Arquivo da tag: Campeonato

FPF muda tabela e antecipa reinício do Campeonato Paraibano

O reinício do Campeonato Paraibano de 2020 foi antecipado. O jogo entre Botafogo da Paraíba e Campinense, que estava programado para o próximo dia 18, será disputado um dia antes. A informação foi confirmada pelo gerente executivo da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Otamar Almeida.

A justificativa para antecipar o jogo, considerado decisivo para os dois times, é para atender a logística do Botafogo na Copa do Nordeste. Pela tabela da competição regional, o time botafoguense tem partida programada para o dia 21, contra o Vitória-BA, no enceramento da primeira fase.

De acordo com as informações do dirigente da Federação, outras mudanças nas datas das duas últimas rodadas da competição estadual também devem acontecer. Para isso, a FPF está convocando os dirigentes dos clubes para uma reunião, que acontece nesta quinta-feira (9), às 15h.

“Está confirmado para o dia 17 o jogo entre Botafogo e Campinense. As nona e décima rodadas definiremos amanhã (quinta-feira) em reunião com os clubes”, disse Otamar Almeida. A expectativa da FPF é adequar a tabela do Campeonato Paraibano com a participação do Botafogo na Copa do Nordeste.

Além da partida, entre Botafogo e Campinense, pela oitava rodada, a tabela do Campeonato Estadual programada pela nona rodada traz: Sousa x Botafogo, Campinense x Atlético, Nacional x Treze, São Paulo x Perilima, CSP x Sport Lagoa Seca. Enquanto que, a décima rodada aponta os seguintes confrontos: Treze x Campinense, CSP x Botafogo, Sousa x Atlético, Perilima x Nacional e São Paulo x Sport Lagoa Seca.

Por: Franco Ferreira

 

 

Volta do Campeonato Paraibano 2020 divide dirigentes dos 10 clubes que disputam competição

A volta do Campeonato Paraibano  mesmo durante a pandemia do Covid-19 divide os dirigentes dos 10 clubes que disputam a competição. Alguns dirigentes se posicionaram  favoráveis a volta do Estadual, enquanto outros sugerem cautela, e consideram um risco retomar a competição com a pandemia do coronavírus ainda fazendo vítimas no Estado.
Representantes de Campinense e Treze partiram na frente e se reuniram com prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues  e com o secretário de Esportes, Raymundo Asfora Neto, mas adiaram m definição sobre treinos.

A decisão sobre quando e como vai se dar esse reinício das atividades, no entanto, ainda não foi tomada. Mas uma nova reunião já está agendada para a próxima sexta-feira. Nessa nova ocasião, a Raposa, o Galo e também a Perilima devem apresentar seus planos de ação para a retomada do futebol, que está paralisado há quase três meses, por conta da pandemia do novo coronavírus.

Na reunião desta segunda-feira, os presidentes Paulo Gervany, do Campinense, e Walter Cavalcanti Júnior, do Treze, confirmaram a intenção de retomada das atividades e falaram também sobre as dificuldades de se colocar em prática o Protocolo Médico elaborado pela CBF e adaptado pela Federação Paraibana de Futebol (FPF), com o apoio dos clubes.

A previsão é de que a partir do dia 13 de julho os jogos já estejam liberados, só que sem a presença do público. A Federação Paraibana de Futebol deve se reunir com os clubes ainda nesta semana para tratar do assunto.

Mesmo com o futuro incerto, o Treze já está planejando a volta aos gramados.
O presidente do Alvinegro, Walter Cavalcanti Júnior,  disse que o primeiro passo para que o clube volte à ativa foi a chegada da comissão técnica, capitaneada pelo técnico Moacir Júnior, já nesta segunda-feira. Agora, a diretoria aguarda para esta semana a chegada de alguns jogadores e, por fim, a definição por parte da Prefeitura Municipal de uma data para que os treinos possam ser retomados.
Na tarde desta segunda-feira, o técnico Moacir Júnior visitou o Presidente Vargas para avaliar as melhorias que estão sendo feitas no estádio.

O presidente do Campinense, Paulo Gervany, também já planeja a volta da Raposa e prometeu reforçar o time. Segundo o dirigente raposeiro, o elenco vai precisar de alguns ajustes para repor peças que acabaram tendo seus vínculos encerrados durante o período sem jogos em decorrência das medidas de isolamento social para conter a disseminação do novo coronavírus.

Durante a paralisação do campeonato, a Raposa perdeu o técnico Oliveira Canindé que pediu para deixar o clube. O Campinense será comandado agora por Ruy Scarpino.

Antes da suspensão dos jogos do estadual, há quase três meses, o Campinense liderava o Grupo B da competição, com 13 pontos conquistados e na briga direta para chegar às semifinais. O Rubro-Negro – assim como o Botafogo-PB – ainda tem três jogos para disputar na primeira fase, incluindo o Clássico dos Maiorais da última rodada.

Já o Botafogo se posicionou através do seu presidente, Sérgio Meira. O mandatário do Alvinegro da Estrela Vermelha adotou um tom de cautela e disse que a visão do clube é que a volta aos treinos e o prosseguimento da disputa do estadual só devem ser postos em prática após o achatamento da curva de contágio do novo coronavírus no estado.

Os times do Sertão estão divididos quanto a volta do Estadual. O Atlético-PB já se posicionou favorável ao retorno das atividades, o Trovão Azul aguarda apenas o aval da FPF – que enviou seu Protocolo Médico ao Governo do Estado nessa quinta-feira – para voltar aos treinos. O time cajazeirense, inclusive, está pronto para um possível retorno.
O Sousa defende que a competição seja retomada mais tarde, quando a curva do vírus começar a ser achatada. O presidente do Dinossauro, Aldeone Abrantes, sugeriu mais calma no debate e sugeriu que a volta aos treinos, que foi projetada para o dia 15 deste mês seja adiada no mínimo para julho.

Sem elenco e em colapso financeiro devido à paralisação do futebol, o Nacional de Patos se posicionou contra a volta do futebol. Através de seu presidente, Cleodon Bezerra, o clube declarou que não vê viabilidade nenhuma de retorno do ponto de vista financeiro.

O CSP manteve seu posicionamento: terminar com urgência o Campeonato Paraibano. É que, na visão de Josivaldo Alves, dirigente e técnico do time pessoense, não só o CSP, mas todas as demais equipes de menor aporte financeiro que não têm calendário no segundo semestre do ano estão sendo prejudicadas com a não continuidade do estadual,
Único clube já rebaixado matematicamente para a 2ª divisão, o Ssport Lagoa Seca é contra a volta do Paraibano neste momento. O diretor executivo do time, Arthur Ferreira, adotou um discurso coletivo e argumentou que, além das dificuldades enfrentadas pelo seu clube

Já a Perilima é contra o retorno no momento do campeonato devido o risco a saúde dos atletas e demais profissionais envolvidos na competição. Estreante na competição, o São Paulo Crystal também é contra o retorno das atividades nesses momento de pandemia.

Os 10 clubes que disputam a elite do futebol paraibano, enfrentam uma situação dificil, visto que praticamente a principal receita vem das rendas.

Após o decreto do governo do Estado de flexibilização de algumas das medidas de isolamento social a Federação Paraibana de Futebol (FPF) enviou ao Governo do Estado, à Secretaria de Estado da Saúde (SES) e à Secretaria de Esportes documentos que solicitam a volta dos treinos e, posteriormente, dos jogos do Campeonato Paraibano.

Nos documentos enviados pela FPF, um rigoroso o protocolo de segurança, é apresentado e se baseia em orientações da CBF, mas que teve intervenções da Federação, com o auxílio dos médicos dos clubes. O documento prevê  um Plano de Ação para a retomada das atividades; e um requerimento para que a prática do futebol seja restabelecida na Paraíba. O governador do Estado, João Azevêdo, o secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, e o Secretário de Esportes, Hervázio Bezerra, são os remetentes desses documentos.

O protocolo de segurança para a retomada das atividades – que, até então, não teve sua versão final divulgada -, prevê testagem máxima dos envolvidos, uso obrigatório de máscaras (exceto para os jogadores durante a partida) e disponibilização abundante de álcool em gel durantes as atividades. Pelo menos essas são as premissas que estão na primeira versão do documento. A FPF, por sua vez, já declarou que o protocolo sofreu algumas alterações desde a sua apresentação à imprensa.

O Campeonato Paraibano de 2020 está suspenso desde 19 de março. Desde então, os estádios estão fechados, treinos interrompidos e jogadores liberados.

Severino Lopes
PB Agora

 

 

Espanha anuncia volta do turismo e do Campeonato Espanhol

A Espanha reabrirá suas fronteiras para o turismo em julho e o Campeonato Espanhol de futebol voltará ainda antes, em junho, informou neste sábado (23) o primeiro-ministro do país, seguindo a reabertura gradual do país, que adotou um dos lockdowns — restrição de circulação — mais restritivos do mundo.

Os dois anúncios feitos pelo primeiro-ministro, Pedro Sánchez, coincidiram com pedidos de renúncia pelo partido de extrema-direita Vox, em razão do impacto do lockdown nos empregos e na economia.

O Vox convocou um protesto em várias cidades do país e reuniu milhares de pessoas em carreatas. “A partir de julho, o turismo estrangeiro retornará em condições seguras. Vamos garantir que os turistas que cheguem não corram qualquer risco, nem tragam qualquer risco a nós”, afirmou Sánchez em uma coletiva de imprensa, sem dar detalhes adicionais.

Os visitantes estrangeiros contribuem com aproximadamente um oitavo do PIB espanhol, e as medidas do governo, tomadas para conter a pandemia em um dos países europeus mais atingidos, causaram o fechamento de hotéis, bares e restaurantes, além de praias e parques, em um momento em que a temporada de turismo começaria a esquentar.

Cerca de um milhão de empregos foram perdidos apenas em março, quando começou o lockdown, e o Banco da Espanha previu que a economia encolherá 12% neste ano. Sánchez também afirmou que outro evento que movimenta muito dinheiro na nação, o Campeonato Espanhol de futebol, voltará no dia 8 de junho.

Os manifestantes deste sábado pediram que Sánchez e o vice-premiê, Pablo Iglesias — líder do partido de esquerda Podemos, que faz parte da coalizão de governo —, renunciem devido à forma como estão lidando com a crise e, especificamente, pela contração econômica.

“É hora de fazer muito barulho contra o governo do desemprego e da miséria que abandonou nossos autônomos e trabalhadores”, disse o Vox.

O governo disse que o lockdown foi o que controlou a pandemia no país. As medidas de confinamento estão sendo retiradas pouco a pouco, embora moradores de Madri e Barcelona, os epicentros nacionais do vírus, permaneçam em isolamento. Ambas as cidades amenizarão as restrições na segunda-feira, permitindo jantares fora de casa e aglomerações de até dez pessoas.

A Espanha registrou mais de 28.600 mortes pela covi-19 e mais de 230 mil casos, e Sánchez afirmou que haverá dez dias de luto nacional pelos mortos a partir da terça-feira.

Agência Brasil

 

 

Campeonato Paraibano é suspenso por tempo indeterminado, decide FPF

Está suspendo por tempo indeterminado o Campeonato Paraibano 2020, devido ao surto do novo coronavírus. A decisão foi anunciada nesta quarta-feira (18) pela Federação Paraibana de Futebol (FPF).

Os dirigentes tomaram a medida, após levar em consideração as resoluções do Ministério da Saúde de evitar aglomerações e fechar os portões durante as partidas para evitar a participação da torcida.  Assim, segundo a nota, a entidade atende as medidas de recomendações do Governo do Estado, da Confederação Brasileira de Futebol e do Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nudetor) do Ministério Público da Paraíba (MPPB).

Na Paraíba foi registrado a primeira morte suspeita devido à doença, mas a Secretaria de Estado da Saúde (SES) ainda aguarda contraprova do caso.

Ainda nesta quarta-feira, acontecem os jogos entre Sport Lagoa Seca e Nacional de Patos, e Botafogo-PB e Sousa.

A medida também vai paralisar todos os serviços prestados pela Federação Paraibana de Futebol, ficando atendendo em regime de plantão de segunda a sexta-feira das 14h às 18h.

Confira a nota divulgada:

 

clickpb

 

 

MPPB recomenda paralisação dos jogos do Campeonato Paraibano de Futebol

Como prevenção ao novo coronavírus, o procurador de Justiça, Valberto Lira, da Comissão Permanente de Combate à Violência do Ministério Público da Paraíba (MPPB), recomentou, nesta segunda-feira (16), à Federação Paraibana de Futebol (FPF) que suspenda o restante do Campeonato Estadual ou, caso não concorde, realize as partidas com portões fechados para os torcedores.

A recomendação do MPPB atende portaria nº 188/GM/MS, publicada no Diário Oficial da União, em 4 de fevereiro de 2020, que “Declara Emergência de Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN)”, em decorrência da infecção humana pelo novo Coronavírus.

Segundo o procurador Valberto Lira, se a FPF não acatar as recomendações, o MPPB vai estudar a hipótese de ingressar com providências administrativas ou até judiciais cabíveis sobre o caso.

A recomendação do MPPB na íntegra;

Recomendação 1 Foto: Reprodução
Recomendação 2 Foto: Reprodução
Recomendação 3 Foto: Reprodução

Paulo de Pádua

 

 

Campinense marca no fim, vence a Perilima e permanece na liderança do Grupo B do Campeonato Paraibano

O Campinense Clube garantiu a segunda vitória consecutiva, na noite deste sábado (7), ao superar a Perilima, em partida que abriu a 7ª Rodada do Campeonato Paraibano, no Estádio Amigão, em Campina Grande. O jogo foi bastante movimentado, mas a Raposa sofreu para poder sair de campo com mais 3 pontos garantidos, e a manutenção da liderança do Grupo B.

O JOGO

O jogo começou truncado, com muitos erros de cada lado. A Perilima realizava forte marcação com as linhas altas, enquanto que o Campinense apostava nas bolas longas e ligação direta, mas sem êxito nos lançamentos.

Mas, aos 35 minutos do primeiro tempo, em lance isolado, a estrela do artilheiro Rafael Ibiapino apareceu. Ele chutou, o goleiro da Perilima, Conrado, espalmou e o meia Robertinho emendou para o fundo das redes. Era o Campinense abrindo o placar

O jogo continuou sem muita criatividade até o final da primeira etapa. O mal futebol do primeiro tempo fez os técnicos mexerem bastante nas equipes no intervalo. O professor Eudes Pedro, da Perilima, sacou Marcelinho Paraíba e Igor Balotelli e colocou em campo Lucas Silva e Igor Ruan. Pela Raposa, Oliveira Canindé tirou o autor do gol, Robertinho e Vargas e colocou em campo os atacantes Jairo e Zé Paulo.

SEGUNDO TEMPO

E o Perilima voltou melhor em campo no segundo tempo, sufocando a defesa rubro-negra em busca do empate. E, aos 35 minutos a Águia conseguiu igualar o placar. Jairo subiu mais do que todo mundo e marcou de cabeça, uma bola indefensável para o goleiro raposeiro.

A partir daí o jogo ficou lá e cá. Aos 41 minutos, Dênis, que havia entrado minutos antes na Perilima, arriscou um chute de fora da área e a bola passou muito perto da meta do goleiro Adilson Júnior. Um minuto depois, a reposta da Raposa, o atacante Zé Paulo recebeu dentro da área da Perilima, e tentou um toquinho por cima do goleiro Conrado, mas a bola foi forte demais e saiu pela linha de fundo.

O desempate veio aos 45 minutos, com gol salvador de Jairo, camisa 25 do Campinense, que entrou no decorrer da partida. O atacante soltou a bomba de fora da área e marcou o segundo para a Raposa, decretando números finais a partida.

TABELA

O Campinense conseguiu chegar aos 13 pontos conquistados, se mantendo na liderança do Grupo B. Já a Perilima permaneceu com sete pontos, na quarta colocação da Grupo A.

 

(Foto: Danlinsfoto)

Portal WSCOM

 

 

Campinense e Treze se enfrentam pela 5ª rodada do Campeonato Paraibano

Domingo de clássico em Campina Grande. Uma das maiores rivalidades do futebol Brasileiro terá mais um capítulo de sua história. Campinense e Treze se enfrentam no Amigão, às 16h, pela 5ª rodada do Campeonato Paraibano. A expectativa é de um confronto intenso dentro de campo.

O Rubro Negro é líder do grupo A com seis pontos conquistados. Já o Alvinegro ocupa a segunda colocação da chave B com nove pontos ganhos.

Arbitragem

Árbitro: Wagner Reway

Assistentes: Oberto da Silva e Shumacher Marques

4º Árbitro: Tiago Ramos de Oliveira – PB

Preços dos Ingressos

Torcida mandante

Arquibancada Sombra – R$ 30 \ valor promocional

Visitantes

Arquibancada Geral – R$ 30 \ valor promocional

Cadeiras

Setor Misto – R$ 80 (inteira) / R$ 40 (meia-entrada)

Prováveis escalações

Campinense

Adilson, Vitão, Uesles, Alex Maranhão, Camargo, Peu, Gabriel Vieira, Romário, Allefe, Fabio Junior e Rafael Ibiapino. Técnico: Oliveira Canindé.

Treze

Jefferson, Gustavo, Breno, Nilson, Gilmar (Rafael Araújo), Robson, Dedé, Vinicius, Almir, Rafael Oliveira e Caxito. Técnico: Celso Teixeira.

Logo após a partida você confere os melhores momentos no pbesportes.net

PB Esportes

 

 

Fla estreia time titular no Campeonato Carioca com vitória

Foi meio no sufoco, mas os titulares do Flamengo viraram para cima do Resende, e venceram por 3 a 1, na noite desta segunda-feira (3), com gols de Pedro, Gabigol e Bruno Henrique. Essa foi a estreia do time principal do clube rubro-negro na temporada. Alef Manga abriu a contagem para os alvinegros.

O Fla martelou grande parte do tempo, mas sentiu nitidamente a falta de ritmo de jogo, já que Jorge Jesus optou por usar um time inicialmente formado por 10 jogadores que foram fundamentais em 2019. Gustavo Henrique começou jogando, e Pedro e Michael entraram no segundo tempo.

Com a vitória, o Flamengo chegou aos 10 pontos e assumiu a segunda locação do Grupo A – deixou o Botafogo fora da zona de classificação. O clube rubro-negro volta a campo no sábado, quando encara o Madureira, no Maracanã.

O JOGO
O Flamengo precisou de poucos minutos para mostrar que o time titular estava no mesmo ritmo da última temporada. Com alta intensidade, o primeiro gol quase saiu bem no começo do jogo. Bruno Henrique levantou a bola no segundo pau, e Everton Ribeiro cabeceia com perigo.

As boas oportunidades se acumularam ao longo do primeiro tempo. Rafinha avançou bem pela direita, com espaço, levantou a cabeça e buscou Arrascaeta no meio da área. O uruguaio chegou escorando, mas a bola vai por cima do gol.

Outra boa oportunidade do Flamengo veio em um erro do adversário. Granule recebeu passe do zagueiro Grasson, foi apertado por Gabigol e pegou bola com as mãos. A infração gerou uma falta perigosíssima para o Rubro-negro, que perdeu boa chance. Everton Ribeiro rolou e Arrascaeta mandou na rede pelo lado de fora.

Um dos destaques do Flamengo, Bruno Henrique teve duas oportunidades de abrir o placar. Primeiro o atacante recebeu, se ajustou e acertou o travessão. No lance seguinte, ele aproveitou boa jogada de Gabigol para chutar em cima de Ranule.

O Resende aproveitou sobra de escanteio e criou um rápido contra-ataque em alta velocidade. Geovani cruzou, Rafinha falhou e Caio Cézar chutou forte dentro da área. Diego Alves evitou o gol do adversário.

O goleiro do Resende se transformou em um dos principais personagens da partida. Ranule acumulou várias defesas salvadoras e manteve o time na equipe. Em uma delas Diego cruzou na medida e Gustavo Henrique cabeceou na entrada da pequena área para defesaça.

Ante um rival faminto e um estádio lotado contra si, o Resende adotou a cautela como lema no jogo diante do Flamengo. O time do passou o jogo praticamente o tempo todo com todos seus homens atrás da bola e apostou nos erros rubro-negros para surpreender. Em um dessas escapadas, Diego Alves fez defesa importante em arremate de Caio Cézar. Foi em uma puxada em alta velocidade que Alef Manga abriu a contagem no Maracanã.

Sem conseguiu furar a retranca, o técnico Jorge Jesus promoveu as estreias de Michael e Pedro. O atacante entrou primeiro na vaga de Diego, e o centroavante, em seguida, na vaga de Arrascaeta, quando o Flamengo perdia para o Resende.

Um dos pontos altos do Flamengo na temporada vitoriosa de 2019, a parceria entre Everton Ribeiro e Rafinha, donos do lado direito do Flamengo, voltou a dar dor de cabeça para o adversário. Com toques inteligentes, tabela e deslocamentos, a dupla deixou a zaga do Resende de cabelo em pé no jogo desta noite. A dupla ainda recebeu o reforço de Michael, que entrou e caiu por ali. O camisa 19 apareceu para o jogo, deu opções ajudou a incendiar o jogo após o empate.

Foram poucos minutos para Pedro marcar seu primeiro gol pelo Flamengo. O centroavante entrou na vaga de Arrascaeta e dividiu com o zagueiro do Resende para fazer o primeiro e empatar com o Resende: 1 a 1.

Teve ainda gol do Gabigol. O camisa 9 tentou o jogo todo, mas o gol só saiu na fase final da partida. Bruno Henrique cruzou na medida para o centrovante levar o Maracanã à loucura.

Após a virada, Bruno Henrique teve porteira aberta e também deixou sua marca. Pedro fez boa jogada pela direita, invadiu a área e cruza nas costas da defesa. Atacante só escorou para fazer o terceiro do Flamengo no Maracanã.

Estádio: Maracanã, no Rio
Juiz: Diego da Silva Lourenço
Público: 50.454 pagantes
Renda: R$ 1.796.902,00
Gols: Alef Manga, aos 19 (RES); Pedro, aos 29, Gabriel, aos 37 e Bruno Henrique, aos 41min do 2º tempo (FLA)
Cartões amarelos: Thuler, Gabriel e Gerson (FLA)

RESENDE
Ranule; Dieguinho, Eduardo Grasson, Kevyn e Murilo Henrique; Rezende, Vitinho, Roger Bastos (Alef Manga), Caio Cézar e Geovani (Bidía); Zizu (Waldir). T.: Edson Souza

FLAMENGO
Diego Alves; Rafinha, Thuler, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Willian Arão, Diego (Michael), Arrascaeta (Pedro) e Everton Ribeiro (Gerson); Bruno Henrique e Gabriel. T.: Jorge Jesus

 

UOL/FOLHAPRESS

 

 

Campeonato Paraibano começa no próximo domingo e impasse sobre estádios deve terminar nesta quinta

A indefinição sobre os locais dos jogos para o inicio do Campeonato Paraibano que está previsto para começar no próximo domingo, poderá ter uma decisão nesta quinta-feira (16). Pelo menos uma partida deverá ser adiada por conta da não liberação dos estádios. Trata-se do confronto entre Sousa e Perilima, previsto para as 17h, no estádio Marizão. Os demais jogos aguardam até hoje para serem confirmados e liberados por parte da Federação Paraibana de Futebol (FPF) e Ministério Público da Paraíba (MPPB), que aguardam que o Corpo de Bombeiros aprove ou não os Planos de Contingência de Incêndio para o Almeidão, Amigão e Perpetão.

De acordo com Valberto Lira, procurador de justiça do Ministério Público e coordenador da Comissão Permanente de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios do Estado da Paraíba, apenas o José Cavalcanti, em Patos, tem condições de receber partidas oficiais com a presença da torcida. Além dele, nenhum estádio está dentro dos moldes que atenda às exigências do Ministério Público e do Corpo de Bombeiros para que a bola role oficialmente para a temporada 2020. Com isso, a presidenta da Federação Paraibana de Futebol (FPF) já adiantou que o estadual pode ter o seu início com portões fechados, embora não seja o desejo da entidade, tampouco dos clubes.

Valberto Lira se mostrou preocupado com a ausência de comprovação dos laudos de liberação das praças esportivas que devem receber as partidas da edição deste ano do estadual. Até mesmo o José Cavalcanti, ainda sem as catracas eletrônicas, pode inspirar inquietação durante o transcorrer da competição. Isso porque esses aparelhos conseguem regular os 5% da renda dos jogos que são destinados ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O desejo de Michelle Ramalho é que o campeonato comece na data prevista (próximo domingo). Contudo, com a indefinição e lentidão acerca da liberação dos estádios, não está descartado um possível adiamento do estadual, uma vez que a presidenta e os representantes dos clubes não comungam da ideia de dar início à disputa sem a presença do torcedor nas arquibancadas.

“Até onde eu tenho conversado com o Dr. Valberto, está liberada a abertura do campeonato, mas com portões fechados. Tenho me reunido diariamente com os clubes. Não é interessante começar o campeonato com os portões fechados. Estamos acompanhando todo o trâmite, porque é interesse da Federação manter as datas para o domingo”, disse a presidenta em entrevista a imprensa.

Outra possibilidade existente é a da fragmentação da primeira rodada, com algumas mudanças nas datas de alguns jogos. A prioridade, no entanto, é pelo deferimento de todos as praças para que tudo ocorra como o planejado, ou seja, com todos os jogos no próximo domingo, dia 19. A presidenta, inclusive, se mostrou aberta ao diálogo, caso algum time opte pela ideia de dar início à competição mesmo sem a presença de torcedores.

 

pbagora

 

 

Começa hoje decisão pela 2ª divisão do Campeonato Paraibano

Os primeiros 90 minutos pela decisão do Segunda Divisão do Campeonato Paraibano de futebol, começa nesta quarta-feira (09), após os 40 jogos disputados. Sport Lagoa Seca e São Paulo Crystal fazem a grande decisão, a partir das 20h30, no Estádio Amigão, em Campina Grande.

O trio de arbitragem para esta partida será comandado por Tiago Ramos de Oliveira, auxiliado por Schumacher Marques e Luis Filipe Gonçalves Corrêa. O segundo e decisivo jogo será no próximo sábado, às 16 horas, no Estádio Carneirão, em Cruz do Espírito Santo.

O Sport Lagoa Seca entra em campo como o time de melhor ataque da competição, tendo marcado 18 gols. Foi o primeiro colocado do grupo Agreste e Sertão de forma invicta e com 100 por cento de aproveitamento, tendo vencido todos os 5 jogos que disputou. Nas semifinais, perdeu na partida de ida para o Confiança por 1 a 0, mas deu o troco na volta, vencendo por 3 a 0. A equipe já somou 18 pontos, segunda melhor campanha da competição.

 

 

pbagora