Arquivo da tag: centenas

Explosões em hotéis e igrejas deixam centenas de mortos e feridos no Sri Lanka

Uma série de explosões em hotéis de luxo e igrejas católicas durante a celebração da Páscoa no Sri Lanka deixou 207 mortos e mais de 450 feridos neste domingo (21), segundo o último balanço das autoridades policiais. Segundo fontes oficiais, ao menos 27 estrangeiros estão entre os mortos.

Nenhum grupo reivindicou autoria das ações até o momento. Sete pessoas foram presas durante uma operação de captura dos suspeitos em Colombo. Dois policiais morreram durante a operação.

O que se sabe até agora

  • 8 explosões atingiram o Sri Lanka neste domingo
  • 4 hotéis, 3 igrejas católicas e um complexo de casas foram alvos
  • Atentados ocorreram na capital, Colombo, e em outras duas cidades
  • 207 pessoas morreram e mais de 450 ficaram feridas
  • 27 mortos são estrangeiros
  • Nenhum grupo assumiu a autoria até o momento
  • Sete suspeitos foram presos

Sequência de ataques

Foram oito atentados. Seis ocorreram na capital, Colombo, atingindo quatro hotéis, uma igreja e um complexo residencial. Outros dois ataques foram registrados em igrejas nas regiões de Katana e Batticaloa.

Os primeiros casos ocorreram de forma coordenada por volta das 8h45 (0h15, no horário de Brasília), em três hotéis de Colombo e três templos católicos que realizavam missas em celebração à Páscoa, nas três cidades atingidas.

Horas mais tarde, outras duas explosões ocorreram na capital. Uma delas, que deixou dois mortos, ocorreu em um pequeno hotel situado ao lado do zoológico de Dehiwala. A outra, em um complexo de casas em Dematagoda, na periferia de Colombo.

No hotel de luxo Cinnamon Grand, em Colombo, um homem-bomba detonou o explosivo na fila de clientes que esperava para entrar em um bufê de Páscoa no restaurante do local.

“Ele se dirigiu para o início da fila e se explodiu”, relatou um funcionário para a AFP. “Era o caos total”, acrescentou.

Ataques conta 4 hotéis, três igrejas e um complexo residencial no Sri Lanka. — Foto: Rodrigo Cunha/G1

Ataques conta 4 hotéis, três igrejas e um complexo residencial no Sri Lanka. — Foto: Rodrigo Cunha/G1

Pessoas mortas após atentado em igreja de Santo Antônio em Colombo, Sri Lanka, neste domingo 21). — Foto: AFP

Pessoas mortas após atentado em igreja de Santo Antônio em Colombo, Sri Lanka, neste domingo 21). — Foto: AFP

Parentes de vítimas choram perto de igreja no Sri Lanka — Foto: Dinuka Liyanawatte/Reuters

Parentes de vítimas choram perto de igreja no Sri Lanka — Foto: Dinuka Liyanawatte/Reuters

Investigação

O primeiro-ministro, Ranil Wickremesinghe, convocou uma reunião do conselho de segurança nacional em sua casa para o final do dia. “Eu condeno veementemente os ataques covardes contra nosso povo hoje. Eu chamo todos para permanecerem unidos e fortes”, postou no Twitter.

Padres caminham perto de igreja após atentado — Foto: Dinuka Liyanawatte/Reuters

Padres caminham perto de igreja após atentado — Foto: Dinuka Liyanawatte/Reuters

O presidente do Sri Lanka, Maithripala Sirisena, pediu calma ao país. “Por favor, fiquem calmos e não sejam enganados por rumores”, declarou Sirisena, em mensagem à nação.

Sirisena, que se mostrou “em choque e triste com o que ocorreu”, esclareceu que “as investigações estão em curso para descobrir que tipo de conspiração está por trás destes atos cruéis”.

Toque de recolher

O governo impôs um toque de recolher no país. O governo também decretou um bloqueio temporário das redes sociais para impedir a difusão de mensagens falsas sobre os atentados.

“O governo decidiu bloquear todas as plataformas de redes sociais com o objetivo de impedir a propagação de informações incorretas e falsas. Trata-se de uma medida temporária”, anunciou a presidência, em um comunicado.

Atentados desta magnitude não aconteciam no Sri Lanka desde a guerra civil entre a guerrilha tâmil e o governo, um conflito que durou 26 anos, terminou em 2009 e deixou, segundo dados da ONU, mais de 40 mil civis mortos.

O último deles foi em 2018, quando o governo teve que declarar estado de emergência após confrontos entre muçulmanos e budistas. No Sri Lanka, a população cristã representa 7%, enquanto os budistas são cerca de 70%, de acordo com o Censo feito em 2012.

Sapato de vítima em frente a igreja no Sri Lanka — Foto: Dinuka Liyanawatte/Reuters

Sapato de vítima em frente a igreja no Sri Lanka — Foto: Dinuka Liyanawatte/Reuters

Reações

As igrejas cristãs na Terra Santa expressaram seu pesar após os atentados. “Que difíceis, irritantes e tristes são estas notícias, especialmente porque os ataques aconteceram enquanto os cristãos comemoravam a Páscoa”, lamentou o assessor de líderes da Igreja na Terra Santa, Wadie Abunassar.

Ele transmitiu sua solidariedade ao Sri Lanka e “a todos seus habitantes em suas várias confissões religiosas e origens étnicas”. “As igrejas rezam pelas almas das vítimas e pedem a rápida recuperação dos feridos”, acrescentou, em comunicado.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, publicou em sua rede social: “Os EUA prestam suas sinceras condolências ao grande povo do Sri Lanka. Estamos prontos a ajudar!”. Inicialmente, Trump havia postado que o número de mortos era de 138 milhões, mas corrigiu o número para 138 em um novo post.

G1

 

Vaticano encontra centenas de milhões de euros ‘escondidos’

vaticanoO ministro da Fazenda do Vaticano revelou que centenas de milhões de euros foram encontrados “escondidos” em contas de vários departamentos da Santa Sé sem terem aparecido nos balanços da cidade-Estado.

Em um artigo na edição da revista britânica Catholic Herald que será publicada na sexta-feira (5), o cardeal australiano George Pell escreveu que a descoberta significa que as finanças em geral do Vaticano estão em melhor estado do que se acreditava.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“De fato, descobrimos que a situação é muito mais saudável do que parecia, porque algumas centenas de milhões de euros estavam escondidas em contas particulares seccionais e não apareceram na folha de balanço”, escreveu.

“É importante enfatizar que o Vaticano não está quebrado… a Santa Sé está mantendo seus pagamentos e possui bens e investimentos substanciais”, afirmou Pell, de acordo com uma prévia do texto disponibilizada nesta quinta-feira.

Pell não insinuou nenhum malfeito, mas disse que durante muito tempo os departamentos do Vaticano tiveram “liberdade quase total” com suas finanças e que seguiram “padrões há muito estabelecidos” na administração de seus assuntos.

“Muito poucos ficaram tentados a contar ao mundo o que estava acontecendo, a não ser quando precisavam de uma ajuda adicional”, afirmou, destacando o outrora poderoso Secretariado de Estado como um departamento que protegia sua independência de maneira especialmente ciumenta.

“Era impossível para qualquer um saber precisamente o que estava acontecendo de forma geral”, disse Pell, chefe do novo Secretariado para a Economia, que é independente do hoje rebaixado Secretariado de Estado.

Pell é um forasteiro do mundo de língua inglesa transferido pelo papa Francisco de Sydney para Roma para supervisionar as muitas vezes nebulosas finanças do Vaticano depois de décadas de controle nas mãos de italianos.

O escritório de Pell enviou uma carta a todos os departamentos do Vaticano no mês passado tratando das mudanças na ética econômica e na prestação de contas.

A partir de 1º de janeiro, cada departamento terá que adotar “políticas administrativas confiáveis e eficientes” e preparar informações financeiras e relatórios que obedeçam padrões internacionais de contabilidade.

As declarações financeiras de cada departamento serão analisadas por uma grande empresa de auditoria internacional, diz a carta.

Desde a eleição de Francisco em março de 2013, o Vaticano adotou grandes reformas para aderir a padrões financeiros internacionais e evitar a lavagem de dinheiro, e fechou muitas contas suspeitas em seu banco, assolado por escândalos.

Em seu artigo, Pell afirma que as reformas estão “bem encaminhadas e já passaram do ponto no qual o Vaticano poderia voltar aos ‘maus e velhos dias'”.

G1

Deslizamento de terra destrói 350 casas no Afeganistão e deixa centenas de mortos

afeganistaoPelo menos 350 pessoas morreram na província de Badakhshan, no nordeste do Afeganistão, em um deslizamento de terra nesta sexta-feira (2) causado pelas fortes chuvas, anunciou a missão da Organização das Nações Unidas no país (Unama).

“De 350 a 400 casas foram destruídas no distrito de Argo, como resultado das fortes chuvas que provocaram deslizamentos de terra”, disse Mohammad Baidaar, vice-governador da província montanhosa. O número de mortos poderá aumentar com o trabalho dos socorristas.

“Havia mais de 1.000 famílias morando no vilarejo. Um total de 2.100 pessoas –homens, mulheres e crianças– está soterrado”, disse à agência Reuters Naweed Forotan, porta-voz do governo de Badakhshan.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O deslizamento, que aconteceu após uma semana de chuva forte e num período de derretimento da neve, derrubou centenas de casas e danificou outras centenas, disse ele.

Moradores estavam tentando recuperar seus pertences após um deslizamento menor que atingiu o vilarejo. Ninguém ficou ferido no primeiro deslizamento, segundo autoridades, e o segundo aconteceu poucas horas depois.

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, determinou o início imediato dos esforços de emergência, informou o governo em comunicado.

A Força Internacional da Otan no Afeganistão (Isaf) está trabalhando com o Exército afegão nas buscas por sobreviventes, informou a ONU.

Badakhshan é uma província remota do nordeste do Afeganistão, na fronteira com Tadjiquistão, China e Paquistão. “A informação que recebemos é que 600 famílias vivem no vilarejo de Aab Bareek, em Argo”, indicou o chefe da Agência de Gestão de Situações de Crise, Mohammad Daim Kakar.

G1

 

“O Cristo da Paixão” atrai centenas de pessoas em Solânea-PB, no Sábado de Aleluia

 

paixãoNo último sábado de março (30) às 22h, o grupo de teatro da 1ª Igreja Batista de Bananeiras-PB, apresentou a peça intitulada “O Cristo da Paixão” em pleno ar livre, ao lado da Praça 26 de Novembro em Solânea-PB, Brejo paraibano. Realizada em forma de musical, a peça foi encenada e cantada pelos próprios integrantes que se revezavam entre cenas e cantos, tornando a peça mais real e emocionante. O objetivo da apresentação foi relembrar a morte e ressureição de Cristo por aqueles que são dele.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O mesmo elenco que se apresentou em Bananeiras no dia 29 arrancou lágrimas da plateia em Solânea no dia 30. O grupo é composto por 60 pessoas que contam toda a trajetória de Jesus Cristo descrita nos 4 evangelhos bíblicos.

paixão1“Foi um momento único e especial e mais ainda por recebermos um público tão relevante. Estou muito feliz e satisfeito. É um trabalho que vem sendo construído. Cada evento que a gente realiza é uma nova satisfação, uma nova emoção”, declara em tom de tarefa cumprida, o coordenador de cultura de Solânea, Tiago Salvador. A coordenação de cultura de Solânea está apresentando a “Semana Santa Cultural”, e além da peça desse sábado, será exibida também no Cine Teatro de Solânea nesse domingo, a participação de Claudemir do Sax, onde ele fará um trabalho voltado à temática cristã, em homenagem à Semana Santa a partir das 20h. “Exibiremos também um filme que fala de ‘Jesus, o maior homem que já viveu’ às 21h. Um filme interessante que foi cautelosamente escolhido. É o primeiro passo para que a gente possa resgatar esse outro projeto que é o ‘Cinema em Solânea’. Pretendemos colocar o projeto às sextas-feiras”, acrescenta Salvador.

Reação do público

paixão2O público ficou muito emocionado e comovido através das cenas do espetáculo.  “Eu me emocionei muito com as cenas. O elenco estava muito perfeito. Souberam escolher as vozes pra cantar e ficou muito parecido com a época de Cristo”, declarou Jullyana Queiroz de 18 anos.

A mídia local esteve presente, como também o prefeito Beto do Brasil e o vice Kayser Rocha, que falou da importância desse evento para a cidade. “Esse evento é importantíssimo para o resgate da cultura de Solânea, e a Semana Santa é uma semana de cultivar o bom senso e o sacrifício que Deus fez, dando o seu filho por nós. Hoje eu ouvi Dom Aldo Pagotto em uma entrevista, dizendo que a Semana Santa está virando um feriadão. Nós não podemos permitir. Temos que tomar muito cuidado com isso”, declara Rocha.  O vice-prefeito aproveita para elogiar o trabalho de Tiago Salvador à frente da cultura de Solânea. “Tiago Salvador foi uma acertada fenomenal. Ele vai em uma ascensão muito boa e com uma ótima equipe. Salvador foi escolhido através de uma eleição entre todos os segmentos culturais da cidade. Hoje, todos vemos como a cultura vem mudando gradativamente. Todo final de semana ou quinzenalmente temos uma atividade cultural de qualidade. A gente tem qualidade. Não é a atividade cultural só pela atividade, mas aquela que desenvolve o município e que envolve os nossos jovens”, afirma confiante o vice-prefeito Kayser Rocha.

 

 

Fotos e texto Eduardo Araújo

 

Cursinho pre-vestibular da UFPB/Bananeiras atrai centenas de estudantes

 

Cursinho 01Estudantes de 17 municípios do Brejo e Curimataú paraibano compareceram ao Campus Universitário de Bananeiras para concorrer a uma das 300 vagas ofertadas pelo Curso Pre-Vestibular Solidário do CCHSA-UFPB. O cursinho é destinado aos alunos que concluíram o ensino médio em escolas públicas ou tenham sido bolsistas em escolas particulares.

 

O Projeto que é Coordenado pelo Professor Marcos Barros de Medeiros do Departamento de Agropecuária existe desde 2007 e ja é responsável pela inclusão de mais de 300 estudantes nas universidades paraibanas, entre elas a UFPB, UFCG, UEPB, UFRN, SISU e Particulares.  Segundo o Prof. Marcos Barros o Projeto ja beneficia jovens e adultos de diversas localidades, entre elas os municípios de Arara, Belém, Borborema, Bananeiras, Solânea, Casserengue, Cacimba de Dentro, Riachão, Tacima, Serraria, Logradouro, Caiçara, Pirpirituba,  e agora mais recentemente Guarabira. Os prefeitos destas cidades já disponibilizam ônibus e outros transportes escolares para o deslocamento noturno dos estudantes.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Cursinho 3Esta ação de extensão conta com o apoio da reitoria da UFPB, a partir de um comprimisso especial já firmado pela Reitora Profa. Dra. Margareth Diniz a qual se comprometeu em viabilizar a ação e buscar parcerias para fortalecer e ampliar o raio de atuação do projeto na região. Também o apoio dos prefeitos/as desses municípios em viabilizar transporte escolar e material didático de apoio aos estudantes.

 

A seleção consistiu em duas etapas sendo a primeira numa prova objetiva com 20 questões de matemática e língua portuguesa e a segunda numa entrevista para a avaliação do questionário sócio-economico e da motivação dos candidatos.

 

De acordo com o edital, foram ofertadas trezentas vagas para admissão de alunos. Desse total, 190 foram para a comunidade em geral (cota dos municipios); oitenta vagas para cota adicional para os alunos do 3º ano do Ensino Médio do Colégio Agrícola “Vidal de Negreiros” (Cota UFPB); trinta vagas para filhos de professores e servidores técnico-administrativos da UFPB. Em caso de não preencherem as vagas pelos alunos do CAVN, estas serão preenchidas pela demanda de alunos da comunidade extra- universitária.

 

As matrículas

 

No ato da matrícula o candidato aprovado e classificado deverá assinar um termo de compromisso concordando com as normas e condições estabelecidas pela Coordenação do Projeto. As matrículas serão realizadas nos dias 27 e 28 de março, no período das 19h às 21h. O início das aulas está previsto para o dia 8 de abril. O curso vai funcionar somente no expediente noturno, nas dependências do Campus III da UFPB, em Bananeiras.

 

Alimentos Arrecadados

 

Na ocasião foram arrecadados meia tonelada de alimentos os quais serão doados às irmãs do Carmelo Sagrado Coração de Jesus e Madre Tereza cujo convento esta localizado em Bananeiras-PB e parte com algumas famílias carentes da região.

 

 

 

Marcos Barros para o Focando a Notícia

CG: centenas de pessoas participam do 5º Retiro Diocesano para Missionários

retiromissionarioDurante os dias 22, 23 e 24 de fevereiro centenas de fiéis de diversas paróquias estiveram reunidas no Clube Campestre, onde aconteceu o V Retiro Diocesano para Missionários promovido pela Ação Missionária Evangelizadora AME. Este ano o retiro trabalhou o tema “A vida é Missão” e foi assessorado pelo Padre Luís Mosconi, fundador e animador das Santas Missões Populares. Ele, que já esteve em Campina outras vezes, disse estar muito feliz e satisfeito com a participação dos missionários. Resgate da vida missionária na diocese, momentos de vigília, oração e louvor marcaram esta quinta edição do retiro.

O Objetivo do encontro foi despertar a consciência para vida missionária a partir da contemplação de que “a Vida em si é uma Missão” como destacou o Padre Mosconi. Mais de 500 missionários estiveram presentes. Eram jovens, adultos e idosos que, com um espírito renovado e com um ardor missionário, participaram deste retiro.

O Bispo Diocesano, Dom Manoel Delson, fez a abertura solene do Retiro, acolhendo, na sexta-feira, todos os presentes e agradeceu a disponibilidade e entusiasmo do Pe. Mosconi, assim como toda equipe de organização. Dom Delson conferiu, junto aos missionários, o resgate histórico das Santas Missões Populares na diocese e ouviu os testemunhos das pessoas e grupos que viveram – e vivem – momentos fortes de missão.

Vários padres estiveram presentes. As caravanas das Paróquias de todos os zonais foram acolhidas pelas Paróquias do zonal cidade (Campina Grande). Ainda houve louvor com o grupo Evangelizarte, trabalhos em grupo, testemunhos e estudos. A Vigília foi um dos momentos mais fortes do Retiro.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O Padre Luis Mosconi destacou que um dos pontos cruciais para a vida missionária é evangelizar os que ainda não conhecem Cristo. “Nesse 5º retiro, podemos nos perguntar: Missão é só para alguns ou para todo mundo? Não devemos falar de missão só para pessoas de Igreja, mas com pessoas que também não estão interessadas com ela. Aprofundamos isso e descobrimos que a vida é vida verdadeira só se for missão.”

Perguntado sobre a importância do encontro para a Diocese, Pe. Mosconi esclareceu que “essa Diocese tende a ganhar muito ainda, com a força desse povo. É uma Diocese dinâmica com Padres e Bispo Dinâmico. Estamos apenas fortalecendo essa parcela do povo de Deus.”

Pascom Diocesana (colaborou: Pascom Graças)

Grito da Terra mobiliza centenas de trabalhadores em Brasília

 

Trabalhadores rurais de diversas partes do país se reúnem, nesta quarta-feira (30), em uma grande marcha em Brasília convocada pelo 18º Grito da Terra Brasil (GTB), da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag). Tida como a maior mobilização nacional de agricultores, o GTB reivindica todos os anos melhorias nas condições de vida e de trabalho para a população do campo.

Para o presidente nacional da CTB, Wagner Gomes, que também estará presente no ato, é possível avançar na luta através da mobilização. “A Contag promove todos os anos o Grito da Terra Brasil, em prol das melhorias de vida para os trabalhadores rurais e para a agricultura familiar. E nesta grande mobilização que cobra diretamente o governo federal sobre as principais questões que envolvem a classe trabalhadora do campo é possível avançar rumos às conquistas”, afirma o dirigente.

As negociações com o governo federal envolvendo as principais questões do GTB, já foram feitas dias antes. Várias reuniões entre lideres sindicais rurais e representantes de diversos ministérios já aconteceram. Agora, os trabalhadores e trabalhadoras rurais esperam que o governo federal realmente cumpra com todas as exigências feitas pelos trabalhadores.

A pauta de revindicações será entregue oficialmente durante a marcha dos trabalhadores rurais. Entre as principais reivindicações estão:

Reforma agrária: desapropriação de imóveis rurais, regularização fundiária, Programa Nacional de Crédito Fundiário, sustentabilidade econômica, social e ambiental dos projetos de assentamentos, sustentabilidade ambiental e gestão do Incra;

Política agrícola: orçamento da política agrícola e desenvolvimento da agricultura familiar, enquadramento da agricultura familiar para efeito de acesso às políticas públicas, sistema de proteção à infraestrutura e à produção na agricultura familiar, territorialidade, economia solidária, cooperativismo e associativismo, pesquisa e ATER/ATES e sistema de produção sustentável;

Políticas sociais: políticas de saúde para as populações do campo e da floresta/SUS, política de previdência social, proteção infanto-juvenil, educação do campo, habitação rural, democratização e acesso dos meios de comunicação e inclusão digital e cultura e esporte no meio rural;

Terceira idade: criação da Secretaria Especial da Pessoa Idosa, delegacias de proteção à pessoa idosa e mais rigor na fiscalização dos empréstimos para os aposentados;

Mulheres trabalhadoras rurais: enfrentamento à violência contra as mulheres e autonomia econômica, trabalho e renda para as mulheres;

Organização sindical:
regulamentação da contribuição sindical rural, representatividade das entidades sindicais de trabalhadores rurais e programa de formação para 5 mil beneficiários rurais em 2012;

Relações internacionais: participação da Contag nos espaços institucionais que definem a posição do governo brasileiro nas negociações internacionais e apoio na realização de estudos e análises técnicas que fundamentem políticas de apoio à comercialização dos produtos da agricultura familiar.

Fonte: CTB