Arquivo da tag: burro

Cinco são detidos por furto de burro e maus-tratos a animal levado em carro

Cinco homens foram conduzidos à Delegacia de Maranguape, no interior do Ceará, após furtarem um burro nesta terça-feira (31). O animal estava dentro de um carro e seria levado a Fortaleza para ser trocado por um carneiro.

Segundo a Polícia Civil, o grupo foi flagrado transportando o animal, na localidade de Serra do Lajeiro. O carro teve de parar por causa de um pneu furado e os policiais avistaram o burro dentro do carro, um Volkswagem modelo Gol.

Eles informaram aos agentes que o burro seria levado a uma feira na capital, onde seria trocado por um carneiro. O animal seria usado para comemorar o aniversário da mãe de um dos homens.

O delegado de Maranguape fez um termo circunstanciado de ocorrência (TCO) por maus-tratos. No início desta tarde, os agentes de segurança localizaram o dono do burro e constataram que o animal havia sido furtado. Um inquérito deverá ser instaurado na delegacia, e os suspeitos poderão responder também por furto.

Burro foi furtado e colocado dentro do carro. Grupo foi detido nesta terça-feira (31) em Maranguape (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Burro foi furtado e colocado dentro do carro. Grupo foi detido nesta terça-feira (31) em Maranguape (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Animal foi furtado em Maranguape e seria trocado por um carneiro em Fortaleza (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Animal foi furtado em Maranguape e seria trocado por um carneiro em Fortaleza (Foto: Wellington Preira/Divulgação/Polícia Civil)

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Homem dorme em carroça de burro e animal segue viagem na Paraíba

Um homem dormiu enquanto estava guiando uma carroça de burro em uma rodovia estadual no Cariri da Paraíba. Mesmo sem as coordenadas do dono, o burro que puxava a carroça continuou a viagem pela rodovia. Um passageiro de um caminhão, que passava pela via, filmou o ocorrido e acordou o homem, evitando que ocorresse um acidente.

No vídeo, é possível ver que o animal trafega no meio da via de rolamento e, ao perceber a aproximação do caminhão, vai para a área do acostamento e depois retorna, chegando a invadir a contramão da rodovia e ir até o acostamento da faixa contrária.

O flagrante ocorreu na PB-264, entre as cidades de São Sebastião do Umbuzeiro e Monteiro, no Cariri.

A viagem desgovernada só foi parada pois o homem que filmava a cena desceu do caminhão e, com amigos, segurou o animal e acordou o homem. O dono da carroça de burro agradeceu ao grupo e continuou a viagem.

Do G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Frei Betto: “Lula seria muito burro se tentasse esconder algo indevido”

Carlos Cecconello Folhapress
Carlos Cecconello Folhapress

Para Frei Betto, um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores e integrante do primeiro mandato do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a condução coercitiva do ex-presidente pela Polícia Federal, na última sexta-feira, foi um “abuso de autoridade” e deu mais fôlego ao partido, que estava com a autoestima baixa devido às denúncias de corrupção.

Coordenador do Programa Fome Zero, que ainda no começo do Governo Lula foi substituído pelo atual Bolsa Família, ele escreveu dois livros em que analisou os Governos petistas: A Mosca Azul – Reflexão Sobre o Poder e Calendário do Poder. De Quito, para onde foi nesta semana para ministrar palestras, ele respondeu por e-mail aos questionamentos do EL PAÍS sobre o momento político atual.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Pergunta. Como avalia a condução coercitiva do ex-presidente Lula?

Resposta. Vejo como um abuso de autoridade. O juiz Sérgio Moro tem o dever de respeitar os ex-presidentes da República, inclusive Lula. O Ministério Público e a Polícia Federal poderiam ter interrogado Lula em sua casa, não havia necessidade daquela pirotecnia de carro de polícia, homens armados etc. A ditadura militar tratou melhor o ex-presidente Juscelino Kubitschek, ao inquiri-lo, do que Lula foi tratado em plena democracia.

P. Como viu a reação do PT de pedir a mobilização de seus filiados nas ruas? Acredita que a polarização entre os lados pode se tornar algo grave para o país?

R. O juiz Sérgio Moro prestou um serviço ao PT que, devido às denúncias de corrupção que envolvem alguns de seus dirigentes, andava com baixa autoestima. O apoio de amplos setores da população ao Lula demonstra que ele continua a ser um líder de massa, talvez o único hoje no Brasil. Não creio que haverá polarizações graves, além de bate-bocas e empurrões e alguns socos. Porém, me preocupa o fato de o PT não ter aproveitado seus 12 anos no Governo para politizar a nação. Por isso, hoje o debate político é mais emocional que racional.

P. Você acha que a base do PT ainda está disposta a defender Lula, mesmo diante das suspeitas de corrupção e dos cortes feitos pelo Governo Dilma?

R. Sim, a base do PT é integrada pelo movimento sindical, movimentos populares, setores das pastorais populares da Igreja Católica e amplo contingente de eleitores. Embora crítica à desastrosa política de ajuste fiscal do Governo Dilma, essa base se mobiliza quando se trata de evitar o impeachment e a volta da direita no Executivo federal.

P. Você acredita na inocência do ex-presidente Lula?

R. Não tenho nenhuma razão para duvidar da integridade de Lula. Ele seria muito burro se, com uma trajetória de vida tão exposta, tentasse esconder algo indevido.

P. Como vê o fato de o ex-presidente morar e usar com frequência imóveis de amigos?

R. É uma opção dele, e isso nada tem de ilegal, ilícito ou imoral.

P. Como vê o futuro do PT? O que o partido precisa fazer para sair dessa crise?

R. Precisa fazer uma profunda autocrítica. Embora os Governos Lula e o primeiro mandato de Dilma tenham sido os melhores de nossa história republicana, muitos equívocos foram cometidos nesses 12 anos de Governo. Um deles, ter priorizado o acesso dos brasileiros a bens pessoais, como carro, linha branca (geladeira, fogão, micro-ondas etc), TV a cores, celular etc. Deveria ter priorizado o acesso aos bens sociais, como educação, saúde, moradia, saneamento, transporte, segurança etc. Resultado: criou-se uma nação de consumistas e não de cidadãos. Daí a raiva de amplos setores que, sacrificados pela alta da inflação e do desemprego (que já superam dois dígitos), já não pode comprar como antes.

P. Lula já se lançou como candidato para 2018. Ele deve mesmo concorrer ou acha que é o momento de o PT se afastar do poder e se reestruturar?

R. Lula só não será candidato a presidente em 2018 se morrer antes ou se Dilma concluir seu Governo com menos de 10% de aprovação.

P. Qual o caminho para o Governo Rousseff?

R. Mudar a política econômica, mobilizar o apoio dos movimentos sociais, promover reformas estruturais, como as política, agrária e tributária.

P. Mudar a política econômica significa voltar ao desenvolvimentismo? Economistas acreditam que isso pode ser perigoso para o país, neste momento.

R. Perigosa é essa recessão agravada pelo aumento da inflação e do desemprego. Não sou economista, mas se é para fazer ajuste fiscal o Governo deveria, primeiro, exigir sacrifícios de quem tem mais. Promover uma reforma tributária que obrigue os mais ricos, as 5.000 famílias brasileiras que detêm 49% do PIB, a contribuírem mais. Há que impor um sistema tributário justo.

 

El Pais

Doutorando da USP é vítima de injúria por ser nordestino: “Seu paraíba pobre burro, ignorante comedor de areia!”

professorO leitor é testemunha de que nas poucas vezes em que esse espaço foi usado para externar questões de fundo pessoal, excepcionalmente se reportaram ao nascimento de meus filhos. Ponto. Entretanto, nesta quarta-feira, uma nova exceção justifica a incursão na medida em que o fato a ser tornado público tem ressonâncias que extrapolam o campo estritamente pessoal. Adquire, por isso mesmo, caráter coletivo, de interesse público. O fato: fui surpreendido no último sábado com as mais estúpidas e gratuitas agressões no bate-papo do Facebook, reproduzidas abaixo, com identificação do autor (certamente fake), com o qual não tenho qualquer vínculo ou conhecimento:
Gabriel Paulo

Início da conversa no bate-papo

Sábado 11:05

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Seu paraiba pobre burro fudido! Nunca será. Miseravel ignorante comedor de areia! Petista imbecil! Vai aprender a ler filho da p… antes de sair procriando q nem rato!

Volta pra tua terra miseravel!!!

Nordestino filho da p…! Aposto q vive de migalha do governo. Babão comedor de areia. Nunca será! Zé povinho!

Gentalha como vc tem que ser exterminada pra nao procriar mais!
​         Esse tipo abjeto de manifestação é reflexo do tom beligerante que invadiu as redes sociais (especialmente os microblogs) nos últimos meses. Foi algo estimulado por sociólogos, jornalistas e até um ex-presidente após as últimas eleições presidenciais, responsabilizando os nordestinos “burros” e “analfabetos”, segundo eles, pela derrota do candidato tucano.  Para essas pessoas, a campanha ainda não acabou. Atropelam, com isso, noções de civilidade e espírito democrático, itens que deveriam nortear a política.

 

Quanto ao “cidadão” em questão, espero contar com apoio do Ministério Público Federal no sentido de identificar a real identidade do autor das manifestações de preconceito e ódio, além do crime de injúria racial contra nordestinos configurado e que não deveria ficar impune.

 

polemicaparaiba

‘Criminoso mais burro do mundo’ é preso ao esquecer de sair do Facebook em roubo

facebookNicholas Wig, 26, foi preso na terça-feira (24) em St. Paul, no Estado americano de Minnesota, depois de olhar seu perfil no Facebook e de esquecer de se deslogar após um roubo, informou a CBS Minnesota. “É o criminoso mais burro do mundo”, disse o dono da casa roubada, James Wood.

O ladrão fugiu com os cartões de crédito, dinheiro, celular e relógio de Wood, mas deixou para trás seus sapatos, jeans e cinto, que estavam molhados porque chovia.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Quando percebeu que Wig havia deixado seu perfil no Facebook aberto, Wood postou a informação de que o jovem havia roubado sua casa e compartilhou seu telefone pedindo mais informações. Então o próprio Wig lhe enviou uma mensagem de texto, e os dois concordaram em se encontrar. Segundo Wood, Wig pareceu pensar que, se devolvesse o celular que havia roubado em troca das roupas que havia deixado para trás, tudo ficaria bem.

Mas, assim que Wood viu Wig caminhando em direção à sua casa, telefonou para a polícia. O ladrão foi preso no local e, se condenado, poderá enfrentar uma sentença de dez anos e US$ 20 mil em multas.

Ig

Mesmo com proibição, prefeito chega para posse montado em burro no RS

Prefeito chegou para a posse montado em um burro em Passa Sete (Foto: Tiago Guedes/RBS TV)

Mesmo com a proibição da Justiça Eleitoral do Rio Grande do Sul, o prefeito eleito de Passa Sete, Vanderlei Batista, usou um burro para se deslocar até a Câmara de Vereadores e tomar posse na manhã desta terça-feira (1). A liminar foi concedida na segunda-feira (31), mas nenhum policial ou oficial de Justiça apareceu para impedir a atitude inusitada do eleito. Durante a campanha eleitoral, Vanderlei foi chamado de burro pelo opositor.

Se o apelido pegar, não tem problema”
Vanderlei Batista

“Eu fui chamado de burro em um debate que fizemos em uma rádio. E eu fiz uma promessa, que se ganhasse a eleição, viria de burro para a posse”, diz Batista. “Estou cumprindo a minha promessa”, explica.

 A decisão da juíza Luciane Glesse, de Sobradinho, ateudeu a uma representação movida pela coligação Passa Sete Somos Todos, adversária de Vanderlei no pleito realizado na cidade do Vale do Rio Pardo. Além de proibir o uso do animal na posse, a Justiça determinou a busca e apreensão de camisetas com frases consideradas ofensivas ao PMDB de Passa Sete.

 A origem da polêmica foi o debate entre os candidatos Vanderlei Batista, do PTB, e Ataídes Lopes, do PMDB. Na ocasião, Ataídes chamou o adversário de burro. Vanderlei passou a usar a frase em seu favor na campanha, inclusive com a confecção de camisetas com a imagem do animal.

Vestido com trajes típicos do Rio Grande do Sul, o prefeito desfilou por uma avenida montado no burro e acompanhado de tradicionalistas a caminho da prefeitura. Já com o diploma na mão e pronto para começar o trabalho, Batista não teme que a brincadeira tenha consequências negativas.

“Olha, eu nunca tive apelido, mas se pegar, não tem problema. A gente leva na brincadeira”, conclui.

G1