Arquivo da tag: celebrado

Dia Mundial da Voz é celebrado com roda de conversa na LBV em João Pessoa/PB

Saúde da voz na Terceira Idade foi o tema abordado

Preocupada com o bem-estar de seus atendidos, a Legião da Boa Vontade – LBV em sua sede na Rua das Trincheiras, 703, promoveu nesta última segunda-feira, 16, uma roda de conversa com suas idosas que integram o programa Vida Plena, sobre o Dia Mundial da Voz.

O Departamento de Fonoaudiologia da Universidade Federal da Paraíba – UFPB, representado pelas mestres em fonoaudiologia, Renata Serrano e Alexandra Aguiar, que mediaram uma roda de conversa com as idosas da LBV, esclarecendo-as sobre a importância da voz na Terceira Idade. A psicóloga da LBV, Luciane Borges, comenta que é muito importante proporcionar o conhecimento. “A roda de conversa desenvolvida pelas fonoaudiólogas da UFPB, foi maravilhosa. Nossas idosas interagiram bastante e serão as multiplicadoras desse conhecimento da saúde da voz para seus familiares”, declara a psicóloga.

A fonoaudióloga Renata Serrano, explica a importância dos cuidados com a voz na Terceira Idade. “Nos idosos o envelhecimento é natural, mais é importante observar se tem cansaço ao falar, ardor, falha na voz, dor ao falar, mudança de tom, tudo pode estar relacionado a uma lesão nas pregas vocais. Evitar álcool e cigarro por desenvolver o câncer de laringe. Contudo, a prevenção para ter uma voz saudável é beber água, alimentação saudável e ter uma rotina de sono estabelecida”, alerta a mestre em fonoaudiologia.

Anualmente, em 16 de abril, celebra-se o “Dia Mundial da Voz” e a conscientização sobre a importância da voz no Brasil foi iniciada em 1999, e a partir de 2003 passou a ter expressão internacional.

O objetivo da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia neste dia e na semana que o circunda é promover a conscientização da população sobre a importância da voz humana para a promoção da saúde, bem como realizar conscientização de sinais e sintomas que favoreçam o diagnóstico precoce de doenças, como o câncer de laringe, que podem comprometer a qualidade de vida e a própria sobrevida dos indivíduos.

A roda de conversa, aconteceu no Centro Comunitário de Assistência Social da LBV, localizada na Rua das Trincheiras, 703 – Bairro Jaguaribe. Conheça e colabore com o trabalho desenvolvido pela Legião da Boa Vontade na capital paraibana. Acesse www.lbv.org ou ligue: (83) 3198.1500.

 

Assessoria

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Em Minas, Justiça condena igreja a indenizar noivos por casamento ‘mal celebrado’

casamentoA Justiça de Minas Gerais condenou a Paróquia Santo Antônio, da cidade de Mateus Leme (a 56 km de Belo Horizonte), a indenizar em R$ 15 mil, por danos morais, um casal que considerou ter tido um casamento “mal celebrado” por um dos párocos da cidade. A paróquia vai recorrer da decisão.

Em primeira instância, o pedido havia sido negado, mas os noivos recorreram ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), que reverteu o caso e impôs a indenização.

Conforme o TJ-MG, os autores da ação disseram que o religioso teria tido uma conduta displicente durante a cerimônia, realizada em 24 de fevereiro de 2012. O pároco, que não teve o nome divulgado, teria abandonado o altar mais de uma vez em momentos cruciais da celebração do casamento e conduzindo o rito com “dicção inaudível e incompreensível” para os presentes.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Além disso, ele teria encerrado o ato antes da bênção das alianças, não presenciando a troca do objeto entre o casal nem a assinatura do livro de registro. O DVD com a gravação do casamento foi apresentado como prova.

Em sua defesa, a paróquia havia informado ao juiz da 2ª Vara Cível, Criminal e de Execuções Penais de Mateus Leme que o pároco teve, na ocasião, um mal súbito. Por esse motivo, ele teve de ir à sacristia para tomar medicações na tentativa de recobrar a saúde. Foi apresentado um atestado que comprovou o comparecimento dele a um pronto-socorro, no dia seguinte.

O caso foi julgado em março deste ano pelo tribunal mineiro, mas a defesa da paróquia entrou com recurso negado pelo tribunal no dia 1º deste mês. No entanto, o processo só foi externado pela assessoria do tribunal nesta terça-feira (8).

O desembargador Amorim Siqueira, relator dos embargos, descreveu na sua decisão que, embora tenham sido reconhecidos os problemas de saúde do padre, essa situação não descaracterizava o “sofrimento experimentado pelos noivos em um dia importante nas suas vidas”. Segundo o magistrado, era incumbência da paróquia a substituição dele antes da celebração.

“O padre poderia ter avisado sobre o seu estado de saúde antes da cerimônia, em respeito aos noivos e demais presentes, os quais não ficariam tão chocados com a sua conduta”, escreveu. Ele foi acompanhado no seu voto por outros dois desembargadores. Um quarto magistrado votou contra.

Recurso

Segundo Irene Maria de Oliveira, advogada da paróquia, a direção da congregação vai recorrer da decisão, até se esgotarem as possibilidades de recursos, porque entende que o padre foi injustiçado no caso. Conforme ela, à época, o religioso ficou abalado com o caso. Ele já não é mais pároco da cidade.

Segundo ela, o caso ainda não está definido e nega as acusações de desleixo supostamente praticado pelo celebrante. “O casamento foi celebrado e sacramentado. O padre deu as bênçãos e finalizou a cerimônia. Ele foi injustiçado porque celebrou o casamento mesmo passando muito mal. Com todas as dificuldades, ele se esforçou e ainda celebrou o casamento, mas esse esforço dele não foi reconhecido”, declarou.

A advogada informou ainda que o sacerdote chegou a ficar internado depois que foi atendido no pronto-socorro.

“Ainda há vários recursos a serem interpostos. Nós vamos analisar o acórdão, assim que publicado, e vamos ver qual recurso será interposto”, afirmou. O advogado do casal informou que não foi autorizado a falar do assunto e que os clientes também não se manifestariam sobre o caso.

Uol

Dia da consciência negra será celebrado com evento cultural na comunidade quilombola cruz da menina em Dona Inês

 

A Prefeitura de Dona Inês preparou uma programação especial para celebrar o dia da consciência negra, que ocorre nesta quinta-feira, 20 de novembro. O evento será realizado na comunidade quilombola cruz da menina, há dois quilômetros da cidade.

 

A programação começa às 09h00 da manhã e vai até as 15h00, e conta com exposição religiosa e cultural, apresentações artísticas com dança e música, roda de capoeira, desfile temático, artesanato, oficinas e a oferta de serviços na área de saúde.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O objetivo, segundo os organizadores do evento, é dá destaque para a grande contribuição da comunidade negra para o município, “evidenciando os costumes e as tradições”.

programação dia da consciência negra

Assessoria