Arquivo da tag: Campinense

Campinense marca no fim, vence a Perilima e permanece na liderança do Grupo B do Campeonato Paraibano

O Campinense Clube garantiu a segunda vitória consecutiva, na noite deste sábado (7), ao superar a Perilima, em partida que abriu a 7ª Rodada do Campeonato Paraibano, no Estádio Amigão, em Campina Grande. O jogo foi bastante movimentado, mas a Raposa sofreu para poder sair de campo com mais 3 pontos garantidos, e a manutenção da liderança do Grupo B.

O JOGO

O jogo começou truncado, com muitos erros de cada lado. A Perilima realizava forte marcação com as linhas altas, enquanto que o Campinense apostava nas bolas longas e ligação direta, mas sem êxito nos lançamentos.

Mas, aos 35 minutos do primeiro tempo, em lance isolado, a estrela do artilheiro Rafael Ibiapino apareceu. Ele chutou, o goleiro da Perilima, Conrado, espalmou e o meia Robertinho emendou para o fundo das redes. Era o Campinense abrindo o placar

O jogo continuou sem muita criatividade até o final da primeira etapa. O mal futebol do primeiro tempo fez os técnicos mexerem bastante nas equipes no intervalo. O professor Eudes Pedro, da Perilima, sacou Marcelinho Paraíba e Igor Balotelli e colocou em campo Lucas Silva e Igor Ruan. Pela Raposa, Oliveira Canindé tirou o autor do gol, Robertinho e Vargas e colocou em campo os atacantes Jairo e Zé Paulo.

SEGUNDO TEMPO

E o Perilima voltou melhor em campo no segundo tempo, sufocando a defesa rubro-negra em busca do empate. E, aos 35 minutos a Águia conseguiu igualar o placar. Jairo subiu mais do que todo mundo e marcou de cabeça, uma bola indefensável para o goleiro raposeiro.

A partir daí o jogo ficou lá e cá. Aos 41 minutos, Dênis, que havia entrado minutos antes na Perilima, arriscou um chute de fora da área e a bola passou muito perto da meta do goleiro Adilson Júnior. Um minuto depois, a reposta da Raposa, o atacante Zé Paulo recebeu dentro da área da Perilima, e tentou um toquinho por cima do goleiro Conrado, mas a bola foi forte demais e saiu pela linha de fundo.

O desempate veio aos 45 minutos, com gol salvador de Jairo, camisa 25 do Campinense, que entrou no decorrer da partida. O atacante soltou a bomba de fora da área e marcou o segundo para a Raposa, decretando números finais a partida.

TABELA

O Campinense conseguiu chegar aos 13 pontos conquistados, se mantendo na liderança do Grupo B. Já a Perilima permaneceu com sete pontos, na quarta colocação da Grupo A.

 

(Foto: Danlinsfoto)

Portal WSCOM

 

 

Com show de Rafael Ibiapino, Campinense ‘atropela’ o Sport-PB no Estádio Amigão

Debaixo de muita chuva, Sport-PB e Campinense entraram no campo do Estádio Amigão na abertura da sexta rodada do Campeonato Paraibano. Apesar de ter entrado em campo, o time do Carneiro não chegou a jogar. Pelo contrário, viu mesmo a Raposa passar por cima durante os 90 minutos de partida. Isso explica o 6 a 0, com três gols em cada etapa. O destaque, sem dúvida, foi Rafael Ibiapino, artilheiro do estadual, que marcou três vezes somente neste domingo.

PRIMEIRO TEMPO

Na primeira etapa, o Campinense abriu o placar logo aos três minutos de partida. Escanteio pelo lado direito, a bola foi desviada e Matheus Camargo fez o dele. A Raposa seguiu em cima, conseguindo um pênalti aos 14 minutos. Rafael Ibiapino foi para a cobrança e marcou o seu primeiro gol no domingo. O terceiro gol da Raposa no Amigão veio aos 41 minutos, também com Rafael Ibiapino, que mostrou categoria e faro para anotar o terceiro tento rubro-negro.

SEGUNDO TEMPO

Na etapa final, foi a Raposa quem seguiu em cima, mas o quarto gol veio apenas aos 16 minutos. E adivinha com quem? Ele mesmo, Rafael Ibiapino aproveitou o cruzamento de Aleffe e a falha bizarra do goleiro Roque, que deixou a bola passar para o camisa 11 anotar o seu terceiro gol na partida. O quinto gol do Campinense foi marcado contra, por Jonny, após boa jogada de Ibiapino, mais uma vez participativo. Para encerar o massacre, o Rubro-Negro teve outra penalidade, agora cobrada por Jairo, que viu Roque defender, mas se aproveitou no rebote para dar números finais na partida. O Carneiro ainda teve dois jogadores expulsos: o atacante Cláudio e o meia Éverton Paulista.

OS TIMES

SPORT-PB: Roque, Ferreira, Jonny, Weverson e Diguinho; Gaspar, Guilherme (Lucas Coelho), Bruno Renan e Nino Paraíba (Éverton Paulista); Cláudio e Juninho (Thiaguinho). Técnico: Cézar Wellington.

CAMPINENSE: Adilson Júnior, Vitão, Uesles, Matheus Silva e Matheus Camargo; Peu, Aleffe, Robertinho (Jó) e Vargas (Jairo); Rhuann (Zé Paulo) e Rafael Ibiapino. Técnico: Oliveira Canindé.

PÚBLICO E RENDA

Público total: 320

Renda: R$ 3.740,00

GIRO PELA RODADA #6

DOMINGO (01/03)

Sousa 3 x 2 Perilima (no Marizão)

Sport-PB 0 x 6 Campinense (no Amigão)

São Paulo Crystal 1 x 1 Botafogo-PB (no Almeidão)

Nacional de Patos 0 x 0 Atlético-PB (no José Cavalcanti)

SEGUNDA-FEIRA (02/03)

CSP x Treze (às 20h15, no Almeidão)

ARTILHARIA DO PARAIBANO

Com os três gols marcados neste domingo, Rafael Ibiapino chegou aos sete gols no Campeonato Paraibano, disparando na artilharia da competição. Confira a lista atualizada da edição 2020 do estadual.

NA PRÓXIMA RODADA

A sétima rodada do Campeonato Paraibano acontece no próximo fim de semana. O Campinense entra em campo na segunda-feira, às 20h15, contra a Perilima, no Estádio Amigão, em Campina Grande. Já o Sport-PB vai entrar em campo no domingo, às 17h, quando visitará o Sousa, no Marizão.

A CLASSIFICAÇÃO

GRUPO A:

1) Atlético de Cajazeiras – 14 pontos / 8 gols de saldo

2) Botafogo-PB – 11 pontos / 4 gols de saldo

3) Treze – 10 pontos / 4 gols de saldo

4) Perilima – 7 pontos / -2 gol de saldo

5) Sport Lagoa Seca – 3 ponto / -11 gols de saldo

GRUPO B:

1) Campinense – 10 pontos / 8 gols de saldo

2) Sousa – 9 pontos / 0 gol de saldo

3) Nacional de Patos – 5 pontos / -3 gol de saldo

4) São Paulo Crystal – 5 pontos / -4 gols de saldo

5) CSP – 4 pontos / -4 gols de saldo

 

GE/PB

 

 

Clássico dos Maiorais: Campinense e Treze empatam no Amigão pelo Paraibano

A rivalidade histórica de 409 jogos dominou o domingo na Rainha da Borborema. Campinense e Treze se encontraram na tarde de hoje para mais um duelo no O Amigão. O jogo não teve vencedores. Com uma expulsão de cada lado, Raposa e Galo empataram em 1 a 1.

O jogo valeu pela 5º rodada do Campeonato Paraibano e trouxe uma curiosidade à beira do gramado. Os técnicos Celso Teixeira do Treze e Oliveira Candidé o Campinense, já comandaram os dois clubes e sabem do peso das camisas e da pressão do torcedor.

O JOGO

A partida começou sem muita emoção de ambos os lados. O Galo foi o primeiro a ameaçar, quando Dedé levantou na área, a bola passou por todo mundo e encontrou Rafael Oliveira. Alexa Maranhão apareceu para tirar na última hora.

Aos 23 minutos o Treze voltou a preocupar a Raposa. Almir passou para Caxito, que deixou a bola passar na cara do gol.

E o primeiro tempo terminou mesmo no 0 a 0.

Na segunda etapa o Treze foi surpreendido logo no início da retomada. Vinicius Barba, que já tinha um cartão amarelo, recebeu o segundo e deixou o Galo com um a menos.

No entanto, dois minutos depois e com um jogador a menos, O Treze foi pra cima e conseguiu abrir o placar. Almir marcou o gol do Galo no jogo de número 409 do Clássico dos Maiorais.

O Campinense tentava, mas só conseguiu ameaçar o alvo e negro de Campina Grande aos 22 minutos. Matheus Camargo finalizou com perigo. Jeferson saltou para fazer uma grande defesa e salvar o Treze do empate.

A Raposa, com um a mais, pressionou. Mas a pressão foi tanta que aos 24 cometeu um deslize e também teve um jogador expulso. Vargas parou o contra-ataque do Treze com falta, recebeu o segundo amarelo e foi mais cedo para o vestiário.

No 10 contra 10, o Campinense forçou mais e aos 36 minutos, Matheus Camargo invadiu a área e foi derrubado dentro da área: pênalti. Rafael Ibiapina pegou a bola, fez a cobrança, acertou o travessão mas a bola acabou morrendo dentro das redes do Treze. 1 a 1.

O Campinense consegue um empate após vir de uma eliminação da Copa do Brasil para o Atlético Mineiro, e de uma derrota no Estadual para o Atlético de Cajazeiras, A Raposa é líder do grupo B com 7 pontos.

Já o Galo, agora com 10 pontos conquistados ocupa a segunda colocação do Grupo A do Campeonato Paraibano e está na zona de classificação para a próxima fase do estadual.

 

Foto: globoesporte.com

PB Agora

 

 

Campinense e Treze se enfrentam pela 5ª rodada do Campeonato Paraibano

Domingo de clássico em Campina Grande. Uma das maiores rivalidades do futebol Brasileiro terá mais um capítulo de sua história. Campinense e Treze se enfrentam no Amigão, às 16h, pela 5ª rodada do Campeonato Paraibano. A expectativa é de um confronto intenso dentro de campo.

O Rubro Negro é líder do grupo A com seis pontos conquistados. Já o Alvinegro ocupa a segunda colocação da chave B com nove pontos ganhos.

Arbitragem

Árbitro: Wagner Reway

Assistentes: Oberto da Silva e Shumacher Marques

4º Árbitro: Tiago Ramos de Oliveira – PB

Preços dos Ingressos

Torcida mandante

Arquibancada Sombra – R$ 30 \ valor promocional

Visitantes

Arquibancada Geral – R$ 30 \ valor promocional

Cadeiras

Setor Misto – R$ 80 (inteira) / R$ 40 (meia-entrada)

Prováveis escalações

Campinense

Adilson, Vitão, Uesles, Alex Maranhão, Camargo, Peu, Gabriel Vieira, Romário, Allefe, Fabio Junior e Rafael Ibiapino. Técnico: Oliveira Canindé.

Treze

Jefferson, Gustavo, Breno, Nilson, Gilmar (Rafael Araújo), Robson, Dedé, Vinicius, Almir, Rafael Oliveira e Caxito. Técnico: Celso Teixeira.

Logo após a partida você confere os melhores momentos no pbesportes.net

PB Esportes

 

 

Campinense perde para o Atlético; Treze bate o Nacional no Amigão

O Atlético conquistou uma boa vitória neste domingo (9) contra o Campinense no Perpetão, em Cajazeiras, pelo Campeonato Paraibano. O Trovão Azul bateu a Raposa por 1 a 0 e se isolou na liderança do Grupo A do Campeonato Paraibano.

O único gol do jogo foi marcado por Paulinho, aos 15 minutos do segundo tempo, após cruzamento de Éder Paulista.

Com o resultado, o clube sertanejo chegou a 10 pontos. O próximo jogo do time será contra o Sousa, no próximo domingo (16), no Perpetão.

Mesmo com a derrota, o Campinense manteve a liderança do Grupo B. A Raposa volta a campo também no domingo (16) no Amigão, no Clássico dos Maiorais contra o Treze.

Treze vence

Almir e Gilmar garantiram a vitória do Treze contra o Nacional de Patos, no Amigão. Os dois gols foram marcados no segundo tempo.

O meio campista Almir abriu o placar logo no primeiro minuto da segunda etapa, após cruzamento de Gilmar.

O mesmo Gilmar ampliou o placar aos 30 minutos. O lateral aproveitou rebote do chute de Rafael Oliveira e completou para as redes.

Segundo colocado do grupo A, O Treze pega o Campinense na próxima rodada do Campeonato Paraibano, no domingo (16). O Nacional recebe a Perilima no estádio José Cavalcanti, na segunda-feira (17).

 

Portal WSCOM

 

 

Presidente da FPF considera ‘graves’ as suspeitas de manipulação de resultado em jogo do Campinense

A vitória do Campinense sobre o Vitória-PE na noite da última quinta-feira (6) foi colocada em xeque por torcedores e apostadores. Em aplicativos de mensagens, áudios relataram a atuação de uma rede de manipulação de resultados na partida. A presidente da Federação Paraibana de Futebol, Michele Ramalho, classificou como “graves” as suspeitas e pede que o caso seja investigado pelas autoridades competentes. A informação é do repórter Sérgio Rangel, do UOL Esporte.

Dentro de campo, a Raposa goleou o Vitória-PE por 4 a 0, em partida válida pela sexta rodada da fase de grupos do Campeonato Brasileiro da Série D. A partida foi antecipada para a noite de quinta-feira a pedido do Campinense que, assim como o Vitória-PE, já estava eliminado da competição. Nos aplicativos de mensagens, porém, apostadores relataram que integrantes de uma rede de manipulação de resultados “compraram o jogo do Campinense” (sic).

Divulgação

Na conversa de áudio, um torcedor diz que a partida seria 4 a 0 e citou José Pereira, o Pezão, homem forte do departamento de futebol rubro-negro, como um dos responsáveis pelo esquema. Pezão, assumirá, na próxima semana, oficialmente o cargo de diretor de futebol do clube de Campina Grande. Ele não foi encontrado pela reportagem do UOL Esporte para comentar a denúncia.

Em um dos áudios obtidos pelo UOL Esporte, uma outra pessoa informa que a partida estava bloqueada para apostas nos sites baseados em Campina Grande e comentava que um amigo jogou em uma casa de apostas no Pará e ganhou “dinheiro com força”.

Em um comunicado emitido na noite de quinta, a casa de apostas “Bets Esportes” informou que o resultado do jogo foi manipulado e informava aos seus clientes que devolveria o valor das apostas.

O “Bets Esportes” é mais uma das dezenas de bancas de apostas que operam ilegalmente no país. O domínio da empresa está registrado no Maranhão. A reportagem tentou obter contato com a empresa, mas não teve sucesso.

Nota divulgada pela “Bets Esportes”

O Campinense é patrocinado por um site de apostas. O principal parceiro do clube é a “MixBet”, empresa hospedada no Arizona, nos EUA.

Procurada pela reportagem, a presidente da Federação Paraibana de Futebol, Michele Ramalho, que chefia a delegação brasileira na Copa do Mundo de Futebol Feminino, na França, afirma que a suspeita deve ser investigada pelas autoridades locais.

– Se trata de denúncias graves e devem ser investigadas e apuradas pelos órgãos competentes – disse a mandatária do futebol paraibano.

Organizadora da competição, a CBF informou à reportagem que está apurando as informações antes de se manifestar.

Outro lado

O Campinense não se pronunciou sobre o caso. Os dirigentes do Vitória também foram procurados, mas não responderam aos contatos da reportagem do UOL Esporte.

Credibilidade em xeque na Paraíba

A suspeita de manipulação de resultados em Campina Grande agrava a credibilidade do futebol da Paraíba, que atravessa a maior crise da sua história.

No ano passado, dirigentes da federação, de Botafogo-PB e Campinense, além de árbitros, foram banidos do futebol pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, acusados de integrarem um esquema de manipulação de resultados, através da compra de árbitros.

A Operação Cartola, conduzida pela Polícia Civil da Paraíba e Ministério Público do Estado, revelou que dirigentes negociavam pagamentos para árbitros e adversários. Willian Simões, então presidente do Campinense, foi um dos banidos do futebol no ano passado pelo STJD. O caso segue na Justiça Comum, onde no mês passado foram ouvidas as primeiras testemunhas em audiência no Tribunal de Justiça da Paraíba.

Jogos vazios são alvos preferidos

Jogos sem apelo de público e com pouca importância na tabela da competição são os preferidos das máfias de manipulação de resultados. Com o estádio praticamente vazio, a partida de quinta-feira, em Campina Grande, teve apenas 305 pagantes e não mexeu na tabela da competição. Os dois times já estavam eliminados da Série D.

A equipe pernambucana terminou a competição sem nenhum ponto. Já o Campinense deixou a Série D com sete pontos.

A goleada foi a única do time paraibano no torneio. Em seis partidas, a equipe venceu somente duas e ainda teve um empate e três derrotas.

O mercado de apostas esportivas online foi liberado em dezembro do ano passado e aguarda a regulamentação no Congresso Nacional. Apesar de ser proibido no país, cerca de 500 sites baseados no exterior recebem apostas de brasileiros. Estima-se que as apostas feitas no Brasil movimentaram cerca de R$ 4 bilhões neste ano.

Equipe @VozdaTorcida com UOL Esporte

 

 

Campinense perde para Jacuipense e está eliminado da Série D

Após largar bem na competição, o Campinense não conseguiu manter a sequência de bons resultados e acabou sendo eliminado precocemente da Série D do Campeonato Brasileiro. Neste domingo (02), a equipe raposeira precisava da vitória para se manter vivo, mas acabou perdendo para a Jacuipense por 2 a 0, no interior da Bahia.

Eudair marcou os gols jogo, que foi realizado no estádio Valfredão, em Riachão do Jacuípe, pela quinta rodada do Grupo A.

Os dois gols sofridos pela Raposa foram no fim de cada tempo. Aos 43 do primeiro, Eudair passou pela defesa rubro-negra em jogada individual e fez um bonito gol. E aos 42 do segundo, Jil Bahia deu assistência para Eudair, que driblou Wagner Coradin e fechou o marcador.

Com o resultado, a Raposa estacionou nos quatro pontos e não mais alcançar o ASA-AL, que venceu o Vitória das Tabocas por 3 a 1, e é o segundo colocado, com 10 pontos.

Agora, o Campinense se prepara para sua despedida no torneio, domingo, contra o Vitória-PE no Estádio Amigão. Já o Jacuipense, enfrenta o ASA. Ambos já estão classificados para o mata-mata.

 

Fonte: Equipe Voz da Torcida

 

 

Campinense toma virada do ASA e cai na tabela da Série D do Brasileiro

O Campinense perdeu a terceira partida seguida. Em jogo válido pela na Série D. Derrotado em casa na rodada anterior, o time raposeiro entrou em campo neste sábado em busca da recuperação, mas acabou sofrendo mais um revés, agora de virada para o ASA de Arapiraca, por 2 a 1.

Luis Eduardo e Thauan marcaram para o Fantasma, cabendo a Erivan descontar para o time rubro-negro. Os gols saíram no primeiro tempo.

Com o resultado do estádio Coaracy da Mata, a Raposa cai para terceira colocação no Grupo A-7, com três pontos. Já o ASA encosta no Jacuipense-BA com seis pontos, porém, o time baiano ainda joga neste domingo contra o lanterna Vitória-PE e deve disparar na liderança.

Na quarta rodada, Campinense e ASA voltam a se enfrentar, agora em Campina Grande, no próximo domingo, em um jogo que o time raposeiro não pode pensar sequer em empate se quiser sonhar com a classificação.

pbagora

 

 

Campinense bate Vitória-PE e larga bem na Série D do Brasileiro

O Campinense largou bem na disputa da Série D do Brasileiro. Neste domingo, mesmo fora de casa, o time venceu o Vitória das Tabocas por 1 a 0, na Arena Pernambuco. O nigeriano Yeren marcou o tento do time raposeiro, logo no início do segundo tempo.

O resultado deixa a Raposa na liderança do Grupo A-7 ao lado do Jacuipense-BA, que também estreou com vitória, só que por 2 a 0 sobre o ASA de Arapiraca. Com isso, fica à frente dos rubro-negros na tabela.

Aliás, o próximo adversário do Campinense será justamente o Jacuipense, domingo, no Estádio Amigão, em Campina Grande. Já o Vitória encara o ASA, sábado, fora de casa.

No confronto deste domingo, o time raposeiro foi melhor durante toda partida, chegando a desperdiçar muitas chances de gols. Mas fez o suficiente para sair de campo com os três pontos na tabela de classificação.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Ficha técnica

Vitória das Tabocas x Campinense

Data: 05/05/2019 – 16h

Local: Arena Pernambuco / São Lourenço da Mata-PE

Competição: Serie D 2019 / Grupo A-7 (1ª rodada)

Arbitragem: Antônio Carlos Lima Cordeiro; Renan Aguiar e John Lennon Batista (Ceará)

Gols: Yeren, aos 5’ 2ºT) para o Campinense

Cartões amarelos: Boca (V); João Paulo ©

Renda: R$ 4.380,00.
Público presente: 505

Vitória-PE: Dida, Cristiano, Fabinho, Alex e Fernando; Wires (Diego Soares), Boca, Val (Rogerinho) e Manoel Chuva (Netinho); Erverson e Gabriel Ceará. Técnico: Airton Fonseca.

Campinense: Wagner Coradin, Gustavo, Henrique Mattos, Richardson e João Victor; Ferreira, Vítor Maranhão e João Paulo (Chaveirinho); Erivan, Yerien (Alex Mineiro) e Lopeu. Técnico: Francisco Diá.

 

paraibaonline

 

 

Botafogo-PB vence o Campinense e conquista tricampeonato estadual

Botafogo-PB e Campinense protagonizaram mais um ‘Clássico Emoção’ na tarde deste sábado (20), nos 90 minutos finais da decisão do título do Campeonato Paraibano 2019, no estádio Almeidão, em João Pessoa. Após vantagem adquirida fora de casa, podendo ser campeão em caso de empate, o Belo não precisou nem contar com essa possibilidade e, com uma vitória por 2 a 0, conquistou o tricampeonato estadual de forma consecutiva.

Primeiro tempo

Já nos primeiros instantes do jogo, o gramado molhado devido à chuva, com presença de algumas poças, mostrou que seria um empecilho na partida e, apesar de a drenagem ter diminuído os pontos mais críticos, dificultava o movimento da bola. Mesmo assim, não demorou para que o time da casa balançasse as redes adversárias.

Logo aos três minutos, Marcos Aurélio iniciou uma jogada no campo de defesa até que a bola chegou a Nando. O camisa 9 tocou na medida para Clayton, que só carregou para dentro da área e chutou na saída do goleiro Wagner Coradin, deixando o Belo ainda mais perto do título e assumindo a liderança isolada na artilharia da competição, com sete gols.

Com o aumento da desvantagem, a Raposa parecia apresentar certo nervosismo em campo, cometendo faltas bobas no campo de defesa. O Belo, por sua vez, seguia ameaçando a defesa rubro-negra. Aos 20 minutos, Marcos Aurélio cobrou falta para a área, Lula desviou de cabeça e Wagner Coradin defendeu, evitando o segundo gol do time da Capital. Cinco minutos depois, o goleiro do Campinense seguiu mostrando serviço: Clayton chutou colocado, com o pé direito, e o arqueiro fez mais uma boa defesa.

Aos 45 minutos, quase que o Belo ampliou. Marcos Aurélio mandou para a área, Jean tirou curto, Nando se aproveitou e chutou com o pé esquerdo. A bola passou perto do gol de Coradin.

Segundo tempo

O Campinense começou tentando surpreender na segunda etapa. Denis invadiu a grande área, mas Saulo saiu do gol para fazer a defesa. O Botafogo-PB voltou menos ofensivo, parecendo administrar a vantagem no confronto.

Com a obrigação de partir para cima, a Raposa desperdiçou uma boa chance de marcar gol aos 26 minutos. A equipe de Campina Grande chegou com perigo, Jean chutou de forma despretensiosa e o goleiro do Belo teve que tirar com a ponta dos dedos, dando um ‘susto’ ao alvinegro da estrela vermelha.

O Botafogo-PB seguiu contendo as tentativas do Campinense e, nos acréscimos, aos 50 minutos, assegurou o tricampeonato com gol de Paulo Renê. Dico tocou para o atacante, que, livre de marcação, marcou o segundo do Belo, dando números finais à partida.

(Foto: Paulo Cavalcanti/Botafogo FC)

portalcorreio