Arquivo da tag: bunda

Homem é esfaqueado após passar a mão na bunda de amigo

Um homem está internado em estado grave na UTI do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa após ter sido esfaqueado pelo próprio amigo na tarde desta quinta-feira (26), no bairro Valentina de Figueiredo.

De acordo com informações, a vítima teria passado a mão na bunda do amigo, que não gostou da atitude e desferiu quatro golpes de faca, inclusive nas nádegas.

Marília Domingues/Flávio Fernandes

 

 

Terapeuta afirma que crianças estão precisando de tapa na bunda

Para a terapeuta Denise Dias, falta de limites gera delinquentes.

Muitas mães têm dúvidas sobre como ensinar o que é certo e errado para seus filhos e isso acaba dividindo opiniões entre especialistas, porém, muitos entendem que dar palmadas nas crianças, com intenção de educar, é um ato traumatizante para as crianças e pouco eficaz. Apesar disso, há quem ainda pense o contrário, como a terapeuta infantil Denise Dias, que por meio da Editora Matrix, lançou o livro: ” Tapa na Bunda – Como impor limites e estabelecer um relacionamento sadio com as crianças em tempos politicamente corretos”.

O conselho da União Européia faz campanha contra as palmadas desde 1998 e este tipo de “punições físicas” já foram criminalizadas em 22 países. Em abril de 2010, cientistas da Universidade de Talune (EUA) publicaram uma pesquisa feita com crianças entre três e cinco anos, constatando que aquelas que eram corrigidas com palmadas pelos pais, tinham 50% de chance de desenvolver agressividade. No Brasil, uma lei que visa proibir a palmada tramita no congresso desde 2002, sendo apoiada por Luiz Inácio Lula da Silva e por Xuxa Meneghel, fazendo com que a lei ganhasse notabilidade. Porém, apesar destes ícones terem colaborada com a publicidade do assunto, os que são contra a ‘Lei da Palmada’ começaram a querer, de certa forma, provar que tais ícones não tem credibilidade para falar sobre o assunto, já que o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva responde a vários processos e a apresentadora Xuxa Meneghel já participou de um filme polêmico, chamado “Estranho Amor”, em que ela aparece tendo tem relações sexuais com um garoto de apenas 12 anos.

A terapeuta Denise Dias, que é contra a lei que visa proibir palmadas, atende crianças e adolescentes há mais de dez anos, dentro e fora do Brasil, e não vê problema nenhum em pais darem palmadas em seus filhos. Inclusive, afirma: “As crianças estão precisando de tapa na bunda!”. Ela crê que há uma grande carência em impor limites em crianças, e complementa: ” virou uma bagunça tão grande que hoje nós temos uma geração de adolescentes delinquentes”. Denise crê que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) já proíbe a violência contra as crianças e, por conta disso, não é necessário a aprovação da lei da palmada, já que a palmada não é uma violência de fato. Ela também explica que a palmada não deve ser dada por qualquer coisa, mas sim em último caso, quando o pai já tentou corrigir os erros dos filhos de outras formas e não obteve sucesso. Ela afirma que a palmada serve para impor limites e que, muitas vezes, é ela quem resolve.

Denise crê que os pais possuem autoridade indiscutível perante os filhos e isso é uma questão de hierarquia. Também faz crítica a pais que ficam filosofando e/ou com “teses de doutorado” com filhos de cinco anos, pois isso é totalmente ineficiente, já que a criança não consegue captar a mensagem e, com isso, os pais acabam “criando monstros”.

O livro escrito por Denise causou polêmicas e algumas pessoas, defensoras da “Lei da Palmada”, estão fazendo campanha contra o livro, por achar que ele a defende agressão contra as crianças.

terrainteressante

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Para promover torneio de futsal, belgas acertam bolas em bunda de modelo

bola-na-bundaNa Bélgica, jogadores do Antuérpia fizeram um vídeo promocional curioso para a revista Clint. Para promover um torneio de futsal, a revista promoveu uma disputa de pênaltis diferente entre jogadores e modelos locais. O objetivo, em vez de fazer o gol, era acertar o traseiro das moças. Depois elas recebiam a forra e chutavam a bola nos atletas. Os jogadores Joren Dom, Derreck White e Adrian Brovina foram “escalados” para participar do insólito confronto. Veja o vídeo abaixo:

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

globoesporte