Arquivo da tag: Cartaxo

João Pessoa ultrapassa 100 mortes por Covid-19 e Cartaxo decreta luto oficial

A Capital paraibana atingiu a marca de 101 vítimas confirmadas por covid-19 e o prefeito, Luciano Cartaxo, decretou luto oficial por três dias em memória daqueles que perderam a vida para o novo coronavírus, em João Pessoa. A decisão será publicada no Semanário Oficial.

Em nota, o prefeito disse que este é um momento difícil na história da cidade e destacou que mais do que números, há as trajetórias de pessoas interrompidas pela pandemia.

“O luto oficial é um sinal de respeito e reverência às vítimas, seus familiares e amigos”, disse o gestor. A medida é tomada sem prejuízo às atividades municipais.

A nota informa ainda que João Pessoa tem mais de 3.200 casos confirmados da doença, a taxa de ocupação de leitos na região metropolitana é de 83,2%, de acordo com informações da Central de Regulação.

“Enfrentamos o período de maior disseminação da doença. O total de pessoas que não resistiram ao vírus só reforça a importância do isolamento social, medida mais eficaz para conter a propagação. A nossa luta é contra um inimigo em comum. Precisamos seguir agindo coletivamente para continuar a salvar vidas”, continuou.

No Brasil já são mais de 25 mil mortes confirmadas e quase 415 mil casos, de acordo com os últimos dados do Ministério da Saúde. O país chegou ao segundo lugar no mundo em número de registros, atrás apenas dos Estados Unidos.

Na Paraíba são 298 óbitos confirmados e mais de 10 mil confirmações de pessoas com Covid-19. De acordo com dados do Governo do Estado, 185 municípios já possuem ao menos um registro da doença, o equivalente a 82,9% das cidades paraibanas.

paraiba.com.br/

 

 

Em novo decreto, Cartaxo fecha feiras livres em João Pessoa

Na manhã deste sábado (9), o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, anunciou, através de uma live, medidas ainda mais rigorosas para a ampliação do isolamento social durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A capital paraibana, segundo boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde, tem 1.062 casos confirmados

Cartaxo fez um alerta para a população paraibana sobre a prevenção e o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Segundo ele, o combate a Covid-19 não é uma responsabilidade única do poder público e a população precisa colaborar através do cumprimento do isolamento social.

Em novo decreto, que passa a vigorar a partir da próxima segunda-feira (11), o gestor determinou:

– o fechamento temporário das feiras livres;
– a proibição do acesso às praças;
– a obrigação do uso de máscaras;
– que empresas que fazem uso de delivery forneçam luvas e máscaras para os entregadores

Luciano Cartaxo acrescentou ainda que a taxa de isolamento social em João Pessoa está abaixo do ideal e que, de acordo com o monitoramento da Secretaria Municipal de Saúde, os bairro que menos cumprem o distanciamento, são os que mais registram casos da doença. “O momento requer essas medidas para que possamos salvar vidas”, declarou o prefeito.

DIA DAS MÃES

Sobre a data comemorada neste domingo  – Dia das Mães – o prefeito de João Pessoa ponderou que o mais importante no momento é garantir a saúde e o bem estar daqueles que amamos e isso só será possível respeitando o distanciamento. Desta forma, em 2021, segundo Cartaxo, com saúde, as famílias poderão estar juntas novamente. “Esse é o momento de ficar em casa e são decisões que precisamos tomar agora para que no próximo ano possamos estar ao lado de nossas mães e compartilhar de nossa alegria com toda a família”.

 

PB Agora

 

 

“As medidas são duras, mas necessárias” declara Cartaxo ao estender isolamento social por mais 15 dias, em JP

Nesta quinta-feira, 30, o prefeito Luciano Cartaxo detalhou as medidas que a Prefeitura Municipal continuará realizando no intuito de combater a proliferação do novo coronavírus em João Pessoa e estendeu o prazo de quarentena na Capital paraibana por mais 15 dias.

De acordo com o prefeito a medida é necessária sobretudo pela baixa taxa de isolamento, além do alto índice de contágio no Brasil, que gira em torno de 2,8.

“Temos a necessidade de repetir o decreto por mais 15 dias exatamente porque o nosso índice de isolamento tá na faixa dos 50%. Já chegamos a ter mais de 60% e hoje estamos abaixo dos 50. A gente precisa melhorar esse índice. Não podemos escancarar as portas de João Pessoa no momento em que temos aumento expressivos de casos. Outro dado importante, o Brasil com uma das maiores taxas de contágio do mundo, de aproximadamente 2,8. O que significa dizer que há uma perspectiva de crescimento ainda maior do que em muitos países. Isso nos preocupa muito” disse.

Cartaxo ainda disse que as medidas são bastante duras, porém necessárias, já que caso não houvesse isolamento em João Pessoa a taxa de mortalidade aumentaria seis vezes mais.

“As decisões que estão sendo tomadas não partem da nossa vontade particular. A gente não gostaria de estar tomando medidas tão duras, mas elas são necessárias e fundamentais. Quando passar tudo isso eu quero abraçar muita gente em João Pessoa e quero ver a família, amigos e a população de um modo geral, viva” pontuou o gestor.

PB Agora

 

 

‘Quem retomou rotina antes da hora, condenou pessoas à morte’, afirma Cartaxo

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), neste sábado (28), divulgou em suas redes sociais uma nota sobre as carreatas realizadas na cidade pedindo o fim do isolamento social decretado por ele com o intuito de minimizar o contágio do novo coronavírus, causador da Covid-19.

“Todos queremos retomar a rotina, mas no tempo certo. Quem se precipitou, nesta decisão, condenou pessoas à morte. E o arrependimento não repara o grave erro”, declarou.

A Paraíba registrou até o momento catorze pessoas infectadas, sendo dez na capital, além de uma em Igaracy, uma em Sousa e duas em Campina Grande.

Leia texto na íntegra:

O momento atual não é apenas de crise, muito menos de disputas políticas, mas de luta pelo maior bem que existe: a vida. João Pessoa cumpre o protocolo internacional de prevenção à Covid-19, recomendado pela OMS. Em outros países, não seguir as orientações teve um custo pago com milhares de vidas humanas.

É inadmissível repetir este erro. Não se trata de opinião. A base está na ciência e na experiência. Ir às ruas para se manifestar contra o isolamento social expõe quem sai, quem precisou sair por alguma razão séria e até quem ficou em casa. Hoje precisamos, mais do que nunca, de gestos solidários, humanitários, de respeito ao outro, não de atitudes irresponsáveis que semeiam a discórdia e a desordem.

Eu agradeço à imensa maioria da nossa população, que entendeu a mensagem e fechou as portas ao vírus. Vamos continuar sendo agentes de proteção, não da transmissão de uma doença que não para de matar. Quem resolve sair de casa, sem levar a sério uma ameaça à saúde pública, desrespeita não só a lei, como também a própria vida e a vida do outro.

Todos queremos retomar a rotina, mas no tempo certo. Quem se precipitou, nesta decisão, condenou pessoas à morte. E o arrependimento não repara o grave erro. Trabalhar para recuperar a economia, já atingida, será uma missão no mundo todo. Voltar à vida normal, sim, como deve ser. Quando for a hora. Porque vida perdida não volta. Serenidade, paz e respeito, sempre. O bom senso e a humanidade vão vencer. Sigamos na luta! Que Deus nos abençoe!

paraiba.com.br

 

 

Cartaxo determina fechamento de shoppings e reduz horário de funcionamento do comércio em JP por conta do Covid-19

Por meio de vídeo nas redes sociais, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, anunciou, nesta quinta-feira (19), novas medidas de prevenção à disseminação do novo Coronavírus. Durante reunião com o Núcleo Intersetorial, e depois do diálogo com representantes do setor, foi determinado o fechamento de shoppings centers na próxima segunda-feira (23/03), como medida válida por 15 dias, passível de prorrogação.

Em relação ao comércio, o expediente será das 9h às 15h, com diminuição de três horas em relação ao horário comercial, o que irá reduzir ainda mais o fluxo de passageiros no momento de pico. A medida, discutida com representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-JP), tem início na sexta-feira (20/03), e também será válida para os shoppings populares administrados pela gestão municipal. A decisão não altera o funcionamento de serviços de abastecimento nem de prevenção, como mercados públicos, mercearias, supermercados, padarias, feiras livres, farmácias e postos de gasolina.

Como ação preventiva, o gestor também determinou a abertura de um edital voltado às instituições de longa permanência que acolhem pessoas idosas. Serão destinados R$ 600 mil para aquisição de equipamentos e insumos que contribuam com a prevenção ao coronavírus.

Responsável por atender mais de 2,3 mil pessoas, os Restaurantes Populares da capital paraibana passarão, a partir da sexta-feira (20), a entregar a refeição em marmitas, com a orientação para serem consumidas em casa. No caso específico de pessoas em situação de rua, a alimentação será ofertada gratuitamente nos restaurantes populares, também em recipientes descartáveis, com maior espaçamento entre mesas e rigor na higienização.

O anúncio das novas medidas acontece um dia depois da confirmação do primeiro caso de Coronavírus na Paraíba. “Como fizemos desde o primeiro momento, seguimos dando sequência a um plano integrado de ação, que busca conter a propagação do vírus. Dialogamos com os setores envolvidos antes de fazer as novas recomendações, que buscam restringir, ainda mais, a concentração de pessoas”, disse o prefeito Luciano Cartaxo, em live nas redes sociais.

O gestor destacou, ainda, o anúncio das ações na área de desenvolvimento social. “Em momentos assim, o poder público precisa agir rápido, com serviços e ações que chegam para proteger a população. Como já acontece nas escolas e creches, os Restaurantes Populares estão aprimorando a forma de atendimento ao público, com a oferta da alimentação em recipientes adequados às medidas de prevenção e gratuidade para as pessoas em situação de rua. O esforço precisa ser permanente e coletivo. Só assim vamos conseguir reduzir a transmissão do vírus”, disse.

Edital e novas ações – A Secretaria de Desenvolvimento Social indicou que o edital de R$ 600 mil, anunciado entre a Prefeitura e organizações da sociedade civil (OSC), destina-se aos serviços de acolhimento de idosos em instituições de longa permanência (ILPs). Os recursos serão voltados às medidas de prevenção ao novo coronavírus. O envio das propostas vai até o dia 13 de abril.

Os serviços de apoio à população de rua como o Centro Pop, Ruartes e Consultório de Rua passam por novas medidas de higienização e de reforço na alimentação. O mesmo ocorre com as Casas de Acolhida (crianças, adolescentes, idosos e famílias), que também vêm recebendo novas medidas de prevenção ao novo coronavírus.

 

Assessoria

 

 

Cartaxo anuncia concurso público com 1,1 mil vagas na PMJP

Em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, informou, na noite desta quarta-feira (27), que serão abertas 1.146 vagas por concurso público para 2020.

O anúncio integra a ação ‘Cidade que tem mais oportunidades’, que prevê um conjunto de medidas para o fortalecimento da capital paraibana nos próximos meses.

O gestor informou que o quadro de vagas e de remunerações será detalhado no Centro Administrativo Municipal (CAM), nesta quinta-feira (28), a partir das 9h.

“Em João Pessoa, temos compromisso com a carreira pública. Já contratamos mais de três mil e quinhentos servidores por concurso e vamos chegar à marca de quase 5 mil profissionais que irão entrar pela porta da frente do serviço público, responsáveis por um trabalho fundamental na vida da cidade e das pessoas”, disse o prefeito durante a transmissão.

De acordo com o secretário Lauro Montenegro, os editais de convocação serão anunciados por área da administração a partir do próximo ano. “Teremos um cronograma específico para a divulgação do edital. A intenção é que todos os concursos sejam concluídos ainda no ano que vem, atendendo às novas demandas do município”, apontou.

Montenegro reforçou que o anúncio ainda este ano vai permitir que as pessoas se preparem melhor para o processe seletivo. “Nos próximos 90 dias concluímos a contratação de todas as empresas responsáveis pelos concursos, dando mais tempo de preparação aos profissionais interessados em participar da seleção”, disse.

 

Foto: Cláudio Costa/ Paraíba.com.br
Assessoria

 

 

Cartaxo não vê possibilidade de aliança com Ricardo Coutinho nas eleições de 2018

LucianoO prefeito Luciano Cartaxo (PSD) afirmou que não pretende deixar a aliança com os partidos que o apoiaram na eleição de 2016 e não vê possibilidade de subir no mesmo palanque que o governador Ricardo Coutinho (PSB). Para ele não será possível uma convivência política nas eleições do próximo ano entre o PSD e o PSB, como ocorreu na disputal eleitoral de 2014.

Cartaxo ressaltou ainda a quebra de aliança foi feita pelo PSB e que o apoio ao governador ocorreu ainda no primeiro turno das últimas eleições, quando todos davam como certa a vitória do  senador Cássio Cunha Lima (PSDB). “Nós apoiamos o PSB no momento de maior dificuldade da vida pública de Ricardo Coutinho, poucos acreditaram que era possível reverter uma vitória dada como certa de Cássio, e neste momento nós apostamos no projeto de dar sequencia”.

Luciano destacou que o objetivo do grupo é manter a aliança de 2016. “A minha leitura é de preservação da aliança que foi construída na eleição passada, eu acho que é muito ruim para o estado e para as cidades a gente ficar a cada dois anos tendo, vamos dizer assim, mudando uma aliança que foi construída anteriormente, então não vou fazer aliança com Ricardo”, acrescentou.

A intenção do gestor da capital é continuar a coligação formada para a disputa municipal do ano passado. “Nós já temos uma aliança que veio da eleição de 2016, foram 12 partidos que deram sustentação a nossa campanha. Nós tivemos a maturidade e o diálogo necessário de superar as divergência.  Então eu acredito que essa aliança precisa ser preservada, eu vou fazer o esforço nesse sentido. Nós queremos chegar em 2018, independente de composição de chapa, com maturidade suficiente para apresentar um projeto importante à Paraíba”.

Sobre sua participação na disputa, Cartaxo não revela sua participação, mas enfatiza que pretende continuar junto com os partidos que o apoiaram. “Eu acredito que a renovação política no Estado é fundamental, as coisas precisam avançar cada vez mais. Na hora oportuna os partidos vão ter oportunidade de dialogar”.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Cartaxo aparece com 42,9% e Cida com 23,2% em pesquisa 6 Sigma; confira os números

cartaxo-e-cidaNesta quarta-feira (14) mais uma pesquisa de intenções de voto para prefeito de João Pessoa foi divulgada. Realizada pela empresa 6 Sigma Pesquisa e Consultoria Estatística LTDA ela também aponta uma polarização entre os candidatos Luciano Cartaxo (PSD) e Cida Ramos (PSB)

Cartaxo aparece com 42,9% dos votos, enquanto Cida tem 23,2%. O professor Charliton Machado (PT) registrou 1,5% e Victor Hugo (Psol), pontua com 0,7%.
A pesquisa em parceria com o Sistema Correio de Comunicação, foi realizada entre os dias 9 e 11 deste mês. Os pesquisadoras da 6 Sigma ouviram 1.100 eleitores em 45 bairros de João Pessoa. Os votos brancos e nulos seriam 10,8%. Não souberam responder 17,1% dos entrevistados. Outros 3,5% disseram que não votariam em qualquer candidato e 0,2% não informou. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) sob o número 06352/2016. A margem de erro, segundo a 6 Sigma, é de 2,95% e o nível de confiança é de 95%.

Espontânea – Na consulta espontânea, segundo a 6 Sigma, Luciano Cartaxo tem 36,9% das intenções se votos, seguido de Cida Ramos, com 16,5%. Professor Charliton tem 0,7% e Victor Hugo, 0,3%. Outros nomes ficaram com 0,7%. Dentre os eleitores ouvidos espontaneamente, 2,2% disseram que não vão votar em qualquer candidato. Os que responderam que vão votar em branco ou anular os votos somaram 10,6%. Do total, 31,7% responderam que não sabem em quem votar e 0,4% não informou.

Candidatos a prefeito de João Pessoa

Conhecimento. A 6 Sigma quis saber se os entrevistados conheciam os candidatos. O prefeito Luciano Cartaxo é conhecido por 96,6%, Cida Ramos é por 75,7% dos entrevistados. Do total de eleitores ouvidos pelos pesquisadores da 6 Sigma, 36,1% disseram que conhecem o Professor Charliton e 36,3% afirmaram conhecer Victor Hugo.
O município de João Pessoa foi dividido pela 6 Sigma em quatro regiões para a coleta de dados feita em sorteios múltiplos aleatórios na rua, em residências e pontos amostrais nos bairros e localidades previamente definidos.

Consulta em 45 localidades

▶ Região norte: Torre, Alto do Céu, Mandacaru, Róger, Ipês, Treze de Maio, Estados e Padre Zé.

▶ Região sul: Mangabeira, Gramame, Jardim Cidade Universitária, Valentina, José Américo, Funcionários, João Paulo II, Ernesto Geisel, Jardim Veneza, Paratiube, Ernani Sátiro, Costa e Silva, Mumbaba, Indústrias, Água Fria, Costa do Sol, Cuiá, Planalto da Boa Esperança e Muçumagro.

▶ Região leste de João Pessoa foram os seguintes: Manaíra, Jardim Oceania, Bessa, Bancários, Castelo Branco, Tambaú, Aeroclube, São José, Cabo Branco e Miramar.

▶ Região oeste: Cristo Redentor, Oitizeiro, Cruz das Armas, Varjão, Alto do Mateus, Jaguaribe, Ilha do Bispo e Trincheiras.

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Cartaxo nomeia Olenka como secretária de Trabalho, Produção e Renda da capital

Olenka-MaranhãoO prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PSD) nomeou a ex-deputada Olenka Maranhão (PMDB) para o cargo de secretária de Trabalho, Produção e Renda da capital. A decisão foi publicada no Semanário Oficial da Prefeitura.

Olenka, que é suplente de deputada estadual, ocupava uma cadeira na ALPB enquanto o titular Trócolli Junior (PROS) estava à frente da Secretaria de Articulação Política do Estado.

Trocollí voltou à ALPB após o senador José Maranhão (PMDB) anunciar o rompimento com o governo do estado e declarar apoio à reeleição de Luciano Cartaxo, em João Pessoa.

Confira a nomeação:

nomeação de olenka

maispb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Cássio admite licença e garante apoio incondicional a Cartaxo: ‘Vou subir no palanque’

cassioelucianoO senador Cássio Cunha Lima (PSDB) admitiu nesta sexta-feira (19) a possibilidade de se licenciar do mandato após a votação do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) e garantiu que irá subir no palanque do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD).

O tucano pôs fim às especulações de que não iria participar da campanha do prefeito Luciano Cartaxo ao destacar o trabalho do chefe do executivo municipal na cidade.

“O apoio é incondicional, é convicto. O prefeito Luciano Cartaxo está concluindo uma ação administrativa melhor para João Pessoa, que permite que ele continue com essa ação como os outros tiveram chance na perspectiva da população dar mais chance de prosseguir o trabalho. Vou participar da campanha, vou subir no palanque, vou trazer a minha solidariedade à candidatura ao prefeito Cartaxo e Manoel Júnior”,  assegurou.

Ele deixou claro, porém, que o gestor não precisa de “padrinho político”, pois tem “competência” e “serviço prestado” para apresentar à população.

“Não tenho necessidade de aparecer ou de me esconder porque eu não sou candidato. Os candidatos e os eleitores são os protagonistas. Luciano Cartaxo não precisa de apadrinhamento para disputar a eleição porque ele tem trabalho, o que mostrar a João Pessoa, dispensa de padrinho, os eleitores escolhem dentro de suas convicções. Isso é uma coisa ultrapassada, é coisa de coronel querer apadrinhar candidatura. A minha participação será como senador, mas reconhecendo que o protagonismo é dos candidatos, não dos que os apoiam”, disse.

Cássio confirmou que irá conversar com Deca do Atacadão e com a bancada do PSDB no Senado para estudar uma provável licença do mandato.

“Irei conversar com o primeiro suplente Deca para saber da disponibilidade dele para assumir, segundo, vou conversar com minha bancada, tenho um procedimento médico para fazer, a licença não seria propriamente para fazer campanha eleitoral, vou precisar realizar uma pequena cirurgia, se tudo estiver bem na saúde, visitarei os municípios”, falou.

Blog do Gordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br