Arquivo da tag: cadeia

Policiais Penais da Cadeia de Solânea evitam fuga de detentos

Os policiais penais da Cadeia de Solânea ao realizarem uma revista de rotina do plantão encontraram um buraco em uma das celas, o qual seria utilizado para fuga de detentos da unidade.

De imediato, os policiais penais, com apoio da direção da Cadeia, da guarnição militar do plantão e da Força Tática, esvaziaram as celas e realizaram os reparos necessários nas paredes da unidade.

FN com assessoria

 

 

Reeducandos da cadeia de Solânea cultivam horta com ajuda da UFPB

O Governo do Estado tem investido em ações de reinserção social de reeducandos e a Secretaria da Administração Penitenciária através do secretário Sérgio Fonseca e sua equipe tem incentivado projetos e firmado parcerias que estão ampliando a oferta de oportunidades de trabalho a muitos reeducandos nas unidades da Grande João Pessoa e do interior do Estado.

No Sistema Penitenciário da Paraíba há experiências exitosas envolvendo reeducandos no cultivo de hortaliças, por exemplo. É o caso da horta cultivada na Cadeia Pública da Cidade de Solânea, na região do Brejo. De acordo com o diretor da unidade, André Miguel, o Projeto Hortaliças para a Liberdade que contribui com a ressocialização dos reeducandos começou em outubro de 2019. São utilizados 88 pneus velhos doados pelas borracharias. Os pneus foram pintados, colorindo ainda mais o ambiente. Os canteiros são feitos com tijolos.

A horta produz alface, coentro, tomate, couve, cebolinha, pimentão, pimenta, cebola e até morango. “Trabalhamos a questão da sustentabilidade com a preservação do meio ambiente uma vez que reaproveitamos pneus velhos que seriam descartados” explica o gestor da Cadeia Pública, André Miguel. O projeto tem a participação de quatro presos, dois alunos do curso de Agroecologia da Universidade Federal da Paraíba, Campus de Bananeiras, além um professor.

 

Secom-PB

 

 

Reeducando que cumpre pena na Cadeia Pública de Solânea é destaque na prova do Enem

Um reeducando da Cadeia de Solânea foi destaque na prova do Enem para Privados de Liberdade – 2019. O jovem J.G.O.C obteve nota 800 em sua redação e atingiu média geral 566,12, ficando entre as 15 maiores médias registradas entre os 698 reeducandos inscritos no Enem-PPL 2019.

As provas desta edição foram aplicadas em 57 unidades prisionais nos dias 10 e 11 de dezembro de 2019.

Dados da Seap apontam a melhoria no desempenho dos reeducandos, haja vista que no Enem-PPL de 2018, a média geral foi 614,00, e somente 30 apenados obtiveram média acima de 500 pontos e nesta  edição (2019), este número saltou para 56 apenados – entre homens e mulheres – que tiveram médias superiores a 500 pontos e a maior média geral foi 701,98.

Esses resultados positivos no ENEM-PPL 2019 são reflexos do trabalho de incentivo à educação e consequentemente, ressocialização para os privados de liberdade que vem sendo desenvolvidos pelos profissionais da Secretaria de Segurança Penitenciária e da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba.

O destaque para a Cadeia de Solânea se faz devido a abrangência   dos projetos de Ressocialização da Seap, e o incentivo  aos projetos individuais que a unidade promove, a exemplo do cultivo de hortaliças orgânicas no interior da cadeia,  que servem para a produção da alimentação dos reeducandos; e a abertura de uma sala de aula, que em breve estará sendo inaugurada dentro da unidade prisional.

 

Redação FN

 

 

Decisão do STF sobre prisão em 2ª instância pode tirar da cadeia Lula, Dirceu e mais 11 presos da Lava Jato no Paraná

O julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a prisão após condenação em 2ª instância pode tirar da cadeia 13 presos da Operação Lava Jato no Paraná, conforme levantamento feito pela RPCVeja a lista completa mais abaixo.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), dos 74 réus da operação no Paraná com condenação em segunda instância, 38 podem ser beneficiados com a mudança de entendimento do STF.

Esses possíveis beneficiados estão cumprindo penas em regime fechado, semiaberto e aberto.

Entre os condenados que podem deixar a prisão, estão o ex-ministro petista José Dirceu e o ex-executivo da Engevix Gerson Almada, ambos presos no Complexo Médico-Penal (CMP) de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

Também poderiam ser beneficiados o ex-diretor da Petrobras Renato Duque e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, detidos na Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba.

O levantamento mostra ainda que outros quatro condenados em segunda instância e que também estão na cadeia permaneceriam presos. Entre eles, o ex-deputado Eduardo Cunha e o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral.

Isso porque eles também estão presos preventivamente em outras ações.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) já afirmou que, com o entendimento da necessidade de aguardar o julgamento de todos os recursos em instâncias superiores, 4,8 mil presos condenados em segunda instância podem ter a execução da sentença interrompida.

Mas o juiz pode manter os réus presos por meio de prisão preventiva. A legislação brasileira prevê a prisão por tempo indeterminado quando, por exemplo, há provas da existência do crime, risco de fuga, risco às investigações ou à ordem pública.

Presos da Lava Jato que podem deixar a cadeia:

  • Alberto Elísio Vilaça Gomes
  • Enivaldo Quadrado
  • Fernando Antônio Guimarães Hourneaux de Moura
  • Gerson Almada
  • João Augusto Rezende Henriques
  • José Dirceu
  • Julio Cesar dos Santos
  • Luiz Eduardo de Oliveira e Silva
  • Luiz Inácio Lula da Silva
  • Márcio de Andrade Bonilho
  • Pedro Augusto Corte Xavier
  • Renato Duque
  • Sérgio Cunha Mendes

 

G1

 

 

Ex-diretor de cadeia pública é assassinado a tiros em Rio Tinto, na Paraíba

Um homem de 58 anos, foi assassinado a tiros no final da tarde desta terça-feira (5) no município de Rio Tinto, no Litoral da Paraíba. O crime aconteceu em frente a uma casa, onde a vítima estava sentada.

Nildo Farias (Ex-diretor da Cadeia Pública de Rio Tinto) - Foto: Reprodução/ WhatsApp.
Nildo Farias (Ex-diretor da Cadeia Pública de Rio Tinto) – Foto: Reprodução/ WhatsApp.

 

Josenildo Adelino de Farias, mais conhecido por Nildo Farias, era ex-diretor da Cadeia Pública de Rio Tinto. Ele estava afastado do Sistema Penitenciário há cerca de 8 anos. Informações dão conta de que a vítima não chegou a ser socorrido e morreu ainda no local.

De acordo com as primeiras informações, o ex-diretor foi morto por dois indivíduos que estavam em uma motocicleta Honda Bros. A dupla se aproximou, efetuou os disparos e fugiu após o crime com destino a cidade de Mamanguape.

Até às 18h35, ninguém havia sido preso. O Major Alberto Filho, comandante da 2ª Companhia Independente de Polícia Militar de Mamanguape, se encontra empenhado na investigação do caso.

Redação e Fonte: Blog do Pedro Júnior

 

 

Servidor da Cadeia de Solânea é preso por facilitação de fuga

A prisão foi resultado de uma ação integrada da Polícia Civil com o SISPEN, onde no início desta manhã (08) Adjair Pinheiro do Nascimento, prestador de serviços do SISPEN, exonerado recentemente após evidências no envolvimento na fuga do estelionatário Allan Junior Fernandes, da Cadeia Pública de Solânea, fato ocorrido em Maio/19.

As investigações foram desenvolvidas pela Polícia Civil, através da Delegacia de Solânea (21 DSPC), que representou pelo mandado de prisão cumprido na data de hoje, expedido pela Comarca local.  Paralelamente o SISPEN instaurou processo administrativo que resultou no cancelamento do contrato de prestação de serviços.

A investigação concluiu que houve a facilitação da entrada de aparelhos celulares e também da fuga de preso sob o recebimento de vantagem indevida.

Além do servidor preso, que responderá pelos crimes de corrupção passiva e facilitação dolosa de fuga, o diretor da época, Fernando Diogo, responderá pelo crime de prevaricação.

 

Polícia Civil

 

 

Estelionatário foragido da Cadeia de Solânea é preso na Bahia

O estelionatário Allan Júnior Fernandes, foragido da Cadeia de Solânea/PB em maio deste ano, foi preso em uma blitz de rotina na cidade de Eunápolis, Estado da Bahia, quando trafegava em um veículo com placas adulteradas na BR 101 e foi abordado pela Polícia Rodoviária Federal na tarde desta quarta-feira 02.10.2019.

De acordo com o delegado Seccional de Solânea/PB, Diógenes Fernandes, a informação da prisão foi confirmada com a Polícia Civil do Estado da Bahia, onde o foragido apresentou documento falso, identificando-se como Alisson Carlos Fernandes, 32 anos, e encontra-se custodiado na delegacia de Eunápolis/BA. No momento da  abordagem, Allan Júnior estava acompanhado de sua mulher Ana Cristina de Oliveira e sua enteada de 14 anos, oriundas da cidade de Soledade/PB.

Ainda de acordo com o delegado, o investigado Allan Júnior é um estelionatário que responde processos em mais de dez Estados e foi preso por Polícias Civis da 21 Seccional em Solânea no dia 17 agosto de 2018. Allan foragiu da Cadeia local de forma inusitada em 19 de maio de 2019, quando foi liberado pelos funcionários da Cadeia para ir a um motel e não mais retornou, ainda subtraindo a arma de fogo funcional de responsabilidade do diretor da Cadeia.

Na época a Polícia Civil indiciou os Agentes Penitenciários pelos crimes de facilitação dolosa de fuga e prevaricação, sendo o foragido também indiciado pelo furto da pistola, onde o inquérito Policial foi enviado à Justiça.

 

 Informações da Delegacia Seccional em Solânea

 

 

Adolescente de 13 anos tenta entrar em cadeia com maconha colada nos pés em Belém

Um adolescente de 13 anos de idade foi flagrado com maconha colada nos pés. Ele estava na Cadeia Pública de Belém para visitar o irmão. O fato aconteceu na tarde desse domingo (8).

Os policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) conduziram o adolescente até a Delegacia de Polícia Civil.

A maconha foi encontrada com o adolescente durante a revista pessoal feita aos visitantes dos detentos. Ele a droga apreendida foram apresentados ao delegado para as providências legais.

 

clickpb

 

 

Fugitivo de cadeia publica foto na rede social: ‘só de boa mundão’

Um homem que fugiu da Cadeia Pública de Sumé publicou uma foto em uma rede social comemorando a liberdade. A legenda dizia: “só de boa mundão”.

Hugo Henrique Martins da Silva, conhecido como Huguinho, estava detido na unidade prisional e conseguiu fugir na madrugada do domingo (25), juntamente com outros três detentos. Os fugitivos abriram um buraco em uma das celas.

A fuga só foi percebida durante a contagem de presos na manhã de domingo.

Até o momento nenhum dos fugitivos foi recapturado.

Foto: reprodução

paraiba.com.br

 

 

Detentos fogem de cadeia pública de Sumé, na manhã deste domingo

Uma fuga de detentos foi percebida na manhã deste domingo (25), quando quatro apenados fugiram da Cadeia Pública de Sumé, no Cariri da Paraíba. O diretor da unidade prisional, Valcir Neves de Sousa, informou que os presos fizeram um buraco na parede da cela e conseguiram escapar.

A fuga dos detentos foi percebida na manhã deste domingo, quando os agentes penitenciários realizaram a contagem de presos. Os foragidos respondem por porte ilegal de arma, roubo e homicídio.

A policia fez rondas, mas até o momento, ninguém foi preso.

 

pbagora