Arquivo da tag: Cariri

Paraibanos morrem em acidente de moto na BR-153, próximo de Cariri do Tocantins

Um casal paraibano morreu em um acidente envolvendo um carro e duas motos, na manhã desta terça-feira (30), na BR-153, próximo de Cariri do Tocantins, na região sul do estado. Manoel Ailton Vieira, de 55 anos, e Maria Emília Sarnento Ferreira, de 52 anos naturais de Sousa morreram ainda no local.

O acidente aconteceu no momento em que o carro fazia uma ultrapassagem e bateu de frente com as duas motos. A mulher que dirigia o veículo confirmou a ultrapassagem.

Os motociclistas faziam parte de um clube estavam em um comboio de quatro motos. Eles saíram de Brasília (DF) com destino a Carolina (MA). O grupo tinha passado a noite em Figueirópolis e retomou a viagem no início da manhã.

Em cada uma das motos atingidas havia um casal. O outro casal foi levado em estado grave para o Hospital Regional de Gurupi.

O IML foi chamado para recolher os corpos.

 

 

clickpb

 

 

Polícia apreende armas de fogo e desarticula oficina no Cariri

A Polícia Militar realizou a maior apreensão de armas de fogo, em uma única ocorrência, neste ano de 2019. Foram 29 armas entre espingardas de diversos calibres, pistola, armas curtas, cartuchos e vários materiais para manutenção e conserto que foram apreendidos nesse sábado (8), na zona rural de Serra Branca, região do Cariri ocidental paraibano. A ação fez parte da Operação Festas Juninas, deflagrada pela PM na última sexta-feira.

Todo o material estava em uma oficina de armas que foi desarticulada pela ação dos policiais da Rondas Ostensivas Táticas com Apoio de Motocicletas (Rotam), do 11º Batalhão. “A partir de uma denúncia anônima, chegamos a um sítio, em uma localidade de difícil acesso, e identificamos o estabelecimento, que servia para conserto e manutenção de armas”, explicou o sargento Cleudo Caldeira, que comandou a ação.

Um homem de 71 anos de idade, dono da propriedade, foi preso. “Ele não reagiu à prisão, disse que várias daquelas armas haviam sido deixadas ali há muito tempo, e que não lembrava quem eram os donos”, contou o policial. No local, a PM encontrou ainda várias peças de armas desmontadas, como coronhas, canos, além de cartuchos, pólvoras, chumbo e espoleta, materiais que são comumente usados para fabricação de munições.

Todo o material, o suspeito preso, e as armas apreendidas foram encaminhados para a delegacia de Monteiro e devem ser investigados.

 

portalcorreio

 

 

Bebê é encontrado morto dentro de caixa em lixão no Cariri

Uma criança recém-nascida foi encontrada morta dentro de uma caixa de sapato no lixão do município de Monteiro, no Cariri paraibano. O corpo do bebê foi localizado por garis nesta quinta-feira (2).

De acordo com a polícia, os garis que encontraram o corpo do recém-nascido rapidamente acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). No entanto, de acordo com os socorristas do SAMU, a criança já estava sem vida.

Foi dito à polícia que a criança foi encontrada enrolada em uma manta e dentro de uma caixa de sapato. Existe a suspeita de que o bebê tivesse morrido a poucas horas, já que encontrava-se ainda com o cordão umbilical.

Para os socorristas do SAMU, existe a possibilidade de a criança tenha sido abandonada e jogada no lixo ainda em casa, desta forma, acabou sendo recolhida pelo carro da coleta.

A perícia constatou ainda a existência de hematomas pelo corpo e a cabeça apresentava sinais de traumatismo craniano. No entanto, ainda não foi possível dizer que as pancadas teriam sido causadas por alguém ou pela forma como o corpo foi transportado até o lixão.

 

PB Agora
foto: divulgação/SAMU

 

 

Duas crianças morrem afogadas em ‘barreiro’ no quintal da casa de avó, no Cariri da PB

Duas crianças de 2 anos de idade morreram afogadas em um pequeno barreiro na zona rural de Juazeirinho, no Cariri paraibano. O caso ocorreu no fim da tarde desta segunda-feira (8), no sítio Mendonça. A família já encontrou os corpos das crianças boiando.

A informação foi confirmada pelo diretor do Hospital Geral de Juazeirinho, Edman Gonçalves. Depois de encontrar as meninas, a família ainda levou elas para o hospital desacordadas. No hospital foram feitas técnicas de reanimação, mas as crianças já chegaram mortas.

Ainda de acordo com diretor, familiares contaram que as crianças estavam brincando na casa da avó, quando os parentes perceberam um silêncio. Eles seguiram as marcas dos passos deixadas pelas crianças no chão e já encontraram as meninas boiando.

O diretor também destacou que o barreiro era pequeno, mas que havia chovido na região nos últimos dias. Até 18h50 desta segunda-feira, os corpos estavam no Hospital de Juazeirinho, aguardando chegada do Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande, onde vai passar por exames.

G1

 

Jovem é preso suspeito de matar namorada adolescente e queimar corpo, no Cariri da PB

Um jovem de 21 anos de idade foi preso na manhã desta quarta-feira (3) suspeito de matar e queimar o corpo da namorada. A vítima, uma adolescente de 17 anos que morava em Soledade, desapareceu no mês de junho de 2018. Uma ossada foi encontrada em outra cidade, quase dois meses depois do desaparecimento, e a polícia suspeita que seja da adolescente desaparecida.

O pintor de 21 anos foi preso por força de um mandado de prisão temporária. Segundo a Polícia Civil, o caso está sendo investigado há 9 meses. A suspeita de que ele é o autor do crime surgiu depois de depoimentos prestados na delegacia. No dia em que a menina desapareceu, ela foi vista pela última vez com o namorado em uma moto.

De acordo com o delegado Durval Barros, a principal linha de investigação é para o crime de feminicídio. “Esse casal morava junto e tivemos a informação de que ela não queria mais viver com ele e disse que iria embora para a cidade de Soledade, onde iria encontrar com um ex-namorado. Uma testemunha disse que viu a jovem pela última vez com o suspeito na moto”, explicou ele.

Uma ossada foi encontrada no dia 29 de julho, no município de Boa Vista, também no Cariri paraibano. O corpo havia sido carbonizado. Segundo a Polícia Civil foi coletado material genético da mãe da adolescente para fazer uma perícia e confirmar se ossada é dela, mas ainda não há resultado do exame de DNA.

O delegado Durval Barros explicou que antes de encontrar a ossada, a Polícia Civil já havia pedido a prisão preventiva do suspeito, tendo em vista os depoimentos. “Quando fizemos o pedido, a justiça negou pois não havia uma prova material. No caso o encontro da ossada permitiu esse novo pedido, que foi aceito”, disse o delegado.

No pedido de prisão, a Polícia Civil também destacou outros elementos, como o local onde o corpo foi deixado. “Saindo de Soledade, o trajeto até o local onde o corpo estava seria de 25 km de Soledade até a Praça do Meio do Mundo e mais 5 km com destino a Boa Vista. Acreditamos que ele matou ela em Soledade e levou o corpo para Boa Vista”, disse o delegado.

Outro indício apontado pela investigação foi em relação ao depoimento do suspeito. Segundo o delegado, ao ser questionado sobre ter sido visto com a jovem na moto no dia que ela desapareceu, ele não soube explicar onde teria ido com ela ou o que ela teria feito após descer da moto.

Perfil “Fake”

Ainda de acordo com a Polícia Civil, depois do desaparecimento da adolescente, um primo dela recebeu mensagens em uma rede social de um perfil que tinha a foto da adolescente desaparecida, dizendo que estava bem e perguntado por parentes. Porém, a Polícia Civil acredita que trata-se de um perfil falso que foi feito para deixar a impressão de que a adolescente estaria viva.

G1

 

Ônibus escolar e ambulância da Prefeitura de Barra de Santana pegam fogo, no Cariri da PB

Um ônibus escolar e uma ambulância da cidade de Barra de Santana, no Cariri da Paraíba, pegaram fogo na noite da terça-feira (19). De acordo com a prefeita do município, Cacilda Andrade, há suspeitas de que o incêndio tenha sido criminoso, mas isso só poderá ser constatado após a perícia.

O caso aconteceu por volta das 22h30. Os veículos estavam na garagem da prefeitura quando moradores ouviram uma explosão. A prefeita e uma equipe do Corpo de Bombeiros foram acionados ao local.

“Tinha outros carros na garagem, mas a população conseguiu tirar antes que o fogo se espalhasse no local”, contou Cacilda Andrade.

Ambulância após pegar fogo na noite da terça-feira (19), na garagem de prefeitura do Cariri da PB — Foto: Prefeitura/Divulgação

Ambulância após pegar fogo na noite da terça-feira (19), na garagem de prefeitura do Cariri da PB — Foto: Prefeitura/Divulgação

O fogo foi totalmente controlado pelos bombeiros, mas os dois veículos ficaram destruídos. “A gente agora fica com uma dificuldade grande porque esse ônibus rodava todos os turnos e os outros que a gente tem são de rotas diferentes”, disse.

Ainda segundo a prefeita, o município possui outra ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). “A gente tem essa outra ambulância do Samu, mas perder um transporte importante como esse é lamentável”.

As polícias Militar e Civil também foram acionadas ao local. Até as 8h30 desta quarta-feira (20), a informação da prefeita era de que ela estava indo na Delegacia de Polícia Civil registrar o Boletim de Ocorrência.

Ônibus escolar ficou totalmente destruído após pegar fogo na garagem da Prefeitura de Barra de Santana, na PB — Foto: Prefeitura/Divulgação

Ônibus escolar ficou totalmente destruído após pegar fogo na garagem da Prefeitura de Barra de Santana, na PB — Foto: Prefeitura/Divulgação

 

G1

 

 

Diretor da empresa ‘Leite Cariri’ é encontrado morto na cidade de Caturité

O direto da empresa ‘Leite Cariri’, Pedro Bezerra Cabral, de 60 anos, foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (29), nas proximidades da sua residência na cidade de Caturité, Agreste paraibano.

De acordo com informações policiais Pedro teria sido morto com um tiro na cabeça.

Ainda não há informações sobre a autoria ou motivação do crime.

A polícia segue investigando.

PB Agora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Após chuva no Cariri, volume do Açude de Boqueirão aumenta 3 cm na PB

(Foto: Felipe Valentim/TV Paraíba)

Depois de sofrer uma perda de 2 cm de água no volume no fim de semana, o açude Epitácio Pessoa, conhecido como açude de Boqueirão, no Cariri paraibano, recebeu uma recarga de 3 cm entre esta segunda-feira (8) e terça-feira (9). A melhora no volume ocorreu graças as chuvas registras em cidades do Cariri.

No município de Barra de São Miguel, as chuvas reforçaram a vazão de água no Rio Paraíba, no trecho do distrito de Floresta. Até 8h (horário local) desta terça-feira a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) não divulgou o volume de chuvas na região, mas confirmou que choveu no local.

Segundo o Departamento Nacional de Obras Contra Seca (Dnosc), com as chuvas, o volume do açude teve um aumento 3 centímetros o que equivale a cerca de 225 mil metros cúbicos de água. Com o aumento, o volume do açude chega a quase 9,7% da capacidade total.

Desde que começou a receber as águas da transposição do Rio São Francisco, em 18 de abril de 2017, o açude começou a aumentar o volume todos os dias. Mas entre os dias 5 e 7 de janeiro deste ano, o manancial perdeu 2 cm – cerca de 150 mil m³ – de água.

Essa foi a primeira perda de volume desde a chegada das águas do São Francisco. Segundo a Aesa isso ocorreu por causa de uma manutenção na obra. O Açude de Boqueirão abastece Campina Grande e outras 18 cidades do Agreste da Paraíba.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Pedreiro morre depois de sofrer descarga elétrica em obra no Cariri da Paraíba

Um pedreiro de 21 anos morreu após sofrer uma descarga elétrica na cidade de São Sebastião do Umbuzeiro, no Cariri da Paraíba, a 319 km de João Pessoa, na tarde desta segunda-feira (5).

Segundo a Polícia Militar do município vizinho de Monteiro, que fica responsável pelas ocorrências da região, a vítima trabalhava em uma obra no Centro da cidade quando o acidente aconteceu. A polícia não apurou o que teria causado a ocorrência.

O pedreiro morreu ainda no local do fato. O corpo do jovem foi encaminhado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal de Campina Grande.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Após chuvas, açude de Taperoá começa a sangrar no Cariri da Paraíba, diz Aesa

O açude Manoel Marcionilo, na cidade de Taperoá, no Cariri paraibano, ultrapassou a capacidade máxima de armazenamento e começou a sangrar no início da manhã deste sábado (29). Segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) a sangria já era esperada, depois do aumento no volume do açude com as chuvas e o rompimento de uma barragem no estado de Pernambuco.

O reservatório tem capacidade para armazenar 15.148.900 de m³ de água. De acordo com o morador da cidade, Patrício Silva, o açude começou a sangrar por volta das 8h, com um pequeno fio de água ultrapassando a barragem. “Começou fraquinho, mas está aumentando ao longo das horas”, disse ele. Por volta das 11h a lâmina d’água já transbordava por toda a barragem.

Após chuvas e rompimento de barragem, açude de Taperoá volta a sangrar no Cariri (Foto: Patrício Silva / Arquivo Pessoal)

Após chuvas e rompimento de barragem, açude de Taperoá volta a sangrar no Cariri (Foto: Patrício Silva / Arquivo Pessoal)

Com o sangramento do açude, a água vai seguir pelo Rio Taperoá até um pequeno açude na cidade de Santo André. Depois disso, as águas seguem para o sítio Jacaré, na zona rural de Cabaceiras, onde ocorre o encontro do Rio Taperoá com o Rio Paraíba, já na entrada da bacia hidráulica do açude Epitácio Pessoa, conhecido como Açude de Boqueirão, que está com apenas 3,3% da capacidade total.

Segundo presidente da Aesa, João Fernandes, o sangramento do açude ocorreu após as chuvas registradas na região, mas também por causa do rompimento de uma barragem. “Uma barragem de Pernambuco estourou há alguns dias e essa água chegou até o açude através do Rio Taperoá. Mas, a sangria está ocorrendo também por causa das chuvas que estão sendo registradas no Cariri e no Sertão da Paraíba. Historicamente, entre março e abril, as chuvas são boas e este ano estão acima da média”, disse ele.

Açude estava com 3,2%

Há pouco mais de um mês o açude de Taperoá estava quase seco. Segundo os dados da Aesa, em 14 de março deste ano, o açude estava com 487 mil metros cúbicos de água, que equivale a 3,2% do volume total. Após dois dias de chuvas fortes na região, o volume havia aumentado para 5,6 milhões de metros cúbicos de água, que corresponde a 37,5%, no dia 16 de março.

Já no último dia 14 de abril, o açude havia atingido o volume de 12.688.610 m³, o que equivale a 83,8 % da capacidade total, após 24 horas de chuvas nas regiões do Cariri e do Sertão. Ainda segundo a Aesa, com a capacidade máxima atingida, a população volta a ter garantia de abastecimento, sem racionamento.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br