Arquivo da tag: caseiros

Truques caseiros e produtos ajudam o esmalte a secar mais rápido

pintar_unhasFoi-se o tempo em que era possível ficar no salão batendo papo enquanto o esmalte secava. No corre-corre de hoje em dia, se já é difícil conseguir tempo para ir à manicure, esperar pacientemente o produto secar está fora de cogitação. Por sorte, alguns truques simples aceleram o processo de secagem do esmalte. E o melhor de tudo: eles podem ser feitos em casa.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Qualquer contato com as unhas recém-feitas, seja frio ou gelado, favorece a secagem do esmalte. O segredo é a temperatura, que tem que ser fria. Tanto que, no inverno, as unhas secam bem mais rápido do que no verão”, explica a manicure Gisele Camargo, proprietária do salão Gi Camargo Nail Bar, em Higienópolis, São Paulo.

“Além do ganho de tempo, secar as unhas rapidamente reduz o risco de amassar, marcar ou borrar o esmalte”, conta Gisele, que é queridinha da atriz Carolina Ferraz. Para ajudar a acelerar o processo, o UOL Beleza conversou com especialistas que contaram os seus truques na hora de fazer o esmalte secar mais rápido. Veja abaixo:

Gelo
Talvez essa seja uma das técnicas mais antigas e que realmente dá certo. De acordo com a manicure Vania Rocha, do salão Nilcéia Rocha Coiffeur, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, o truque funciona, mas tem algumas regras. “Espere dois minutos após a aplicação do esmalte e mergulhe os dedos por cerca de um minuto em um recipiente com água e gelo. Deixe secar naturalmente”, ensina.

Água fria
A dica da Gi Camargo para o inverno é muito prática: colocar as unhas diretamente na água corrente da torneira. “Nessa época a água sai muito fria, o suficiente para secar o esmalte sem precisar de vasilha”, sugere.

Ar frio do secador
Aproveitar o jato frio do secador de cabelo também pode ser útil na hora da pressa. “Use um secador com ar frio, posicionando o jato sobre as unhas e respeitando uma distância de pelo menos 20 cm entre o secador e as mãos. Bastam alguns minutinhos”, orienta  Vania.

É melhor que o ar do secador esteja na  velocidade mais baixa, como as unhas são pequenas, não há necessidade de um jato muito forte.

Ventilador
“Um ventiladorzinho de mesa é outra opção. Diferentemente do que muita gente pensa, o vento não faz bolinha, é o calor que acaba aquecendo o esmalte”, declara Gi Camargo.

Camadas suaves
A espessura das camadas de esmalte interfere diretamente no tempo de secagem. “Três camadas bem finas secam mais rápido do que duas camadas grossas”, diz Raíssa de Mello João, diretora de tendências do Cheers Nail Club, da Oscar Freire, em São Paulo.

O segredo desse truque é deixar o esmalte secar antes de aplicar a próxima. Além de fazer com que seque mais rápido nas unhas, camadas finas deixam o esmalte mais uniforme, o que reduz o risco de amassar quando estiver recém-aplicado ou de lascar, nos dias seguintes; dessa forma, a pintura vai durar mais.

 

 

Uol

Remédios caseiros e naturais para a menopausa

menopausaA menopausa é uma etapa normal da vida de uma mulher, por isso é ideal para acompanhar os sintomas que surgem com remédios naturais e caseiros para tratá-los e não causar qualquer dano ao nosso corpo.

No entanto, deve ficar bem claro que a menopausa não é uma doença – algo em que normalmente muitas mulheres acreditam – mas sim que se trata, como já foi mencionado, de uma etapa ou fase na qual a ovulação é detida, fazendo com que a menstruação desapareça.

As mudanças causadas por este período afetam certas áreas do corpo, causando sintomas como dores de cabeça, insônia, secura vaginal, suores noturnos, entre outros. Por muito tempo estes sintomas foram tratados com terapias hormonais com o estrogênio e a progesterona sintética, porém agora se conhece o risco que esses hormônios artificiais produzem.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Da mesma forma, muitos dos sintomas e desconfortos da menopausa podem ser aliviados se fizermos remédios naturais e tratamentos em casa. Vejamos.

 

Elevar níveis de estrógeno

 

Nesta fase, é realmente necessário aumentar o consumo de alimentos que contêm estrógeno. Alguns exemplos são:

 

    • Alfafa
    • Brotos de soja
    • Linhaça
    • Alho
    • Sementes de gergelim
    • Sementes de abóbora
    • Pepino
    • Maçã
    • Sementes de anis
    • Repolho
    • Beterraba
    • Azeite de oliva
    • Azeitonas
    • Mamão
    • Sementes de girassol
    • Ervilhas
    • Trevo vermelho

Absolutamente todos são fontes de estrogênios naturais, são ricos em vitaminas e fibras, além de aliviarem a menopausa também ajudam a fortalecer a nossa saúde.

Reduzir a sensação de sufocamento

 

O ideal é consumir oito copos de água destilada diariamente. Além disso, você pode consumir 800 mg de óleo de prímula, cerca de três vezes por dia.

 

Tonificar a pele seca

 

O ideal, para melhorar a aparência da pele, amaciar e torna-la um pouco mais brilhante é misturar:

 

      • 2 dedos de gel de babosa
      • 2 gostas de água de flor de laranja
      • 1 colher de sopa de vinagre branco
      • 6 gotas de óleo essencial de gerânio
      • 4 gotas de óleo essencial sândalo
      • 1 gota de óleo essencial de camomila.

 

Deve ser aplicada na pele todos os dias. 

 

Reduzir a secura vaginal

 

Para diminuir a secura vaginal o melhor é fazer qualquer um dos seguintes remédios caseiros:

 

• LOÇÃO – Você deve preparar a seguinte loção e aplicar, tanto fora como dentro da vagina duas vezes por dia.

 

Ingredientes

 

– Um dedo de óleo de amêndoa

– 2 gotas de óleo essencial de gerânio

– Uma cápsula de vitamina E

 

Modo de preparo

 

Simples, só tem que fundir/misturar todos os ingredientes.

 

• ALIMENTAÇÃO –  O outro tratamento disponível para a secura vaginal durante a menopausa é aumentar o consumo diário de cenouras, pois é rica em beta-caroteno e vitaminas que ajudam a resolver este problema.

 

Fruits and vegetables

 

Lembre-se…

 

A menopausa é um processo inevitável na vida de uma mulher, no entanto não é necessário passar por desconfortos e inconveniências, visto que existe uma grande variedade de remédios naturais e caseiros que podem te ajudar a sentir-se melhor durante esta fase.

 

 

melhorcomsaude

6 remédios caseiros para prevenir infecções urinárias

infeccao-urinariaAs infecções urinárias são a segunda causa mais comum para que as pessoas busquem os médicos ano após ano.

Os homens contraem infecções urinárias, porém elas são muito mais comuns em mulheres, mais de oito milhões de mulheres vão ao médico anualmente para tratar deste tipo de infecção.

E 20% destas mulheres terão uma segunda infecção. A boa notícia é que existem muitos remédios caseiros para a infecção urinária. Neste artigo te indicaremos seis deles.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

1. Bicarbonato de sódio

 

As infecções das vias urinárias que duram mais de dois dias requerem a intervenção médica. As infecções urinárias não tratadas podem infeccionar os rins e se tornarem um problema muito mais sério.

Para ajudar a prevenir o desenvolvimento deste tipo de infecção ou remediá-lo, adicione uma pequena colher de bicarbonato de sódio em um copo de água, esta mistura pode ajudar a aliviar a infecção. O bicarbonato neutraliza a acidez na urina e acelera a recuperação.

 

2. Mirtilo

 

mirtilo

 

Os mirtilos e os mirtilos azul e vermelho são da mesma família de plantas e parece que têm as mesmas propriedades inibidoras de bactérias. Segundo um estudo, o suco de mirtilo evita as infecções urinárias. Igualmente, comer estas frutas inteiras tem os mesmos benefícios.

 

3. Suco de mirtilo

 

Muitos estudos concluíram que o consumo de suco de mirtilo pode ajudar a evitar as infecções urinárias. Pelo jeito, o suco de mirtilo nos previne das bactérias que causam a infecção e também tem um antibiótico muito leve. Beber até 100 ml do suco de mirtilo por dia pode ajudar a manter a bexiga livre de infecção. Porém, se você tem tendência a desenvolver infecções urinárias ou está sofrendo de uma neste momento, procure tomar de 2 a 4 copos por dia do suco de mirtilo.

 

4. Abacaxi

 

abacaxi

 

A bromelina é uma enzima que pode ser encontrada no abacaxi. Em um estudo, as pessoas que sofriam com infecção urinária consumiram bromelina juntamente com os antibióticos que comumente usam e se livraram de sua infecção. Comer uma xícara de abacaxi faz bem e pode te ajudar a se livrar de uma infecção urinária.

 

 5. Vitamina C

 

Alguns médicos estão prescrevendo ao menos 5 g ou mais de vitamina C por dia aos pacientes que desenvolvem infecções urinárias recorrentes. A vitamina c mantém a bexiga saudável mediante a acidificação da urina, especialmente, porque evita a entrada de bactérias potencialmente daninhas.

 

6. Água

 

Agua

 

Se você tende a desenvolver infecções urinárias, procure beber muita água, cerca de 8 copos por dia. Você deve urinar, ao menos, a cada quatro ou cinco horas. Caso atualmente você esteja tratando de alguma infecção urinária, beba água para combatê-la. Beba um total de 300 ml de água de hora em hora. Isto te ajudará a eliminar as bactérias.

 

 

melhorcomsaude

Conheça remédios caseiros aprovados cientificamente

remedios-caseirosOs remédios comprados na farmácia tornaram-se tão fortes no mercado que muitas pessoas se esqueceram do grande poder das ervas. Entretanto, a própria ciência reconhece os benefícios de chás e fórmulas caseiras, quando usados de forma correta.

 

A habilidade de preparar remédios com produtos naturais, na maioria das vezes, é atribuída às avós. Isso se deve provavelmente ao fato dessas receitas caseiras por muito tempo terem sido passadas de geração em geração, nutrindo o conhecimento da cultura popular.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A prática, apesar de milenar, não foi deixada para trás. Para se ter uma ideia, o Ministério da Saúde está analisando 71 espécies vegetais, utilizadas pela população, para propor novas fórmulas medicinais.

 

Só no Brasil, há aproximadamente 500 fitoterápicos autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. A fitoterapia é uma prática terapêutica que se baseia em ervas transformadas pela indústria e que inclusive já é adotada pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Veja a seguir alguns dos tratamentos tradicionais aprovados por pesquisas acadêmicas:

 

Cólica menstrual: Além da bolsa de água quente, que relaxa a musculatura, o reumatologista e clínico geral Aderson Moreira da Rocha recomenda um chá forte de capim-limão para amenizar estas dores. Ele explica que a planta, que também é conhecida como capim-santo, “é um leve analgésico e ainda reduz a contração do útero”.

 

Primeiro faça o chá com xícara de café de folhas frescas ou secas picadas com água fervente. Abafe por cerca de dez minutos e tome. Depois, deite-se e mantenha a bolsa por 20 minutos sobre a região pélvica, tomando o cuidado de manter uma temperatura que não irrite a pele.

 

Gripe forte: O famoso chá de alho se torna mais potente com gengibre fresco, canela e mel. Há muito tempo o alho é reconhecido como anti-inflamatório e a canela como bactericida, assim como o mel, que teve seus benefícios estudados pelo Centro Médico Acadêmico de Amsterdã, na Holanda. Já os efeitos analgésicos e anti-inflamatórios do gengibre forma comprovados pelo Instituto Tecnológico TzuHui, em Taiwan, na China.

 

Para usar esta mistura no combate a gripe basta ferver por cinco minutos um dente de alho amassado, um pedaço de gengibre do tamanho de um dedo polegar, sem casca, cortado em rodelas, e um pedaço de casca de canela. Coe a bebida e na hora de tomar adicione uma colher de sobremesa de mel de eucalipto.

 

Insônia: O leite morno ajuda a ter um sono mais tranquilo e combinado com noz-moscada o efeito pode ser ainda melhor. “Esse condimento é um sedativo leve; ajuda a conciliar o sono”, afirma Aderson Moreira. A receita é simples: basta misturar uma colher de café rasa de noz-moscada em pó em uma xícara de leite morno. Mas, a recomendação é que se beba o leite logo em seguida ao preparo e que seja meia hora antes de deitar.

 

Dores: As dores podem ser causadas por diversos motivos, por isso é preciso tomar cuidado ao optar por um remédio. Uma forma de amenizá-las é massagear o local. Utilize uma mistura caseira feita com duas gotas de óleo essencial de cravo, duas gotas de óleo essencial de canela, duas gotas de cânfora e meia xícara de óleo de gergelim. Depois, aplique uma compressa de calor seco ou úmido no local.

 

O cravo e a canela têm poder anestésico, a cânfora tem efeitos anti-inflamatórios que foram estudados por um laboratório conduzido no Departamento de Farmacologia da Faculdade de Medicina da Cheju National University, na Coreia do Sul.

 

discoverybrasil