Arquivo da tag: candidata

Candidata Giseliane também confirma seu voto em Solânea

 

Instagram: @focandoanoticia
Instagram: @focandoanoticia

A candidata Giseliane Azevedo do PSD foi a segunda a votar na cidade de Solânea.

Por volta das 11:40 desta manhã acompanhada de familiares, do seu vice Walter Jr. (PMDB) e correligionários Giseliane confirmou seu voto.

A perspetiva é que por volta das 18:00 os solanenses conheçam que será o eleito. Já para vereador deve demorar um pouco mais para conhecer os novos membros do poder legislativo.

Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Sepultamento de Rosa Vital será nesta terça-feira; candidata morreu vítima de câncer

lutoO sepultamento da candidata a prefeita de Solânea, Rosa Vital (Psol), será nesta-terça (27), em Solânea. O corpo está sendo velado na central de velórios, ao lado da Igreja Matriz de Santo Antonio e será sepultado às 8 horas.

Em nota, os representantes do partido lamentaram a perda de Rosa Vital e lembraram a importância dela nas lutas classistas da cidade e da região.

Nota de Despedida à amiga e companheira Rosa Vital Faleceu nesta manhã de uma triste segunda-feira nossa companheira de lutas e amiga da vida, Rosângela Vital. A companheira estava travando uma luta contra um câncer, já havia meses, desde sua descoberta.

Estando em tratamento, encontrava-se internada no hospital Clementino Fraga, em João Pessoa. Mulher, trabalhadora do SUS como agente comunitária de saúde, estudante de serviço social, filha amorosa, amiga, e sobretudo, GUERREIRA! Construiu um histórico de militância nas Lutas do povo.

Foi assim que construiu Lutas nas grandes campanhas nacionais, como a campanha pela Companhia vale do Rio Doce, nas defesas por uma saúde pública de qualidade, construindo a ONG Cordel Vida (que atua junto às pessoas que convivem com o HIV), e defensora dos Direitos Humanos, foi militante de rua, de movimento, de ONG, e agora se enveredava pelo caminho da política partidária – colocou o nome a disposição do partido, para concorrer ao cargo de prefeita do nosso município – Solânea.

Com garra e alegria, Rosa nos mostrou que não devemos desistir de nossas Lutas, e nem parar diante de obstáculos. Pois, mesmo tendo descoberto o câncer, teve a ousadia e coragem de manter seu nome para a disputa. Mantendo-se ativa na campanha, até enquanto pode.

Solânea não perde apenas a melhor candidata a prefeita que essa cidade já teve, perde uma guerreira, uma lutadora do povo!

Podemos dizer que seus últimos dias foram todos de Luta! O PSOL-Solânea encontra-se em Luto pela morte da companheira. Mas seguirá sempre na Luta, como sempre fez Rosa.

Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Morre Rosa Vital, candidata a prefeita de Solânea pelo Psol

rosaMorreu nesta segunda-feira (26) a candidata a prefeita de Solânea, pelo Psol, Rosângela Vital. Rosa, como era conhecida, vinha tratando um câncer e há dias não conseguia participar das atividades de campanha por causa das consequências da doença.

Nesta última semana, Rose Vital estava em João Pessoa, no Hospital Clementino Fraga, onde dava continuidade ao tratamento da doença, mas nesta madrugada não resistiu e faleceu.

De acordo com informações, há dias ela já estava sem comer e sem dormir, resultado dos problemas de saúde. Rosa Vital tinha 48 anos e era agente comunitária de saúde na cidade.

Este ano decidiu encabeçar a chapa do Psol, seguindo a tendência nacional do partido de lançar candidatos em todas as cidades. Seu vice, Sedru Cavalcanti, também é do mesmo partido.

Nas redes sociais, amigos, parentes e admiradores da candidata deixaram mensagens de solidariedade e de apoio.

Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Candidata a vereadora é presa suspeita de tráfico de drogas na Região Metropolitana de João Pessoa

CENTRAL-POLICIA-CIVIL-PBA Polícia Civil da Paraíba prendeu, por meio da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio de João Pessoa, cinco pessoas, na cidade de Santa Rita, suspeitas de tráfico de drogas, entre elas uma candidata a vereadora da cidade.

Inicialmente, as investigações tinham o intuito de identificar os membros de um grupo responsável por vários roubos. Porém, foi descoberto o envolvimento dos suspeitos com o tráfico de drogas. Com o bando foram apreendidas duas ‘bananas’ de dinamite armadas.

Todos os detalhes do trabalho policial serão repassados por meio de uma coletiva de imprensa na Central de Polícia Civil, a partir das 9h30, pelos gestores que participaram da investigação.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Candidata mais velha da PB tem 90 anos e mais jovem tem 18

urnaA disputa por uma vaga nas 223 Câmaras Municipais da Paraíba reunirá 11.732 candidatos a vereador nas eleições deste ano.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a candidata mais velha na disputa tem 90 anos e concorre a uma cadeira na CMCG. Creusa Maria da Conceição (PSDC), 90 anos, é natural de Campina Grande e nasceu no dia 25 de janeiro de 1926. Creusa é 72 anos mais velha do que Rananda Xerazade da Silva Oliveira (PSOL), 18 anos, que é a mais jovem na disputa na Rainha da Borborema.

Em João Pessoa, os candidatos mais velhos são: a ex-deputada Lúcia Braga (PDT) e Raymendo Geraldo (PSD), ambos com 82 anos. Com 18 anos, Misael Gustavo da Silva (PTB) é o candidato mais jovem da capital.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Russa com bumbum descomunal é candidata à musa da Copa de 2018

russaAinda faltam mais de dois anos para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, mas a modelo Anastasiya Kvitko já é apontada como postulante ao título de ‘Musa do Mundial’.

O atributo físico que mais chama a atenção no corpo da modelo russa é o bumbum, tanto que ela é comparada à socialite americana Kim Kardashian.

O sucesso nas redes sociais da fanática torcedora da seleção russa é tamanho que ela acumula no Intagram mais de um milhão de seguidores que acompanham suas selfies sensuais diárias, porém ainda longe dos quase 50 milhões fãs virtuais de Kardashian.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Veja mais fotos do ‘bumbum descomunal’ de Anastasiya Kvitko:


(Foto: Reprodução/Instagram)

 

 

redetv

Candidata a prefeita tem seu vídeo sensual divulgado na internet

candidataDias antes da eleição, a candidata Valeria Prokopenko, de 21 anos, que concorre para o cargo de prefeita em Odessa, cidade na Ucrânia, apareceu em um vídeo sensual na internet e gerou polêmica.

Nas imagens, a candidata, que é formada em Direito, aparece fazendo uma dança sensual e chega a ficar apenas de lingerie.

Segundo o Mirror, Valeria afirma ter feito o vídeo para participar de um concurso chamado de “Miss Olymp”. No entanto, Valeria alega que não tinha a intenção de divulgar o vídeo antes da votação.

Após o vazamento do vídeo, algumas pessoas têm apontado que a oponente de Valeria pode ter sido a responsável pela divulgação e que seu objetivo seria sabotar a jovem.

Com a repercussão das imagens, produtores da banda Ruki Vverh!convidaram a candidata para participar de um videoclipe.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

FONTE:Com informações do UOL

Candidata que teve 60% do corpo queimado quer ser mais sexy do Brasil

 (Foto: Divulgação / Everton Nunes)
(Foto: Divulgação / Everton Nunes)

Jennifer de Paula, ou Jenii Fer Beck, como gosta de ser chamada, é carioca, tem 22 anos e pretende ser eleita a mulher mais sexy do Brasil em um concurso da revista “Sexy”. Participar de um concurso de beleza tem um sabor especial para ela, que teve 60% do corpo queimado em um acidente na infância – ela tinha 5 anos quando o irmão ateou fogo em um formigueiro e as chamas acabaram atingindo Jeni.

“Sofri muito e por muitos anos. Além das dores e o tratamento de raspagem, que para uma criança já é traumático, sofria bullying na escola por conta das marcas. Preconceito sempre existiu, mesmo que disfarçado”, relembra ela. “Hoje quando me olho no espelho me sinto vitoriosa. E de certa forma esse acidente ajudou para que eu tivesse meus objetivos bem firmes”, diz ela, que ainda tem algumas cicatrizes discretas. A maioria, porém, foi coberta com a tatuagem que Jenii exibe na coxa e na cintura. “As pessoas não notam de cara, só quando mostro de perto”, conta ela.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O concurso Garota Mais Sexy está em sua fase seletiva, com as inscrições abertas no site do concurso. A votação online começa em setembro e a final será em dezembro.

Jennifer Beck  (Foto: Divulgação / Everton Nunes)Jennifer Beck (Foto: Divulgação / Everton Nunes)
Jennifer Beck  (Foto: Divulgação / Paulinho Rodrigues)Jennifer Beck (Foto: Divulgação / Paulinho Rodrigues)
Jennifer Beck  (Foto: Divulgação / Paulinho Rodrigues)Jennifer Beck (Foto: Divulgação / Paulinho Rodrigues)
EGO

Presidente do PSB rompe com Marina e formaliza apoio à candidata Dilma Rousseff

robertoO presidente do Partido Socialista Brasileiro, Roberto Amaral, anunciou neste domingo em carta aberta aos militantes do PSB e ao povo brasileiro que não concorda com a decisão de Marina Silva de apoiar Aécio Neves, portanto, rompe com sua ex-candidata e confirma apoio à reeleição de Dilma Rousseff à presidência da República.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Eis o Manifesto, a seguir:

Mensagem aos militantes do PSB e ao povo brasileiro 

A luta interna no PSB, latente há algum tempo e agora aberta, tem como cerne a definição do país que queremos e, por consequência, do Partido que queremos. A querela em torno da nova Executiva e o método patriarcal de escolha de seu próximo presidente são pretextos para sombrear as questões essenciais. Tampouco estão em jogo nossas críticas, seja ao governo Dilma, seja ao PT, seja à atrasada dicotomia PT-PSDB – denunciada, na campanha, por Eduardo e Marina como do puro e exclusivo interesse das forças que de fato dominam o país e decidem o poder.

Ao aliar-se acriticamente à candidatura Aécio Neves, o bloco que hoje controla o partido, porém, renega compromissos programáticos e estatutários, suspende o debate sobre o futuro do Brasil, joga no lixo o legado de seus fundadores – entre os quais me incluo – e menospreza o árduo esforço de construção de uma resistência de esquerda, socialista e democrática.

Esse caminhar tortuoso contradiz a oposição que o Partido sustentou ao longo do período de políticas neoliberais e desconhece sua própria contribuição nos últimos anos, quando, sob os governos Lula dirigiu de forma renovadora a política de ciência e tecnologia do Brasil e, na administração Dilma Rousseff, ocupou o Ministério da Integração Nacional.

Ao aliar-se à candidatura Aécio Neves, o PSB traiu a luta de Eduardo Campos, encampada após sua morte por Marina Silva, no sentido de enriquecer o debate programático pondo em xeque a nociva e artificial polarização entre PT e PSDB. A sociedade brasileira, ampla e multifacetada, não cabe nestas duas agremiações. Por isso mesmo e, coerentemente, votei, na companhia honrosa de Luiza Erundina, Lídice da Mata, Antonio Carlos Valadares, Glauber Braga, Joilson Cardoso, Kátia Born e Bruno da Mata, a favor da liberação dos militantes. O Senador Capiberibe votou em Dilma Rousseff.

Como honrar o legado do PSB optando pelo polo mais atrasado? Em momento crucial para o futuro do país, o debate interno do PSB restringiu-se à disputa rastaquera dos que buscam sinecuras e recompensas nos desvãos do Estado. Nas ante-salas de nossa sede em Brasília já se escolhem os ministros que o PSB ocuparia num eventual governo tucano. A tragédia do PT e de outros partidos a caminho da descaracterização ideológica não serviu de lição: nenhuma agremiação política pode prescindir da primazia do debate programático sério e aprofundado. Quem não aprende com a História condena-se a errar seguidamente.

Estamos em face de uma das fontes da crise brasileira: a visão pobre, míope, curta, dos processos históricos, visão na qual o acessório toma a vez do principal, o episódico substitui o estrutural, as miragens tomam o lugar da realidade. Diante da floresta, o medíocre contempla uma ou outra árvore. Perde a noção do rumo histórico.

Ao menosprezar seu próprio trajeto, ao ignorar as lições de seus fundadores – entre eles João Mangabeira, Antônio Houaiss, Jamil Haddad e Miguel Arraes –, o PSB renunciou à posição que lhe cabia na construção do socialismo do século XXI, o socialismo democrático, optando pela covarde rendição ao statu quo. Renunciou à luta pelas reformas que podem conduzir a sociedade a um patamar condizente com suas legítimas aspirações.

Qual o papel de um partido socialista no Brasil de hoje? Não será o de promover a conciliação com o capital em detrimento do trabalho; não será o de aceitar a pobreza e a exploração do homem pelo homem como fenômeno natural e irrecorrível; não será o de desaparelhar o Estado em favor do grande capital, nem renunciar à soberania e subordinar-se ao capital financeiro que construiu a crise de 2008 e construirá tantas outras quantas sejam necessárias à expansão do seu domínio, movendo mesmo guerras odientas para atender aos insaciáveis interesses monopolísticos.

O papel de um partido socialista no Brasil de hoje é o de impulsionar a redistribuição da riqueza, alargando as políticas sociais e promovendo a reforma agrária em larga escala; é o de proteger o patrimônio natural e cultural; é o de combater todas as formas de atentado à dignidade humana; é o de extinguir as desigualdades espaciais do desenvolvimento; é o de alargar as chances para uma juventude prenhe de aspirações; é o de garantir a segurança do cidadão, em particular aquele em situação de risco; é o de assegurar, através de tecnologias avançadas, a defesa militar contra a ganância estrangeira; é o de promover a aproximação com nossos vizinhos latino-americanos e africanos; é o de prover as possibilidades de escolher soberanamente suas parcerias internacionais.

É o de aprofundar a democracia.

Como presidente do PSB, procurei manter-me equidistante das disputas, embora minha opção fosse publicamente conhecida. Assumi a Presidência do Partido no grave momento que se sucedeu à tragédia que nos levou Eduardo Campos; conduzi o Partido durante a honrada campanha de Marina Silva. Anunciados os números do primeiro turno, ouvi, como magistrado, todas as correntes e dirigi até o final a reunião da Comissão Executiva que escolheu o suicídio político-ideológico.

Recebi com bons modos a visita do candidato escolhido pela nova maioria. Cumprido o papel a que as circunstâncias me constrangeram, sinto-me livre para lutar pelo Brasil com o qual os brasileiros sonhamos, convencido de que o apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff é, neste momento, a única alternativa para a esquerda socialista e democrática. Sem declinar das nossas diferenças, que nos colocaram em campanhas distintas no primeiro turno, o apoio a Dilma representa mais avanços e menos retrocessos, ou seja, é, nas atuais circunstâncias, a que mais contribui na direção do resgate de dívidas históricas com seu próprio povo, como também de sua inserção tão autônoma quanto possível no cenário global.

Denunciámos a estreiteza do maniqueísmo PT-PSBD, oferecemos nossa alternativa e fomos derrotados: prevaleceu a dicotomia, e diante dela cumpre optar. E a opção é clara para quem se mantém fiel aos princípios e à trajetória do PSB.

O Brasil não pode retroagir.

Convido todos, dentro e fora do PSB, a atuar comigo em defesa da sociedade brasileira, para integrar esse histórico movimento em defesa de um país desenvolvido, democrático e soberano.

Rio de Janeiro, 11 de outubro de 2014.

Roberto Amaral

 

wscom

‘Me sinto poderosa’, diz candidata a Miss Bumbum que faz poser dance

patricia-oliveiraPatrícia Oliveira, candidata ao concurso Miss Bumbum representando o estado do Mato Grosso, trabalha desde os 18 anos como poser dance na noite. Aos 38 anos, a candidata mais velha da competição – que neste ano terá sua final no próximo dia 17, faz shows dentro de taças e é elevada por cabos de aço em boates GLS usando apenas nipples, aqueles tapa-mamilos que deixam pouco à imaginação. Ela contou que aprendeu a técnica na Europa, já fez shows na Espanha e na França., mas que no Brasil ainda a confundem com prostituta. “Já me ofereceram um valor altíssimo por uma noite. Recusei. O brasileiro ainda não reconhece que uma dançarina pode ser só uma dançarina!”, desabafa. Confira a entrevista completa.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Patrícia Oliveira, candidata a Miss Bumbum representando o Mato Grosso (Foto: Mia Vargas/Divulgação)Patrícia Oliveira (Foto: Mia Vargas/Divulgação)

Como você descobriu a poser dance?
É estilo muito comum na Europa. É um show onde a dançarina realiza várias performances e intervenções dentro do mesmo show. Englobamos na mesma apresentação o pole dance, a performance dentro de uma taça e o tecido acrobático ou suspensão nos cabos de aço.  Faço isso há muito tempo, desde os meu 18 anos.

Como você começou? 
Na minha adolescência, dançava em banda de axé, em Minas Gerais, e no ano de 1996  eu fazia shows como cover da Feiticeira em um programa da TV local. Um empresário gostou do meu show e resolveu me levar para Portugal para fazer este show lá. Foi lá que descobri o poser dance e me apaixonei. No intervalo eu dava uma fugida e ia aos clubes locais de dança eletrônica e do povo GLS. Ficava vendo os show e aquilo me encantava, resolvi ali, que queria ser uma bailarina de poser dance. Fui em um clube local e pedi pra fazer um teste e ai surgiu tudo. Foi um sucesso meus teste, de lá fui pra França e depois Espanha, acabei ficando na Europa entre indas e vindas ao Brasil durante 5 anos.

Patrícia Oliveira, candidata a Miss Bumbum representando o Mato Grosso  (Foto: Mia Vargas/Divulgação)Patrícia Oliveira trabalha comoposr dancer desde os 18
anos (Foto: Mia Vargas/Divulgação)

Gosta do que faz?
Muito. Sou apaixonada pela minha profissão de dançarina. Me sinto poderosa! Quando eu danço esqueço meus problemas e a energia do público me deixa em êxtase.

Você recebe muitas cantadas? 
Muitas! Tento levar tudo na brincadeira. Não misturo as coisas. Sou sistemática neste ponto!

Qual é o lado bom da profissão?
Você conhecer muita gente, viajar o mundo e ter a admiração e respeito do público principalmente o GLS, que eu admiro muito. E o fato de ser popular. Ser reconhecida.

E o lado negativo? 
As pessoas misturam o meu trabalho com striptease. O povo brasileiro ainda não conhece este trabalho de poser dance, acabam achando que é tudo voltado ao sexo ou que fico pelada no palco. Jamais! Não reconhecem que uma dançarina pode ser só isso, só uma dançarina!

Já recebeu proposta indecente? Qual?
Já. Me ofereceram um valor muito alto para uma noite. Recusei.

Já recebeu cantada de mulher? Já saiu com mulher? 
Sim, várias cantadas. Trabalho no meio GLS. Se já saí? (risos). Isso é segredo!

Te incomoda o título de tiazinha do concurso Miss Bumbum? 
Adoro ser chamada assim. Tenho orgulho! Sou uma mulher vivida e muito bem resolvida. Obrigada!

Tem namorado? A profissão atrapalha ter um relacionamento sério?
Não tenho namorado. Mas tenho alguém em vista que gosto muito. Depende da pessoa que estamos. Os homens geralmente não entendem meu trabalho.

Tem filhos? Sonha com isso? 
Não tenho ainda, mas penso em adotar na oportunidade certa. Neste momento ter um filho está fora de meu planos devido a minha profissão. Por isso quero me preparar pra quando ser mãe. Mas confesso que tenho um pouco de medo do mundo de hoje. Violência, drogas… Isso me apavora.

Como cuida da boa forma? 
Treino de segunda a sexta, além dos ensaios para os shows. Faço aulas de stiletto com o professor Robert Vaúna e aula de pole dance com Marcela Romualdo. Mantenho minha alimentação muito equilibrada com uma nutircionista.

Patrícia Oliveira, candidata a Miss Bumbum representando o Mato Grosso (Foto: Mia Vargas/Divulgação)Patrícia Oliveira, candidata a Miss Bumbum representando o Mato Grosso (Foto: Mia Vargas/Divulgação)

Ego