Arquivo da tag: casa

Vítima de violência em casa pode pedir ajuda em 224 farmácias da PB

Desde que foi lançada, no dia 10 de junho, pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a Campanha “Sinal vermelho contra a violência doméstica” já conseguiu a adesão de 224 estabelecimentos farmacêuticos na Paraíba.

A iniciativa, que tem o apoio do Poder Judiciário estadual, objetiva incentivar denúncias por meio de um símbolo: ao desenhar um “X” na mão e exibi-lo ao farmacêutico ou ao atendente da farmácia, a vítima poderá receber auxílio e acionar as autoridades.

“O envolvimento da sociedade tem sido, também, um grande diferencial. Tenho dito que essa campanha, em meio a realidade que vivemos, tem despertado muito forte o sentimento de solidariedade. E, esse número expressivo de farmácias que já aderiram à ela em nosso estado comprova isso”, disse a gestora da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do TJPB, juíza Graziela Queiroga.

Cidades

Conforme a lista de adesões disponibilizada no site da AMB, das 224 farmácias que participam da campanha no Estado, a maioria está localizada em João Pessoa e Campina Grande. Participam, ainda, as cidades de Alhandra, Aparecida, Araçagi, Arara, Araruna, Aroeiras, Assunção, Bayeux, Bananeiras, Baraúnas, Barra de Santa Rosa, Belém, Cabedelo, Cajazeiras, Caldas Brandão, Camalaú, Casserengue, Catolé do Rocha, Conceição, Coremas, Cuité, Cuitegi, Damião, Esperança, Guarabira, Ingá, Itabaiana, Itapororoca, Jacaraú, Juarez Távora, Junco do Seridó, Juripiranga, Juru, Mamanguape, Mari, Mataraca, Montada, Monteiro, Patos, Paulista, Pedra Lavrada, Pedras de Fogo, Piancó, Pilões, Pocinhos, Poço de José de Moura, Pombal, Prata, Princesa Isabel, Rio Tinto, Santa Rita, Santana dos Garrotes, São Bento, São João do Cariri, São João do Rio do Peixe, São João do Tigre, São José de Piranhas, São José dos Ramos, São Mamede, São Vicente do Seridó, Serra Branca, Sapé, Solânea, Sousa, Sumé, Tacima, Taperoá e Uiraúna. Veja aqui as redes que aderiram à campanha.

Adesão

A iniciativa ainda conta, no âmbito estadual, com apoio do Governo do Estado, da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana (SEMDH), da Associação dos Magistrados da Paraíba (AMPB), da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social e do Conselho de Farmácia.

Os estabelecimentos farmacêuticos interessados em participar da campanha bastam entrar no site da Associação dos Magistrados Brasileiros, no endereço eletrônico: https://www.amb.com.br/sinalvermelho, e terão acesso a todas as informações necessárias.

 

portalcorreio

 

 

Dupla é detida suspeita de fazer família refém e assaltar casa, em João Pessoa

Um homem de 18 anos foi preso e um adolescente de 17 anos foi apreendido nesta quinta-feira (25) suspeitos de invadir uma casa e fazer uma família refém no bairro Gramame, em João Pessoa. Segundo informações da Polícia Militar, o crime aconteceu na noite do último sábado (20).

A PM chegou até os suspeitos após denúncias anônimas de que havia material roubado em uma casa localizada no bairro Portal do Sol.

À TV Cabo Branco, uma das vítimas contou que quatro homens armados invadiram a residência e fizeram seis pessoas reféns. Três delas eram crianças.

A família foi amarrada e trancada em um quarto da casa. A ação durou cerca de 40 minutos. Do local, o grupo levou um carro, uma motocicleta e eletrodomésticos.

O homem e o adolescente foram encaminhados para a Central de Polícia da capital.

G1

 

Ex-vereador de Guarabira vence a Covid-19, recebe alta médica e já está em casa

Ex-vereador na cidade de Guarabira e ex-secretário de Esportes e Lazer, Aedson Cunha teve alta médica neste domingo (21) e comemorou com a família e equipe médica do Hospital Metropolitano de Santa Rita o fato de ter vencido a Covid-19.

Aedson Guedes Cunha, de 64 anos, testou positivo para Covid-19, foi atendido inicialmente na UPA de Guarabira e depois encaminhado para unidade de saúde referência para pacientes de Covid. Foi internado na primeira semana de junho e conseguiu vencer a doença e está contando a história.

Nas redes sociais, Aedson postou um vídeo agradecendo a Deus, a família e aos amigos. Sua filha, Ticiana Cunha, também fez uma postagem de agradecimento.

“Fé é acreditar em coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não veem, independentemente daquilo que vemos, ou ouvimos”. — Hebreus 11:1. Com muita gratidão a Deus, compartilho este vídeo para que nossos amigos e familiares recebam o nosso muito obrigada. Obrigada a cada pessoa que orou e intercedeu pela vida do meu pai. Que Deus abençoe poderosamente a cada um!! Agora continuaremos cuidando com muito amor, para que a saúde de painho se reestabeleça por completo. Mais uma vez, obrigada!! Vencemos o covid-19!!”

 

portal25horas

 

 

‘Rezar em casa é a melhor contribuição que podemos dar ao país’ diz Dom Delson

O arcebispo da Arquidiocese da Paraíba, Dom Manoel Delson, em entrevista concedida ao programa de rádio Arapuan Verdade desta quarta-feira (03), afirmou que a população católica do estado deve continuar evitando aglomerações e mantendo o isolamento social como prevenção à Covid-19, doença causada pelo novo Coronavírus.

“A situação continua bastante crítica, devemos seguir as as determinações das autoridades sanitárias, estamos chegando, quem sabe, ao pico da pandemia e os cuidados devem ser redobrados, ficando em casa, tomando todas as providências, saindo apenas os que devem trabalhar para que as coisas na nossa sociedade funcionem”, disse.

De acordo com o religioso, as celebrações das festividades juninas devem acontecer por meio de transmissões ao vivo nas redes sociais devido à pandemia, assim como aconteceu na Quaresma, Páscoa e Pentecostes, em abril. Enquanto um início de afrouxamento só deve ser discutido a partir da metade de junho.

“Vamos fazer do mesmo jeito, ficando em casa. Quem sabe do dia 14 em diante comece as flexibilização, estamos estudando um modo de voltar gradativamente, mas ainda vamos esperar um pouco mais. Celebremos com fé, amor muita devoção em nossas casas, com nossas famílias”, contou.

O líder católico ainda apontou como os religiosos devem comemorar. “Rezando em família, que é a igreja doméstica. Quem está reunido em família com fé e amor, está reunido como igreja, então continuemos desse jeito que é a melhor contribuição que podemos dar ao nosso país, é rezar, rezar muito em família e fazer o isolamento de acordo com as normas das autoridades”.

Yves Feitosa/Felipe Nunes

 

 

‘Peguei coronavírus dentro de casa’, conta Sikêra Jr. em participação ao vivo no ‘Alerta Nacional’

O apresentador Sikêra Jr. confirmou, em participação ao vivo no ‘Alerta Nacional’ nesta quarta-feira (29), que seu exame deu positivo para o novo coronavírus.

Ele contou que foi contaminado mesmo sem ignorar o isolamento social.

“A enfermeira que estava cuidado da minha esposa aqui estava com COVID, ela que passo pra nós. Aí tudo mundo pegou! O que vou fazer agora? O que deu devo fazer? Não tem pra onde correr, peguei dentro de casa!”, contou Sikêra Jr.

Sikêra Jr. desmentiu os rumores de que estaria com os dois pulmões comprometidos.

Na semana passada, ele passou mal e foi substituído na apresentação do Alerta Nacional, da RedeTV!. Na ocasião, ele fez um primeiro teste de covid-19 e obteve resultado negativo. Nesta quarta, ele apresentou o resultado da contraprova.

Sikêra Jr. pediu que o brasileiro “não subestime o coronavírus, como eu fiz, é mais sério do que eu imaginava”.

“É uma surpresa, né? A gente acha que só pega fogo na casa do vizinho, né? E a vida me deu essa lição. A gente não acredita enquanto não acontece com a gente, né? A gente não acredita. Enquanto acontece com o nosso vizinho, normal. Mas quando acontece conosco, a história é outra. E é isso. Estou aqui, apesar de tanta especulação”, disse ele, em entrevista ao “Alerta Nacional”.

“Agora estou bem, estou bem acompanhado. Estou tomando a medicação, seguindo à risca o que eles me orientaram. Pedi a Deus que eu passe por essa. É um vírus longo, a ciência está brigando para conseguir uma fórmula nova”, concluiu.

 

clickpb

 

 

Homem é assassinado a tiros dentro de casa, em bairro de Guarabira

Um homem de 47 anos, identificado por João Batista Alves Nogueira, morreu após ser alvejado com disparos de arma de fogo, chegando a ser socorrido, porém não resistiu aos ferimentos.

A guarnição de rádio patrulha na viatura 6784, foi deslocada por volta das 20h30min, para verificar uma denúncia de disparos de arma de fogo no conjunto Ana Kelly, em Guarabira. Chegando ao local, a residência da vitima estava arrombada e ela encontrava-se deitada na cama do quarto com alguns ferimentos de arma de fogo, sendo um na região central dos peitos e outro, no membro inferior.

De imediato foi acionado os bombeiros que fizeram o socorro ao Hospital Regional de Guarabira, porém no hospital devido à gravidade dos ferimentos a vítima morreu.

A guarnição tentou colher informações com os vizinhos, os quais relataram que apenas ouviram os tiros e que não tinham visto nada. Foram realizadas diligencias, mas até o momento ninguém foi preso.

Moto recuperada em Pilõezinhos

Por volta das 10h da manhã desta quarta-feira (15), a guarnição do destacamento da cidade de Pilõezinhos recebeu a informação de que no Sítio Lameiro havia uma motocicleta abandonada, às margens da via, encoberta pela vegetação.

De imediato, a guarnição se deslocou até o supracitado local e encontrou a referida moto, uma Honda CB 160 Fan ESDI, preta e, ao proceder a uma consulta no sistema de dados Infoseg foi constatado a existência de restrição de roubo e furto para o veículo.

Diante de tais fatos, a guarnição conduziu a motocicleta até a delegacia de Guarabira e a entregou ao delegado plantonista para a adoção das medidas legais cabíveis.

 

portal25horas

 

 

Office sweet office: trabalhar em casa é o futuro do trabalho

* Por Melina Alves

Home office tem sido uma das expressões mais utilizadas nos últimos dias. Mas, apesar das experiências de trabalho remoto se espalharem ao redor do mundo, ainda se nota que o que deveria estar à disposição dos profissionais causou um certo desconforto em muitas empresas que não estão diretamente vinculadas à produção de tecnologia.

Não é para menos. Home office não significa simplesmente dar um notebook para cada funcionário e mandá-los para casa com uma lista de tarefas a serem entregues. Há toda uma cultura organizacional por trás de cada colaborador e que, antes de oferecer a possibilidade de se trabalhar remotamente, as organizações devem preparar toda a equipe, de gestores à colaboradores, de forma a fornecer infraestrutura e segurança para que a produção continue.

Embora o suporte tecnológico seja fundamental para que empresas possam seguir em frente, é também essencial uma postura mais empática com relação aos colaboradores. Para que o sistema de trabalho home office tenha sucesso, é vital que as organizações os compreendam principalmente as dificuldades em trabalhar em um ambiente em que estão vulneráveis à influência de informações e eventos que não estariam em suas mesas dentro das corporações.

É muito difícil se blindar totalmente do que está acontecendo em casa. Podem ocorrer situações em que há filhos, pais ou outras pessoas habitando o mesmo domicílio, que têm necessidades diferentes e por vezes precisam do auxílio uns dos outros. Problemas de casa, como queda de energia, vazamentos ou questões de condomínio também precisam fazer parte desta nova equação laboral.

As empresas devem compreender que seus colaboradores estão desempenhando suas funções em um ambiente diferente ao quais estão acostumados. Assim, a cobrança de prazos deve estar dissociada do cumprimento da jornada de trabalho “normal”, pois a depender do desenrolar dos dias domésticos de cada um, teremos cumprimentos de carga horária que variam de um colaborador para outro.

O trabalho assíncrono exige compreensão de que nem todas as perguntas podem ser respondidas imediatamente. A paciência deve ganhar espaço para que a cobrança não acabe atrapalhando quem está fazendo o possível para cumprir suas obrigações e as relações de confiança se estabelecem a partir daí. Esse posicionamento gera um estreitamento de laços e a noção de responsabilidade de ambas partes no que tange ao cumprimento de metas.

A colaboração é fundamental para que o trabalho remoto tenha sucesso. Contar com a compreensão, engajamento, feeling e empatia da equipe é um desafio, mas não chega nem perto do impossível. A própria prática do home office cria um ambiente favorável para que essa colaboração se estabeleça de forma natural, quase orgânica.

Estabelecida a base do trabalho remoto sob esses quatro pilares – a tecnologia, a empatia, a confiança e a colaboração – os resultados poderão surpreender mesmo os mais céticos já que o home office é capaz de aumentar a motivação dos colaboradores e consequentemente a produtividade da equipe e a qualidade do trabalho apresentado. Sim, trabalhar em casa é o futuro do trabalho.

 

 

‘Esse é o período crítico’, diz secretário sobre Covid-19 e pede que população fique em casa

O secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, comentou em entrevista ao programa Paraíba Verdade da Arapuan FM, nesta segunda-feira (06), que este é o período crítico em relação às contaminações pelo Covid-19 e pediu que a população continue em casa.

“A secretaria e saúde passa a mensagem a todos os paraibanos que para que fiquem em casa. Esse é o período crítico, não podemos deixar de entender que a forma de ter poucos casos na Paraíba, e estamos tendo, em relação a outros estados e termos menos mortes é com as pessoas ficando em casa, evitando aglomerações e denunciando a polícia as aglomerações como bebedeiras”, disse.

De acordo com Medeiros, a partir desse mês, o que é uma previsão e não certeza, pois não há conhecimento em toda a sua plenitude, o comportamento do vírus no Brasil.

“A secretaria estadual de Saúde desenvolveu um trabalho desde 27 de fevereiro para que a Paraíba não fosse surpreendida com uma demanda alta de pacientes e originasse o colapso na rede pública”, disse destacando a edificação do hospital solidário com 130 leitos ao lado do hospital Metropolitano que estará pronto até o fim desta semana; os 24 leitos no Hospital Universitário Alcides Carneiro, em Campina Grande, outros 30 no Hospital Pedro I e mais 66 no Hospital de Trauma de Campina Grande.

“Em termos de leitos hospitalares, a Paraíba está pronta para enfrentar esse grande problema de saúde pública e esperamos que a população colabore ficando em casa”, disse.

De acordo com a última atualização da SES, na Paraíba são quatro mortes por Covid-19, 35 casos confirmados e 563 descartados. Ele lembrou que neste período, habitualmente existem muitos casos de gripes H1N1, influenza e arboviroses como dengue e outros, que os sintomas se assemelham ao Covid-19.

Marília Domingues

 

 

Especialista dá dicas de exercícios para fazer em casa durante a quarentena

A pandemia do novo coronavírus está mudando o dia a dia de muitas pessoas. Por conta das recomendações de isolamento social para conter a disseminação da covid-19, principalmente,  idosos e outros grupos de risco evitam sair de casa. Algumas empresas já estão liberando funcionários para home office e os infectados encaram a quarentena em solidão para não espalhar a doença. Em entrevista a imprensa a nutricionista e personal trainer Pollyanna Freire, revela que é necessário continuar fazendo exercícios livres em casa para manter o corpo saudável.

“Não caiam no sedentarismo sentados no sofá vendo filmes e séries, façam exercícios livres utilizando o peso do próprio corpo, pulem cordas, façam polichinelo, agachamento, abdominal, apoio de frente e corrida estacionada levantando bem os joelhos, para não perderem a massa muscular”, diz Pollyanna, informando que algumas academias de João Pessoa já estão disponibilizando para seus alunos aulas através de suas redes sociais para que ninguém fique parado.

“A maior consequência que eu vejo neste período de quarentena na verdade, é a questão da ansiedade, porque as pessoas estão mais ociosas em sua maioria. Elas estão sem trabalhar, sem ir para academia e sem fazer as suas atividades naturais  da rotina. E tudo isso faz com que elas comam mais e como consequência ganhem mais peso, perdendo principalmente massa muscular”, comentou a nutricionista.

“Na minha opinião, todos devem dormir e acordar nos horários habituais, não trocar o dia pela noite e não ficar o dia todo deitado no sofá consumindo alimentos, internet e Netflix”, disse. E para quem tem criança em casa, a opção são as brincadeiras e buscar mais formas de lazer ativo, como ligar o som e dançar, por exemplo.

Confira abaixo:

Agachamento

O agachamento é muito bom para melhorar a postura, fortalecer os músculos das coxas, definir os glúteos e ajudar a ter uma barriga sarada. Com certeza é um dos exercícios mais completos que existem e é fácil de fazer. Para realizar o exercício, você precisa separar os pés na largura do quadril e colocar os braços para frente, flexione os joelhos e agache, faça três séries de 20 agachamentos com 30 segundos de intervalo entre uma série e outra.

Flexão de braço

Utilizando o peso do seu próprio corpo, a flexão de braço fortalece a parte superior, garantindo um bíceps mais firme. Faça a posição de prancha como na imagem abaixo, estique e posicione os braços a uma distância levemente superior à largura dos ombros, deixe os pés juntos e o joelho encostado no chão. Desça o tronco até que o peitoral quase toque o chão e depois volte para a posição de início. Faça três séries de 20, com o tempo de pausa de 30 segundos.

Afundo

Esse exercício utiliza o peso do próprio corpo para fortalecer as pernas, braços e para secar a barriga. Ele deve ser feito em uma superfície plana e dura. Fique com as pernas posicionadas paralelamente uma da outra e levemente afastadas, coloque a mão no quadril, dê um passo para a frente com o pé direito e deixe o pé esquerdo ligeiramente para cima, dobre os dois joelhos ao mesmo tempo, mantenha a coluna ereta e o abdômen contraído como na imagem a abaixo. Faça a repetição dessa atividade umas 20 vezes em cada perna.

 

pbagora

 

 

Dois novos casos confirmados de covid-19 na PB também estão sendo tratados em casa, afirma Geraldo Medeiros

Os dois recentes casos confirmados de coronavírus na Paraíba também estão sendo tratados em casa, é o que afirmou o secretário de Saúde Geraldo Medeiros nesta quinta-feira (26).

Com essas duas confirmações a Paraíba tem até o momento 5 casos do covid-19, sendo que os três primeiros já estão curados.

Ainda de acordo com Geraldo Medeiros, os dois novos casos tiveram contato direto com uma pessoa que está sendo investigada como caso suspeito.

Nenhuma das duas mulheres, de 55 e 45 anos, apresenta sintomas graves e seguem em isolamento domiciliar, sendo monitoradas.

Até o momento já foram descartados 193 casos e nenhum óbito por coronavírus foi confirmado.

PB Agora