Arquivo da tag: cadastros

MPF recomenda a Prefeituras da PB que revisem cadastros do Bolsa Família

bolsa familiaPara tentar evitar fraudes e recebimentos indevidos, o Ministério Público Federal (MPF) recomendou a várias prefeituras paraibanas que revisem em no máximo 60 dias os cadastros dos beneficiários do programa federal Bolsa Família. O MPF investiga recebimentos indevidos por falecidos, servidores públicos, doadores de campanha e empresários.

O procurador da República, Tiago Misael afirmou que revisão deve ser precedida de visita às famílias beneficiárias, com foco especial na caracterização do requisito de renda per capita vinculado à situação de pobreza e miserabilidade. Os cadastros que forem cancelados deverão ser enviados ao MPF.

O projeto Raio-X Bolsa Família, patrocinado pelas Câmaras Criminal e de Combate à Corrupção do MPF, identificou, a partir de ferramenta de inteligência desenvolvida pela própria instituição, quatro perfis suspeitos de beneficiários: falecidos, servidores públicos, doadores de campanha e empresários.

O levantamento, de abrangência nacional, é inédito porque não parte da autodeclaração de renda do cidadão, mas sim da análise do cruzamento de dados públicos fornecidas por diversas instituições, como Tribunal de Contas da União (TCU), Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Receita Federal e o próprio Governo Federal, por meio da Secretaria Nacional de Renda e Cidadania (Senarc).

De 2013 a maio de 2016, os pagamentos sobre os quais pairam suspeitas de irregularidades superam R$ 4 bilhões.

A recomendação foi expedida para os municípios de: São José de Caiana, São José da Lagoa Tapada, São José de Piranhas, São José do Brejo do Cruz, Serra Grande, Sousa, Triunfo, Uiraúna, Vieirópolis, São João do Rio do Peixe, Jericó, Joca Claudino, Lastro, Lagoa, Marizópolis, Mato Grosso, Monte Horebe, Nazarezinho, Nova Olinda, Paulista, Pedra Branca, Piancó, Poço Dantas, Poço de José de Moura, Pombal, Riacho dos Cavalos, Santa Helena, Santa Inês, Santana de Mangueira, Santana dos Garrotes, São Domingos, São Bentinho, São Francisco.

MaisPB com MPF

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Sisu ainda tem 3,2 mil vagas na PB: UFPB, UEPB e IFPB esperam cadastros

SisuAs universidades Estadual (UEPB) e Federal da Paraíba (UFPB) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) já realizaram duas chamadas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), mas apenas 3.939 vagas (54% do total) foram preenchidas. Ainda há 3.242 vagas abertas. Para preenchê-las, serão lançadas agora as listas de espera. As três instituições têm 37.196 cadastrados em espera. Não há limite para o lançamento de listas até o próximo dia 28 de março.

Contudo, se ainda assim restarem vagas, elas poderão ser ocupadas através de transferência voluntária ou pelo ingresso de graduados, no caso da UFPB; para os aprovados no vestibular, no caso da UEPB, ou ficarão ociosas, como é o caso do IFPB porque a instituição destina 100% de suas vagas para o Sisu. “Mas estamos preparando um esquema de convocações que não permita a existência de vagas ociosas no final de todo o processo. Por exemplo, se ainda houver 10 vagas abertas, convocaremos 50 candidatos na lista de espera já para garantir que todas sejam ocupadas”, explicou o procurador Educacional Institucional do IFPB, Antônio Feliciano Xavier Filho.

Novo Sisu – Outra alternativa visualizada pelo assessor técnico da Pró-Reitoria de Graduação da UEPB, Wagner Santos, é a abertura de um novo processo seletivo do Sisu no meio do ano. “A convocação encaminha os aprovados para a primeira e segunda entradas. Quase todas as vagas da primeira entrada já estão preenchidas, estamos convocando já para a segunda entrada. Mas se ainda sobrarem temos a alternativa de abrir o Sisu em julho. Sem falar no resultado do vestibular, que utilizamos para ocupar apenas 50% das vagas ofertadas anualmente”, observou.

Wagner explicou que na próxima semana será publicada a lista de espera com os nomes dos candidatos e também será disponibilizado um link para que eles confirmem o interesse em ocupar uma vaga e façam um cadastro. “Isso se fez necessário porque muitas vezes o candidato declara o interesse no MEC (Ministério da Educação), mas não vem fazer a matrícula. Com esse cadastro teremos na instituição uma declaração de interesse próprio”, frisou.

117 cursos estão disponíveis – De acordo com o estatístico da UFPB, José Leoncio Brandão Neto, apenas o curso de Medicina já preencheu todas as vagas. Os outros 117 cursos estão com oportunidades abertas. O curso com maior número de vagas disponíveis na UFPB são Ciência da Computação, com 31 vagas, no campus de Rio Tinto; Secretariado Executivo Bilíngue, com 29 vagas, no campus de Mamanguape; Hotelaria no campus de Mamanguape e Ecologia no campus de Rio Tinto, ambos com 27 vagas. As outras instituições não informaram os cursos com maior número de vagas em aberto.

Wagner Santos ponderou que, mesmo com o risco de vagas ociosas, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Sisu ainda é melhor do que o vestibular tradicional. “O Sisu é um processo em consolidação. Diferente do vestibular que já era usado há anos. Estamos analisando todo o processo para corrigir falhas e com o passar dos anos ele vai se aprimorar cada vez mais. Fomos os pioneiros no Estado a aderir ao Sisu com 100% das vagas. No primeiro ano tivemos que lançar oito chamadas. Mas o que vai preencher as vagas de forma mais massiva é a lista de espera. Até 2015, todas as instituições federais terão aderido ao Sisu com 100% das vagas”, argumentou.

Jornal Correio da Paraíba