Arquivo da tag: Cabedelo

Porto de Cabedelo: ministro da Infraestrutura assina arrendamento no valor de R$ 183,5 milhões

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, assinou, nesta segunda-feira (29), o contrato de arrendamento no Porto de Cabedelo (PB) e nove contratos de adesão de Terminais de Uso Privado (TUPs). A estimativa é de que a medida vá garantir investimentos de mais de R$ 500 milhões e ampliar a movimentação de cargas nas regiões Norte, Sul e Nordeste.

“As assinaturas de hoje representam quase R$ 500 milhões de reais de novos investimentos no setor portuário. Esses contratos trazem segurança jurídica e permitem a realização de novos investimentos”, declarou o ministro.

A área arrendada no Porto de Cabedelo é de um pouco mais de 24 mil metros quadrados e é destinada à movimentação de granel líquido. O valor do investimento será de R$ 183,5 milhões e estabelece critérios para a alteração do projeto executivo.

No último mês de março o presidente Jair Bolsonaro já havia confirmado o leilão de arrendamento de áreas portuárias, incluindo Cabedelo, fato que foi comemorado pela Companhia Docas na Paraíba, já que o arrendamento amplia a movimentação de cargas. Os leilões aconteceram entre os dias 22 de março e 5 de abril deste ano.

PB Agora

 

 

Vereador de Cabedelo, réu da Operação Xeque-Mate, passa mal durante audiência

O vereador afastado de Cabedelo, Antônio Bezerra do Vale Filho, passou mal logo no início da primeira audiência dos envolvidos na Operação Xeque-Mate. O inquérito de mais de 40 testemunhas e nove réus que respondem ao caso começou na manhã desta quarta-feira (26) no Fórum de Cabedelo.

Antônio Bezerra do Vale Filho precisou ser atendido pelo Corpo de Bombeiros que estava no local após passar mal. Apesar do susto, aparentemente não foi nada de grave e o réu irá continuar na audiência.

O juiz Henrique Jorge Jácome de Figueiredo, da 1ª Vara da Comarca de Cabedelo, vai presidir a sessão.

A presença da imprensa não foi permitida durante os inquéritos dos réus e testemunhas envolvidos na Operação Xeque-Mate. De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça da Paraíba, o pedido foi feito pela defesa e acatado pelo juiz para que fosse preservado o direito de imagem dos acusados.

Durante a audiência, serão interrogados os réus Wellington Viana França (ex-prefeito de Cabedelo), Marcos Antônio Silva dos Santos, Leila Maria Viana do Amaral, Adeildo Bezerra Duarte, Inaldo Figueiredo da Silva, Jaqueline Monteiro França (ex-presidente da Câmara dos Vereadores e esposa de Wellington Viana), Antônio Bezerra do Vale Filho, Lúcio José do Nascimento Araújo e Tércio de Figueiredo Dornelas Filho.

 

(Foto: Walla Santos)

clickpb

 

 

Francês é encontrado enforcado em iate na praia do Jacaré, em Cabedelo

A Polícia Militar e o Samu foram acionados, na manhã deste domingo, após receberem a informação de que um corpo estava pendurado em um iate, na praia do Jacaré, em Cabedelo, Litoral da Paraíba.

A vítima é um francês, cujo nome não foi divulgado. Ele teria subido na parte mais alta do iate e pulado com a corda amarrada no pescoço. Profissionais do Samu informaram que o homem já não apresentava sinais vitais quando o resgate chegou.

As causas serão investigadas pela 7ª Delegacia de Polícia Civil.

 

pbagora

 

 

Pescador é preso suspeito de estuprar a neta de 13 anos, em Cabedelo, na PB

Um pescador de 55 nos foi preso na noite desta segunda-feira (20), suspeito de estuprar a neta de 13 anos, no município de Cabedelo, Região Metropolitana de João Pessoa. Uma outra criança também seria vítima do suspeito.

O caso foi descoberto porque a neta contou para uma professora da escola. Conforme a delegada Amim Oliveira, os abusos aconteciam desde os 10 anos e a criança nunca revelou o que acontecia porque recebia ameaças do suspeito. Um laudo sexológico comprovou o estupro.

Após relatar para a professora, a mãe da criança foi chamada na escola, juntamente com a companheira dela, que confessou que também suspeitava que o homem abusava da filha dela.

O homem foi preso em flagrante porque ameaçou agredir a companheira da filha. Ele foi conduzido para a Central de Polícia Civil, em João Pessoa.

G1

 

Acidente no pátio de espera da balsa, em Cabedelo deixa mulher ferida

Um atropelamento deixou uma mulher ferida neste domingo (12), dentro do pátio de espera da balsa de Cabedelo. De acordo com informações de funcionário do local, que preferiu não se identificar, um usuário acabou perdendo o controle do carro e atingiu a mulher.

“Ele tem uma caminhonete e alegou que teve problemas na marcha, ao invés de frear, ele acelerou. Aí atingiu em cheio a mulher que voou por cima da mureta, caindo na areia”, disse.

Chamado uma unidade do Corpo de Bombeiros chegou ao local e após dar os primeiros socorros, levou a mulher para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Já o usuário que ocasionou o acidente permaneceu no local esperando a perícia realizada pela polícia.

 

pbagora

 

 

 

Bolsonaro anuncia datas de leilões de áreas portuárias e inclui Porto de Cabedelo

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), anunciou na manhã desta quinta-feira (21) por meio do seu perfil no Twitter as datas dos leilões de dez áreas portuárias no País, incluindo no Porto de Cabedelo, na Paraíba. Ele pretende arrecadar R$ 700 milhões com as privatizações.

“Nos dias 22 de março e 5 de abril serão leiloadas 10 áreas portuárias que trarão investimentos e empregos no setor e em sua capitalização. Os portos são em Vitória (ES), Cabedelo (PB), Vila do Conde e Miramar no (PA) e podem render neste momento inicial na ordem de R$ 700 milhões”, postou.

Bolsonaro afirma que, no Brasil, as concessões visam ao combate à corrupção e também têm como objetivo “mudar a economia”.

“Para tal, temos que tirar do Estado o que puder para ser administrado pelo setor privado”.

O presidente também postou o anúncio no perfil do Instagram:

paraiba.com.br

 

Vitor Hugo (PRB) é eleito prefeito de Cabedelo, na Paraíba

Vitor Hugo (PRB) foi eleito prefeito do município de Cabedelo, localizado na Região Metropolitana de João Pessoa, na eleição suplementar, realizada neste domingo (17). O candidato, que é o atual prefeito interino do município, obteve 23.169 votos, o equivalente a 73,07% dos votos válidos desta eleição.

Outros três candidatos participaram da disputa. Eneide Regis (PSD) ficou em segundo lugar, com 6.199 votos (19,55%), seguida de Marcos Patrício (PSOL), que obteve 1.461 votos (4,61%), e de José Eudes (PTB), que teve 878 votos (2,77%).

A votação teve início às 8h e foi encerrada às 17h. A apuração das urnas encerrou por volta das 19h, quando foi divulgado o resultado oficial da eleição, pela Justiça Eleitoral. Dos 46.448 mil eleitores aptos a votarem nesta eleição, 34.597 (74,49%) foram às urnas para escolher o novo prefeito.

Ao fim da votação, a Justiça Eleitoral contabilizou 31.707 votos válidos (91,65%), 976 brancos (2,82%), 1.914 nulos (5,53%). Houve 11.851 abstenções (25,51%).

Vitor Hugo tem 45 anos, é casado e pai de dois filhos. Ele é formado em Direito e é também presidente da Câmara da cidade, razão pela qual foi empossado prefeito do município. A chapa tem como candidato a vice-prefeito Aguinaldo Silva e conta com a coligação formada pelo PRB, DEM, MDB, PROS, PDT e PSB.

Urnas substituídas

Durante a realização do pleito, duas urnas eletrônicas apresentaram problemas, no período da manhã, e foram substituídas rapidamente, conforme informou o chefe do cartório da 57ª Zona Eleitoral, Robson Cardoso.

PM não registrou ocorrências eleitorais

A Polícia Militar não registrou nenhuma ocorrência eleitoral na cidade de Cabedelo, da sexta-feira (15) até o fechamento das urnas, que aconteceu às 17h deste domingo. Durante o período, a corporação disse que trabalhou na escolta e guarda de urnas, realizou o policiamento nos 32 locais de votação e intensificou a presença em várias localidades.

Conforme a PM, foi utilizado um reforço de aproximadamente 150 policiais. As ações continuam na cidade para garantir a segurança no pós-resultado, devido às comemorações.

A eleição

O pleito estava inicialmente marcado para dezembro deste ano, mas foi suspenso pelo Tribunal Superior Eleitoral. As novas eleições para a prefeitura de Cabedelo foram determinadas pela Justiça Eleitoral após a renúncia do ex-prefeito Leto Viana, em outubro do ano passado.

Ele está preso desde o dia 3 de abril em decorrência da Operação Xeque-Mate, desencadeada pelo Ministério Público do Estado da Paraíba e Polícia Federal, para desarticular um esquema de corrupção na Prefeitura e na Câmara de Cabedelo. Desde então, ele está preso na carceragem do 5° Batalhão da Polícia Militar.

G1

 

Travessia de balsa Cabedelo/Lucena será suspensa no dia 31/10

A travessia Cabedelo/Lucena e Lucena/Cabedelo será suspensa na próxima quarta-feira, dia 31 de outubro, das 14h às 16h para exercício que será realizado no Porto de Cabedelo.

A informação foi publicada, por meio de informativo, pela Capitania dos Portos da Paraíba. O trajeto é frequentemente realizada por moradores e turistas que circulam entre os municípios.

Confira o documento:

 

 

pbagora

Eleição de Cabedelo já tem data marcada e novo candidato no páreo

O novo pleito da cidade de Cabedelo que deve acontecer por conta da renúncia do prefeito afastado Leto Viana, já tem data marcada. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiu que as eleições extraordinárias serão realizadas no dia 9 de dezembro. Leto foi preso durante ações da Operação Xeque-Mate, que apontou a existência de uma organização criminosa à frente da máquina pública de Cabedelo.

O gestor que for eleito comandará a cidade até 2020.

Até então três nomes já oficializaram a disputa pela Prefeitura: o prefeito interino Vitor Hugo (PRP), o atual vereador Janderson Brito (PSDB) e o presidente do PSOL na cidade, Marcos Patrício, agora mais um nome surge como opção para a população, trata-se do vereador José Eudes (PTB) que engrossa a lista dos pré-candidatos.

“Estou lançando o meu nome como pré-candidato a prefeito e espero que o povo compreenda nesse momento quem realmente quer o bem da cidade e quem quer continuar com a quadrilha” disparou.

PB Agora

Esquema em Cabedelo desviou R$ 30 mi e teve até plano de homicídio

(Imagem: Alexandre Freire/Portal Correio)

A Operação Xeque-Mate, deflagrada pela Polícia Federal nesta terça-feira (3), expôs a existência de um esquema de corrupção responsável por desviar ao menos R$ 30 milhões e colaborar com o enriquecimento ilícito de agentes públicos em Cabedelo, na Grande João Pessoa. O Portal Correio reúne nesta postagem tudo o que se sabe sobre as investigações que resultaram num esvaziamento da gestão municipal.

A Prefeitura Municipal de Cabedelo informou em nota, nesta terça (3), que recebeu as informações a operação com calma e garante que a máquina pública vai funcionar normalmente, sem prejuízo à população. “Seguimos confiando na Justiça e aguardando determinações judiciais”, disse a Comunicação da prefeitura.

Início das investigações

As investigações relativas à Operação Xeque-Mate começaram há cerca de um ano, quando o ex-presidente da Câmara Municipal de Cabedelo, Lucas Santino, decidiu falar sobre irregularidades existentes na gestão. Segundo a Procuradoria-Geral de Justiça, as delações começaram após o vereador ser alvo de uma CPI. O delator disse ainda ter testemunhado o planejamento de um atentado para matar o vereador José Eudes. Este caso, no entanto, está sendo investigado separadamente e os responsáveis pela Xeque-Mate preferiram não comentar as suspeitas.

Dinheiro desviado

De acordo com as investigações, pelo menos R$ 30 milhões teriam sido desviados de recursos públicos em Cabedelo. Somente na Câmara Municipal, no biênio 2017-2018, o prejuízo chegaria a R$ 4 milhões. Na operação desta terça, a Polícia Federal apreendeu R$ 300 mil nas casas do prefeito Leto Viana e do atual presidente da Câmara, Lucio José.

Como funcionava o esquema

Segundo as investigações, os desvios aconteciam a partir do loteamento de cargos fantasmas, doações de terrenos com avaliações fraudadas e utilização de laranjas para ocultação patrimonial. Foi constatado que vários dos investigados conquistaram patrimônios bem acima do condizente com suas rendas.

Foram detectados funcionários fantasmas da prefeitura e da Câmara Municipal que recebiam salários de até R$ 20 mil e entregavam a maior parte para as autoridades locais, ficando de fato com valores residuais. As investigações ainda constataram doações fraudulentas de imóveis do patrimônio público municipal, bem localizados e de alto valor, para empresários locais sem que houvesse critérios objetivos para a escolha do beneficiado.

Troca de favores

Ainda conforme a delação que motivou a Xeque-Mate, o prefeito Leto Viana teria forçado vereadores a assinarem cartas-renúncia. Caso algum deles votassem contra as intenções da gestão, o documento seria protocolado. Por se arriscarem a assinar as cartas, os vereadores recebiam dinheiro e outros benefícios. Entre as decisões da Câmara alinhadas à vontade do prefeito, estaria o veto à construção de um shopping center na cidade.

Compra de renúncia de mandato

O ex-prefeito de Cabedelo, Luceninha, teria recebido R$ 5 milhões para renunciar ao mandato. Ele será investigado por isso.

Quem foi preso

Foram presos na Operação Xeque-Mate: o prefeito Leto Viana; o presidente da Câmara Lúcio José; os vereadores Jacqueline Monteiro, esposa do prefeito, Tércio Dornelas, Júnior Datele e Antônio do Vale; uma prima de Leto, Leila Viana, que atua na Secretaria de Finanças do Município; Inaldo Figueiredo, da comissão que analisa imóveis que podem ser comprados pela prefeitura; Marcos Antônio Silva dos Santos; Gleuryston Vasconcelos Bezerra Filho; e Adeildo Bezerra Duarte.

Afastamento de cargos

A Justiça decretou o afastamento cautelar do cargo de 85 servidores públicos, entre eles o prefeito e o vice-prefeito de Cabedelo e o presidente da Câmara Municipal. Também foram afastados os vereadores Rosivaldo Alves Barbosa, Josue Pessoa de Goes, Belmiro Mamede da Silva Neto, Francisco Rogerio Santiago Mendonça, Antônio Moacir Dantas Cavalcante Junior.

A Procuradoria-Geral de Justiça ressaltou que nem todos os afastados têm obrigatoriamente participação ativa no esquema, mas que, devido à ligação com alguns investigados, terão que se ausentar das atividades. A medida é por tempo indeterminado.

Continuidade da operação

A Operação Xeque-Mate deve acontecer até o fim desta terça-feira, mas os órgãos envolvidos do desmantelamento do esquema não descartam a deflagração de novas etapas.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br