Arquivo da tag: cemitério

Homem que matou irmã e jovem é enterrado no mesmo cemitério que vítima

O homem suspeito de atirar contra três pessoas e depois se matar, no sábado (4) em Campina Grande, foi enterrado no mesmo cemitério que a irmã, no início da manhã desta segunda-feira (6). Foram atingidos pelos disparos a irmã dele, Geni Monteiro Costa; o sobrinho do suspeito, Alisson Ramom Sales, de 23 anos; e a namorada de Alisson, Cíntia Raquel Costa, de 22 anos.

Na noite do crime, todos foram levados para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. A idosa não resistiu aos ferimentos e morreu ainda na noite do sábado. A jovem de 22 anos passou por cirurgia, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu na unidade de saúde na manhã deste domingo (5). O jovem ficou ferido com um tiro no braço e recebeu alta médica.

O corpo do atirador, de 72 anos, foi enterrado no cemitério do bairro José Pinheiro. No mesmo local foi enterrada uma das vítimas, a irmã do suspeito, Geni Monteiro Costa, de 77 anos. Os corpos foram sepultados em túmulos diferentes. O corpo de Cíntia Raquel Costa será enterrado no mesmo cemitério, na tarde desta segunda-feira.

Foto: Felipe Valetim \ TV Paraíba

G1

 

Em Belém, polícia prende 2 por furtos em cemitério

Na noite desta segunda-feira (22), policiais civis e militares realizaram uma operação integrada que resultou nas prisões de dois indivíduos suspeitos de furtar pelo menos 50 argolas de cobre em túmulos do cemitério da cidade de Belém-PB. A polícia também conseguiu recuperar os objetivos que foram subtraídos dos jazigos.

Os elementos identificados pelas alcunhas de ‘Gagamel’ e ‘Mudo’ (esse pela deficiência vocal) foram presos e levados para a delegacia de Polícia Civil, onde serão ouvidos pelo delegado de plantão e autuados em flagrante por furto qualificado.

As investigações começaram depois que funcionários do cemitério observaram a ausência de argolas e denunciaram o caso à polícia. Entre os túmulos violados estava o túmulo de familiares de um policial que trabalha e mora em Belém-PB. Os investigadores começaram a investigar e chegar até os responsáveis.

As pessoas que compraram os objetos do furto também serão chamadas à delegacia para prestar esclarecimentos e, possivelmente, devem responder por crime de receptação.

A ação policial contou com homens da Guarnição do Comando da PM e do GTE – da Polícia Civil.

Jota Alves

 

 

Serra da Raiz, bode é esquartejado na porta do cemitério em rito macabro

Um ritual macabro atribuído a um ritual de magia negra foi encontrado na entrada do cemitério de Serra da Raiz, na manhã deste sábado (24).

Segundo informações, ao chegar ao local para aguardar um sepultamento o coveiro se deparou com o rito brutal, onde um bode foi esquartejado e deixado ao lado de garrafas de cachaça.

 

blogdofelipesilva

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Cão da PM encontra armas e drogas em cova de cemitério de João Pessoa

(Foto: Walter Paparazzo/G1)
(Foto: Walter Paparazzo/G1)

Cão farejador da Polícia Militar da Paraíba encontrou drogas dentro de cova no cemitério Cristo Redentor, no bairro do Cristo em João Pessoa, nesta quarta-feira (8). Foi encontrada uma quantidade de maconha, cocaína, ecstasy, crack, além de duas armas de fogo e munição. A PM chegou ao local após denúncia e ainda não há suspeitos de quem seja o dono das drogas.

“Messi”, o cão farejador da PM, participou de incursão realizada na tarde desta quarta em cemitério no bairro do Cristo, em frente a comunidade Itabaiana. Ele foi responsável por encontrar duas pistolas calibre 38, 19 munições do calibre, mais de dez cartelas de ecstasy, pedras de crack, mais de 50 gramas de cocaína e de maconha. Segundo o sargento Maia, “ainda há suspeita de mais drogas dentro do cemitério”.

“Os bandidos tiram o flagrante de dentro da casa deles e, como o cemitério é de frente à comunidade, eles preferiram guardar aqui”, explica o sargento. A polícia continua realizando incursões no cemitério Cristo Redentor com o cão Messi na tentativa de encontrar mais drogas. Dentro do mesmo cemitério também foi encontrada uma pichação no muro com a frase “se o tráfico para, a PM passa fome”.

Cão farejador Messi da Polícia Militar da Paraíba, responsável por encontrar drogas e armas dentro de cemitério. (Foto: Walter Paparazzo/G1)Cão farejador Messi da Polícia Militar da Paraíba, responsável por encontrar drogas e armas dentro de cemitério. (Foto: Walter Paparazzo/G1)
Pichação no muro do cemitério onde foi encontrado drogas e armas com a frase "se o tráfico para, a PM passa fome" (Foto: Walter Paparazzo/G1)Pichação no muro do cemitério onde foi encontrado drogas e armas com a frase “se o tráfico para, a PM passa fome”. (Foto: Walter Paparazzo/G1)
G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Seca fez aparecer cemitério submersos em barragem de Acauã e restos mortais serão transferidos

barragem acauãnA estiagem tem provocado redução de água nos principais açudes da Paraíba. Um dos reservatórios atingidos pela longa estiagem, é a barragem Argemiro de Figueiredo mais conhecida como Acauã construída na cidade de Itatuba.

A seca fez aparecer todo um cemitério que estava debaixo de água no local onde Acauã foi construída. Isso aconteceu porque na década de 80 quando foram iniciadas as obras da barragem que levariam água para Campina Grande e mais 19 municípios, os dois cemitérios que existiam nos distritos de Pedro Velho em Aroeiras e Cajá em Itatuba, não foram retirados e ficaram submersos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Com a redução do volume de água, os túmulos começaram a aparecer. A luta dos moradores agora é remover os restos mortais dos entes-queridos para novas sepulturas nos municípios de Itatuba (PB) e Aroeiras (PB), localizados a 117 e 146 km da capital.

A transferência foi determinada pelo Ministério Público Federal após reunião com prefeitos dos referidos municípios e representantes do Movimento Atingidos por Barragens, Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) e Agência Executiva de Águas da Paraíba (Aesa).

A retirada das ossadas deverá acontecer ainda este mês com base no reconhecimento dos túmulos pelas famílias dos sepultados e autorização delas para a remoção. As prefeituras de Itatuba e Aroeiras se dispuseram a disponibilizar cemitérios para receberem os restos mortais.

Conforme o procurador regional dos direitos do cidadão José Godoy Bezerra de Souza, a retirada dos restos mortais se dará pelos municípios e com o apoio dos próprios familiares das comunidades.

A barragem de Acauã é a maior da Paraíba com capacidade para acumular 253 milhões de metros cúbicos de água, e está com 16% de sua capacidade. Ou seja, ela acumula menos de 42 milhões de metros cúbicos de água.

O início da construção da barragem remonta aos anos de 1980 na gestão do então governador José Maranhão (PMDB). Sua fase final somente ocorreu por volta de 1999, sendo efetivamente concluída em agosto de 2002. Devido a fortes chuvas, após dois anos de construída, a barragem atingiu o seu nível máximo, causando danos para os moradores que ainda se encontravam dentro da área a ser alagada. Estudos realizados indicavam que demoraria, pelo menos, cinco anos para a cheia ocorrer.

O empreendimento causou o deslocamento de cinco mil pessoas – cerca de 900 famílias que viviam às margens do rio Paraíba. A barragem sangrou em  2006 e 2011.

Severino Lopes

PBAgora

Com obras paralisadas, aeroporto regional de Cajazeiras vira ‘cemitério’ de máquinas

A cidade de Cajazeiras está há quase seis mil dias sob a promessa de receber o aeroporto regional. A tão sonhada obra está mais uma vez paralisada.

As máquinas que estavam realizando o aterramento estão estacionadas nas imediações do aeroporto. As máquinas estão depositadas no local formando um “cemitério” de ferragens, pois se desgastam com o sol do Sertão. De sobrevivente foi encontrado somente um cachorro que fez morada num trator abandonado.

Já no segundo mandato, o governador Ricardo Coutinho (PSB), em visita à cidade de Cajazeiras prometeu a conclusão dos serviços, mas até o momento só ficção.

Recursos
Em 2012, o então senador Vital do Rêgo (PMDB), liberou Emenda Individual no valor de R$ 500 mil para o Aeroporto de Cajazeiras. Segundo Vital do Rêgo, o valor foi destinado à construção do balizamento noturno.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Promessa 1
Em março de 2014, o secretário Thompson Mariz se prontificou a entrar na luta pela conclusão do aeroporto regional de Cajazeiras, entendendo que a região não pode prescindir de uma conquista desse porte, que tem uma importância significativa no planejamento estratégico para o desenvolvimento regional a médio e longo prazo.

Promessa 2
Em abril do ano passado, o secretário de Aviação Civil da Presidência da República, Nelson Negreiros em visita à cidade de Cajazeiras assegurou que o aeroporto regional seria homologado.

Nelson frisou a importância da emenda destinada pelo senador Vital do Rêgo (PMDB), para o aeroporto e disse que verificaria o que se precisa fazer de mais urgente para o funcionamento.

O secretário lembrou que as pendências junto à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) já estão sendo tratadas. “Há uns 60 dias está tudo pronto para a Anac vir e homologar o aeroporto”.

Promessa 3
Já em maio de 2014, o diretor de Obras do Departamento de Estradas e Rodagem (DER) da Paraíba, Hélio Cunha Lima informou que uma nova empresa ganhou a licitação para concluir o aterro lateral do Aeroporto de Cajazeiras. “O aterro lateral e a cerca serão essenciais para que o Aeroporto seja homologado e em seguida, seja feito o balizamento noturno”, disse.

O outro lado
O DER, responsável pela obra em Cajazeiras foi procurado para explicar a paralisação dos serviços, mas o responsável pelo órgão estadual não foi localizado.

 

 

Diário do Sertão 

Homicídio em Solânea: mulher é alvejada na porta de um bar em frente ao cemitério público

homicidio
Foto: Marcos Almeida

O homicídio aconteceu na tarde desta sexta-feira (21), por volta das 13h50 na porta de um bar em frente ao cemitério público em Solânea, brejo paraibano.

Informações preliminares dão conta de que Darlânia Fidelis de Lima, 19 anos, vulgo “Michael Jackson”, bebia no bar na companhia de amigos, quando foi surpreendida por um homem armado que efetuou os disparos contra a mesma e se evadiu tomando rumo ignorado em um carro desconhecido.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Darlânia não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Policiais da Segunda Cia de Solânea compareceram ao local para apurar mais sobre o crime ocorrido, viaturas da polícia efetuaram diligências pela região na busca de acusados mais até o fechamento desta matéria ninguém havia sido preso.

O corpo de Darlânia será levado pelo Gemol para o IML de Guarabira de onde serão tomadas as providências cabíveis.

 

Por Redação/TV WEB CIDADE

Pedreiro é preso acusado de estuprar a neta em cemitério

cemitérioUm homem de 58 anos foi preso na manhã desta segunda-feira (20) pela Polícia Militar, suspeito de abusar sexualmente da sua neta de nove anos, no Cemitério São João Batista, em Votorantim. O pedreiro é avô materno da vítima e foi flagrado pela própria PM, quando acariciava a menina. O flagrante ocorreu após denúncia.

O suspeito foi apresentado na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Votorantim, onde a delegada titular da unidade, Maria Sílvia Joly, elaborou boletim de ocorrência por estupro de vulnerável. Ele tem várias passagens por furto e tráfico de drogas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo apurado pela delegada da DDM, esta não foi a primeira vez que o avô abusou da neta. “É de cortar o coração. Ontem foi aniversário dela. Acabou de completar nove anos e passa por um trauma como esse. É muito triste”, comentou a delegada, que encaminhou a menina e seu irmão de sete anos ao Conselho Tutelar de Votorantim.

A mãe está viajando e a polícia não conseguiu localizá-la, informou Maria Sílvia. A criança e um irmão estavam com um tio, que não soube informar o paradeiro da mulher. O pai da menina mora em outra cidade.

O acusado foi encaminhado à penitenciária de Pilar do Sul. Se condenado pelo crime de estupro de vulnerável, a pena pode variar de 8 a 15 anos de prisão.

O jornal Cruzeiro do Sul não divulga o nome do acusado para preservar a identidade da vítima.

(Informações de Amilton Lourenço)

Vandalismo: Homem invade cemitério e retira cadáveres de túmulos

cemiterioUm homem invadiu o cemitério da cidade de Cachoeira dos Índios na madrugada desta sexta-feira (8) e depredou alguns túmulos. A informação foi passada pelo assessor de imprensa da prefeitura,  Vanderlei Marques. O vândalo quebrou placas, vasos de flores, lápides e imagens sacras. Para cometer parte dessas ações eles retiraram telhas de túmulos e usaram pedras.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo moradores, o criminoso além de quebrar e depredar os túmulos,  ainda arrastou restos mortais de pessoas que estão sepultadas no local. Há informações de que os restos mortais de uma criança e outros corpos foram retirados para fora da sepultura.

Logo nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira, a Polícia começou investigar o caso e já tem nome de pessoa suspeita de praticar o crime.

 

Radar Sertanejo

Vândalos violam cemitério e cruzes e coroas de flores são usadas em decoração de casas, na PB

valedopianconoticias
valedopianconoticias

A ação de vândalos na cidade de Conceição, no Sertão paraibano, deixou moradores assustados. Nessa segunda-feira (14), criminosos invadiram o cemitério local, arrancaram cruzes, coroas de flores, fotos dos túmulos e espalharam os objetos pelas casas, igreja e praça pública do Distrito de Mata Grande.

De acordo com o padre Humberto Bandeira, responsável pela área pastoral do distrito, a cidade amanheceu decorada com objetos fúnebres. Algumas casas estavam decoradas coroas de flores nas portas, que foram arrancadas dos túmulos do Cemitério de Santa Rita. Segundo ele, cerca de 30 jazigos foram danificados.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Os vândalos pularam o muro do cemitério e fizeram uma verdadeira destruição. Cruzes foram arrancadas, fotos dos mortos foram retiradas do local e túmulos tiveram azulejos quebrados. Os acusados pegaram o material e saíram decorando as casas, praças públicas e até a igreja recebeu uma cruz na porta da entrada. Tinha casa que amanheceu com uma coroa de flores na porta, outras com fotos de pessoas que já morreram. Uma total falta de respeito”, desabafou o padre.

Durante a missa, o padre Humberto fez um pedido especial aos católicos para denunciar os responsáveis pelo crime. Porém, ele acredita que o medo de represália iniba os moradores a delatar os vândalos.

“Mil e quinhentas famílias moram no distrito. Acho improvável que as pessoas apontem os acusados pelo vandalismo. Mas, vou acionar as autoridades e pedir providências para punir os acusados”, ressaltou o pároco.

 

Cruzes deixadas em praça pública Foto: Cruzes deixadas em praça pública
Créditos: Vale do Piancó Notícia

 

portalcorreio