertão paraibano. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o carro em que o coronel estava bateu de frente com outro veículo, em que estava um jovem de 20 anos que também morreu no acidente.

De acordo com a PRF, o acidente aconteceu por volta de 1h no trecho entre a cidade de Patos e o distrito de Santa Gertrudes. O coronel seguia na pista em direção ao município em uma Toyota Hilux SW4 quando o carro dele bateu de frente por um Fiat Siena com placas do Rio de Janeiro.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Com o impacto, o motorista do Siena foi arremessado para fora do veículo e caiu a cerca de 10 metros do local do acidente. O jovem e o chefe da Casa Militar morreram ainda no local. Os dois veículos ficaram completamente destruídos. Segundo a PRF, uma perícia deve ser feita para identificar as causas do acidente.

Durante a manhã, o Governo da Paraíba emitiu uma nota lamentando a morte do coronel e decretando três dias de lutu oficial. Segundo a nota, Chaves era casado e tinha dois filhos. Ele ingressou na Polícia Militar em 1985 e ocupava a função de secretário-chefe da Casa Militar desde 2011. “Em nome do Governo da Paraíba, manifestamos nosso sentimento de pesar pela perda do homem e do oficial exemplar que, por mais de 30 anos, prestou relevantes serviços à sociedade. Ainda consternados, decretamos luto oficial por três dias”, diz a nota.

Do G1 PB

Polícia procura chefe de gabinete de prefeito acusado de tentativa de homicídio na Paraíba

Caso ocorreu no Centro de Areial
Caso ocorreu no Centro de Areial

Uma confusão em frente da casa do prefeito da cidade de Areial, no Agreste do estado, terminou com uma pessoa ferida a golpes de faca. O acusado pela tentativa de homicídio é o chefe de gabinete da prefeitura local, o advogado Mário Romero, conforme disse ao Portal Correio, o tenente Arimateia Silva, do 10º Batalhão de Polícia Militar. O caso ocorreu na noite desta quarta-feira (4).

 

O tenente Arimateia – que atendeu a ocorrência – relatou que por volta das 21h, uma guarnição foi acionada para conter um tumulto na casa do gesto municipal. Quando os policiais chegaram constataram que uma pessoa sofreu três perfurações por arma branca.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“O Clemildo de Lima, de 42 anos, foi atingido nos braços e abdômen. Devido à gravidade de um dos golpes, ele foi levado para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande por uma ambulância local. O acusado pelo crime é o chefe de gabinete do prefeito, o advogado Mário Romero, que teria praticado a tentativa de homicídio durante uma discussão. O motivo ainda não posso revelar”, disse o tenente.

Segundo o major Sérgio Fonseca, comandante do 10º BPM, após praticar o crime, o chefe de gabinete fugiu sem prestar socorro. “As guarnição fizeram buscas na cidade, mas até às 8h ele não tinha sido preso nem se apresentou espontaneamente as autoridades policiais”.

O estado de saúde de Clemildo de Lima é regular. “Eu estive pessoalmente visitando a vítima e passa bem. Ele não corre risco de morte”, comentou o tenente Arimatéia.

 

Por Hyldo Pereira

Escolha de novo chefe de Gabinete da Secom sinaliza reprise da aliança

luis-torresRecém-empossado, o secretário de Comunicação do Estado, Luís Tôrres, escolheu seu chefe de Gabinete nesta segunda-feira (13). Mesclando critérios técnicos e políticos, Tôrres nomeou o jornalista Marcos Alfredo, que aceitou o convite.

Experiente no ofício de jornalista, ex-diretor de jornalismo da Secom-PB na gestão Cássio Cunha Lima, Marcos passou pelas principais redações da Paraíba. Atualmente, era assessor de comunicação do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB).

Além da experiência, a nomeação tem clara conotação e efeito político. Marcos tem, historicamente, ligações profissionais com o grupo Cunha Lima. Nos governos Cássio, ocupou cargos de destaque na área de comunicação e foi o principal assessor da última campanha de Romero, candidato cassista a prefeito de Campina Grande em 2012.

A aceitação do convite da parte de Marcos Alfredo esmorece as especulações de rompimento. Como figura de confiança e da convivência interna do grupo, presume-se que Marcos só topou porque tem informações suficientes de que há predisposição de Cássio manter a aliança com o governador Ricardo Coutinho.

MaisPB