Arquivo da tag: campanha

Hemocentro da PB reforça campanha de doação de sangue no fim de ano

O Hemocentro da Paraíba reforça campanha de doação de sangue para manter seu estoque e renova o apelo aos doadores neste final de ano. A unidade necessita de todos os tipos sanguíneos, a fim de manter o estoque para atender a demanda imediata.

A intenção é sensibilizar a população da importância do ato de doar sangue regularmente e, ao mesmo tempo, formar um grupo de doadores fidelizados.

Devido a decretação de ponto facultativo nas repartições públicas nos dias 30 e 31 de dezembro, o Hemocentro funcionará excepcionalmente nesta segunda (30) e terça-feira (31), das 7h às 12h, para o atendimento aos candidatos à doação de sangue, sendo fechado na quarta-feira (1° de janeiro). As atividades normais serão retomadas na quinta-feira (2).

Vale lembrar que, apesar dos horários especiais para o atendimento a candidatos à doação, o setor de distribuição de hemocomponentes para as unidades de saúde permanece funcionando sem interrupções, 24 horas por dia, atendendo as solicitações das unidades de saúde.

Após os eventos festivos de final de ano, o Hemocentro seguirá funcionando de segunda a sexta, das 7h às 17h30 e aos sábados das 7h às 12h.

Para doar sangue é preciso apresentar documento de identidade com foto, ter boas condições de saúde, peso superior a 50 kg, idade entre 16 e 69 anos, estar alimentado e não ter ingerido alimentos gordurosos nas últimas três horas nem bebida alcóolica nas últimas 12h.

Menores de 18 anos devem comparecer com o responsável legal. O intervalo entre uma doação e outra é de 60 dias para homens e 90 dias para mulheres.

PB Agora

 

 

Governo da Paraíba publica regulamento da Campanha ‘Nota Cidadã’

O Governo da Paraíba publicou no Diário Oficial do Estado o decreto com a regulamentação da campanha de prêmios “Nota Cidadã”, que será lançada nesta segunda-feira (16), às 10h da manhã, pelo governador João Azevêdo, no Palácio da Redenção, em João Pessoa. A Campanha Nota Cidadã, que vai distribuir R$ 60 mil em prêmios por mês, é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz). A pasta publicou neste sábado (14) uma portaria no Diário Oficial Eletrônico detalhando o cronograma, o quantitativo e o valor dos prêmios, além do período de apuração e as datas de realização dos sorteios mensais e especiais. A finalidade da campanha é fortalecer o exercício da cidadania fiscal e a participação mais ativa do cidadão paraibano na exigência da nota fiscal no ato da compra de produtos. A campanha com prêmios em dinheiro visa também apoiar e estimular as compras no comércio local.

“A campanha Nota Cidadã é mais um projeto do Governo da Paraíba que visa apoiar os pequenos empresários locais no sentido de estimular o cidadão a comprar nas lojas físicas e formais do Estado, que emitem o documento fiscal. Enfim, considero a campanha ‘Nota Cidadã’ e o aplicativo ‘Preço da Hora’ projetos do Governo do Estado que fortalecem e apoiam o comércio local, estimulando o cidadão paraibano a comprar nas lojas físicas e, ao mesmo tempo, levarem empresas saírem da informalidade, reduzindo, assim, a concorrência desleal no comércio”, avaliou o secretário de Estado da Fazenda (Sefaz), Marialvo Laureano.

Nesta última sexta-feira (13), o secretário da Sefaz esteve reunido com os representantes da Lotep (Loterias Estaduais da Paraíba), da Companhia de Processamentos de Dados da Paraíba (Codata), da Secretaria de Comunicação Institucional do Estado, além da Gerência Operacional do Programa de Educação Fiscal e a Gerência de Tecnologia da Informação (GTI) da Sefaz, para realizarem os últimos ajustes do lançamento da campanha Nota Cidadã.

Como participar da Nota Cidadã – Para participar da campanha e concorrer às 21 premiações mensais, sendo 20 prêmios de R$ 2 mil e um prêmio especial de R$ 20 mil, os contribuintes deverão, inicialmente, efetuar o seu cadastramento prévio no Portal da Cidadania (www.portaldacidadania.pb.gov.br). O cadastro obrigatório solicita dados básicos como, por exemplo, número de CPF; nome completo; data de nascimento e e-mail.   A outra exigência é inserir na Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e) ou na Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), autorizadas pela Sefaz-PB, a inclusão do número do CPF do consumidor, independente do valor do documento fiscal. Essa nota com o CPF do cidadão vai gerar um bilhete que servirá para concorrer aos sorteios em dinheiro.

Notas válidas para sorteio – Somente serão consideradas válidas, para participar da Campanha e concorrer aos prêmios, as NFC-e ou NF-e que foram emitidas no mês anterior ao do sorteio. Ou seja, as notas fiscais emitidas no período de 16 a 31 de dezembro com o respectivo número do CPF serão as válidas para o primeiro sorteio, que será realizado na Lotep, no dia 10 de janeiro.  As únicas notas fiscais que não serão consideradas válidas para participar da campanha “Nota Cidadã” serão as NFC-e ou NF-e decorrentes de operação de fornecimento de energia elétrica, de água, de gás canalizado, de comunicação ou de prestação de serviços de transporte interestadual e intermunicipal.

Quem pode participar – Poderá participar da Campanha qualquer pessoa física, maior de 18 anos, no gozo de sua capacidade civil que tenha adquirido mercadoria, como consumidor final, em estabelecimento inscrito no Cadastro de Contribuintes do ICMS do Estado da Paraíba (CCICMS). Os estabelecimentos comerciais deverão informar aos adquirentes, no ato da emissão da NFC-e ou NF-e, a necessidade de inclusão do CPF para participação da Campanha. Os recursos da campanha da Nota Fiscal Cidadã serão oriundos do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento da Administração Tributária (FADAT), tendo como beneficiários os contemplados em sorteios públicos de prêmios destinados a incentivar a exigência de documentos fiscais, com apoio da Lotep e da Codata. A Gerência Operacional do Programa de Educação Fiscal da Sefaz-PB será a responsável pelo planejamento da Campanha.

SECOM-PB

 

 

Flamengo bate recorde de melhor campanha do Brasileirão em pontos corridos com 20 clubes

Mesmo com o título brasileiro já assegurado desde domingo, o Flamengo venceu o Ceará por 4 a 1, nesta quarta-feira, no Maracanã, e quebrou o recorde de melhor campanha do Brasileirão de pontos corridos com 20 clubes. A marca pertencia ao Corinthians em 2015.

O Flamengo chegou a 84 pontos, três a mais do que a equipe paulista fez há quatro anos. Faltando três rodadas para acabar a competição, o Rubro-Negro venceu 26 jogos, empatou seis e perdeu três.

Além disso, o Flamengo igualou a marca de melhor ataque do Brasileirão em pontos corridos, com 77 gols. O recorde era do Cruzeiro de 2013, que também tinha Everton Ribeiro como um dos destaques.

Na atual edição, o campeão brasileiro tem os dois artilheiros do torneio: Gabigol, com 22 gols, e Bruno Henrique, com 21.

O Flamengo já é dono do maior número de vitórias em uma mesma edição.

O Brasileirão passou a ser disputado em pontos corridos em 2003, mas com 24 clubes. O torneio tem o formato atual, com 20 equipes, desde 2006.

G1

 

Sarampo: Segunda etapa da campanha de vacinação começa segunda-feira

Na próxima segunda-feira (18), terá início a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra o Sarampo, que segue até o dia 30, quando acontecerá o Dia D. Serão vacinadas as pessoas com idade entre 20 e 29 anos. Este tema esteve em pauta na reunião do Grupo Técnico de Vigilância das Coberturas vacinais, nesta quinta-feira (14) pela manhã, na sede da Secretaria de Estado da Saúde (SES). O Grupo é formado por representações da Comissão Intergestores Regionais – CIR; coordenadores regionais de imunização; técnicos da Vigilância em Saúde; Atenção Básica e representantes do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde – Cosems.

Além de debater a Campanha de Vacinação, o Grupo avaliou, comparativamente, a cobertura vacinal dos anos 2017/2018/2019, em todo estado, por regiões, bem como fez uma avaliação da condução do processo de trabalho do grupo por dentro das CIR e houve um momento para discutir a Portaria de nº 2722, de 15 de outubro de 2019, que estabelece incentivo financeiro para implementação e fortalecimento das ações de ampliação da cobertura vacinal da Tríplice Viral e de prevenção, controle do surto e interrupção da cadeia de transmissão do sarampo e outros agravos imunopreveníveis (aqueles que podem ser evitadas de forma eficaz através de vacinas), no âmbito da Vigilância em Saúde e Atenção Primária à Saúde.

De acordo com a Portaria, o Ministério da Saúde está enviando recursos, diretamente, para os municípios. O valor é definido pela quantidade de habitantes do local (IBGE 2016). Para cada habitante o valor definido é de um real.

O Grupo foi formado em 2017 e se reúne a cada três meses. O objetivo é discutir temas ligados à vacinação. “Em pouco tempo de formação, temos feito grandes debates e, a partir disso, têm surgido bons resultados, a exemplo da cobertura vacinal em todo estado, com destaque para o ano de 2018”, disse a chefe do Núcleo de Imunização da SES, Isiane Queiroga.

“É importante frisar que, para que os frutos do grupo aconteçam, precisamos que as discussões em CIR fortaleçam o processo de trabalho da vigilância das coberturas vacinais em cada território”, concluiu.

 

Secom-PB

 

 

Novembro Azul: Governo do Estado inicia campanha nesta segunda-feira

Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), inicia, nesta segunda-feira (04), as atividades relacionadas ao Novembro Azul. A abertura do mês dedicado à saúde da população masculina será às 8h30, na sede da SES, com palestra do médico Otávio Soares de Pinho Neto sobre saúde do homem. Durante todo o mês, serão realizadas ações articuladas com as Gerências Regionais de Saúde, serviços de saúde e municípios, incentivando o autocuidado da população masculina e adoção de hábitos para uma vida saudável.

O “Novembro Azul” é uma campanha desenvolvida no Brasil pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, que teve sua origem em 2008. Seu objetivo é discutir a temática do câncer de próstata, abordando principalmente sua prevenção, estimulando os homens a cuidarem mais de sua saúde. Em 2012, inspirado pelo “Movember” – movimento internacional dedicado à conscientização e arrecadação de fundos na luta contra a doença. A campanha se concentrou no mês de novembro (mês do Dia Internacional do Homem – 19 de novembro) e, por isso, passou a se chamar “Novembro Azul”. Desde então, diversas ações e atividades relacionadas ao tema são desenvolvidos anualmente no Brasil.

A SES/PB, em conjunto com o Ministério da Saúde, propõe que sejam desenvolvidas atividades nos municípios e nas unidades de saúde que busquem facilitar e ampliar o acesso e o acolhimento com qualidade da população masculina às ações e aos serviços de assistência integral da Rede SUS.

O coordenador da Área Técnica de Saúde do Homem da SES, Hélio Soares, explica que a intenção é divulgar que esses serviços estão disponíveis durante todo o ano e orientar a população masculina a fazer exames de rotina. “O objetivo é evitar que os homens só procurem a assistência quando já estiverem doentes. O Novembro Azul acontece para ampliar essa divulgação e assim estimular ainda mais os municípios, os gestores municipais a pensarem a temática da saúde do homem, para que melhorem a atenção primária de saúde”, pontua.

As doenças que mais afetam os homens são: infarto agudo do miocárdio; fatores externos (Acidentes/Violência por arma de fogo ou arma branca); diabetes mellitus; pneumonia; Acidente vascular cerebral hemorrágico; câncer de próstata; câncer dos brônquios e dos pulmões; câncer do estômago; câncer do fígado e vias biliares intra-hepáticas, e câncer da Cavidade Oral/ Traqueia, Brônquio e Pulmão.

Quanto aos óbitos, de janeiro a outubro de 2019, morreram na Paraíba 969 homens vítimas de infarto agudo do miocárdio; 463 de violência por arma de fogo ou arma branca; 642 de pneumonia; 590 de diabetes mellitus; 254 de AVC; 272 de câncer de próstata; 173 de câncer dos brônquios e pulmões e 142 de câncer de estômago.

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Sua taxa de incidência é cerca de seis vezes maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento. Mais do que qualquer outro tipo, é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. O aumento observado nas taxas de incidência no Brasil pode ser parcialmente justificado pela evolução dos métodos diagnósticos (exames), pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectativa de vida.

Sintomas do câncer de próstata – A maioria dos cânceres de próstata cresce lentamente e não causa sintomas no início, mas tumores em estágio mais avançado podem causar dificuldades para urinar, sensação de não conseguir esvaziar completamente a bexiga, presença de sangue na urina e, em alguns casos, dor óssea na região das costas; por isso o diagnóstico precoce da doença é essencial, e este é realizado por meio do toque retal e da dosagem do PSA no sangue onde se pode avaliar a próstata.

Neste sentido, a população deve procurar às Unidades de Saúde da Família, para realização dos exames preventivos, se possível, uma vez ao ano, após os 50 anos, ou conforme orientação médica, de acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia – SBU. Homens da raça negra ou com parentes de primeiro grau (pai, irmão, tios) com histórico de Câncer de Próstata devem começar aos 45 anos. O rastreamento deverá ser realizado após ampla discussão de riscos e potenciais benefícios.

O tratamento do câncer pelo SUS na Paraíba é realizado no Hospital Napoleão Laureano e Hospital São Vicente de Paula, em João Pessoa; no Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP) e no Hospital Universitário Alcides Carneiro – HUAC em Campina Grande e, agora, no Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, na Unidade de Oncologia do Sertão, Hospital do Bem, em Patos.

PROGRAMAÇÃO NOVEMBRO AZUL 2019

06/11 Sousa – PB Oficina de Saúde do Homem, com foco em ações que estimulem a adesão dos Homens aos serviços de saúde, principalmente a atenção primáriaPúblico: Gestores da Atenção Primária dos Municípios
07/11 Patos – PB Oficina de Saúde do Homem, com foco em ações que estimulem a adesão dos Homens aos serviços de saúde, principalmente a atenção primáriaPúblico: Gestores da Atenção Primária dos Municípios
12/11 Campina Grande – PB Oficina de Saúde do Homem, com foco em ações que estimulem a adesão dos Homens aos serviços de saúde, principalmente a atenção primáriaPúblico: Gestores da Atenção Primária dos Municípios
13/11 João Pessoa – PB Oficina de Saúde do Homem, com foco em ações que estimulem a adesão dos Homens aos serviços de saúde, principalmente a atenção primáriaPúblico: Gestores da Atenção Primária dos Municípios
19/11 CEFOR Roda de Conversa sobre a saúde integral do homem e a Sintomatologia do Câncer de Próstata
Durante o mês de Novembro Patos – Hospital do Bem – Durante todo mês haverá ações e consultas com Urologista e coleta de exames PSA, com agendamento no serviço.

Secom PB

 

 

Presidente da Câmara de Solânea abraça campanha Outubro Rosa e realiza oficina de saúde

A Câmara Municipal de Solânea abraçou a campanha Outubro Rosa e, pensando em contribuir com a prevenção ao câncer de mama, através de uma iniciativa do presidente da Casa, Flávio Evaristo, em parceria com a secretaria Municipal de saúde junto ao NASF, vai realizar a 1ª Oficina de Saúde com diversos profissionais para ajudar a sociedade solanense a entender a importância dos cuidados com a saúde.

O evento será no próximo dia 30 às 16h e terá o tema Prevenção contra o câncer de mama e de colo de útero.

A oficina contará com palestras de profissionais como nutricionista, fisioterapeuta, educador físico, assistente social e psicólogo.

Redação FN

 

 

Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo começa segunda-feira

Em parceria com os governos estaduais, distrital e municipais, o Ministério da Saúde inicia, na próxima segunda-feira (7), a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. Na primeira fase, que vai até o dia 25 de outubro, o público-alvo serão as crianças com idade entre 6 meses e 4 anos e 29 dias.

A segunda etapa, de 18 a 30 de novembro, terá foco na população com idade entre 20 e 29 anos. Em entrevista coletiva, o ministro titular da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que a prioridade para este grupo justifica-se porque, como provavelmente não receberam a segunda dose da vacina, seus filhos acabam apresentando um sistema imunológico mais vulnerável à doença. Além dos dois períodos, a campanha também destaca o dia 19 de outubro como o Dia D, para mobilização nacional.

Levantamento do governo federal mostra que, até o dia 28 de agosto, 5.404 casos de sarampo foram confirmados em todo o país. Além disso, houve o registro de seis óbitos, sendo quatro deles de pacientes menores de 1 ano.

A unidade federativa com maior incidência é São Paulo (15,11 a cada 100 mil habitantes), que concentra 97% dos casos e é seguida por Bahia (6,64) e Sergipe (5,86). Embora apresente índice de 0,21, o Pará preocupa, devido à sua cobertura vacinal, que é, atualmente, de 76%, disse Mandetta. O Amapá apresenta a segunda cobertura mais baixa, de 77%, perdendo para a Bahia, com 80%, e o Maranhão e o Piauí, ambos com 83%.

De acordo com informações da pasta, foram adquiridos, para este ano, 60,2 milhões de doses da vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Para o ano que vem, a encomenda foi de 65,4 milhões de doses.

Em 2020, o ministério dará continuidade à campanha. A imunização será dividida em três etapas e incluirá pessoas com idade de 50 a 59 anos. Ao todo, espera-se que a vacinação atinja 39 milhões de brasileiros, que equivalem a 20% da população.

“Nós sabemos que as crianças de 6 meses a 1 ano de idade são as que respondem clinicamente pior ao sarampo. Acabam desenvolvendo um quadro de pneumonia muito grave, e os óbitos acabam tendo uma prevalência maior nessa faixa etária. Então, o clássico é vacinar aos 12 meses e aos 15 meses. Quem fez isso com seus filhos abaixo de 5 anos fez o correto, a criança está coberta e não há necessidade de aplicar mais uma dose. Aqueles que só deram uma dose aos 12 meses e não deram a segunda devem ir agora para fazer a segunda dose, porque uma dose só não dá sistema imunológico competente para enfrentar um surto de sarampo”, afirmou o ministro.

“O que é a novidade à qual as pessoas devem estar atentas? De 6 meses a 1 ano, quando não era recomendada a primeira dose, estamos fazendo a chamada dose 0. Vacinar os bebês e depois, aos 12 meses, fazer a dose regulamentar, como se fosse a primeira, e a segunda. Essas crianças a gente vai blindar mais, porque elas são as principais vítimas fatais do sarampo”, acrescentou, ressaltando que o governo está cogitando voltar a aplicar a vacina oral contra sarampo, que ficou vulgarmente conhecida como a “vacina de gotinha”.

 

Jornal do Brasil

 

 

Adultos de 50 a 59 passam a ser vacinados na campanha contra o sarampo em 2020

A campanha nacional de vacinação contra o sarampo começa nesta segunda-feira (7) e vai durar até 2020. Serão cinco fases de campanha, uma para cada faixa etária da população. A primeira fase será focada na população mais vulnerável: crianças com entre seis meses e cinco anos de idade. Porém, a população com entre 50 e 59 anos também terá uma fase específica no ano que vem.

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Kleber, afirma que o motivo pelo qual esse grupo de adultos também será incluído nos esforços da campanha é a necessidade de garantir que toda a população brasileira esteja vacinada e eliminar o surto atual da doença, que já provocou seis mortes.

No período de 90 dias até 28 de setembro, 242 municípios de 19 estados brasileiros tinham registrado pelo menos 1 caso de sarampo; 173 desses municípios e 97% dos casos estão em São Paulo — Foto: Ana Carolina Moreno/G1

No período de 90 dias até 28 de setembro, 242 municípios de 19 estados brasileiros tinham registrado pelo menos 1 caso de sarampo; 173 desses municípios e 97% dos casos estão em São Paulo — Foto: Ana Carolina Moreno/G1

Marco de 1963

Mesmo que nenhuma das mortes tenha sido registrada na faixa etária de quem tem entre 50 e 59 anos, Kleber diz que os profissionais da área de saúde usam o ano de 1963 como um marco para planejar as ações de cobertura vacinal.

“Na saúde pública, nós consideramos o ano de 1963 como marco da maior circulação do vírus de sarampo do mundo. Pessoas que nasceram em 63 estão hoje com 57 anos.” – Wanderson Kleber (secretário de Vigilância em Saúde)

De acordo com a Organização Panamericana de Saúde (Opas), foi em 1963 que se introduziu a vacinação em larga escala contra o sarampo. Antes disso acontecer, a instituição diz que o mundo era atingido por epidemias de sarampo a cada dois ou três anos, já que o vírus é altamente contagioso.

De acordo com o secretário de Vigilância em Saúde , a pasta está produzindo uma “coorte que deve ser atualizada dos 50 aos 59 anos”. Termo usado na estatística, a coorte reúne um conjunto de pessoas que compartilham de um mesmo evento temporal em comum – nesse caso, pessoas de uma mesma faixa etária.

“Passa a ser, no próximo ano, recomendação de vacinação [contra o sarampo]”, disse o secretário.

Brasil registrou mais de cinco mil casos de sarampo, segundo Ministério da Saúde

Brasil registrou mais de cinco mil casos de sarampo, segundo Ministério da Saúde

Datas da campanha de vacinação contra o sarampo

Realizada em caráter nacional, a campanha vai realizar pela primeira vez a oferta da chamada “dose zero” aos bebês de seis meses a um ano de idade.

A iniciativa será realizada em diversas fases, cada uma destinada a uma faixa etária:

7 a 25 de outubro

  • Público-alvo: crianças de seis meses a 5 anos de idade
  • “Dia D”: 19 de outubro

18 a 30 de novembro

  • Público-alvo: jovens de 20 a 29 anos que não tomaram uma ou duas doses da vacina
  • “Dia D”: 30 de novembro

Fases de 2020

Públicos-alvo: crianças de 6 a 19 anos, adultos de 30 a 49 anos e adultos de 50 a 59 anos

A pasta diz que, neste anos, a meta é vacinar 2,6 milhões crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões adultos.

Para incentivar que os municípios cumpram as metas, o Ministério da Saúde anunciou uma verba extra condicionada aos números de pessoas vacinas.

G1

 

Prefeitura de Solânea inicia “Outubro Rosa” realizando campanha de mamografia

Exames serão realizados no Carro “Amigo do Peito” estacionado em frente à Policlínica Municipal

O mês de prevenção ao Câncer de Mama inicia em Solânea com uma campanha do Governo Municipal, através da Secretaria de Saúde, para realização de exames de prevenção contra o câncer de mama. Nos dias 02, 03 e 04 de Outubro (quarta, quinta e sexta) estão sendo disponibilizados para as mulheres exames de mamografia no Carro “Amigo do Peito”, que estará estacionado em frente à Policlínica Municipal.

O Prefeito, Kayser Rocha, reforçou o valor da campanha e das mulheres procurarem atualizar seus exames de mama. “É importante que as mulheres, principalmente da faixa etária de risco, realizem esse exame anualmente por isso a nossa preocupação de alcançar um maior número possível de mulheres” disse. O atendimento é para a faixa etária de 50 a 69 anos e a marcação é realizada através da Unidade Básica de Saúde (UBS) depois de uma avaliação médica com os profissionais de saúde. Para agendar, a mulher precisa passar pela UBS e levar a requisição do exame, identidade, CPF, comprovante de residência e cartão do Sistema Único de Saúde (Sus) para a Central de Regulação.

Assessoria de Comunicação

 

Sesc Paraíba realiza campanha sobre importância da vacinação contra o sarampo

O Sesc Paraíba, com o apoio do Departamento Nacional da instituição, realiza uma campanha em todas as suas unidades sobre a importância da vacinação contra o sarampo em todos os públicos.

O objetivo da ação é disseminar a importância da vacinação diante do ressurgimento de doenças já controladas, como o sarampo, que vem sendo diagnosticado em tantos casos que, atualmente, estão ocorrendo em todo o Brasil; como também a necessidade de todos se vacinarem para garantia da saúde, tendo em vista que as vacinas já salvaram dezenas de milhões de vidas no último século.

No caso do sarampo, até a criação da primeira vacina, cerca de 2,6 milhões de pessoas morriam, a cada ano, no mundo. Com a vacinação, foi reduzido para 80% o número de mortes por sarampo entre 2000 e 2017 no planeta, segundo a OMS.

O setor de Educação em Saúde da Escola Sesc Dom Ulrico irá realizar diversas ações, dentre elas, palestras com os pais dos alunos, para alertar sobre os cuidados que devem ser tomados, além de informar sobre a necessidade de levar seus filhos para atualizar a vacina, mesmo que já tenham sido vacinados ou contraído a doença.

O público-alvo da campanha são os frequentadores das unidades do Sesc, os alunos da escola e o público das redes sociais. O Sistema Único de Saúde (SUS) oferta gratuitamente a vacina que protege não só contra o sarampo, mas também contra rubéola, caxumba e varicela.

O Sesc Paraíba apoia essa causa e convida você para aderir à campanha: “Eu tô vacinado. Você tá vacinado. Todo mundo vacinado”.

 

Assessoria