Arquivo da tag: Cabral

Juiz que mandou prender Cabral e Eike pede escolta e carro blindado

marcelo-bretas-juizResponsável pela prisão do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) e do empresário Eike Batista, o juiz federal Marcelo da Costa Bretas precisou pedir à Justiça escolta e carro blindado. A solicitação foi feita ao Tribunal Regional Federal (TRF) da 2ª Região em decorrência de “situações suspeitas”, disse uma fonte.

Na última sexta-feira (10), o titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pelos desdobramento da Lava Jato no Estado, tornou réus na Operação Eficiência Eike Batista e o ex-governador do Rio por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Bretas aceitou denúncia do Ministério Público Federal apresentada no mesmo dia.

Eike foi acusado pela força-tarefa da Lava Jato de ter pago US$ 16,5 milhões em propina ao esquema liderado por Cabral para ter benefícios em seus negócios.

Já o ex-governador foi acusado por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Ambos estão presos no complexo penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio. O ex-governador do Rio já é réu em três ações penais.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Aos berros, Garotinho vai para complexo penitenciário de Bangu onde está Cabral

Alexandre Cassiano / Agência O Globo
Alexandre Cassiano / Agência O Globo

Como aliados, os ex-governadores Anthony Garotinho (PR) e Sérgio Cabral (PMDB) dividiram o mesmo palanque até a eleição de 2006. A partir desta sexta-feira, os arqui-inimigos vão compartilhar o mesmo complexo prisional, o de Gericinó, em Bangu. Após determinação da Justiça, Garotinho foi levado sob protestos para para o presídio José Frederico Marques, no Complexo de Bangu. Uma ambulância dos Bombeiros, acompanhada de policiais federais, pegou o ex-governador no Hospital Municipal Souza Aguiar, , no Centro do Rio, onde estava internado desde ontem após passar mal na superintendência da Polícia Federal. Mais cedo, Cabral foi encaminhado para Bangu 8, onde ficam os presos com ensino superior.

Acompanhado da mulher, a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, e a filha e deputada federal Clarissa Garotinho, o ex-governador entrou na ambulância gritando para que não o levassem e pedindo respeito, “porque era um homem enfartado”.

– Me solta, me solta. Eu sou um enfartado. Vocês me respeitem – gritou com a voz bem rouca.

Rosinha também protestou, gritando:

– Meu marido não é ladrão. Deixa eu ir com ele. Eu quero ir com ele – protestou, ao lado da filha que também gritava para não levarem o pai para Bangu.

Vários funcionários foram para a porta do hospital e comemoraram a ida de Garotinho para Bangu, durante a saída da ambulância.

A temporada de Garotinho no Souza Aguiar irritou a Polícia Federal. A Secretaria municipal de Saúde informou hoje que, durante um exame de esforço, Garotinho relatou “dor intensa” no peito, o que pode indicar obstrução nas artérias. Os médicos, então, agendaram para a segunda-feira um cateterismo para investigar se há mesmo a interrupção. O hospital afirma que seguiu o “protocolo da Sociedade Brasileira de Cardiologia”.

O exame foi marcado para o Instituto Estadual de Cardiologia Aloysio de Castro, no Humaitá. A atitude, sem prévia comunicação às autoridades, irritou o delegado responsável pela investigação, Paulo Cassiano.

— A atitude do Souza Aguiar está sob suspeita para nós. Estamos tentando ver uma maneira de fazer a transferência. Foram marcados exames em outro estabelecimento hospitalar, mas isso não pode ser feito sem autorização do juízo, porque ele é um preso e está escoltado pela Polícia Federal — disse o delegado, antes da decisão da Justiça.

Procurada para comentar as críticas, a Secretaria de Saúde não respondeu.

Por ironia, foi Sérgio Cabral mesmo quem inaugurou a unidade de Bangu 8, em 2008. Por lá, já passaram o empreiteiro Fernando Cavendish, ex-amigo do peemedebista e hoje em prisão domiciliar, o bicheiro Carlinhos Cachoeira e o banqueiro André Esteves. Em Bangu 8, estão ex-diretores da Eletronuclear presos na Lava-Jato.

Da passarela da Avenida Brasil, pedestres aguardam a passagem do comboio com Cabral preso – Reprodução de TV

No caminho até a penitenciária, manifestantes se amontoaram nas passarelas na Avenida Brasil e gritavam palavras de ordem enquanto passava o comboio com Cabral. Na porta do presídio, também houve manifestação, assim como na porta da Polícia Fdederal, onde os manifestantes usavam guardanapos na cabeça, lembrando o episódio de um jantar de Cabral com empreiteiros em Paris.

Garotinho também foi encaminhado para o complexo prisional de Bangu após ter alta do hospital municipal Souza Aguiar, no Centro. O blog de Garotinho continua sendo atualizado mesmo depois de sua prisão. Hoje, uma postagem comemorou a prisão de Cabral.

Com o título “Cabral é preso por corrupção de R$ 224 milhões, bem diferente de Garotinho, acusado por dar Cheque Cidadão aos mais humildes”, o texto diz que “a hora de Sérgio Cabral chegou”.

BANHO DE SOL E VISITAS

Em um ofício enviado hoje à força-tarefa da Lava-Jato, o secretário estadual de Administração Penitenciária, Erir Ribeiro, afirma que o sistema prisional do estado está em condições de receber e dar total segurança a Cabral. Em nota, a secretaria informou que todos os internos “são tratados de forma igualitária, com direito a banho de sol, refeições e visitas após o cadastramento”.

Sérgio Cabral chega ao Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu – Reprodução de TV / Agência O Globo

O cardápio em Bangu 8 é composto por arroz ou macarrão, feijão, farinha, carne branca ou vermelha, legumes, salada, sobremesa e refresco. No desjejum, são servidos pão com manteiga e café com leite. O lanche é pão com manteiga ou bolo. Os presos nas duas unidades de Bangu 8, a masculina e a feminina, têm que usar uniforme próprio do sistema penitenciário do Rio.

Bangu 8 foi inaugurado quando os últimos presos da Penitenciária Pedrolino Werling de Oliveira, no antigo Complexo Penitenciário Frei Caneca, no Estácio, foram transferidos para lá. Bangu 8 herdou o nome dessa penitenciária, que tinha sido construída em 1976 como anexo da Penitenciária Milton Dias Moreira, e era destinada a presos políticos oriundos da Ilha Grande.

Antes de Bangu, outros complexos penitenciários ficaram em evidência por abrigar políticos e empresários envolvidos em esquemas de corrupção. Na Papuda, em Brasília, ficaram os presos do mensalão. A unidade virou tema de marchinha de carnaval. Com a Lava-Jato, parte dos presos foi levada para a Superintendência da PF em Curitiba e, depois, para o Complexo Médico-Penal, em Pinhais.

Manifestantes com guardanapos na cabeça acompanham saída de Cabral da PF – TASSO MARCELO / AFP

O Globo

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Ex-diretor da Petrobras envolve Eduardo Campos, Sergio Cabral e Roseane Sarney em esquema de propina

roberto-costaO ex-governador de Pernambuco e ex-candidato à Presidência Eduardo Campos, morto em um acidente de avião no último dia 13 de agosto, e o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) estariam entre os beneficiários de um esquema de corrupção da Petrobras, segundo o ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa.

Os nomes dos dois ex-governadores e da atual governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), teriam sido mencionados por Costa em depoimento à Polícia Federal, informa reportagem publicada pela revista Veja em sua edição deste fim de semana.

O ex-executivo da Petrobras foi preso em março deste ano sob a acusação de participar de um esquema de lavagem de dinheiro comandado pelo doleiro Alberto Youssef e optou por colaborar com a polícia, concordando com a delação premiada.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Nos depoimentos prestados à Polícia Federal desde o dia 29 de agosto, Paulo Roberto Costa teria dito que os três governadores mencionados (todos de Estados com grandes projetos da Petrobras), seis senadores, um ministro e pelo menos 25 deputados embolsaram dinheiro ou tiraram algum proveito da parte dos valores desviados dos cofres da Petrobras.

Nomes

 

Entre os nomes mencionados pelo ex-diretor, cujos depoimentos já contam mais de 40 horas, estariam os atuais presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB), além do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB), e dos senadores Ciro Nogueira (PI), que é presidente nacional do PP, e Romero Jucá (PMDB-RR), ex-líder de governo.

Leia mais notícias no R7

Também aparecem na suposta lista de Paulo Roberto Costa os deputados Cândido Vaccarezza (PT-SP), ex-líder do governo na Câmara, e João Pizzolatti (PP-SC). O ex-ministro das Cidades Mário Negromonte (PP) seria outro citado como beneficiário. Costa ainda teria dito à polícia que João Vaccari Neto, secretário nacional de finanças do PT, era quem fazia a ponte entre o partido e o esquema de propinas da Petrobras.

Cabral, Roseana e Campos teriam sido mencionados por Costa

Uol 

 

Espetáculo “O Homem Vermelho” será nesta quinta no Teatro Severino Cabral, em CG

teatro-abrao-as-cortinasO projeto solo do dançarino carioca Marcelo Braga encena histórias que um corpo carrega e suas formas de comunicação. Há três anos afastado da cena como intérprete, devido a um raro linfoma de pele, o dançarino passou a observar o mundo através de frestas em espaços privados. Da janela de seu apartamento, pelos corredores e salas de espera de consultórios e hospitais, o artista foi construindo pouco a pouco o percurso narrativo desta criação, que revisita com humor e otimismo fatos e histórias de sua vida.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Marcelo apresenta para o público campinense o espetáculo “O Homem Vermelho” realizado em parceria com Simone Spoladore (colaboração dramatúrgica), Domenico Lancellotti (trilha sonora), Laura Samy (assistência de direção) e Walter Carvalho (vídeo).

A apresentação do espetáculo será nesse dia 16 (quinta-feira), às 20h, no Teatro Municipal Severino Cabral, em Campina Grande. Ingressos aos preços de quatro reais (inteira) e dois reais (meia entrada).

DELIVERY

O Teatro Municipal Severino Cabral já está com as vendas de ingressos, também, em sistema delivery. Os interessados podem por telefone solicitar a compra do ingresso e recebê-lo em casa ou no local de sua preferência (trabalho, colégio, entre outros). Na oportunidade o cliente pode informar onde quer sentar (parte lateral direita ou esquerda, parte central ou no piso superior).

 

Contatos na administração do Teatro e solicitação de ingressos pelo novo sistema através do telefone 3322.7490.

“Nos cinquenta anos de arte do municipal precisamos inovar para atender o público com conforto, comodidade e o respeito que ele merece”, comentou o diretor Aluízio Guimarães.

Assessoria de Imprensa do Teatro Severino Cabral

Teatro Municipal Severino Cabral comemora 49 anos

 

O Teatro Municipal Severino Cabral comemora 49 anos próximo dia 30 de novembro. Para comemorar quase meio século de Cultura e Arte o palco que já recebeu artistas de renome internacional e grandes nomes das artes brasileiras vai comemorar seu aniversário com uma vasta programação, com espetáculos de teatro, dança e música.

Dias 26 e 27 bailarinas e bailarinos do Espaço de Dança apresentam o ballet “Aquarela Nordestina”. No dia 28 será apresentado ao público o Stand Up com Zé Cavalcanti “As aventuras de um Cômico”. Já no dia 29 a atriz Beth Goulart apresenta o monólogo “Simplesmente Clarice” e no dia 30, aniversário do “Templo das Artes” a cantora Elba Ramalho volta ao palco do Municipal para apresentar o show “Acústico”. Todas as atrações se apresentam a partir das 20h.

No Mini Teatro Paulo Pontes, de 28 a 30 será realizada a “Mostra de Cinema Paraibano” às 18h, com coordenação do Moinho de Cinema da Paraíba e Cozinha de Produção.

Já no dia 1º de dezembro, no Departamento de Artes da UEPB – DART haverá o lançamento do Curta “Francis Taylor depois da Ribalta” de Thiago Alisson, seguido de apresentação do artista.

Também no dia 1º será realizada a festa de aniversário do Teatro, denominada “Nos embalos de sábado à noite”. A diretora da Casa de Espetáculos, Alana Fernandes, falou que “são 49 anos prestados a cultura campinense, então vamos festejar o aniversário do teatro celebrando também a arte e a amizade, por isso escolhemos fazer uma festa a fantasia, para que juntos artistas, estudantes, colaboradores, parceiros, produtores, os que torcem pelo crescimento e engrandecimento da cultura campinense esqueçam as divergências e juntos vamos levantar a bandeira da cultura que tem as cores do respeito às diferenças e ao multiculturalismo”.

Para participar da festa a fantasia, que terá início às 22h, no Ventura Recepções, os artistas podem retirar a senha no teatro a partir do dia 26 de novembro, o público em geral pagará uma entrada de R$ 20,00 (preço único).

Ainda dentro da programação festiva a Galeria de Artes Irene Medeiros recebe de 28/11 a 21/12 a Exposição Fotográfica de César de Cesário com Esculturas de Labas intitulada “Dois”.

As ações de comemoração do Teatro Municipal contam com a parceria da Universidade Estadual da Paraíba.

SERVIÇO

 

26 e 27/11: Ballet “Aquarela Nordestina”

28/11: Stand Up com Zé Cavalcanti “As aventuras de um Cômico”

29/11: Beth Goulart com o Monólogo “Simplesmente Clarice”

30/11: “Acústico”, show musical com Elba Ramalho

Todos com início às 20h

 

Galeria de Artes Irene Medeiros

28/11 a 21/12 – Exposição Fotográfica de César de Cesário com Esculturas de Labas “Dois”

 

Mini Teatro Paulo Pontes

28, 29 e 30/11: “Mostra de Cinema Paraibano”, às 18h, coordenação Moinho de Cinema da Paraíba e Cozinha de Produção

01/12: DART, às 18h, lançamento Curta “Francis Taylor depois da Ribalta” de Thiago Alisson

 

01/12: Festa a fantasia “Nos embalos de sábado à noite”, às 22h, no Ventura Recepções (artistas retirar a senha no teatro a partir do dia 26. Público em geral entrada R$ 20, preço único)

 

 

 

 

 

 

 

 Assessoria Imprensa para o Focando a Notícia

Campina Grande: Cia Jovem do Teatro Bolshoi se apresenta no Severino Cabral


 

A Cia. Jovem da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil estará em Campina Grande nos dias 07, 08 e 09 de setembro. Amanhã (07) será realizado um workshop com profissionais da Cia. Jovem para bailarinos de dança contemporânea e dança clássica, no Studio de Dança Fernanda Barreto, localizado na rua João Machado, 267. No sábado, dia 08, uma Audição será realizada no dia 08 de setembro para seleção de novos alunos para a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil. No dia 09, a Cia Jovem se apresenta, às 17h e 20h, no Teatro Municipal Severino Cabral. Os ingressos estão à venda no teatro no valor de R$40 (inteira) e R$20 (meia-entrada).

O espetáculo “Gala Bolshoi”, que faz parte da turnê Nordeste, é formado por um conjunto de coreografias diversificadas que fazem parte do repertório da instituição. As apresentações são compostas por dança contemporânea, dança folclórica e trechos de renomados balés de repertório que proporcionam ao público diferentes tipos de emoções e uma mistura de ritmos contagiantes. As coreografias da Gala destacam o principal talento de cada um dos bailarinos, levando ao público o resultado do trabalho diário realizado pela instituição.

 Maria Zita Almeida para o Focando a Notícia

Corte do TRE indefere registro e barra candidatura de Sara Cabral a prefeita da cidade de Bayeux

A Corte do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) indeferiu, na manhã desta sexta-feira (31), o registro de Sara Cabral (DEM) – candidata a prefeita da cidade de Bayeux, barrando a democrata para concorrer às eleições deste ano. A Corte entendeu que ela estava inelegível por ter tido contas rejeitadas no Tribunal de Contas da União (TCU). A decisão foi por quatro votos contra dois.

O Procurador Regional Eleitoral, Yordan Delgado, em seu parecer oral, opinou pelo indeferimento do registro de candidatura de Sara Cabral. “Na condenação do TCU temos, inegavelmente ato doloso de improbidade administrativa. O convênio com o Ministério da Ação Social causou danos aos cofres públicos. Está lá nos autos da decisão. O dinheiro era para ser usado no combate a exploração sexual infantil. Não é de estranhar que esse tipo de crime continua crescendo lá porque o dinheiro não foi empregado”, disse Yordan.

O advogado de defesa de Sara Cabral, Carlos Fábio, argumentou que as condenações sofridas pela candidata não configuraram ato doloso de improbidade administrativa. “Não existe dano ao erário, não existe malversação. Eu não sei por que dizer que a omissão em prestar contas é, necessariamente, ato doloso de improbidade administrativa. No TCE o julgamento foi suspenso por decisão da justiça e no TCU o que houve foi omissão de prestação de contas que foram prestadas depois de forma extemporânea”, explicou o advogado.

Os votos – O relator do processo, juiz João Bosco Medeiros, entendeu que ficou configurado o ato doloso de improbidade administrativa na condenação de Sara Cabral. “Aqui é o caso da aplicação da famosa Alínea ‘G’ e está comprovado nos autos do TCU que está configurado o ato doloso. Dessa forma eu voto pelo indeferimento da candidatura de Sara”, argumentou.

Depois de pedir vistas dos autos em mesa – prazo de dez minutos para analisar melhor o caso e dirimir dúvidas no recurso – o juiz Márcio Accioly votou pelo deferimento da candidatura de Sara Cabral. “É possível, perfeitamente, concluir que sequer houve exame de mérito sendo rejeitadas as contas apenas por terem sido apresentadas de forma extemporânea. Entendo a decisão do TCU, porém não consigo vislumbrar o alegado ato de improbidade administrativa”, relatou.

O voto de Márcio Accioly foi acompanhado pelo desembargador José Di Lorenzo Serpa.

Miguel de Britto Lyra, Sylvio Pélico Porto Filho e Tércio Chaves acompanharam o voto do relator e decidiram pelo indeferimento da candidatura de Sara Cabral.

Na Zona Eleitoral – A candidatura de Sara Cabral (DEM) a prefeita de Bayeux já havia sido indeferida pelo juiz Antônio Rudimacy Firmino de Sousa, da 61ª Zona Eleitoral. O magistrado levou em conta, em seu julgamento, os termos da Lei Complementar 64/90, com as alterações introduzidas pela Lei Complementar 135/2010 (Lei da Ficha Limpa). De acordo com essas duas leis, Sara encontra-se inelegível para disputar eleições para qualquer cargo eletivo porque estaria sendo considerada ficha suja.

Processo no TCU – Um dos processos que levaria Sara Cabral a ser enquadrada na Lei da Ficha Limpa é o tramitado no Tribunal de Contas da União (TCU) que julgou irregulares, nos autos do processo n. TC 003.151/2009-2, as contas do convênio celebrado entre o Ministério da Assistência Social e o Município de Bayeux, na gestão da então prefeita. O TCU aplicou-lhe, ainda, multa e a condenou ao pagamento do débito, por considerar que houve omissão no dever de prestar contas e aplicação irregular dos recursos oriundos do convênio.

Em acórdãos datados de 22/09/2009 e 26/07/2011, Sara Cabral teve suas contas rejeitadas por vício insanável, ou seja, em razão da omissão do seu dever de prestar contas no devido prazo. Ela apresentou tais contas cinco anos após a data final para entrega, configurando-se ato doloso de improbidade de administrativa, nos termos do art. 11, VI, da Lei n. 8.429/92, ou seja, a candidata agiu com dolo e omissão.

A ex-prefeita Sara Cabral teve sua candidatura indeferida pelo juiz Antônio Rudimacy Firmino de Sousa, da 61ª Zona Eleitoral. Na última sexta-feira (10), o Tribunal Regional Federal (TRF), através da desembargadora federal Margarida Cantarelli, seguiu a deciso do juiz Antônio Rudimacy Firmino e manteve o indeferimento da candidatura de Sara Cabral.

A defesa de Sara pretendia suspender no TRF os efeitos da decisão da Justiça Federal que, em 31 de janeiro deste ano, proferiu sentença contrária a ex-prefeita, condenando-a por ato de improbidade administrativa, determinando, entre outras penalidades, a suspensão dos seus direitos políticos pelo prazo de três anos, contado a partir do trânsito em julgado.

O juiz Tércius Gondim Maia, da 2ª Vara Federal, determinou ainda o pagamento de R$ 41 mil em favor da União e o pagamento de multa civil no valor correspondente à sua última remuneração na qualidade de prefeita.

A ação contra Sara Cabral foi movida pelo Ministério Público Federal. Ela é acusada de não ter prestado contas de um convênio, no valor de R$ 42.400,00, com o Fundo Nacional de Assistência Social (FNAS), destinado à execução de medidas de combate à violência e abuso sexual contra crianças e adolescentes. O projeto foi orçado em R$ 46 mil, sendo R$ 41.400,00 à conta do FNAS e R$ 4.600,00 pelo município de Bayeux. Por esse motivo, ele também teve as contas reprovadas pelo Tribunal de Contas da União.

Fonte: Nice Almeida – PolíticaPB

Com candidatura impugnada em Bayeux, Sara Cabral recorre; jurídico alega que candidata não foi ouvida

Oito candidaturas foram registradas no Tribunal Regional Eleitoral na manhã desta quinta-feira (09), das quais duas foram indeferidas: Rodrigo Alves (PSOL), por falta de quitação eleitoral e Sara Cabral (DEM), enquadrada na lei do Ficha Limpa.

Carlos Germano, advogado da ex-prefeita, garantiu que a impugnação será revertida e a candidatura será mantida. Segundo o advogado, eles estão aguardando que uma liminar seja suspensa.

“Ela não foi intimada a se defender, por isso, acordo será suspenso”, contou o defensor.

O advogado ainda lembrou que outros casos semelhantes foram registrados em Serra Branca, Patos e Cajazeiras o que corroborará com a alegação  da candidata da coligação “Para Cuidar de Bayeux”.

Yves Feitosa

Exame detecta trauma, e goleiro Rafael Cabral é cortado da Seleção

O goleiro Rafael Cabral está fora das Olimpíadas de Londres. O arqueiro foi cortado nesta terça-feira por conta de um problema no cotovelo direito. Ele foi submetido a um exame de ressonância magnética na segunda-feira, e os médicos da seleção brasileira constataram um trauma no local. Gabriel, ex-Cruzeiro e hoje no Milan, entrará na vaga do atleta do Santos e será a outra opção para a posição, junto com Neto, da Fiorentina.

Antes do anúncio oficial, feito pelo médico da Seleção, José Luís Runco, Rafael Cabral caminhou pelo gramado próximo aos quartos dos atletas. Em seguida, ele acompanhou um trabalho na academia realizado pelo goleiro Neto, sob a supervisão do fisioterapeuta Odir de Souza. Coube ao médico do time canarinho e ao diretor de Seleções da CBF, Andrés Sanches, confirmarem a informação.

– Ele sofreu um trauma no cotovelo e, ao examinarmos, ele tinha dor e pouca capacidade de mobilização. Pela posição em que ele atua e em termos de Olimpíadas, nós temos apenas 18 atletas e dois goleiros, não tivemos outra solução. Fizemos uma imagem de ressonância e foi vista uma contusão óssea, um trauma que o osso sofre e que precisa de repouso. Requer repouso e como temos apenas dois atletas, tivemos que tomar uma posição de sentar e conversar com a comissão técnica da necessidade da troca – afirmou Runco.

Rafael Cabral durante a coletiva do corte (Foto: Mowa Press)Visivelmente abatido, Rafael Cabral lamenta o corte dos Jogos de Londres (Foto: Mowa Press)

Com saída do arqueiro do Peixe, Mano relacionou Renan Ribeiro, do Atlético-MG, para ficar de stand by. O jogador vai embarcar para Londres para se juntar ao grupo na noite desta terça-feira. Andrés admitiu a chegada de um novo arqueiro, mas preferiu não confirmar o nome.

– É uma situação que não esperava, não queria. Estamos tristes, mas infelizmente por um problema clínico vamos cortar o Rafael. Será convocado um outro atleta, mas como no Brasil não deu para falar com o clube por conta do horário, nós vamos revelar o nome mais tarde. Será chamado um entre os 35. O Gabriel vai para segundo goleiro e virá um outro para ficar entre os quatro que estão na lista de espera – disse Andrés.

O problema de Rafael Cabral aconteceu na manhã de segunda-feira, no CT do Arsenal. O goleiro sofreu uma pancada no cotovelo direito e acabou deixando a atividade comandada pelo preparador Francisco Cersósimo. Com a saída do titular, Neto, ex-Atlético-PR e atualmente na Fiorentina, vai atuar no time principal.

– Foi em um treinamento de cruzamentos e acabei me chocando com aqueles bonecos que ficam no gramado. Na hora, a dor foi muito grande, mas segui no treinamento – contou Rafael, visivelmente abatido com o corte e que levará de duas a três semanas para retornar aos treinamentos com o Santos.

Boneco utilizado nos treinos da Seleção feminina para os Jogos de Londres (Foto: Mowa Press)Boneco utilizado nos treinos da Seleção feminina é
parecido com o que causou a lesão no goleiro
Rafael Cabral, em St. Albans (Foto: Mowa Press)

Na coletiva, Rafael contou como foi a reação dos familiares com o corte.

– Todos tristes, conversei com a minha família, com os meus pais, com a minha esposa. Falei com eles agora, mesmo sendo tão cedo no Brasil. Meu pai soube do exame por vocês porque eu não tinha comentado nada com ele. Ficou triste, desesperado…- contou.

Rafael Cabral fez o exame em uma clínica particular próxima a St. Albans. O atleta foi acompanhado do médico da seleção brasileira, José Luís Runco. Coincidentemente, antes mesmo da contusão do goleiro do Santos, Gabriel havia ido a Cardiff, no País de Gales, para concluir o credenciamento para ter acesso às áreas olímpicas e participar das atividades do time canarinho.

Vale lembrar que Gabriel está com o grupo desde as atividades no Rio de Janeiro e também viajou para Londres. Mano Menezes optou por levar três atletas para a posição justamente por conta de um possível contratempo, que acabou se concretizando nesta terça-feira.

A seleção brasileira estreia nos Jogos de Londres na próxima quinta-feira, às 15h45m (de Brasília), contra o Egito, em Cardiff, no País de Gales. Sportv transmite o confronto ao vivo, e o GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real.

GLOBOESPORTE.COM

Deputado do PT flagrado enviando mensagens a Cabral nega blindagem

O deputado federal Cândido Vaccarezza (PT-SP) negou nesta sexta-feira, em nota, que exista blindagem nos trabalhos da CPI do Cachoeira.

Ontem ele foi flagrado enviando uma mensagem de celular ao governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), dizendo para que o peemedebista “não se preocupar”. O governador corria o risco de ser convocado a depor na comissão.

As imagens da troca de mensagens de celular entre Vaccarezza, um dos principais articuladores da base governista na CPI, e Cabral foram registradas por um cinegrafista e exibidas na edição desta quinta-feira do jornal “SBT Brasil”.

Vaccarezza é flagrado tentando blindar Sérgio Cabral em CPI; veja

Na nota, Vaccarezza disse que qualquer pessoa que tiver relação com a organização de Carlos Cachoeira será investigado. “Não vamos compactuar com a espetacularização ou com o esvaziamento da investigação.”

O deputado afirma que o texto da mensagem captado pela TV “refletiu sua preocupação pessoal com tensionamentos pontuais entre o PT e o PMDB” e que seu objetivo foi de “deixar claro ao governador Sérgio Cabral que, apesar das discordâncias pontuais, a boa relação entre nossos partidos deve ser mantida”.

Ele também disse que o governador Sérgio Cabral (PMDB) não foi citado em nenhuma gravação dos inquéritos, conforme atestado nos depoimentos dos delegados da Polícia Federal à comissão e que, portanto, “não tem sentido falar em uma suposta ‘blindagem'”.

No entando, o deputado diferencia o caso do governado do Rio do possível envolvimento de Marconi Perillo (PSDB) com Cachoeira: “Contra quem pesam suspeitas fortes de que havia uma cota de funcionários do seu governo indicados pela organização criminosa, principalmente na Polícia Civil e no Detran-GO”.

Folha Online