Arquivo da tag: Campinas

Homem mata quatro e comete suicídio durante missa na Catedral de Campinas

Um homem matou quatro pessoas e deixou quatro feridas durante uma missa na Catedral Metropolitana, no Centro de Campinas (SP), na tarde desta terça-feira (11), segundo o Samu, Bombeiros e Polícia Militar. O suspeito pelos disparos na igreja cometeu suicídio em seguida.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o suspeito teria entrado na Catedral com uma pistola e um revólver calibre 38, e se matado em frente ao altar após os crimes. Ele foi identificado pela Polícia Civil como Euler Fernando Grandolpho, de 49 anos, com (CNH) registrada em Valinhos (SP).

A PM chegou a falar que o atirador havia matado cinco pessoas, mas depois corrigiu a informação.

 

O que já se sabe sobre o ocorrido:

  • Uma missa havia começado às 12h15;
  • Um homem entrou armado na Catedral, por volta das 13h;
  • Ele sentou em um dos bancos da igreja e, ao final da celebração, disparou cerca de 20 tiros;
  • Ele matou quatro homens, deixou quatro pessoas feridas e cometeu suicídio na sequência;
  • Os mortos não foram identificados;
  • A motivação do crime é investigada pela polícia;
  • Os feridos foram levados ao Mário Gatti, Beneficência Portuguesa e Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp – veja, abaixo, o estado de saúde de cada um deles;
  • Para a polícia, o atirador “executou um plano que tinha na cabeça”;
  • O atirador foi identificado como Euler Fernando Grandolpho, de 49 anos – ele chegou a trabalhar no Ministério Público como auxiliar de promotoria, mas saiu do órgão em 2014

20 disparos

O delegado do 1º Distrito Policial, Hamilton Caviola Filho, viu imagens do circuito de segurança dentro da igreja no momento da ação. Ele estima pelo menos 20 disparos.

Delegado conta como homem entrou na Catedral e começou a atirar

Delegado conta como homem entrou na Catedral e começou a atirar

“Ele sentou a uns dez metros para a frente da porta. Ele não entrou atirando, primeiro ele senta em um banco”, afirma. De acordo com o delegado, logo após a entrada do atirador, três pessoas sentaram no banco atrás dele e foram as primeiras a serem atingidas. Entre elas, uma morreu.

“Ele usou uma arma, mas estava com duas. Motivação a gente só vai saber quando identificar, para saber o histórico dele. Eu estou me reportando às imagens. Ele [atirador] parou, pensou e executou o plano que tinha na cabeça […] Ele se matou, mas o policial deve ter alvejado ele porque estava com um tiro na costela, depois desse tiro ele caiu e se matou”, diz o delegado.

O delegado José Henrique Ventura, do Departamento de Polícia Judiciária (Deinter-2) afirmou que o atirador usou dois dos quatro carregadores nos assassinatos e todos os mortos são homens.

 Homem matou fiéis dentro da Catedral de Campinas — Foto: DENNY CESARE/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO

Homem matou fiéis dentro da Catedral de Campinas — Foto: DENNY CESARE/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO

“A maioria idosos, pessoas inocentes, e ele [suspeito] acabou disparando contra todas essas pessoas. A cena é desesperadora, uma tragédia muito grande”, diz o guarda Alexande Moraes.

Os mortos não foram identificados e a polícia investiga a motivação do crime. A princípio, a informação recebida pela EPTV é de que houve um assalto antes, mas autoridades negaram.

“As vítimas não foram identificadas ainda. Socorremos quem poderia ser socorrido e investimos em quem nós achamos que poderia retornar do quadro grave […] Não temos informação sobre motivação e sobre quem são as vítimas”, explica o bombeiro Alexandre Monteiro.

Atirador matou quatro pessoas em igreja de Campinas — Foto: Arte / G1

Atirador matou quatro pessoas em igreja de Campinas — Foto: Arte / G1

Os feridos

Equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros foram enviadas ao local, por volta das 13h20, para atender aos feridos. A informação inicial é de que Jandira Prado Monteiro, de 65 anos, teve lesões em uma das mãos e tórax e foi socorrida ao Hospital Mário Gatti, mas está fora de risco.

Para o mesmo hospital municipal foi encaminhado Heleno Severo Alves, de 84, que foi atingido por dois disparos nas regiões do tórax e abdômen e passará por cirurgia. O estado dele é grave.

Maria de Fátima Frazão Ferreira, de 68 anos, foi levada ao Hospital de Clínicas da Unicamp após ser baleada em uma das pernas e o quadro de saúde dela é estável, segundo a unidade.

O quarto ferido é um homem, de 64 anos, que foi atingido por dois tiros de raspão e foi socorrido ao Hospital Beneficência Portuguesa. A assessoria informou à EPTV que ele já recebeu alta.

O entorno da Catedral Metropolitana foi isolado e câmeras de monitoramento da CinCamp registraram a movimentação na área.

Multidão na frente da Catedral, em Campinas — Foto: Fernando Evans / G1

Multidão na frente da Catedral, em Campinas — Foto: Fernando Evans / G1

Arquidiocese lamenta

A Arquidiocese de Campinas lamentou, em nota, a tragédia ocorrida nesta terça-feira.

ArquidioceseCampinas@ArqCampinas

Um tiroteio deixou pelo menos cinco pessoas mortas e outras quatro feridas no começo da tarde desta terça-feira (11), dentro da Catedral Metropolitana de Campinas, no Centro da cidade, segundo informações do… https://www.facebook.com/106101419457782/posts/2020074988060406/ 

Prefeito se manifesta

Em nota, a administração municipal informou que está mobilizada para atendimentos e o prefeito, Jonas Donizette (PSB), ficou “estarrecido com o brutal crime e dedica orações às vítimas e famílias”. O governo municipal decretou luto oficial de três dias, a partir desta terça-feira.

Atirador cometeu suicídio após crimes na Catedral — Foto: Reprodução/EPTV

Atirador cometeu suicídio após crimes na Catedral — Foto: Reprodução/EPTV

Crime ocorreu na tarde desta terça-feira, em Campinas — Foto: Johnny Inselsperger / EPTV

Crime ocorreu na tarde desta terça-feira, em Campinas — Foto: Johnny Inselsperger / EPTV

População ao lado da Catedral Metropolitana de Campinas — Foto: Fernando Evans/G1

População ao lado da Catedral Metropolitana de Campinas — Foto: Fernando Evans/G1

Carros da perícia ao lado da Catedral, em Campinas — Foto: Fernando Evans / G1

Carros da perícia ao lado da Catedral, em Campinas — Foto: Fernando Evans / G1

Moradores acompanham trabalhos da polícia na Catedral — Foto: Fernando Evans / G1

Moradores acompanham trabalhos da polícia na Catedral — Foto: Fernando Evans / G1

G1

 

Com um a mais, Ponte passeia em Campinas e vence Corinthians com golaço

A Ponte Preta passeou no Moisés Lucarelli na tarde deste sábado. Com um a mais desde o começo do jogo (Balbuena foi expulso aos 18min) e melhor em campo desde o apito inicial, o time de Eduardo Baptista dominou o Corinthians durante os 90 minutos e, com gols de Roger e Clayson (um golaço), venceu o duelo – que abriu a 22ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro – pelo placar de 2 a 0.

Com a derrota, o Corinthians não só perde a chance de assumir (ao menos temporariamente) a liderança do Campeonato Brasileiro como, estacionado nos 37 pontos, pode até deixar o G-4 dependendo dos resultados dos jogos de Flamengo (37), Santos (36) e Grêmio (35). A Ponte Preta, por sua vez, chega a 34 pontos e fica ainda mais perto do pelotão de cima.

O Corinthians agora deixa de lado o Campeonato Brasileiro e volta a pensar na Copa do Brasil, competição pela qual enfrenta o Fluminense na próxima quarta-feira, no estádio Edson Passos, às 21h45, no primeiro jogo das oitavas de final. Já a Ponte tem mais de uma semana até o próximo compromisso: 7 de setembro, contra o Flamengo, fora, pela 23ª rodada da Série A.

Roger faz de tudo na Ponte Preta

Robson Ventura/Folhapress

Capitão da Ponte Preta, o experiente atacante Roger foi quem mais deu trabalho à frágil defesa do Corinthians. Ele já havia perdido duas boas chances (a primeira clara, que parou nas mãos de Cássio), mas aos 35min abriu o placar após bola mal desviada por Cristian. Fora o gol, cavou a expulsão de Balbuena, fez bem o papel de pivô, criou oportunidades e participou de quase todos os ataques da Ponte.

Dupla de sucesso em 2009 decepciona

Com a saída de Bruno Henrique para o Palermo, o reserva Cristian ganhou uma chance como titular no time do Corinthians e reeditou a dupla de sucesso com Elias, do time de 2009. Mas neste sábado, os volantes renderam bem abaixo do esperado. Cristian, aliás, falhou no primeiro gol da Ponte Preta ao cabecear a bola para trás e deixa-la nos pés do artilheiro Roger.

Balbuena deixa Corinthians com um a menos

O novo esquema montado por Cristóvão Borges (4-1-4-1, com Marlone e Cristian como novidades) precisou ser desmontado logo no início do jogo. Isso porque Balbuena segurou Roger na meia-lua – em lance que o atacante ficaria cara a cara com Cássio – e recebeu o cartão vermelho do juiz Luiz Flávio de Oliveira, aos 18min de jogo. Após a expulsão, o técnico corintiano optou por sacar Guilherme e recompor a zaga com Pedro Henrique. Já no intervalo, Cristóvão tentou Romero no lugar de Marquinhos Gabriel, e pouco depois promoveu a entrada de Lucca (na vaga de Rodriguinho). Mas nada adiantou.

Ponte Preta domina Corinthians. E não só após expulsão

Denny Cesare/Estadão Conteúdo

O Corinthians não conseguiu sequer uma chance de perigo na etapa inicial. E não só por conta da expulsão de Balbuena, aos 18min. Antes mesmo do cartão vermelho do zagueiro, a Ponte já vinha dominando o adversário e criado uma série de oportunidades claras de gol. E, de tanto, pressionar, conseguiu abrir o placar aos 35min. Na etapa final, o domínio pontepretano continuou, e veio mais, com um golaço de Clayson.

Protesto da torcida corintiana

Irritados com a atuação do time, torcedores do Corinthians cobraram dirigentes em frente a um camarote do Moisés Lucarelli e entoaram gritos de ‘time sem vergonha’.

Mais uma vítima no Moisés Lucarelli

A Ponte Preta não sabe o que é perder dentro do Moisés Lucarelli desde 22 de junho, quando foi goleada pelo Cruzeiro (4 a 0) em jogo da décima rodada do Campeonato Brasileiro. Desde então, foram cinco vitórias e um empate, incluindo o triunfo deste sábado.

Pontapé inicial mais que especial

Ídolo da Ponte Preta e maior artilheiro da história do clube campineiro, com 155 gols em 581 jogos, o ex-jogador Dicá foi o responsável pelo pontapé inicial da partida no Moisés Lucarelli. O Mestre Dicá, como também é conhecido, foi homenageado por um motivo bastante especial: há exatos 50 anos, ele fazia a sua primeira partida pela Ponte Preta. E para comemorar a data, foi lançada neste sábado uma camisa retrô inspirada no ex-jogador.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Flamengo busca empate no fim contra a Ponte Preta em Campinas

O Flamengo esteve em vias de sofrer uma derrota que poderia abalar ainda mais seu campeonato neste domingo. O gol de André Santos aos 41 minutos do segundo tempo, em Campinas, impediu que a Ponte Preta vencesse a partida e aproximasse ainda mais os cariocas da zona de rebaixamento. O time de Mano Menezes buscou o empate em 1 a 1 com um jogador a menos – Samir foi expulso. O resultado foi péssimo para a Macaca, que já acumulava sete derrotas consecutivas.

Arthur e Hernane Ponte preta e Flamengo (Foto: Rodrigo Villalba / Agência estado)Artur e Hernane disputam bola no empate em Campinas (Foto:Rodrigo Villalba/Agência estado)

Artur, em chute cruzado, abriu o placar para a Ponte. André Santos, que falhou na expulsão de Samir, empatou em uma inesperada reação rubro-negra. Com isso, Jorginho, técnico da Macaca, segue sem vencer no Brasileirão – nem pelo time campineiro, nem pela equipe carioca, que ele treinou no início do campeonato.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Com o empate, a Ponte Preta foi a 16 pontos, na 19ª colocação. O Flamengo, com 26, é o 11º. Na próxima rodada, a Macaca recebe o Corinthians na quarta-feira, e o Rubro-Negro pega o Atlético-PR no Maracanã, na quinta.

Maus tratos à bola

Tecnicamente, foi de chorar. Ponte Preta e Flamengo maltrataram a pobre da bola em um primeiro tempo atrapalhado em Campinas. As duas equipes tiveram atributos diferentes em campo: os cariocas controlaram mais o jogo, mas sem saber o que fazer com esse domínio. O setor de criação foi ineficiente (não chega a ser novidade). Erros no último passe impediram os comandados de Mano Menezes de pular na frente. Já a Macaca foi mais aguda, mais vertical – com isso, aproximou-se melhor do gol adversário. Mas esteve ainda pior nos tratos à bola. Impressionante: o time da casa errou mais de 20% (21 em 92) dos passes que deu na etapa inicial.

O Flamengo poderia ter pulado na frente cedo. Paulinho fez boa jogada e encontrou Gabriel livre pela direita, dentro da área. O meia, porém, não conseguiu encaixar o corpo. Bateu torto. A Ponte reagiu com chutes de longe, com Fellipe Bastos e Adrianinho, mas sem sucesso. Um cabeceio de Baraka também assustou o gol defendido por Paulo Victor.

Um gol para cada lado

A Ponte Preta voltou com duas mudanças para o segundo tempo: Fernando Bob no lugar de Fellipe Bastos e Rildo na vaga de Adaílton. E melhorou. Equilibrou a posse de bola, se posicionou mais à frente e aumentou a dose de ameaças. Mesmo assim, o Fla poderia ter marcado com Hernane, após boa jogada de João Paulo. Mas não marcou. E pagou caro.

A Macaca ensaiou seu gol aos poucos, a conta-gotas. Aos 14 minutos, quase fez com Chiquinho. Aos 17, viu Samir, do Fla, ser expulso, por falta cometida após recuo fraco de André Santos. Aos 22, saiu o gol. Chiquinho abriu bem para Artur na direita. O lateral mandou uma pancada cruzada, alta, indefensável. Belo gol.

Mesmo com a desvantagem, Mano Menezes tirou Hernane e colocou um zagueiro, González, para recompor a defesa. Curiosamente, o time melhorou na frente. E encontrou o empate com André Santos, que limpou a defesa e bateu forte. Acabou sendo o menor dos males para os cariocas.

 

 

Globoesporte.com

Em Campinas, mulher lança café sobre o governador Geraldo Alckmin

O governador tucano de São Paulo Geraldo Alckmin foi a Campinas neste domingo. Participou de uma caminhada de campanha. Durante o ato, espargiu críticou ao PT. Uma mulher alvejou-o com um copo de café. “Adoro café, mas no bule. E violência não enche urna. Não é esse o caminho”, disse.

Desenrola-se em Campinas uma dessas disputas que expõem as contradições da política brasileira. Ali, Alckmin apoia o candidato Jonas Donizette, do PSB de Eduardo Campos. O mesmo PSD que, em São Paulo, apoia o petista Fernando Haddad, contra o tucano José Serra.

Donizette obteve 48% dos votos no primeiro turno. Agora, mede forças com Marcio Pochmann (29%), do PT. A exemplo de Haddad, Pochmann é um novato em urnas. Tem no apoio de Lula sua principal alavanca.

Josias de Souza