Arquivo da tag: Brasil

Brasil tem 114 mortes e 3.904 casos confirmados de coronavírus, diz ministério

O Ministério da Saúde divulgou neste sábado (28) o mais recente balanço dos casos da Covid-19, doença causada pelo coronavírus Sars-Cov-2. Os principais números são:

  • 114 mortes
  • 3.904 casos confirmados
  • 2,8% é a taxa de letalidade
  • São Paulo concentra 1.406 casos, e o Rio, 558

O balanço acrescentou 22 mortes e 487 casos confirmados ao total. No balanço anterior, da sexta-feira (27), o Brasil tinha 92 mortes e 3.417 casos confirmados.

Das 22 mortes acrescentadas ao total no país neste sábado, o estado de São Paulo teve 16 mortes. Já são 84 mortes em SP.

De acordo com o Ministério da Saúde, até as 15h, havia 569 pessoas internadas com confirmação para Covid-19 no país. O números consideram as pessoas cujos resultados dos testes já foram apresentaram e testaram positivo. O número não considera casos suspeitos.

Este é o segundo maior aumento diário de casos confirmados no Brasil até agora. Na sexta-feira, foram 503 novos casos.

Durante seu pronunciamento na apresentação dos dados, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que não tem covid-19. Ele afirmou que faz o teste com frequência e até agora todos deram negativo.

Casos de coronavírus no Brasil — Foto: Arte G1

Casos de coronavírus no Brasil — Foto: Arte G1

 

G1

 

 

O número de apostadores cresce no Brasil. Aprenda como apostar online

Com o passar dos anos, o mundo vai apresentando novos cenários e condições. Neste contexto, também acabam surgindo profissões que ganham força, enquanto que outras acabam perdendo espaço. Um exemplo de atividade que vem crescendo bastante no Brasil é de apostador.

Esse é, aliás, um crescimento relativamente esperado. Em diversos países pelo mundo, o apostador é uma profissão normal, assim como muitas outras. É o caso da Inglaterra, por exemplo. Por ser considerado o “país do futebol”, seria natural esperar uma onda de interesse no assunto por aqui também.

Como as apostas no Brasil estão cada vez mais fazendo parte da vida do brasileiro?

No contexto de crescimento de uma atividade, nós não podemos ignorar o efeito manada. Existem diversos estudos que mostram como o ser humano gosta de seguir tendências seja para não ficar de fora de um crescimento, seja pelo conforto de, em caso de erro, não estar sozinho.

Isso por si só talvez já indicaria uma razão para o crescimento das apostas esportivas. No entanto, não é apenas isso. As casas de apostas estão cada vez mais próximas do brasileiro — algo que pode ser visto tanto nos comerciais de televisão, como também nos próprios jogos de futebol. Os sites de apostas, afinal, começam a dominar os patrocínios.

As casas de apostas realmente pagam se você ganhar?

Um medo muito comum no mercado das apostas esportivas é sobre o pagamento de apostas ganhas. O receio, claro, é de um golpe das casas de apostas, algo que não se justifica quando você utiliza de casas de apostas confiáveis. É o caso da Bet365, por exemplo.

Nesta plataforma, assim como em muitas outras, as apostas ganhas são pagas em questão de segundos após o término de uma partida. Ou seja, você não tem sequer que ter algum tipo de preocupação em cobrar a casa de apostas.

Como saber se uma casa de apostas é segura?

Para ter essa tranquilidade de recebimento, você precisa trabalhar com casas de apostas seguras. A Bet365, como mencionamos, é um exemplo disso. Mas, afinal, como saber o que configura uma casa de apostas confiável?

Listamos alguns exemplos do que você pode fazer para filtrar sites de apostas e investir apenas em plataformas confiáveis. Veja quais são os pontos mais importantes:

  • Verifique no rodapé do site se há alguma regulamentação ou fiscalização
  • Procure na internet sobre artigos sobre a casa de apostas
  • Confirme opiniões de outros usuários em comentários e fóruns
  • Analise o histórico da casa de apostas, incluindo tempo de mercado
  • Valide a reputação em sites de registro de reclamações, como o Reclame Aqui
  • Teste o suporte da plataforma, confirmando se o contato é fácil

Como sacar seus ganhos?

Ao trabalhar com casas de apostas confiáveis, você não terá problema em ver suas apostas ganhas sendo pagas. E na hora de recuperar o dinheiro? Bom, aí basta solicitar um saque para a plataforma.

No geral, as boas casas de apostas oferecem uma boa variedade de métodos para você resgatar seu dinheiro. Entre eles estão transferência bancária, envio para uma carteira virtual e até criptomoedas. Verifique em cada plataforma quais são os formatos de saques permitidos antes mesmo de realizar o primeiro depósito.

 

 

 

O Brasil fabrica maus professores  

OS CENÁRIOS EDUCACIONAIS SÃO TÃO GRAVES QUE, NO BRASIL, OS CURSOS DE PEDAGOGIA DESPREZAM OS CONTEÚDOS BÁSICOS, A SEREM PRATICADOS EM SALAS DE AULA, E ADOTAM ATIVIDADES QUE NÃO FORMAM PEDAGOGOS PREPARADOS PARA LECIONAR.

Em 2008, a especialista em ensino superior e pesquisadora do núcleo de políticas públicas da Universidade de São Paulo, disse que os cursos de pedagogia alimentam e mantêm as péssimas escolas, que são incapazes de formar os bons professores para lecionar os conteúdos fundamentais e avaliar aprendizados.

Em nenhum país do mundo civilizado, ninguém será chamado de Médico, caso não tenha as competências necessárias para a aplicação dos conhecimentos básicos de medicina.

De modo semelhante, qualquer pessoa mal informada sobre os direitos e deveres fundamentais da humanidade, jamais deveria receber o honroso título de Bacharel em Direito.

Bacharéis em medicina, direito, engenharia, e em tantos outros cursos de graduação, são tão competentes quanto foram as aulas transmissoras de conhecimentos, e de conteúdos, que alicerçaram todos os longos anos de estudo, conduzidos e avaliados por bons professores, durante as provas, experiências laboratoriais e relatórios de pesquisas, necessários às avaliações teóricas em práticas operacionais.

Ninguém que se julgue profissional pode assim ser chamado caso não tenha domínio dos conteúdos fundamentais, associados à profissão que ele afirmativamente diz ter.

É inaceitável que maus médicos, advogados engenheiros, e principalmente os maus professores, queiram ter o direito de assim serem chamados, se revelam inconcebíveis limitações, e mesmo assim, concluíram algum curso de graduação, embora falem e escrevam cometendo erros de ortografia.

Em 2008, a especialista em ensino superior e pesquisadora do núcleo de políticas públicas da Universidade de São Paulo, disse que os cursos de pedagogia alimentam e mantêm as péssimas escolas, que são incapazes de formar os bons professores para lecionar os conteúdos fundamentais e avaliar aprendizados.

OS CENÁRIOS EDUCACIONAIS SÃO TÃO GRAVES QUE, NO BRASIL, OS CURSOS DE PEDAGOGIA DESPREZAM OS CONTEÚDOS BÁSICOS, A SEREM PRATICADOS  EM SALAS  DE  AULA,  E  ADOTAM ATIVIDADES QUE NÃO FORMAM PEDAGOGOS PREPARADOS PARA LECIONAR.

 

 

Bandidos atacam Banco do Brasil em Remígio/PB

A agência do Banco do Brasil do município de Remígio foi alvo da ação de criminosos na madrugada deste domingo (22).

De acordo com Informações da Polícia Militar, os criminosos um maçarico para tentar abrir um dos caixas eletrônicos da agência. Apesar da tentativa, os bandidos não conseguiram roubar o dinheiro.

A PM foi acionada, mas quando chegou ao local os bandidos já haviam fugido. Ao todo, ainda de acordo com polícia, três ladrões agiram na ação.

Paraíba Urgente

 

 

Mortes por Covid-19 no Brasil sobem para 11 e casos confirmados chegam a 904

O número de mortes em decorrência da Covid-19 subiu de seis para 11 entre quinta-feira (19) e sábado (20), conforme atualização divulgada pelo Ministério da Saúde. O boletim epidemiológico oficial deste sábado ainda não foi divulgado, podendo sofrer alterações nos números a qualquer momento. Deste total, nove foram identificadas em São Paulo e duas no Rio de Janeiro.

Os casos confirmados da doença saíram de 621 para 904 de ontem para hoje. São Paulo acumula 396 casos, seguido por Rio de Janeiro (109), Distrito Federal (87), Ceará (55), Rio Grande do Sul (37) e Minas Gerais (35).

Além desses estados, foram mapeados casos na Bahia (33), Paraná (32), Pernambuco (30), Santa Catarina (21), Goiás (15), Espírito Santo (13), Mato Grosso do Sul (nove), Acre (sete), Sergipe (seis), Alagoas (cinco), Piauí e Amazonas (três em cada), Pará (dois) e Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Paraíba, Amapá, Tocantins, Rondônia (um em cada). Apenas Roraima não apresenta casos confirmados.

Medidas para conter Covid-19

Hoje o Ministério da Saúde não realizou a entrevista coletiva diária que vem promovendo nas últimas duas semanas. O anúncio de medidas adotadas pelo governo foi feito em entrevista no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro, do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e de outros representantes do governo. Durante o encontro, Mandetta disse que o sistema de saúde pode entrar em colapso em abril em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

 

Agência Brasil

 

 

O Coronavírus chegou ao Brasil, e agora?

É compreensível que muito do que é apresentado na mídia sobre o coronavírus (Covid-19), de fato, merece nossa atenção. Porém, é preciso informar também que, mesmo falando de números tão altos de pessoas infectadas, não há motivo para alarmismos. Os números altíssimos de infectados, considerando todos os países, correspondem a mais de 180 mil casos e 7400 mortes até o momento que este texto está sendo escrito, por isso precisamos tomar os devidos cuidados.  Observando essas informações, é preciso explicar algumas coisas.

A imensa maioria dos indivíduos que fazem parte desses mais de 180 mil casos estão bem de saúde. Afinal, eles já estão curados e seguindo com o curso normal de suas vidas. Eles ficaram “gripados” e há alguns poucos casos confirmados de pessoas assintomáticas, ou seja, que estiveram com o coronavírus e nem ficaram gripadas.

O número de mortes é muito baixo quando analisado o número de pessoas infectadas. Logo, temos a confirmação de que este vírus tem um baixo índice de letalidade quando comparado a outros.

Por ser uma nova cepa (uma variante dos outros coronavírus que existem) ninguém possui imunidade contra ele, daí a razão de um grande número de pessoas que vão ser infectadas e apresentar um quadro de gripe com os sintomas conhecidos: tosse, coriza, dor de garganta, dor de cabeça e febre durante alguns poucos dias. Lembrando que nem todos vão apresentar todos os sintomas.

O perigo é se a pessoa que foi infectada está dentro do que chamamos grupo de risco. Esse grupo corresponde aos indivíduos com idade a partir de 65 anos e aqueles com idade diferente que apresentem alguma destas condições que debilitem o indivíduo: imunossuprimidos (que apresentem alguma condição que baixe sua imunidade, como quimioterapia por exemplo), asmáticos, pessoas com bronquite, diabetes e hipertensão. Pessoas desse grupo possuem maiores chances de desenvolver a forma mais grave dessa gripe por coronavírus,

Crianças não fazem parte do grupo de risco e esse dado recentemente confirmado pelo CDC (Centro de Controle de Doenças, na sigla em inglês) dos Estados Unidos traz um pequeno alívio em período de preocupações, porém é importante informar que elas transmitem o vírus, por isso, deixá-las com seus avós causa preocupação. Elas podem até não apresentar sintomas e transmitir o vírus para os mais velhos. Escolas estão participando do trabalho de contenção paralisando suas aulas justamente por isso.

O mais importante neste momento é acompanhar os casos que estão sendo confirmados no Brasil e cuidar dos indivíduos do grupo de risco. Não há vacina específica para coronavírus e as vacinas que existem para os outros vírus não funcionam para este. Porém, devemos responder ao chamado da vacinação pois vai prevenir contra doenças muito mais graves, como sarampo, H1N1 e H3N2. Não há remédios específicos contra o Covid-19, o tratamento é direcionado contra os sinais clínicos. Não há fórmulas milagrosas e nada que grupos secretos estão escondendo. A melhor arma neste momento é a correta informação, boas práticas de higiene, convívio e principalmente, usar as redes sociais para divulgar as informações oficiais dadas pelo Ministério da Saúde. Pior que o coronavírus é apenas o “fakevírus”, que se espalha rápido disseminando terror pelos celulares de indivíduos que não se preocupam com a saúde da população.

Autores:

Prof. Dr. Benisio Ferreira da Silva Filho – Coordenador do Curso de Biomedicina do Centro Universitário Internacional Uninter.

Prof. Dra. Ivana Maria Saes Busato – Coordenadora do Cursos de Gestão de Saúde Pública e Gestão Hospitalar do Centro Universitário Internacional Uninter.

 

 

Segunda morte por coronavírus no Brasil ainda é caso em análise

O Brasil registrou nesta terça-feira (17) a segunda morte pelo novo coronavírus. A vítima é uma mulher de 76 anos de idade, segundo revelou a Rádio Bandeirantes.

[ Atualização 13h31: De acordo com a UOL, o caso está em análise e ainda não foi confirmado. ]

Ainda não há informações sobre a forma de contágio, mas, de acordo com a reportagem, o hospital particular não notificou a Secretaria de Saúde do estado.

Um homem de 62 anos, morador de São Paulo, também teve a morte confirmada nesta terça. Segundo informações da TV Globo, a vítima tinha diabetes, hipertensão e um problema na próstata. O homem estava hospitalizado, mas o seu quadro de saúde se agravou por causa do coronavírus.

O estado de São Paulo concentra o maior número de casos confirmados da doença: 152. Em todo país, segundo o Ministério da Saúde, são 234 casos confirmados.

Segundo informações da Secretaria Estadual da Saúde de SP, são 1.777 casos suspeitos de coronavírus no estado. O Governo de São Paulo avalia que o surto de coronavírus deve durar “de quatro a cinco meses”.

 

clickpb

 

 

Brasil tem 52 casos confirmados de novo coronavírus, aponta painel do Ministério da Saúde

São Paulo é o estado com mais casos e soma ao todo 30 pacientes com a Covid-19. Na sequência aparecem Rio de Janeiro (13), Bahia (2), Rio Grande do Sul (2), Distrito Federal (2), Alagoas (1), Minas Gerais (1) e Espírito Santo (1).

O Ministério da Saúde divulgou por volta das 17h desta quarta-feira (11) uma atualização do seu boletim sobre pacientes infectados com o novo coronavírus (Sars-Cov-2), agente causador da doença Covid-19.

Os principais dados são:

  • 52 casos confirmados, eram 34 na terça-feira
  • 907 casos suspeitos
  • 935 descartados

O balanço aponta que São Paulo é o estado com mais casos e soma ao todo 30 pacientes com a Covid-19. Na sequência aparecem Rio de Janeiro (13), Bahia (2), Rio Grande do Sul (2), Distrito Federal (2), Alagoas (1), Minas Gerais (1) e Espírito Santo (1).

Mudança com declaração de pandemia

O Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta disse no começo da tarde desta quarta-feira (11), que nada muda no Brasil com a declaração de pandemia do coronavírus. Ele afirmou ainda que pacientes com sintomas, que chegarem de outros continentes, serão considerados “casos suspeitos”.

“Para nós […] qualquer pessoa que chegue no Brasil ainda neste momento, com febre, tosse, gripe, já tem nexo para você poder falar: ‘oh, é um caso suspeito’. Por que? Porque veio de fora de locais que têm transmissão sustentada. Mas nós já estávamos trabalhando assim, né? Nós já estávamos com América, Europa, Ásia, Oceania. Só não estávamos ainda considerando os da América do Sul e África, agora são todos”, afirmou o ministro.

 

G1

 

 

Menor apoio à criação do partido de Bolsonaro foi da Paraíba e estado registrou apenas 53 assinaturas a favor do Aliança pelo Brasil

O partido do presidente Jair Bolsonaro conseguiu apenas 53 assinaturas na Paraíba para que conseguisse ser oficialmente reconhecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A coleta na Paraíba foi a menor de todos os estados que apoiaram a criação da legenda, o que aconteceu em apenas 13 das 27 unidades federativas do Brasil.

No total, o Aliança pelo Brasil coletou 8.034 assinaturas válidas de apoio em todo o país. São necessárias 492 mil assinaturas apresentadas junto ao TSE. A soma evidencia que houve apenas 1,6% de assinaturas da meta a ser alcançada.

Não houve assinaturas de apoio ao Aliança, por exemplo, no Acre, Amapá, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Pará, Roraima e Tocantins.

O Distrito Federal tem o maior número de assinaturas a favor da criação do Aliança: 1.444 pessoas assinaram.

Após essa baixa adesão, o Aliança desistiu de tentar disputar as Eleições 2020.

Veja os números nos estados, incluindo na Paraíba:

Rio Grande do Sul (1.337)

Santa Catarina (1.282), Paraná (1.196)

Mato Grosso do Sul (711)

Minas Gerais (697)

Amazonas (605)

Rondônia (209)

São Paulo (209)

Maranhão (139)

Rio de Janeiro (77)

Alagoas (75)

Paraíba (53)

 

clickpb

 

 

Brasil tem 34 casos confirmados de novo coronavírus, diz ministério

O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira (10) o mais recente balanço sobre os casos de pacientes infectados pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2), causador da doença batizada de Covid-19.

Os principais números são:

  • 893 suspeitos
  • 34 confirmados
  • 780 descartados

Ao todo, são 19 casos em São Paulo, oito no Rio de Janeiro e dois na Bahia.

Além disso, há um caso confirmado nos seguintes estados: Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Alagoas e Minas Gerais.

 

G1